SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 80
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE VILA VELHA
       PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO
       MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS




           LUIZ AQUINO DINIZ




REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL

               DO PMI ES




             VILA VELHA – ES
                  2012
UNIVERSIDADE VILA VELHA
          PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO
          MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS




                LUIZ AQUINO DINIZ




REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES




                    Monografia apresentada ao Programa de Pós-
                    Graduação em      Gerência de Projetos da
                    Universidade Vila Velha, como requisito parcial
                    para obtenção do título de especialista MBA em
                    Gerência de Projetos.
                    Orientador:   Prof.     MSc.   Rogério   Santos
                    Gonçalves, PMP




                 VILA VELHA – ES
                      2012
LUIZ AQUINO DINIZ


 REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES


Monografia apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Gerência de Projetos

da Universidade Vila Velha, como requisito parcial para obtenção do título de

especialista MBA em Gerência de Projetos.




    Monografia aprovada em _______ de ____________________ de _______




                       BANCA EXAMINADORA:




                        _________________________________________________________
                       Prof. MSc. Rogério Santos Gonçalves, PMP



                        _________________________________________________________
                       Prof. Floriano Miranda Damasceno, MBA



                        _________________________________________________________
                       Prof. Karina Aguieiras Cortat, PMP
AGRADECIMENTOS




Agradeço aos meus colegas e professores do MBA em Gerência de Projetos da
UVV pelo apoio durante o curso.

À minha família por compreender minha ausência em momentos importantes e em
especial a minha mãe pelo incentivo e palavras de encorajamento.

Aos meus clientes, parceiros de negócios e colegas de trabalho pela torcida e apoio
no decorrer dessa monografia.

Obrigado especialmente à Professora Karina Aguieiras Cortat pela ajuda recebida
durante a conclusão desse documento.
“O Sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas,

                       é quem faz as verdadeiras perguntas.”

         Claude Lévi Strauss (The Raw and the Cooked, 1964)
LISTA DE TABELAS




Tabela 1 - Uso da Internet no mundo ........................................................................ 24
Tabela 2 – 10 Idiomas mais usados na Web............................................................. 25
Tabela 3 - Uso da Internet em diversos países ......................................................... 26
Tabela 4 - Diferentes Tipos de Interatividade ............................................................ 29
Tabela 5 - Cronograma Básico e Estimativas Iniciais de Custos .............................. 31
Tabela 6 - Dicionário da EAP (Continua) ................................................................ 38
Tabela 7 - Orçamento do Projeto (Continua) .......................................................... 46
Tabela 8 - Métricas da qualidade do projeto ............................................................. 51
Tabela 9 - Diretório da Equipe do Projeto ................................................................. 52
Tabela 10 - Matriz de Responsabilidade ................................................................... 53
Tabela 11 - Alocação Financeira para o Gerenciamento de RH ............................... 55
Tabela 12 - Matriz de eventos da comunicação ........................................................ 58
Tabela 13 - Partes Interessadas no Projeto .............................................................. 60
Tabela 14 - Matriz de responsabilidades das partes interessadas no projeto ........... 61
Tabela 15 - Análise Qualitativa dos Riscos ............................................................... 63
Tabela 16 - Análise Qualitativa dos Riscos do Projeto .............................................. 65
Tabela 17 - Respostas Planejadas aos Riscos ......................................................... 67
LISTA DE FIGURAS




Figura 1 – A estrutura interna do e-Business ............................................................ 27
Figura 2 - Organograma do Projeto........................................................................... 31
Figura 3 - Estrutura Analítica do Projeto ................................................................... 37
Figura 4 - Gráfico de Gantt ........................................................................................ 44
Figura 5 - Curva S de custos do projeto .................................................................... 48
Figura 6 - Organograma do Projeto........................................................................... 52
Figura 7 - Estrutura de diretórios do projeto .............................................................. 59
LISTA DE SIGLAS




W3C – World Wide Web Consortium
TCP/IP – Transmission Control Protocol/Internet Protocol
EAP – Estrutura Analítica do Projeto
EAR – Estrutura Analítica de Riscos
PMBOK® – Project Management Body of Knowledge
PMI – Project Management Institute
ARPA - Advanced Research Projects Agency
CRM – Costumer Relantionship Management
ERP – Enterprise Resources Planning
e-Business – Eletronic Business
e-ERP – Eletronic Entrerprise Resources Planning
e-CRM – Eletronic Relantionship Management
e-SCM – Eletronic Supply Chain Management
e-Procurement – Eletronic Procurement
e-BI – Eletronic Business Intelligence
e-Commerce – Eletronic Commerce
HTML4.1 – HyperText Markup Language; Versão 4.1
CSS2.1 –Cascading Style Sheets, Versão 2.1
IDC – Índice de Desempenho de Custo (CPI – Cost Performance Index)
IDP – Índice de Desempenho de Prazo (SPI – Schedule Performance Index)
VF – Valor futuro (FV - Future Value)
VA– Valor agregado (EV - Earned Value)
SUMÁRIO

1.       INTRODUÇÃO ............................................................................................... 13
1.1      O PROBLEMA ................................................................................................ 14
1.2      SIGNIFICÂNCIA DO PROBLEMA .................................................................. 14
1.3      LIMITAÇÕES DO PROJETO .......................................................................... 15
1.4      OBJETIVO DO PROJETO .............................................................................. 15
1.5      DEFINIÇÕES DE TERMOS............................................................................ 15
1.6      MÉTODO DE PESQUISA ............................................................................... 17
1.7      CONCEITOS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS ................................. 17
1.7.1 Introdução ..................................................................................................... 17
1.7.2 O PMI.............................................................................................................. 17
1.7.3 O PMBOK® ..................................................................................................... 18
1.7.4 Ciclos de vida e processos de gerenciamento de projetos ...................... 18
1.8      ÁREAS DE CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS ...... 19
1.8.1 Gerenciamento da integração ..................................................................... 20
1.8.2 Gerenciamento de escopo ........................................................................... 20
1.8.3 Gerenciamento de tempo ............................................................................. 20
1.8.4 Gerenciamento de custos ............................................................................ 20
1.8.5 Gerenciamento da qualidade ....................................................................... 21
1.8.6 Gerenciamento dos recursos humanos ..................................................... 21
1.8.7 Gerenciamento das comunicações ............................................................. 21
1.8.8 Gerenciamento de riscos ............................................................................. 22
1.8.9 Gerenciamento de aquisições ..................................................................... 22
1.9      ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ................................................................... 22

2.       REVISÃO DA LITERATURA.......................................................................... 23
2.1      INTRODUÇÃO ................................................................................................ 23
2.1.1 Internet........................................................................................................... 23
2.1.2 e-Business..................................................................................................... 26
2.1.3 Interatividade ................................................................................................ 29

3.       DESENVOLVIMENTO .................................................................................... 30
3.1      TERMO DE ABERTURA DO PROJETO ........................................................ 30
3.1.1 Nome do projeto ........................................................................................... 30
3.1.2 Justificativa do projeto................................................................................. 30
3.1.3    Produto do projeto ................................................................................... 30
3.1.4    Requisitos Iniciais do projeto.................................................................. 30
3.1.5    Organograma do projeto.......................................................................... 31
3.1.6    Cronograma e custo do projeto .............................................................. 31
3.1.7    Principais stakeholders ........................................................................... 31
3.1.8    Patrocinador do projeto ........................................................................... 32
3.1.9    Gerente do projeto ................................................................................... 32
3.1.10   Premissas do projeto ............................................................................... 32
3.1.11   Restrições do projeto ............................................................................... 33
3.1.12   Riscos do projeto ..................................................................................... 33
3.1.13   Exclusões específicas ............................................................................. 33
3.1.14   Aprovações e Data ................................................................................... 34
3.2      PLANO DE GERENCIAMENTO DO ESCOPO .......................................... 35
3.2.1    Declaração do Escopo ............................................................................. 35
3.2.2    Estrutura Analítica do Projeto ................................................................. 37
3.2.3    Dicionário da EAP .................................................................................... 38
3.3      PLANO DE GERENCIAMENTO DO TEMPO ............................................. 41
3.3.1    Cronograma do projeto ............................................................................ 42
3.3.2    Grático de Gantt do projeto com o caminho crítico .............................. 44
3.3.3    Reserva gerencial e contingencial de tempo ......................................... 45
3.3.4    Linha de base de tempo ........................................................................... 45
3.4      PLANO DE GERENCIAMENTO DE CUSTOS ........................................... 45
3.4.1    Orçamento do projeto .............................................................................. 46
3.4.2    Reserva gerencial e contingencial .......................................................... 47
3.4.3    Linha de base de custos do projeto ....................................................... 48
3.4.4    Administração do plano de gerenciamento de custos ......................... 48
3.4.5    Curva S de custos do projeto .................................................................. 48
3.5      PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE ..................................... 49
3.5.1    O planejamento da qualidade .................................................................. 49
3.5.2    A garantia da qualidade ........................................................................... 50
3.5.3    Política da qualidade ................................................................................ 50
3.5.4    Métricas para o monitoramento da qualidade do projeto ..................... 50
3.6      PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS .................. 52
3.6.1    Organograma do projeto.......................................................................... 52
3.6.2    Diretório da equipe do projeto ................................................................ 52
3.6.3        Matriz de Responsabilidade .................................................................... 53
3.6.4        Mudanças relacionadas à contratação de pessoal ............................... 54
3.6.5        Plano de contratação e mobilização de pessoal ................................... 54
3.6.5.1 Patrocinador do projeto. .............................................................................. 54
3.6.5.2 Gerente do projeto ...................................................................................... 54
3.6.5.3 Consultor de TI ........................................................................................... 54
3.6.5.4 Designer Gráfico ......................................................................................... 55
3.6.5.5 Apoio Geral ................................................................................................. 55
3.6.5.6 Prestador de serviços ................................................................................. 55
3.6.6        Diretório da equipe do projeto ................................................................ 55
3.7          PLANO DE GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES .......................... 56
3.7.1        Descrição dos processos de gerenciamento das comunicações........ 56
3.7.2        Planejamento dos eventos ...................................................................... 57
3.7.3        Execução dos eventos ............................................................................. 57
3.7.4        Calendário de eventos ............................................................................. 57
3.7.5        Matriz dos eventos e calendário de comunicação ................................ 58
3.7.6        Documentação .......................................................................................... 59
3.7.7        Estrutura de diretórios ............................................................................. 59
3.7.8        Identificação das partes interessadas .................................................... 60
3.7.9        Matriz de responsabilidade...................................................................... 60
3.7.10       Canais de comunicação ........................................................................... 61
3.8          PLANO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS ............................................ 62
3.8.1        Identificação dos riscos ........................................................................... 62
3.8.2        Análise qualitativa dos riscos ................................................................. 62
3.8.3        Análise quantitativa dos riscos ............................................................... 64
3.8.4        Planejamento, monitoramento e controle dos riscos ........................... 64
3.8.5        Execução do planejamento de riscos do projeto .................................. 64
3.8.5.1 Identificação dos riscos ............................................................................... 64
3.8.5.2 Análise qualitativa dos riscos ...................................................................... 65
3.8.5.3 Análise quantitativa dos riscos .................................................................... 66
3.8.5.4 Plano de Respostas ao Risco ..................................................................... 66
3.8.5.5 Reserva de Contingência ............................................................................ 67
3.8.5.6 Monitoramento e Controle de Riscos .......................................................... 68
3.9          PLANO DE GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES .................................... 68
3.9.1        Produtos adquiridos ................................................................................ 68
3.9.2       Contratação realizada .............................................................................. 68
3.9.3       Seleção de fornecedores ......................................................................... 69
3.9.3.1 Critérios obrigatórios ................................................................................... 69
3.9.3.2 Seleção de propostas ................................................................................. 69
3.9.4       Modelo contratual ..................................................................................... 70
3.9.4.1 Cláusulas de confidencialidade................................................................... 70
3.9.5       Pagamento e considerações finais ......................................................... 70
3.10        PLANO DE GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO .................................. 71
3.10.1      Controle integrado de mudanças do projeto ......................................... 71
3.10.2      Responsabilidade e atualização do plano de gerenc. do projeto ........ 72

4.       CONCLUSÃO ................................................................................................. 73
4.1      LIÇÕES APRENDIDAS .................................................................................. 73
4.2      RECOMENDAÇÃO ......................................................................................... 74

5.       REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .............................................................. 75

ANEXO I – Web site do PMI ES .............................................................................. 76

ANEXO II – Perfil do PMI ES no Facebook ............................................................ 77

ANEXO III – Perfil do PMI ES no Twitter ................................................................ 78

ANEXO IV – Web site do PMI SP ............................................................................ 79
RESUMO




Trata da reformulação da comunicação digital do capítulo do PMI (Project
Management Institute) no estado do Espírito Santo, Brasil. Utilizou-se da internet
como infraestrutura os padrões do consórcio W3C (World Wide Web Consortium)
como referência. Espera-se com esse projeto gerar maior interatividade entre os
visitantes das páginas veiculadas na internet e a organização. O guia PMBOK® (PMI,
2008) foi utilizado para elaborar esse documento. Foram identificados como
principais stekeholders os Diretores do PMI ES; a Diretoria de Comunicação do PMI
ES; os filiados da organização e estudantes na área de gerenciamento de projetos.
As entregas estipulam a criação de um web site e perfis nas mídias sociais, que
serão realizados mediante a contratação de um prestador de serviço, a partir de um
layout idealizado pela equipe de projetos
13




1. INTRODUÇÃO



O surgimento da internet como meio de comunicação trouxe novos desafios para as
organizações. O acesso a Informação democratizou-se a ponto de qualquer pessoa
com acesso a um computador ter facilidade em obter, em tempo real, notícias de
diferentes lugares do mundo segundo a sua conveniência.

As organizações não podem ignorar a influência da internet sobre as informações
que são repassadas para o conhecimento público. Não importa se há uma ação
proposital ou uma omissão, a qualquer momento uma postagem pode ser lançada
na rede mundial e gerar desconfiança sobre marcas e produtos. Na mesma
proporção boatos podem ser estimulados levando a destruição rápida de reputações
construídas ao longo de séculos.

Ciente dessa realidade muitas empresas utilizam a internet a seu favor. A criação de
web sites, perfis em mídias sociais e envio de mala direta é uma maneira de
aproximar-se dos stakeholders e elevar o grau de confiança na organização ao
estabelecer canais de comunicação de mão dupla. Nesse contexto a empresa não
somente divulga notícias, mas também recebe retorno sobre a opinião que o público
forma a seu respeito.

No ANEXO IV consta a página principal no site do PMI SP, a qual é um bom
exemplo de comunicação digital. É um site com visual agradável e integração com
as mídias sociais. Também é possível visualizar vídeos, conferir atividades em um
calendário. Os parceiros estão bem representados e há um campo de buscas que
agiliza o encontro de informações.

Apesar de alguns conservadores considerarem a internet como uma ameaça, outros
a utilizam como uma oportunidade. Na medida em que uma nova mentalidade ocupa
espaço nas organizações a comunicação digital torna-se um elemento estratégico
valioso para superar problemas e ampliar as fronteiras das organizações.
14




1.1 O PROBLEMA


A grande maioria dos capítulos do PMI no Brasil utiliza-se da internet como recurso
para divulgar suas ações cotidianas. Sites e perfis em mídias sociais são os meios
preferidos para realizar essa divulgação. Devido a internet ser relativamente uma
nova área de conhecimento ainda não há parâmetros definitivos pelos quais se
possa mensurar a efetividade desse tipo de divulgação.

Algumas pessoas acreditam que o êxito das ações digitais possa ser mensurado por
aspectos subjetivas tais como a aparência da página e das imagens inseridas para
chamar a atenção do visitante. Outros aspectos mais objetivos têm sido explorados,
tais como, número acesso de visitantes a uma página, ou cliques em um
determinado atalho de hiperlink.



1.2 SIGNIFICÂNCIA DO PROBLEMA


Criar uma plataforma de divulgação na internet é uma rotina na comunicação de
qualquer organização atualmente. Os benefícios são diversos desde a divulgação
dos produtos até a facilidade em receber retorno de clientes sobre a experiência de
compra, as plataformas de comunicação online são vistas como um valioso meio de
estreitamento entre empresa e stakeholders.

Para uma organização como o Capítulo do PMI ES é de extrema importância atuar
efetivamente com a sua comunicação online. Nesse trabalho é importante não se
limitar à elaboração de uma página de internet para divulgação de eventos, mas
desenvolver uma estratégia de comunicação online que contemple aspectos mais
amplos como: fortalecimento da marca; reforço de parcerias; captação de novos
membros entre outros.

Nos ANEXOS I, II e III deste documento é possível visualizar a atuação digital do
PMI ES. No ANEXO I consta a página principal do web site. No ANEXO II está o
perfil no Facebook e no ANEXO III o perfil no Twitter, ambos conhecidos como
mídias sociais.
15




1.3 LIMITAÇÕES DO PROJETO


A meta do projeto é reformular a apresentação das informações. Logo detalhes
relacionados à configuração e uso de servidor serão repassados para uma empresa
especializada em locação. Também será eliminado o trabalho de código de
programação mediante a utilização de um software de gerenciamento de conteúdo
gratuito.



1.4 OBJETIVO DO PROJETO


Como a organização já realiza um trabalho de comunicação através do web site e
mídias sociais, esse documento apresentará o projeto de reformulação dessa
comunicação digital. O novo foco será orientado a maior interatividade do visitante
nessas plataformas online. Nesse caso, o cliente será mais estimulado a enviar seus
comentários e considerações sobre os assuntos abordados nesses canais.



1.5 DEFINIÇÕES DE TERMOS


Durante esse trabalho utilizamos os seguintes termos:

Benchmarking: é um processo de pesquisa que permite realizar comparações de
processos e práticas "companhia-a-companhia" para identificar o melhor do melhor e
alcançar um nível de superioridade ou vantagem competitiva.

E-mail marketing: uma estratégia de divulgação de produtos e serviços baseada no
envio de correspondências eletrônicas.

Freelancer: termo inglês para denominar o profissional autônomo, que se auto
emprega em diferentes empresas ou, ainda, guia seus trabalhos por projetos,
captando e atendendo seus clientes de forma independente.

Mensagem instantânea (Instant Messenger): softwares utilizados para a troca de
mensagem em tempo real.
16




Midias sociais: websites em que os próprios participantes produzem e o conteúdo e
o compartilhão entre si.

On line: todas as transações feitas através da internet.

Padrões W3C: são especificações técnicas e orientações desenvolvidas pelo W3C
através de um processo projetado para maximizar a consenso sobre as
recomendações,      garantindo   qualidades    técnicas    e   editoriais,   além   de
transparentemente alcançar apoio da comunidade de desenvolvedores, do consórcio
e do público em geral.

Pop-Up: é uma janela extra que abre no navegador ao visitar uma página web ou
acessar uma hiper ligação específica. O pop-up é utilizada pelos criadores do site
(sítio) para abrir alguma informação extra ou como meio de propaganda.

Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS - Content Management System):
sistemas de gerenciamento de conteúdo servem para criar um ambiente de website
com uma grande diversidade de funções. Tais como: colocar formulários de contato,
fóruns de discussão.

Sponsor (Patrocinador): pessoa ou grupo que fornece os recursos financeiros para
o projeto.

Stakeholders (partes interessadas): todos as pessoas e organizações que estejam
envolvidos no projeto ou com interesses que possam ser afetados seja de maneira
positiva ou negativa durante a execução ou no término do projeto; pessoas que
podem influenciar o projeto e suas entregas.

Template: é o modelo visual utilizado para a criação do ambiente de interação on
line.

Website: páginas criadas para divulgar um determinado assunto na internet

Wordpress: é um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo para internet. Devido a
sua versatilidade é utilizado para veicular diversos formatos de website, tais como,
blogs, portais, e-commerce entre muitos outros.
17




1.6 MÉTODO DE PESQUISA


Para realizar esse o projeto de Reformulação da Comunicação Digital do PMI ES é
utilizado a metodologia desenvolvida pelo PMI através do guia PMBOK®.



