SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
Projecto de Aula Virtual       Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz




Educação Visual e Tecnológica 5 e 6
                           2008 - 2009

                               O Cartaz
Projecto de Aula Virtual                                                      Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

  Área Curricular   Educação Visual e Tecnológica
 Nível de ensino    2º ciclo do Ensino Básico


                    Abordagem do cartaz como forma de comunicação
      Objectivos




      Plataforma    Suporte electrónico de apresentação, na plataforma
                    Moodle

       Descrição    O cartaz como forma de comunicação numa breve
                    resenha histórica da sua evolução, teoria que enforma o
                    uso do suporte e exemplos de cartazes de várias
                    épocas.


           Autor    Arq. Luiz Carvalho



    Documentos
                    cartazes de filmes
                          antigos
Projecto de Aula Virtual                              Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

Breve resenha histórica
Datam do século XV os primeiros cartazes, destinados a divulgar as
decisões tomadas pelos governos.
No século XVIII a sua utilização já é mais frequente, por exemplo a
anunciar produtos industriais e comerciais.
Com o desenvolvimento da impressão a utilização do cartaz generaliza-
-se já em pleno século XIX, em especial na França.
A fotografia traz ao cartaz a maior parte das características que hoje ele
tem, a partir do século XX.
Projecto de Aula Virtual                     Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
Cartazes de interior
Destinados a serem lidos por pequenos grupos, com mais atenção,
podem conter mais informação (proximidade).
Cartazes de exterior
Destinados a captar a atenção de grupos mais extensos, com uma
mensagem mais directa (à distância).
Projecto de Aula Virtual   Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
Elementos do cartaz

                                 imagem

   cor




                               texto
Projecto de Aula Virtual            Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
Funções do cartaz




        Função apelativa   Função informativa
Projecto de Aula Virtual                           Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
Público – alvo
A realização de um cartaz deve levar-nos a ter em conta o público a
quem se destina e assim devemos pensar qual a melhor maneira de
transmitir a mensagem de forma eficaz, para além de captar a tenção do
potencial espectador.
Projecto de Aula Virtual                              Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
Execução de um cartaz
                           Antes do projecto

Escolher o tema ou assunto a tratar.
Decidir o conteúdo da mensagem principal do cartaz.
A quem se destina a mensagem?
Onde vai ser colocado? No interior ou exterior?
Formato e dimensões.

FAZER UM ESTUDO PRÉVIO DE:

Que tipo de imagem transmite melhor a tua ideia.
Que tipo de letras pretendes usar.
Como organizar da melhor forma os elementos de texto, imagem e cor.
Escolhe a técnica mais adequada. Guache, aguarela. Colagem, etc.
Projecto de Aula Virtual                               Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

 Cuidados a observar nos elementos do cartaz
 Texto
 Deve ser curto, sugestivo, de fácil memorização e compreensão ( nos
 cartazes de interior o texto pode ser mais longo e informativo).
 Imagem
 O desenho, pintura, colagem ou outra deve transmitir a ideia correcta
 daquilo que se pretende dizer (mostrar).
 Cor
 Permite salientar ou atenuar as formas.
 Composição ou organização do espaço
 Essencial para uma clara e fácil leitura do cartaz.
Projecto de Aula Virtual                           Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
A forma
A forma mais usual num cartaz é a rectangular ao alto, não sendo
obrigatório pois pode-se recorrer a outras formas e dispô-las também ao
baixo.
Os centros de um cartaz
Q – centro geométrico
P – centro óptico
Projecto de Aula Virtual   Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz
Disposição
Projecto de Aula Virtual                               Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

 Texto – Estudo da letra

 Esta deve ser escolhida em função das características da mensagem.

 Permitir uma leitura clara, tendo em conta a distância a que vai ser lida.

