Universidade do Minho<br />Escola de Economia e Gestão<br />DrivingProductivitythroughTalentManagement<br />“<br />Constru...
DrivingProductivitythroughTalentManagement<br />O caso JoshuaBell<br />Estaremos nós…<br /><ul><li> A identificar o Talent...
 A adoptar práticas que o potenciem
 A avaliar o seu impacto nos resultados</li></ul>?<br />TheMissingGap<br />
Overviewdo processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />f...
Método de investigação<br />Principais opções metodológicas de suporte à linha de investigação<br />1<br /><ul><li> 500 Ma...
Janeiro ‘ 09 a Maio ‘ 09</li></ul>2<br /><ul><li> Administração/Direcção</li></ul>3<br />4<br /><ul><li>SurveyBestPractice...
BestPracticese o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Recrutamento selectivo baseado em competê...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Desenvolvimento de competências p/ futuro...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Foco no trabalho colaborativo/projecto<br...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Incentivos orientados p/ performance<br /...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Compósito  para mensurar o nível de adopção das BestPractices<br...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Estádio de implementação das BestPractices por sector de activid...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Estádio de implementação das BestPractices por sector de activid...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Estádio de implementação das BestPractices por sector de activid...
BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />BestPractices em Portugal Versus Benchmarkings internacionais<br...
Que factores poderão influenciar a adopção das BestPractices?<br />
Factores macro e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoa...
Factores Macro<br />Impacto de variáveis macro-económicas nas práticas de gestão e performance<br />De acordo com um estud...
Características das Empresas e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados atra...
Características das Empresas<br />Relação de causa-efeito entre as características das Empresas e BestPractices<br />Exist...
Características das Empresas<br />Relação de causa-efeito entre as características das Empresas e BestPractices<br />Exist...
Foco estratégico e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pess...
Foco estratégico e o processo de criação de valorPractices<br />Low-Cost Versus Diferenciação<br />Existem duas indústrias...
Factores Moderadores na adopção de BestPractices<br />Low-Cost Versus Diferenciação<br />De uma forma geral, verifica-se q...
Factores Moderadores na adopção de BestPractices<br />Low-Cost Versus Diferenciação<br />Existe uma correlação significati...
Haverá uma relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas?<br />
Resultados de Performance e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através...
Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />E...
Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />E...
Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />E...
Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />E...
Poderão as BestPracticesser um factorexplicativoda produtividade em Portugal?<br />
Resutados de Performance - Produtividade<br />O impacto das BestPractices na Produtividade das Empresas em Portugal<br />E...
Resutados de Performance - Produtividade<br />O impacto das BestPractices na Produtividade das Empresas em Portugal<br />A...
Resutados de Performance - Produtividade<br />Variações do Volume de Vendas por Colaborador, em função das BestPractices<b...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Best Practices RH e Desempenho nas 500 M&M

591 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Best Practices RH e Desempenho nas 500 M&M

  1. 1. Universidade do Minho<br />Escola de Economia e Gestão<br />DrivingProductivitythroughTalentManagement<br />“<br />Construir a equação para potenciar a produtividade das Organizações, através do Talento<br />”<br />Luís Filipe Monteiro<br />Conferência – Investigação e Intervenção em Recursos Humanos<br />26 Setembro, ESEIG-IPP, Vila do Conde<br />Parceiros Projecto Investigação | BEST PRACTICES 500 MAIORES E MELHORES<br />
  2. 2. DrivingProductivitythroughTalentManagement<br />O caso JoshuaBell<br />Estaremos nós…<br /><ul><li> A identificar o Talento existente