1.7 CONCEITOS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS


1.7.1   Introdução


Para que as organizações consigam competir diante dos desafios apresentados no
seu cotidiano é necessário lançar mão de inovações tecnológicas e técnicas que
visem o aumento da produtividade e melhorem a qualidade dos seus processos. O
Gerenciamento de Projetos surgiu para oferecer soluções para a criação de novos
produtos e serviços, aumentar a lucratividade e ajudar as organizações a atingir
seus mais complexos objetivos.


1.7.2   O PMI


O instituto de Gerenciamento de Projetos localizado na Filadélfia, Pensilvânia, EUA,
é a instituição mais amplamente reconhecida em termos de promoção das melhores
práticas de gerenciamento de projetos. Mantem e apoia padrões e éticas na área.
Também realiza treinamentos, seminários entre diversas atividades com o objetivo
de difundir o conhecimento em gerenciamento de projetos.

O PMI foi fundado em 1969 e atualmente conta com mais de 265 mil membros
participando de suas representações em 170 países diferentes. Nessas filiais os
gerentes de projeto se reúnem para a troca de informações e divulgação de novas
ferramentas e técnicas (HELDMAN, 2009).
18




1.7.3   O PMBOK®


O PMBOK® é o guia de práticas de gerenciamento de projetos curado pelo Project
Management Institute (PMI), amplamente reconhecido pelos profissionais da área.
Ele fornece as diretrizes adotadas em projetos, define os conceitos relacionados e
descreve o ciclo de vida do gerenciamento de projetos. Seu objetivo é identificar e
apontar como modelo o que é amplamente reconhecida como boa prática.


1.7.4   Ciclos de vida e processos de gerenciamento de projetos


Existe uma ordem pela qual os projetos acontecem. Alguém apresenta uma ideia e
passa a buscar apoio para executá-la. Após obter aprovação, o projeto começa em
fases intermediárias até a finalização daí é concluído e encerrado.

A maioria dos projetos é composta por pelo menos quatro ciclos de vida: Início do
projeto; Planejamento e organização do trabalho do projeto; execução do trabalho
do projeto e encerramento do projeto (HELDMAN, 2009).

Quanto aos grupos de processos de gerenciamento de projetos o PMBOK® Guide
descreve cinco, os quais serão descrito em detalhes a seguir:

Iniciação: ocorre no início do projeto ou de cada fase de projetos grandes. A
iniciação confirma que o projeto ou cada etapa seguinte do projeto deve iniciar. As
saídas do grupo de processo de Iniciação, inclusive o termo de abertura do projeto e
a identificação das partes interessadas, se tornam entradas no grupo de processos
de planejamento.

Planejamento: através do planejamento são formuladas e revisadas as metas e
objetivos do projeto. Também é com o planejamento que se determina os vários
cursos possíveis de ação e a escolha de quais destes seriam as melhores
alternativas para se obter os fins previstos. O Planejamento deve abranger todas as
áreas do gerenciamento de projetos e considerar o orçamento, a definição das
atividades, o planejamento de escopo, o desenvolvimento do cronograma, a
identificação dos riscos, o recrutamento da equipe, o planejamento das aquisições,
entre outros.
19




Execução: é a concretização do projeto. Nessa etapa o gerente coordena e
direciona os recursos com foco nos objetivos do plano do projeto. Mantém o plano
sob controle e assegura que sua execução permaneça em sincronia com os
objetivos previstos.

Monitoramento e Controle: nesse processo são feitas análises de desempenho
para verificar se o projeto está seguindo o planejado. Quando é detectado um desvio
aplica-se uma ação corretiva para que as atividades voltem ao curso estipulado.

Encerramento: ignorado com frequência é o grupo responsável pelo término formal
e ordenado das atividades de uma fase ou do projeto em si. A documentação
reunida durante o processo de Encerramento pode ser analisada e aproveitada para
evitar possíveis problemas em projetos futuros.



1.8 ÁREAS DE CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS


Cada grupo de processos é composto de uma coleção de processos utilizados por
todo o ciclo de vida do projeto. O PMBOK® agrupa esses processos em nove
categorias chamadas áreas de conhecimento. Seguem abaixo:

   •   Gerenciamento de integração do projeto;
   •   Gerenciamento do escopo do projeto;
   •   Gerenciamento de tempo do projeto;
   •   Gerenciamento de custos do projeto;
   •   Gerenciamento da qualidade do projeto;
   •   Gerenciamento de recursos humanos do projeto;
   •   Gerenciamento das comunicações do projeto;
   •   Gerenciamento de riscos do projeto;
   •   Gerenciamento de aquisições do projeto.
20




1.8.1   Gerenciamento da integração


Trata da coordenação de todos os aspectos do plano do projeto e envolve um
elevado nível de interação. Essa área envolve a identificação e definição do trabalho
do projeto e a combinação, unificação e integração dos processos apropriados. Ela
também se preocupa em atender aos requisitos do cliente e das partes interessadas
satisfatoriamente e gerenciar suas expectativas.


1.8.2   Gerenciamento de escopo


Trata da definição de todo o trabalho do projeto e apenas do trabalho necessário
para produzir com sucesso os objetivos do projeto. Esses processos são altamente
interativos. Compreende tanto o escopo do produto quanto o escopo do projeto. O
escopo do produto refere-se às características do produto ou serviço do projeto. Já o
escopo do projeto envolve a administração da execução do projeto.


1.8.3   Gerenciamento de tempo


Tem como objetivo estimar a duração das atividades do plano do projeto, elaborar o
cronograma do projeto e monitorar e controlar desvios do cronograma. Em termos
gerais, essa área trata da conclusão do projeto em tempo hábil.


1.8.4   Gerenciamento de custos


Lida principalmente com os custos dos recursos. São utilizadas duas técnicas nessa
Área de Conhecimento: a determinação dos custos do ciclo de vida e a engenharia
de valor. A primeira considera um grupo de custos em conjunto ao comparar ou
decidir entre alternativas, enquanto a segunda ajuda a aprimorar a utilização de
cronogramas, lucros qualidade e recursos e a otimizar os custos do ciclo de vida,
entre outros.
21




1.8.5   Gerenciamento da qualidade


Assegura que o projeto atenda aos requisitos com os quais se comprometeu.
Concentra-se na qualidade do produto e na qualidade do processo de
gerenciamento de projetos empregado durante todo o ciclo de vida do projeto. Esses
processos avaliam o desempenho geral, monitoram os resultados do projeto e os
comparam com os padrões de qualidade estabelecidos no processo de
planejamento do projeto. A fim de garantir que o cliente receba o produto ou o
serviço que supõe ter comprado.


1.8.6   Gerenciamento dos recursos humanos


Abrange os aspectos de interação das pessoas, incluindo liderança, orientação,
resolução de conflitos, gestão de avaliações de desempenho e muito mais. Esses
processos visam fazer com que os recursos humanos designados para o projeto
sejam utilizados de maneira eficaz possível.


1.8.7   Gerenciamento das comunicações


As competências de comunicação são as habilidades gerais que o gerente usa no
dia a dia. Os processos aí envolvidos visam garantir que todas as informações do
projeto sejam coletadas, documentadas, arquivadas e descartadas quando
apropriado. Asseguram também a distribuição e compartilhamento das informações
com as partes interessadas, gerência e integrantes do projeto nos momentos
adequados. Ao término do projeto, as informações são arquivadas e usadas como
referência nos próximos projetos.
22




1.8.8   Gerenciamento de riscos


Refere-se à identificação, análise e planejamento de riscos potenciais que podem
afetar o projeto. Isso significa minimizar a possibilidade e o impacto de riscos
negativos e, ao mesmo tempo, maximizar a probabilidade e o impacto de riscos
positivos. Esses processos também são úteis para identificar as consequências
positivas dos riscos e explorá-las de modo a aprimorar os objetivos do projeto ou
detectar eficiências capazes de aprimorar o desempenho.


1.8.9   Gerenciamento de aquisições


Abrange os processos relacionados à compra de bens e serviços de fornecedores
externos e empresas contratadas. Nas discussões sobre os processos do
Gerenciamento de Aquisições dentro da perspectiva do comprador.



1.9 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO


Esse trabalho foi dividido com os seguintes capítulos:

CAPÍTULO 1: Descreve o problema, sua relevância, limitação, objetivo, e a definição
dos termos utilizados ao longo do trabalho. Também é descrita a metodologia
utilizada para a elaboração do plano de gerenciamento do projeto, baseada no
PMBOK®, um guia das melhores práticas em gerenciamento de projetos.

CAPÍTULO 2: Revisa a literatura referente a Internet. Fala sobre os benefícios do
projeto, a tecnologia utilizada para o provimento da solução.

CAPÍTULO 3: Explora o plano de gerenciamento o projeto. Utiliza todas as áreas do
gerenciamento de projetos descritas no guia de melhores práticas PMBOK®.

CAPÍTULO 4: Relata os resultados obtidos e considerações finais.
23




2. REVISÃO DA LITERATURA



2.1 INTRODUÇÃO


2.1.1   Internet


A Internet é um sistema de informação descentralizado idealizado em 1969 pela
ARPA (Advanced Research Projects Agency), agência que faz parte do
Departamento de Defesa americano. O objetivo dessa infra-estrutura foi oferecer
uma rede capaz de multiplicar as informações de maneira que em caso de um
ataque militar em uma região seria fácil acessar os dados através de outras
localidades (ALBERTIN, 1999, p. 40-43).

A Internet é o maior agrupamento de redes de comunicações em escala mundial
com milhões de computadores interligados o que permite acesso a informações e
todo tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e
serviços, incluindo os documentos interligados por meio da WWW (World Wide
Web), e a infraestrutura para suportar correio eletrônico e serviços como
comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos. (MAZZEO, 2000, p. 08-
10).

O site Internet World Stats, que avalia o acesso da internet segundo a localização
geográfica e idiomas constatou no final de 2011 o seguinte quadro de acessos
distribuído de acordo com cada continente:
24



Tabela 1 - Uso da Internet no mundo
Regiões do         População      Usuários de     Usuários de     Penetra Crescime Total
Mundo              (2011)         Internet        Internet        ção     nto (2000- usuarios
                                  31/12/2000      31/12/2011              2011)      12/2011
África             1.037.524.058      4.514.400     139.875.242    13,5% 2.988,4%          6,2%
Ásia               3.879.740.877 114.304.000 1.016.799.076         26,2%      789,6%     44,8%
Europa              816.426.346 105.096.093         500.723.686    61,3%      376,4%     22,1%
Oriente Médio       216.258.843       3.284.800      77.020.995    35,6% 2.244,8%          3,4%
Amer. do Norte      347.394.870 108.096.800         273.067.546    78,6%      152,6%     12,0%
América
                    597.283.165      18.068.919     235.819.740    39,5% 1.205,1%        10,4%
Latina/Caribe
Oceania /
                      35.426.995      7.620.480      23.927.457    67,5%      214,0%       1,1%
Austrália
Total Mundial      6.930.055.154 360.985.492 2.267.233.742         32,7%      528,1% 100,0%
Fonte: Adaptado do website da Internet World Stats <http://www.internetworldstats.com/stats.htm>
acessado em 10/09/2012


Na tabela acima se destaca o fato do uso da Internet ter crescido no mundo entre
2000 e 2011 mais de cinco vezes. Também se percebe que em lugares como África
e Oriente Médio o crescimento é superior à vinte vezes, apesar da penetração ser
ainda pequena. É impressionante que na América do Norte o uso de internet supera
75% da população enquanto na América Latina/Caribe (países vizinhos) não chega
à 40%. Apesar da Ásia ter uma penetração de 26,2% ela tem o maior número
absoluto de usuários no mundo representando 44,8% do total de usuários.

Com relação às línguas mais utilizadas na Internet na tabela 2, logo abaixo,
percebe-se que o Inglês é o idioma mais utilizado com o total de 26,8% de usuários
seguido do Chinês com 26,2% e Espanhol com 7,8%. As dez línguas mais faladas
perfazem 82,2% dos usuários da internet.
25



Tabela 2 – 10 Idiomas mais usados na Web
Língua              Número de    Penetração         Cresciment     Porcentage     População no
                    Usuários por da Internet        o do uso de    m de           mundo que
                    Língua       entre a            Internet       Usuários de    fala a Língua
                                 população          (2000-2011)    Internet       em 2011
Inglês                565.004.126           43,4%         301,4%          26,8% 1.302.275.670
Chinês                509.965.013           37,2%       1.478,7%          24,2% 1.372.226.042
Espanhol              164.968.742           39,0%         807,4%           7,8%      423.085.806
Japonês                99.182.000           78,4%         110,7%           4,7%      126.475.664
Português              82.586.600           32,5%         990,1%           3,9%      253.947.594
Alemão                 75.422.674           79,5%         174,1%           3,6%       94.842.656
Árabe                  65.365.400           18,8%       2.501,2%           3,3%      347.002.991
Francês                59.779.525           17,2%         398,2%           3,0%      347.932.305
Russo                  59.700.000           42,8%       1.825,8%           3,0%      139.390.205
Coreano                39.440.000           55,2%         107,1%           2,0%       71.393.343
TOTAL DAS 10
                    1.615.957.333           36,2%         421,2%          82,2% 4.442.056.069
Línguas
Outras Línguas        350.557.483           14,6%         585,5%          17,8% 2.403.553.891
Total Mundial       2.099.926.965           30,3%         481,7%           100% 6.930.055.154
Fonte: Adaptado do website da Internet World Stats <http://www.internetworldstats.com/stats7.htm>
acessado em 10/09/2012.


Também foram separados diversos países a título de comparação. Verifica-se na
Tabela abaixo que o país com maior quantidade de população que usa Internet é o
Reino Unido (84,1%), enquanto na outra extremidade está a Índia com (10,2%). O
Brasil está em uma das últimas colocações em relação á penetração (39,0%), porém
verifica-se que é um dos maiores adeptos da rede social Facebook enquanto a
mesma rede não possui muita expressão na China. Apesar de países vizinhos
possuírem dados semelhantes na maioria das vezes, nota-se que a penetração da
Internet na Argentina tem um número bem superior ao do Brasil (67,0%). Mesmo
que a penetração da Internet na China seja pequena o número absoluto de usuários
(513 Milhões) é o mais do que o dobro dos Estados Unidos (245 Milhões), segundo
colocado.

O número de usuários de Internet no Brasil (39%) está muito aquém dos países
desenvolvidos, que geralmente situam-se acima dos 75% da população, para chegar
a esse patamar o país terá que dobrar seu número de usuários nos próximos anos.
26



         Tabela 3 - Uso da Internet em diversos países
        País                   População         Usuários de Penetraçã Facebook
                               (2011)            Internet     o        (31/12/2011)
                                                 (31/12/2011)
        Brazil                    203.429.773      79.245.740       39,0%        35.158.740
        México                    113.724.226      42.000.000       36,9%        30.990.480
        Argentina                   41.769.726     28.000.000       67,0%        17.581.160
        França                      65.102.719     50.290.226       77.2%        23.544.460
        Alemanha                    81.471.834     67.364.898       82,7%        22.123.660
        Itália                      61.016.804     35.800.000       58,7%        20.889.260
        Rússia                    138.738.892      61.472.011       44,3%         5.237.420
        Reino Unido                 62.698.362     52.731.209       84.1%        30.470.400
        China                   1.336.718.015 513.100.000           38,4%          447.460
        Índia                   1.189.172.906 121.000.000           10.2%        45.048.100
        Japão                     126.475.492 101.000.000           80,0%         7.684.120
        Canadá                      34.030.589     27.757.540       79,6%        17.113.220
        Estados Unidos            313.232.044 245.203.319           78,3%       157.418.920
        Fonte: Adaptado do website da Internet World Stats
        <http://www.internetworldstats.com/stats.htm> acessado em 10/09/2012.


Através dos dados fornecidos sobre quantidade de usuários de acordo com os
países e línguas fica claro há uma desigualdade entre países pobres e ricos. Países
com maior penetração de internet tem economia mais desenvolvida, enquanto os
mais pobres têm menor.

Na medida em que a população de um país não usufrui dos benefícios trazidos pela
internet ela fica excluída de diversos serviços que podem ser oferecidos online. Ao
considerar que muitas empresas tem migrado e priorizado o atendimento online
(bancos por exemplo), passa então a existir dois tipos de atendimento e até poderá
haver diferentes preços cobrados por um mesmo produto entre lojas físicas e
virtuais.


2.1.2       e-Business


O termo e-Business acrónimo inglês para Electronic Business (negócios
eletrônicos), identifica os negócios efetuados por meios eletrônicos, geralmente na
Internet. Pode-se definir e-business como negócios feitos através da Internet no
27




sentido mais amplo da palavra negócio, desde contatos diretos com consumidores,
fornecedores como também análises de mercado, análises de investimentos,
pesquisa de mercados, entre outras atividades afins. (FRANCO Jr., 2005)

E-business tem como aplicação a criação de sistemas capazes de prover
comunicação entre empresas agilizando os processos de compra e venda entre as
mesmas, existem inclusive sistemas que fazem pedido automáticos para outras
empresas de acordo com o seu estoque de produtos, facilitando assim todo o
processo de fabricação e venda, melhorar a disponibilidade de produtos de acordo
com a demanda pelos mesmos.

Franco Jr. (2005) considerou que o e-Business possui uma estrutura interna em
forma de Iceberg composta por diversos sistemas:




             Figura 1 – A estrutura interna do e-Business
             Fonte: (E-business: internet, tecnologia e sistemas de informação na administração
             de empresas, p. 25)


e-Enterprise Resources Planning (e-ERP) – O ERP é uma estrutura para otimizar a
cadeia interna de valores de uma empresa. O papel do ERP na empresa é
organizar, codificar e criar um padrão para os processos internos da empresa. O e-
ERP fará a ligação desse sistema interno com os fornecedores, clientes e parceiros,
não fornecendo somente as informações por relatórios e telas, mas disponibilizando-
as para alimentar e integrar os sistemas externos à empresa.
28




e-Customer Relationship Management (e-CRM) – O CRM traz o cliente e o não-
cliente, de forma sistemática para “dentro” da empresa. O e-CRM possui três
diferentes estratégias de acordo com os grupos com os quais se relaciona: a)
Objetiva a conquista de novos clientes no universo da Internet. b) Objetiva maximizar
a qualidade e a satisfação dos clientes atuais. c) Lida com os fatores que estão
fazendo os clientes diminuírem suas atividades.

e-Supply Chain Management (e-SCM) – O SCM é o sistema de informações que
integra o ERP da empresa com os sistemas de informações de seus diversos
fornecedores. Ao realizar esse processo através da web o transformamos em e-
SCM.

e-Procurement – É o sistema de procura de itens para fornecimento, fora da rede de
fornecedores do e-SCM. É o “departamento de compras” da empresa tradicional.
Sua função é não só achar fornecedores, mas também cotar os melhores preços e
condições de fornecimento.

e-Business Intelligence (e-BI) – As ferramentas de BI, que eram mais restritas às
áreas de logística e finanças, receberam forte integração no conceito de e-Business.
A tenência é que o BI não tenha foco somente na tomada de decisão, mas passem a
incorporar toda a área de Gestão de Conhecimento.

e-Commerce – A proposta é transformar o ciclo de vida do processo de compras
mais dinâmico e claro com base nos seguintes pressupostos: a) Criar a maior
facilidade possível para o cliente. b) Criar a percepção do valor agregado na
compra/venda pela internet. c) Criar mecanismo em que o cliente possa personalizar
seu produto/serviço de maneira simples e fácil. d) O e-Commerce deve,
obrigatoriamente, em função do aumento da produtividade do fator humano,
aumentar o poder de venda de uma empresa. e) o e-Commerce deve ser uma
ferramenta que, além de vender, possa auxiliar na melhora do gerenciamento das
equipes de vendas.
29




2.1.3    Interatividade


Antes do advento da internet era comum considerar o receptor no processo de
comunicação somente como um agente passivo. Segundo Levy (2000) a
comunicação digital desafia esse conceito criando a possibilidade do receptor da
informação agir também como agente ativo em velocidade quase instantânea como
ocorre normalmente na comunicação presencial. É o caso dos programas de vídeo
conferência em comparação com o antigo sistema de envio de correspondência.
Apesar de ser possível, não faria sentido utilizar uma estrutura nas cartas como se
fosse um diálogo através de frases curtas. Já com a utilização da vídeo conferência
é possível estabelecer um diálogo normal.