 A frase mais importante deve ter maior destaque.
Projecto de Aula Virtual          Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

Se a opção passa por desenhar as letras deve-se
usar grelhas ou quadrículas e linhas guias.
Projecto de Aula Virtual                       Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

Antes de começar a desenhar as letras deve-se ter em atenção o
seguinte:

Quais as frases que devem ficar em destaque.
Tipo de letra mais adequada.
Estudo adequado do espaço necessário para escrever a frase. (Tendo
em conta o tamanho, espessura e espaço entre linhas)
Projecto de Aula Virtual                             Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz

A imagem

Deve ser escolhida em função da ideia.
A imagem deve ser simples e de fácil entendimento.

O recurso a cores contrastantes pode ter um efeito bastante apelativo,
tanto consideremos as imagens como as letras.
Projecto de Aula Virtual   Professores Inovadores



Comunicação – o cartaz




                                              fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (19)

Cartaz em educação visual e tecnológica
Cartaz em educação visual e tecnológicaCartaz em educação visual e tecnológica
Cartaz em educação visual e tecnológica
 
O Cartaz
O CartazO Cartaz
O Cartaz
 
Cartazes apresentação
Cartazes apresentaçãoCartazes apresentação
Cartazes apresentação
 
Cartaz
CartazCartaz
Cartaz
 
Cartazes
CartazesCartazes
Cartazes
 
Cartaz
CartazCartaz
Cartaz
 
O cartaz
O cartazO cartaz
O cartaz
 
Vamos fazer um cartaz para o Mês Internacional das BiBliotecas Escolares
Vamos fazer um cartaz para o Mês Internacional das BiBliotecas EscolaresVamos fazer um cartaz para o Mês Internacional das BiBliotecas Escolares
Vamos fazer um cartaz para o Mês Internacional das BiBliotecas Escolares
 
Construindo um cartaz
Construindo um cartazConstruindo um cartaz
Construindo um cartaz
 
Dicas para construir um cartaz
Dicas para construir um cartazDicas para construir um cartaz
Dicas para construir um cartaz
 
DESENHO GRÁFICO - O CARTAZ
DESENHO GRÁFICO - O CARTAZDESENHO GRÁFICO - O CARTAZ
DESENHO GRÁFICO - O CARTAZ
 
Vários tipos de cartazes
Vários tipos de cartazesVários tipos de cartazes
Vários tipos de cartazes
 
Vários tipos de cartazes
Vários tipos de cartazesVários tipos de cartazes
Vários tipos de cartazes
 
Guião Como se Faz Um Cartaz
Guião Como se Faz Um CartazGuião Como se Faz Um Cartaz
Guião Como se Faz Um Cartaz
 
Ficha nº 11 Como elaborar um cartaz
Ficha nº 11 Como elaborar um cartazFicha nº 11 Como elaborar um cartaz
Ficha nº 11 Como elaborar um cartaz
 
Tipos de cartazes
Tipos de  cartazesTipos de  cartazes
Tipos de cartazes
 
Como fazer cartaz
Como fazer cartazComo fazer cartaz
Como fazer cartaz
 
Cartaz
CartazCartaz
Cartaz
 
Tipos de cartazes
Tipos de cartazesTipos de cartazes
Tipos de cartazes
 

Semelhante a Comunicação - o cartaz como forma de comunicação

Mídia Digital na Educação Album Seriado
Mídia Digital na Educação   Album SeriadoMídia Digital na Educação   Album Seriado
Mídia Digital na Educação Album Seriadonando_adt
 
Minha escola e noticia
Minha escola e noticiaMinha escola e noticia
Minha escola e noticiaIzilda Borges
 
O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...
O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...
O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...ProjetoLiteracias
 
3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto
3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto
3º elaboração de_novo_cartaz_fantasportoLeonor Tomás
 
Intersecções: Design e Acessibilidade
Intersecções: Design e AcessibilidadeIntersecções: Design e Acessibilidade
Intersecções: Design e AcessibilidadeBodoque Produteria
 
Palestra de Repertório Criativo 2014
Palestra de Repertório Criativo 2014Palestra de Repertório Criativo 2014
Palestra de Repertório Criativo 2014Domenico Justo
 
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.ticCurrículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.ticBenilde Ramalho
 
