SlideShare uma empresa Scribd logo

Apresentação slide ludmila

1 de 20
Baixar para ler offline
Apresentação slide   ludmila
Música é a arte de combinar os sons.
É a mais bela de todas as artes, e, por
meio dela, podemos transmitir nossos
sentimentos.
A música é: som, ritmo, melodia e
harmonia.
Texto extraído e resumido do livro : Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
É o resultado do movimento vibratório.
- Um som musical pode ser longo ou curto - duração do som.
- Um som musical pode ser agudo ou grave - altura do som.
- Um som musical pode ser tocado mais forte ou mais fraco –
dinâmica
Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país da
música de Mário Mascarenhas.
É o movimento ordenado dos sons no tempo.
Chama-se ritmo a maneira como se sucedem
sons mais longos e mais curtos.
Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país
da música de Mário Mascarenhas.
É uma sequência de sons
formando sentido.
Quando percebemos que
a música começa com
sons iguais e depois
segue com sons que
variam de altura,
percebemos aí uma
melodia. É o sobe e
desce dos sons da
música.
Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao
país da música de Mário Mascarenhas
São sons simultâneos combinados.
Quando ouvimos música, muitas vezes ouvimos
alguns sons ao mesmo tempo, que chamamos de
harmonias.
Harmonizar significa “combinar”. Onde há harmonia,
tudo combina.
Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país
da música de Mário Mascarenhas
Notação musical é o conjunto de sinais com
que é escrita a música.
Os sons são representados por notas que se
escrevem na pauta musical.
As notas musicais são 7:
ao subir: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si
ao descer: si, lá, sol, fá, mi, ré, dó
A esta série de notas dá-se o nome de escala.
Parte do texto extraído do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música
de Mário Mascarenhas
Pauta musical é um grupo de cinco linhas paralelas,
formando entre si quatro espaços. As notas são
escritas nas linhas e nos espaços.
A pauta também é conhecida como PENTAGRAMA
Parte do texto extraído do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de
Mário Mascarenhas
Linhas suplementares são linhas que se colocam abaixo ou acima da
pauta, quando os sons vão além das linhas do pentagrama.
As linhas colocadas acima do pentagrama são chamadas de linhas
suplementares superiores, e são contadas de baixo para cima.
As linhas colocadas abaixo do pentagrama são chamadas de linhas
suplementares inferiores, e são contadas de cima para baixo.
Texto adaptado do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
Clave é um sinal que se coloca no princípio
da pauta, para dar nomes às notas.
Existem 3 tipo de claves :
- Clave de sol, que se assina na 2ª linha
- Clave de fá, que se assina na 4ª linha
(mais usual)
- Clave de dó, que se assina na 4ª linha
(mais usual)
Texto extraído e resumido do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
A nota que está colocada onde a Clave foi assinalada, será
o ponto de partida para as outras. Esta nota ali colocada,
recebe o nome da Clave e sua altura exata.
De acordo com a ordem natural das notas, as notas são
colocadas acima ou abaixo do sol, recebendo cada uma o seu
nome e sua altura.
Texto resumido e adaptado do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
Com a clave de fá é a mesma coisa, só que há dois
pontinhos que indicam em qual linha está assinada.
Figuras das notas são de valores positivos. São elas que dão a
duração do som das notas musicais.
4 tempos
2
tempos
1
tempo
½ tempo ¼ tempo
1/8
tempo 1/16 tempo
Ou seja :
Uma semibreve equivale a : 2 mínimas ou 4 semínimas ou 8 colcheias ou 16 semicolcheias ou 32 fusas ou
64 semifusas.
Uma mínima equivale a : 2 semínimas ou 4 colcheias ou 8 semicolcheias ou 16 fusas ou 32 semifusas.
Uma semínima equivale a : 2 colcheias ou 4 semicolcheias ou 8 fusas ou 16 semifusas.
Uma colcheia equivale a : 2 semicolcheias ou 4 fusas ou 8 semifusas.
Uma semicolcheia equivale a : 2 fusas ou 4 semifusas.
Uma fusa equivale a : 2 semifusas
Uma semifusa equivale à metade da fusa.
As pausas representam o silêncio, portanto são chamadas
de figuras com valores negativos.
Acontece a mesma coisa quando aparecem as figuras das notas,
só que quando aparecem estas, devemos ficar em silêncio.
Um ponto que aparece depois de uma
nota ou pausa, aumenta metade do seu
valor.
Uma semínima pontuada valerá um tempo
e meio
Repare na pauta abaixo que ela está dividida por barra, também
chamadas de travessão. Cada espaço entre estas barras, dá-se o
nome de compasso.
Texto extraído dos livros: Duas mãozinhas no teclado de Mário Mascarenhas e Um vôo ao país da música de Mário
Mascarenhas
Um trecho musical é dividido em partes iguais chamadas
compassos, que servem de unidade de medida de duração aos
valores. Cada compasso é dividido em tempos, que dão origens
aos tipos de compassos. Estes podem ser agrupados de 2, 3 e 4.
Os compassos se classificam em :
Compasso binário - 2 tempos
Compasso ternário – 3 tempos
Compasso quaternário – 4 tempos
2
1
1
2
3
1
2
3
4
Compasso binário
Compasso ternário
Compasso quaternário
A figura que preenche um compasso é chamada de Unidade
de compasso. A figura que preenche um tempo é chamada de
Unidade de tempo.
Os compassos são representados por frações ordinárias,
onde o numerador indica a quantidade de valores que entram
no compasso e o denominador a qualidade desses valores.
2
4
É um compasso binário. Seu denominador 4 indica a
qualidade, isto é, a semínima.
UNiDADE DE TEMPO : semínima...
ou seja, a unidade de tempo é a semínima por ser
o denominador 4, que corresponde à quarta parte
da semibreve. E entram 2 semínimas por ser o
numerador igual a 2.
UNIDADE DE COMPASSO: mínima...
ou seja, é a figura que preenche o
compasso.
Texto resumido e adaptado do livro: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas.
Os compassos podem ser simples ou composto:
Simples, é aquele em que a unidade de tempo pode ser
dividida por 2.
Composto, quando a figura da unidade de tempo é pontuada,
caso em que não se divida por 2.
Nos compassos simples os numeradores das frações são
sempre 2, 3 ou 4.
Texto resumido do livro: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas.
Apresentação slide   ludmila

