SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Baixar para ler offline
Uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha 
1ª Edição: novembro/2013 
Transcrição:Else Albuquerque 
Copidesque: 
Nicibel Silva 
Revisão: 
Adriana Santos 
Capa e Diagramação: 
Junio Amaro
AS PROMESSAS 
DO SENHOR 
SÃO INFALÍVEIS 
As promessas do Senhor são infalíveis; tantas 
coisas podem acontecer, mas Deus cumpre as Suas 
promessas. 
1 Reis 8.56: “Bendito seja o SENHOR, que deu re-pouso 
ao seu povo de Israel, segundo tudo o que pro-metera; 
nem uma só palavra falhou de todas as suas 
boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu 
servo”. 
5
Essas palavras fazem o nosso coração trans-bordar 
de confiança. As promessas do Senhor, são 
para mim, são para você, Deus não faz acepção de 
pessoas, Ele não ama mais a mim do que a você. 
O amor dele é o mesmo para todos. O preço que 
pagou na cruz do Calvário pela minha redenção é 
o mesmo preço que Ele pagou por você. Deus não 
tem filhos prediletos, tome posse dessa realidade. 
Viva o amor do Senhor, a Sua fidelidade, as promes-sas 
dele. Como está escrito: “Bendito seja o SENHOR, 
que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo 
o que prometera; nem uma só palavra falhou de todas 
as suas boas promessas”. 
6
AS PROMESSAS 
DO SENHOR 
SÃO 
GARANTIDAS 
PELO PODER 
DIVINO 
No Novo Testamento, o apóstolo Paulo escreveu 
sobre os fundamentos das promessas infalíveis do 
Senhor para a nossa vida. Quando lemos Romanos, 
capítulo 4, verso 21, nosso coração se enche de 
convicção. Na nossa fé existe a convicção; por isso, 
não vivemos por sentimento, não é uma questão de 
sentir, a nossa fé não é epidérmica. Às vezes a pes-soa 
diz: “Estou sentindo a presença de Deus”. Porém, 
7
não é preciso sentir a presença de Deus para saber 
que Ele está presente, é preciso, apenas, tomar pos-se 
da Palavra e vivenciá-la, como Paulo escreveu: 
“[...], estando plenamente convicto de que ele era po-deroso 
cumprir o que prometera”. Tem que existir em 
nós a convicção. Quando Abraão foi chamado para 
oferecer o filho, Isaque, em sacrifício ao Senhor, o 
que enchia o coração dele, era a convicção de que 
aquela criança não morreria, mas, se morresse viria 
novamente à vida. Havia uma convicção no coração 
dele, como está escrito em Romanos 4.1-24: 
“Que, pois, diremos ter alcançado Abraão, nosso 
pai segundo a carne? Porque, se Abraão foi justificado 
por obras, tem de que se gloriar, porém não diante de 
Deus. Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, 
e isso lhe foi imputado para justiça. Ora, ao que tra-balha, 
o salário não é considerado como favor, e sim 
como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê 
naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída 
como justiça. E é assim também que Davi declara ser 
bem-aventurado o homem a quem Deus atribui jus-tiça, 
independentemente de obras: Bem-aventurados 
aqueles cujas iniquidades são perdoadas, e cujos peca-dos 
são cobertos; bem-aventurado o homem a quem 
8
o Senhor jamais imputará pecado. Vem, pois, esta 
bem-aventurança exclusivamente sobre os circunci-sos 
ou também sobre os incircuncisos? Visto que dize-mos: 
a fé foi imputada a Abraão para justiça. Como, 
pois, lhe foi atribuída? Estando ele já circuncidado ou 
ainda incircunciso? Não no regime da circuncisão, e 
sim quando incircunciso. E recebeu o sinal da circunci-são 
como selo da justiça da fé que teve quando ainda 
incircunciso; para vir a ser o pai de todos os que creem, 
embora não circuncidados, a fim de que lhes fosse im-putada 
a justiça, e pai da circuncisão, isto é, daqueles 
que não são apenas circuncisos, mas também andam 
nas pisadas da fé que teve Abraão, nosso pai, antes de 
ser circuncidado. Não foi por intermédio da lei que a 
Abraão ou a sua descendência coube a promessa de 
ser herdeiro do mundo, e sim mediante a justiça da fé. 
Pois, se os da lei é que são os herdeiros, anula-se a fé e 
cancela-se a promessa, porque a lei suscita a ira; mas 
onde não há lei, também não há transgressão. Essa é 
a razão por que provém da fé, para que seja segundo 
a graça, a fim de que seja firme a promessa para toda 
a descendência, não somente ao que está no regime 
da lei, mas também ao que é da fé que teve Abraão 
(porque Abraão é pai de todos nós, como está escrito: 
9
Por pai de muitas nações te constituí.), perante aquele 
no qual creu, o Deus que vivifica os mortos e chama 
à existência as coisas que não existem. Abraão, espe-rando 
contra a esperança, creu, para vir a ser pai de 
muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua 
descendência. E, sem enfraquecer na fé, embora 
levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, 
sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, 
não duvidou, por incredulidade, da promessa de 
Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a 
Deus, estando plenamente convicto de que ele era 
poderoso para cumprir o que prometera. Pelo que 
isso lhe foi também imputado para justiça. E não so-mente 
por causa dele está escrito que lhe foi levado 
em conta, mas também por nossa causa, posto que a 
nós igualmente nos será imputado, a saber, a nós que 
cremos naquele que ressuscitou dentre os mortos a 
Jesus, nosso Senhor, o qual foi entregue por causa das 
nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa 
justificação.” (Grifo meu). 
Deus prometeu um filho a Abraão e os anos se 
passaram, mas Sara já de idade avançada concebeu. 
É interessante como Deus faz as coisas. “Porque os 
meus pensamentos não são os vossos pensamentos, 
10
nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Se-nhor” 
(Isaías 55.8). 
Muitas vezes o pensamento do Senhor para a 
minha vida é diferente do pensamento Dele para 
você. No entanto, não podemos dar espaço para a 
incredulidade. Precisamos crer no agir de Deus. O 
mundo espiritual é mais real que o mundo natural. 
Eu creio que ao nosso lado estão anjos de Deus. A 
Palavra diz: “O anjo do Senhor acampa-se ao redor 
dos que o temem e os livra” (Salmos 34.7). 
Abraão já tinha cem anos e Sara já havia passa-do 
da idade de ter filhos, mas Deus os fez fecundos 
e Isaque nasceu, porque as promessas do Senhor 
são infalíveis. 
AS PROMESSAS DO SENHOR SÃO FUNDAMEN-TADAS 
11 
EM CRISTO 
2 Coríntios, capítulo 1, verso 20 está escrito: “Por-que 
quantas são as promessas de Deus, tantas têm 
nele o sim; porquanto também por ele é o amém para 
a glória de Deus, por nosso intermédio”. Quando con-fessamos 
Jesus como Senhor e Salvador existe uma 
promessa de salvação. “Crê no Senhor Jesus e serás 
salvo [...]” (Atos 16.31). Ele nos recebe como filhos
amados, vasos em suas mãos. Todo peso da culpa 
já não existe mais. Vícios e pecados desaparecem, 
nascemos de novo, e nos tornamos nova criatura. 
As promessas de Deus têm o seu “sim” e o “amém”. 
AS PROMESSAS DO SENHOR SÃO DE VALOR 
INFINITO 
2 Pedro 1.3-4: “Visto como, pelo seu divino poder, 
nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à 
vida e à piedade, pelo conhecimento completo daque-le 
que nos chamou para a sua própria glória e virtude, 
pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e 
mui grandes promessas, para que por elas vos torneis 
coparticipantes da natureza divina, livrando-vos da 
corrupção das paixões que há no mundo”. 
A cada dia conhecemos mais a Jesus. Conhecer 
Jesus é a razão da nossa vida. A Palavra diz: “Conhe-çamos 
e prossigamos em conhecer o Senhor”. (Oseias 
6.3), e que: “O meu povo está sendo destruídos pela 
falta de conhecimento” (Oseias 4.6). O nosso inimi-go 
não é o diabo e seus demônios, mas a falta de 
conhecimento é que tem nos destruído. Portanto, 
quando tomamos posse da Palavra, ela passa a fa-zer 
parte da nossa vida. O conhecimento nos ajuda 
12
a tomar posse da vitória. Podemos proclamar: “So-mos 
mais do que vencedores por meio daquele que 
nos amou” (Romanos 8.37). 
13
14
AS PROMESSAS 
DO SENHOR 
CULMINAM NA 
VIDA ETERNA 
As promessas do Senhor nos conduzirão a algo 
glorioso, à vida eterna. Deus é um Deus de promes-sas 
e tudo o que Ele prometeu se resume em 1 João, 
capítulo 2, verso 25: “E esta é a promessa que ele mes-mo 
nos fez, a vida eterna”. 
Estamos na Terra de passagem, um dia todos 
iremos partir. Somos peregrinos, aqui não é nossa 
morada permanente. Para aqueles que conhecem o 
Senhor, as Escrituras, que se entregaram a Jesus vão 
experimentar a vida eterna, esta é uma promessa 
do Senhor. 
15
Durante a caminhada com Jesus experimenta-mos 
momentos muito delicados, de lágrimas, de 
aflições. Momentos que olhamos e dizemos: “Por 
que para muitas pessoas a vida perde o colorido, não 
tem mais sabor?” No entanto, é no meio das aflições 
que experimentamos a realidade das promessas do 
Senhor. 
16
O SENHOR 
PROMETE 
LIVRAMENTO 
DE TODAS AS 
AFLIÇÕES 
Salmos 30.5: “Porque não passa de um momento 
a sua ira; o seu favor dura a vida inteira. Ao anoitecer, 
pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã”. 
Quando perceber que seu dia está muito escuro 
ou as coisas, aparentemente, proclamando derro-tas, 
lembre-se de que a alegria do Senhor vem pela 
manhã e seu dia ficará mais brilhante. O choro pode 
durar uma noite, mas a promessa diz: “A alegria vem 
17
ao amanhecer”. Quando você tem essa certeza em 
seu coração, segue em frente confiando nas pro-messas 
do Senhor para sua vida. Jesus disse que 
seus seguidores passariam por aflições, por situa-ções 
difíceis, de tanta angústia, lágrimas, conflitos 
a despeito da presença e do conforto dele. Mas Ele 
