• A Associação de Jovens de Beja veem-vos convidar a  realizar um passeio turístico ao Egito (de 25 de Março até 9  de Abr...
1º dia (Lisboa/Cairo):Comparência no aeroporto de Lisboa, duas horas antes da partida, para embarcar no voo regular, comde...
5º dia (Luxor/Hughada):Pequeno almoço a bordo. Em hora a informar transporte por estrada até Hurghada. Chegada, assistênci...
11º dia (Sharm El Sheik/ Cairo):Pequeno-almoço no Hotel. Em hora a informar, transporte ao aeroporto para formalidades de ...
Localização no Espaço e no Tempo(Nascimento da Civilização):Norte de Africa; entre 3500 a.C. e 3200 a.C.Fronteira: N-Mar M...
A Importância do Rio Nilo para o Egito Antigo  SERÁ QUE O RIO NILO TINHA MUITA IMPORTÂNCIA   PARA O NASCIMENTO DA CIVILIZA...
O faraó governava o Egito como chefe supremo. O seu poder era sacralizado eabsoluto, pois a sua autoridade era exercida em...
Serpente Sagrada (símbolode proteção ao rei)Chicote (símbolo de poder)    Cetro (símbolo de poder)                        ...
A sociedade egípcia encontrava-se estratificada, hierarquizada e escravizada. Osdiferentes estratos que compunham a socied...
-comerciantes, artesãos e camponeses: Eram um grupo que não era privilegiado e erao mais numeroso. Tinham uma vida muito d...
Na seguinte pirâmide podemos ver como se organizava o Egito Antigo:                                         Família       ...
O crescimento da sociedade ao longo do rio Nilo acabou estabelecendo, em 3.500 a.C., a criaçãode dois reinos: o Alto e o B...
Os monumentos egípcios eram decorados com pinturas, baixos-relevos e esculturas. Aspinturas e os baixos-relevos das parede...
Na escultura egípcia, a rigidez e a falta de expressão das estátuas colossais dos faraóscontrastam com o naturalismo dos m...
A arte egípcia, à semelhança da arte grega, apreciava muito as cores. As estátuas, ointerior dos templos e dos túmulos era...
Branco: obtido a partir da cal ou do gesso, era a cor da pureza e da verdade. Como tal erautilizado artisticamente nas ves...
A economia no Antigo Egito era baseada na agricultura, por isto eram uma civilizaçãoagrária. O rio Nilo, com as suas cheia...
O comércio assumiu uma grande importância na economia do Egito. Os principaisprodutos de exportação eram o trigo, os tecid...
Os Egípcios praticavam a religião politeísta porque acreditavam em mais doque um Deus (Amon Rá, Horus, Anúbis, Thot, Osíri...
De acordo com a religião egípcia, a alma da pessoa necessitava de um corpo para a vidaapós a morte. Portanto, devia-se pre...
O processo era realizado por especialistas em mumificação e seguia as seguintes etapas:1º - O cadáver era aberto na região...
4º - O corpo era envolvido em faixas de linho branco, sendo que amuletoeram colocados entre estas faixas.Após a múmia esta...
Os Egípcios inventaram um complexo sistema de escrita, apenas dominado pelos escribas, aescrita hieroglífica. Constituída ...
Da literatura egípcia chegaram até nós poemas, textos religiosos e médicos, contospopulares e provérbios.Os egípcios desen...
A Arte egípcia está profundamente ligada à religião. Os Egípcios edificaram, sobretudograndes templos dedicados aos deuses...
As pirâmides surgiram posteriormente. A primeira a ser construída foi a pirâmide dedegraus de Djozer, mas as mais famosas ...
- Os velhos eram muito respeitados no Egito Antigo, pois eles valorizavam muito oconhecimento acumulado com o passar dos a...
- Grande parte das roupas no Egito Antigo era feita de linho.- As mulheres egípcias mais ricas faziam maquiagem usando pó ...