Outra possibilidade que a internet abre é a realização de tarefas múltiplas em tempo
real. Diversos trabalhadores podem desenvolver uma planilha de cálculo ao mesmo
tempo mesmo que seja a partir de países diferentes, por exemplo.

Tabela 4 - Diferentes Tipos de Interatividade
Relação com a               Mensagem linear não- Interrupção e              Implicação da
mensagem/                   alterável em tempo   reorientação do fluxo      participação na
Dispositivo de              real                 informacional em           mensagem
comunicação                                      tempo real
Difusão unilateral          Imprensa               - Bancos de dados        - Videogames com um
                            Rádio                  multimodais;             só participante;
                            Televisão              - Hiperdocumentos        - Simulações com
                            Cinema                 fixos;                   imersão (simulador de
                                                   - Simulações sem         vôo) sem modificação
                                                   imersão nem              possível do modelo
                                                   possibilidade de
                                                   modificar o modelo
Diálogo, reciprocidade Correspondência postal - Telefone                    Diálogos através de
                       entre duas pessoas     - Videofone                   mundos virtuais,
                                                                            cibersexo.
Diálogo entre vários        - Rede de              - Teleconferência ou     - RPG multiusuário no
participantes               correspondência        videoconferência com     ciberespaço
                            - Sistema das          vários participantes     - Videogame em
                            publicações em uma     - Hiperdocumentos        “realidade virtual” com
                            comunidade de          abertos acessíveis on-   vários participantes
                            pesquisa               line, frutos da          - Comunicação em
                            - Correio eletrônico   escrita/leitura de uma   mundos virtuais,
                            - Conferências         comunidade               negociação contínua
                            eletrônicas            - Simulações (com        dos participantes sobre
                                                   possibilidade de atuar   suas imagens e a
                                                   sobre o modelo) como     imagem de sua
                                                   de suportes de debates   situação comum.
                                                   de uma comunidade
Fonte: Levy (2000, p. 83)
30




3. DESENVOLVIMENTO



3.1 TERMO DE ABERTURA DO PROJETO


3.1.1    Nome do projeto


Reformulação da comunicação digital do PMI ES. O projeto atenderá pelo código:
001.


3.1.2    Justificativa do projeto


O Capítulo do PMI ES demanda uma comunicação online mais interativa para
estimular a filiação de novos membros e a participação dos profissionais de
Gerenciamento de Projetos em eventos


3.1.3    Produto do projeto


Será elaborado um novo website e novos perfis serão criados nas mídias sociais e
será realizado um treinamento para os profissionais que irão atualizar o site.


3.1.4    Requisitos Iniciais do projeto


   •    Escritório com acesso a internet;
   •    Computadores e impressora multifuncional;
   •    Material de escritório;
   •    Telefones celulares para a equipe do projeto.
31




3.1.5   Organograma do projeto




             Figura 2 - Organograma do Projeto


3.1.6   Cronograma e custo do projeto


Na tabela abaixo segue o cronograma e estimativas iniciais de custo:

Tabela 5 - Cronograma Básico e Estimativas Iniciais de Custos
     Etapas        Início Previsto Término Previsto             Duração (dias)   Custo (R$)
Iniciação             01/11/2012          06/11/2012                 06             2.100,00
Planejamento          07/11/2012          14/11/2012                 07             2.732,00
Execução              16/11/2012          13/12/2012                 28             7.434,00
Controle              16/11/2012          14/12/2012                 29              924,00
Encerramento          17/12/2012          24/12/2012                 08             1.400,00
Total                 01/11/2012          24/12/2012                 54            14.590,00


3.1.7   Principais stakeholders


   • Diretores do PMI ES;
   • Diretoria de Comunicação do PMI ES;
   • Filiados do PMI ES;
   • Estudantes na área de gerenciamento de projetos.
32




3.1.8    Patrocinador do projeto


Diretor de Comunicação do PMI ES


3.1.9    Gerente do projeto


Luiz Aquino Diniz, Administrador graduado pela Universidade Federal do Espírito
Santo e profissional de web com mais de cinco anos de experiência; Gerenciará o
projeto bem como irá elaborar os conceitos de design e interação; Será responsável
pelo relacionamento com os fornecedores de serviços.


3.1.10 Premissas do projeto


   •    O domínio e a hospedagem já estão disponíveis para fazer o trabalho;

   •    A conta de hospedagem possui banco de dados e ambiente para programar
        em PHP;

   •    O PMI ES irá oferecer todo o conteúdo textual e material gráfico necessário
        para realizar o projeto;

   •    Toda infraestrutura para o planejamento, execução, controle e encerramento
        do projeto, com exceção do material de escritório, será fornecido pela PMI
        ES.

   •    Os fornecedores de hospedagem e a manutenção do domínio são de
        responsabilidade do PMI ES.
33




3.1.11 Restrições do projeto


   •   A empresa contratada para realizar os serviços deverá contar com
       profissionais qualificados em PHP e Java Script para realizar o serviço no
       momento do fechamento do contrato;

   •   O projeto deve ser entregue no dia 24/12/2012, pois o lançamento do site
       será divulgado no início de 2013;

   •   Não será aceito pelo patrocinador modificação no valor orçado de R$
       14.590,00


3.1.12 Riscos do projeto


   •   Não encontrar uma empresa no mercado local que faça websites com foco na
       interatividade com o cliente;

   •   Altos custos para encontrar profissionais especializados em mídias sociais;

   •   Profissionais se desligarem do projeto durante a execução devido a oferta de
       outras empresas;

   • A empresa contratada terceirizar o serviço ou contratar serviço free lancer não
       confiável.


3.1.13 Exclusões específicas


   • O projeto não será responsável pela aquisição de softwares da empresa
       contratada;

   • Não será utilizado conteúdo ou códigos de programação com direitos
       autorais;

   • Não haverá criação de animações ou utilização de janelas de estilo pop-up no
       site.
34




   • Serão utilizados os padrões W3C como parâmetro para a visualização. Logo
      softwares de navegação de internet que não atendem a essa especificação
      não terão acesso ao site.


3.1.14 Aprovações e Data




Vila Velha, 01 de Novembro de 2012.




__________________________                __________________________
Miriam Machado                            Luiz Aquino Diniz
Diretora de Comunicações do PMI ES        Gerente de Projetos – PMI ES
Patrocinadora do Projeto
35




3.2 PLANO DE GERENCIAMENTO DO ESCOPO


3.2.1    Declaração do Escopo


   • Nome do Projeto: Reformulação da Comunicação digital do PMI ES

   • Data: 01 de Novembro de 2012.

   • Preparado por: Luiz Aquino Diniz, gerente do projeto.

   • Justificativa do Projeto: O Capítulo do PMI ES demanda uma comunicação
        online mais interativa para estimular a filiação de novos membros e a
        participação dos profissionais de Gerenciamento de Projetos em eventos.

   • Descrição do Produto: Será elaborado um novo website e novos perfis
        serão criados nas mídias sociais.

   • Entregas do projeto:

   1. Benchmarking: Será elaborado um estudo comparativo entre os principais
        websites relacionados ao PMI no país e no mundo com o objetivo de escolher
        o melhor modelo de layout e conteúdo de página.

   2. Template e CMS: Será entregue um template para ser gerenciado pelo
        sistema Wordpress.

   3. Treinamento: Na entrega do projeto haverá o treinamento para que a pessoa
        responsável pela atualização do site conheça o funcionamento do sistema.
36




• Exclusões:

1. O projeto não será responsável pela aquisição de softwares da empresa
   contratada para a elaboração do website;

2. Não serão utilizados conteúdo ou códigos de programação com direitos
   autorais;

3. Não haverá criação de animações ou utilização de janelas de estilo pop-up no
   site.

4. Serão utilizados os padrões W3C como parâmetro para a visualização. Logo
   navegadores que não atendem essa especificação não terão acesso ao site.

• Escopo do projeto: No início haverá a realização de um benchmarking,
   depois haverá a criação dos templates com toda a identidade visual do site.
   Serão criados os perfis nas mídias sociais, e configurado o Sistema de
   Gerenciamento de Conteúdo. O projeto será finalizado com o treinamento de
   um funcionário do PMI.

• Objetivos do projeto: Realizar a divulgação de assuntos relacionados ao
   PMI ES na Internet.

• Objetivos de custo: O custo do projeto é estimado em R$ 14.590,00

• Medições de qualidade:

1. Será avaliado se o site abre com a mesma aparência em diversos
   navegadores com suporte aos padrões W3C (HTML4.1 e CSS2.1).

2. Serão utilizados testes de acessibilidade e usabilidade para verificar se é fácil
   de encontrar por meio de buscadores, se o visitante encontra as informações
   desejadas com facilidade e se o carregamento da página é realizado em um
   tempo satisfatório.
37




3.2.2    Estrutura Analítica do Projeto




Figura 3 - Estrutura Analítica do Projeto
38




3.2.3   Dicionário da EAP


Tabela 6 - Dicionário da EAP                                                   (Continua)
N°       Atividade                  Descrição                         Responsáveis
         Reformulação da
1        Comunicação digital do     Nome do Projeto                   Gerente do Projeto
         PMI ES
1.1      Iniciação                  Grupo de Atividades               Gerente do Projeto
                                    Atividade onde será realizada a
1.1.1    Reunião de Kickoff                                           Gerente do Projeto
                                    abertura do projeto
                                    Atividade onde serão registradas
         Elaborar o Termo de        as informações discutidas
1.1.2                                                                Gerente do Projeto
         Abertura do Projeto        durante a reunião de abertura do
                                    projeto.
                                    Atividade onde serão
         Identificação das Partes
1.1.3                               apresentados todos os             Gerente do Projeto
         Interessadas
                                    envolvidos no projeto
1.2      Planejamento               Grupo de Atividades               Gerente do Projeto
         Elaborar o Plano de        Atividade para elaboração do
                                                                    Gerente do Projeto
1.2.1    Gerenciamento de           documento de controle das
                                                                    Equipe do Projeto
         Integração                 mudanças e outros relacionados.
         Elaborar o Plano de     Atividade para elaboração do         Gerente do Projeto
1.2.2
         Gerenciamento de Escopo escopo do Projeto.                   Equipe do Projeto
                                Atividade para elaboração do
         Elaborar o Plano de                                          Gerente do Projeto
1.2.3                           cronograma e documentos
         Gerenciamento do Tempo                                       Equipe do Projeto
                                relacionados.
                                    Atividade para elaboração do
         Elaborar o Plano de                                          Gerente do Projeto
1.2.4                               orçamento e documentos
         Gerenciamento de Custo                                       Equipe do Projeto
                                    relacionados.
         Elaborar o Plano de        Atividade para elaboração do
                                                                      Gerente do Projeto
1.2.5    Gerenciamento da           planejamento, garantia e controle
                                                                      Equipe do Projeto
         Qualidade                  da qualidade.
         Elaborar o Plano de        Atividade para elaboração dos
                                                                      Gerente do Projeto
1.2.6    Gerenciamento de           modelos de contrato da equipe
                                                                      Equipe do Projeto
         Recursos Humanos           do projeto
         Elaborar o Plano de        Atividade para elaboração do
                                                                      Gerente do Projeto
1.2.7    Gerenciamento da           calendário de eventos e
                                                                      Equipe do Projeto
         Comunicação                documentos relacionados.
39



Tabela 6: Dicionário da EAP                                                  (Continuação)
N°        Atividade                  Descrição                           Responsáveis
                                  Atividade para elaboração do
          Elaborar o Plano de                                            Gerente do Projeto
1.2.8                             documento de planejamento e
          Gerenciamento de Riscos                                        Equipe do Projeto
                                  controle dos riscos.
                                     Atividade para elaboração do
          Elaborar o Plano de
                                     contrato com a empresa              Gerente do Projeto
1.2.9     Gerenciamento de
                                     terceirizada e documentos           Equipe do Projeto
          Aquisições
                                     relacionados.
                                  Reunião com o patrocinador do          Gerente do Projeto
          Reunião de Aprovação do
1.2.10                            projeto para aprovação do plano        Equipe do Projeto
          Planejamento
                                  do planejamento                        Patrocinador
1.3       Execução                   Grupo de Atividades                 Gerente do Projeto
                                     Atividades de comparação entre
1.3.1     Benchmarking                                                   Gerente do Projeto
                                     trabalhos similares já realizados
          Relatório comparativo      Visitar websites relacionados à GP
1.3.1.1                                                                 Equipe do Projeto
          entre layouts de web       no Brasil e no mundo
        Relatório comparativo        Visitar perfis em sites de mídia
1.3.1.2 entre perfis de mídia        social que divulguem atividades     Equipe do Projeto
        social                       relacionadas à GP
                                     Design Gráfico que formam a base
1.3.2     Criação de Templates       sobre a qual o site será         Equipe do Projeto
                                     desenvolvido
          Elaboração de layout do    Criação do modelo gráfico que
1.3.2.1                                                                  Designer Gráfico
          site                       será a base para o código do site
                                  Criação do modelo gráfico para
        Elaboração de layout para
1.3.2.2                           ser a base de desenvolvimento          Designer Gráfico
        os perfis de Mídia Social
                                  dos perfis de mídias sociais
                                     Contratação da empresa que
1.3.3     Contratação                implementará o site e os perfis em Gerente do Projeto
                                     mídias sociais
        Cotação e orçamentos
                                     Pesquisar entre empresas de
        junto à prestadores de
1.3.3.1                              Desenvolvimento. Web qual seria     Gerente do Projeto
        serviço de criação de
                                     a ideal para fazer o trabalho
        websites
          Assinatura do contrato e   Firmar o contrato de prestação de
1.3.3.2                                                                Gerente do Projeto
          apresentação do escopo     serviços e apresentar o escopo
                                     Aplicação dos modelos de
                                     templates com a utilização          Empresa
1.3.4     Desenvolvimento
                                     marcação HTML e códigos de          Contratada
                                     programação
                                     Criação do site que dará
                                                                         Empresa
1.3.4.1 Criação do website           funcionalidade ao template
                                                                         Contratada
                                     apresentado no escopo
                                     Serão criados os perfis nas mídias Empresa
1.3.4.2 Criação de perfis
                                     sociais                            Contratada
40



Tabela 6: Dicionário da EAP                                                  (Conclusão)
N°        Atividade                 Descrição                         Responsáveis
                                    Orientação sobre como alimentar
1.3.5     Treinamento                                                 Gerente do Projeto
                                    o website e os perfis criados.

          Noções sobre o sistema    Será explicado como opera a
1.3.5.1                                                               Equipe do Projeto
          de website                ferramenta de CMS implantada.
        Estratégias para            Haverá a explicação sobre como
1.3.5.2 comunicação nas mídias      interagir com os visitantes dos   Equipe do Projeto
        sociais                     perfis
1.4       Controle                  Grupo de Atividades               Gerente do Projeto
          Acompanhamento do         Acompanhamento das atividades
1.4.1                                                                 Gerente do Projeto
          Projeto                   de execução
                                   Reunião com objetivo de observar
1.4.3     Monitoramento dos Riscos o nível de risco do projeto uma vez Equipe do Projeto
                                   por semana.
                                    Será avaliado se o website está
          Monitoramento da
1.4.4                               em conformidade com as            Equipe do Projeto
          Qualidade
                                    especificações do W3C
1.5       Encerramento              Grupo de Atividades               Gerente do Projeto
          Elaboração do Termo de    Elaborar o termo de encerramento
1.5.1                                                                Gerente do Projeto
          Encerramento              do Projeto
                                    Elaborar a documentação das
          Reunião de consolidação
1.5.2                               lições aprendidas no fim do       Gerente do Projeto
          das lições aprendidas
                                    projeto
          Reunião de encerramento
1.5.3                             Entrega do Projeto                  Gerente do Projeto
          do projeto

                                    Aceitação do projeto pelo
1.5.4     Aceite do patrocinador                                      Patrocinador
                                    patrocinador

                                    Encerrar o contrato com a
1.5.5     Encerrar o contrato                                         Gerente do Projeto
                                    empresa de web

                                    Marco. Indica que as tarefas do
1.5.6     Encerramento do Projeto                                     Gerente do Projeto
                                    projeto foram completadas
41




3.3 PLANO DE GERENCIAMENTO DO TEMPO


Será utilizado o Microsoft Project 2007 para fazer o gerenciamento de tempo do
projeto. Esse software provê o gráfico de Gantt onde é possível detalhar as tarefas,
relatórios de marcos e entregas entre outros pontos relevantes.

A linha de base do projeto será gerada após a submissão de um cronograma inicial
ao patrocinador do projeto no momento da reunião de aceitação do plano de
trabalho.

O cronograma do projeto deverá ser analisado e atualizado diariamente com as
novas informações do andamento das tarefas do projeto. Qualquer modificação que
possa surgir no cronograma, este deve ser aceito pelo patrocinador do projeto,
gerando uma nova linha de base. Com isso, é obrigatório que a linha de base
anterior seja arquivada, documentada e publicada para fins de histórico e lições
aprendidas.

Os sábados, domingos e feriados não são considerados para efeito de contagem de
dias no Cronograma.
42




3.3.1     Cronograma do projeto


Tabela 7: Cronograma do projeto                                               (Continua)
 Nº        Atividade                                 Duração Início         Término
           Reformulação da Comunicação digital
 1                                                   36 dias   01/11/2012   24/12/2012
           do PMI ES
 1.1       Iniciação                                 3 dias    01/11/2012   06/11/2012
 1.1.1     Reunião de Kickoff                        1 dia     06/11/2012   06/11/2012
 1.1.2     Elaborar o Termo de Abertura do Projeto   1 dia     01/11/2012   01/11/2012
 1.1.3     Identificação das partes interessadas     1 dia     05/11/2012   05/11/2012
 1.2       Planejamento                              6 dias    07/11/2012   14/11/2012
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.1                                               1 dia     07/11/2012   07/11/2012
           Integração
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.2                                               1 dia     08/11/2012   08/11/2012
           Escopo
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.3                                               1 dia     09/11/2012   09/11/2012
           Tempo
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.4                                               1 dia     12/11/2012   12/11/2012
           Custo
           Elaborar o Plano de Gerenciamento da
 1.2.5                                               1 dia     07/11/2012   07/11/2012
           Qualidade
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.6                                               1 dia     08/11/2012   08/11/2012
           Recursos Humanos
           Elaborar o Plano de Gerenciamento das
 1.2.7                                               1 dia     09/11/2012   09/11/2012
           Comunicações
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.8                                               1 dia     12/11/2012   12/11/2012
           Riscos
           Elaborar o Plano de Gerenciamento de
 1.2.9                                               1 dia     13/11/2012   13/11/2012
           Aquisições
 1.2.10    Reunião de Aprovação do Planejamento      1 dia     14/11/2012   14/11/2012
43




Tabela 7: Cronograma do Projeto                                              (Conclusão)
Nº        Atividade                                   Duração Início         Término
1.3       Execução                                    20 dias   16/11/2012   13/12/2012
1.3.1     Benchmarking                                2 dias    16/11/2012   19/11/2012
1.3.1.1 Relatório comparativo entre layouts de web 1 dia        16/11/2012   16/11/2012
1.3.1.2 Relatório comparativo dos perfis de mídia     1 dia     19/11/2012   19/11/2012
        social
1.3.2     Criação de Templates                        4 dias    20/11/2012   23/11/2012
1.3.2.1 Elaboração de layout do site                  2 dias    20/11/2012   21/11/2012
          Elaboração de layout dos perfis de mídia
1.3.2.2                                               2 dias    22/11/2012   23/11/2012
          social
1.3.3     Contratação                                 6 dias    26/11/2012   03/12/2012
          Cotação e orçamentos junto à prestadores
1.3.3.1                                               5 dias    26/11/2012   30/12/2012
          de serviço de criação de websites
          Assinatura do contrato e apresentação do
1.3.3.2                                               1 dia     03/12/2012   03/12/2012
          escopo
1.3.4     Desenvolvimento                             6 dias    04/12/2012   11/12/2012
1.3.4.1 Implantação do layout do website              4 dias    04/12/2012   07/12/2012
          Implantação do layout dos perfis de mídia
1.3.4.2                                               2 dias    10/12/2012   11/12/2012
          social
1.3.5     Treinamento                                 2 dias    12/12/2012   13/12/2012
1.3.5.1 Noções sobre o sistema do web site            1 dia     12/12/2012   12/12/2012
          Estratégias para comunicação nas mídias
1.3.5.2                                               1 dia     13/12/2012   13/12/2012
          sociais
1.4       Controle                                    21 dias   16/11/2012   14/12/2012
1.4.1     Acompanhamento do Projeto                   20 dias   16/11/2012   13/12/2012
1.4.2     Monitoramento dos Riscos                    1 dia     14/12/2012   14/12/2012
1.4.3     Monitoramento da Qualidade                  1 dia     14/12/2012   14/12/2012
1.5       Encerramento                                6 dias    17/12/2012   24/12/2012
1.5.1     Elaboração do termo de encerramento         1 dia     17/12/2012   17/12/2012
          Reunião de consolidação das lições
1.5.2                                                 1 dia     18/12/2012   18/12/2012
          aprendidas
1.5.3     Reunião de encerramento do projeto          1 dia     19/12/2012   19/12/2012
1.5.4     Aceite do Patrocinador                      1 dia     20/12/2012   20/12/2012
1.5.5     Encerrar o contrato                         1 dia     21/12/2012   21/12/2012
1.5.6     Encerramento do Projeto                     1 dia     24/12/2012   24/12/2012
44




3.3.2    Grático de Gantt do projeto com o caminho crítico


O gráfico de Gantt abaixo mostra as atividades de iniciação, planejamento, controle
e execução.