também disse: “[...] no mundo, passais por aflições; 
mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (Jo 16.33). 
Tudo na vida é como termina é que conta. Por isso, 
tome posse dessa verdade, desse livramento e ex-perimente 
o consolo e a força do Senhor. 
Salmos 34.19-20: “Muitas são as aflições do justo, 
mas o SENHOR de todas o livra. Preserva-lhe todos os 
ossos, nem um deles sequer será quebrado”. 
Você pode pensar que isso é algo grandioso 
demais para acontecer na sua vida, mas nós mere-cemos 
aquilo em que cremos. Merecemos aquilo 
que toleramos. E se tolerarmos ensinamentos er-rados 
na nossa vida, é isso o que vamos receber. 
Precisamos crer no que está escrito, “muitas são as 
aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra [...]”. 
O Senhor pode nos livrar da aflição. Ele não só nos 
livra de algumas aflições, mas de todas. Sempre há 
a intervenção do Senhor. “Deus é o nosso refúgio e 
18
fortaleza, socorro bem presente nas tribulações” (Sal-mo 
19 
46.1). 
O SENHOR PROMETE CUIDAR DE NÓS NA EN-FERMIDADE 
Salmos 41.3: “O Senhor o assiste no leito da enfer-midade; 
na doença, tu lhe afofas a cama”. 
Em tudo Deus tem um propósito. O Senhor 
pode nos curar de forma milagrosa, mas se Ele não 
trouxer a cura é porque tem um propósito. Ele pode 
tirar um enfermo da cama, como já vimos, mas ou-tras 
vezes Ele lhe afofa a cama. 
Uma pessoa no leito muitas vezes só consegue 
olhar para cima, e nessa hora começa pensar em 
Deus e ver a própria fragilidade da vida. E o coração 
se volta para o Senhor. “O Senhor o assiste no leito da 
enfermidade; na doença, tu lhe afofas a cama”, mas 
Ele pode trazer também a graça do milagre da res-tauração.
20
O SENHOR 
PROMETE A 
PRESENÇA 
DE DEUS 
NAS HORAS 
DIFÍCEIS 
Isaías 43.2: “Quando passares pelas águas, eu 
serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submer-girão; 
quando passares pelo fogo, não te queimarás, 
nem a chama arderá em ti”. 
O Senhor não diz: “Se passares pelas águas”, 
mas “quando passares pelas águas”, porque quan-do, 
porventura, chegar a aflição, a promessa é esta: 
21
“eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te sub-mergirão; 
quando passares pelo fogo, não te queima-rás, 
nem a chama arderá em ti”. 
As aflições vêm, as situações aparentemente 
difíceis chegam, mas podemos ter a convicção da 
presença do Senhor. Ele diz: “Nunca te deixarei, ja-mais 
te desampararei” (Hebreus 13.5). Passamos a 
ter a consciência da presença Dele no momento em 
que O confessamos como Senhor e Salvador. Quan-do 
dizemos: “Senhor, entra na minha vida”, Ele entra 
e a convicção da presença dele não é uma força de 
pensamento positivo, mas confiança na Palavra. 
O SENHOR NOS PROMETE UM LUGAR NA CASA 
DO PAI 
Para aquele que tem o Senhor, a morte não é 
um adeus, mas apenas um até logo. Vemos isso em 
João 14, versos 1, 2 e 3, quando Jesus falou aos dis-cípulos 
a respeito da sua própria morte. Não gosta-mos 
de falar sobre a morte, pois ela é inimiga, mas 
o Senhor disse aos seus discípulos: 
“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, 
crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas 
moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito, pois 
22
vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos prepa-rar 
lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, 
para que, onde eu estou, estejais vós também”. 
Cremos nas promessas do Senhor. E Jesus fala 
de um lugar chamado “casa de meu pai”, Ele disse: 
“Quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos 
levarei para mim mesmo, para que, onde eu estou, 
estejais vós também”. Ao falar isso, os discípulos lhe 
perguntaram: “Senhor, não sabemos para onde vais; 
como saber o caminho? Respondeu-lhe Jesus: Eu sou 
o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai 
senão por mim” (V. 5 e 6). Querido, o Senhor prepa-rou 
uma morada para nós, estamos aqui de passa-gem, 
há um lugar onde vamos permanecer para 
23 
sempre. Aleluia! 
Quando a pessoa se converte, a primeira coisa 
que desaparece da vida dela é o medo da morte. 
Ao dizer: “Senhor, entra na minha vida,” explode no 
coração da pessoa uma convicção, uma certeza da 
vida eterna, a convicção da salvação.
24
O SENHOR 
PROMETE 
QUE TODAS 
AS COISAS 
COOPERAM 
PARA O NOSSO 
BEM 
Aquele que conhece o Senhor caminha de uma 
forma vitoriosa, com a compreensão de que todas 
as coisas contribuem para o seu bem. 
Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas 
cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, 
daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. 
25
Nem todas as coisas cooperam para o bem de 
todos, mas todas as coisas só cooperam para o bem 
de um grupo específico de pessoas “daqueles que 
amam a Deus, daqueles que são chamados segundo 
o seu propósito”. 
A palavra Igreja, Iglesias, na tradução literal, sig-nifica 
os chamados. Somos nós que fazemos a Igre-ja 
de Cristo. Você e eu fazemos parte da Igreja de 
Cristo. A Igreja de Jesus é uma só, não existem duas, 
mas, nem todos que estão na igreja, fazem parte 
dela, pois ela é formada pelos salvos, por aqueles 
que nasceram de novo, aqueles que experimenta-ram 
o perdão, a salvação; estes são os que integram 
a Igreja do Senhor. As Escrituras dizem que Deus 
conhece os que são dele. “Entretanto, o firme funda-mento 
de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor 
conhece os que lhe pertencem. E mais: Aparte-se da 
injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor” 
(2 Timóteo 2.19). 
Ao passar por momentos delicados temos que 
nos lembrar do que o apóstolo Paulo disse em 2 Co-ríntios 
4, versos 17 e 18: “Porque a nossa leve e mo-mentânea 
tribulação, produz para nós eterno peso de 
glória, acima de toda comparação, não atentando 
26
nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; 
porque as que se veem são temporais, e as que se não 
veem são eternas”. 
27
28
O SENHOR 
PROMETE 
COMUNHÃO 
NOS 
SOFRIMENTOS 
DE CRISTO 
Algumas pessoas acreditam que ao entregarem 
a vida para Jesus, esta será em todo tempo muito 
boa. Mas nem sempre é assim. O Senhor trabalha 
em nossa vida, é um processo de transformação a 
cada dia. A Palavra diz que o alvo final de Deus é 
que você e eu venhamos a viver a plenitude da vida 
do Senhor. Como está escrito em 1 Pedro 4, versos 
12 e 13: 
29
“Amados, não estranheis o fogo ardente que sur-ge 
no meio de vós, destinado a provar-vos, como se 
alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecen-do; 
pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois 
coparticipantes dos sofrimentos de Cristo, para que 
também, na revelação da sua glória, vos alegreis exul-tando”. 
O que significa sermos coparticipantes dos so-frimentos 
de Cristo? Jesus disse: “Se alguém quer 
vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e 
siga-me” (Mateus 16.24). O que é a cruz? A cruz não 
é um problema, não é uma doença, não é pressão, 
a cruz é a vontade de Deus. E a vontade de Deus é 
perfeita e agradável. 
O mundo tem um padrão, e, quando a pessoa 
desce desse padrão, normalmente, é punida; já a 
pessoa que sobe do padrão é perseguida. Aquele 
que toma a cruz sobe de padrão, então é perse-guido. 
O padrão do mundo diz para odiarmos o 
inimigo, mas quando subimos para o padrão de 
Deus, amamos o inimigo. O padrão do mundo é a 
vingança, olho por olho, dente por dente. A cruz é 
a vontade de Deus. A cruz não é o marido incrédu-lo, 
não é o filho nas drogas. A cruz é a vontade do 
30
Senhor. Muitas vezes, o evangelho pregado por aí 
não mostra essa realidade. 1 Coríntios 1.18,25, diz: 
“Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que 
se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de 
Deus. [...] Porque a loucura de Deus é mais sábia do 
que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do 
que os homens”. 
A vontade de Deus, o padrão de Deus é loucura 
aos olhos daqueles que não o conhecem, mas para 
nós poder de Deus. 
O SENHOR PROMETE LIVRAMENTO FINAL DE 
TODA TRISTEZA E DOR 
Em Apocalipse capítulo 21, verso 4, temos mais 
uma das promessas do Senhor, está escrito: “E 
lhes enxugará dos olhos toda a lágrima, e a morte 
já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, 
nem dor, porque as primeiras coisas passaram”. 
Desfrutaremos de uma nova intimidade com Deus 
e não haverá mais aflições, nem lembrança teremos 
daqui. Será como a lagarta que passa pelo processo 
de metamorfose e se torna uma borboleta, depois 
dessa transformação ela não se lembra do tempo 
em que foi lagarta. Tem agora outra natureza, 
31
outros valores, tudo passa a ser tão diferente. “E, 
assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as 
coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” 
(2 Coríntios 5.17). 
O SENHOR PROMETE BÊNÇÃOS SEM LIMITES E 
RESPOSTAS À ORAÇÃO 
Marcos 9.23: “Ao que lhe respondeu Jesus: Se po-des! 
Tudo é possível ao que crê”. Nunca duvide do po-der 
de Deus. Ao orar, creia, tome posse da promes-sa. 
Declare: “Tudo posso naquele que me fortalece” 
32 
(Filipenses 4.13). 
Marcos capítulo 11, verso 24 diz: “Por isso, vos 
digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que 
recebestes, e será assim convosco”. Deus responde as 
nossas orações. Ele responde com sim e com não. 
Quando Deus diz “não”, não significa que Ele não o 
ama, Ele sabe o que é melhor para sua vida. Outras 
vezes Ele vai dizer para esperarmos, pois na hora 
certa a bênção vai chegar, mas não é agora o mo-mento. 
Não há oração sem resposta. 
