SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Ir. Luiz Ribeiro 1
Gênesis 3 é um texto-chave para a
compreensão do restante da Bíblia. A
maneira de entender este capítulo
afeta a maneira de enxergar a própria
vida e o mundo com todas as suas
dificuldades. Nele aprendemos sobre:
Lei, comunhão, amor, pecado,
salvação, morte, graça, casamento,
livre arbítrio, entre outros temas.
Introdução da revista
- Vejam que a possibilidade de queda somente
existe em virtude da publicação da lei, pois
“onde não há lei também não há
transgressão”. Rm 4:15
- Então a lei é ruim? Não! A lei será sempre
boa; pois lei, em contrário senso, garante a
vida (Rm 7:7-14 )
- O problema é que lei foi criada para beneficiar
o homem bom e apenar o homem mau,
portanto quem mudou foi o homem Rm 13:3
Apossibilidade da queda
-“E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a
árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do
conhecimentodobemedomal,delanãocomerás;porqueno
diaemquedelacomeres,certamentemorrerás”Gn2.16-17
-Gn 2.16-17, foi a 1ª lei de Deus e serve de base para todos os
mandamentos(Ez18.20).
- O pecado de Caim Gn 4.8 e 16, homicidas praticam as obras
dopai,.Ver Jo8.44
- Uma leitura simples leva-nos a constatar a criação da pena
de morte, posteriormente foi delegada aos homens em Gn 9.6
(cf.Êx21.12,14;Nm.35.31;Dt19.1-13).
Conhecendo a Lei de Deus
-2árvores:davidaedaciênciadobemedomal;
-OtestedeAdãoéestendidoaoshomensRm7:9;
-OatoamorosodeDeusemGn3.22;
-Do fruto da vida somente pode comer os que são
justificados “Porque o que come e bebe
indignamente, come e bebe para sua própria
condenação, não discernindo o corpo do
Senhor”.
1Co11.29(vertambémAp 2.7; 22.2)
Apossibilidade da queda
-“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se
comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável
para dar entendimento; tomou do seu fruto, e
comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu
comela.”Gn3:6
- Não se compara com a passagem de Tg 1:14-15
“Mas cada um é tentado, quando atraído e
engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá
à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado,
geraamorte.Tg1:14,15
O processo da queda (Gn 3.1-6)
- Sendo o homem um ser terreno/divino, sua ação
teverepercussãonomundofísicoeespiritual.
-Físico: dores de parto, sofrimento, alteração na
natureza,tudoqueconhecemosbem;
- Espiritual: a imediata morte espiritual do
homem,cujoconceitodemorteestáem 2Ts 1:9;
- Portanto o homem perdeu a comunhão com
Deus, tendo sido implantado o sistema de
sacrifício Gn 4.4 ;17 com a promessa da vinda de
CristoGn3.15,findandoos sacrifícios.
O resultado da queda (Gn 3.7-24)
Entendendo a provisão divina (Gn 3.15)
 Significado do termo “ANTIGO TESTAMENTO”
 Qual seria a HERANÇA?
 Texto central do AT Ez 18.20a “A alma que pecar, essa
morrerá”
 Veja que, pela lei, fomos sentenciados à morte;
havendo, porém, uma promessa Gn 3.15 ratificada
em Is. 53.5 “Mas ele foi ferido por causa das nossas
transgressões, e moído por causa das nossas
iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre
ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”.
Provisão divina (Gn 3.15)
 Significado do termo “NOVO TESTAMENTO”
 Qual seria a HERANÇA?
 Texto central do Jo 3.16;
 Leiamos a Gl 4.4-7 (sobre herdeiro)
 Veja o texto de Jo 1.12 “Veio para o que era seu, e os
seus não o receberam. Mas, a todos quantos o
receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de