  3. 3. A adoptar práticas que o potenciem
  4. 4. A avaliar o seu impacto nos resultados</li></ul>?<br />TheMissingGap<br />
  5. 5. Overviewdo processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />fDrivers<br />Resultados<br />Factores Macro<br />BestPractices<br />Características Empresas<br />f Moderadores<br />Foco estratégico<br />Low-Cost<br />Diferenciação<br />
  6. 6. Método de investigação<br />Principais opções metodológicas de suporte à linha de investigação<br />1<br /><ul><li> 500 Maiores e Melhores Empresas
  7. 7. Janeiro ‘ 09 a Maio ‘ 09</li></ul>2<br /><ul><li> Administração/Direcção</li></ul>3<br />4<br /><ul><li>SurveyBestPracticesde Gestão do Capital Humano</li></li></ul><li>Método de investigação<br />Grau de adesão obtido<br />19%<br />Hotelaria e restauração<br />Percentagem média da adesão das Empresas<br />96%<br />Sectores representados<br />
  8. 8. BestPracticese o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />fDrivers<br />Resultados<br />Factores Macro<br />BestPractices<br />Características Empresas<br />f Moderadores<br />Foco estratégico<br />Low-Cost<br />Diferenciação<br />
  9. 9. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Recrutamento selectivo baseado em competências<br />Foco na Promoção interna<br />
  10. 10. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Desenvolvimento de competências p/ futuro<br />Nº horas de formação<br />Empowerment e participação tomada decisão<br />
  11. 11. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Foco no trabalho colaborativo/projecto<br />Círculos de qualidade e programas melhoria continua<br />Iniciativas de knowledge sharing<br />
  12. 12. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />EmployeeLifeCycle<br />Incentivos orientados p/ performance<br />Opção de participação no capital da Empresa<br />Foco das promoções nos resultados/mérito<br />
  13. 13. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Compósito para mensurar o nível de adopção das BestPractices<br />Índice<br />Best<br />PracticesCapital <br />Humano<br />
  14. 14. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Estádio de implementação das BestPractices por sector de actividade<br />49%<br />71%<br />Água, electricidade e Gás<br />61%<br />Celulose e Papel<br />41%<br />Comércio<br />14%<br />Comércio de veículos automóveis<br />32%<br />Comércio electro-electrónico<br />31%<br />Construção<br />27%<br />Distribuição alimentar<br />52%<br />Distribuição de combustíveis<br />43%<br />Edição, informação e artes gráficas<br />71%<br />Equipamento de transporte<br />39%<br />Higiene e limpeza<br />74%<br />Hotelaria e restauração<br />Madeira, cortiça e móveis<br />51%<br />Material eléctrico e de precisão<br />40%<br />Metalomecânica e metalurgia de base<br />41%<br />Minerais metálicos e não metálicos<br />53%<br />Produtos farmacêuticos<br />53%<br />Química<br />46%<br />Serviços<br />53%<br />Telecomunicações<br />35%<br />Têxteis<br />42%<br />Transportes e distribuição<br />Vestuário e couro<br />
  15. 15. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Estádio de implementação das BestPractices por sector de actividade<br />46%<br />Em média, o grau de adopção de BestPracticesé baixo, aprox.<br />49%<br />71%<br />Água, electricidade e Gás<br />61%<br />Celulose e Papel<br />41%<br />Comércio<br />14%<br />Comércio de veículos automóveis<br />32%<br />Comércio electro-electrónico<br />31%<br />Construção<br />27%<br />Distribuição alimentar<br />52%<br />Distribuição de combustíveis<br />43%<br />Edição, informação e artes gráficas<br />71%<br />Equipamento de transporte<br />39%<br />Higiene e limpeza<br />74%<br />Hotelaria e restauração<br />Madeira, cortiça e móveis<br />51%<br />Material eléctrico e de precisão<br />40%<br />Metalomecânica e metalurgia de base<br />41%<br />Minerais metálicos e não metálicos<br />53%<br />Produtos farmacêuticos<br />53%<br />Química<br />46%<br />Serviços<br />53%<br />Telecomunicações<br />35%<br />Têxteis<br />42%<br />Transportes e distribuição<br />Vestuário e couro<br />