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.ticCurrículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.ticBenilde Ramalho
 
Estudo Taxonômico de Motion Design
Estudo Taxonômico de Motion DesignEstudo Taxonômico de Motion Design
Estudo Taxonômico de Motion DesignKendra Rubio
 
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01 Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01 pablonaba
 
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01 Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01 pablonaba
 
Propostas Chapa 2 Feto
Propostas Chapa 2 FetoPropostas Chapa 2 Feto
Propostas Chapa 2 Fetochapafeto
 
Plano de aula 24 de maio 2010
Plano de aula 24 de maio 2010Plano de aula 24 de maio 2010
Plano de aula 24 de maio 2010pedro ferreira
 

Semelhante a Comunicação - o cartaz como forma de comunicação (20)

Mídia Digital na Educação Album Seriado
Mídia Digital na Educação   Album SeriadoMídia Digital na Educação   Album Seriado
Mídia Digital na Educação Album Seriado
 
Cartaz - como fazer
Cartaz - como fazerCartaz - como fazer
Cartaz - como fazer
 
Minha escola e noticia
Minha escola e noticiaMinha escola e noticia
Minha escola e noticia
 
O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...
O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...
O aprendiz de investigador - Apresentar os resultados: trabalho em cartaz e f...
 
Plano ev 2013
Plano ev 2013Plano ev 2013
Plano ev 2013
 
Plano ev 2013
Plano ev 2013Plano ev 2013
Plano ev 2013
 
3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto
3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto
3º elaboração de_novo_cartaz_fantasporto
 
Tópicos especiais 2015
Tópicos especiais 2015 Tópicos especiais 2015
Tópicos especiais 2015
 
Apresentacao Moodle Moot
Apresentacao Moodle MootApresentacao Moodle Moot
Apresentacao Moodle Moot
 
Intersecções: Design e Acessibilidade
Intersecções: Design e AcessibilidadeIntersecções: Design e Acessibilidade
Intersecções: Design e Acessibilidade
 
Palestra de Repertório Criativo 2014
Palestra de Repertório Criativo 2014Palestra de Repertório Criativo 2014
Palestra de Repertório Criativo 2014
 
O que e o design
O que e o designO que e o design
O que e o design
 
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.ticCurrículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
 
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.ticCurrículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
Currículo,projeto e tecnologia.unid.3.tic
 
Workshop
WorkshopWorkshop
Workshop
 
Estudo Taxonômico de Motion Design
Estudo Taxonômico de Motion DesignEstudo Taxonômico de Motion Design
Estudo Taxonômico de Motion Design
 
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01 Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
 
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01 Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
Guia do projeto discente semestral do 4 semestre 2015 01
 
Propostas Chapa 2 Feto
Propostas Chapa 2 FetoPropostas Chapa 2 Feto
Propostas Chapa 2 Feto
 
Plano de aula 24 de maio 2010
Plano de aula 24 de maio 2010Plano de aula 24 de maio 2010
Plano de aula 24 de maio 2010
 

Mais de agrupamento de escolas de carcavelos at DRE de lisboa e vale do tejo

Mais de agrupamento de escolas de carcavelos at DRE de lisboa e vale do tejo (20)

Luísa pinheiro, vítor graça e luís espada 2011 digital storytelling
Luísa pinheiro, vítor graça e luís espada 2011 digital storytellingLuísa pinheiro, vítor graça e luís espada 2011 digital storytelling
Luísa pinheiro, vítor graça e luís espada 2011 digital storytelling
 
Jerry tse leonardo da vinci
Jerry tse leonardo da vinciJerry tse leonardo da vinci
Jerry tse leonardo da vinci
 
Luísa caetano 2012 [educação visual] perspectivas com pontos de fuga [elementar]
Luísa caetano 2012 [educação visual] perspectivas com pontos de fuga [elementar]Luísa caetano 2012 [educação visual] perspectivas com pontos de fuga [elementar]
Luísa caetano 2012 [educação visual] perspectivas com pontos de fuga [elementar]
 
