<ul><li>A.   </li></ul><ul><li>Aprende-se melhor Português, se se tiver penicos de louça fina.  </li></ul><ul><li>sujeito ...
<ul><li>B.   </li></ul><ul><li>Na Idade Média havia anjos com bonitas auréolas coloridas. </li></ul><ul><li>sujeito nulo  ...
<ul><li>C. </li></ul><ul><li>  Deste uma sova no rapaz dos Pupilos? </li></ul><ul><li>sujeito nulo  subentendido   </li></ul>
<ul><li>D.   </li></ul><ul><li>Comunicaram à escola que os alunos com menos de catorze valores serão transferidos para a S...
<ul><li>E.   </li></ul><ul><li>Hoje nevou na portaria, perto do Sr. Brás. </li></ul><ul><li>sujeito nulo  expletivo </li><...
<ul><li>A.  </li></ul><ul><li>Come-se bem nesta pocilga.  </li></ul><ul><li>«se» impessoal </li></ul>
<ul><li>B.   </li></ul><ul><li>Lucinda e Memé lamberam-se.  </li></ul><ul><li>pronome pessoal reflexo  </li></ul>
<ul><li>C.   </li></ul><ul><li>A pizza come-se bem.  </li></ul><ul><li>«se» passivo </li></ul>
<ul><li>D.   </li></ul><ul><li>Os amantes beijaram-se. </li></ul><ul><li>pronome pessoal recíproco. </li></ul>
<ul><li>E.   </li></ul><ul><li>A desdentada riu-se.  </li></ul><ul><li>«se» inerente </li></ul>
<ul><li>—  Rui, comprei esta fita que orna o meu cabelo ontem, aqui perto do estádio, mas amanhã comprarei outra ainda mai...
<ul><li>—  Rui, comprei esta fita que orna o meu cabelo ontem, aqui perto do estádio, mas amanhã comprarei outra ainda mai...
<ul><li>—  Peço desculpa da invasão, prima Graça. Mas passámos de volta de um passeio dos Bravais, soubemos que a prima vi...
<ul><li>O administrador, que não mudara nesses quatro anos, escuro, seco, como feito de madeira, sempre esticado na sobrec...
<ul><li>—  Vivamente, João Gouveia puxou a cadeira, numa curiosidade que decerto o remoera:  </li></ul><ul><li>—  É verdad...
<ul><li>Não, Gracinha não sabia. Mas era natural, agora que tanto se demorava em Lisboa, pouco se aproveitava da Feitosa, ...
<ul><li>Preconceitos e estereótipos  </li></ul><ul><li>[ 1.º parágrafo ] </li></ul><ul><li>Os produtos provenientes da agr...
<ul><li>Objectivos </li></ul><ul><li>[ 1.º, 2.º, 4.º parágrafo ] </li></ul><ul><li>Afastar preconceitos;  erradicar estere...
<ul><li>Entidades que se juntaram a esta iniciativa </li></ul><ul><li>  [ 3.º parágrafo ] </li></ul><ul><li>Universidade d...
<ul><li>Benefícios da agricultura biológica </li></ul><ul><li>  [ 2.º e último parágrafos ] </li></ul><ul><li>Produtos mai...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO Para DéCimo Ano, Aula 115 116

497 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ApresentaçãO Para DéCimo Ano, Aula 115 116