  16. 16. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />Estádio de implementação das BestPractices por sector de actividade<br />O sector mais avançado em termos de grau de implementação de BestPractices é o da Hotelaria e Restauração<br />49%<br />71%<br />Água, electricidade e Gás<br />61%<br />Celulose e Papel<br />41%<br />Comércio<br />14%<br />Comércio de veículos automóveis<br />32%<br />Comércio electro-electrónico<br />31%<br />Construção<br />27%<br />Distribuição alimentar<br />52%<br />Distribuição de combustíveis<br />43%<br />Edição, informação e artes gráficas<br />71%<br />Equipamento de transporte<br />39%<br />Higiene e limpeza<br />74%<br />Hotelaria e restauração<br />Madeira, cortiça e móveis<br />51%<br />Material eléctrico e de precisão<br />40%<br />Metalomecânica e metalurgia de base<br />41%<br />Minerais metálicos e não metálicos<br />53%<br />Produtos farmacêuticos<br />53%<br />Química<br />46%<br />Serviços<br />53%<br />Telecomunicações<br />35%<br />Têxteis<br />42%<br />Transportes e distribuição<br />Vestuário e couro<br />
  17. 17. BestPracticesde Gestão do Capital Humano em Portugal<br />BestPractices em Portugal Versus Benchmarkings internacionais<br />10%<br />Portugal apresenta, em média, um gap de aprox.face a Benchmarkings internacionais<br />75<br />25<br />100<br />0<br />50<br />Gap face ao Benchmark ≥ 15%<br />β<br />Participação no capital da Empresa<br />Número de horas de formação<br />β<br />Empowerment e participação na tomada de decisão<br />β<br />Participação em programas de melhoria contínua<br />β<br />Gap face ao Benchmark &gt; 7% <br />β<br />Desenvolvimento de competências críticas p/ futuro<br />β<br />Incentivos para o desempenho org./depart.<br />Primazia no recurso à promoção interna<br />β<br />
  18. 18. Que factores poderão influenciar a adopção das BestPractices?<br />
  19. 19. Factores macro e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />fDrivers<br />Resultados<br />Factores Macro<br />BestPractices<br />H2<br />Características Empresas<br />f Moderadores<br />Foco estratégico<br />H1<br />Low-Cost<br />Diferenciação<br />
  20. 20. Factores Macro<br />Impacto de variáveis macro-económicas nas práticas de gestão e performance<br />De acordo com um estudo recente do McKinsey Global Institute, os factores de funcionamento/regulação de mercado são um primeiro factor crucial de alavancagem da competitividade das Empresas (1)<br />“Quando as políticas governamentais limitam os níveis concorrências, as Empresas mais eficientes não conseguem substituir as menos eficientes” (1)<br />Farrell, D. etal (2006). TheProductivityImperative – WealthandPovertyinthe Global Economy. McKinsey & Company, Inc, Harvard BusinessReview.<br />
  21. 21. Características das Empresas e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />f Variável Independente<br />f Variável Dependente<br />fDrivers<br />Resultados<br />Factores Macro<br />BestPractices<br />Características Empresas<br />f Moderadores<br />Foco estratégico<br />H1<br />Low-Cost<br />Diferenciação<br />
  22. 22. Características das Empresas<br />Relação de causa-efeito entre as características das Empresas e BestPractices<br />Existe uma relação entre as características das Empresas e o grau de utilização das BestPractices de Gestão do Capital Humano<br />H1<br />Tipologia da<br />Organização<br />Nº de anos de laboração<br />Localização geográfica<br />Posicionam.<br />Salarial<br />Sector de Actividade<br />Volume de vendas<br />Controlo Accionista<br />% sindicalização<br />Correlação significativa (sig &lt; 0.05)<br />
  23. 23. Características das Empresas<br />Relação de causa-efeito entre as características das Empresas e BestPractices<br />Existe uma relação entre as características das Empresas e o grau de utilização das BestPractices de Gestão do Capital Humano<br />H1<br />-<br />Tipologia da Organização<br />Nº de anos de laboração<br />Localização geográfica<br />Posicionam.<br />Salarial<br />Sector de Actividade<br />Volume de vendas<br />Controlo Accionista<br />% sindicalização<br />Correlação significativa (sig &lt; 0.05)<br />
  24. 24. Foco estratégico e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />fDrivers<br />Resultados<br />Factores Macro<br />BestPractices<br />Características Empresas<br />f Moderadores<br />Foco estratégico<br />Low-Cost<br />Diferenciação<br />