Steve wheeler 2012 learning 3.0 and the smart extended web
Steve wheeler 2012 learning 3.0 and the smart extended webSteve wheeler 2012 learning 3.0 and the smart extended web
Steve wheeler 2012 learning 3.0 and the smart extended web
 
Statues insolites
Statues insolitesStatues insolites
Statues insolites
 
Free technology for teachers 131 tips for new teachers
Free technology for teachers 131 tips for new teachersFree technology for teachers 131 tips for new teachers
Free technology for teachers 131 tips for new teachers
 
Festival des statues_vivantes
Festival des statues_vivantesFestival des statues_vivantes
Festival des statues_vivantes
 
José matias alves 2012 esteve, doze elementos de transformação no sistema esc...
José matias alves 2012 esteve, doze elementos de transformação no sistema esc...José matias alves 2012 esteve, doze elementos de transformação no sistema esc...
José matias alves 2012 esteve, doze elementos de transformação no sistema esc...
 
Sindep 2012 concurso para selecção e recrutamento do pessoal docente, decreto...
Sindep 2012 concurso para selecção e recrutamento do pessoal docente, decreto...Sindep 2012 concurso para selecção e recrutamento do pessoal docente, decreto...
Sindep 2012 concurso para selecção e recrutamento do pessoal docente, decreto...
 
Dgae [mec] 2012 abertura do concurso de mobilidade interna
Dgae [mec] 2012 abertura do concurso de mobilidade internaDgae [mec] 2012 abertura do concurso de mobilidade interna
Dgae [mec] 2012 abertura do concurso de mobilidade interna
 
Despacho 9509 2012 créditos assessorias
Despacho 9509 2012 créditos assessoriasDespacho 9509 2012 créditos assessorias
Despacho 9509 2012 créditos assessorias
 
Kim cofino 2012 digital citizenship, the forgotten fundamental
Kim cofino 2012 digital citizenship, the forgotten fundamentalKim cofino 2012 digital citizenship, the forgotten fundamental
Kim cofino 2012 digital citizenship, the forgotten fundamental
 
Drec [mec] 2012 organização e gestão dos currículos, autonomia pedagógica e o...
Drec [mec] 2012 organização e gestão dos currículos, autonomia pedagógica e o...Drec [mec] 2012 organização e gestão dos currículos, autonomia pedagógica e o...
Drec [mec] 2012 organização e gestão dos currículos, autonomia pedagógica e o...
 
Paulo canas fábrica do empreendedor
Paulo canas fábrica do empreendedorPaulo canas fábrica do empreendedor
Paulo canas fábrica do empreendedor
 
Stephen downes 2012 learning in a digital age, the reality and the myth
Stephen downes 2012 learning in a digital age, the reality and the mythStephen downes 2012 learning in a digital age, the reality and the myth
Stephen downes 2012 learning in a digital age, the reality and the myth
 
Pedro lameiro e pedro venâncio 2012 influência da classificação final da disc...
Pedro lameiro e pedro venâncio 2012 influência da classificação final da disc...Pedro lameiro e pedro venâncio 2012 influência da classificação final da disc...
Pedro lameiro e pedro venâncio 2012 influência da classificação final da disc...
 
Estocolmo uma visita pelo metro
Estocolmo uma visita pelo metroEstocolmo uma visita pelo metro
Estocolmo uma visita pelo metro
 
Frases ilustradas
Frases ilustradasFrases ilustradas
Frases ilustradas
 
Royal de luxe companhia de teatro de rua, em paris
Royal de luxe companhia de teatro de rua, em parisRoyal de luxe companhia de teatro de rua, em paris
Royal de luxe companhia de teatro de rua, em paris
 
Boston consulting 2012 blueprint for transforming philadelphia's public schoo...
Boston consulting 2012 blueprint for transforming philadelphia's public schoo...Boston consulting 2012 blueprint for transforming philadelphia's public schoo...
Boston consulting 2012 blueprint for transforming philadelphia's public schoo...
 