  1. 2. <ul><li>A. </li></ul><ul><li>Aprende-se melhor Português, se se tiver penicos de louça fina. </li></ul><ul><li>sujeito nulo indeterminado </li></ul>
  2. 3. <ul><li>B. </li></ul><ul><li>Na Idade Média havia anjos com bonitas auréolas coloridas. </li></ul><ul><li>sujeito nulo expletivo </li></ul>
  3. 4. <ul><li>C. </li></ul><ul><li> Deste uma sova no rapaz dos Pupilos? </li></ul><ul><li>sujeito nulo subentendido </li></ul>
  4. 5. <ul><li>D. </li></ul><ul><li>Comunicaram à escola que os alunos com menos de catorze valores serão transferidos para a Secundária D. João V (Damaia). </li></ul><ul><li>sujeito nulo indeterminado </li></ul>
  5. 6. <ul><li>E. </li></ul><ul><li>Hoje nevou na portaria, perto do Sr. Brás. </li></ul><ul><li>sujeito nulo expletivo </li></ul>
  6. 7. <ul><li>A. </li></ul><ul><li>Come-se bem nesta pocilga. </li></ul><ul><li>«se» impessoal </li></ul>
  7. 8. <ul><li>B. </li></ul><ul><li>Lucinda e Memé lamberam-se. </li></ul><ul><li>pronome pessoal reflexo </li></ul>
  8. 9. <ul><li>C. </li></ul><ul><li>A pizza come-se bem. </li></ul><ul><li>«se» passivo </li></ul>
  9. 10. <ul><li>D. </li></ul><ul><li>Os amantes beijaram-se. </li></ul><ul><li>pronome pessoal recíproco. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>E. </li></ul><ul><li>A desdentada riu-se. </li></ul><ul><li>«se» inerente </li></ul>
  11. 12. <ul><li>— Rui, comprei esta fita que orna o meu cabelo ontem, aqui perto do estádio, mas amanhã comprarei outra ainda mais linda — disse Nuno. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>— Rui, comprei esta fita que orna o meu cabelo ontem, aqui perto do estádio, mas amanhã comprarei outra ainda mais linda — disse Nuno. </li></ul><ul><li>Nuno disse a Rui que comprara aquela fita que ornava o seu cabelo no dia anterior, ali perto do estádio, mas que no dia seguinte compraria outra ainda mais linda. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>— Peço desculpa da invasão, prima Graça. Mas passámos de volta de um passeio dos Bravais, soubemos que a prima viera com o Barrolo... </li></ul><ul><li>— Oh! Gosto imenso, primo António. Eu é que peço desculpa desta figura, assim despenteada, de grande avental... Mas todo o dia em arranjos, a preparar a casa... E o sr. Gouveia, como tem passado? Não o vejo desde a Páscoa... </li></ul>
  14. 15. <ul><li>O administrador, que não mudara nesses quatro anos, escuro, seco, como feito de madeira, sempre esticado na sobrecasaca preta, apenas com o bigode mais amarelado do cigarro, agradeceu à sr.ª D. Graça... e passara menos mal, desde a Páscoa. A não ser a desavergonhada da garganta... </li></ul>
  15. 16. <ul><li>— Vivamente, João Gouveia puxou a cadeira, numa curiosidade que decerto o remoera: </li></ul><ul><li>— É verdade, sr.ª D. Graça! Então parece que a D. Ana Lucena comprou uma casa em Lisboa, anda em arranjos de mobília?... Vossa Excelência ouviu, sr.ª D. Graça? </li></ul>
  16. 17. <ul><li>Não, Gracinha não sabia. Mas era natural, agora que tanto se demorava em Lisboa, pouco se aproveitava da Feitosa, tão linda quinta... </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Preconceitos e estereótipos </li></ul><ul><li>[ 1.º parágrafo ] </li></ul><ul><li>Os produtos provenientes da agricultura biológica são muito pequenos e têm bicho. </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Objectivos </li></ul><ul><li>[ 1.º, 2.º, 4.º parágrafo ] </li></ul><ul><li>Afastar preconceitos; erradicar estereótipos; limpar alguns dos mitos que rodeiam a agricultura biológica. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Entidades que se juntaram a esta iniciativa </li></ul><ul><li> [ 3.º parágrafo ] </li></ul><ul><li>Universidade do Minho </li></ul>
  20. 21. <ul><li>Benefícios da agricultura biológica </li></ul><ul><li> [ 2.º e último parágrafos ] </li></ul><ul><li>Produtos mais saudáveis, mais seguros e mais controlados. Esta agricultura reduz os impactos negativos nos recursos naturais. Promove a manutenção da biodiversidade, é mais saudável e é competitiva em termos económicos. </li></ul>

×