Deus responde “sim”, e responde “não”. Quando 
Ele diz “não” é porque aquilo não é o melhor para 
a nossa vida. Deus também pode lhe dizer para
esperar, por isso, descanse no Senhor. “Não andeis 
ansiosos de coisa alguma, em tudo, porém, sejam 
conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, 
pela oração e pela súplica, com ações de graças” 
(Filipenses 4.6). A ansiedade suga a nossa vida. 
O SENHOR PROMETE REMOVER OS OBSTÁCU-LOS 
Há poder na oração. Em Lucas 17, verso 6, Jesus 
diz: “Respondeu-lhes o Senhor: Se tiverdes fé como um 
grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te 
e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá”. É pro-messa 
33 
do Senhor. 
O SENHOR PROMETE SALVAÇÃO E ADOÇÃO 
É promessa do Senhor a salvação de todo o que 
nele crê. No dia 19 de maio de 1966 eu fui salvo. 
Deus transformou a minha vida. E essa salvação 
está baseada na promessa firmada em João capítu-lo 
1, versículo 12: “Mas, a todos quantos o receberam, 
deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a sa-ber, 
aos que creem no seu nome”. 
Quando nos convertemos passamos a ser filhos 
de Deus, logo, podemos chamá-lo de Pai. Temos
o privilégio de conhecermos a Deus como um Pai 
amigo, provedor, presente, que nos abraça, nos 
consola e diz: “Nunca te deixarei, jamais te desampa-rarei”. 
O SENHOR NOS PROMETE PLENITUDE ESPIRI-TUAL 
João 6.35: “Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão 
da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que 
crê em mim jamais terá sede”. No coração do homem 
existe uma sede de Deus, porque fomos criados por 
Ele e para a Sua glória. No coração do homem há 
um vazio que tem a forma de Deus, somente Ele 
pode realmente preencher esse vazio. 
O SENHOR PROMETE ENTENDIMENTO ESPIRI-TUAL 
João 12.46: “Eu vim como luz para o mundo, a fim 
de que todo aquele que crê em mim não permaneça 
nas trevas”. 
A Bíblia fala de luz no sentido de entendimen-to, 
não simplesmente de claridade. Não permaneça 
nas trevas, na escuridão, na falta de compreensão. 
Por isso, ao conhecer Jesus tudo muda, passamos a 
34
conhecer as Escrituras, nossa vida então é pautada 
nos princípios da Palavra e há graça, é a vida do Se-nhor 
35 
em nós. 
O SENHOR PROMETE FORÇA PARA VIVERMOS 
UMA VIDA VITORIOSA 
Durante a caminhada nesta Terra, podemos ter 
uma vida plena, pois Deus é um Deus de promes-sas. 
Não precisamos pecar. Não somos uma fábrica 
de pecados. Há uma promessa para nos livrarmos 
de todas as forças malignas e assim vivermos uma 
vida vitoriosa. Está escrito em Lucas 10.19: “Eis aí vos 
dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e 
sobre todo poder do inimigo, e nada, absolutamente, 
vos causará dano”. Cobras e escorpiões são figuras 
demoníacas, seres espirituais da maldade. Jesus dis-se 
que “o diabo veio para roubar, matar e destruir”, 
mas a promessa do Senhor é: “Eu vim para que te-nham 
vida, e vida com abundância” (João 10.10). 
O SENHOR PROMETE INTERCEDER POR NÓS 
Por que podemos viver vitoriosamente? Vinte e 
quatro horas de cada dia, Jesus intercede por nós. 
Ele intercede da mesma maneira que intercedeu
por Simão Pedro em Lucas 22, versos 31 e 32, que 
dizem: “Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou 
para vos peneirar como trigo! Eu, porém, roguei por 
ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando 
te converteres, fortalece os teus irmãos”. Satanás é 
acusador, Jesus é o Salvador. Eu sou o que a Bíblia 
diz que eu sou, eu tenho o que a Bíblia diz que eu 
tenho, eu posso o que a Bíblia diz que eu posso. E 
a Bíblia diz que eu tenho a intercessão do Senhor a 
meu favor. 
36
O SENHOR 
PROMETE 
LIVRAMENTO 
NAS 
TENTAÇÕES 
1 Coríntios 10.13: “Não vos sobreveio tentação 
que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permi-tirá 
que sejais tentados além das vossas forças; pelo 
contrário, juntamente com a tentação, vos proverá 
livramento, de sorte que a possais suportar”. 
37
Em meio a pressões, sempre há um escape; po-demos 
olhar em volta e ver uma porta aberta. Faze-mos 
a oração do Pai Nosso: “Não nos deixe cair em 
tentação, mas livra-nos do mal” (Mateus 6.13). Deus 
nos livra do maligno. A Palavra diz: “Não vos sobre-veio 
tentação que não fosse humana”. A tentação não 
é maior do que a nossa capacidade de dizer “não”. 
“[...] Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados 
além das vossas forças; pelo contrário, juntamente 
com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que 
a possais suportar” (1 Coríntios 10.13). Vivemos-nos 
aqui, mas não pertencemos a este “mundo”, nossos 
pés estão aqui, mas o coração está no céu. Querido 
(a), você é um cidadão de dois reinos. É isso que pre-cisar 
queimar em seu coração. Aqui, você pode vi-ver 
uma vida santa, pode ter um casamento bonito, 
uma família bonita. Mas você um dia vai para junto 
do Pai. Para uma pessoa pecar ela tem que quebrar 
todas as defesas que o Senhor já providenciou. 
Tudo o que Jesus experimentou: tentações, 
aflições, perseguições, nos identificam com Ele, 
como está escrito em Hebreus 2.18: “Pois, naquilo 
que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso 
para socorrer os que são tentados”. Esta é uma 
38
promessa do Senhor. Ele é poderoso para nos 
socorrer, é poderoso para atravessar conosco um 
momento delicado da nossa história, uma aflição 
na família. É poderoso! 
39
40
O SENHOR 
PROMETE 
VITÓRIA 
ABSOLUTA 
Tiago capítulo 4, verso 7 diz: “Sujeitai-vos, por-tanto, 
a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. 
Não somos nós que vamos vencer o diabo, pois Je-sus 
já o venceu. A nossa atitude é apenas resistir; ele 
é mentiroso, é o pai da mentira. A nossa posição é 
tomar posse da promessa do Senhor. 
41
1 João 4.4: “Filhinhos, vós sois de Deus e tendes 
vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que 
está em vós do que aquele que está no mundo”. 
O SENHOR PROMETE QUE NOS ASSENTARE-MOS 
COM ELE NO TRONO 
Deus tem mais uma gloriosa promessa para nós, 
ela está em Apocalipse 3.21: “Ao vencedor, dar-lhe-ei 
sentar-se comigo no meu trono, assim como também 
eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono”. Tome 
posse das promessas de Deus para a sua vida. 
O SENHOR PROMETE VIDA ETERNA AOS QUE 
CREEM 
O Senhor conhece cada um de nós, e no versícu-lo 
18 do salmo 34 há uma promessa do Senhor para 
nós, diz assim: “Perto está o Senhor dos que têm o co-ração 
quebrantado e salva os de espírito oprimido”. O 
coração quebrantado é um coração pronto, sensível 
ao querer e à vontade do Senhor. 
Atos 2, versos 37 e 38 dizem: “Ouvindo eles estas 
coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram 
a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos irmãos? 
Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de 
42
vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remis-são 
dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espíri-to 
Santo”. Que dom é esse? A vida eterna. Todas as 
promessas do Senhor têm um “sim” e um “amém”. 
Miqueias 7.18: “Quem, ó Deus, é semelhante a ti, 
que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgres-são 
do restante da tua herança? O SENHOR não retém 
a sua ira para sempre, porque tem prazer na miseri-córdia”. 
O prazer de Deus é a nossa misericórdia. 
João 3.16: “Porque Deus amou ao mundo de tal 
maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo 
o que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. 
43 
Deus abençoe! 
Márcio Valadão
44
JESUS TE 
AMA E QUER 
VOCÊ! 
1º PASSO: Deus o ama e tem um plano 
maravilhoso para sua vida. “Porque Deus amou 
o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigê-nito, 
para que todo o que nele crê não pereça, mas 
tenha a vida eterna.“ (Jo 3.16.) 
45
2º PASSO: O Homem é pecador e está 
separado de Deus. “Pois todos pecaram e ca-recem 
da glória de Deus.“ (Rm 3.23b.) 
3º PASSO: Jesus é a resposta de Deus, 
para o conflito do homem. “Respondeu-lhe 
Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; 
ninguém vem ao Pai senão por mim.“ (Jo 14.6.) 
4º PASSO: É preciso receber a Jesus em 
nosso coração. “Mas, a todos quantos o rece-beram, 
deu-lhes o poder de serem feitos filhos 
de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.“ 
(Jo 1.12a.) “Se, com tua boca, confessares Jesus 
como Senhor e, em teu coração, creres que Deus 
o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Porque 
com o coração se crê para justiça e com a boca 
se confessa a respeito da salvação.” (Rm 10.9-10.) 
5º PASSO: Você gostaria de receber a 
Cristo em seu coração? Faça essa oração de 
decisão em voz alta: “Senhor Jesus eu preciso 
46
de Ti, confesso-te o meu pecado de estar 
longe dos teus caminhos. Abro a porta do 
meu coração e te recebo como meu único 
Salvador e Senhor. Te agradeço porque me 
aceita assim como eu sou e perdoa o meu pe-cado. 
Eu desejo estar sempre dentro dos teus 
planos para minha vida, amém”. 
6º PASSO: Procure uma igreja evangé-lica 
próxima à sua casa. 
Nós estamos reunidos na Igreja Batista da 
Lagoinha, à rua Manoel Macedo, 360, bairro 
São Cristóvão, Belo Horizonte, MG. 
Nossa igreja está pronta para lhe acom-panhar 
neste momento tão importante da 
47 
sua vida. 
Nossos principais cultos são realizados 
aos domingos, nos horários de 10h, 15h e 
18h horas. 
Ficaremos felizes com sua visita!
Uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha 
Gerência de Comunicação 
Rua Manoel Macedo, 360 - São Cristóvão 
CEP: 31110-440 - Belo Horizonte - MG 
www.lagoinha.com 
Twitter: @Lagoinha_com 
48

