O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 11-12

933 visualizações

Publicada em

Aula 11-12

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 11-12

  1. 1. Por vezes, o tipo narrativo serviu para moldura de outro (instrucional, preditivo, argumentativo). Haveria que tentar usar um só tipo textual.
  2. 2. — Olá, Fulano. — Olá, Sicrano. — Tudo bem? — Sim. E tu? — Estou muito bem. Pudera. Estou a escrever um texto mesmo preguiçosão para o tepecê de Português. Não havia de estar bem! E o estúpido do profe vai-me dar Muito Bom por isto. — Nisso é que te enganas, Fulano — interrompeu o professor Beltrano.
  3. 3. Em qualquer trabalho espero que se escrevam coisas inteligentes. Evitar escrever só para encher (com banalidades repetidas). Se dou seis linhas, não se responde em duas (sobretudo num tepecê).
  4. 4. bébé bebé cocó
  5. 5. Haviam mesas Havia mesas
  6. 6. Lê o enquadrado sobre ‘Cantigas de amigo’, no cimo da p. 30.
  7. 7. As cantigas de amigo são composições poéticas nas quais o emissor é uma donzela apaixonada, saudosa, inocente e, muitas vezes, ingénua, que, dirigindo-se à mãe, às amigas ou à natureza como confidentes, exprime os seus sentimentos face à ausência do seu amado. […]
  8. 8. Quando se tratar do item 1 da p. 31: •«meninha» = menina, rapariga
  9. 9. Ondas do mar de Vigo, [dizei-me] se vistes o meu amigo. E [sabeis], ai Deus, se virá cedo? Ondas do mar levado, [dizei-me] se vistes o meu amado. E [sabeis], ai Deus, se virá cedo?
  10. 10. [Dizei-me] se vistes o meu amigo, aquele por quem suspiro. E [sabeis], ai Deus, se virá cedo? [Dizei-me] se vistes o meu amado, aquele por quem tenho grande cuidado. E [sabeis], ai Deus, se virá cedo?
  11. 11. Se vistes = se vós vistes Eu vi Tu viste (*vistes) Ele viu Nós vimos Vós vistes Eles viram
  12. 12. Versos 1-2 da estrofe 1 paralelos aos da estrofe 2 Versos 1-2 da estrofe 3 paralelos aos da estrofe 4 Nas estrofes ímpares, rima com –i («amigo») Nas estrofes pares, rima com –a («amado») Verso 2 da estrofe 1 serve de verso 1 da estrofe 3 Verso 2 da estrofe 2 serve de verso 1 da estrofe 4 Refrão Cfr. pp. 32-33
  13. 13. a) «Ondas do mar de Vigo» (recetor, portanto); b) 2; c) 8; d) 11; e) 3 (refrão).
  14. 14. Inquietação = se vistes meu amigo? (v. 2) se vistes meu amado? (v. 5) Saudade = o por que eu suspiro? (v. 8) Preocupação = o por que ei gram coidado? (v. 11) Reencontro = E ai Deus, se verra cedo! (vv. 3, …)
  15. 15. A atitude do sujeito no poema de Adília Lopes é mais de realização amorosa do que de saudade, preocupação ou angústia. Enquanto na cantiga de amigo medieval o namorado está ausente (e é esse mesmo o verdadeiro motivo dos apelos do eu), no poema do século XX está presente e aliás numa situação que parece ser contemporânea da enunciação. Quanto ao mar, que é confidente («Ondas do mar de Vigo») mas também causa da ansiedade (está subentendido que o amigo é um mareante) em Codax, na quadra da poetisa serve de espaço do encontro dos dois amantes.
  16. 16. «Pedro de Santarém» Título é uma escola (onde terá andado o «eu» do texto) Apóstrofes dirigidas ao próprio enunciador («Querida rapariga primitiva que eu sou»; «Minha querida rapariga») Não há pontuação Versos pequenos, sem rima Aliterações («girassóis são giros e giram») e, em geral, repetições de tópicos
  17. 17. Escreve à direita um poema no mesmo estilo com gosto, criatividade, cuidado ortográfico
  18. 18. Título é uma escola (onde andou o «eu» do texto) Apóstrofes dirigidas ao próprio enunciador («Querida rapariga primitiva que eu sou»; «Minha querida rapariga») Não há pontuação Versos pequenos e sem rima Repetições
  19. 19. TPC — Em Gaveta de Nuvens lê uma entrevista com Adília Lopes, por colegas de há uma dúzia de anos. Podes também experimentar ouvir algumas versões musicais de «Ondas do mar de Vigo». E é útil ires lendo os textos expositivos no manual sobre a lírica trovadoresca.

×