  25. 25. Foco estratégico e o processo de criação de valorPractices<br />Low-Cost Versus Diferenciação<br />Existem duas indústrias em Portugal a operar com estratégias 100% baseadas numa lógica de Low-Cost<br />Agro-indústria<br />Água, electricidade e Gás<br />Celulose e Papel<br />Comércio<br />Comércio de veículos automóveis<br />Comércio electro-electrónico<br />Construção<br />Distribuição alimentar<br />Distribuição de combustíveis<br />Edição, informação e artes gráficas<br />Edição, informação e artes gráficas<br />Equipamento de transporte<br />Higiene e limpeza<br />Higiene e limpeza<br />Hotelaria e restauração<br />Hotelaria e restauração<br />Madeira, cortiça e móveis<br />Material eléctrico e de precisão<br />Metalomecânica e metalurgia de base<br />Minerais metálicos e não metálicos<br />Produtos farmacêuticos<br />Produtos farmacêuticos<br />Química<br />Serviços<br />Telecomunicações<br />Têxteis<br />Transportes e distribuição<br />Vestuário e couro<br />
  26. 26. Factores Moderadores na adopção de BestPractices<br />Low-Cost Versus Diferenciação<br />De uma forma geral, verifica-se que as Empresas Portuguesas prosseguem actualmente estratégias predominantemente de diferenciação<br />Agro-indústria<br />Água, electricidade e Gás<br />Celulose e Papel<br />Comércio<br />Comércio de veículos automóveis<br />Comércio electro-electrónico<br />Construção<br />Distribuição alimentar<br />Distribuição de combustíveis<br />Edição, informação e artes gráficas<br />Equipamento de transporte<br />Higiene e limpeza<br />Hotelaria e restauração<br />Madeira, cortiça e móveis<br />Material eléctrico e de precisão<br />Metalomecânica e metalurgia de base<br />Minerais metálicos e não metálicos<br />Produtos farmacêuticos<br />Química<br />Serviços<br />Telecomunicações<br />Têxteis<br />Transportes e distribuição<br />Vestuário e couro<br />
  27. 27. Factores Moderadores na adopção de BestPractices<br />Low-Cost Versus Diferenciação<br />Existe uma correlação significativa forte (sig &lt; 0.01)entre as Empresas que focalizam em estratégias de diferenciação e a adopção de BestPractices<br />49%<br />71%<br />Água, electricidade e Gás<br />61%<br />Celulose e Papel<br />41%<br />Comércio<br />14%<br />Comércio de veículos automóveis<br />32%<br />Comércio electro-electrónico<br />31%<br />Construção<br />27%<br />Distribuição alimentar<br />52%<br />Distribuição de combustíveis<br />43%<br />Edição, informação e artes gráficas<br />71%<br />Equipamento de transporte<br />39%<br />Higiene e limpeza<br />74%<br />Hotelaria e restauração<br />Madeira, cortiça e móveis<br />51%<br />Material eléctrico e de precisão<br />40%<br />Metalomecânica e metalurgia de base<br />41%<br />Minerais metálicos e não metálicos<br />53%<br />Produtos farmacêuticos<br />53%<br />Química<br />46%<br />Serviços<br />53%<br />Telecomunicações<br />35%<br />Têxteis<br />42%<br />Transportes e distribuição<br />Vestuário e couro<br />
  28. 28. Haverá uma relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas?<br />
  29. 29. Resultados de Performance e o processo de criação de valor<br />Construindo a equação para potenciar os resultados através das Pessoas<br />fDrivers<br />Resultados<br />Factores Macro<br />BestPractices<br />H2<br />Características Empresas<br />f Moderadores<br />Foco estratégico<br />Low-Cost<br />Diferenciação<br />
  30. 30. Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />Existe uma relação entre as características das Empresas e o grau de utilização das BestPracticesde Gestão do Capital Humano<br />H2<br />Volume de vendas<br />Activo<br />Margem de lucro<br />Rentabilidade activo<br />Crescimento de vendas<br />Activo circulante<br />Produtividade<br />VAB<br />Passivo<br />VAB/Vendas<br />Solvabilidade<br />Resultados correntes<br />Passivo circulante<br />Rentabilidade vendas<br />Liquidez geral<br />Capital próprio<br />Endividamento<br />Rentab. cap. próprio<br />Índice Retenção<br />Correlação significativa forte (sig &lt; 0.01)<br />Correlação significativa (sig &lt; 0.05)<br />
  31. 31. Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />Existe uma relação entre as características das Empresas e o grau de utilização das BestPracticesde Gestão do Capital Humano<br />H2<br />Volume de vendas<br />Activo<br />Margem de lucro<br />Rentabilidade activo<br />Crescimento de vendas<br />Activo circulante<br />Produtividade<br />VAB<br />Passivo<br />VAB/Vendas<br />Solvabilidade<br />Resultados correntes<br />Passivo circulante<br />Rentabilidade vendas<br />Liquidez geral<br />Capital próprio<br />Endividamento<br />Rentab. cap. próprio<br />Índice Retenção<br />Correlação significativa forte (sig &lt; 0.01)<br />Correlação significativa (sig &lt; 0.05)<br />