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfDiscipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfJooAlbertoSoaresdaSi
 
Segredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficazSegredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficazJuraci Rocha
 
Abraão um grande exemplo de fé
Abraão   um grande exemplo de féAbraão   um grande exemplo de fé
Abraão um grande exemplo de féWanderley da Silva
 
Lição 4 - Os benefícios da justificação
Lição 4 - Os benefícios da justificaçãoLição 4 - Os benefícios da justificação
Lição 4 - Os benefícios da justificaçãoErberson Pinheiro
 
JORMI - Jornal Missionário nº 85
JORMI -   Jornal Missionário nº 85JORMI -   Jornal Missionário nº 85
JORMI - Jornal Missionário nº 85Almir Rodrigues
 
LIVRO Oração e intimidade com Deus
LIVRO Oração e intimidade com DeusLIVRO Oração e intimidade com Deus
LIVRO Oração e intimidade com DeusEly EspaçoEly
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féErberson Pinheiro
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoJustificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoErberson Pinheiro
 
Lição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da RedençãoLição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da RedençãoErberson Pinheiro
 
Oração que transporta montes gordon lindsay
Oração que transporta montes   gordon lindsayOração que transporta montes   gordon lindsay
Oração que transporta montes gordon lindsaydeusdetdfsoares
 
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ Lourinaldo Serafim
 

Mais procurados (19)

Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfDiscipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
 
Segredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficazSegredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficaz
 
Abraão um grande exemplo de fé
Abraão   um grande exemplo de féAbraão   um grande exemplo de fé
Abraão um grande exemplo de fé
 
Nova vida
Nova vidaNova vida
Nova vida
 
May 2 2021 5 domingo
May 2 2021   5 domingoMay 2 2021   5 domingo
May 2 2021 5 domingo
 
Lição 4 - Os benefícios da justificação
Lição 4 - Os benefícios da justificaçãoLição 4 - Os benefícios da justificação
Lição 4 - Os benefícios da justificação
 
JORMI - Jornal Missionário nº 85
JORMI -   Jornal Missionário nº 85JORMI -   Jornal Missionário nº 85
JORMI - Jornal Missionário nº 85
 
LIVRO Oração e intimidade com Deus
LIVRO Oração e intimidade com DeusLIVRO Oração e intimidade com Deus
LIVRO Oração e intimidade com Deus
 
Manual do-discipulado
Manual do-discipuladoManual do-discipulado
Manual do-discipulado
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
 
Uma só fé
Uma só féUma só fé
Uma só fé
 
Intimidade
IntimidadeIntimidade
Intimidade
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoJustificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
 
Hebreus 6
Hebreus 6Hebreus 6
Hebreus 6
 
Lição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da RedençãoLição 8 - Israel no Plano da Redenção
Lição 8 - Israel no Plano da Redenção
 
Reencontrando a Estrela
Reencontrando a EstrelaReencontrando a Estrela
Reencontrando a Estrela
 
