Prática de história antiga e medieval - conceitos fundamentais

2.998 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Prática de história antiga e medieval - conceitos fundamentais

  1. 1. Prática de História Antiga e MedievalA circulação de saberes: academia,meios sociais, escola, comunicação de massas Prof. Luis Fernando Cerri Departamento de História Universidade Estadual de Ponta Grossa Permite-se a reprodução desde que citada a fonte
  2. 2. Didática da HistóriaSistema Transposiçãoescolar didática Tradição Seletiva
  3. 3. SISTEMA DIDÁTICO CHEVALLARD, Yves. La transposición didáctica. Del saber sabio al saber enseñado. Trad. Glaucia Gilman. Buenos Aires: Aique, 2009.
  4. 4. TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA“remete à passagem do saber sábio ao saber ensinado, e portanto à distância eventual, obrigatória, que os separa, dá testemunho desse questionamento necessário, ao tempo que se converte em sua primeira ferramenta.” (p. 16)
  5. 5. SISTEMA DIDÁTICO ETRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA. o sistema didático é aberto é preciso conhecer seu exterior supõe compatibilização com o meio  Saberes acadêmicos  Saberes da sociedade em geral
  6. 6. SISTEMA DIDÁTICO ETRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA.a concepção, pelos educadores, de um sistema didático que seria fechado ...(tornando iguais saber a ensinar e saber ensinado)... faz com que o processo de transposição didática produza um saber exilado de suas origens (históricas)
  7. 7. NOOSFERA (ESFERA DOPENSAMENTO) CHEVALLARD, Yves. La transposición didáctica. Del saber sabio al saber enseñado. Trad. Glaucia Gilman. Buenos Aires: Aique, 2009.
  8. 8. Circulação social dos saberes ... Sobre aHistória ...
  9. 9. (VOCÊ NÃO FAZTRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA!!!!!!!!) “O voluntarismo obstrui a análise e uma certa atitude reflexiva. Preparar uma lição sobre o logaritmo se torna, então, fazer a transposição didática da noção de logaritmo. Entretanto, preparar uma lição é sem dúvida trabalhar com a transposição didática (ou melhor, na transposição didática); jamais é fazer a transposição didática. Quando o docente intervém para escrever essa variante local do texto, do saber que ele chama seu curso ou para preparar seu curso (quer dizer, para realizar o trecho do saber no desfiladeiro da sua própria palavra), já faz tempo que a transposição didática começou...” (CHEVALLARD, op. cit., p. 20)
  10. 10. Matriz disciplinar da História (Rüsen)
  11. 11. 1) Escreva o seu resumo dessa aula.(entrega na próxima aula)

×