Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD

415 visualizações

Publicada em

PNAD

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD

  1. 1. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD Graduação em Nutrição Docente: Rebekka Fernandes Componente Curricular: Epidemiologia Nutricional Discentes: Anna Paula Mota; Fharlley Lohann; Jarson Pedro da Costa Pereira; Luis Henrique Dantas Mendes; Renatha Celiana da Silva Brito. 2015.2
  2. 2. PNAD:  “Obtém informações anuais sobre características demográficas e socioeconômicas da população, como sexo, idade, educação, trabalho e rendimento, e características dos domicílios, e, com periodicidade variável, informações sobre migração, fecundidade, nupcialidade, entre outras, tendo como unidade de coleta os domicílios. Temas específicos abrangendo aspectos demográficos, sociais e econômicos também são investigados (IBGE, 2015).”
  3. 3. Objetivos da PNAD:  Como um levantamento estatístico que integra o Programa Nacional de Pesquisas Contínuas por Amostra de Domicílios da Fundação IBGE, a Pnad vem sendo realizada desde 1967 com um duplo objetivo: Suprir a falta de informações sobre a população brasileira durante o período intercensitário; Estudar temas insuficientemente investigados ou não contemplados nos censos demográficos decenais realizados por aquela instituição.
  4. 4. Origens da PNAD:  Na década de 60: carência de informações (sociais, econômicas e demográficas) para planejar e acompanhar o desenvolvimento;  Pesquisas por amostra de domicílios eram o caminho possível; Possibilitam um maior controle das fases operacionais e uma significativa redução do tempo de execução e dos custos; Permitem a ampliação e o aprofundamento dos temas captados pelos levantamentos que investigam toda a população.
  5. 5. Estrutura da PNAD:  Considerando a impossibilidade de investigar continuamente todos os temas de interesse, a PNAD foi estruturada para ter uma pesquisa básica, pesquisas suplementares e pesquisas especiais. Pesquisabásica • Investiga, de forma contínua, os temas definidos como de maior importância para medir e acompanhar o nível socioeconômico da população: habitação e mão-de- obra, além de características demográficas e educacionais. Pesquisassuplementares • Aprofundam os temas permanentes e investigam outros assuntos de interesse que se interliguem com os da pesquisa básica. Pesquisasespeciais • Abordam assuntos de maior complexidade, que exigem tratamento à parte da pesquisa básica, podendo até requerer um esquema de amostragem distinto.
  6. 6. Histórico da PNAD:  Início em 1967;  Abrangia a área compreendida pelas atuais regiões Nordeste, Sudeste e Sul, além do Distrito Federal;  Até 1970, o levantamento era trimestral;  A partir de 1971, a pesquisa básica passou a ser realizada anualmente, sempre no último trimestre, tendo por referência a situação da população em 31 de setembro de cada ano;  Em 1973, o levantamento já alcançava as atuais regiões Nordeste, Sudeste e Sul e a área urbana das regiões Norte e Centro-Oeste;  Em 1974 e 1975, a Pnad foi paralisada para a realização da pesquisa especial denominada Estudo Nacional da Despesa Familiar – ENDEF;  Em 1980, o levantamento foi interrompido para a realização do Censo Demográfico;  Em 1981, a pesquisa básica da PNAD já cobria todo o território nacional, exceto as áreas rurais de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá (3% da população brasileira);
  7. 7. Histórico da PNAD:  Durante toda a década de 80, o questionário da pesquisa básica da Pnad permaneceu praticamente inalterado;  A partir de 1987, foi introduzida a investigação da cor das pessoas;  A partir de 1988 em diante, foram acrescentadas as indagações sobre a existência de rádio e de televisão nos domicílios particulares permanentes;  Em 1990, a PNAD foi realizada em caráter excepcional, em decorrência do adiamento do Censo Demográfico para 1991;  A partir da PNAD 1992, o conceito de trabalho tornou-se mais abrangente, incluindo, na captação como pessoa ocupada, os trabalhadores na produção para o próprio consumo e os trabalhadores na construção para o próprio uso;  A partir da PNAD 2002, a Classificação Brasileira de Ocupações Domiciliar – CBO e a Classificação Nacional de Atividades Econômicas Domiciliar – CNAE passaram a ser adotadas;  A partir de 2004, os resultados apresentados agregam as informações das áreas urbana e rural para todas as Unidades da Federação, Grandes Regiões e Brasil;  Para acompanhar a implantação da mudança da duração do ensino fundamental regular de 8 para 9 anos foram feitos ajustes na investigação da parte de educação a partir da PNAD 2007.