O que Jesus espera da igreja? O caráter de Deus (1ª parte) by Pr. Nuno Lage
O que Jesus espera da igreja?   O caráter de Deus (1ª parte) by Pr. Nuno LageO que Jesus espera da igreja?   O caráter de Deus (1ª parte) by Pr. Nuno Lage
O que Jesus espera da igreja? O caráter de Deus (1ª parte) by Pr. Nuno Lage
 
Oração que transporta montes gordon lindsay
Oração que transporta montes   gordon lindsayOração que transporta montes   gordon lindsay
Oração que transporta montes gordon lindsay
 
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
 

Destaque

APMP certificate Gyuricza Gergely
APMP certificate Gyuricza GergelyAPMP certificate Gyuricza Gergely
APMP certificate Gyuricza GergelyGergely Gyuricza
 
In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)
In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)
In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)Alejandro Roca
 
Artigo alface 04.11 completo
Artigo alface 04.11 completoArtigo alface 04.11 completo
Artigo alface 04.11 completoEuvaldo Junior
 
Top Tier Basketball-only logo
Top Tier Basketball-only logoTop Tier Basketball-only logo
Top Tier Basketball-only logoMatt Gamblin
 
La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143
La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143
La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143Ismael TTaccahalla
 
Band website tips
Band website tipsBand website tips
Band website tipsLauraKN
 
Novos negócios customizeshoes
Novos negócios customizeshoesNovos negócios customizeshoes
Novos negócios customizeshoesKatia Nuno
 
Rahib CV New
Rahib CV NewRahib CV New
Rahib CV Newrahib ali
 
Netværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truer
Netværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truerNetværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truer
Netværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truerLars Friis Farsøe
 
Bannockburn Banner Magazine Feature
Bannockburn Banner Magazine FeatureBannockburn Banner Magazine Feature
Bannockburn Banner Magazine FeatureAisha Azimi
 
Nuevas tecnologias. práctico 1
Nuevas tecnologias. práctico 1Nuevas tecnologias. práctico 1
Nuevas tecnologias. práctico 1JESSICA CASINI
 

Destaque (20)

IMIM_web
IMIM_webIMIM_web
IMIM_web
 
220208
220208220208
220208
 
APMP certificate Gyuricza Gergely
APMP certificate Gyuricza GergelyAPMP certificate Gyuricza Gergely
APMP certificate Gyuricza Gergely
 
In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)
In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)
In God We Trust: All Others Pay Cash. (Yes, we cash II)
 
Produtos notáveis
Produtos notáveisProdutos notáveis
Produtos notáveis
 
Artigo alface 04.11 completo
Artigo alface 04.11 completoArtigo alface 04.11 completo
Artigo alface 04.11 completo
 
Top Tier Basketball-only logo
Top Tier Basketball-only logoTop Tier Basketball-only logo
Top Tier Basketball-only logo
 
La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143
La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143
La industria de subproductos de origen animal 9 ef41af2582143
 
Band website tips
Band website tipsBand website tips
Band website tips
 
Novos negócios customizeshoes
Novos negócios customizeshoesNovos negócios customizeshoes
Novos negócios customizeshoes
 
Gullu CV
Gullu CVGullu CV
Gullu CV
 
Rahib CV New
Rahib CV NewRahib CV New
Rahib CV New
 
Copper Wire Leunybug
Copper Wire LeunybugCopper Wire Leunybug
Copper Wire Leunybug
 
Netværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truer
Netværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truerNetværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truer
Netværksdagen 2016 - Plastindustrien - Ingeniørmanglen truer
 
JescoCatalog
JescoCatalogJescoCatalog
JescoCatalog
 
Bannockburn Banner Magazine Feature
Bannockburn Banner Magazine FeatureBannockburn Banner Magazine Feature
Bannockburn Banner Magazine Feature
 
Docente
DocenteDocente
Docente
 
A Ásia industrializada – parte1
A Ásia industrializada – parte1A Ásia industrializada – parte1
A Ásia industrializada – parte1
 
EOM
EOMEOM
EOM
 
Nuevas tecnologias. práctico 1
Nuevas tecnologias. práctico 1Nuevas tecnologias. práctico 1
Nuevas tecnologias. práctico 1
 

Semelhante a As promessas do Senhor são garantidas pelo poder divino

Semelhante a As promessas do Senhor são garantidas pelo poder divino (20)

SALVAÇÃO ETERNA
SALVAÇÃO ETERNASALVAÇÃO ETERNA
SALVAÇÃO ETERNA
 
Licao11
Licao11Licao11
Licao11
 
licao11.ppt
licao11.pptlicao11.ppt
licao11.ppt
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
 
Paul y. cho orando com jesus
Paul y. cho   orando com jesusPaul y. cho   orando com jesus
Paul y. cho orando com jesus
 
David paul yonggi cho orando com jesus
David paul yonggi cho   orando com jesusDavid paul yonggi cho   orando com jesus
David paul yonggi cho orando com jesus
 
Metas e Fé
Metas e FéMetas e Fé
Metas e Fé
 
Saúde
SaúdeSaúde
Saúde
 
Saúde
SaúdeSaúde
Saúde
 
O descanso da fé
O descanso da féO descanso da fé
O descanso da fé
 
John wesley as marcas do nascimento
John wesley   as marcas do nascimentoJohn wesley   as marcas do nascimento
John wesley as marcas do nascimento
 
As marcas do nascimento john wesley
As marcas do nascimento   john wesleyAs marcas do nascimento   john wesley
As marcas do nascimento john wesley
 
Identidade discípulo
Identidade discípuloIdentidade discípulo
Identidade discípulo
 
As marcas do nascimento _John Wesley
As marcas do nascimento _John WesleyAs marcas do nascimento _John Wesley
As marcas do nascimento _John Wesley
 
Aprendendo
AprendendoAprendendo
Aprendendo
 
Crê na vida eterna
Crê na vida eternaCrê na vida eterna
Crê na vida eterna
 
Qual a promessa feita a Abraão
Qual a promessa feita a AbraãoQual a promessa feita a Abraão
Qual a promessa feita a Abraão
 
O Nome
O NomeO Nome
O Nome
 
42. a oração
42. a oração42. a oração
42. a oração
 
Boletim 224
Boletim 224Boletim 224
Boletim 224
 

Mais de Luiza Dayana

William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)
William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)
William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)Luiza Dayana
 
Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)Luiza Dayana
 
Os cacadores-de-deus
Os cacadores-de-deusOs cacadores-de-deus
Os cacadores-de-deusLuiza Dayana
 
O poder secreto do jejum e da oração
O poder secreto do jejum e da oraçãoO poder secreto do jejum e da oração
O poder secreto do jejum e da oraçãoLuiza Dayana
 
Luzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuiza Dayana
 
Livro ebook-a-obra-do-espirito-santo
Livro ebook-a-obra-do-espirito-santoLivro ebook-a-obra-do-espirito-santo
Livro ebook-a-obra-do-espirito-santoLuiza Dayana
 
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)Luiza Dayana
 
Junho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geração
Junho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geraçãoJunho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geração
Junho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geraçãoLuiza Dayana
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismoJose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismoLuiza Dayana
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)Luiza Dayana
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)Luiza Dayana
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)Luiza Dayana
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)Luiza Dayana
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)Luiza Dayana
 
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_cristaJohn wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_cristaLuiza Dayana
 
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)Luiza Dayana
 

Mais de Luiza Dayana (20)

William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)
William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)
William barclay jesus-cristo_para_hoje (1)
 
Salmos de salomao
Salmos de salomaoSalmos de salomao
Salmos de salomao
 
Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)
 
Peter wagner
Peter wagnerPeter wagner
Peter wagner
 
Perdao
PerdaoPerdao
Perdao
 
Os cacadores-de-deus
Os cacadores-de-deusOs cacadores-de-deus
Os cacadores-de-deus
 
O poder secreto do jejum e da oração
O poder secreto do jejum e da oraçãoO poder secreto do jejum e da oração
O poder secreto do jejum e da oração
 
Luzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosantoLuzparavida espiritosanto
Luzparavida espiritosanto
 
Livro ebook-a-obra-do-espirito-santo
Livro ebook-a-obra-do-espirito-santoLivro ebook-a-obra-do-espirito-santo
Livro ebook-a-obra-do-espirito-santo
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
 
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)Libertação (psicografia chico xavier   espírito andré luiz)
Libertação (psicografia chico xavier espírito andré luiz)
 
