SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS

iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
• Conjunto de revoltas ocorridas na Europa até o ano de 1848;
• Causas básicas:
– Crises econômicas.
– Desigualdades sociais.
– Oposição aos princípios absolutistas restaurados com o
Congresso de Viena.
• Ideologias norteadoras das revoltas: LIBERALISMO e
NACIONALISMO.
• Quando: basicamente em 1830 e 1848.
• Onde: FRA (principal), POL, BEL, ITA, ALE, GRE

iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
• A Revolução de 1830 na FRA:
– Restauração de Luís XVIII após o Congresso de
Viena.
– Perseguição e massacre de bonapartistas ou liberais
pró-Revolução Francesa (“Terror Branco”).
– Absolutismo disfarçado.
Câmara dos Pares (nomeados pelo rei).
Câmara dos Deputados (eleitos).
Voto censitário (entre 33 milhões de habitantes
só 94 mil votavam).
– Dívidas de guerra gerando crise econômica.
iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
–
–
–
–

1824: morte de Luís XVIII. Assume Carlos X.
Partido ultra-realista controla a política.
Absolutismo escancarado.
Crise econômica agrava-se (1827):
Más colheitas + imposições do Congresso de Viena.
– Vitória de candidatos oposicionistas para a Câmara dos
Deputados.
– 1830: Carlos X fecha a Câmara dos Deputados:
– Revolta liderada por burgueses – “Jornadas Gloriosas”.
Carlos X é deposto.

iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
• Vitória burguesa contra o absolutismo na FRA alastra-se por
outros países:
– POL
X
RUS*
– BEL* X
HOL
– GRE* X
TUR
– Revoltas liberais e nacionalistas na ITA e ALE, ambas
derrotadas.

iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
• Revoluções de 1848: PRIMAVERA DOS POVOS
– Várias revoltas liberais e/ou nacionalistas ocorrem na Europa.
• O caso francês:
– Após a queda de Carlos X, Luís Felipe de Orléans assume o
trono:
– Monarquia de Julho.
– “O rei burguês”.
– Governo favorável a alta burguesia.
– Oposição dos demais setores sociais.
– Fortalecimento do Poder Legislativo – Monarquia Parlamentar.
iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
–
–
–
–
–
–
–
–
–

Voto censitário.
Fim da censura.
Fim do catolicismo oficial.
Política dos Banquetes – reuniões nas tavernas criticando os
atos do governo.
1848: Proibição das reuniões (Ministro Guizot).
Formação de barricadas – adesão da Guarda Nacional.
Demissão de Guizot.
Fuga de Luís Felipe.
Proclamação da 2ª República Francesa.

iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
• A 2ª República Francesa (1848 – 1852):
– Governo formado inicialmente por republicanos liberais e
minoria socialista (estréia política).
– Fim da pena de morte.
– Sufrágio universal masculino.
– Pressões socialistas para a criação de OFICINAS
NACIONAIS (fev).
Aumento de impostos para a burguesia.
Oposição burguesa.
– Republicanos moderados vencem eleições – socialistas são
afastados do poder (abr).
iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
– Confrontos em Paris:
Operários + socialistas X Republicanos Moderados*
– Luís Bonaparte é eleito presidente (dez).
Parlamento francês é fechado em 1851 e Luís Bonaparte
assume poderes ditatoriais.
18 de brumário de Luís Bonaparte.
Transformado em imperador por plebiscito (1852), recebeu
o título de Napoleão III.

NAPOLEÃO III

iair@pop.com.br

Prof. Iair
IDADE CONTEMPORÂNEA
AS REVOLUÇÕES LIBERAIS
– Confrontos em Paris:
Operários + socialistas X Republicanos Moderados*
– Luís Bonaparte é eleito presidente (dez).
Parlamento francês é fechado em 1851 e Luís Bonaparte
assume poderes ditatoriais.
18 de brumário de Luís Bonaparte.
Transformado em imperador por plebiscito (1852), recebeu
o título de Napoleão III.

NAPOLEÃO III

iair@pop.com.br

Prof. Iair

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
Isaquel Silva
 
Revoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velhaRevoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velha
Isabel Aguiar
 
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
Mercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoesMercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoes
luizmourao23
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
eiprofessor
 
O período napoleônico (1799 1815)
O período napoleônico (1799 1815)O período napoleônico (1799 1815)
O período napoleônico (1799 1815)
Vitor Ferreira
 

Mais procurados (20)

Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
 
Brasil colonial: O processo de independência
Brasil colonial:   O processo de independênciaBrasil colonial:   O processo de independência
Brasil colonial: O processo de independência
 
América no século XX
América no século XXAmérica no século XX
América no século XX
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Revoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velhaRevoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velha
 
História Brasil - Segundo Reinado (completo)
História Brasil - Segundo Reinado (completo)História Brasil - Segundo Reinado (completo)
História Brasil - Segundo Reinado (completo)
 
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
 
INDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUAINDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUA
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
 
