Patologia caso clínico (pancreatite aguda)

4.502 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Patologia caso clínico (pancreatite aguda)

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO TRAIRÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO DOCENTE: MARIA CECÍLIA DOS SANTOS Ana Paula Mota Daiane Pontes Jarson Pedro Luís Henrique Mikaella Hayanne Muana Lucena Renatha Brito Thâmara Samara Santa Cruz-RN
  2. 2. CARACTERÍSTICAS • SBS, 13 anos; • IMC= 30; • Péssimos hábitos sociais e alimentares (ingestão de alimentos gordurosos diariamente); • Sedentarismo.
  3. 3. SINTOMAS • Astenia; • Adinamia; • Dor abdominal intensa no hipocôndrio direito e epigastro; • Vômitos; • Escleróticas ictéricas; • Abdômen distendido.
  4. 4. EXAMES E RESULTADOS • Estudos analíticos: hiperbilirrubinemia conjugada, aumento das transaminases, da fosfatase alcalina, de lipases e da amilase; • Ecografia abdominal: Litíase com dilatação do ducto biliar comum; • Pausa alimentar e sonda nasogástrica; • Colecistectomia; • Necrosectomia pancreática: tecido continha necrose gordurosa com áreas de saponificação e destruição de vasos sanguíneos levando a uma hemorragia intersticial.
  5. 5. DIAGNÓSTICO • PANCREATITE AGUDA • A pancreatite aguda é o inchaço e a inflamação repentinos do pâncreas.
  6. 6. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • Localização: • Pâncreas produz enzimas (lipases) que só ficam ativas no intestino delgado. • Na pancreatite as enzimas se ativam no pâncreas e digerem o seu tecido. • Isso explica o aumento de lipases, a necrose gordurosa (esteatonecrose), a hemorragia intersticial.
  7. 7. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • LITÍASE (pedra na vesícula) • Desequilíbrio dos componentes da Bílis (colesterol + billirrubina) = Litíase biliar • Explica a cólica biliar e dilatação do ducto biliar comum. • Hiperbilirrubinemia explica as escleróticas ictéricas.
  8. 8. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • Litíase leva a pancreatite aguda pois bloqueia o ducto pancreático → enzimas ativam-se no pâncreas (aumento de cálcio) e danificam o tecido. • Dor intensa nas regiões palpadas.
  9. 9. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • ESTEATONECROSE: ocorre por extravasamento de enzimas dos ácidos pancreáticos por ação de lipases sobre os triglicerídeos. Os ácidos graxos liberados sofrem processo de saponificação na presença de sais alcalinos originando depósitos esbranquiçados ou manchas parecidas com “pingo de vela”, macroscopicamente.
  10. 10. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • HEMORRAGIA INTESTICIAL: • Decorrente da formação de pseudocistos; • Pseudocistos podem corroer vasos sanguíneos próximos, resultando em uma hemorragia. O pseudocisto pode também comprimir os vasos sanguíneos adjacentes, conduzindo também a uma possível trombose. Hemorragias a partir de um pseudocisto ocorrem em 2% a 7% dos casos.
  11. 11. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • ATROFIA: • Demonstra que o quadro evoluiu de agudo para crônico; • A atrofia acontece como forma de compensar a inflamação no pâncreas; • Acontece a fibrose: substituição de tecido danificado por tecido fibroso (endurecimento do pâncreas).
  12. 12. EXPLICAÇÃO DE SINTOMAS • PAUSA ALIMENTAR: • Para não haver a produção da bile e das lípases(prevenir os órgãos); • A alimentação só poderá ocorrer quando o tratamento houver terminado, e já não haja mas o uso de analgésicos, para que não ocorra nauseas nem o refluxo do alimento.
  13. 13. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • Pancreatite – Complicações http://www.news- medical.net/health/Pancreatitis-Complications- (Portuguese).aspx Acesso em 03 de abril de 2014. • Pseudocisto pancreático http://por.mdhealthresource.com/disability- guidelines/pancreatic-pseudocyst Acesso em 03 de abril de 2014.

×