Junho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geração
Junho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geraçãoJunho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geração
Junho 05-resgatando-a-honra-em-nossa-geração
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismoJose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (5)
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (4)
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (3)
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (2)
 
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)
Jose goncalves salvador-arminianismo_e_metodismo (1)
 
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_cristaJohn wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista
 
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)
John wesley explicacao-clara_da_perfeicao_crista (5)
 

As promessas do Senhor são garantidas pelo poder divino

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4. Uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha 1ª Edição: novembro/2013 Transcrição:Else Albuquerque Copidesque: Nicibel Silva Revisão: Adriana Santos Capa e Diagramação: Junio Amaro
  • 5. AS PROMESSAS DO SENHOR SÃO INFALÍVEIS As promessas do Senhor são infalíveis; tantas coisas podem acontecer, mas Deus cumpre as Suas promessas. 1 Reis 8.56: “Bendito seja o SENHOR, que deu re-pouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que pro-metera; nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu servo”. 5
  • 6. Essas palavras fazem o nosso coração trans-bordar de confiança. As promessas do Senhor, são para mim, são para você, Deus não faz acepção de pessoas, Ele não ama mais a mim do que a você. O amor dele é o mesmo para todos. O preço que pagou na cruz do Calvário pela minha redenção é o mesmo preço que Ele pagou por você. Deus não tem filhos prediletos, tome posse dessa realidade. Viva o amor do Senhor, a Sua fidelidade, as promes-sas dele. Como está escrito: “Bendito seja o SENHOR, que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que prometera; nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas”. 6
  • 7. AS PROMESSAS DO SENHOR SÃO GARANTIDAS PELO PODER DIVINO No Novo Testamento, o apóstolo Paulo escreveu sobre os fundamentos das promessas infalíveis do Senhor para a nossa vida. Quando lemos Romanos, capítulo 4, verso 21, nosso coração se enche de convicção. Na nossa fé existe a convicção; por isso, não vivemos por sentimento, não é uma questão de sentir, a nossa fé não é epidérmica. Às vezes a pes-soa diz: “Estou sentindo a presença de Deus”. Porém, 7
  • 8. não é preciso sentir a presença de Deus para saber que Ele está presente, é preciso, apenas, tomar pos-se da Palavra e vivenciá-la, como Paulo escreveu: “[...], estando plenamente convicto de que ele era po-deroso cumprir o que prometera”. Tem que existir em nós a convicção. Quando Abraão foi chamado para oferecer o filho, Isaque, em sacrifício ao Senhor, o que enchia o coração dele, era a convicção de que aquela criança não morreria, mas, se morresse viria novamente à vida. Havia uma convicção no coração dele, como está escrito em Romanos 4.1-24: “Que, pois, diremos ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? Porque, se Abraão foi justificado por obras, tem de que se gloriar, porém não diante de Deus. Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Ora, ao que tra-balha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça. E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui jus-tiça, independentemente de obras: Bem-aventurados aqueles cujas iniquidades são perdoadas, e cujos peca-dos são cobertos; bem-aventurado o homem a quem 8
  • 9. o Senhor jamais imputará pecado. Vem, pois, esta bem-aventurança exclusivamente sobre os circunci-sos ou também sobre os incircuncisos? Visto que dize-mos: a fé foi imputada a Abraão para justiça. Como, pois, lhe foi atribuída? Estando ele já circuncidado ou ainda incircunciso? Não no regime da circuncisão, e sim quando incircunciso. E recebeu o sinal da circunci-são como selo da justiça da fé que teve quando ainda incircunciso; para vir a ser o pai de todos os que creem, embora não circuncidados, a fim de que lhes fosse im-putada a justiça, e pai da circuncisão, isto é, daqueles que não são apenas circuncisos, mas também andam nas pisadas da fé que teve Abraão, nosso pai, antes de ser circuncidado. Não foi por intermédio da lei que a Abraão ou a sua descendência coube a promessa de ser herdeiro do mundo, e sim mediante a justiça da fé. Pois, se os da lei é que são os herdeiros, anula-se a fé e cancela-se a promessa, porque a lei suscita a ira; mas onde não há lei, também não há transgressão. Essa é a razão por que provém da fé, para que seja segundo a graça, a fim de que seja firme a promessa para toda a descendência, não somente ao que está no regime da lei, mas também ao que é da fé que teve Abraão (porque Abraão é pai de todos nós, como está escrito: 9
  • 10. Por pai de muitas nações te constituí.), perante aquele no qual creu, o Deus que vivifica os mortos e chama à existência as coisas que não existem. Abraão, espe-rando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera. Pelo que isso lhe foi também imputado para justiça. E não so-mente por causa dele está escrito que lhe foi levado em conta, mas também por nossa causa, posto que a nós igualmente nos será imputado, a saber, a nós que cremos naquele que ressuscitou dentre os mortos a Jesus, nosso Senhor, o qual foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação.” (Grifo meu). Deus prometeu um filho a Abraão e os anos se passaram, mas Sara já de idade avançada concebeu. É interessante como Deus faz as coisas. “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, 10
  • 11. nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Se-nhor” (Isaías 55.8). Muitas vezes o pensamento do Senhor para a minha vida é diferente do pensamento Dele para você. No entanto, não podemos dar espaço para a incredulidade. Precisamos crer no agir de Deus. O mundo espiritual é mais real que o mundo natural. Eu creio que ao nosso lado estão anjos de Deus. A Palavra diz: “O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra” (Salmos 34.7). Abraão já tinha cem anos e Sara já havia passa-do da idade de ter filhos, mas Deus os fez fecundos e Isaque nasceu, porque as promessas do Senhor são infalíveis. AS PROMESSAS DO SENHOR SÃO FUNDAMEN-TADAS 11 EM CRISTO 2 Coríntios, capítulo 1, verso 20 está escrito: “Por-que quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para a glória de Deus, por nosso intermédio”. Quando con-fessamos Jesus como Senhor e Salvador existe uma promessa de salvação. “Crê no Senhor Jesus e serás salvo [...]” (Atos 16.31). Ele nos recebe como filhos
  • 12. amados, vasos em suas mãos. Todo peso da culpa já não existe mais. Vícios e pecados desaparecem, nascemos de novo, e nos tornamos nova criatura. As promessas de Deus têm o seu “sim” e o “amém”. AS PROMESSAS DO SENHOR SÃO DE VALOR INFINITO 2 Pedro 1.3-4: “Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daque-le que nos chamou para a sua própria glória e virtude, pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis coparticipantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo”. A cada dia conhecemos mais a Jesus. Conhecer Jesus é a razão da nossa vida. A Palavra diz: “Conhe-çamos e prossigamos em conhecer o Senhor”. (Oseias 6.3), e que: “O meu povo está sendo destruídos pela falta de conhecimento” (Oseias 4.6). O nosso inimi-go não é o diabo e seus demônios, mas a falta de conhecimento é que tem nos destruído. Portanto, quando tomamos posse da Palavra, ela passa a fa-zer parte da nossa vida. O conhecimento nos ajuda 12
  • 13. a tomar posse da vitória. Podemos proclamar: “So-mos mais do que vencedores por meio daquele que nos amou” (Romanos 8.37). 13
  • 14. 14
  • 15. AS PROMESSAS DO SENHOR CULMINAM NA VIDA ETERNA As promessas do Senhor nos conduzirão a algo glorioso, à vida eterna. Deus é um Deus de promes-sas e tudo o que Ele prometeu se resume em 1 João, capítulo 2, verso 25: “E esta é a promessa que ele mes-mo nos fez, a vida eterna”. Estamos na Terra de passagem, um dia todos iremos partir. Somos peregrinos, aqui não é nossa morada permanente. Para aqueles que conhecem o Senhor, as Escrituras, que se entregaram a Jesus vão experimentar a vida eterna, esta é uma promessa do Senhor. 15
  • 16. Durante a caminhada com Jesus experimenta-mos momentos muito delicados, de lágrimas, de aflições. Momentos que olhamos e dizemos: “Por que para muitas pessoas a vida perde o colorido, não tem mais sabor?” No entanto, é no meio das aflições que experimentamos a realidade das promessas do Senhor. 16