Recomendados

Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musicalOMAESTRO
 
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilEvangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilAntonino Silva
 
Teoria musical valdecir ferreira da cruz
Teoria musical valdecir ferreira da cruzTeoria musical valdecir ferreira da cruz
Teoria musical valdecir ferreira da cruzUfscar_Grupo 3 Valdecir
 
Teoria Musical Básica Aulas 1 e 2
Teoria Musical Básica Aulas 1 e 2Teoria Musical Básica Aulas 1 e 2
Teoria Musical Básica Aulas 1 e 2Henrique Antunes
 
Introdução à Música
Introdução à MúsicaIntrodução à Música
Introdução à MúsicaIvanilson Lima
 
Teoria Musical
Teoria MusicalTeoria Musical
Teoria MusicalHOME
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução ao estudo da teoria musical
Introdução ao estudo da teoria musicalIntrodução ao estudo da teoria musical
Introdução ao estudo da teoria musicalPartitura de Banda
 
Apostila de teoria musical [2[1].0]
Apostila de teoria musical [2[1].0]Apostila de teoria musical [2[1].0]
Apostila de teoria musical [2[1].0]patti_slip
 
Apostila de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
Apostila  de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge NobreApostila  de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
Apostila de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge NobrePartitura de Banda
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musicalroseandreia
 
Apostila teoria musical_i
Apostila teoria musical_iApostila teoria musical_i
Apostila teoria musical_iMikathews
 
Apostila musica ef 07
Apostila musica ef 07Apostila musica ef 07
Apostila musica ef 07Elvis Live
 
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaApostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaPartitura de Banda
 
Metodo de teoria completo
Metodo de teoria completoMetodo de teoria completo
Metodo de teoria completoSaulo Gomes
 
Apostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicalApostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicaljaconiasmusical
 
Dicionario de termos musicais
Dicionario de termos musicaisDicionario de termos musicais
Dicionario de termos musicaishome
 
E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8
E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8
E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8Saulo Gomes
 
Livro digital paulo zuben
Livro digital paulo zubenLivro digital paulo zuben
Livro digital paulo zubenRogerio Lima
 
Apostila iniciacao musical
Apostila iniciacao musicalApostila iniciacao musical
Apostila iniciacao musicalArnaldo Alves
 
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
 Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdfGuilherme Pereira
 

Mais procurados (20)

Introdução ao estudo da teoria musical
Introdução ao estudo da teoria musicalIntrodução ao estudo da teoria musical
Introdução ao estudo da teoria musical
 
Apostila de teoria musical [2[1].0]
Apostila de teoria musical [2[1].0]Apostila de teoria musical [2[1].0]
Apostila de teoria musical [2[1].0]
 