Brasil colônia
Brasil colôniaBrasil colônia
Brasil colônia
 
Mercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoesMercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoes
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
O período napoleônico (1799 1815)
O período napoleônico (1799 1815)O período napoleônico (1799 1815)
O período napoleônico (1799 1815)
 
Periodo regencial
Periodo regencialPeriodo regencial
Periodo regencial
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
A Revolução Inglesa
A Revolução InglesaA Revolução Inglesa
A Revolução Inglesa
 
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
 
A crise mundial de 1929
A crise mundial de 1929A crise mundial de 1929
A crise mundial de 1929
 

Destaque (14)

Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
 
Reforma
ReformaReforma
Reforma
 
Ideologias era industrial
Ideologias era industrialIdeologias era industrial
Ideologias era industrial
 
07. brasil aula sobre período regencial
07. brasil aula sobre período regencial07. brasil aula sobre período regencial
07. brasil aula sobre período regencial
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
Descolonização afro-asiática
Descolonização afro-asiáticaDescolonização afro-asiática
Descolonização afro-asiática
 
Idade contemporânea imperialismo e neocolonialismo
Idade contemporânea   imperialismo e neocolonialismoIdade contemporânea   imperialismo e neocolonialismo
Idade contemporânea imperialismo e neocolonialismo
 
Idade contemporânea a revolução francesa
Idade contemporânea   a revolução francesaIdade contemporânea   a revolução francesa
Idade contemporânea a revolução francesa
 
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTILANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
 
A Guerra Fria (1945-1989)
A Guerra Fria (1945-1989)A Guerra Fria (1945-1989)
A Guerra Fria (1945-1989)
 
Baixa Idade Media - Prof Iair
Baixa Idade Media - Prof IairBaixa Idade Media - Prof Iair
Baixa Idade Media - Prof Iair
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
A Segunda Guerra Mundial (1939-1945)
A Segunda Guerra Mundial (1939-1945)A Segunda Guerra Mundial (1939-1945)
A Segunda Guerra Mundial (1939-1945)
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 

Semelhante a Rev liberais

17. aula de história geral - revoluções liberais
17. aula de história geral - revoluções liberais17. aula de história geral - revoluções liberais
17. aula de história geral - revoluções liberais
Darlan Campos
 
Idade contemporânea as revoluções liberais
Idade contemporânea   as revoluções liberaisIdade contemporânea   as revoluções liberais
Idade contemporânea as revoluções liberais
terceiromotivo2012
 
1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix
valdeck1
 

Semelhante a Rev liberais (20)

15. revoluções liberais
15. revoluções liberais15. revoluções liberais
15. revoluções liberais
 
17. aula de história geral - revoluções liberais
17. aula de história geral - revoluções liberais17. aula de história geral - revoluções liberais
17. aula de história geral - revoluções liberais
 
15
1515
15
 
Idade contemporânea as revoluções liberais
Idade contemporânea   as revoluções liberaisIdade contemporânea   as revoluções liberais
Idade contemporânea as revoluções liberais
 
Revolucoes liberais.filé
Revolucoes liberais.filéRevolucoes liberais.filé
Revolucoes liberais.filé
 
Rev burguesas e unificação italia e alemanha 2015
Rev burguesas e unificação italia e alemanha 2015Rev burguesas e unificação italia e alemanha 2015
Rev burguesas e unificação italia e alemanha 2015
 
Revoluções liberais xix
Revoluções liberais xixRevoluções liberais xix
Revoluções liberais xix
 
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848
 
Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismo
 
Revoluções Liberais
Revoluções LiberaisRevoluções Liberais
Revoluções Liberais
 
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020
 
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptxRevoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
 
3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França
 
Os movimentos revolucionários do século xix (1820, 1830 e 1848) na europa
Os movimentos revolucionários do século xix (1820, 1830 e 1848) na europaOs movimentos revolucionários do século xix (1820, 1830 e 1848) na europa
Os movimentos revolucionários do século xix (1820, 1830 e 1848) na europa
 
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismoLiberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
 
As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
Revolução Francesa 2020
Revolução Francesa 2020Revolução Francesa 2020
Revolução Francesa 2020
 
1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix
 
Estudos CACD Missão Diplomática - História Mundial Aula Resumo 02 (1815 a 1848)
Estudos CACD Missão Diplomática - História Mundial Aula Resumo 02 (1815 a 1848)Estudos CACD Missão Diplomática - História Mundial Aula Resumo 02 (1815 a 1848)
Estudos CACD Missão Diplomática - História Mundial Aula Resumo 02 (1815 a 1848)
 

Mais de luizmourao23

Mais de luizmourao23 (20)

Jovem de futuro tutor edital 2015
Jovem de futuro tutor    edital 2015 Jovem de futuro tutor    edital 2015
Jovem de futuro tutor edital 2015
 
Jovem de futuro carta de recomendação
Jovem de futuro   carta de recomendaçãoJovem de futuro   carta de recomendação
Jovem de futuro carta de recomendação
 
Edital cultura2014.2
Edital cultura2014.2Edital cultura2014.2
Edital cultura2014.2
 
Edital especialização-ufal-unilab
Edital especialização-ufal-unilabEdital especialização-ufal-unilab
Edital especialização-ufal-unilab
 