  • 17. O SENHOR PROMETE LIVRAMENTO DE TODAS AS AFLIÇÕES Salmos 30.5: “Porque não passa de um momento a sua ira; o seu favor dura a vida inteira. Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã”. Quando perceber que seu dia está muito escuro ou as coisas, aparentemente, proclamando derro-tas, lembre-se de que a alegria do Senhor vem pela manhã e seu dia ficará mais brilhante. O choro pode durar uma noite, mas a promessa diz: “A alegria vem 17
  • 18. ao amanhecer”. Quando você tem essa certeza em seu coração, segue em frente confiando nas pro-messas do Senhor para sua vida. Jesus disse que seus seguidores passariam por aflições, por situa-ções difíceis, de tanta angústia, lágrimas, conflitos a despeito da presença e do conforto dele. Mas Ele também disse: “[...] no mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (Jo 16.33). Tudo na vida é como termina é que conta. Por isso, tome posse dessa verdade, desse livramento e ex-perimente o consolo e a força do Senhor. Salmos 34.19-20: “Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR de todas o livra. Preserva-lhe todos os ossos, nem um deles sequer será quebrado”. Você pode pensar que isso é algo grandioso demais para acontecer na sua vida, mas nós mere-cemos aquilo em que cremos. Merecemos aquilo que toleramos. E se tolerarmos ensinamentos er-rados na nossa vida, é isso o que vamos receber. Precisamos crer no que está escrito, “muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra [...]”. O Senhor pode nos livrar da aflição. Ele não só nos livra de algumas aflições, mas de todas. Sempre há a intervenção do Senhor. “Deus é o nosso refúgio e 18
  • 19. fortaleza, socorro bem presente nas tribulações” (Sal-mo 19 46.1). O SENHOR PROMETE CUIDAR DE NÓS NA EN-FERMIDADE Salmos 41.3: “O Senhor o assiste no leito da enfer-midade; na doença, tu lhe afofas a cama”. Em tudo Deus tem um propósito. O Senhor pode nos curar de forma milagrosa, mas se Ele não trouxer a cura é porque tem um propósito. Ele pode tirar um enfermo da cama, como já vimos, mas ou-tras vezes Ele lhe afofa a cama. Uma pessoa no leito muitas vezes só consegue olhar para cima, e nessa hora começa pensar em Deus e ver a própria fragilidade da vida. E o coração se volta para o Senhor. “O Senhor o assiste no leito da enfermidade; na doença, tu lhe afofas a cama”, mas Ele pode trazer também a graça do milagre da res-tauração.
  • 20. 20
  • 21. O SENHOR PROMETE A PRESENÇA DE DEUS NAS HORAS DIFÍCEIS Isaías 43.2: “Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submer-girão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti”. O Senhor não diz: “Se passares pelas águas”, mas “quando passares pelas águas”, porque quan-do, porventura, chegar a aflição, a promessa é esta: 21
  • 22. “eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te sub-mergirão; quando passares pelo fogo, não te queima-rás, nem a chama arderá em ti”. As aflições vêm, as situações aparentemente difíceis chegam, mas podemos ter a convicção da presença do Senhor. Ele diz: “Nunca te deixarei, ja-mais te desampararei” (Hebreus 13.5). Passamos a ter a consciência da presença Dele no momento em que O confessamos como Senhor e Salvador. Quan-do dizemos: “Senhor, entra na minha vida”, Ele entra e a convicção da presença dele não é uma força de pensamento positivo, mas confiança na Palavra. O SENHOR NOS PROMETE UM LUGAR NA CASA DO PAI Para aquele que tem o Senhor, a morte não é um adeus, mas apenas um até logo. Vemos isso em João 14, versos 1, 2 e 3, quando Jesus falou aos dis-cípulos a respeito da sua própria morte. Não gosta-mos de falar sobre a morte, pois ela é inimiga, mas o Senhor disse aos seus discípulos: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito, pois 22
  • 23. vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos prepa-rar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também”. Cremos nas promessas do Senhor. E Jesus fala de um lugar chamado “casa de meu pai”, Ele disse: “Quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também”. Ao falar isso, os discípulos lhe perguntaram: “Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o caminho? Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (V. 5 e 6). Querido, o Senhor prepa-rou uma morada para nós, estamos aqui de passa-gem, há um lugar onde vamos permanecer para 23 sempre. Aleluia! Quando a pessoa se converte, a primeira coisa que desaparece da vida dela é o medo da morte. Ao dizer: “Senhor, entra na minha vida,” explode no coração da pessoa uma convicção, uma certeza da vida eterna, a convicção da salvação.
  • 24. 24
  • 25. O SENHOR PROMETE QUE TODAS AS COISAS COOPERAM PARA O NOSSO BEM Aquele que conhece o Senhor caminha de uma forma vitoriosa, com a compreensão de que todas as coisas contribuem para o seu bem. Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. 25
  • 26. Nem todas as coisas cooperam para o bem de todos, mas todas as coisas só cooperam para o bem de um grupo específico de pessoas “daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. A palavra Igreja, Iglesias, na tradução literal, sig-nifica os chamados. Somos nós que fazemos a Igre-ja de Cristo. Você e eu fazemos parte da Igreja de Cristo. A Igreja de Jesus é uma só, não existem duas, mas, nem todos que estão na igreja, fazem parte dela, pois ela é formada pelos salvos, por aqueles que nasceram de novo, aqueles que experimenta-ram o perdão, a salvação; estes são os que integram a Igreja do Senhor. As Escrituras dizem que Deus conhece os que são dele. “Entretanto, o firme funda-mento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais: Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor” (2 Timóteo 2.19). Ao passar por momentos delicados temos que nos lembrar do que o apóstolo Paulo disse em 2 Co-ríntios 4, versos 17 e 18: “Porque a nossa leve e mo-mentânea tribulação, produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando 26
  • 27. nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”. 27
  • 28. 28
  • 29. O SENHOR PROMETE COMUNHÃO NOS SOFRIMENTOS DE CRISTO Algumas pessoas acreditam que ao entregarem a vida para Jesus, esta será em todo tempo muito boa. Mas nem sempre é assim. O Senhor trabalha em nossa vida, é um processo de transformação a cada dia. A Palavra diz que o alvo final de Deus é que você e eu venhamos a viver a plenitude da vida do Senhor. Como está escrito em 1 Pedro 4, versos 12 e 13: 29
  • 30. “Amados, não estranheis o fogo ardente que sur-ge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecen-do; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois coparticipantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação da sua glória, vos alegreis exul-tando”. O que significa sermos coparticipantes dos so-frimentos de Cristo? Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” (Mateus 16.24). O que é a cruz? A cruz não é um problema, não é uma doença, não é pressão, a cruz é a vontade de Deus. E a vontade de Deus é perfeita e agradável. O mundo tem um padrão, e, quando a pessoa desce desse padrão, normalmente, é punida; já a pessoa que sobe do padrão é perseguida. Aquele que toma a cruz sobe de padrão, então é perse-guido. O padrão do mundo diz para odiarmos o inimigo, mas quando subimos para o padrão de Deus, amamos o inimigo. O padrão do mundo é a vingança, olho por olho, dente por dente. A cruz é a vontade de Deus. A cruz não é o marido incrédu-lo, não é o filho nas drogas. A cruz é a vontade do 30
  • 31. Senhor. Muitas vezes, o evangelho pregado por aí não mostra essa realidade. 1 Coríntios 1.18,25, diz: “Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus. [...] Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens”. A vontade de Deus, o padrão de Deus é loucura aos olhos daqueles que não o conhecem, mas para nós poder de Deus. O SENHOR PROMETE LIVRAMENTO FINAL DE TODA TRISTEZA E DOR Em Apocalipse capítulo 21, verso 4, temos mais uma das promessas do Senhor, está escrito: “E lhes enxugará dos olhos toda a lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram”. Desfrutaremos de uma nova intimidade com Deus e não haverá mais aflições, nem lembrança teremos daqui. Será como a lagarta que passa pelo processo de metamorfose e se torna uma borboleta, depois dessa transformação ela não se lembra do tempo em que foi lagarta. Tem agora outra natureza, 31