  8. 8. Conceituação da pesquisa básica da PNAD:  A pesquisa básica da PNAD abrange: a população residente em domicílios particulares permanentes e em unidades de habitação em domicílios coletivos.  A coleta de informações obedece a uma série de conceitos e definições operacionais, iguais ou assemelhados aos utilizados em várias outras pesquisas domiciliares, inclusive o Censo Demográfico.
  9. 9. Conceituação da pesquisa básica da PNAD:  As principais características investigadas pela pesquisa básica são:
  10. 10. Pesquisa Suplementar deSegurança Alimentar  Levantamento realizado em 2004, 2009 e 2013 em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Abrangência de divulgação dos dados:  Brasil;  Grandes Regiões e;  Unidades da Federação (UF).
  11. 11. PNAD – 2004/2009  Na PNAD 2004, foram pesquisadas 399 354 pessoas e 139 157 unidades domiciliares selecionadas, distribuídas por todas as Unidades da Federação.  Em 2009, foram pesquisadas 399 387 pessoas e 153 837 unidades domiciliares distribuídas por todas as Unidades da Federação.  A Escala Brasileira de Insegurança Alimentar - EBIA foi utilizada em 2004 e 2009, para estimar a prevalência de insegurança alimentar em inquérito nacional, realizado pelo instituto oficial de pesquisas estatísticas.  Sua adoção continuada nos levantamentos oficiais oferece informações estratégicas, de abrangência nacional, para elaboração e aperfeiçoamento das políticas públicas de combate à insegurança alimentar.
  12. 12. PNAD – 2004/2009  A PNAD é realizada por meio de uma amostra probabilística de domicílios obtida em três estágios de seleção: unidades primárias - municípios; unidades secundárias - setores censitários; e unidades terciárias - unidades domiciliares (domicílios particulares e unidades de habitação em domicílios coletivos).
  13. 13. PNAD – 2004/2009  As escalas de medida direta da insegurança alimentar, como a EBIA, fornecem informações estratégicas para a gestão de políticas e programas sociais porque permitem tanto identificar e quantificar os grupos sociais em risco de insegurança alimentar (IA) quanto os seus determinantes e consequências.
  14. 14. PNAD – 2004/2009  A análise da EBIA é baseada em um gradiente de pontuação final resultante do somatório das respostas afirmativas a 14 questões.
  15. 15. PNAD – 2004/2009
  16. 16. PNAD – 2004/2009
  17. 17. PNAD – 2004/2009
  18. 18. PNAD – 2004/2009  Para o Brasil, urbano ou rural, quanto maior o nível de escolaridade dos moradores menor a prevalência de insegurança moderada ou grave.
  19. 19. http://www.ibge .gov.br/home/es tatistica/popula cao/seguranca_ alimentar_2004 _2009/pnadalim entar.pdf
  20. 20. PNAD – 2013  Amostra de 148,7 mil domicílios ou 362,6 mil moradores.
  21. 21. PNAD – 2009/2013
  22. 22. PNAD – 2009/2013
  23. 23. PNAD – 2009/2013
  24. 24. PNAD – 2009/2013
  25. 25. PNAD – 2009/2013
  26. 26. PNAD – 2009/2013  Estratégia da Família em Situação de Insegurança Alimentar (novo).
  27. 27. PNAD – 2009/2013
  28. 28. PNAD – 2009/2013
  29. 29. PNAD – 2012/2013
  30. 30. PNAD – 2012/2013
  31. 31. PNAD – 2012/2013
  32. 32. PNAD – 2012/2013
  33. 33. PNAD – 2012/2013
  34. 34. PNAD – 2012/2013
  35. 35. Vídeo - PNAD traz indicadores sociais dos lares brasileiros.mp4
  36. 36. Referências bibliográficas  BRASIL. Ministério da Educação. Informações Gerais Sobre a PNAD. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12521:inf. Acesso em: 29 set. 2015.  IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/pesquisas/pesquisa_resu ltados.php?id_pesquisa=40.Acesso em: 29 set. 2015.  IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Suplementar de Segurança Alimentar – PNAD 2013. Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/ 00000020112412112014243818986695.pdf.Acesso em: 05 out. 2015.  POLATO,Amanda. Números do Brasil. Disponível em: http://g1.globo.com/economia/pnad-resultados-2013/index.html. Acesso em: 29 set. 2015.

×