Deus, aos que crêem no seu nome; (éramos criaturas e
agora filhos)
 Leiamos a Colossenses 2.12-17 (sobre a cédula)
Provisão divina (Gn 3.15)
 Porque filho de Davi e não filho de Abraão?
 Davi o tipo perfeito de Cristo;
 Rei e Sacerdote (Mt 12.3-4)
 Mudou a hereditariedade do Reino de Israel, pois os
herdeiros de Saul foram todos mortos.
 Assim, sendo Davi um tipo de Cristo (rei aprovado) e
Saul é um tipo de Adão (rei reprovado), infere-se que,
assim como todos os herdeiros de Saul morreram, para
que prevalecesse o reino de Davi, assim também, todos
os herdeiros de Adão serão mortos, para prevalecer o
Reino de Cristo. É isso que fala 1 Co 15.22.
Conhecendo a justiça divina
Conceito: Para Deus a justiça está
alicerçada na fé em Cristo, vejamos
“E seja achado nele, não tendo a
minha justiça que vem da lei, mas a
que vem pela fé em Cristo, a saber, a
justiça que vem de Deus pela fé”;
Filipenses 3:9
11
Conclusão
12
Obrigado a todos
Ir. Luiz Ribeiro
Gênesis é o livro dos “bons começos”: do
universo, do planeta, da vida animal e
vegetal, da raça humana, da família, do
trabalho, etc. É também o livro dos “maus
começos”: do pecado, da rebeldia, da
desobediência, da omissão, etc. Como livro
dos “bons começos”, apresenta a provisão
divina para o problema do pecado.
O texto abaixo é adicional ao tema,
deixado de fora por motivo de limitação
do horário
Em Gn 2.16-17, foi promulgada Constituição
Divina, essa é a 1ª Lei de Deus e serve de base para
todos os mandamentos. Explicada em Ez 18.20.
A expulsão do Éden e as duas árvores. (1) 'da
vida' para impedir a morte física e relacionada com
a vida perpétua, Gn 3.22. O salvo terá acesso à essa
árvore (Ap 2.7; 22.2). (2) A 'da ciência do bem e do
mal' para testar a fé e obediência de Adão. Vejam,
Até a queda o Homem era inocente (incapaz de
discernir o bem e o mal) e exerceu seu livre
arbítrio, rebelando-se contra Deus e tornou-se
escravo do pecado.
Conhecendo a Justiça de Deus
Conhecendo a humanidade
 Criação do homem – Gn 2. 7-8
 Surgimento do homem ímpio – Gn 4.16
 O povo escolhido por Deus – Gn 17 (aliança com Abraão)
 O povo de Deus, ou os filhos de Deus – Jo 1:10-13
 Estes são co-herdeiros em Cristo - Rm 8:16,17
 A diferença povo de Deus e o mundo – 1 Jo 5.1-2 e 18-19
Com isso percebemos que a graça comum é estendida a
todos, porém a graça especial, somente para os que
recebem a Cristo
15
O maior ato de amor e graça divina
Qual seria? Gn. 1:26-28. A criação do homem e a honra
que lhe foi concedida.
É isso que declara 2 Tm 1.9 "Que nos salvou, e chamou
com uma santa vocação; não segundo as nossas obras,
mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi
dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos" (2 Tm
1:9).
Uma das maiores demonstrações de graça e misericórdia
concedida a um personagem bíblico é a vida do Rei
Manasses perito em iniquidade, idólatra, feiticeiro e
assassino dos próprios filhos (queimados), mas se
converteu ao Senhor e foi salvo. (2 Cr. 33-13).
16
Ir. Luiz Ribeiro
Lição 3
“E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a
árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do
conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no
dia em que dela comeres, certamente morrerás” Gn 2.16-17
Rm 7:6 e 2:12-16 8:1-3
17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Catecismo de heidelberg
Catecismo de heidelbergCatecismo de heidelberg
Catecismo de heidelberg
Luiza Dayana
 
