Expomoney11112010 calado

576 visualizações

Publicada em

Expomoney, palestra sobre fundos de Luiz Roberto Calado, autor do livro FUNDOS: conheça antes de investir. Editora Campus

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Expomoney11112010 calado

  1. 1. Luizcalado@gmail.com Também no
  2. 2. LUIZ CALADO
  3. 3. LUIZ CALADO
  4. 4. LUIZ CALADO
  5. 5. Aprimorando relações deAprimorando relações de confiançaconfiança Regras claras Monitoramento e supervisão Expectativas bem alinhadas (minimizar o efeito surpresa) LUIZ CALADO
  6. 6. 5ª maior R$ 1,6 trilhão 50% do PIB Brasileiro Fonte: ANBIMA Nov/2010 Tamanho da Indústria de fundosTamanho da Indústria de fundos LUIZ CALADO
  7. 7. Auxilia a aprimorar a qualidade de produtos e serviços Ofertas Públicas Fundos de Investimento Certificação Profissional LUIZ CALADO
  8. 8. LUIZ CALADO
  9. 9. Curiosidade Histórica Almirante (Thomas) Cochrane LUIZ CALADO
  10. 10. LUIZ CALADO
  11. 11. Fundos de investimento? Por que as pessoas investem? LUIZ CALADO
  12. 12. cotistas tem os mesmos interesses e objetivos ao investir O que é um Fundo?O que é um Fundo? uma Cota outra Cota Fundo deFundo de InvestimentoInvestimento CondomínioCondomínio == LUIZ CALADO
  13. 13. Barreira de InformaçãoBarreira de Informação LUIZ CALADO
  14. 14. Escolheros ativos Executare acompanhar operações Administrar o caixa (liquidez) Controlar custos, títulos, rendimentos e proventos Recolher impostos Administrar vencimentos e efetuar renovações Um fundoUm fundo fazfaz isso para você.isso para você. É serviço de gestão de recursos, incluso na taxa de administração Investir em Fundos x Direto no mercadoInvestir em Fundos x Direto no mercado LUIZ CALADO
  15. 15. LUIZ CALADO
  16. 16. 99 conceitos sobreconceitos sobre fundosfundos 2.Valor da Cota 1. Patrimônio Líquido 3. Abertos e Fechados . LUIZ CALADO
  17. 17. 4. Cota de Abertura e Fechamento Abertura: Preços do D-1 atualizados por 1 dia. Fundos: curto prazo, referenciados e renda fixa. 5. Data de Cotização e Data de Pagamento previstas em regulamento e dependem dos ativos/fundo: Aplicações e resgatesAplicações e resgates Fundos DI • Tendem a aceitar movimentaçõesem D+0 Fundos de Ações • Geralmente cotizamem D+1 Resgates • O pagamento deve ser realizadoem até 4 dias úteis da cotização LUIZ CALADO
  18. 18. Os documentosOs documentos 8. Termo de Adesão ciência dos riscos e da política de investimentos 6. Regulamento Regras de funcionamento 7. Prospecto política de investimento, os riscos e regras de movimentações LUIZ CALADO
  19. 19. 9. Marcação a Mercado Evita transferência de riqueza entre cotistas O que é importante saberO que é importante saber LUIZ CALADO
  20. 20. LUIZ CALADO
  21. 21. LUIZ CALADO
  22. 22. MITO = a poupança não tem risco Banco Santos 2004 Panamericano (quase - 2010) LUIZ CALADO
  23. 23. Poupança X FundosPoupança X Fundos Liquidez Risco Custos e IR Fundo DI Liquidez Diária Governo não honrar com o pagamento dos títulos - taxa de administração - sistema de tributação regressiva Poupança A aplicação não é remunerada no caso do resgate ser efetuado antes da data de aniversário. Risco da instituição -sem taxa de administração. -22,5% recolhido ao mês LUIZ CALADO
  24. 24. Imóvel x Fundos Rentabilidade Risco Opções Tributação Prazo de Duração Fundo Todo dia Depende do fundo, descrito no prospecto Milhares de fundos com objetivos diferentes depende da classificação Geralmente indeterminado e é possível sacar os seus recursos Imóvel Na data da venda ou do recebimento do aluguel -região desvalorizar, - comprador ou locatário não pagar vender com ágil ou para obter aluguel 20%, mas é possível abater Indeterminado. necessário encontrar outra pessoa LUIZ CALADO
  25. 25. CDB x Fundos Rentabili dade Risco Variedade de Opções Tributação Prazo de Duração Fundo Diária Está no prospecto Milhares de fundos classificação tributária do fundo (e prazo) Pode sacar a qualquer tempo CDB Depende banco prefixados e pós-fixados depende do prazo de aplicação Se sacar antes do prazo, pode perder rentabilidade LUIZ CALADO
  26. 26. ClassificaçãoClassificação dos Fundosdos Fundos LUIZ CALADO
  27. 27. Curto Prazo Referenciado Renda Fixa Ações Multimercados Dívida Externa Cambial São considerados os mais conservadores prazo mais curto e baixo risco de crédito Investe em títulos públicos ou privados com baixo risco de crédito, pós fixados (CDI/Selic) ou prefixados. 4 % da indústria Rentabilidade em 12 meses: 7,86% Classificação dos FundosClassificação dos Fundos LUIZ CALADO