O caminho crítico do projeto demonstra as atividades que possuem margem de
atraso menor ou igual a zero dia. Para este projeto, seu cálculo foi realizado pelo
Microsoft Project 2007 e o resultado pode ser encontrado pode ser observado no
gráfico abaixo:




Figura 4 - Gráfico de Gantt
45




3.3.3   Reserva gerencial e contingencial de tempo


Por ser um projeto de pequeno porte, a reserva contingencial de tempo será de 06 dias.
Sendo reservado um prazo de 10 dias como reserva gerencial para este projeto,
totalizando assim 08 dias extras que poderão ser utilizados em caso seja necessário.


3.3.4   Linha de base de tempo


A linha de base de tempo é de 36 dias para a execução do projeto, sendo 16 dias de
reserva de contingência.



3.4 PLANO DE GERENCIAMENTO DE CUSTOS


Será utilizada a ferramenta Microsoft Project 2007 para realizar o gerenciamento de
custos. Os custos do projeto serão apresentados no plano de orçamento o qual
incluirá também os custos com a equipe do projeto. A linha de base se formará com
o valor do orçamento adicionado a um valor de reserva contingencial.

Qualquer alteração que gere impacto nos custos deve ser documentada no
orçamento do projeto. O gerenciamento de custos terá como referência o orçamento
previsto para o projeto e o fluxo de caixa.
46




3.4.1    Orçamento do projeto


Tabela 7 - Orçamento do Projeto                                    (Continua)
 Nº      Atividade                                               Orçamento (R$)

 1       Reformulação da Comunicação digital do PMI ES              14.590,00
 1.1     Iniciação                                                    2.100,00
 1.1.1   Reunião de Kickoff                                             700,00
 1.1.2   Elaborar o Termo de Abertura do Projeto                        700,00
 1.1.3   Identificação das Partes Interessadas                          700,00
 1.2     Planejamento                                                 2.732,00
 1.2.1   Elaborar o Plano de Gerenciamento de Integração                300,00
 1.2.2   Elaborar o Plano de Gerenciamento de Escopo                    300,00
 1.2.3   Elaborar o Plano de Gerenciamento do Tempo                     300,00
 1.2.4   Elaborar o Plano de Gerenciamento de Custo                     300,00
 1.2.5   Elaborar o Plano de Gerenciamento da Qualidade                 300,00
 1.2.6   Elaborar o Plano de Gerenciamento de Recursos Humanos          300,00
 1.2.7   Elaborar o Plano de Gerenciamento das Comunicações             300,00
 1.2.8   Elaborar o Plano de Gerenciamento de Riscos                    300,00
 1.2.9   Elaborar o Plano de Gerenciamento de Aquisições                300,00
 1.2.10 Reunião de Aprovação do Planejamento                             32,00
 1.3     Execução                                                     7.434,00
 1.3.1   Benchmarking                                                   484,00
 1.3.1.1 Relatório comparativo entre layouts                            270,00
 1.3.1.2 Relatório comparativo entre perfis de mídia social             214,00
 1.3.2   Criação de Templates                                         1.020,00
 1.3.2.1 Elaboração do layout do web site                               510,00
 1.3.2.2 Elaboração do layout para os perfis de mídia social            510,00
47



Tabela 7 – Orçamento do Projeto                                                 (Conclusão)
 Nº        Atividade                                                           Orçamento (R$)

 1.3.3     Contratação                                                              2.090,00
           Cotação e orçamentos junto à prestadores de serviço de criação de
 1.3.3.1                                                                            1.260,00
           websites
 1.3.3.2 Assinatura do contrato e apresentação do escopo                              830,00
 1.3.4     Desenvolvimento                                                          2.880,00
 1.3.4.1 Implantação do layout do website                                           1.920,00
 1.3.4.2 Implantação do layout dos perfis de mídia social                             960,00
 1.3.5     Treinamento                                                                960,00
 1.3.5.1 Noções sobre o sistema de website                                            480,00
 1.3.5.2 Estratégias para comunicação nas mídias sociais                              480,00
 1.4       Controle                                                                   924,00
 1.4.1     Acompanhamento do Projeto                                                   64,00
 1.4.2     Monitoramento dos Riscos                                                   430,00
 1.4.3     Monitoramento da Qualidade                                                 430,00
 1.5       Encerramento                                                             1.400,00
 1.5.1     Elaboração do termo de encerramento                                        190,00
 1.5.2     Reunião de consolidação das lições aprendidas                              190,00
 1.5.3     Reunião de encerramento do projeto                                         190,00
 1.5.4     Aceite do patrocinador                                                     160,00
 1.5.5     Encerrar o contrato                                                        430,00
 1.5.6     Encerramento do Projeto                                                    240,00


3.4.2      Reserva gerencial e contingencial


A reserva gerencial é utilizada no caso de riscos desconhecidos, ou seja, não faz
parte da linha de base, enquanto que a reserva contingencial é o resultado do
planejamento de resposta aos riscos e faz parte da linha de base do projeto.
48




3.4.3   Linha de base de custos do projeto


Com os valores da reserva contingencial (R$ 3.000,00) e do orçamento do projeto
(R$ 14.590,00) conhecidos, tem-se o valor da linha de base do projeto (soma dos
dois valores). A linha de base de custos deste projeto é de R$ 17.590,00.


3.4.4   Administração do plano de gerenciamento de custos


Responsável pelo plano: Luiz Aquino Diniz, Gerente de Projeto, será o responsável
direto pelo plano de gerenciamento de custos.


3.4.5   Curva S de custos do projeto




Figura 5 - Curva S de custos do projeto
49




3.5 PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE


O plano de gerenciamento da qualidade terá como base o guia PMBOK®. O
processo será implementado seguindo as três diretrizes seguinte:

   • Planejamento da qualidade (ocorre na etapa de planejamento);

   • Garantia da qualidade (ocorre na etapa de execução);

   • Controle da qualidade (ocorre na etapa de controle).

Os processos serão detalhados nas seções a seguir.


3.5.1    O planejamento da qualidade


Tem por objetivo definir os padrões relevantes da qualidade e determinar como os
atender. Os padrões são estados, valores e características tomadas como
referências para realizar o gerenciamento e para comparar com as características do
produto e do processo.

Os padrões definidos para este projeto e produto são:

   • Padrões da qualidade de processo de projeto: Estabelecimento de processos,
        ciclo de vida, modelos (tais como modelos de planos, orçamentos,
        cronogramas, EAP, dicionário da EAP, termos de aceite, etc.), instruções de
        preenchimento em conformidade com as melhores práticas do PMBOK®.

   • Padrões de qualidade de produto: Atributos do produto como, usabilidade e
        estabilidade de acesso e segurança, por exemplo.

Uma das saídas deste processo é a definição dos indicadores da qualidade que
serão garantidos e controlados nos processos seguintes. Outra saída é a linha de
base da qualidade que registra os objetivos de qualidade do projeto. Esta é a base
para medição e emissão de relatórios de desempenho da qualidade.

A principal técnica utilizada nesse projeto será o Benchmarking. Comparando-se as
práticas utilizadas ou planejadas no projeto com as de outros projetos semelhantes.
50




3.5.2    A garantia da qualidade


Refere-se a aplicação sistemática das atividades planejadas da qualidade a fim de
garantir que o projeto atinja seus objetivos.

A análise de processo será a técnica utilizada para identificar melhorias técnicas e
organizacionais. A empresa contratada deverá elaborar um relatório que demonstre
a realização desse processo. É desejável que o web site apresente aspectos
diferenciais e inovadores entre os trabalhos de outras filiais do PMI no Brasil.


3.5.3   Política da qualidade


Serão observados como referência para atingir as metas do projeto o cumprimento
dos resultados esperados pelo prestador de serviço. Espera-se que não haja
inconformidades com o escopo estipulado e que a comunicação constante seja um
meio de obter melhorias em caso de dúvidas durante a contratação.


3.5.4   Métricas para o monitoramento da qualidade do projeto


O monitoramento dos processos do Sistema de Gestão da Qualidade é realizado por
meio de indicadores de desempenho apresentados na tabela abaixo, de modo a
garantir que os resultados planejados sejam atingidos.

O acompanhamento destes indicadores será realizado por meio de uma auditoria
semanal que será executada pelo apoio geral da equipe do projeto. Nessa auditoria
serão colhidas informações em formato de relatórios, a serem submetidos aos
critérios expostos na tabela em questão.
51



Tabela 8 - Métricas da qualidade do projeto

  Requisitos       Indicadores         Métricas             Metas           Frequência Referências         Registros
                  Nível de                            Atender a 95% do                 Conforme       Relatório de
Precisão no
                  fidelidade ao     Itens no layout   que está estipulado    Semanal   avaliação de   Acompanhamento do
Processo
                  escopo                              no escopo                        desempenho     escopo
                                                                                       Análise de     Relatório de
Cumprimento do
               Índice de custo      IDC = VA / VR     95% do orçado          Semanal   valor          acompanhamento do
orçamento
                                                                                       agregado       orçamento
                                                                                       Análise de     Relatório de
Cumprimento do
               Índice de prazo IDP = VA / VF          95% do previsto        Semanal   valor          acompanhamento do
Prazo
                                                                                       agregado       cronograma
                  Vezes em que o
                                    Horas
                  retrabalho                          Menor do que 5%                                Relatório de
Quantidade de                       contratadas /                                      Quantidade de
                  ocorre na                           das horas              Semanal                 acompanhamento do
retrabalho                          Horas de                                           ocorrência
                  execução do                         contratadas                                    escopo.
                                    retrabalho
                  projeto
52




3.6 PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS


O organograma abaixo delimita a autoridade e responsabilidade sobre a equipe do
projeto. A patrocinadora delega para o Gerente de Projetos o Gerenciamento a
responsabilidade de conduzir os processos estratégicos, o Gerente de Projetos por sua
vez delega aos demais a execução das tarefas de acordo com a competência funcional.


3.6.1    Organograma do projeto




Figura 6 - Organograma do Projeto


3.6.2    Diretório da equipe do projeto


Tabela 9 - Diretório da Equipe do Projeto
 Nº        Nome                   Área                 E-mail             Telefone

 1 Mirian Machado       Patrocinador        miriam.machado@gmail.com    (27) 8292-0989

 2 Luiz Aquino Diniz Gerente do Projeto     luiz.aquino@gmail.com       (27) 9970-9389

 3 Fernando Assis       Consultor TI        ferando.assis@yahoo.com     (27) 9899-6289

 4 Juliana França       Apoio Geral         juliana.franca@uol.com.br   (27) 8928-4327

 5 Lucas Araújo         Designer Gráfico    lucas.araujo@gmail.com      (27) 9223-8592
53




3.6.3    Matriz de Responsabilidade


Tabela 10 - Matriz de Responsabilidade
                                                                                                                 Recursos




                                                                             Patrocinador

                                                                                            Gerente de Projeto

                                                                                                                  Consultor de TI

                                                                                                                                    Apoio Geral

                                                                                                                                                  Designer Gráfico

                                                                                                                                                                     Prestador de Serviço
                                 Atividade




Reunião de Kick off                                                            A               R                    P                 P              P
Elaborar o Termo de Abertura do Projeto                                        A               R                    P                 P              P
Identificação das Partes Interessadas                                          P               R                    P                 P              P
Elaborar os planos de gerenciamento de projeto                                   I             R                    C                 P             C
Relatório comparativo entre layouts                                              I             P                    C                               R
Relatório comparativo entre perfis de mídia social                               I             P                    R                               C
Elaboração de layout do site pelo designer gráfico                                             A                    C                               R                    I
Elaboração de layout para os perfis de Mídia Social pelo designer gráfico                      A                    C                               R                    I
Assinatura do contrato e apresentação do escopo para o p. serviço                I             R                    P                 P              P               P
Criação do web site                                                                            A                    P                                P               R
Criação de perfis                                                                              A                    P                                P               R
Treinamento noções sobre o sistema de web site                                                 P                    R                 P                              C
Treinamento estratégias para comunicação nas mídias sociais                                    P                    R                 P                              C
Acompanhamento do projeto                                                      P               R                    P                 P              P               P
Monitoramento dos riscos através de auditoria semanal                            I             R                    P                 P              P               P
Monitoramento da qualidade através de auditoria semanal                          I             R                    P                 P              P               P
Elaboração do termo de encerramento                                              I             R
Reunião de consolidação das lições aprendidas                                    I             R                    P                 P              P               P
Reunião de encerramento do projeto                                             P               R                    P                 P              P
Aceite do patrocinador                                                         A               R
Encerrar o contrato                                                            A               R                    P                 P              P               P
 Encerramento do projeto                                                       A               R                    P                 P              P
Legenda: R: responsável, P: participa I: informado, A: aprova e C: consultado.
54




3.6.4     Mudanças relacionadas à contratação de pessoal


Não está prevista a entrada de novos recursos no projeto, exceto sob autorização do
patrocinador. Logo, caso haja necessidade de mudanças na equipe do projeto poderá
está ser realizada desde que não gere mais custo e não passe do prazo de 70% por
cento do tempo restante para a conclusão do projeto.

O patrocinador do projeto delega ao Gerente de Projeto todo o processo de
recrutamento e seleção, bem como a autonomia de realocar e demitir membros da
equipe.


3.6.5     Plano de contratação e mobilização de pessoal


3.6.5.1 Patrocinador do projeto.

A presidente do PMI possui a função de liberar os recursos financeiros, definir as bases
do projeto juntamente com a equipe na fase de planejamento e acompanhar o
andamento do trabalho nas reuniões periódicas.


3.6.5.2 Gerente do projeto

É necessário experiência em criação de web sites e estratégia de conteúdo em mídias
sociais. Será responsável por conduzir o projeto desde o início ao fim. Deverá possuir
graduação de ensino superior em áreas relacionadas à Administração, Marketing ou
Comunicação e conhecimento do PMBOK® e Pós Graduação na área de
Gerenciamento de Projetos.


3.6.5.3 Consultor de TI

Será responsável pela infraestrutura técnica do projeto. Fará relatórios relacionados à
Tecnologia da Informação, apoiará na contratação e controle sobre a atuação da
empresa contratada bem como na aferição da entrega. O profissional deverá possuir
experiência de no mínimo um ano na área e graduação superior na área de Tecnologia
ou Sistemas de Informação.
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES
REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho de diplomação I
Trabalho de diplomação ITrabalho de diplomação I
Trabalho de diplomação IEdmilson Hora
 
A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07
A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07
A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07jeanrichard75
 
F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1
F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1
F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1Rodrigo Schiavini
 
Exemolo relatorio
Exemolo relatorioExemolo relatorio
Exemolo relatorio2011990
 
Repositório do Parque Tecnológico da PMSP
Repositório do Parque Tecnológico da PMSPRepositório do Parque Tecnológico da PMSP
Repositório do Parque Tecnológico da PMSPMário Januário Filho
 
Diagnóstico do Design Brasileiro
Diagnóstico do Design Brasileiro Diagnóstico do Design Brasileiro
Diagnóstico do Design Brasileiro DUCO
 
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisGeração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisThiago Arbulu
 
Portal de Acompanhamento de Egressos
Portal de Acompanhamento de EgressosPortal de Acompanhamento de Egressos
Portal de Acompanhamento de EgressosCassiano Carraro
 
Reformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículos
Reformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículosReformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículos
Reformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículosRômulo Rodrigues, MBA
 
Apostila revit 2015_edição (1)
Apostila revit 2015_edição (1)Apostila revit 2015_edição (1)
Apostila revit 2015_edição (1)julio malheiros
 
Relatório estágio
Relatório estágioRelatório estágio
Relatório estágioPaulo Dys
 
Relatorio Bic Schoolsenses@Internet
Relatorio Bic Schoolsenses@InternetRelatorio Bic Schoolsenses@Internet
Relatorio Bic Schoolsenses@InternetAntonio Nascimento
 
MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVES
MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVESMANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVES
MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVESEAlves Wgd
 
Relatório de estágio cursos profissionais
 Relatório de estágio  cursos profissionais Relatório de estágio  cursos profissionais
Relatório de estágio cursos profissionaisAlzira Figueiredo
 
PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...
PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...
PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...Artur Rocha
 
A Certificação Digital na sociedade Brasileira
A Certificação Digital na sociedade BrasileiraA Certificação Digital na sociedade Brasileira
A Certificação Digital na sociedade Brasileiradanilogmoreira
 
Usabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos Municipais
Usabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos MunicipaisUsabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos Municipais
Usabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos MunicipaisMarcelo Ramos
 
Csi 1105 pt gestão de projectos de informática
Csi 1105 pt gestão de projectos de informáticaCsi 1105 pt gestão de projectos de informática
Csi 1105 pt gestão de projectos de informáticaCrimildo Lourenco Moises
 

Mais procurados (20)

Trabalho de diplomação I
Trabalho de diplomação ITrabalho de diplomação I
Trabalho de diplomação I
 
A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07
A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07
A093 - Manual do Usuário F-Store V. 3.3.3.07
 
F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1
F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1
F-OmniChannel - Manual do Usuário v.1.1
 
Exemolo relatorio
Exemolo relatorioExemolo relatorio
Exemolo relatorio
 
Repositório do Parque Tecnológico da PMSP
Repositório do Parque Tecnológico da PMSPRepositório do Parque Tecnológico da PMSP
Repositório do Parque Tecnológico da PMSP
 
Diagnóstico do Design Brasileiro
Diagnóstico do Design Brasileiro Diagnóstico do Design Brasileiro
Diagnóstico do Design Brasileiro
 
Monografia stephani paula
Monografia stephani paulaMonografia stephani paula
Monografia stephani paula
 
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisGeração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
 
Portal de Acompanhamento de Egressos
Portal de Acompanhamento de EgressosPortal de Acompanhamento de Egressos
Portal de Acompanhamento de Egressos
 
Reformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículos
Reformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículosReformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículos
Reformulação da comunicação digital de uma empresa de locação de veículos
 
Apostila revit 2015_edição (1)
Apostila revit 2015_edição (1)Apostila revit 2015_edição (1)
Apostila revit 2015_edição (1)
 
Relatório estágio
Relatório estágioRelatório estágio
Relatório estágio
 
Relatorio Bic Schoolsenses@Internet
Relatorio Bic Schoolsenses@InternetRelatorio Bic Schoolsenses@Internet
Relatorio Bic Schoolsenses@Internet
 
MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVES
MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVESMANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVES
MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL - ELCY ALVES
 
Relatório de estágio cursos profissionais
 Relatório de estágio  cursos profissionais Relatório de estágio  cursos profissionais
Relatório de estágio cursos profissionais
 
Processos
ProcessosProcessos
Processos
 
PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...
PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...
PROTÓTIPO DE SISTEMA WEB PARA UNIFICAR AS INFORMAÇÕES DAS UNIDADES DE SAÚDE M...
 
