SlideShare uma empresa Scribd logo

Gravida No Coração

1 de 12
Baixar para ler offline
 
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

HISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdf
HISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdfHISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdf
HISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdfmariaapneves
 
O camelo, o burro e a água - Sergio Merli
O camelo, o burro e a água - Sergio MerliO camelo, o burro e a água - Sergio Merli
O camelo, o burro e a água - Sergio MerliAna Silva
 
Para isso servem os amigos
Para isso servem os amigosPara isso servem os amigos
Para isso servem os amigosUFJF
 
A família do Marcelo- Literatura infantil
A família do Marcelo- Literatura infantil A família do Marcelo- Literatura infantil
A família do Marcelo- Literatura infantil Paula Naranjo
 
Livro - Uma história de páscoa - Ana Maria Machado
Livro - Uma história de páscoa - Ana Maria MachadoLivro - Uma história de páscoa - Ana Maria Machado
Livro - Uma história de páscoa - Ana Maria MachadoRenata Grechia
 
Formas geométricas
Formas geométricasFormas geométricas
Formas geométricasEduanabela
 
Coração de Mãe
Coração de MãeCoração de Mãe
Coração de MãePedro Moura
 
O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-florestaO carnaval-na-floresta
O carnaval-na-florestaGuiomar Silva
 
A escolinha do mar, ruth rocha
A escolinha do mar, ruth rochaA escolinha do mar, ruth rocha
A escolinha do mar, ruth rochaemeicantinhodoceu
 
O segredo da onça pintada
O segredo da onça pintadaO segredo da onça pintada
O segredo da onça pintadaSandrastos
 

Mais procurados (20)

O caracol livro em pdf
O caracol   livro em pdfO caracol   livro em pdf
O caracol livro em pdf
 
HISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdf
HISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdfHISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdf
HISTÓRIA_ DESCOBRINDO OS MEIOS DE TRANSPORTES.pdf
 
O camelo, o burro e a água - Sergio Merli
O camelo, o burro e a água - Sergio MerliO camelo, o burro e a água - Sergio Merli
O camelo, o burro e a água - Sergio Merli
 
História do dez sacizinhos
História do dez sacizinhosHistória do dez sacizinhos
História do dez sacizinhos
 
Para isso servem os amigos
Para isso servem os amigosPara isso servem os amigos
Para isso servem os amigos
 
A família do Marcelo- Literatura infantil
A família do Marcelo- Literatura infantil A família do Marcelo- Literatura infantil
A família do Marcelo- Literatura infantil
 
A casinha do tatu
A casinha do tatuA casinha do tatu
A casinha do tatu
 
Livro - Uma história de páscoa - Ana Maria Machado
Livro - Uma história de páscoa - Ana Maria MachadoLivro - Uma história de páscoa - Ana Maria Machado
Livro - Uma história de páscoa - Ana Maria Machado
 
Formas geométricas
Formas geométricasFormas geométricas
Formas geométricas
 
Coração de Mãe
Coração de MãeCoração de Mãe
Coração de Mãe
 
Ser amigo
Ser amigoSer amigo
Ser amigo
 
O carnaval-na-floresta
O carnaval-na-florestaO carnaval-na-floresta
O carnaval-na-floresta
 
A escolinha do mar, ruth rocha
A escolinha do mar, ruth rochaA escolinha do mar, ruth rocha
A escolinha do mar, ruth rocha
 
Cada letra uma aventura
Cada letra uma aventuraCada letra uma aventura
Cada letra uma aventura
 
O segredo da onça pintada
O segredo da onça pintadaO segredo da onça pintada
O segredo da onça pintada
 
A descoberta da joaninha
A descoberta da joaninhaA descoberta da joaninha
A descoberta da joaninha
 
A coruja branca
A coruja brancaA coruja branca
A coruja branca
 
O tempo
O tempoO tempo
O tempo
 
Pedro vira-porco espinho-pdf
Pedro vira-porco espinho-pdfPedro vira-porco espinho-pdf
Pedro vira-porco espinho-pdf
 
Um amor de família
Um amor de famíliaUm amor de família
Um amor de família
 

Semelhante a Gravida No Coração (20)

GRAVIDA_NO_CORACAO.ppt
GRAVIDA_NO_CORACAO.pptGRAVIDA_NO_CORACAO.ppt
GRAVIDA_NO_CORACAO.ppt
 
GRAVIDA_NO_CORACAO.ppt
GRAVIDA_NO_CORACAO.pptGRAVIDA_NO_CORACAO.ppt
GRAVIDA_NO_CORACAO.ppt
 
Gravida no coracao
Gravida no coracaoGravida no coracao
Gravida no coracao
 
Gravida no coracao
Gravida no coracaoGravida no coracao
Gravida no coracao
 
Gravida no coracao[1]
Gravida no coracao[1]Gravida no coracao[1]
Gravida no coracao[1]
 
Mãe cópia
Mãe   cópiaMãe   cópia
Mãe cópia
 
Mãe
MãeMãe
Mãe
 
De natan e papai para mamãe!
De natan e papai para mamãe!De natan e papai para mamãe!
De natan e papai para mamãe!
 