Apostila de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
Apostila  de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge NobreApostila  de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
Apostila de teoria musical - Princípios básicos da música - Jorge Nobre
 
Abc musical
Abc musicalAbc musical
Abc musical
 
Apostila - Leitura Ritmica
Apostila - Leitura RitmicaApostila - Leitura Ritmica
Apostila - Leitura Ritmica
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musical
 
Apostila teoria musical_i
Apostila teoria musical_iApostila teoria musical_i
Apostila teoria musical_i
 
Apostila musica ef 07
Apostila musica ef 07Apostila musica ef 07
Apostila musica ef 07
 
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaApostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
 
Metodo de teoria completo
Metodo de teoria completoMetodo de teoria completo
Metodo de teoria completo
 
Apostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicalApostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musical
 
Intervalos
IntervalosIntervalos
Intervalos
 
Apostilia Teoria Musical
Apostilia Teoria MusicalApostilia Teoria Musical
Apostilia Teoria Musical
 
Dicionario de termos musicais
Dicionario de termos musicaisDicionario de termos musicais
Dicionario de termos musicais
 
E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8
E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8
E7344e ee847d050d0f41dab656a0f3bae462b8
 
Apostilas Conservatório
Apostilas ConservatórioApostilas Conservatório
Apostilas Conservatório
 
Escalas maiores e menores
Escalas maiores e menoresEscalas maiores e menores
Escalas maiores e menores
 
Livro digital paulo zuben
Livro digital paulo zubenLivro digital paulo zuben
Livro digital paulo zuben
 
Apostila iniciacao musical
Apostila iniciacao musicalApostila iniciacao musical
Apostila iniciacao musical
 
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
 Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
 

Destaque

Apostila infantil - Teoria Musical
Apostila infantil - Teoria MusicalApostila infantil - Teoria Musical
Apostila infantil - Teoria MusicalED FOGAÇA
 
Teoria musical para crianças
Teoria musical para criançasTeoria musical para crianças
Teoria musical para criançasneilcraveiro
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da músicaMeire Falco
 
Música trabalho completo
Música trabalho completoMúsica trabalho completo
Música trabalho completodfis1997
 
Mario mascarenhas curso de piano vol. 1
Mario mascarenhas   curso de piano vol. 1Mario mascarenhas   curso de piano vol. 1
Mario mascarenhas curso de piano vol. 1Hélder Lima
 
Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!
Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!
Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!Priscila Alencastre
 
A música na educação infantil
A música na educação infantilA música na educação infantil
A música na educação infantiljaqueegervasio
 
A MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTILA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTILFrancisco Lacerda
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escolaVenicio Borges
 
Para um inicio de estudo na musica
Para um inicio de estudo na musicaPara um inicio de estudo na musica
Para um inicio de estudo na musicaferreirabruninho17
 
Teoria musical infantil
Teoria musical infantilTeoria musical infantil
Teoria musical infantilTati Andreolli
 
Histórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminar
Histórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminarHistórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminar
Histórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminarRenato Borges
 
Características da música gospel
Características da música gospelCaracterísticas da música gospel
Características da música gospelSeduc MT
 
Será que Deus é Culpado?
Será que Deus é Culpado?Será que Deus é Culpado?
Será que Deus é Culpado?Web Master
 

Destaque (20)

Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musical
 
Apostila infantil - Teoria Musical
Apostila infantil - Teoria MusicalApostila infantil - Teoria Musical
Apostila infantil - Teoria Musical
 
Teoria musical para crianças
Teoria musical para criançasTeoria musical para crianças
Teoria musical para crianças
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Projeto música
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
Música trabalho completo
Música trabalho completoMúsica trabalho completo
Música trabalho completo
 
Apostila Jogos e Brincadeiras
Apostila Jogos e BrincadeirasApostila Jogos e Brincadeiras
Apostila Jogos e Brincadeiras
 
Mario mascarenhas curso de piano vol. 1
Mario mascarenhas   curso de piano vol. 1Mario mascarenhas   curso de piano vol. 1
Mario mascarenhas curso de piano vol. 1
 
MúSica
MúSicaMúSica
MúSica
 
Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!
Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!
Ensinando figuras de rítmo e valores musicais de forma divertida!
 