A Certificação Digital na sociedade Brasileira
A Certificação Digital na sociedade BrasileiraA Certificação Digital na sociedade Brasileira
A Certificação Digital na sociedade Brasileira
 
Usabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos Municipais
Usabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos MunicipaisUsabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos Municipais
Usabilidade e Arquitetura de Informação de Websites de Governos Municipais
 
Csi 1105 pt gestão de projectos de informática
Csi 1105 pt gestão de projectos de informáticaCsi 1105 pt gestão de projectos de informática
Csi 1105 pt gestão de projectos de informática
 

Semelhante a REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES

A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...
A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...
A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...Marcelo Dieder
 
Portais corporativos aline m toledo
Portais corporativos aline m toledoPortais corporativos aline m toledo
Portais corporativos aline m toledoJose Rudy
 
Ativação de clientes em redes sociais - TCC
Ativação de clientes em redes sociais - TCCAtivação de clientes em redes sociais - TCC
Ativação de clientes em redes sociais - TCCAndre Gugliotti
 
ESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURA
ESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURAESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURA
ESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURASabrina Mariana
 
GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...
GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...
GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...cmonty
 
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing InternoGeraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Internoguest047eaf
 
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing InternoGeraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Internoguest047eaf
 
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing InternoGeraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Internoguest047eaf
 
Balanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipal
Balanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipalBalanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipal
Balanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipalj_floriano
 
TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...
TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...
TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...Ricardo Sousa
 
A influência das tendências e estilos no design...
A influência das tendências e estilos no design...A influência das tendências e estilos no design...
A influência das tendências e estilos no design...Newton Facchini
 
Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...
Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...
Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...Caio Moreno
 
TCC MBA/FGV - Paulo Rogério Batalhão
TCC MBA/FGV - Paulo Rogério BatalhãoTCC MBA/FGV - Paulo Rogério Batalhão
TCC MBA/FGV - Paulo Rogério BatalhãoPaulo Batalhão
 
Planejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdf
Planejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdfPlanejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdf
Planejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdfJenilsonPires1
 

Semelhante a REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES (20)

A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...
A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...
A UTILIZAÇÃO DE METODOLOGIAS ÁGEIS PARA A ENTREGA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTU...
 
TCC Pós-ADM 21 SJC - Marcio Wagner da Silva
TCC Pós-ADM 21 SJC - Marcio Wagner da SilvaTCC Pós-ADM 21 SJC - Marcio Wagner da Silva
TCC Pós-ADM 21 SJC - Marcio Wagner da Silva
 
Plano de projeto gp mateus schuch
Plano de projeto gp mateus schuchPlano de projeto gp mateus schuch
Plano de projeto gp mateus schuch
 
Portais corporativos aline m toledo
Portais corporativos aline m toledoPortais corporativos aline m toledo
Portais corporativos aline m toledo
 
Relatório de fim de curso
Relatório de fim de cursoRelatório de fim de curso
Relatório de fim de curso
 
Ativação de clientes em redes sociais - TCC
Ativação de clientes em redes sociais - TCCAtivação de clientes em redes sociais - TCC
Ativação de clientes em redes sociais - TCC
 
ESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURA
ESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURAESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURA
ESTRATÉGIA DE REAÇÃO EM CALL CENTER: UMA PROPOSTA DE ARQUITETURA
 
GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...
GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...
GESTÃO DE PROJETOS ÁGEIS: UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PORTAIS DE CONTEÚDO NA I...
 
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing InternoGeraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
 
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing InternoGeraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
 
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing InternoGeraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
Geraldo Rodrigues: Lideranças e Marketing Interno
 
Balanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipal
Balanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipalBalanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipal
Balanced scorecard – uma abordagem à gestão estratégica pública municipal
 
TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...
TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...
TCC - Avaliação de Usabilidade e Acessibilidade para Deficientes Visuais em S...
 
A influência das tendências e estilos no design...
A influência das tendências e estilos no design...A influência das tendências e estilos no design...
A influência das tendências e estilos no design...
 
Gcompris
GcomprisGcompris
Gcompris
 
Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...
Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...
Relatório descritivo do curso de Educação a Distância: Construindo um Pro...
 
TCC MBA/FGV - Paulo Rogério Batalhão
TCC MBA/FGV - Paulo Rogério BatalhãoTCC MBA/FGV - Paulo Rogério Batalhão
TCC MBA/FGV - Paulo Rogério Batalhão
 
Planejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdf
Planejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdfPlanejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdf
Planejamento_e_Controle_de_Obras_Residen.pdf
 
Condo master
Condo masterCondo master
Condo master
 
Marketing digital: Estudo de caso Zappos
Marketing digital: Estudo de caso Zappos Marketing digital: Estudo de caso Zappos
Marketing digital: Estudo de caso Zappos
 

Mais de Luiz Aquino

Curriculum Setembro 2011
Curriculum Setembro 2011Curriculum Setembro 2011
Curriculum Setembro 2011Luiz Aquino
 
As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional Moraes, CáSsia Regi...
As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional   Moraes, CáSsia Regi...As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional   Moraes, CáSsia Regi...
As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional Moraes, CáSsia Regi...Luiz Aquino
 
Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...
Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional   SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional   SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...
Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...Luiz Aquino
 
Dispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional André Quiroga Sandi
Dispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional   André Quiroga SandiDispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional   André Quiroga Sandi
Dispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional André Quiroga SandiLuiz Aquino
 
Cultura Organizacional E Desenvolvimento Ana CláUdia De Oliveira Leite
Cultura Organizacional E Desenvolvimento   Ana CláUdia De Oliveira LeiteCultura Organizacional E Desenvolvimento   Ana CláUdia De Oliveira Leite
Cultura Organizacional E Desenvolvimento Ana CláUdia De Oliveira LeiteLuiz Aquino
 
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional   OlivéRio De Paiva RibeiroCultura Organizacional   OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva RibeiroLuiz Aquino
 
O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...
O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...
O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...Luiz Aquino
 
Cultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto Mamede
Cultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto MamedeCultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto Mamede
Cultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto MamedeLuiz Aquino
 
Cultura Organizacional E Gestao Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...
Cultura Organizacional E Gestao  Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...Cultura Organizacional E Gestao  Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...
Cultura Organizacional E Gestao Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...Luiz Aquino
 
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva RibeiroCultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva RibeiroLuiz Aquino
 
Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...
Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...
Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...Luiz Aquino
 
Motivação e liderança
Motivação e liderançaMotivação e liderança
Motivação e liderançaLuiz Aquino
 
Sistemas de Informação como Estratégia de Negócios
Sistemas de Informação como Estratégia de NegóciosSistemas de Informação como Estratégia de Negócios
Sistemas de Informação como Estratégia de NegóciosLuiz Aquino
 

Mais de Luiz Aquino (14)

Curriculum Setembro 2011
Curriculum Setembro 2011Curriculum Setembro 2011
Curriculum Setembro 2011
 
As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional Moraes, CáSsia Regi...
As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional   Moraes, CáSsia Regi...As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional   Moraes, CáSsia Regi...
As Tecnologias Da InformaçãO E A Cultura Organizacional Moraes, CáSsia Regi...
 
Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...
Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional   SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional   SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...
Um Estudo Sobre Clima E Cultura Organizacional SúSi M. Barcelos E Lima, Adr...
 
Dispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional André Quiroga Sandi
Dispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional   André Quiroga SandiDispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional   André Quiroga Sandi
Dispositivos TecnolóGicos E Cultura Organizacional André Quiroga Sandi
 
Cultura Organizacional E Desenvolvimento Ana CláUdia De Oliveira Leite
Cultura Organizacional E Desenvolvimento   Ana CláUdia De Oliveira LeiteCultura Organizacional E Desenvolvimento   Ana CláUdia De Oliveira Leite
Cultura Organizacional E Desenvolvimento Ana CláUdia De Oliveira Leite
 
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional   OlivéRio De Paiva RibeiroCultura Organizacional   OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
 
O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...
O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...
O processo comunicacional na cultura organizacional e nas relações de trabalh...
 
Cultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto Mamede
Cultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto MamedeCultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto Mamede
Cultura Organizacional -Antonio Augusto do Canto Mamede
 
Cultura Organizacional E Gestao Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...
Cultura Organizacional E Gestao  Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...Cultura Organizacional E Gestao  Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...
Cultura Organizacional E Gestao Da Inovacao Tecnologica - Bianca Richartz e ...
 
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva RibeiroCultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
Cultura Organizacional OlivéRio De Paiva Ribeiro
 
Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...
Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...
Cultura Organizacional e Avaliação de Desempenho das Empresas Brasileiras - P...
 
Motivação e liderança
Motivação e liderançaMotivação e liderança
Motivação e liderança
 
Sistemas de Informação como Estratégia de Negócios
Sistemas de Informação como Estratégia de NegóciosSistemas de Informação como Estratégia de Negócios
Sistemas de Informação como Estratégia de Negócios
 
Monet
MonetMonet
Monet
 

Último

Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...E-Commerce Brasil
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxEduardoRodriguesOliv2
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerMarina Evangelista
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfRenandantas16
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...E-Commerce Brasil
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...imostorept
 
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...E-Commerce Brasil
 

Último (7)

Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
 

REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES

  • 1. UNIVERSIDADE VILA VELHA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS LUIZ AQUINO DINIZ REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES VILA VELHA – ES 2012
  • 2. UNIVERSIDADE VILA VELHA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS LUIZ AQUINO DINIZ REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES Monografia apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Gerência de Projetos da Universidade Vila Velha, como requisito parcial para obtenção do título de especialista MBA em Gerência de Projetos. Orientador: Prof. MSc. Rogério Santos Gonçalves, PMP VILA VELHA – ES 2012
  • 3. LUIZ AQUINO DINIZ REFORMULAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DIGITAL DO PMI ES Monografia apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Gerência de Projetos da Universidade Vila Velha, como requisito parcial para obtenção do título de especialista MBA em Gerência de Projetos. Monografia aprovada em _______ de ____________________ de _______ BANCA EXAMINADORA: _________________________________________________________ Prof. MSc. Rogério Santos Gonçalves, PMP _________________________________________________________ Prof. Floriano Miranda Damasceno, MBA _________________________________________________________ Prof. Karina Aguieiras Cortat, PMP
  • 4. AGRADECIMENTOS Agradeço aos meus colegas e professores do MBA em Gerência de Projetos da UVV pelo apoio durante o curso. À minha família por compreender minha ausência em momentos importantes e em especial a minha mãe pelo incentivo e palavras de encorajamento. Aos meus clientes, parceiros de negócios e colegas de trabalho pela torcida e apoio no decorrer dessa monografia. Obrigado especialmente à Professora Karina Aguieiras Cortat pela ajuda recebida durante a conclusão desse documento.
  • 5. “O Sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas.” Claude Lévi Strauss (The Raw and the Cooked, 1964)
  • 6. LISTA DE TABELAS Tabela 1 - Uso da Internet no mundo ........................................................................ 24 Tabela 2 – 10 Idiomas mais usados na Web............................................................. 25 Tabela 3 - Uso da Internet em diversos países ......................................................... 26 Tabela 4 - Diferentes Tipos de Interatividade ............................................................ 29 Tabela 5 - Cronograma Básico e Estimativas Iniciais de Custos .............................. 31 Tabela 6 - Dicionário da EAP (Continua) ................................................................ 38 Tabela 7 - Orçamento do Projeto (Continua) .......................................................... 46 Tabela 8 - Métricas da qualidade do projeto ............................................................. 51 Tabela 9 - Diretório da Equipe do Projeto ................................................................. 52 Tabela 10 - Matriz de Responsabilidade ................................................................... 53 Tabela 11 - Alocação Financeira para o Gerenciamento de RH ............................... 55 Tabela 12 - Matriz de eventos da comunicação ........................................................ 58 Tabela 13 - Partes Interessadas no Projeto .............................................................. 60 Tabela 14 - Matriz de responsabilidades das partes interessadas no projeto ........... 61 Tabela 15 - Análise Qualitativa dos Riscos ............................................................... 63 Tabela 16 - Análise Qualitativa dos Riscos do Projeto .............................................. 65 Tabela 17 - Respostas Planejadas aos Riscos ......................................................... 67
  • 7. LISTA DE FIGURAS Figura 1 – A estrutura interna do e-Business ............................................................ 27 Figura 2 - Organograma do Projeto........................................................................... 31 Figura 3 - Estrutura Analítica do Projeto ................................................................... 37 Figura 4 - Gráfico de Gantt ........................................................................................ 44 Figura 5 - Curva S de custos do projeto .................................................................... 48 Figura 6 - Organograma do Projeto........................................................................... 52 Figura 7 - Estrutura de diretórios do projeto .............................................................. 59
  • 8. LISTA DE SIGLAS W3C – World Wide Web Consortium TCP/IP – Transmission Control Protocol/Internet Protocol EAP – Estrutura Analítica do Projeto EAR – Estrutura Analítica de Riscos PMBOK® – Project Management Body of Knowledge PMI – Project Management Institute ARPA - Advanced Research Projects Agency CRM – Costumer Relantionship Management ERP – Enterprise Resources Planning e-Business – Eletronic Business e-ERP – Eletronic Entrerprise Resources Planning e-CRM – Eletronic Relantionship Management e-SCM – Eletronic Supply Chain Management e-Procurement – Eletronic Procurement e-BI – Eletronic Business Intelligence e-Commerce – Eletronic Commerce HTML4.1 – HyperText Markup Language; Versão 4.1 CSS2.1 –Cascading Style Sheets, Versão 2.1 IDC – Índice de Desempenho de Custo (CPI – Cost Performance Index) IDP – Índice de Desempenho de Prazo (SPI – Schedule Performance Index) VF – Valor futuro (FV - Future Value) VA– Valor agregado (EV - Earned Value)
  • 9. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO ............................................................................................... 13 1.1 O PROBLEMA ................................................................................................ 14 1.2 SIGNIFICÂNCIA DO PROBLEMA .................................................................. 14 1.3 LIMITAÇÕES DO PROJETO .......................................................................... 15 1.4 OBJETIVO DO PROJETO .............................................................................. 15 1.5 DEFINIÇÕES DE TERMOS............................................................................ 15 1.6 MÉTODO DE PESQUISA ............................................................................... 17 1.7 CONCEITOS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS ................................. 17 1.7.1 Introdução ..................................................................................................... 17 1.7.2 O PMI.............................................................................................................. 17 1.7.3 O PMBOK® ..................................................................................................... 18 1.7.4 Ciclos de vida e processos de gerenciamento de projetos ...................... 18 1.8 ÁREAS DE CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS ...... 19 1.8.1 Gerenciamento da integração ..................................................................... 20 1.8.2 Gerenciamento de escopo ........................................................................... 20 1.8.3 Gerenciamento de tempo ............................................................................. 20 1.8.4 Gerenciamento de custos ............................................................................ 20 1.8.5 Gerenciamento da qualidade ....................................................................... 21 1.8.6 Gerenciamento dos recursos humanos ..................................................... 21 1.8.7 Gerenciamento das comunicações ............................................................. 21 1.8.8 Gerenciamento de riscos ............................................................................. 22 1.8.9 Gerenciamento de aquisições ..................................................................... 22 1.9 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ................................................................... 22 2. REVISÃO DA LITERATURA.......................................................................... 23 2.1 INTRODUÇÃO ................................................................................................ 23 2.1.1 Internet........................................................................................................... 23 2.1.2 e-Business..................................................................................................... 26 2.1.3 Interatividade ................................................................................................ 29 3. DESENVOLVIMENTO .................................................................................... 30 3.1 TERMO DE ABERTURA DO PROJETO ........................................................ 30 3.1.1 Nome do projeto ........................................................................................... 30 3.1.2 Justificativa do projeto................................................................................. 30
  • 10. 3.1.3 Produto do projeto ................................................................................... 30 3.1.4 Requisitos Iniciais do projeto.................................................................. 30 3.1.5 Organograma do projeto.......................................................................... 31 3.1.6 Cronograma e custo do projeto .............................................................. 31 3.1.7 Principais stakeholders ........................................................................... 31 3.1.8 Patrocinador do projeto ........................................................................... 32 3.1.9 Gerente do projeto ................................................................................... 32 3.1.10 Premissas do projeto ............................................................................... 32 3.1.11 Restrições do projeto ............................................................................... 33 3.1.12 Riscos do projeto ..................................................................................... 33 3.1.13 Exclusões específicas ............................................................................. 33 3.1.14 Aprovações e Data ................................................................................... 34 3.2 PLANO DE GERENCIAMENTO DO ESCOPO .......................................... 35 3.2.1 Declaração do Escopo ............................................................................. 35 3.2.2 Estrutura Analítica do Projeto ................................................................. 37 3.2.3 Dicionário da EAP .................................................................................... 38 3.3 PLANO DE GERENCIAMENTO DO TEMPO ............................................. 41 3.3.1 Cronograma do projeto ............................................................................ 42 3.3.2 Grático de Gantt do projeto com o caminho crítico .............................. 44 3.3.3 Reserva gerencial e contingencial de tempo ......................................... 45 3.3.4 Linha de base de tempo ........................................................................... 45 3.4 PLANO DE GERENCIAMENTO DE CUSTOS ........................................... 45 3.4.1 Orçamento do projeto .............................................................................. 46 3.4.2 Reserva gerencial e contingencial .......................................................... 47 3.4.3 Linha de base de custos do projeto ....................................................... 48 3.4.4 Administração do plano de gerenciamento de custos ......................... 48 3.4.5 Curva S de custos do projeto .................................................................. 48 3.5 PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE ..................................... 49 3.5.1 O planejamento da qualidade .................................................................. 49 3.5.2 A garantia da qualidade ........................................................................... 50 3.5.3 Política da qualidade ................................................................................ 50 3.5.4 Métricas para o monitoramento da qualidade do projeto ..................... 50 3.6 PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS .................. 52 3.6.1 Organograma do projeto.......................................................................... 52 3.6.2 Diretório da equipe do projeto ................................................................ 52
  • 11. 3.6.3 Matriz de Responsabilidade .................................................................... 53 3.6.4 Mudanças relacionadas à contratação de pessoal ............................... 54 3.6.5 Plano de contratação e mobilização de pessoal ................................... 54 3.6.5.1 Patrocinador do projeto. .............................................................................. 54 3.6.5.2 Gerente do projeto ...................................................................................... 54 3.6.5.3 Consultor de TI ........................................................................................... 54 3.6.5.4 Designer Gráfico ......................................................................................... 55 3.6.5.5 Apoio Geral ................................................................................................. 55 3.6.5.6 Prestador de serviços ................................................................................. 55 3.6.6 Diretório da equipe do projeto ................................................................ 55 3.7 PLANO DE GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES .......................... 56 3.7.1 Descrição dos processos de gerenciamento das comunicações........ 56 3.7.2 Planejamento dos eventos ...................................................................... 57 3.7.3 Execução dos eventos ............................................................................. 57 3.7.4 Calendário de eventos ............................................................................. 57 3.7.5 Matriz dos eventos e calendário de comunicação ................................ 58 3.7.6 Documentação .......................................................................................... 59 3.7.7 Estrutura de diretórios ............................................................................. 59 3.7.8 Identificação das partes interessadas .................................................... 60 3.7.9 Matriz de responsabilidade...................................................................... 60 3.7.10 Canais de comunicação ........................................................................... 61 3.8 PLANO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS ............................................ 62 3.8.1 Identificação dos riscos ........................................................................... 62 3.8.2 Análise qualitativa dos riscos ................................................................. 62 3.8.3 Análise quantitativa dos riscos ............................................................... 64 3.8.4 Planejamento, monitoramento e controle dos riscos ........................... 64 3.8.5 Execução do planejamento de riscos do projeto .................................. 64 3.8.5.1 Identificação dos riscos ............................................................................... 64 3.8.5.2 Análise qualitativa dos riscos ...................................................................... 65 3.8.5.3 Análise quantitativa dos riscos .................................................................... 66 3.8.5.4 Plano de Respostas ao Risco ..................................................................... 66 3.8.5.5 Reserva de Contingência ............................................................................ 67 3.8.5.6 Monitoramento e Controle de Riscos .......................................................... 68 3.9 PLANO DE GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES .................................... 68 3.9.1 Produtos adquiridos ................................................................................ 68
  • 12. 3.9.2 Contratação realizada .............................................................................. 68 3.9.3 Seleção de fornecedores ......................................................................... 69 3.9.3.1 Critérios obrigatórios ................................................................................... 69 3.9.3.2 Seleção de propostas ................................................................................. 69 3.9.4 Modelo contratual ..................................................................................... 70 3.9.4.1 Cláusulas de confidencialidade................................................................... 70 3.9.5 Pagamento e considerações finais ......................................................... 70 3.10 PLANO DE GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO .................................. 71 3.10.1 Controle integrado de mudanças do projeto ......................................... 71 3.10.2 Responsabilidade e atualização do plano de gerenc. do projeto ........ 72 4. CONCLUSÃO ................................................................................................. 73 4.1 LIÇÕES APRENDIDAS .................................................................................. 73 4.2 RECOMENDAÇÃO ......................................................................................... 74 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .............................................................. 75 ANEXO I – Web site do PMI ES .............................................................................. 76 ANEXO II – Perfil do PMI ES no Facebook ............................................................ 77 ANEXO III – Perfil do PMI ES no Twitter ................................................................ 78 ANEXO IV – Web site do PMI SP ............................................................................ 79
  • 13. RESUMO Trata da reformulação da comunicação digital do capítulo do PMI (Project Management Institute) no estado do Espírito Santo, Brasil. Utilizou-se da internet como infraestrutura os padrões do consórcio W3C (World Wide Web Consortium) como referência. Espera-se com esse projeto gerar maior interatividade entre os visitantes das páginas veiculadas na internet e a organização. O guia PMBOK® (PMI, 2008) foi utilizado para elaborar esse documento. Foram identificados como principais stekeholders os Diretores do PMI ES; a Diretoria de Comunicação do PMI ES; os filiados da organização e estudantes na área de gerenciamento de projetos. As entregas estipulam a criação de um web site e perfis nas mídias sociais, que serão realizados mediante a contratação de um prestador de serviço, a partir de um layout idealizado pela equipe de projetos
  • 14. 13 1. INTRODUÇÃO O surgimento da internet como meio de comunicação trouxe novos desafios para as organizações. O acesso a Informação democratizou-se a ponto de qualquer pessoa com acesso a um computador ter facilidade em obter, em tempo real, notícias de diferentes lugares do mundo segundo a sua conveniência. As organizações não podem ignorar a influência da internet sobre as informações que são repassadas para o conhecimento público. Não importa se há uma ação proposital ou uma omissão, a qualquer momento uma postagem pode ser lançada na rede mundial e gerar desconfiança sobre marcas e produtos. Na mesma proporção boatos podem ser estimulados levando a destruição rápida de reputações construídas ao longo de séculos. Ciente dessa realidade muitas empresas utilizam a internet a seu favor. A criação de web sites, perfis em mídias sociais e envio de mala direta é uma maneira de aproximar-se dos stakeholders e elevar o grau de confiança na organização ao estabelecer canais de comunicação de mão dupla. Nesse contexto a empresa não somente divulga notícias, mas também recebe retorno sobre a opinião que o público forma a seu respeito. No ANEXO IV consta a página principal no site do PMI SP, a qual é um bom exemplo de comunicação digital. É um site com visual agradável e integração com as mídias sociais. Também é possível visualizar vídeos, conferir atividades em um calendário. Os parceiros estão bem representados e há um campo de buscas que agiliza o encontro de informações. Apesar de alguns conservadores considerarem a internet como uma ameaça, outros a utilizam como uma oportunidade. Na medida em que uma nova mentalidade ocupa espaço nas organizações a comunicação digital torna-se um elemento estratégico valioso para superar problemas e ampliar as fronteiras das organizações.
  • 15. 14 1.1 O PROBLEMA A grande maioria dos capítulos do PMI no Brasil utiliza-se da internet como recurso para divulgar suas ações cotidianas. Sites e perfis em mídias sociais são os meios preferidos para realizar essa divulgação. Devido a internet ser relativamente uma nova área de conhecimento ainda não há parâmetros definitivos pelos quais se possa mensurar a efetividade desse tipo de divulgação. Algumas pessoas acreditam que o êxito das ações digitais possa ser mensurado por aspectos subjetivas tais como a aparência da página e das imagens inseridas para chamar a atenção do visitante. Outros aspectos mais objetivos têm sido explorados, tais como, número acesso de visitantes a uma página, ou cliques em um determinado atalho de hiperlink. 1.2 SIGNIFICÂNCIA DO PROBLEMA Criar uma plataforma de divulgação na internet é uma rotina na comunicação de qualquer organização atualmente. Os benefícios são diversos desde a divulgação dos produtos até a facilidade em receber retorno de clientes sobre a experiência de compra, as plataformas de comunicação online são vistas como um valioso meio de estreitamento entre empresa e stakeholders. Para uma organização como o Capítulo do PMI ES é de extrema importância atuar efetivamente com a sua comunicação online. Nesse trabalho é importante não se limitar à elaboração de uma página de internet para divulgação de eventos, mas desenvolver uma estratégia de comunicação online que contemple aspectos mais amplos como: fortalecimento da marca; reforço de parcerias; captação de novos membros entre outros. Nos ANEXOS I, II e III deste documento é possível visualizar a atuação digital do PMI ES. No ANEXO I consta a página principal do web site. No ANEXO II está o perfil no Facebook e no ANEXO III o perfil no Twitter, ambos conhecidos como mídias sociais.
  • 16. 15 1.3 LIMITAÇÕES DO PROJETO A meta do projeto é reformular a apresentação das informações. Logo detalhes relacionados à configuração e uso de servidor serão repassados para uma empresa especializada em locação. Também será eliminado o trabalho de código de programação mediante a utilização de um software de gerenciamento de conteúdo gratuito. 1.4 OBJETIVO DO PROJETO Como a organização já realiza um trabalho de comunicação através do web site e mídias sociais, esse documento apresentará o projeto de reformulação dessa comunicação digital. O novo foco será orientado a maior interatividade do visitante nessas plataformas online. Nesse caso, o cliente será mais estimulado a enviar seus comentários e considerações sobre os assuntos abordados nesses canais. 1.5 DEFINIÇÕES DE TERMOS Durante esse trabalho utilizamos os seguintes termos: Benchmarking: é um processo de pesquisa que permite realizar comparações de processos e práticas "companhia-a-companhia" para identificar o melhor do melhor e alcançar um nível de superioridade ou vantagem competitiva. E-mail marketing: uma estratégia de divulgação de produtos e serviços baseada no envio de correspondências eletrônicas. Freelancer: termo inglês para denominar o profissional autônomo, que se auto emprega em diferentes empresas ou, ainda, guia seus trabalhos por projetos, captando e atendendo seus clientes de forma independente. Mensagem instantânea (Instant Messenger): softwares utilizados para a troca de mensagem em tempo real.