Último

Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Último (20)

Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 

Comunicação - o cartaz como forma de comunicação

  • 1. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Educação Visual e Tecnológica 5 e 6 2008 - 2009 O Cartaz
  • 2. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Área Curricular Educação Visual e Tecnológica Nível de ensino 2º ciclo do Ensino Básico Abordagem do cartaz como forma de comunicação Objectivos Plataforma Suporte electrónico de apresentação, na plataforma Moodle Descrição O cartaz como forma de comunicação numa breve resenha histórica da sua evolução, teoria que enforma o uso do suporte e exemplos de cartazes de várias épocas. Autor Arq. Luiz Carvalho Documentos cartazes de filmes antigos
  • 3. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Breve resenha histórica Datam do século XV os primeiros cartazes, destinados a divulgar as decisões tomadas pelos governos. No século XVIII a sua utilização já é mais frequente, por exemplo a anunciar produtos industriais e comerciais. Com o desenvolvimento da impressão a utilização do cartaz generaliza- -se já em pleno século XIX, em especial na França. A fotografia traz ao cartaz a maior parte das características que hoje ele tem, a partir do século XX.
  • 4. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Cartazes de interior Destinados a serem lidos por pequenos grupos, com mais atenção, podem conter mais informação (proximidade). Cartazes de exterior Destinados a captar a atenção de grupos mais extensos, com uma mensagem mais directa (à distância).
  • 5. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Elementos do cartaz imagem cor texto
  • 6. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Funções do cartaz Função apelativa Função informativa
  • 7. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Público – alvo A realização de um cartaz deve levar-nos a ter em conta o público a quem se destina e assim devemos pensar qual a melhor maneira de transmitir a mensagem de forma eficaz, para além de captar a tenção do potencial espectador.
  • 8. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Execução de um cartaz Antes do projecto Escolher o tema ou assunto a tratar. Decidir o conteúdo da mensagem principal do cartaz. A quem se destina a mensagem? Onde vai ser colocado? No interior ou exterior? Formato e dimensões. FAZER UM ESTUDO PRÉVIO DE: Que tipo de imagem transmite melhor a tua ideia. Que tipo de letras pretendes usar. Como organizar da melhor forma os elementos de texto, imagem e cor. Escolhe a técnica mais adequada. Guache, aguarela. Colagem, etc.
  • 9. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Cuidados a observar nos elementos do cartaz Texto Deve ser curto, sugestivo, de fácil memorização e compreensão ( nos cartazes de interior o texto pode ser mais longo e informativo). Imagem O desenho, pintura, colagem ou outra deve transmitir a ideia correcta daquilo que se pretende dizer (mostrar). Cor Permite salientar ou atenuar as formas. Composição ou organização do espaço Essencial para uma clara e fácil leitura do cartaz.
  • 10. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz A forma A forma mais usual num cartaz é a rectangular ao alto, não sendo obrigatório pois pode-se recorrer a outras formas e dispô-las também ao baixo. Os centros de um cartaz Q – centro geométrico P – centro óptico
  • 11. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Disposição
  • 12. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Texto – Estudo da letra Esta deve ser escolhida em função das características da mensagem. Permitir uma leitura clara, tendo em conta a distância a que vai ser lida. A frase mais importante deve ter maior destaque.
  • 13. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Se a opção passa por desenhar as letras deve-se usar grelhas ou quadrículas e linhas guias.
  • 14. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz Antes de começar a desenhar as letras deve-se ter em atenção o seguinte: Quais as frases que devem ficar em destaque. Tipo de letra mais adequada. Estudo adequado do espaço necessário para escrever a frase. (Tendo em conta o tamanho, espessura e espaço entre linhas)
  • 15. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz A imagem Deve ser escolhida em função da ideia. A imagem deve ser simples e de fácil entendimento. O recurso a cores contrastantes pode ter um efeito bastante apelativo, tanto consideremos as imagens como as letras.
  • 16. Projecto de Aula Virtual Professores Inovadores Comunicação – o cartaz fim