Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 71-72

848 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
848
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
478
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 71-72

  1. 1. Lírico tema amor não-trágico (ligeiro, espirituoso, picante) trágico (saudade, insatisfação, morte, remorso) desconcerto reportado a aspetos sociais e morais em torno da existência
  2. 2. forma composições em redondilha (pentassílabo, heptassílabo; adequadas a tratamento gracioso mas, eventualmente, também sério) redondilhas sujeitas a mote (vilancete, cantiga) não sujeitas a mote (esparsa, endechas ou trovas) composições em medida nova (decassílabo; apropriadas a atitude séria) soneto, oitava, sextina, canção, ode, elegia, écloga, balada
  3. 3. influências clássica Virgílio, Ovídio, Horácio medieval poesia provençal, romance cortês renascentista Petrarca e outros poetas petrarquistas
  4. 4. O texto B da p. 155, «Erros meus, má fortuna amor ardente», pode exemplificar a chamada medida nova. Com efeito, cada verso seu tem dez sílabas métricas, como a escansão do primeiro verso nos mostra:
  5. 5. Er|ros | meus, | má | for|tu|na, a|mor| ar|den- 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
  6. 6. Também coerente com a vertente clássica, renascentista, da lírica camoniana é a composição: um soneto (catorze versos, distribuídos duas quadras e dois tercetos). Neste caso, o esquema rimático é: A B B A | A B B A | C D E | C D E.
  7. 7. Quanto a tema, podemos dizer que o texto exprime, em termos complexos, a insatisfação do poeta com o seu percurso de vida (e, talvez, sobretudo com as desilusões amorosas).
  8. 8. Ao contrário, o texto da p. 167 serve para ilustrar a medida velha. Está em redondilha menor, já que os seus versos têm cinco sílabas métricas (são pentassílabos):
  9. 9. A|que|la| ca|ti- 1 2 3 4 5
  10. 10. O subgénero escolhido também é típico da poesia camoniana de raiz mais tradicional. Como está no título, trata-se de endechas. O tom é ligeiro, mesmo se se trata de amor. Ao longo das cinco estrofes, esse caráter leve assenta bastante no trocadilho entre «cativa» (‘escrava’, a escrava Bárbara) e «cativo» (‘aprisio- nado’, metaforicamente, pela paixão).
  11. 11. Modos do texto literário • narrativo • lírico • dramático
  12. 12. Géneros dentro de cada modo [modo narrativo:] epopeia, romance, novela, conto [modo dramático:] tragédia, comédia, farsa, ... [modo lírico:] soneto, ode, canção, écloga, ...
  13. 13. ar den te con ju ra ram so be ja ram so men te … a nos cas ti ga sse es pe ran ças …
  14. 14. ma cam bú zi o crú zi o CRE água-pé
  15. 15. TPC — Lê páginas sobre anáfora, catáfora, elipse, etc. reproduzidas em Gaveta de Nuvens (em ‘Coesão referencial’). Experimenta ainda estudar os exercícios do Caderno de Atividades nas pp. 65-67 (também sobre anáfora, catáfora, correferência — estes exercícios estão incluídos numa ficha sobre «Coesão», mas, para já, interessam só aquelas páginas).

×