  32. 32. Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />Existe uma relação entre as características das Empresas e o grau de utilização das BestPracticesde Gestão do Capital Humano<br />H2<br />Volume de vendas<br />Activo<br />Rentabilidade activo<br />Margem de lucro<br />Crescimento de vendas<br />Activo circulante<br />Produtividade<br />VAB<br />Passivo<br />VAB/Vendas<br />Solvabilidade<br />Resultados correntes<br />Passivo circulante<br />Rentabilidade vendas<br />Liquidez geral<br />Capital próprio<br />Endividamento<br />Rentab. cap. próprio<br />Índice Retenção<br />Correlação significativa forte (sig &lt; 0.01)<br />Correlação significativa (sig &lt; 0.05)<br />
  33. 33. Resultados de Performance das Empresas em Portugal<br />Relação entre as BestPractices e os Resultados das Empresas<br />Existe uma relação entre as características das Empresas e o grau de utilização das BestPracticesde Gestão do Capital Humano<br />H2<br />Volume de vendas<br />Activo<br />Margem de lucro<br />Rentabilidade activo<br />Crescimento de vendas<br />Activo circulante<br />Produtividade<br />VAB<br />Passivo<br />VAB/Vendas<br />Solvabilidade<br />Resultados correntes<br />Passivo circulante<br />Rentabilidade vendas<br />Liquidez geral<br />Capital próprio<br />Endividamento<br />Rentab. cap. próprio<br />Índice Retenção<br />Correlação significativa forte (sig &lt; 0.01)<br />Correlação significativa (sig &lt; 0.05)<br />
  34. 34. Poderão as BestPracticesser um factorexplicativoda produtividade em Portugal?<br />
  35. 35. Resutados de Performance - Produtividade<br />O impacto das BestPractices na Produtividade das Empresas em Portugal<br />Estabelecemos uma relação entre o nível de adopção de BestPracticese analisamos os índices médios de produtividade das Empresas<br />Índice de Produtividade<br />?<br />300<br />200<br />100<br />Mid<br />50% (Q2)<br />Grau de adopção de BestPractices<br />Bottom<br />25% (Q1)<br />Top <br />25% (Q3)<br />
  36. 36. Resutados de Performance - Produtividade<br />O impacto das BestPractices na Produtividade das Empresas em Portugal<br />A adopção de BestPractices é um factor explicativo do aumentocrescente dos índices de produtividade<br />Índice de Produtividade<br />313,59<br />300<br />200<br />87,12<br />100<br />63,60<br />58,69<br />Mid<br />50% (Q2)<br />Grau de adopção de BestPractices<br />Bottom<br />25% (Q1)<br />Top <br />25% (Q3)<br />
  37. 37. Resutados de Performance - Produtividade<br />Variações do Volume de Vendas por Colaborador, em função das BestPractices<br />300.000 €<br />O grau de adopção das BestPracticespoderá potenciar um aumento médio anual do Volume de Vendas de aprox. p/ Colaborador<br />Índice de Produtividade<br />313,59<br />300<br />Diferencial do Volume de Vendas por Colaborador entre as Empresas c/ BestPractices posicionadas entre as Top 25% e restantes<br />+ 261.342 €<br />200<br />+ 268.597 €<br />+ 299.764 €<br />87,12<br />100<br />63,60<br />58,69<br />Mid<br />50% (Q2)<br />Grau de adopção de BestPractices<br />Bottom<br />25% (Q1)<br />Top <br />25% (Q3)<br />
  38. 38. Conclusões e Recomendações<br />O nível de utilização de BestPracticesem Portugal é relativamente baixo<br />Os factores macro-económicose as características das Empresas são determinantes no nível de adopção de BestPracticespelas Empresas<br />O posicionamento estratégico das Empresas em Portugal focaliza-se essencialmente numa lógica de diferenciação, exigindo novas práticas de RH<br />Parece existir um forte indício de que a adopção de BestPracticestem impacto nos resultados das Empresas<br />Efectuar um estudolongitudinal, de modo a aferir se as Empresas que evoluem na adopção de BestPracticesapresentam melhorias de performance<br />
  39. 39. Contactos<br />“<br />IfYouWantOneYearOfProsperity, GrowSeeds.<br />IfYouWant Tem YearsOfProsperity, GrowTrees.<br />IfYouWantOneHundredYearsOfProsperity, GrowPeople!<br />”<br />- Provérbio chinês<br />Luís Filipe Monteiro<br />Telefone: 91. 480 54 58<br />E-mail: luis.filipe.monteiro@gmail.com<br />Website oficial do estudo:<br />http://bestpracticesrh.googlepages.com<br />

×