- Os sarcófagos dos faraós eram feitos de ouro com adornos de pedras preciosas.Quanto mais poderoso e rico o faraó, mais l...
Pirâmides de Gizé    Cairo       Rio Nilo                    Esfinge
Assuão                 Templo de Kom OmboSharm El Sheik         Hughada
Luxor                         Templo de EdfúTemplo de Karnak   Templo da Rainha Hatshepsut
Colossos de Mémnon                 Vale dos Reis                        Nota: se estiver interessado, por favor           ...
As maravilhas do antigo Egito
As maravilhas do antigo Egito
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As maravilhas do antigo Egito

2.120 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.120
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
377
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As maravilhas do antigo Egito

  1. 1. • A Associação de Jovens de Beja veem-vos convidar a realizar um passeio turístico ao Egito (de 25 de Março até 9 de Abril de 2013). Os preços serão fantásticos (cerca de 500€ com viagem e pensão completa, num hotel de quatro estrelas).• Visitaremos a capital (Cairo), as pirâmides de Gizé, Alexandria, o Rio Nilo etc. Anda daí conhecer o Egito Antigo:• Socialmente;• Politicamente;• Artisticamente;• Economicamente;• Religiosamente.• Culturalmente Cairo, Egíto
  2. 2. 1º dia (Lisboa/Cairo):Comparência no aeroporto de Lisboa, duas horas antes da partida, para embarcar no voo regular, comdestino à capital egípcia. Chegada, controle de vistos, assistência e ida para o hotel, para o alojamento;2º dia (Cairo/Assuão):Pequeno almoço no hotel. Transfere ao aeroporto, para embarque ao voo, com destino a Luxor.Chegada, assistência e transporte ao barco, que realizará um passei de cruzeiro pelo Rio Nilo.Vão jantar e passar a noite no barco a bordo;3º/4º dia (Assuão/Luxor) (Cruzeiro pelo Nilo):Pensão Completa. Durante o Cruzeiro pelo Rio Nilo o pacote de visitas opcionais inclui as seguintesvisitas: templo da Rainha Hatshepsut (Deir El Bahari), Colossos de Mémnon, o famoso vale dos reis queguarda os túmulos de alguns dos mais importantes faraós do Egito, entre eles do mítico Tutankamon,Ramsés Lle Tutmosilll, Templo de Luxor, construído por Amenofisll em honra a Amón, o grandioso Templode Karnak, o grande Templo de Edfú, dedicado a Horus, foi no passado parcialmente coberto por algasdurante as inundações periódicas do Nilo, Templo de Kom Ombo, edificado durante o império dosPtolomeus, foi consagrado aos deuses Horoeris com cabeça de falcão e a Sobek com cabeça de crocodilo,a Grande Barragem de Assuão e Obelisco Inacabado. Caso este não tenha sido adquirido, poderáaproveitar os dias livres para realizar visitas opcionais à sua escolha, passear pelas movimentadas ruas deAssuão, Edfúe Luxor, ou simplesmente dedicar-se ao descanso e contemplar as paisagens únicas que sóo Nilo proporciona.