  28. 28. Curto Prazo Referenciado Renda Fixa Ações Multimercados Dívida Externa Cambial Investe em títulos de renda fixa pós fixados indexados a variação de um índice de referência – benchmark (normalmente CDI ou a taxa Selic) São os mais conhecidos dos investidores investe em títulos públicos ou privados de baixo risco de crédito 13% da indústria Rentabilidade : 8% Classificação dos FundosClassificação dos Fundos LUIZ CALADO
  29. 29. Curto Prazo Referenciado Renda Fixa Ações Multimercados Dívida Externa Cambial Investe em ativos de renda fixa expostos a variação da taxa de juros doméstica ou a um índice de preços. Risco de taxa de juros e eventualmente risco de crédito Mas atenção: a rentabilidade do fundo não é fixa! 27% da indústria Rentabilidade : 9,39% Classificação dos FundosClassificação dos Fundos LUIZ CALADO
  30. 30. Curto Prazo Referenciado Renda Fixa Ações Multimercados Dívida Externa Cambial Investe em ações negociadas na BM&FBOVESPA Sujeitos a variação de preço das ações Investimento de longo prazo R$ 116 Bilhões 11% da indústria Rentabilidade : 8,39% Classificação dos FundosClassificação dos Fundos LUIZ CALADO
  31. 31. Curto Prazo Referenciado Renda Fixa Ações Multimercados Dívida Externa Cambial Investe em ativos de diferentes categorias Juros, câmbio, ações, derivativos etc. Investimento de longo prazo 24% da indústria Rentabilidade : 9,95% Classificação dos FundosClassificação dos Fundos LUIZ CALADO
  32. 32. Previsibilidade de retornos Fundo DI Fundo Renda Fixa Fundo de Ações ou Multimercado LUIZ CALADO
  33. 33. Qual o melhor?Qual o melhor? LUIZ CALADO
  34. 34. Brasil X EUABrasil X EUA 0,00% 10,00% 20,00% 30,00% 40,00% 50,00% 60,00% Distribuição % do PL porTipo de Fundo Brasil EUA Fonte: IIFA 2º Tri 2010 LUIZ CALADO
  35. 35. Fonte: ANBID Ago/2009 FundosFundos no Brasilno Brasil Títulos Públicos 60% Títulos Privados 17% Ações 15% Outros 8% Tipos de Ativos Outros: CCB, Papel de FIDC, Opções LUIZ CALADO
  36. 36. Fonte: ANBID Ago/2009 Investidor Institucional 47% Investidor PJ 18% Investidor PF 30% Estrangeiros 5% Tipos de Investidor LUIZ CALADO FundosFundos no Brasilno Brasil
  37. 37. TributaçãoTributação -- desde 2005 • Beneficiar longo prazo • Incentivar RVObjetivo • Fundos de Investimento • Títulos de Renda Fixa • Ações Produtos • Alíquota sobre o ganho do investimento • Tabela regressiva conforme prazo • 3 categorias: Curto Prazo, Longo Prazo e Ações Funcionamento LUIZ CALADO
  38. 38. TributaçãoTributação -- AlíquotasAlíquotas Até 180 22,5% De 181 a 360 20% De 361 a 720 17,5% Acima de 720 15% Prazo da aplicação(dias) Alíquota de IR Até 180 22,5% Acima de 180 20% indiferente 15% Fundos de AçõesFundos de Ações Fundos de Curto PrazoFundos de Curto Prazo Fundos de Longo PrazoFundos de Longo Prazo LUIZ CALADO
  39. 39. COME-COTAS – CP / RF / Multimercados  Antecipação de imposto em mai. e nov.  Menor alíquota: 20% e 15%.  NÃO incide em Fundos de Ações TributaçãoTributação –– come cotascome cotas LUIZ CALADO
  40. 40. O risco de projetar o passado LUIZ CALADO
  41. 41. Curva de Gauss LUIZ CALADO
  42. 42. Não durmam LUIZ CALADO
  43. 43. Curva de Gauss 68% 96% LUIZ CALADO
  44. 44. Nossos modelos mentais LUIZ CALADO
  45. 45. Por favor, não durmam LUIZ CALADO
  46. 46. Projeções Gaussianas t nº A B 96% C 2% 2% LUIZ CALADO
  47. 47. Câmbio LUIZ CALADO
  48. 48. LUIZ CALADO
  49. 49. LUIZ CALADO
  50. 50. A empolgação nas ações LUIZ CALADO
  51. 51. Outros Exemplos  11 de setembro de 2001  GrandesCrises LUIZ CALADO
  52. 52. Clinica de PlanejamentoClinica de Planejamento Financeiro PessoalFinanceiro Pessoal LUIZ CALADO
  53. 53. www.comoinvestir.com.brwww.comoinvestir.com.br LUIZ CALADO
  54. 54. www.comoinvestir.com.brwww.comoinvestir.com.br LUIZ CALADO
  55. 55. www.comoinvestir.com.brwww.comoinvestir.com.br LUIZ CALADO
  56. 56. www.comoinvestir.com.brwww.comoinvestir.com.br LUIZ CALADO
  57. 57. www.comoinvestir.com.brwww.comoinvestir.com.br Desafio / Enquete LUIZ CALADO
  58. 58. Maior compreensão dos produtos Diversificação dos investimentos Menores riscos assumidos Menos surpresas Mais interessados no mercado CicloVirtuosoCicloVirtuoso LUIZ CALADO
  59. 59. LUIZ CALADO
  60. 60. LUIZ CALADO
  61. 61. Para entender as tabelas de fundos veiculadas em jornais e revistas Análise do Perfil do Investidor + infos sobre Prospecto Taxa de administração Fundos Imobiliários Fundo de CapitalGarantido Fundo de Previdência Clube de inv em ações FOREX Erros na avaliação de fundos Imposto de Renda – Declaração Anual Um pouco mais em Luizcalado@gmail.com LUIZ CALADO

×