  • 17. 16 Midias sociais: websites em que os próprios participantes produzem e o conteúdo e o compartilhão entre si. On line: todas as transações feitas através da internet. Padrões W3C: são especificações técnicas e orientações desenvolvidas pelo W3C através de um processo projetado para maximizar a consenso sobre as recomendações, garantindo qualidades técnicas e editoriais, além de transparentemente alcançar apoio da comunidade de desenvolvedores, do consórcio e do público em geral. Pop-Up: é uma janela extra que abre no navegador ao visitar uma página web ou acessar uma hiper ligação específica. O pop-up é utilizada pelos criadores do site (sítio) para abrir alguma informação extra ou como meio de propaganda. Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS - Content Management System): sistemas de gerenciamento de conteúdo servem para criar um ambiente de website com uma grande diversidade de funções. Tais como: colocar formulários de contato, fóruns de discussão. Sponsor (Patrocinador): pessoa ou grupo que fornece os recursos financeiros para o projeto. Stakeholders (partes interessadas): todos as pessoas e organizações que estejam envolvidos no projeto ou com interesses que possam ser afetados seja de maneira positiva ou negativa durante a execução ou no término do projeto; pessoas que podem influenciar o projeto e suas entregas. Template: é o modelo visual utilizado para a criação do ambiente de interação on line. Website: páginas criadas para divulgar um determinado assunto na internet Wordpress: é um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo para internet. Devido a sua versatilidade é utilizado para veicular diversos formatos de website, tais como, blogs, portais, e-commerce entre muitos outros.
  • 18. 17 1.6 MÉTODO DE PESQUISA Para realizar esse o projeto de Reformulação da Comunicação Digital do PMI ES é utilizado a metodologia desenvolvida pelo PMI através do guia PMBOK®. 1.7 CONCEITOS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1.7.1 Introdução Para que as organizações consigam competir diante dos desafios apresentados no seu cotidiano é necessário lançar mão de inovações tecnológicas e técnicas que visem o aumento da produtividade e melhorem a qualidade dos seus processos. O Gerenciamento de Projetos surgiu para oferecer soluções para a criação de novos produtos e serviços, aumentar a lucratividade e ajudar as organizações a atingir seus mais complexos objetivos. 1.7.2 O PMI O instituto de Gerenciamento de Projetos localizado na Filadélfia, Pensilvânia, EUA, é a instituição mais amplamente reconhecida em termos de promoção das melhores práticas de gerenciamento de projetos. Mantem e apoia padrões e éticas na área. Também realiza treinamentos, seminários entre diversas atividades com o objetivo de difundir o conhecimento em gerenciamento de projetos. O PMI foi fundado em 1969 e atualmente conta com mais de 265 mil membros participando de suas representações em 170 países diferentes. Nessas filiais os gerentes de projeto se reúnem para a troca de informações e divulgação de novas ferramentas e técnicas (HELDMAN, 2009).
  • 19. 18 1.7.3 O PMBOK® O PMBOK® é o guia de práticas de gerenciamento de projetos curado pelo Project Management Institute (PMI), amplamente reconhecido pelos profissionais da área. Ele fornece as diretrizes adotadas em projetos, define os conceitos relacionados e descreve o ciclo de vida do gerenciamento de projetos. Seu objetivo é identificar e apontar como modelo o que é amplamente reconhecida como boa prática. 1.7.4 Ciclos de vida e processos de gerenciamento de projetos Existe uma ordem pela qual os projetos acontecem. Alguém apresenta uma ideia e passa a buscar apoio para executá-la. Após obter aprovação, o projeto começa em fases intermediárias até a finalização daí é concluído e encerrado. A maioria dos projetos é composta por pelo menos quatro ciclos de vida: Início do projeto; Planejamento e organização do trabalho do projeto; execução do trabalho do projeto e encerramento do projeto (HELDMAN, 2009). Quanto aos grupos de processos de gerenciamento de projetos o PMBOK® Guide descreve cinco, os quais serão descrito em detalhes a seguir: Iniciação: ocorre no início do projeto ou de cada fase de projetos grandes. A iniciação confirma que o projeto ou cada etapa seguinte do projeto deve iniciar. As saídas do grupo de processo de Iniciação, inclusive o termo de abertura do projeto e a identificação das partes interessadas, se tornam entradas no grupo de processos de planejamento. Planejamento: através do planejamento são formuladas e revisadas as metas e objetivos do projeto. Também é com o planejamento que se determina os vários cursos possíveis de ação e a escolha de quais destes seriam as melhores alternativas para se obter os fins previstos. O Planejamento deve abranger todas as áreas do gerenciamento de projetos e considerar o orçamento, a definição das atividades, o planejamento de escopo, o desenvolvimento do cronograma, a identificação dos riscos, o recrutamento da equipe, o planejamento das aquisições, entre outros.
  • 20. 19 Execução: é a concretização do projeto. Nessa etapa o gerente coordena e direciona os recursos com foco nos objetivos do plano do projeto. Mantém o plano sob controle e assegura que sua execução permaneça em sincronia com os objetivos previstos. Monitoramento e Controle: nesse processo são feitas análises de desempenho para verificar se o projeto está seguindo o planejado. Quando é detectado um desvio aplica-se uma ação corretiva para que as atividades voltem ao curso estipulado. Encerramento: ignorado com frequência é o grupo responsável pelo término formal e ordenado das atividades de uma fase ou do projeto em si. A documentação reunida durante o processo de Encerramento pode ser analisada e aproveitada para evitar possíveis problemas em projetos futuros. 1.8 ÁREAS DE CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS Cada grupo de processos é composto de uma coleção de processos utilizados por todo o ciclo de vida do projeto. O PMBOK® agrupa esses processos em nove categorias chamadas áreas de conhecimento. Seguem abaixo: • Gerenciamento de integração do projeto; • Gerenciamento do escopo do projeto; • Gerenciamento de tempo do projeto; • Gerenciamento de custos do projeto; • Gerenciamento da qualidade do projeto; • Gerenciamento de recursos humanos do projeto; • Gerenciamento das comunicações do projeto; • Gerenciamento de riscos do projeto; • Gerenciamento de aquisições do projeto.
  • 21. 20 1.8.1 Gerenciamento da integração Trata da coordenação de todos os aspectos do plano do projeto e envolve um elevado nível de interação. Essa área envolve a identificação e definição do trabalho do projeto e a combinação, unificação e integração dos processos apropriados. Ela também se preocupa em atender aos requisitos do cliente e das partes interessadas satisfatoriamente e gerenciar suas expectativas. 1.8.2 Gerenciamento de escopo Trata da definição de todo o trabalho do projeto e apenas do trabalho necessário para produzir com sucesso os objetivos do projeto. Esses processos são altamente interativos. Compreende tanto o escopo do produto quanto o escopo do projeto. O escopo do produto refere-se às características do produto ou serviço do projeto. Já o escopo do projeto envolve a administração da execução do projeto. 1.8.3 Gerenciamento de tempo Tem como objetivo estimar a duração das atividades do plano do projeto, elaborar o cronograma do projeto e monitorar e controlar desvios do cronograma. Em termos gerais, essa área trata da conclusão do projeto em tempo hábil. 1.8.4 Gerenciamento de custos Lida principalmente com os custos dos recursos. São utilizadas duas técnicas nessa Área de Conhecimento: a determinação dos custos do ciclo de vida e a engenharia de valor. A primeira considera um grupo de custos em conjunto ao comparar ou decidir entre alternativas, enquanto a segunda ajuda a aprimorar a utilização de cronogramas, lucros qualidade e recursos e a otimizar os custos do ciclo de vida, entre outros.
  • 22. 21 1.8.5 Gerenciamento da qualidade Assegura que o projeto atenda aos requisitos com os quais se comprometeu. Concentra-se na qualidade do produto e na qualidade do processo de gerenciamento de projetos empregado durante todo o ciclo de vida do projeto. Esses processos avaliam o desempenho geral, monitoram os resultados do projeto e os comparam com os padrões de qualidade estabelecidos no processo de planejamento do projeto. A fim de garantir que o cliente receba o produto ou o serviço que supõe ter comprado. 1.8.6 Gerenciamento dos recursos humanos Abrange os aspectos de interação das pessoas, incluindo liderança, orientação, resolução de conflitos, gestão de avaliações de desempenho e muito mais. Esses processos visam fazer com que os recursos humanos designados para o projeto sejam utilizados de maneira eficaz possível. 1.8.7 Gerenciamento das comunicações As competências de comunicação são as habilidades gerais que o gerente usa no dia a dia. Os processos aí envolvidos visam garantir que todas as informações do projeto sejam coletadas, documentadas, arquivadas e descartadas quando apropriado. Asseguram também a distribuição e compartilhamento das informações com as partes interessadas, gerência e integrantes do projeto nos momentos adequados. Ao término do projeto, as informações são arquivadas e usadas como referência nos próximos projetos.
  • 23. 22 1.8.8 Gerenciamento de riscos Refere-se à identificação, análise e planejamento de riscos potenciais que podem afetar o projeto. Isso significa minimizar a possibilidade e o impacto de riscos negativos e, ao mesmo tempo, maximizar a probabilidade e o impacto de riscos positivos. Esses processos também são úteis para identificar as consequências positivas dos riscos e explorá-las de modo a aprimorar os objetivos do projeto ou detectar eficiências capazes de aprimorar o desempenho. 1.8.9 Gerenciamento de aquisições Abrange os processos relacionados à compra de bens e serviços de fornecedores externos e empresas contratadas. Nas discussões sobre os processos do Gerenciamento de Aquisições dentro da perspectiva do comprador. 1.9 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Esse trabalho foi dividido com os seguintes capítulos: CAPÍTULO 1: Descreve o problema, sua relevância, limitação, objetivo, e a definição dos termos utilizados ao longo do trabalho. Também é descrita a metodologia utilizada para a elaboração do plano de gerenciamento do projeto, baseada no PMBOK®, um guia das melhores práticas em gerenciamento de projetos. CAPÍTULO 2: Revisa a literatura referente a Internet. Fala sobre os benefícios do projeto, a tecnologia utilizada para o provimento da solução. CAPÍTULO 3: Explora o plano de gerenciamento o projeto. Utiliza todas as áreas do gerenciamento de projetos descritas no guia de melhores práticas PMBOK®. CAPÍTULO 4: Relata os resultados obtidos e considerações finais.
  • 24. 23 2. REVISÃO DA LITERATURA 2.1 INTRODUÇÃO 2.1.1 Internet A Internet é um sistema de informação descentralizado idealizado em 1969 pela ARPA (Advanced Research Projects Agency), agência que faz parte do Departamento de Defesa americano. O objetivo dessa infra-estrutura foi oferecer uma rede capaz de multiplicar as informações de maneira que em caso de um ataque militar em uma região seria fácil acessar os dados através de outras localidades (ALBERTIN, 1999, p. 40-43). A Internet é o maior agrupamento de redes de comunicações em escala mundial com milhões de computadores interligados o que permite acesso a informações e todo tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio da WWW (World Wide Web), e a infraestrutura para suportar correio eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos. (MAZZEO, 2000, p. 08- 10). O site Internet World Stats, que avalia o acesso da internet segundo a localização geográfica e idiomas constatou no final de 2011 o seguinte quadro de acessos distribuído de acordo com cada continente:
  • 25. 24 Tabela 1 - Uso da Internet no mundo Regiões do População Usuários de Usuários de Penetra Crescime Total Mundo (2011) Internet Internet ção nto (2000- usuarios 31/12/2000 31/12/2011 2011) 12/2011 África 1.037.524.058 4.514.400 139.875.242 13,5% 2.988,4% 6,2% Ásia 3.879.740.877 114.304.000 1.016.799.076 26,2% 789,6% 44,8% Europa 816.426.346 105.096.093 500.723.686 61,3% 376,4% 22,1% Oriente Médio 216.258.843 3.284.800 77.020.995 35,6% 2.244,8% 3,4% Amer. do Norte 347.394.870 108.096.800 273.067.546 78,6% 152,6% 12,0% América 597.283.165 18.068.919 235.819.740 39,5% 1.205,1% 10,4% Latina/Caribe Oceania / 35.426.995 7.620.480 23.927.457 67,5% 214,0% 1,1% Austrália Total Mundial 6.930.055.154 360.985.492 2.267.233.742 32,7% 528,1% 100,0% Fonte: Adaptado do website da Internet World Stats <http://www.internetworldstats.com/stats.htm> acessado em 10/09/2012 Na tabela acima se destaca o fato do uso da Internet ter crescido no mundo entre 2000 e 2011 mais de cinco vezes. Também se percebe que em lugares como África e Oriente Médio o crescimento é superior à vinte vezes, apesar da penetração ser ainda pequena. É impressionante que na América do Norte o uso de internet supera 75% da população enquanto na América Latina/Caribe (países vizinhos) não chega à 40%. Apesar da Ásia ter uma penetração de 26,2% ela tem o maior número absoluto de usuários no mundo representando 44,8% do total de usuários. Com relação às línguas mais utilizadas na Internet na tabela 2, logo abaixo, percebe-se que o Inglês é o idioma mais utilizado com o total de 26,8% de usuários seguido do Chinês com 26,2% e Espanhol com 7,8%. As dez línguas mais faladas perfazem 82,2% dos usuários da internet.
  • 26. 25 Tabela 2 – 10 Idiomas mais usados na Web Língua Número de Penetração Cresciment Porcentage População no Usuários por da Internet o do uso de m de mundo que Língua entre a Internet Usuários de fala a Língua população (2000-2011) Internet em 2011 Inglês 565.004.126 43,4% 301,4% 26,8% 1.302.275.670 Chinês 509.965.013 37,2% 1.478,7% 24,2% 1.372.226.042 Espanhol 164.968.742 39,0% 807,4% 7,8% 423.085.806 Japonês 99.182.000 78,4% 110,7% 4,7% 126.475.664 Português 82.586.600 32,5% 990,1% 3,9% 253.947.594 Alemão 75.422.674 79,5% 174,1% 3,6% 94.842.656 Árabe 65.365.400 18,8% 2.501,2% 3,3% 347.002.991 Francês 59.779.525 17,2% 398,2% 3,0% 347.932.305 Russo 59.700.000 42,8% 1.825,8% 3,0% 139.390.205 Coreano 39.440.000 55,2% 107,1% 2,0% 71.393.343 TOTAL DAS 10 1.615.957.333 36,2% 421,2% 82,2% 4.442.056.069 Línguas Outras Línguas 350.557.483 14,6% 585,5% 17,8% 2.403.553.891 Total Mundial 2.099.926.965 30,3% 481,7% 100% 6.930.055.154 Fonte: Adaptado do website da Internet World Stats <http://www.internetworldstats.com/stats7.htm> acessado em 10/09/2012. Também foram separados diversos países a título de comparação. Verifica-se na Tabela abaixo que o país com maior quantidade de população que usa Internet é o Reino Unido (84,1%), enquanto na outra extremidade está a Índia com (10,2%). O Brasil está em uma das últimas colocações em relação á penetração (39,0%), porém verifica-se que é um dos maiores adeptos da rede social Facebook enquanto a mesma rede não possui muita expressão na China. Apesar de países vizinhos possuírem dados semelhantes na maioria das vezes, nota-se que a penetração da Internet na Argentina tem um número bem superior ao do Brasil (67,0%). Mesmo que a penetração da Internet na China seja pequena o número absoluto de usuários (513 Milhões) é o mais do que o dobro dos Estados Unidos (245 Milhões), segundo colocado. O número de usuários de Internet no Brasil (39%) está muito aquém dos países desenvolvidos, que geralmente situam-se acima dos 75% da população, para chegar a esse patamar o país terá que dobrar seu número de usuários nos próximos anos.
  • 27. 26 Tabela 3 - Uso da Internet em diversos países País População Usuários de Penetraçã Facebook (2011) Internet o (31/12/2011) (31/12/2011) Brazil 203.429.773 79.245.740 39,0% 35.158.740 México 113.724.226 42.000.000 36,9% 30.990.480 Argentina 41.769.726 28.000.000 67,0% 17.581.160 França 65.102.719 50.290.226 77.2% 23.544.460 Alemanha 81.471.834 67.364.898 82,7% 22.123.660 Itália 61.016.804 35.800.000 58,7% 20.889.260 Rússia 138.738.892 61.472.011 44,3% 5.237.420 Reino Unido 62.698.362 52.731.209 84.1% 30.470.400 China 1.336.718.015 513.100.000 38,4% 447.460 Índia 1.189.172.906 121.000.000 10.2% 45.048.100 Japão 126.475.492 101.000.000 80,0% 7.684.120 Canadá 34.030.589 27.757.540 79,6% 17.113.220 Estados Unidos 313.232.044 245.203.319 78,3% 157.418.920 Fonte: Adaptado do website da Internet World Stats <http://www.internetworldstats.com/stats.htm> acessado em 10/09/2012. Através dos dados fornecidos sobre quantidade de usuários de acordo com os países e línguas fica claro há uma desigualdade entre países pobres e ricos. Países com maior penetração de internet tem economia mais desenvolvida, enquanto os mais pobres têm menor. Na medida em que a população de um país não usufrui dos benefícios trazidos pela internet ela fica excluída de diversos serviços que podem ser oferecidos online. Ao considerar que muitas empresas tem migrado e priorizado o atendimento online (bancos por exemplo), passa então a existir dois tipos de atendimento e até poderá haver diferentes preços cobrados por um mesmo produto entre lojas físicas e virtuais. 2.1.2 e-Business O termo e-Business acrónimo inglês para Electronic Business (negócios eletrônicos), identifica os negócios efetuados por meios eletrônicos, geralmente na Internet. Pode-se definir e-business como negócios feitos através da Internet no
  • 28. 27 sentido mais amplo da palavra negócio, desde contatos diretos com consumidores, fornecedores como também análises de mercado, análises de investimentos, pesquisa de mercados, entre outras atividades afins. (FRANCO Jr., 2005) E-business tem como aplicação a criação de sistemas capazes de prover comunicação entre empresas agilizando os processos de compra e venda entre as mesmas, existem inclusive sistemas que fazem pedido automáticos para outras empresas de acordo com o seu estoque de produtos, facilitando assim todo o processo de fabricação e venda, melhorar a disponibilidade de produtos de acordo com a demanda pelos mesmos. Franco Jr. (2005) considerou que o e-Business possui uma estrutura interna em forma de Iceberg composta por diversos sistemas: Figura 1 – A estrutura interna do e-Business Fonte: (E-business: internet, tecnologia e sistemas de informação na administração de empresas, p. 25) e-Enterprise Resources Planning (e-ERP) – O ERP é uma estrutura para otimizar a cadeia interna de valores de uma empresa. O papel do ERP na empresa é organizar, codificar e criar um padrão para os processos internos da empresa. O e- ERP fará a ligação desse sistema interno com os fornecedores, clientes e parceiros, não fornecendo somente as informações por relatórios e telas, mas disponibilizando- as para alimentar e integrar os sistemas externos à empresa.
  • 29. 28 e-Customer Relationship Management (e-CRM) – O CRM traz o cliente e o não- cliente, de forma sistemática para “dentro” da empresa. O e-CRM possui três diferentes estratégias de acordo com os grupos com os quais se relaciona: a) Objetiva a conquista de novos clientes no universo da Internet. b) Objetiva maximizar a qualidade e a satisfação dos clientes atuais. c) Lida com os fatores que estão fazendo os clientes diminuírem suas atividades. e-Supply Chain Management (e-SCM) – O SCM é o sistema de informações que integra o ERP da empresa com os sistemas de informações de seus diversos fornecedores. Ao realizar esse processo através da web o transformamos em e- SCM. e-Procurement – É o sistema de procura de itens para fornecimento, fora da rede de fornecedores do e-SCM. É o “departamento de compras” da empresa tradicional. Sua função é não só achar fornecedores, mas também cotar os melhores preços e condições de fornecimento. e-Business Intelligence (e-BI) – As ferramentas de BI, que eram mais restritas às áreas de logística e finanças, receberam forte integração no conceito de e-Business. A tenência é que o BI não tenha foco somente na tomada de decisão, mas passem a incorporar toda a área de Gestão de Conhecimento. e-Commerce – A proposta é transformar o ciclo de vida do processo de compras mais dinâmico e claro com base nos seguintes pressupostos: a) Criar a maior facilidade possível para o cliente. b) Criar a percepção do valor agregado na compra/venda pela internet. c) Criar mecanismo em que o cliente possa personalizar seu produto/serviço de maneira simples e fácil. d) O e-Commerce deve, obrigatoriamente, em função do aumento da produtividade do fator humano, aumentar o poder de venda de uma empresa. e) o e-Commerce deve ser uma ferramenta que, além de vender, possa auxiliar na melhora do gerenciamento das equipes de vendas.
  • 30. 29 2.1.3 Interatividade Antes do advento da internet era comum considerar o receptor no processo de comunicação somente como um agente passivo. Segundo Levy (2000) a comunicação digital desafia esse conceito criando a possibilidade do receptor da informação agir também como agente ativo em velocidade quase instantânea como ocorre normalmente na comunicação presencial. É o caso dos programas de vídeo conferência em comparação com o antigo sistema de envio de correspondência. Apesar de ser possível, não faria sentido utilizar uma estrutura nas cartas como se fosse um diálogo através de frases curtas. Já com a utilização da vídeo conferência é possível estabelecer um diálogo normal. Outra possibilidade que a internet abre é a realização de tarefas múltiplas em tempo real. Diversos trabalhadores podem desenvolver uma planilha de cálculo ao mesmo tempo mesmo que seja a partir de países diferentes, por exemplo. Tabela 4 - Diferentes Tipos de Interatividade Relação com a Mensagem linear não- Interrupção e Implicação da mensagem/ alterável em tempo reorientação do fluxo participação na Dispositivo de real informacional em mensagem comunicação tempo real Difusão unilateral Imprensa - Bancos de dados - Videogames com um Rádio multimodais; só participante; Televisão - Hiperdocumentos - Simulações com Cinema fixos; imersão (simulador de - Simulações sem vôo) sem modificação imersão nem possível do modelo possibilidade de modificar o modelo Diálogo, reciprocidade Correspondência postal - Telefone Diálogos através de entre duas pessoas - Videofone mundos virtuais, cibersexo. Diálogo entre vários - Rede de - Teleconferência ou - RPG multiusuário no participantes correspondência videoconferência com ciberespaço - Sistema das vários participantes - Videogame em publicações em uma - Hiperdocumentos “realidade virtual” com comunidade de abertos acessíveis on- vários participantes pesquisa line, frutos da - Comunicação em - Correio eletrônico escrita/leitura de uma mundos virtuais, - Conferências comunidade negociação contínua eletrônicas - Simulações (com dos participantes sobre possibilidade de atuar suas imagens e a sobre o modelo) como imagem de sua de suportes de debates situação comum. de uma comunidade Fonte: Levy (2000, p. 83)
  • 31. 30 3. DESENVOLVIMENTO 3.1 TERMO DE ABERTURA DO PROJETO 3.1.1 Nome do projeto Reformulação da comunicação digital do PMI ES. O projeto atenderá pelo código: 001. 3.1.2 Justificativa do projeto O Capítulo do PMI ES demanda uma comunicação online mais interativa para estimular a filiação de novos membros e a participação dos profissionais de Gerenciamento de Projetos em eventos 3.1.3 Produto do projeto Será elaborado um novo website e novos perfis serão criados nas mídias sociais e será realizado um treinamento para os profissionais que irão atualizar o site. 3.1.4 Requisitos Iniciais do projeto • Escritório com acesso a internet; • Computadores e impressora multifuncional; • Material de escritório; • Telefones celulares para a equipe do projeto.
  • 32. 31 3.1.5 Organograma do projeto Figura 2 - Organograma do Projeto 3.1.6 Cronograma e custo do projeto Na tabela abaixo segue o cronograma e estimativas iniciais de custo: Tabela 5 - Cronograma Básico e Estimativas Iniciais de Custos Etapas Início Previsto Término Previsto Duração (dias) Custo (R$) Iniciação 01/11/2012 06/11/2012 06 2.100,00 Planejamento 07/11/2012 14/11/2012 07 2.732,00 Execução 16/11/2012 13/12/2012 28 7.434,00 Controle 16/11/2012 14/12/2012 29 924,00 Encerramento 17/12/2012 24/12/2012 08 1.400,00 Total 01/11/2012 24/12/2012 54 14.590,00 3.1.7 Principais stakeholders • Diretores do PMI ES; • Diretoria de Comunicação do PMI ES; • Filiados do PMI ES; • Estudantes na área de gerenciamento de projetos.
  • 33. 32 3.1.8 Patrocinador do projeto Diretor de Comunicação do PMI ES 3.1.9 Gerente do projeto Luiz Aquino Diniz, Administrador graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo e profissional de web com mais de cinco anos de experiência; Gerenciará o projeto bem como irá elaborar os conceitos de design e interação; Será responsável pelo relacionamento com os fornecedores de serviços. 3.1.10 Premissas do projeto • O domínio e a hospedagem já estão disponíveis para fazer o trabalho; • A conta de hospedagem possui banco de dados e ambiente para programar em PHP; • O PMI ES irá oferecer todo o conteúdo textual e material gráfico necessário para realizar o projeto; • Toda infraestrutura para o planejamento, execução, controle e encerramento do projeto, com exceção do material de escritório, será fornecido pela PMI ES. • Os fornecedores de hospedagem e a manutenção do domínio são de responsabilidade do PMI ES.
  • 34. 33 3.1.11 Restrições do projeto • A empresa contratada para realizar os serviços deverá contar com profissionais qualificados em PHP e Java Script para realizar o serviço no momento do fechamento do contrato; • O projeto deve ser entregue no dia 24/12/2012, pois o lançamento do site será divulgado no início de 2013; • Não será aceito pelo patrocinador modificação no valor orçado de R$ 14.590,00 3.1.12 Riscos do projeto • Não encontrar uma empresa no mercado local que faça websites com foco na interatividade com o cliente; • Altos custos para encontrar profissionais especializados em mídias sociais; • Profissionais se desligarem do projeto durante a execução devido a oferta de outras empresas; • A empresa contratada terceirizar o serviço ou contratar serviço free lancer não confiável. 3.1.13 Exclusões específicas • O projeto não será responsável pela aquisição de softwares da empresa contratada; • Não será utilizado conteúdo ou códigos de programação com direitos autorais; • Não haverá criação de animações ou utilização de janelas de estilo pop-up no site.