Dia dos pais
Dia dos paisDia dos pais
Dia dos pais
 
Dia do Pai-Imagems e poemas
Dia do Pai-Imagems e poemasDia do Pai-Imagems e poemas
Dia do Pai-Imagems e poemas
 
Mãe
MãeMãe
Mãe
 
De Mãe para Mãe
De Mãe para MãeDe Mãe para Mãe
De Mãe para Mãe
 
Veja como seria a prece do "PAI NOSSO" feita por Deus.
Veja como seria a prece do  "PAI NOSSO" feita por Deus.Veja como seria a prece do  "PAI NOSSO" feita por Deus.
Veja como seria a prece do "PAI NOSSO" feita por Deus.
 
O pai nosso dito por Deus - site NovoDespertar
O pai nosso dito por Deus - site NovoDespertarO pai nosso dito por Deus - site NovoDespertar
O pai nosso dito por Deus - site NovoDespertar
 
O pai nosso_dito_por_deus
O pai nosso_dito_por_deusO pai nosso_dito_por_deus
O pai nosso_dito_por_deus
 
A meu pai
A meu paiA meu pai
A meu pai
 
Filho
FilhoFilho
Filho
 
O pai nosso rezado por deus
O pai nosso rezado por deusO pai nosso rezado por deus
O pai nosso rezado por deus
 
O pai nosso rezado por deus
O pai nosso rezado por deusO pai nosso rezado por deus
O pai nosso rezado por deus
 
2011 03-19 - dia pai
2011 03-19 - dia pai2011 03-19 - dia pai
2011 03-19 - dia pai
 

Mais de Luís Miguel Rodrigues

Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...
Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...
Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...Luís Miguel Rodrigues
 
O papel da paróquia na formação dos seus agentes
O papel da paróquia na formação dos seus agentesO papel da paróquia na formação dos seus agentes
O papel da paróquia na formação dos seus agentesLuís Miguel Rodrigues
 
Nova evangelização e cultura digital
Nova evangelização e cultura digitalNova evangelização e cultura digital
Nova evangelização e cultura digitalLuís Miguel Rodrigues
 
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseLuís Miguel Rodrigues
 

Mais de Luís Miguel Rodrigues (20)

Novas competências para dizer a fé
Novas competências para dizer a féNovas competências para dizer a fé
Novas competências para dizer a fé
 
Novos recursos, novas possibilidades
Novos recursos, novas possibilidadesNovos recursos, novas possibilidades
Novos recursos, novas possibilidades
 
O Facebook e Catequese
O Facebook e CatequeseO Facebook e Catequese
O Facebook e Catequese
 
Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...
Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...
Os catequistas da Arquidiocese de Braga aprendem na rede: análise das prática...
 
Natal 2012
Natal 2012Natal 2012
Natal 2012
 
Natal: experiência de Deus
Natal: experiência de DeusNatal: experiência de Deus
Natal: experiência de Deus
 
Qualidade espiritual e sanação
Qualidade espiritual e sanaçãoQualidade espiritual e sanação
Qualidade espiritual e sanação
 
O papel da paróquia na formação dos seus agentes
O papel da paróquia na formação dos seus agentesO papel da paróquia na formação dos seus agentes
O papel da paróquia na formação dos seus agentes
 
O fim do Bom Senso
O fim do Bom SensoO fim do Bom Senso
O fim do Bom Senso
 
Nova evangelização e cultura digital
Nova evangelização e cultura digitalNova evangelização e cultura digital
Nova evangelização e cultura digital
 
Discernimento
DiscernimentoDiscernimento
Discernimento
 
Metodologias de Investigação
Metodologias de InvestigaçãoMetodologias de Investigação
Metodologias de Investigação
 
materias_e_catequese
materias_e_catequesematerias_e_catequese
materias_e_catequese
 
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
 
Atlas - Análise Qualitativa
Atlas - Análise QualitativaAtlas - Análise Qualitativa
Atlas - Análise Qualitativa
 
Mendeley Teaching Presentation
Mendeley Teaching PresentationMendeley Teaching Presentation
Mendeley Teaching Presentation
 
Guimarães e Vizela - 2010
Guimarães e Vizela - 2010Guimarães e Vizela - 2010
Guimarães e Vizela - 2010
 
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham VidaPara Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham Vida
 
The Art Of Blogging
The Art Of BloggingThe Art Of Blogging
The Art Of Blogging
 
Ser Transparente
Ser TransparenteSer Transparente
Ser Transparente
 

Último

1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 

Gravida No Coração