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da SalvaçãoSoteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Dilean Melo
 

Mais procurados (20)

CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 10 Justificação
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 10 JustificaçãoCURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 10 Justificação
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 10 Justificação
 
Unidade 12 - Descobrindo o Plano de Salvação - Aspecto 2
Unidade 12 - Descobrindo o Plano de Salvação - Aspecto 2Unidade 12 - Descobrindo o Plano de Salvação - Aspecto 2
Unidade 12 - Descobrindo o Plano de Salvação - Aspecto 2
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Catecismo de heidelberg
Catecismo de heidelbergCatecismo de heidelberg
Catecismo de heidelberg
 
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
 
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da SalvaçãoSoteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
 
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 5 Substituição
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 5 SubstituiçãoCURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação  Aula 5 Substituição
CURSO BIBLICO A Doutrina da Salvação Aula 5 Substituição
 
Lição 9 - Espírito Santo, o Consolador
Lição 9 - Espírito Santo, o ConsoladorLição 9 - Espírito Santo, o Consolador
Lição 9 - Espírito Santo, o Consolador
 
Salvação e Livre Arbítrio
Salvação e Livre ArbítrioSalvação e Livre Arbítrio
Salvação e Livre Arbítrio
 
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
 
Unidade 10 - O Centro do Evangelho
Unidade 10 - O Centro do EvangelhoUnidade 10 - O Centro do Evangelho
Unidade 10 - O Centro do Evangelho
 
Unidade 13 - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Unidade 13  - O Plano da Salvação 3 - Salvação PlenaUnidade 13  - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Unidade 13 - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
 
Aula Jonatas 23: Jesus Cristo e o endemoninhado geraseno
Aula Jonatas 23: Jesus Cristo e o endemoninhado gerasenoAula Jonatas 23: Jesus Cristo e o endemoninhado geraseno
Aula Jonatas 23: Jesus Cristo e o endemoninhado geraseno
 
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de CristoLição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
 
a-graca
 a-graca a-graca
a-graca
 
Mortos, porém vivos Romanos 6:1-10
Mortos, porém vivos Romanos 6:1-10Mortos, porém vivos Romanos 6:1-10
Mortos, porém vivos Romanos 6:1-10
 
35 Os Pregadores do Movimento da Fé (Neopentecostalismo) (Parte 2 - Marco F...
35   Os Pregadores do Movimento da Fé (Neopentecostalismo) (Parte 2 - Marco F...35   Os Pregadores do Movimento da Fé (Neopentecostalismo) (Parte 2 - Marco F...
35 Os Pregadores do Movimento da Fé (Neopentecostalismo) (Parte 2 - Marco F...
 
Lição 2 - Deus o Criador
Lição 2 - Deus o CriadorLição 2 - Deus o Criador
Lição 2 - Deus o Criador
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 

Semelhante a Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-apresentada

Confissão de fé presb
Confissão de fé presbConfissão de fé presb
Confissão de fé presb
Jonatas Mendes
 
Lição 8 as mudançcas dos valores morais
Lição 8 as mudançcas dos valores morais Lição 8 as mudançcas dos valores morais
Lição 8 as mudançcas dos valores morais
francisco targino
 

Semelhante a Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-apresentada (20)

escola-de-batismo-2021.pdf
escola-de-batismo-2021.pdfescola-de-batismo-2021.pdf
escola-de-batismo-2021.pdf
 
apostila-escola-de-batismo-2021.pdf
apostila-escola-de-batismo-2021.pdfapostila-escola-de-batismo-2021.pdf
apostila-escola-de-batismo-2021.pdf
 
escola-de-batismo-2021 (1).pdf
escola-de-batismo-2021 (1).pdfescola-de-batismo-2021 (1).pdf
escola-de-batismo-2021 (1).pdf
 
Confissão de fé presb
Confissão de fé presbConfissão de fé presb
Confissão de fé presb
 
Catecismo Maior de Westminster
Catecismo Maior de WestminsterCatecismo Maior de Westminster
Catecismo Maior de Westminster
 
Jesus sua vida e sua obra
Jesus sua vida e sua obraJesus sua vida e sua obra
Jesus sua vida e sua obra
 
Lição 12 - Os pecados de omissão e de opressão - 3ºTri 2014
Lição 12 - Os pecados de omissão e de opressão - 3ºTri 2014Lição 12 - Os pecados de omissão e de opressão - 3ºTri 2014
Lição 12 - Os pecados de omissão e de opressão - 3ºTri 2014
 
O "AMOR", a maior arma da Igreja de Cristo no Tempo do Fim.
O "AMOR", a maior arma da Igreja de Cristo no Tempo do Fim.O "AMOR", a maior arma da Igreja de Cristo no Tempo do Fim.
O "AMOR", a maior arma da Igreja de Cristo no Tempo do Fim.
 