  • 35. 34 • Serão utilizados os padrões W3C como parâmetro para a visualização. Logo softwares de navegação de internet que não atendem a essa especificação não terão acesso ao site. 3.1.14 Aprovações e Data Vila Velha, 01 de Novembro de 2012. __________________________ __________________________ Miriam Machado Luiz Aquino Diniz Diretora de Comunicações do PMI ES Gerente de Projetos – PMI ES Patrocinadora do Projeto
  • 36. 35 3.2 PLANO DE GERENCIAMENTO DO ESCOPO 3.2.1 Declaração do Escopo • Nome do Projeto: Reformulação da Comunicação digital do PMI ES • Data: 01 de Novembro de 2012. • Preparado por: Luiz Aquino Diniz, gerente do projeto. • Justificativa do Projeto: O Capítulo do PMI ES demanda uma comunicação online mais interativa para estimular a filiação de novos membros e a participação dos profissionais de Gerenciamento de Projetos em eventos. • Descrição do Produto: Será elaborado um novo website e novos perfis serão criados nas mídias sociais. • Entregas do projeto: 1. Benchmarking: Será elaborado um estudo comparativo entre os principais websites relacionados ao PMI no país e no mundo com o objetivo de escolher o melhor modelo de layout e conteúdo de página. 2. Template e CMS: Será entregue um template para ser gerenciado pelo sistema Wordpress. 3. Treinamento: Na entrega do projeto haverá o treinamento para que a pessoa responsável pela atualização do site conheça o funcionamento do sistema.
  • 37. 36 • Exclusões: 1. O projeto não será responsável pela aquisição de softwares da empresa contratada para a elaboração do website; 2. Não serão utilizados conteúdo ou códigos de programação com direitos autorais; 3. Não haverá criação de animações ou utilização de janelas de estilo pop-up no site. 4. Serão utilizados os padrões W3C como parâmetro para a visualização. Logo navegadores que não atendem essa especificação não terão acesso ao site. • Escopo do projeto: No início haverá a realização de um benchmarking, depois haverá a criação dos templates com toda a identidade visual do site. Serão criados os perfis nas mídias sociais, e configurado o Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. O projeto será finalizado com o treinamento de um funcionário do PMI. • Objetivos do projeto: Realizar a divulgação de assuntos relacionados ao PMI ES na Internet. • Objetivos de custo: O custo do projeto é estimado em R$ 14.590,00 • Medições de qualidade: 1. Será avaliado se o site abre com a mesma aparência em diversos navegadores com suporte aos padrões W3C (HTML4.1 e CSS2.1). 2. Serão utilizados testes de acessibilidade e usabilidade para verificar se é fácil de encontrar por meio de buscadores, se o visitante encontra as informações desejadas com facilidade e se o carregamento da página é realizado em um tempo satisfatório.
  • 38. 37 3.2.2 Estrutura Analítica do Projeto Figura 3 - Estrutura Analítica do Projeto
  • 39. 38 3.2.3 Dicionário da EAP Tabela 6 - Dicionário da EAP (Continua) N° Atividade Descrição Responsáveis Reformulação da 1 Comunicação digital do Nome do Projeto Gerente do Projeto PMI ES 1.1 Iniciação Grupo de Atividades Gerente do Projeto Atividade onde será realizada a 1.1.1 Reunião de Kickoff Gerente do Projeto abertura do projeto Atividade onde serão registradas Elaborar o Termo de as informações discutidas 1.1.2 Gerente do Projeto Abertura do Projeto durante a reunião de abertura do projeto. Atividade onde serão Identificação das Partes 1.1.3 apresentados todos os Gerente do Projeto Interessadas envolvidos no projeto 1.2 Planejamento Grupo de Atividades Gerente do Projeto Elaborar o Plano de Atividade para elaboração do Gerente do Projeto 1.2.1 Gerenciamento de documento de controle das Equipe do Projeto Integração mudanças e outros relacionados. Elaborar o Plano de Atividade para elaboração do Gerente do Projeto 1.2.2 Gerenciamento de Escopo escopo do Projeto. Equipe do Projeto Atividade para elaboração do Elaborar o Plano de Gerente do Projeto 1.2.3 cronograma e documentos Gerenciamento do Tempo Equipe do Projeto relacionados. Atividade para elaboração do Elaborar o Plano de Gerente do Projeto 1.2.4 orçamento e documentos Gerenciamento de Custo Equipe do Projeto relacionados. Elaborar o Plano de Atividade para elaboração do Gerente do Projeto 1.2.5 Gerenciamento da planejamento, garantia e controle Equipe do Projeto Qualidade da qualidade. Elaborar o Plano de Atividade para elaboração dos Gerente do Projeto 1.2.6 Gerenciamento de modelos de contrato da equipe Equipe do Projeto Recursos Humanos do projeto Elaborar o Plano de Atividade para elaboração do Gerente do Projeto 1.2.7 Gerenciamento da calendário de eventos e Equipe do Projeto Comunicação documentos relacionados.
  • 40. 39 Tabela 6: Dicionário da EAP (Continuação) N° Atividade Descrição Responsáveis Atividade para elaboração do Elaborar o Plano de Gerente do Projeto 1.2.8 documento de planejamento e Gerenciamento de Riscos Equipe do Projeto controle dos riscos. Atividade para elaboração do Elaborar o Plano de contrato com a empresa Gerente do Projeto 1.2.9 Gerenciamento de terceirizada e documentos Equipe do Projeto Aquisições relacionados. Reunião com o patrocinador do Gerente do Projeto Reunião de Aprovação do 1.2.10 projeto para aprovação do plano Equipe do Projeto Planejamento do planejamento Patrocinador 1.3 Execução Grupo de Atividades Gerente do Projeto Atividades de comparação entre 1.3.1 Benchmarking Gerente do Projeto trabalhos similares já realizados Relatório comparativo Visitar websites relacionados à GP 1.3.1.1 Equipe do Projeto entre layouts de web no Brasil e no mundo Relatório comparativo Visitar perfis em sites de mídia 1.3.1.2 entre perfis de mídia social que divulguem atividades Equipe do Projeto social relacionadas à GP Design Gráfico que formam a base 1.3.2 Criação de Templates sobre a qual o site será Equipe do Projeto desenvolvido Elaboração de layout do Criação do modelo gráfico que 1.3.2.1 Designer Gráfico site será a base para o código do site Criação do modelo gráfico para Elaboração de layout para 1.3.2.2 ser a base de desenvolvimento Designer Gráfico os perfis de Mídia Social dos perfis de mídias sociais Contratação da empresa que 1.3.3 Contratação implementará o site e os perfis em Gerente do Projeto mídias sociais Cotação e orçamentos Pesquisar entre empresas de junto à prestadores de 1.3.3.1 Desenvolvimento. Web qual seria Gerente do Projeto serviço de criação de a ideal para fazer o trabalho websites Assinatura do contrato e Firmar o contrato de prestação de 1.3.3.2 Gerente do Projeto apresentação do escopo serviços e apresentar o escopo Aplicação dos modelos de templates com a utilização Empresa 1.3.4 Desenvolvimento marcação HTML e códigos de Contratada programação Criação do site que dará Empresa 1.3.4.1 Criação do website funcionalidade ao template Contratada apresentado no escopo Serão criados os perfis nas mídias Empresa 1.3.4.2 Criação de perfis sociais Contratada
  • 41. 40 Tabela 6: Dicionário da EAP (Conclusão) N° Atividade Descrição Responsáveis Orientação sobre como alimentar 1.3.5 Treinamento Gerente do Projeto o website e os perfis criados. Noções sobre o sistema Será explicado como opera a 1.3.5.1 Equipe do Projeto de website ferramenta de CMS implantada. Estratégias para Haverá a explicação sobre como 1.3.5.2 comunicação nas mídias interagir com os visitantes dos Equipe do Projeto sociais perfis 1.4 Controle Grupo de Atividades Gerente do Projeto Acompanhamento do Acompanhamento das atividades 1.4.1 Gerente do Projeto Projeto de execução Reunião com objetivo de observar 1.4.3 Monitoramento dos Riscos o nível de risco do projeto uma vez Equipe do Projeto por semana. Será avaliado se o website está Monitoramento da 1.4.4 em conformidade com as Equipe do Projeto Qualidade especificações do W3C 1.5 Encerramento Grupo de Atividades Gerente do Projeto Elaboração do Termo de Elaborar o termo de encerramento 1.5.1 Gerente do Projeto Encerramento do Projeto Elaborar a documentação das Reunião de consolidação 1.5.2 lições aprendidas no fim do Gerente do Projeto das lições aprendidas projeto Reunião de encerramento 1.5.3 Entrega do Projeto Gerente do Projeto do projeto Aceitação do projeto pelo 1.5.4 Aceite do patrocinador Patrocinador patrocinador Encerrar o contrato com a 1.5.5 Encerrar o contrato Gerente do Projeto empresa de web Marco. Indica que as tarefas do 1.5.6 Encerramento do Projeto Gerente do Projeto projeto foram completadas
  • 42. 41 3.3 PLANO DE GERENCIAMENTO DO TEMPO Será utilizado o Microsoft Project 2007 para fazer o gerenciamento de tempo do projeto. Esse software provê o gráfico de Gantt onde é possível detalhar as tarefas, relatórios de marcos e entregas entre outros pontos relevantes. A linha de base do projeto será gerada após a submissão de um cronograma inicial ao patrocinador do projeto no momento da reunião de aceitação do plano de trabalho. O cronograma do projeto deverá ser analisado e atualizado diariamente com as novas informações do andamento das tarefas do projeto. Qualquer modificação que possa surgir no cronograma, este deve ser aceito pelo patrocinador do projeto, gerando uma nova linha de base. Com isso, é obrigatório que a linha de base anterior seja arquivada, documentada e publicada para fins de histórico e lições aprendidas. Os sábados, domingos e feriados não são considerados para efeito de contagem de dias no Cronograma.
  • 43. 42 3.3.1 Cronograma do projeto Tabela 7: Cronograma do projeto (Continua) Nº Atividade Duração Início Término Reformulação da Comunicação digital 1 36 dias 01/11/2012 24/12/2012 do PMI ES 1.1 Iniciação 3 dias 01/11/2012 06/11/2012 1.1.1 Reunião de Kickoff 1 dia 06/11/2012 06/11/2012 1.1.2 Elaborar o Termo de Abertura do Projeto 1 dia 01/11/2012 01/11/2012 1.1.3 Identificação das partes interessadas 1 dia 05/11/2012 05/11/2012 1.2 Planejamento 6 dias 07/11/2012 14/11/2012 Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.1 1 dia 07/11/2012 07/11/2012 Integração Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.2 1 dia 08/11/2012 08/11/2012 Escopo Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.3 1 dia 09/11/2012 09/11/2012 Tempo Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.4 1 dia 12/11/2012 12/11/2012 Custo Elaborar o Plano de Gerenciamento da 1.2.5 1 dia 07/11/2012 07/11/2012 Qualidade Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.6 1 dia 08/11/2012 08/11/2012 Recursos Humanos Elaborar o Plano de Gerenciamento das 1.2.7 1 dia 09/11/2012 09/11/2012 Comunicações Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.8 1 dia 12/11/2012 12/11/2012 Riscos Elaborar o Plano de Gerenciamento de 1.2.9 1 dia 13/11/2012 13/11/2012 Aquisições 1.2.10 Reunião de Aprovação do Planejamento 1 dia 14/11/2012 14/11/2012
  • 44. 43 Tabela 7: Cronograma do Projeto (Conclusão) Nº Atividade Duração Início Término 1.3 Execução 20 dias 16/11/2012 13/12/2012 1.3.1 Benchmarking 2 dias 16/11/2012 19/11/2012 1.3.1.1 Relatório comparativo entre layouts de web 1 dia 16/11/2012 16/11/2012 1.3.1.2 Relatório comparativo dos perfis de mídia 1 dia 19/11/2012 19/11/2012 social 1.3.2 Criação de Templates 4 dias 20/11/2012 23/11/2012 1.3.2.1 Elaboração de layout do site 2 dias 20/11/2012 21/11/2012 Elaboração de layout dos perfis de mídia 1.3.2.2 2 dias 22/11/2012 23/11/2012 social 1.3.3 Contratação 6 dias 26/11/2012 03/12/2012 Cotação e orçamentos junto à prestadores 1.3.3.1 5 dias 26/11/2012 30/12/2012 de serviço de criação de websites Assinatura do contrato e apresentação do 1.3.3.2 1 dia 03/12/2012 03/12/2012 escopo 1.3.4 Desenvolvimento 6 dias 04/12/2012 11/12/2012 1.3.4.1 Implantação do layout do website 4 dias 04/12/2012 07/12/2012 Implantação do layout dos perfis de mídia 1.3.4.2 2 dias 10/12/2012 11/12/2012 social 1.3.5 Treinamento 2 dias 12/12/2012 13/12/2012 1.3.5.1 Noções sobre o sistema do web site 1 dia 12/12/2012 12/12/2012 Estratégias para comunicação nas mídias 1.3.5.2 1 dia 13/12/2012 13/12/2012 sociais 1.4 Controle 21 dias 16/11/2012 14/12/2012 1.4.1 Acompanhamento do Projeto 20 dias 16/11/2012 13/12/2012 1.4.2 Monitoramento dos Riscos 1 dia 14/12/2012 14/12/2012 1.4.3 Monitoramento da Qualidade 1 dia 14/12/2012 14/12/2012 1.5 Encerramento 6 dias 17/12/2012 24/12/2012 1.5.1 Elaboração do termo de encerramento 1 dia 17/12/2012 17/12/2012 Reunião de consolidação das lições 1.5.2 1 dia 18/12/2012 18/12/2012 aprendidas 1.5.3 Reunião de encerramento do projeto 1 dia 19/12/2012 19/12/2012 1.5.4 Aceite do Patrocinador 1 dia 20/12/2012 20/12/2012 1.5.5 Encerrar o contrato 1 dia 21/12/2012 21/12/2012 1.5.6 Encerramento do Projeto 1 dia 24/12/2012 24/12/2012
  • 45. 44 3.3.2 Grático de Gantt do projeto com o caminho crítico O gráfico de Gantt abaixo mostra as atividades de iniciação, planejamento, controle e execução. O caminho crítico do projeto demonstra as atividades que possuem margem de atraso menor ou igual a zero dia. Para este projeto, seu cálculo foi realizado pelo Microsoft Project 2007 e o resultado pode ser encontrado pode ser observado no gráfico abaixo: Figura 4 - Gráfico de Gantt
  • 46. 45 3.3.3 Reserva gerencial e contingencial de tempo Por ser um projeto de pequeno porte, a reserva contingencial de tempo será de 06 dias. Sendo reservado um prazo de 10 dias como reserva gerencial para este projeto, totalizando assim 08 dias extras que poderão ser utilizados em caso seja necessário. 3.3.4 Linha de base de tempo A linha de base de tempo é de 36 dias para a execução do projeto, sendo 16 dias de reserva de contingência. 3.4 PLANO DE GERENCIAMENTO DE CUSTOS Será utilizada a ferramenta Microsoft Project 2007 para realizar o gerenciamento de custos. Os custos do projeto serão apresentados no plano de orçamento o qual incluirá também os custos com a equipe do projeto. A linha de base se formará com o valor do orçamento adicionado a um valor de reserva contingencial. Qualquer alteração que gere impacto nos custos deve ser documentada no orçamento do projeto. O gerenciamento de custos terá como referência o orçamento previsto para o projeto e o fluxo de caixa.
  • 47. 46 3.4.1 Orçamento do projeto Tabela 7 - Orçamento do Projeto (Continua) Nº Atividade Orçamento (R$) 1 Reformulação da Comunicação digital do PMI ES 14.590,00 1.1 Iniciação 2.100,00 1.1.1 Reunião de Kickoff 700,00 1.1.2 Elaborar o Termo de Abertura do Projeto 700,00 1.1.3 Identificação das Partes Interessadas 700,00 1.2 Planejamento 2.732,00 1.2.1 Elaborar o Plano de Gerenciamento de Integração 300,00 1.2.2 Elaborar o Plano de Gerenciamento de Escopo 300,00 1.2.3 Elaborar o Plano de Gerenciamento do Tempo 300,00 1.2.4 Elaborar o Plano de Gerenciamento de Custo 300,00 1.2.5 Elaborar o Plano de Gerenciamento da Qualidade 300,00 1.2.6 Elaborar o Plano de Gerenciamento de Recursos Humanos 300,00 1.2.7 Elaborar o Plano de Gerenciamento das Comunicações 300,00 1.2.8 Elaborar o Plano de Gerenciamento de Riscos 300,00 1.2.9 Elaborar o Plano de Gerenciamento de Aquisições 300,00 1.2.10 Reunião de Aprovação do Planejamento 32,00 1.3 Execução 7.434,00 1.3.1 Benchmarking 484,00 1.3.1.1 Relatório comparativo entre layouts 270,00 1.3.1.2 Relatório comparativo entre perfis de mídia social 214,00 1.3.2 Criação de Templates 1.020,00 1.3.2.1 Elaboração do layout do web site 510,00 1.3.2.2 Elaboração do layout para os perfis de mídia social 510,00
  • 48. 47 Tabela 7 – Orçamento do Projeto (Conclusão) Nº Atividade Orçamento (R$) 1.3.3 Contratação 2.090,00 Cotação e orçamentos junto à prestadores de serviço de criação de 1.3.3.1 1.260,00 websites 1.3.3.2 Assinatura do contrato e apresentação do escopo 830,00 1.3.4 Desenvolvimento 2.880,00 1.3.4.1 Implantação do layout do website 1.920,00 1.3.4.2 Implantação do layout dos perfis de mídia social 960,00 1.3.5 Treinamento 960,00 1.3.5.1 Noções sobre o sistema de website 480,00 1.3.5.2 Estratégias para comunicação nas mídias sociais 480,00 1.4 Controle 924,00 1.4.1 Acompanhamento do Projeto 64,00 1.4.2 Monitoramento dos Riscos 430,00 1.4.3 Monitoramento da Qualidade 430,00 1.5 Encerramento 1.400,00 1.5.1 Elaboração do termo de encerramento 190,00 1.5.2 Reunião de consolidação das lições aprendidas 190,00 1.5.3 Reunião de encerramento do projeto 190,00 1.5.4 Aceite do patrocinador 160,00 1.5.5 Encerrar o contrato 430,00 1.5.6 Encerramento do Projeto 240,00 3.4.2 Reserva gerencial e contingencial A reserva gerencial é utilizada no caso de riscos desconhecidos, ou seja, não faz parte da linha de base, enquanto que a reserva contingencial é o resultado do planejamento de resposta aos riscos e faz parte da linha de base do projeto.
  • 49. 48 3.4.3 Linha de base de custos do projeto Com os valores da reserva contingencial (R$ 3.000,00) e do orçamento do projeto (R$ 14.590,00) conhecidos, tem-se o valor da linha de base do projeto (soma dos dois valores). A linha de base de custos deste projeto é de R$ 17.590,00. 3.4.4 Administração do plano de gerenciamento de custos Responsável pelo plano: Luiz Aquino Diniz, Gerente de Projeto, será o responsável direto pelo plano de gerenciamento de custos. 3.4.5 Curva S de custos do projeto Figura 5 - Curva S de custos do projeto
  • 50. 49 3.5 PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE O plano de gerenciamento da qualidade terá como base o guia PMBOK®. O processo será implementado seguindo as três diretrizes seguinte: • Planejamento da qualidade (ocorre na etapa de planejamento); • Garantia da qualidade (ocorre na etapa de execução); • Controle da qualidade (ocorre na etapa de controle). Os processos serão detalhados nas seções a seguir. 3.5.1 O planejamento da qualidade Tem por objetivo definir os padrões relevantes da qualidade e determinar como os atender. Os padrões são estados, valores e características tomadas como referências para realizar o gerenciamento e para comparar com as características do produto e do processo. Os padrões definidos para este projeto e produto são: • Padrões da qualidade de processo de projeto: Estabelecimento de processos, ciclo de vida, modelos (tais como modelos de planos, orçamentos, cronogramas, EAP, dicionário da EAP, termos de aceite, etc.), instruções de preenchimento em conformidade com as melhores práticas do PMBOK®. • Padrões de qualidade de produto: Atributos do produto como, usabilidade e estabilidade de acesso e segurança, por exemplo. Uma das saídas deste processo é a definição dos indicadores da qualidade que serão garantidos e controlados nos processos seguintes. Outra saída é a linha de base da qualidade que registra os objetivos de qualidade do projeto. Esta é a base para medição e emissão de relatórios de desempenho da qualidade. A principal técnica utilizada nesse projeto será o Benchmarking. Comparando-se as práticas utilizadas ou planejadas no projeto com as de outros projetos semelhantes.
  • 51. 50 3.5.2 A garantia da qualidade Refere-se a aplicação sistemática das atividades planejadas da qualidade a fim de garantir que o projeto atinja seus objetivos. A análise de processo será a técnica utilizada para identificar melhorias técnicas e organizacionais. A empresa contratada deverá elaborar um relatório que demonstre a realização desse processo. É desejável que o web site apresente aspectos diferenciais e inovadores entre os trabalhos de outras filiais do PMI no Brasil. 3.5.3 Política da qualidade Serão observados como referência para atingir as metas do projeto o cumprimento dos resultados esperados pelo prestador de serviço. Espera-se que não haja inconformidades com o escopo estipulado e que a comunicação constante seja um meio de obter melhorias em caso de dúvidas durante a contratação. 3.5.4 Métricas para o monitoramento da qualidade do projeto O monitoramento dos processos do Sistema de Gestão da Qualidade é realizado por meio de indicadores de desempenho apresentados na tabela abaixo, de modo a garantir que os resultados planejados sejam atingidos. O acompanhamento destes indicadores será realizado por meio de uma auditoria semanal que será executada pelo apoio geral da equipe do projeto. Nessa auditoria serão colhidas informações em formato de relatórios, a serem submetidos aos critérios expostos na tabela em questão.
  • 52. 51 Tabela 8 - Métricas da qualidade do projeto Requisitos Indicadores Métricas Metas Frequência Referências Registros Nível de Atender a 95% do Conforme Relatório de Precisão no fidelidade ao Itens no layout que está estipulado Semanal avaliação de Acompanhamento do Processo escopo no escopo desempenho escopo Análise de Relatório de Cumprimento do Índice de custo IDC = VA / VR 95% do orçado Semanal valor acompanhamento do orçamento agregado orçamento Análise de Relatório de Cumprimento do Índice de prazo IDP = VA / VF 95% do previsto Semanal valor acompanhamento do Prazo agregado cronograma Vezes em que o Horas retrabalho Menor do que 5% Relatório de Quantidade de contratadas / Quantidade de ocorre na das horas Semanal acompanhamento do retrabalho Horas de ocorrência execução do contratadas escopo. retrabalho projeto
  • 53. 52 3.6 PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS O organograma abaixo delimita a autoridade e responsabilidade sobre a equipe do projeto. A patrocinadora delega para o Gerente de Projetos o Gerenciamento a responsabilidade de conduzir os processos estratégicos, o Gerente de Projetos por sua vez delega aos demais a execução das tarefas de acordo com a competência funcional. 3.6.1 Organograma do projeto Figura 6 - Organograma do Projeto 3.6.2 Diretório da equipe do projeto Tabela 9 - Diretório da Equipe do Projeto Nº Nome Área E-mail Telefone 1 Mirian Machado Patrocinador miriam.machado@gmail.com (27) 8292-0989 2 Luiz Aquino Diniz Gerente do Projeto luiz.aquino@gmail.com (27) 9970-9389 3 Fernando Assis Consultor TI ferando.assis@yahoo.com (27) 9899-6289 4 Juliana França Apoio Geral juliana.franca@uol.com.br (27) 8928-4327 5 Lucas Araújo Designer Gráfico lucas.araujo@gmail.com (27) 9223-8592
  • 54. 53 3.6.3 Matriz de Responsabilidade Tabela 10 - Matriz de Responsabilidade Recursos Patrocinador Gerente de Projeto Consultor de TI Apoio Geral Designer Gráfico Prestador de Serviço Atividade Reunião de Kick off A R P P P Elaborar o Termo de Abertura do Projeto A R P P P Identificação das Partes Interessadas P R P P P Elaborar os planos de gerenciamento de projeto I R C P C Relatório comparativo entre layouts I P C R Relatório comparativo entre perfis de mídia social I P R C Elaboração de layout do site pelo designer gráfico A C R I Elaboração de layout para os perfis de Mídia Social pelo designer gráfico A C R I Assinatura do contrato e apresentação do escopo para o p. serviço I R P P P P Criação do web site A P P R Criação de perfis A P P R Treinamento noções sobre o sistema de web site P R P C Treinamento estratégias para comunicação nas mídias sociais P R P C Acompanhamento do projeto P R P P P P Monitoramento dos riscos através de auditoria semanal I R P P P P Monitoramento da qualidade através de auditoria semanal I R P P P P Elaboração do termo de encerramento I R Reunião de consolidação das lições aprendidas I R P P P P Reunião de encerramento do projeto P R P P P Aceite do patrocinador A R Encerrar o contrato A R P P P P Encerramento do projeto A R P P P Legenda: R: responsável, P: participa I: informado, A: aprova e C: consultado.
  • 55. 54 3.6.4 Mudanças relacionadas à contratação de pessoal Não está prevista a entrada de novos recursos no projeto, exceto sob autorização do patrocinador. Logo, caso haja necessidade de mudanças na equipe do projeto poderá está ser realizada desde que não gere mais custo e não passe do prazo de 70% por cento do tempo restante para a conclusão do projeto. O patrocinador do projeto delega ao Gerente de Projeto todo o processo de recrutamento e seleção, bem como a autonomia de realocar e demitir membros da equipe. 3.6.5 Plano de contratação e mobilização de pessoal 3.6.5.1 Patrocinador do projeto. A presidente do PMI possui a função de liberar os recursos financeiros, definir as bases do projeto juntamente com a equipe na fase de planejamento e acompanhar o andamento do trabalho nas reuniões periódicas. 3.6.5.2 Gerente do projeto É necessário experiência em criação de web sites e estratégia de conteúdo em mídias sociais. Será responsável por conduzir o projeto desde o início ao fim. Deverá possuir graduação de ensino superior em áreas relacionadas à Administração, Marketing ou Comunicação e conhecimento do PMBOK® e Pós Graduação na área de Gerenciamento de Projetos. 3.6.5.3 Consultor de TI Será responsável pela infraestrutura técnica do projeto. Fará relatórios relacionados à Tecnologia da Informação, apoiará na contratação e controle sobre a atuação da empresa contratada bem como na aferição da entrega. O profissional deverá possuir experiência de no mínimo um ano na área e graduação superior na área de Tecnologia ou Sistemas de Informação.