Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 47-48

1.090 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.090
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
663
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 47-48

  1. 1. Vai até à p. 142
  2. 2. [Sou] • «Sou o indivíduo com o BI n.º 10244230 do Arquivo Nacional de Lisboa» / V resposta demasiado literal
  3. 3. • «mas eu estiquei-me todo» / F caricatura para se ridicularizar • «sou um idiota» / F idem
  4. 4. • «sou um “workaholic” moderado» / V antítese, paradoxo
  5. 5. • «ando a pensar contratar um gestor de tempo» / F absurdo (profissão não existe nestes termos)
  6. 6. • «sou mesquinho» / F absurdo de enunciar defeito que é mesmo defeito (contra o estereótipo da resposta a inquéritos)
  7. 7. • «ainda gosto de levar a minha namorada às costas até ao segundo andar» / F estereótipo do romantismo
  8. 8. • «estive quatro anos apaixonado por uma rapariga que não queria nada comigo» / V estereótipo do obsessivo
  9. 9. • «[envergonha-me] ficar com farinha na boca quando como pão em público» / F escolhe um exemplo ridículo, quando se esperaria verdadeiros motivos de vergonha
  10. 10. • «o meu espelho vê-me pouco» / V troca de papel; personificação
  11. 11. • «tenho um cabelo bizarro» / V hipérbole (= exagero) • «é a minha pior característica física» / V hipérbole
  12. 12. [Quero ser] • «Quero ser nome de beco» / F ridiculariza-se quem quer ver o seu nome em lápides
  13. 13. • «Quero ser dono de um avião, para viajar como quem anda a pé» / V paradoxo, embora a comparação se justifique
  14. 14. • «Na velhice desejaria ser o Capitão Iglo» / V metáfora inesperada torna a frase risível
  15. 15. • «[Desejaria ser um velho de barbas brancas, simpático, [...] que diverte as crianças com os seus douradinhos» / F desmonta-se a figura de estilo anterior
  16. 16. [Pareço ser] • «Um sobredotado. Um homem inteligentíssimo. Um visionário. Bonito e sexy. Um Galileu pós-moderno com poderes extrassensoriais» / F gaba-se excessivamente para se perceber de imediato que está a ser irónico
  17. 17. • «Os meus detratores consideram-me afetado, tonto» / V ‘detratores’ possibilita negar e afirmar ao mesmo tempo — «tonto» cria efeito risível por ser de outro registo
  18. 18. • «O que parece fazer de mim um palerma» / V cfr. «idiota» — caracterização abrupta cria surpresa por ir contra o registo de linguagem usado até aí
  19. 19. É do conhecimento geral que gostas de motas... Gostas mais de fazer rádio ou televisão?
  20. 20. cetineta = tecido parecido com cetim fulgurante = brilhante proveta = vaso de vidro (= copo [=vinho]?) narciso = o que se admira a si próprio lombarda = variedade de couve repolho = couve (cabeça da couve) suculento = que tem suco; carnudo; agradável ao paladar toicinho = toucinho desventura = infelicidade escaparate = armário envidraçado, vitrina
  21. 21. Poeta, é certo, mas de cetineta[,] fulgurante de mais para alguns olhos, bom artesão na arte da proveta, narciso de lombardas e repolhos.
  22. 22. Cozido à portuguesa, mais as carnes suculentas da auto-importância, com toicinho e talento, ambas partes do meu caldo entornado na infância.
  23. 23. Nos olhos, uma folha de hortelã, que é verde como a esperança que amanhã amanheça de vez a desventura.
  24. 24. Poeta de combate, disparate, palavrão de machão no escaparate, porém morrendo aos poucos de ternura.
  25. 25. TPC [Recuperação de trabalhos anteriores para quem não tenha feito, incluindo o trabalho de microfilme autobiográfico; estudo da gramática]

×