O anti cristo
O anti cristoO anti cristo
O anti cristo
 
Unidade 15 - O fim das Nações
Unidade 15 -  O fim das NaçõesUnidade 15 -  O fim das Nações
Unidade 15 - O fim das Nações
 
O que eu preciso fazer para ser salvo?
O que eu preciso fazer para ser salvo?O que eu preciso fazer para ser salvo?
O que eu preciso fazer para ser salvo?
 
Livre-arbítrio pense nisto
Livre-arbítrio pense nistoLivre-arbítrio pense nisto
Livre-arbítrio pense nisto
 
Alianças e Dispensações - Ourilândia - Atual.pptx
Alianças e Dispensações - Ourilândia - Atual.pptxAlianças e Dispensações - Ourilândia - Atual.pptx
Alianças e Dispensações - Ourilândia - Atual.pptx
 
O que é livre-arbítrio?
O que é livre-arbítrio?O que é livre-arbítrio?
O que é livre-arbítrio?
 
Principios elementares
Principios elementaresPrincipios elementares
Principios elementares
 
Lição 8 as mudançcas dos valores morais
Lição 8 as mudançcas dos valores morais Lição 8 as mudançcas dos valores morais
Lição 8 as mudançcas dos valores morais
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Poder sobre as doenças e morte - Lição 07 - 2º/2015
Poder sobre as doenças e morte - Lição 07 - 2º/2015Poder sobre as doenças e morte - Lição 07 - 2º/2015
Poder sobre as doenças e morte - Lição 07 - 2º/2015
 
O fardo e a cruz
O fardo e a cruzO fardo e a cruz
O fardo e a cruz
 
Teologia 34
Teologia 34Teologia 34
Teologia 34
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (8)

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Aula 3 a a queda do homem-21-01-18-apresentada