  3. 3. 5º dia (Luxor/Hughada):Pequeno almoço a bordo. Em hora a informar transporte por estrada até Hurghada. Chegada, assistência ealojamento no hotel previsto. Jantar e alojamento no hotel.Hurghada: grande centro turístico situado a 250Km de Luxor na costa ocidental do Mar Vermelho, banhadopor águas cristalinas, fronteiriço com o deserto e com as montanhas. A principal atração de Hughada residena incomparável belezas submarinas com suas ilhas de coral e a imensa beleza e variedade de faunassubaquática. As instalações turísticas proporcionam ao visitante os mais completos e variados serviços:numerosos restaurantes, excursões para explorar o deserto, centros de mergulho e grandes facilidade paraprática de todo o tipo de desportos náuticos.6º/7º dia (Hughada):Dias livres em regime de Tudo Incluído, que poderão ser aproveitados para descobrir as maravilhas do MarVermelho, fazer Snokeling ou Mergulho, aproveitar as praias de Hughada, participarem em visitas opcionaisou simplesmente dedicar-se ao descanso e aproveitar as facilidades do Hotel.8º dia (Hughada/Sharm El Sheik):Pequeno-almoço no Hotel. Em hora a informar, transporte ao cais para embarque no catamaran (horaprevista 09h00-10h15) que fará a ligação em as duas estancias balneares egípcias. Chegada a Sharm El Sheik,assistência e transporte ao Hotel (tempo livre).9º/10º dia (Sharm El Sheik):Dias livres em regime de tudo incluído, que poderão ser aproveitados para descobrir as maravilhas do MarVermelho. Sharm El Sheik: importante zona turística na ponta meridional da península de Sinai, junto ástransparentes águas do golfo de Aqaba. É considerado como um dos melhores dos locais do mundo emcorais e exótica fauna marinha.
  4. 4. 11º dia (Sharm El Sheik/ Cairo):Pequeno-almoço no Hotel. Em hora a informar, transporte ao aeroporto para formalidades de embarque esaída com destino à capital egípcia, chegada, assistência e transporte ao Hotel previsto (tempo livre).12º dia (Cairo):Pequeno-almoço. Visita ás grandes Pirâmides, classificadas como uma das sete maravilhas do mundo antigo,com vista panorâmica à Necrópole de Gizé, composta pelas Pirâmides de Keops, Mikerinos e Kefrén, àEsfinge que guarda a entrada da Pirâmide de Kefrén.13º/14º dia (Cairo):Pequeno-almoço no hotel. Dias livres que poderá aproveitar para realizar visitas opcionais, passear pelamovimenta da Capital Egipcia ou realizar compras no grande Bazar de Khan El Khalili, um dos Bazares maiscélebres do oriente ou simplesmente dedicar-se ao descanso e aproveitar as instalações do Hotel.15º dia (Cairo/Lisboa):Pequeno-almoço no Hotel. Em hora a informar transporte ao aeroporto para embarque e saída com destinoa Lisboa, com a companhia aérea Egyptair (refeições a bordo). Chegada a Lisboa e fim da viagem dos nossosserviços.
  5. 5. Localização no Espaço e no Tempo(Nascimento da Civilização):Norte de Africa; entre 3500 a.C. e 3200 a.C.Fronteira: N-Mar Mediterrânico; S-Primeira Catarata do Rio Nilo; L-Deserto Oriental Africano; O-Deserto da Líbia. Deserto da Arabia
  6. 6. A Importância do Rio Nilo para o Egito Antigo SERÁ QUE O RIO NILO TINHA MUITA IMPORTÂNCIA PARA O NASCIMENTO DA CIVILIZAÇÃO EGIPCIA? O Rio Nilo era muito importante, pois sem ele a Civilização Egípcia de certeza que não existiria. O Rio Nilo tinha cheias anuais devido às fortes chuvas de Verão nos planaltos da Etiópia, que depositavamdetritos aluviais nas margens do rio, tornando-as muito férteis para a prática da Agricultura.
  7. 7. O faraó governava o Egito como chefe supremo. O seu poder era sacralizado eabsoluto, pois a sua autoridade era exercida em nome dos deuses. Era consideradoum deus vivo, filho de Ámon-Rá, o deus-sol. Deste modo, o Egito era governadocomo uma monarquia teocrática. O faraó era considerado simultaneamente rei edeus, detendo o poder de vida e de morte sobre o seu povo. Logo, o faraóconcentrava todos os poderes, sendo: Administrador do Egito; Sumo sacerdote; Juiz supremo; Chefe do exército.Todas as terras do Egito pertenciam ao faraó. O palácio onde vivia representava ocentro administrativo e política do Egito. O Egito era uma Civilização onde haviamuita injustiça.