  • 32. outros valores, tudo passa a ser tão diferente. “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Coríntios 5.17). O SENHOR PROMETE BÊNÇÃOS SEM LIMITES E RESPOSTAS À ORAÇÃO Marcos 9.23: “Ao que lhe respondeu Jesus: Se po-des! Tudo é possível ao que crê”. Nunca duvide do po-der de Deus. Ao orar, creia, tome posse da promes-sa. Declare: “Tudo posso naquele que me fortalece” 32 (Filipenses 4.13). Marcos capítulo 11, verso 24 diz: “Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco”. Deus responde as nossas orações. Ele responde com sim e com não. Quando Deus diz “não”, não significa que Ele não o ama, Ele sabe o que é melhor para sua vida. Outras vezes Ele vai dizer para esperarmos, pois na hora certa a bênção vai chegar, mas não é agora o mo-mento. Não há oração sem resposta. Deus responde “sim”, e responde “não”. Quando Ele diz “não” é porque aquilo não é o melhor para a nossa vida. Deus também pode lhe dizer para
  • 33. esperar, por isso, descanse no Senhor. “Não andeis ansiosos de coisa alguma, em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças” (Filipenses 4.6). A ansiedade suga a nossa vida. O SENHOR PROMETE REMOVER OS OBSTÁCU-LOS Há poder na oração. Em Lucas 17, verso 6, Jesus diz: “Respondeu-lhes o Senhor: Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá”. É pro-messa 33 do Senhor. O SENHOR PROMETE SALVAÇÃO E ADOÇÃO É promessa do Senhor a salvação de todo o que nele crê. No dia 19 de maio de 1966 eu fui salvo. Deus transformou a minha vida. E essa salvação está baseada na promessa firmada em João capítu-lo 1, versículo 12: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a sa-ber, aos que creem no seu nome”. Quando nos convertemos passamos a ser filhos de Deus, logo, podemos chamá-lo de Pai. Temos
  • 34. o privilégio de conhecermos a Deus como um Pai amigo, provedor, presente, que nos abraça, nos consola e diz: “Nunca te deixarei, jamais te desampa-rarei”. O SENHOR NOS PROMETE PLENITUDE ESPIRI-TUAL João 6.35: “Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede”. No coração do homem existe uma sede de Deus, porque fomos criados por Ele e para a Sua glória. No coração do homem há um vazio que tem a forma de Deus, somente Ele pode realmente preencher esse vazio. O SENHOR PROMETE ENTENDIMENTO ESPIRI-TUAL João 12.46: “Eu vim como luz para o mundo, a fim de que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas”. A Bíblia fala de luz no sentido de entendimen-to, não simplesmente de claridade. Não permaneça nas trevas, na escuridão, na falta de compreensão. Por isso, ao conhecer Jesus tudo muda, passamos a 34
  • 35. conhecer as Escrituras, nossa vida então é pautada nos princípios da Palavra e há graça, é a vida do Se-nhor 35 em nós. O SENHOR PROMETE FORÇA PARA VIVERMOS UMA VIDA VITORIOSA Durante a caminhada nesta Terra, podemos ter uma vida plena, pois Deus é um Deus de promes-sas. Não precisamos pecar. Não somos uma fábrica de pecados. Há uma promessa para nos livrarmos de todas as forças malignas e assim vivermos uma vida vitoriosa. Está escrito em Lucas 10.19: “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano”. Cobras e escorpiões são figuras demoníacas, seres espirituais da maldade. Jesus dis-se que “o diabo veio para roubar, matar e destruir”, mas a promessa do Senhor é: “Eu vim para que te-nham vida, e vida com abundância” (João 10.10). O SENHOR PROMETE INTERCEDER POR NÓS Por que podemos viver vitoriosamente? Vinte e quatro horas de cada dia, Jesus intercede por nós. Ele intercede da mesma maneira que intercedeu
  • 36. por Simão Pedro em Lucas 22, versos 31 e 32, que dizem: “Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo! Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos”. Satanás é acusador, Jesus é o Salvador. Eu sou o que a Bíblia diz que eu sou, eu tenho o que a Bíblia diz que eu tenho, eu posso o que a Bíblia diz que eu posso. E a Bíblia diz que eu tenho a intercessão do Senhor a meu favor. 36
  • 37. O SENHOR PROMETE LIVRAMENTO NAS TENTAÇÕES 1 Coríntios 10.13: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permi-tirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar”. 37
  • 38. Em meio a pressões, sempre há um escape; po-demos olhar em volta e ver uma porta aberta. Faze-mos a oração do Pai Nosso: “Não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal” (Mateus 6.13). Deus nos livra do maligno. A Palavra diz: “Não vos sobre-veio tentação que não fosse humana”. A tentação não é maior do que a nossa capacidade de dizer “não”. “[...] Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” (1 Coríntios 10.13). Vivemos-nos aqui, mas não pertencemos a este “mundo”, nossos pés estão aqui, mas o coração está no céu. Querido (a), você é um cidadão de dois reinos. É isso que pre-cisar queimar em seu coração. Aqui, você pode vi-ver uma vida santa, pode ter um casamento bonito, uma família bonita. Mas você um dia vai para junto do Pai. Para uma pessoa pecar ela tem que quebrar todas as defesas que o Senhor já providenciou. Tudo o que Jesus experimentou: tentações, aflições, perseguições, nos identificam com Ele, como está escrito em Hebreus 2.18: “Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados”. Esta é uma 38
  • 39. promessa do Senhor. Ele é poderoso para nos socorrer, é poderoso para atravessar conosco um momento delicado da nossa história, uma aflição na família. É poderoso! 39
  • 40. 40
  • 41. O SENHOR PROMETE VITÓRIA ABSOLUTA Tiago capítulo 4, verso 7 diz: “Sujeitai-vos, por-tanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. Não somos nós que vamos vencer o diabo, pois Je-sus já o venceu. A nossa atitude é apenas resistir; ele é mentiroso, é o pai da mentira. A nossa posição é tomar posse da promessa do Senhor. 41
  • 42. 1 João 4.4: “Filhinhos, vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”. O SENHOR PROMETE QUE NOS ASSENTARE-MOS COM ELE NO TRONO Deus tem mais uma gloriosa promessa para nós, ela está em Apocalipse 3.21: “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono”. Tome posse das promessas de Deus para a sua vida. O SENHOR PROMETE VIDA ETERNA AOS QUE CREEM O Senhor conhece cada um de nós, e no versícu-lo 18 do salmo 34 há uma promessa do Senhor para nós, diz assim: “Perto está o Senhor dos que têm o co-ração quebrantado e salva os de espírito oprimido”. O coração quebrantado é um coração pronto, sensível ao querer e à vontade do Senhor. Atos 2, versos 37 e 38 dizem: “Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos irmãos? Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de 42
  • 43. vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remis-são dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espíri-to Santo”. Que dom é esse? A vida eterna. Todas as promessas do Senhor têm um “sim” e um “amém”. Miqueias 7.18: “Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgres-são do restante da tua herança? O SENHOR não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na miseri-córdia”. O prazer de Deus é a nossa misericórdia. João 3.16: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo o que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. 43 Deus abençoe! Márcio Valadão
  • 44. 44
  • 45. JESUS TE AMA E QUER VOCÊ! 1º PASSO: Deus o ama e tem um plano maravilhoso para sua vida. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigê-nito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.“ (Jo 3.16.) 45
  • 46. 2º PASSO: O Homem é pecador e está separado de Deus. “Pois todos pecaram e ca-recem da glória de Deus.“ (Rm 3.23b.) 3º PASSO: Jesus é a resposta de Deus, para o conflito do homem. “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.“ (Jo 14.6.) 4º PASSO: É preciso receber a Jesus em nosso coração. “Mas, a todos quantos o rece-beram, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.“ (Jo 1.12a.) “Se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.” (Rm 10.9-10.) 5º PASSO: Você gostaria de receber a Cristo em seu coração? Faça essa oração de decisão em voz alta: “Senhor Jesus eu preciso 46
  • 47. de Ti, confesso-te o meu pecado de estar longe dos teus caminhos. Abro a porta do meu coração e te recebo como meu único Salvador e Senhor. Te agradeço porque me aceita assim como eu sou e perdoa o meu pe-cado. Eu desejo estar sempre dentro dos teus planos para minha vida, amém”. 6º PASSO: Procure uma igreja evangé-lica próxima à sua casa. Nós estamos reunidos na Igreja Batista da Lagoinha, à rua Manoel Macedo, 360, bairro São Cristóvão, Belo Horizonte, MG. Nossa igreja está pronta para lhe acom-panhar neste momento tão importante da 47 sua vida. Nossos principais cultos são realizados aos domingos, nos horários de 10h, 15h e 18h horas. Ficaremos felizes com sua visita!
  • 48. Uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha Gerência de Comunicação Rua Manoel Macedo, 360 - São Cristóvão CEP: 31110-440 - Belo Horizonte - MG www.lagoinha.com Twitter: @Lagoinha_com 48