Jovem de futuro resultado seleção
Jovem de futuro   resultado seleçãoJovem de futuro   resultado seleção
Jovem de futuro resultado seleção
 
Enem2009 gabaritos
Enem2009 gabaritosEnem2009 gabaritos
Enem2009 gabaritos
 
Enem2009 prova2
Enem2009 prova2Enem2009 prova2
Enem2009 prova2
 
Enem2009 prova1
Enem2009 prova1Enem2009 prova1
Enem2009 prova1
 
Gabarito 2004
Gabarito   2004Gabarito   2004
Gabarito 2004
 
Gabarito 2005
Gabarito   2005Gabarito   2005
Gabarito 2005
 
Gabarito 2003
Gabarito 2003Gabarito 2003
Gabarito 2003
 
Gabarito.2007
Gabarito.2007Gabarito.2007
Gabarito.2007
 
Enem gabarito 2008
Enem gabarito 2008Enem gabarito 2008
Enem gabarito 2008
 
EGP
EGPEGP
EGP
 
EditalisencaoUECE
EditalisencaoUECEEditalisencaoUECE
EditalisencaoUECE
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Pre historia
Pre historiaPre historia
Pre historia
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 

Rev liberais

  • 1. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 2. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS • Conjunto de revoltas ocorridas na Europa até o ano de 1848; • Causas básicas: – Crises econômicas. – Desigualdades sociais. – Oposição aos princípios absolutistas restaurados com o Congresso de Viena. • Ideologias norteadoras das revoltas: LIBERALISMO e NACIONALISMO. • Quando: basicamente em 1830 e 1848. • Onde: FRA (principal), POL, BEL, ITA, ALE, GRE iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 3. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS • A Revolução de 1830 na FRA: – Restauração de Luís XVIII após o Congresso de Viena. – Perseguição e massacre de bonapartistas ou liberais pró-Revolução Francesa (“Terror Branco”). – Absolutismo disfarçado. Câmara dos Pares (nomeados pelo rei). Câmara dos Deputados (eleitos). Voto censitário (entre 33 milhões de habitantes só 94 mil votavam). – Dívidas de guerra gerando crise econômica. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 4. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS – – – – 1824: morte de Luís XVIII. Assume Carlos X. Partido ultra-realista controla a política. Absolutismo escancarado. Crise econômica agrava-se (1827): Más colheitas + imposições do Congresso de Viena. – Vitória de candidatos oposicionistas para a Câmara dos Deputados. – 1830: Carlos X fecha a Câmara dos Deputados: – Revolta liderada por burgueses – “Jornadas Gloriosas”. Carlos X é deposto. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 5. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS • Vitória burguesa contra o absolutismo na FRA alastra-se por outros países: – POL X RUS* – BEL* X HOL – GRE* X TUR – Revoltas liberais e nacionalistas na ITA e ALE, ambas derrotadas. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 6. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS • Revoluções de 1848: PRIMAVERA DOS POVOS – Várias revoltas liberais e/ou nacionalistas ocorrem na Europa. • O caso francês: – Após a queda de Carlos X, Luís Felipe de Orléans assume o trono: – Monarquia de Julho. – “O rei burguês”. – Governo favorável a alta burguesia. – Oposição dos demais setores sociais. – Fortalecimento do Poder Legislativo – Monarquia Parlamentar. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 7. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS – – – – – – – – – Voto censitário. Fim da censura. Fim do catolicismo oficial. Política dos Banquetes – reuniões nas tavernas criticando os atos do governo. 1848: Proibição das reuniões (Ministro Guizot). Formação de barricadas – adesão da Guarda Nacional. Demissão de Guizot. Fuga de Luís Felipe. Proclamação da 2ª República Francesa. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 8. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS • A 2ª República Francesa (1848 – 1852): – Governo formado inicialmente por republicanos liberais e minoria socialista (estréia política). – Fim da pena de morte. – Sufrágio universal masculino. – Pressões socialistas para a criação de OFICINAS NACIONAIS (fev). Aumento de impostos para a burguesia. Oposição burguesa. – Republicanos moderados vencem eleições – socialistas são afastados do poder (abr). iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 9. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS – Confrontos em Paris: Operários + socialistas X Republicanos Moderados* – Luís Bonaparte é eleito presidente (dez). Parlamento francês é fechado em 1851 e Luís Bonaparte assume poderes ditatoriais. 18 de brumário de Luís Bonaparte. Transformado em imperador por plebiscito (1852), recebeu o título de Napoleão III. NAPOLEÃO III iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 10. IDADE CONTEMPORÂNEA AS REVOLUÇÕES LIBERAIS – Confrontos em Paris: Operários + socialistas X Republicanos Moderados* – Luís Bonaparte é eleito presidente (dez). Parlamento francês é fechado em 1851 e Luís Bonaparte assume poderes ditatoriais. 18 de brumário de Luís Bonaparte. Transformado em imperador por plebiscito (1852), recebeu o título de Napoleão III. NAPOLEÃO III iair@pop.com.br Prof. Iair