  8. 8. Serpente Sagrada (símbolode proteção ao rei)Chicote (símbolo de poder) Cetro (símbolo de poder) Barba postiça (símbolo de imortalidade)
  9. 9. A sociedade egípcia encontrava-se estratificada, hierarquizada e escravizada. Osdiferentes estratos que compunham a sociedade egípcia eram:-faraó e a família real: No topo da pirâmide social;-nobres, sacerdotes, altos funcionários e escribas: Vinham a seguir do faraó napirâmide social. Os nobres asseguravam funções militares. Os sacerdotes dedicavam-seao culto dos mortos e dos deuses. Os altos funcionários executavam serviçosadministrativos. Os escribas denominavam a escrita egípcia e o cálculo e, por esta razãoeram muito respeitados. Eles (os escribas) ainda desempenhavam outras funções, comopor exemplo contabilistas, magistrados (juízes) e cobradores de impostos e controlavamos rendimentos das colheitas. Estes beneficiavam de terras e privilégios concedidospelo faraó;-soldados: Os soldados gozavam do direito de saque em tempo de guerra e, às vezes,também recebiam terras. Eram um grupo não privilegiado;
  10. 10. -comerciantes, artesãos e camponeses: Eram um grupo que não era privilegiado e erao mais numeroso. Tinham uma vida muito difícil e eram obrigados a pagar pesadosimpostos ao faraó, aos sacerdotes e aos senhores e por vezes, podiam ser requisitadospara a construção de obras públicas;-escravos: Eram um grupo não privilegiado e normalmente prisioneiros de guerra, erealizavam todo o tipo de trabalho nas obras públicas, em serviços domésticos ou emminas. Escravos Soldados Escribas
  11. 11. Na seguinte pirâmide podemos ver como se organizava o Egito Antigo: Família do FaraóLegenda: Nobres e AltosB - Não privilegiados Funcionários - Privilegiados Sacerdotes Escribas Soldados Camponeses, comerciantes e artesãos Escravos
  12. 12. O crescimento da sociedade ao longo do rio Nilo acabou estabelecendo, em 3.500 a.C., a criaçãode dois reinos: o Alto e o Baixo Egito. Durante o reinado de Menés, faraó do Alto Egito, realizou-se um processo de unificação onde ele subordinou todos os nomarcas do Egito (líderessupremos dos nomos) sob o seu comando. Dessa forma, temos estabelecido o primeiro períododa era dinástica do Egito: o Antigo Império, que vai de 3200 a.C. até 2300 a.C..Sob o comando do faraó, o Egito tornou-se uma monarquia centralizada formada por súditossubordinados. Dessa maneira, os egípcios eram obrigados a trabalhar nas lavouras, construçõese obras administradas pelo governo do faraó.
  13. 13. Os monumentos egípcios eram decorados com pinturas, baixos-relevos e esculturas. Aspinturas e os baixos-relevos das paredes dos túmulos, templos e palácios representavammitos religiosos , cenas do quotidiano, deuses e faraós. Na representação da figurahumana aplicavam a lei da frontalidade, em que a cabeça, as pernas e os pés aparecemde perfil (de lado), enquanto os olhos e o resto do corpo eram representados de frente.A dimensão das figuras encontrava-se diretamente relacionada com a sua importânciasocial.
  14. 14. Na escultura egípcia, a rigidez e a falta de expressão das estátuas colossais dos faraóscontrastam com o naturalismo dos movimentos e a expressividade das estatuetas depessoas comuns, normalmente escribas sacerdotes e nobres. Os artistas utilizavam apedra, a madeira e o barro.A originalidade dos Egípcios também está presente nas artes decorativas tais como ajoalharia, a ourivesaria, as peças de vidro, o mobiliário, as peças de marfim e acerâmica.