  • 2. Gênesis 3 é um texto-chave para a compreensão do restante da Bíblia. A maneira de entender este capítulo afeta a maneira de enxergar a própria vida e o mundo com todas as suas dificuldades. Nele aprendemos sobre: Lei, comunhão, amor, pecado, salvação, morte, graça, casamento, livre arbítrio, entre outros temas. Introdução da revista
  • 3. - Vejam que a possibilidade de queda somente existe em virtude da publicação da lei, pois “onde não há lei também não há transgressão”. Rm 4:15 - Então a lei é ruim? Não! A lei será sempre boa; pois lei, em contrário senso, garante a vida (Rm 7:7-14 ) - O problema é que lei foi criada para beneficiar o homem bom e apenar o homem mau, portanto quem mudou foi o homem Rm 13:3 Apossibilidade da queda
  • 4. -“E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do conhecimentodobemedomal,delanãocomerás;porqueno diaemquedelacomeres,certamentemorrerás”Gn2.16-17 -Gn 2.16-17, foi a 1ª lei de Deus e serve de base para todos os mandamentos(Ez18.20). - O pecado de Caim Gn 4.8 e 16, homicidas praticam as obras dopai,.Ver Jo8.44 - Uma leitura simples leva-nos a constatar a criação da pena de morte, posteriormente foi delegada aos homens em Gn 9.6 (cf.Êx21.12,14;Nm.35.31;Dt19.1-13). Conhecendo a Lei de Deus
  • 5. -2árvores:davidaedaciênciadobemedomal; -OtestedeAdãoéestendidoaoshomensRm7:9; -OatoamorosodeDeusemGn3.22; -Do fruto da vida somente pode comer os que são justificados “Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor”. 1Co11.29(vertambémAp 2.7; 22.2) Apossibilidade da queda
  • 6. -“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu comela.”Gn3:6 - Não se compara com a passagem de Tg 1:14-15 “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, geraamorte.Tg1:14,15 O processo da queda (Gn 3.1-6)
  • 7. - Sendo o homem um ser terreno/divino, sua ação teverepercussãonomundofísicoeespiritual. -Físico: dores de parto, sofrimento, alteração na natureza,tudoqueconhecemosbem; - Espiritual: a imediata morte espiritual do homem,cujoconceitodemorteestáem 2Ts 1:9; - Portanto o homem perdeu a comunhão com Deus, tendo sido implantado o sistema de sacrifício Gn 4.4 ;17 com a promessa da vinda de CristoGn3.15,findandoos sacrifícios. O resultado da queda (Gn 3.7-24)
  • 8. Entendendo a provisão divina (Gn 3.15)  Significado do termo “ANTIGO TESTAMENTO”  Qual seria a HERANÇA?  Texto central do AT Ez 18.20a “A alma que pecar, essa morrerá”  Veja que, pela lei, fomos sentenciados à morte; havendo, porém, uma promessa Gn 3.15 ratificada em Is. 53.5 “Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”.
  • 9. Provisão divina (Gn 3.15)  Significado do termo “NOVO TESTAMENTO”  Qual seria a HERANÇA?  Texto central do Jo 3.16;  Leiamos a Gl 4.4-7 (sobre herdeiro)  Veja o texto de Jo 1.12 “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; (éramos criaturas e agora filhos)  Leiamos a Colossenses 2.12-17 (sobre a cédula)
  • 10. Provisão divina (Gn 3.15)  Porque filho de Davi e não filho de Abraão?  Davi o tipo perfeito de Cristo;  Rei e Sacerdote (Mt 12.3-4)  Mudou a hereditariedade do Reino de Israel, pois os herdeiros de Saul foram todos mortos.  Assim, sendo Davi um tipo de Cristo (rei aprovado) e Saul é um tipo de Adão (rei reprovado), infere-se que, assim como todos os herdeiros de Saul morreram, para que prevalecesse o reino de Davi, assim também, todos os herdeiros de Adão serão mortos, para prevalecer o Reino de Cristo. É isso que fala 1 Co 15.22.
  • 11. Conhecendo a justiça divina Conceito: Para Deus a justiça está alicerçada na fé em Cristo, vejamos “E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé”; Filipenses 3:9 11
  • 12. Conclusão 12 Obrigado a todos Ir. Luiz Ribeiro Gênesis é o livro dos “bons começos”: do universo, do planeta, da vida animal e vegetal, da raça humana, da família, do trabalho, etc. É também o livro dos “maus começos”: do pecado, da rebeldia, da desobediência, da omissão, etc. Como livro dos “bons começos”, apresenta a provisão divina para o problema do pecado.
  • 13. O texto abaixo é adicional ao tema, deixado de fora por motivo de limitação do horário
  • 14. Em Gn 2.16-17, foi promulgada Constituição Divina, essa é a 1ª Lei de Deus e serve de base para todos os mandamentos. Explicada em Ez 18.20. A expulsão do Éden e as duas árvores. (1) 'da vida' para impedir a morte física e relacionada com a vida perpétua, Gn 3.22. O salvo terá acesso à essa árvore (Ap 2.7; 22.2). (2) A 'da ciência do bem e do mal' para testar a fé e obediência de Adão. Vejam, Até a queda o Homem era inocente (incapaz de discernir o bem e o mal) e exerceu seu livre arbítrio, rebelando-se contra Deus e tornou-se escravo do pecado. Conhecendo a Justiça de Deus
  • 15. Conhecendo a humanidade  Criação do homem – Gn 2. 7-8  Surgimento do homem ímpio – Gn 4.16  O povo escolhido por Deus – Gn 17 (aliança com Abraão)  O povo de Deus, ou os filhos de Deus – Jo 1:10-13  Estes são co-herdeiros em Cristo - Rm 8:16,17  A diferença povo de Deus e o mundo – 1 Jo 5.1-2 e 18-19 Com isso percebemos que a graça comum é estendida a todos, porém a graça especial, somente para os que recebem a Cristo 15
  • 16. O maior ato de amor e graça divina Qual seria? Gn. 1:26-28. A criação do homem e a honra que lhe foi concedida. É isso que declara 2 Tm 1.9 "Que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos" (2 Tm 1:9). Uma das maiores demonstrações de graça e misericórdia concedida a um personagem bíblico é a vida do Rei Manasses perito em iniquidade, idólatra, feiticeiro e assassino dos próprios filhos (queimados), mas se converteu ao Senhor e foi salvo. (2 Cr. 33-13). 16
  • 17. Ir. Luiz Ribeiro Lição 3 “E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás” Gn 2.16-17 Rm 7:6 e 2:12-16 8:1-3 17