DNA

1.106 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.106
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
185
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DNA

  1. 1. A Descoberta do ADN<br />Francisco Raio nº11<br />Hugo Costa nº14<br />9ºC<br />
  2. 2. Descoberta do ADN …<br />Em 1869, Friedrich Miescher , um médico Suíço, extraiu de uma ligadura alguns glóbulos brancos e fez uma grande descoberta. Descobriu que o núcleo da célula retinha uma substância desconhecida. Mais tarde, substâncias idênticas foram encontradas em células diferentes, desde a célula de um animal à de um fungo. A este composto químico deu-se o nome de ácido nucleico.<br />Em 1929 descobriu-se que na constituição dos ácidos nucleicos interferem dois açucares: a ribose e a desoxirribose. Designou-se por ARN ou ácido ribonucleico aquele que é constituído por ribosee o outro ácido nucleico contendo desoxirribose como açúcar é conhecido como ácido desoxirribonucleico ou ADN, este último foi encontrado nos cromossomas.<br /> <br />
  3. 3. Como é constituído ?<br /><ul><li>O ADN é constituído por unidades de nucleótidos. Cada nucleótido contém uma das quatro bases: adenina (A), timina (T), citosina (C) e a guanina (G). É possível ler a cadeia de ADN, obtendo-se uma sequência de letras. A adenina forma sempre par com a timina e a citosina sempre com a guanina. Estes quatro pares formam as letras do código de ADN. À sequência completa do ADN de cada célula chama-se o genoma.
  4. 4. Cada conjunto de três nucleótidos (bases) codifica um aminoácido, a unidade constituinte das proteínas. Quando existem erros na cadeia do ADN (mutações), poderão são incorporados aminoácidos errados na proteína, e esta deixará de funcionar correctamente. É daqui que resultam doenças como o cancro. Muitas vezes, os erros no ADN são transmitidos de pais para filhos resultando em doenças hereditárias.</li></li></ul><li>Função<br />Função<br /><ul><li>As suas moléculas são geralmente muito longas e pareciam transportar características hereditárias de uma célula para outra. Aos poucos, descobriu-se que o ADN continha a informação genética dos seres vivos através de uma escrita em forma indecifrável, para aquela altura. Além de conter a informação, o ADN pode também copia-la, o que permite passar a informação de uma célula para a outra.</li></li></ul><li>O ADN é formada uma hélice dupla em que os degraus são formados por pares de bases ligadas entre si. Em 1953, James Watson e Francis Crick propuseram a sua estrutura em Cambridge, Inglaterra. Conseguiram descrever correctamente a estrutura da dupla hélice da molécula de ADN. Compreenderam que devido aos pares das bases as duas cadeias são complementares. Quando uma célula se divide, as cadeias separam-se e cada uma constrói uma nova cadeia.<br />A descoberta da estrutura do ADN abriu o caminho para se perceber como a informação genética é transmitida de pais para filhos ou de uma célula para outra. Hoje em dia, esta descoberta tem um impacto em muitas áreas da vida , tais como a saúde e a medicina, a reprodução, a alimentação, a longevidade, etc. A imagem da dupla hélice do ADN tornou-se num símbolo utilizado por cientistas, artistas e organizações políticas. <br />Estrutura<br />
  5. 5. Curiosidades<br />James Watson e Francis Crick ganharam o Prémio Nobel da medicina.<br />Todas as células do nosso corpo contêm o mesmo ADN. O diâmetro médio do núcleo de uma célula é de 0.005 mm (5000 vezes mais pequeno que a cabeça de um alfinete) e cada célula tem cerca de 2 metros de ADN. Este ADN todo só cabe no núcleo porque está muito enrolado e compactado, nos cromossomas. O ADN de cada um de nós chegaria ao Sol e regressaria à Terra 500 vezes!<br />

×