  15. 15. A arte egípcia, à semelhança da arte grega, apreciava muito as cores. As estátuas, ointerior dos templos e dos túmulos eram profusamente coloridos. Porém, a passagemdo tempo fez com que se perdessem as cores originais que cobriam as superfícies dosobjetos e das estruturas.As cores não cumpriam apenas a sua função primária decorativa, mas encontravam-secarregadas de simbolismo, que se descreve de seguida: Preto : era obtido a partir do carvão de madeira ou de pirolusite (óxido demanganésio do deserto do Sinai). Estava associado à noite e à morte, mas tambémpoderia representar a fertilidade e a regeneração. Na arte o preto era utilizado nassobrancelhas, perucas, olhos e bocas. O deus Osíris era muitas vezes representadocom a pele negra, assim como a rainha deificada Ahmés-Nefertari.
  16. 16. Branco: obtido a partir da cal ou do gesso, era a cor da pureza e da verdade. Como tal erautilizado artisticamente nas vestes dos sacerdotes e nos objetos rituais. As casas, as florese os templos eram também pintados a branco.Vermelho : obtido a partir de ocres. O seu significado era ambivalente: por um ladorepresentava a energia, o poder e a sexualidade, por outro lado estava associado aomaléfico deus Set, cujos olhos e cabelo eram pintados a vermelho, bem como aodeserto, local que os Egípcios evitavam. Era a vermelho que se pintava a pele dos homens.Dourado: para criarem o dourado, os Egípcios recorriam ao óxido de ferro hidratado(limonite). As estátuas dos deuses eram feitas a ouro, assim como os objetos funeráriosdo faraó, como as máscaras.Verde: era produzido a partir da malaquite do Sinai. Simboliza a regeneração e a vida; apele do deus Osíris poderia ser também pintada a verde. Não era muito utilizado.Azul: obtido a partir da azurite (carbonato de cobre) ou recorrendo-se ao óxido decobalto. Estava associado ao rio Nilo e ao céu.Não era muito utilizado.
  17. 17. A economia no Antigo Egito era baseada na agricultura, por isto eram uma civilizaçãoagrária. O rio Nilo, com as suas cheias, era uma dádiva dos deuses para os egípcios. Asterras cultivadas pertenciam ao Faraó, considerado pelo seu povo rei, Deus e senhorabsoluto, mas eram controladas pelos sacerdotes, escribas e chefes militares queadministravam os trabalhadores livres e os escravos que ali cultivavam a terra. Com aacumulação de excedentes (ou seja a sobra de alimento) desenvolveu-se uma novaatividade económica – o comércio.
  18. 18. O comércio assumiu uma grande importância na economia do Egito. Os principaisprodutos de exportação eram o trigo, os tecidos de linho e as cerâmicas eimportavam, sobretudo, matérias-primas, tais como madeira, marfim e metais, queescasseavam no Egito. As trocas comerciais desenvolviam-se, principalmente com ospovos das regiões vizinhas, ao longo do Rio Nilo, do Mar Mediterrâneo e do MarVermelho. Por isso, o Nilo era, também, a principal via de comunicação e transporteutilizada pelos Egípcios.Os Egípcios também desenvolveram a pecuária, a pesca, a caça e o artesanato, comdestaque para a construção naval, a metalurgia, a ourivesaria, a cestaria, a olaria e o vidro. Comércio Agricultura
  19. 19. Os Egípcios praticavam a religião politeísta porque acreditavam em mais doque um Deus (Amon Rá, Horus, Anúbis, Thot, Osíris, Ísis e Hathor) Esteseram representados de varias formas: humana, animal (porexemplo, serpente, gato, falcão, crocodilo, escaravelho, entre outras) emista (cabeça de animal e corpo humano), por isto considera-se a religiãoegípcia antropomórfica. Os Egípcios acreditavam na vida depois da morte. Hórus Ámon Rá (deus-sol) Anúbis Thot
  20. 20. De acordo com a religião egípcia, a alma da pessoa necessitava de um corpo para a vidaapós a morte. Portanto, devia-se preservar este corpo para que ele recebesse de formaadequada a alma. Preocupados com esta questão, os egípcios desenvolveram umcomplexo sistema de mumificação.
