Cultura De Excelência, Por The Beatles

4.909 visualizações

Publicada em

Apresentação de Bruno Villela sobre como Cultura de Excelência, baseada nos Beatles.

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.909
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.792
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
242
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura De Excelência, Por The Beatles

  1. 1. Cultura de EXCELÊNCIA<br />
  2. 2. Bruno Sepulveda Villela<br />Agenda:<br />Histórico:2005 – Presidente da Mecatron2006 – Presidente da FEJESP2007 – Estagiário na UNILEVER<br />Paixões:Movimento Empresa JúniorNiterói – “Cidade sorriso”Os Beatles<br />Propósito Aqui:Passar conceitos de qualidade e inspirar cada um de vocês na busca pela excelência<br />
  3. 3. “Qualidade é o conjunto de características de todo produto e serviço ou relação planejada, praticada e verificada, visando superar as expectativas de satisfação das pessoas envolvidas” (SEBRAE-SP)<br />História da qualidade<br />
  4. 4. A noção de qualidade evoluiu<br />
  5. 5. Algumas ferramentas recentes de qualidade<br />
  6. 6. Parâmetros para a excelência<br />“Excelência tem a ver com o conjunto de princípios e valores que são incorporados e internalizados por uma organização de qualquer nação, setor ou porte, que os pratica em seu dia-a-dia em todos os seus níveis de funcionamento e de atuação e com todos os seus públicos, interna e externamente” (FNQ)<br />
  7. 7. Cultura de excelência<br />Excelência não é questão apenas cultural<br />Critérios objetivos para avaliação:<br />Pensamento sistêmico<br />Aprendizado organizacional<br />Cultura de inovação<br />Liderança e constância de propósitos<br />Orientação por processos e informação<br />Visão de futuro<br />Geração de valor<br />Valorização das pessoas<br />Conhecimento sobre o mercado<br />Desenvolvimento de parcerias<br />Responsabilidade Social<br />
  8. 8. 11 critérios para excelência<br />
  9. 9. 11 critérios para excelência<br />
  10. 10. 11 critérios para excelência<br />
  11. 11. Exemplos de excelência<br />Esses critérios têm por objetivo criar parâmetros mensuráveis para a avaliação da excelência. Portanto, eles não poderiam ir completamente de encontro às nossas percepções subjetivas das organizações excelentes. Você é capaz de mencionar algum exemplo e suportá-lo com argumentos baseados nos critérios levantados?<br />
  12. 12. Alguns exemplos...<br />
  13. 13. Richard Branson<br />“O riso é sinônimo de competência”<br /> Aristóteles dizia que a genialidade está relacionada com a capacidade de sorrir.<br /> Poucas pessoas no mundo dos negócios pensam assim. Às demais, sugiro acompanhar a história de um time que alcançou a excelência sem nunca perder a ternura.<br />Especialista em motivar equipes.<br />CEO da Virgin – mais inovadora empresa de aviação do mundo.<br />
  14. 14. The Beatles<br />Um time que alcançou a excelência sem nunca perder a ternura.<br />
  15. 15. Princípios de excelência<br />Observando a história dos Beatles é possível aprender algumas lições importantes que podem ser aplicadas diretamente no dia-a-dia empresarial.<br />
  16. 16. 1º Princípio:EightDays a Week<br />Ascensão relâmpago é uma ilusão<br />Chegaram a fazer mais de 400 apresentações em 1 ano<br />Com muito ensaio e contato próximo com o público, os Beatles aprenderam a identificar a reação das pessoas a cada uma de suas músicas<br />(Oito dias por semana)<br />Deve-se conhecer profundamente o negócio antes de se inserir no mercado. Estudar minuciosamente o produto, preparar-se tecnicamente para produzi-lo e perscrutar cada detalhe dos potenciais clientes são fatores fundamentais para o sucesso do negócio.<br />
  17. 17. Aprendizados<br />
  18. 18. Outros exemplos interessantes<br />“Treinar, treinar e treinar.”<br />Pilotar na chuva como vantagem competitiva.<br />
  19. 19. 2º Princípio:GettingBetter<br />Os músicos geralmente compõem sempre o mesmo tipo de canções<br />Os Beatles fizeram “Love me do” apenas 5 anos antes de “Eleanor Rigby”<br />Em 1965, pararam de fazer shows, para poderem experimentar à vontade nos estúdios.<br />(Cada vez melhor)<br />As empresas mais bem sucedidas são aquelas mais capazes de gerar valor para o cliente. Por isso, as empresas devem ter uma estrutura que valorize a criatividade e a inovação, por meio de um ambiente descontraído e motivante.<br />
  20. 20. Aprendizados<br />
  21. 21. Outros exemplos interessantes<br />Mudança drástica de core business.<br />Empresa mais inovadora do mundo.<br />
  22. 22. 3º Princípio:With a Little Help FromMyFriends<br />Os Beatles começaram com a dupla Lennon e McCartney<br />Todos os discos tinham uma música cantada por Ringo<br />George, o mais novo, foi trazido por Paul para a banda. Mais tarde, escreveu 2 das músicas mais bonitas da banda<br />(Com uma mãozinha dos meus amigos)<br />A empresa que tem uma política séria de desenvolvimento possui membros mais engajados e satisfeitos, e que terão maiores possibilidades de crescimento e de geração de retorno para a empresa. Estruturar uma maneira de avaliar o crescimento de cada um e, a partir disso, de propor maneiras personalizadas de desenvolvimento é um caminho moderno e eficiente de aumentar os resultados.<br />
  23. 23. Aprendizados<br />
  24. 24. Outros exemplos interessantes<br />Seleção de 1994 não tinha muitos craques,mas cada jogador tinha o seu papel.<br />
  25. 25. 4º Princípio:I NeedYou<br />Executivos tendem a contratar pessoas com perfil parecido com o seu.<br />John era cínico, áspero e amargurado, enquanto Paul era romântico, doce e otimista: uma mistura emocionante, responsável por algumas das obras mais belas da música moderna.<br />Seu impacto foi tamanho que há quem lhes responsabilize pelo fim da URSS...<br />(Eu preciso de você)<br />A competitividade saudável entre profissionais de perfis diferentes é muito produtiva, na maior parte dos casos. Estimular esse tipo de concorrência colocando-os para trabalhar juntos e exercendo uma liderança aberta, que os faça perceber a importância individual de cada um pode tornar uma organização muito mais dinâmica.<br />
  26. 26. Aprendizados<br />
  27. 27. Refletindo...<br />O processo de gestão de projetos sua EJ está claro para todos os membros?<br />A sua EJ possui uma seleção baseada em critérios objetivos?<br />A missão, a visão e os valores da sua EJ estão claros para todos os membros?<br />A sua EJ possui uma metodologia sistêmica de acompanhamento de membros?<br />
  28. 28. Conclusão<br />Espero que essa apresentação sirva para fazê-los perceber que, por mais que se busque sistematizar a avaliação e a implantação da qualidade nas organizações, a cultura de excelência não é apenas uma estratégia empresarial, mas uma postura perante a vida.<br />Contem comigo para eventuais aprofundamentos: bsvillela@gmail.com<br />

×