  21. 21. O processo era realizado por especialistas em mumificação e seguia as seguintes etapas:1º - O cadáver era aberto na região do abdómen e retirava-se as vísceras(fígado, coração, rins, intestinos, estômago, etc. O coração e outros órgãos eramcolocados em recipientes a parte. O cérebro também era extraído. Para tanto, aplicava-se uma espécie de ácido pelas narinas, esperando o cérebro derreter. Após oderretimento, retirava-se pelos mesmos orifícios os pedaços de cérebro com umaespátula de metal.2º - O corpo era colocado em um recipiente com natrão (espécie de sal) para desidratare também matar bactérias.3º - Após desidratado, enchia-se o corpo com serragem. Aplicava-se também alguns“perfumes” e outras substâncias para conservar o corpo. Textos sagrados eramcolocados dentro do corpo. Anúbis a executar a técnica de mumificação
  22. 22. 4º - O corpo era envolvido em faixas de linho branco, sendo que amuletoeram colocados entre estas faixas.Após a múmia estar finalizada, era colocada dentro de um sarcófago, queseria levado à pirâmide para ser protegido e conservado. O processo era tãoeficiente que, muitas múmias, ficaram bem preservadas até os dias de hoje.Elas servem como importantes fontes de estudos para egiptólogos. Com oavanço dos testes químicos, hoje é possível identificar a causa da morte defaraós, doenças contraídas e, em muitos casos, até o que eles comiam.Graças ao processo de mumificação, os egípcios avançaram muito emalgumas áreas científicas. Ao abrir os corpos, aprenderam muito sobre aanatomia humana. Em busca de substâncias para conservar os corpos,descobriram a ação de vários elementos químicos.
  23. 23. Os Egípcios inventaram um complexo sistema de escrita, apenas dominado pelos escribas, aescrita hieroglífica. Constituída por centenas de sinais, os hieroglíficos representam figurashumanas, animais, objetos e plantas. O principal material de suporte desta escrita era opapiro, planta que crescia junto ao Nilo, mas também a pedra continuou a ser utilizada paraa escrita.A escrita hieroglífica, os números e o cálculo contribuíram para o desenvolvimento dasciências, da arte e da literatura.
  24. 24. Da literatura egípcia chegaram até nós poemas, textos religiosos e médicos, contospopulares e provérbios.Os egípcios desenvolveram saberes, principalmente, nos seguintes domínios:-Na Matemática, Geometria e Álgebra: áreas, volumes e frações, aplicados naarquitetura, na engenharia, nos sistemas hidráulicos, na medição de terrenos e nainvenção de relógios de água;-Na Astronomia, com a elaboração de um calendário e estudos dos astros;-Na Medicina, o embalsamento e mumificação dos corpos permitiu o melhorconhecimento do corpo humano, desenvolvendo-se a anatomia e as técnicas decirurgia. Matemática Astronomia Medicina
  25. 25. A Arte egípcia está profundamente ligada à religião. Os Egípcios edificaram, sobretudograndes templos dedicados aos deuses, e túmulos e palácios para o faraó e para afamília real, alguns dos quais ainda existem. Os templos mais imponentes são os deLuxor, Karnak e Abu Simbel. A arquitetura egípcia caracteriza-se pelamonumentalidade, durabilidade e grandiosidade das construções.As mastabas, pirâmides e os hipogeus eram túmulos construídos em pedra eembelezados com estátuas, obeliscos, colunas, pinturas e relevos murais. Os primeirostúmulos a ser construídos foram as mastabas, baixas construções retangularesdestinadas a familiares do faraó, a nobres e a altos funcionários. Mastaba Hipogeus Pirâmides
  26. 26. As pirâmides surgiram posteriormente. A primeira a ser construída foi a pirâmide dedegraus de Djozer, mas as mais famosas são as pirâmides de Gizé, dos faraósQuéops, Quéfren e Miquerinos. Os hipogeus eram túmulos subterrâneos, construídostotalmente debaixo da Terra. Como os túmulos eram locais frequentemente roubados eviolados, porque escondiam muitas riquezas, os faraós foram optando por sersepultados em hipogeus. O hipogeu do faraó Tutancámon é um dos mais conhecidos.
  27. 27. - Os velhos eram muito respeitados no Egito Antigo, pois eles valorizavam muito oconhecimento acumulado com o passar dos anos.- No Egito Antigo, as crianças começavam a usar roupas a partir dos cinco anos deidade. Os meninos usavam uma tanga e um cinto, enquanto as meninas usavam umvestido.- No dia do casamento, os noivos costumavam levar alimentos nos templos comooferenda aos deuses. Faziam isso para pedir benção ao casamento.- Somente os templos e túmulos eram feitos de pedra. As outras construções eramfeitas de tijolos de barro misturados com palha picada.- As camadas mais populares da sociedade egípcia tinham como base da alimentaçãoo pão, o peixe e uma espécie de cerveja. Já os mais ricos comiam carne de ganso,carne de vaca, vegetais, peixes, frutas e bolos. O vinho era uma bebida cara e tambémera consumida apenas por aqueles que tinham melhores condições sociais.
  28. 28. - Grande parte das roupas no Egito Antigo era feita de linho.- As mulheres egípcias mais ricas faziam maquiagem usando pó de minerais coloridomisturados com óleos vegetais. Usavam também, para ficarem mais bonitas, joiasfeitas de ouro e pedras preciosas.- As meninos das famílias mais ricas iam para a escola, onde tinham aula comsacerdotes e sábios. As meninas só podiam ir para a escola a partir dos doze anos deidade. As crianças usavam pranchas de gesso e lascas de pedra para escreverem. Aescola era muito rigorosa e os castigos físicos eram usados em caso de erros.- Os filhos de famílias mais pobres (exceto de escravos) aprendiam a profissão do paiem casa ou no local de trabalho. Estas famílias não tinham condições de manterem osfilhos numa escola. Tempo de Philae feito de pedra Roupas de linho
  29. 29. - Os sarcófagos dos faraós eram feitos de ouro com adornos de pedras preciosas.Quanto mais poderoso e rico o faraó, mais luxuoso era seu sarcófago.- O faraó começava o dia fazendo oração para os deuses, pedia proteção e força pararesolver as questões da administração do Egito.- No Egito Antigo havia o divórcio. As mulheres podiam ficar com os filhos e tambémcom parte dos bens do casal. Elas podiam também se casarem novamente.- As doenças pulmonares eram muito comuns do Egito Antigo. As pessoas costumaminalar muito pó de areia durante as tempestades de areia, o que comprometia, com otempo, o funcionamento dos pulmões.- Os egípcios acreditavam que o décimo terceiro dia da segunda parte do período deplantio era um dia de azar. Este era o dia da deusa Sekhmet que, de acordo com osegípcios, enviava doenças e pragas.- Os egípcios eram muito supersticiosos e acreditavam que os sonhos sempresignificavam algo. Se alguém sonhasse com a queda dos próprios dentes, issosignificava que alguém da família poderia morrer. Skehmet, deusa da guerra e das batalhas
  30. 30. Pirâmides de Gizé Cairo Rio Nilo Esfinge
  31. 31. Assuão Templo de Kom OmboSharm El Sheik Hughada
  32. 32. Luxor Templo de EdfúTemplo de Karnak Templo da Rainha Hatshepsut
  33. 33. Colossos de Mémnon Vale dos Reis Nota: se estiver interessado, por favor ligue para os seguintes números de telefone até 20 de Dezembro de 2012: Gonçalo Carrasco – 963835348 Beatriz Gonçalves - 965852423Bazar Khan El Khalili

×