A música na educação infantil
A música na educação infantilA música na educação infantil
A música na educação infantil
 
A MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTILA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escola
 
Música
MúsicaMúsica
Música
 
Para um inicio de estudo na musica
Para um inicio de estudo na musicaPara um inicio de estudo na musica
Para um inicio de estudo na musica
 
Teoria musical infantil
Teoria musical infantilTeoria musical infantil
Teoria musical infantil
 
Arte e música
Arte e músicaArte e música
Arte e música
 
Histórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminar
Histórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminarHistórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminar
Histórias da Música no Brasil e Musicologia: uma leitura preliminar
 
Características da música gospel
Características da música gospelCaracterísticas da música gospel
Características da música gospel
 
Será que Deus é Culpado?
Será que Deus é Culpado?Será que Deus é Culpado?
Será que Deus é Culpado?
 

Semelhante a Apresentação slide ludmila

Apostila de teoria musical
Apostila de teoria musicalApostila de teoria musical
Apostila de teoria musicalAlex Damasceno
 
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdfApostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdfRcivalAlves1
 
Apostila teoria musical
Apostila teoria musicalApostila teoria musical
Apostila teoria musicalAdriana Reis
 
Teoria musical para iniciante
Teoria musical para iniciante Teoria musical para iniciante
Teoria musical para iniciante FelipeAbreu45
 
Apostilade teoria musical
Apostilade teoria musicalApostilade teoria musical
Apostilade teoria musicaltricolornaveia
 
Apostila de teoria musical 01
Apostila de teoria musical 01Apostila de teoria musical 01
Apostila de teoria musical 01Jorge Oliveira
 
Inp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobre
Inp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobreInp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobre
Inp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobreSaulo Gomes
 
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação MusicalAula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musicalfabianedantas
 

Semelhante a Apresentação slide ludmila (20)

Apt000002
Apt000002Apt000002
Apt000002
 
Apostila de teoria musical
Apostila de teoria musicalApostila de teoria musical
Apostila de teoria musical
 
Bases de musica
Bases de musicaBases de musica
Bases de musica
 
Teoria musical2009
Teoria musical2009Teoria musical2009
Teoria musical2009
 
Leitura de partitura
Leitura de partituraLeitura de partitura
Leitura de partitura
 
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdfApostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
 
Apostila de Música.pdf
Apostila de Música.pdfApostila de Música.pdf
Apostila de Música.pdf
 
Apostila teoria musical
Apostila teoria musicalApostila teoria musical
Apostila teoria musical
 
Teoria musical para iniciante
Teoria musical para iniciante Teoria musical para iniciante
Teoria musical para iniciante
 
Apostila de teoria musical
Apostila de teoria musicalApostila de teoria musical
Apostila de teoria musical
 
Apostilade teoria musical
Apostilade teoria musicalApostilade teoria musical
Apostilade teoria musical
 
Apostila de teoria musical 01
Apostila de teoria musical 01Apostila de teoria musical 01
Apostila de teoria musical 01
 
Exercicios
ExerciciosExercicios
Exercicios
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musical
 
Teoria
TeoriaTeoria
Teoria
 
Inp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobre
Inp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobreInp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobre
Inp apostila de teoria musical elaboração maestro jorge nobre
 
Apostila teoria musical - Rose Andréia.pdf
Apostila teoria musical - Rose Andréia.pdfApostila teoria musical - Rose Andréia.pdf
Apostila teoria musical - Rose Andréia.pdf
 
teoriamusical-160407030341.pdf
teoriamusical-160407030341.pdfteoriamusical-160407030341.pdf
teoriamusical-160407030341.pdf
 
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação MusicalAula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
 
Teoria Cintra
Teoria CintraTeoria Cintra
Teoria Cintra
 

Apresentação slide ludmila

  • 2. Música é a arte de combinar os sons. É a mais bela de todas as artes, e, por meio dela, podemos transmitir nossos sentimentos. A música é: som, ritmo, melodia e harmonia. Texto extraído e resumido do livro : Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 3. É o resultado do movimento vibratório. - Um som musical pode ser longo ou curto - duração do som. - Um som musical pode ser agudo ou grave - altura do som. - Um som musical pode ser tocado mais forte ou mais fraco – dinâmica Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas.
  • 4. É o movimento ordenado dos sons no tempo. Chama-se ritmo a maneira como se sucedem sons mais longos e mais curtos. Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas.
  • 5. É uma sequência de sons formando sentido. Quando percebemos que a música começa com sons iguais e depois segue com sons que variam de altura, percebemos aí uma melodia. É o sobe e desce dos sons da música. Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 6. São sons simultâneos combinados. Quando ouvimos música, muitas vezes ouvimos alguns sons ao mesmo tempo, que chamamos de harmonias. Harmonizar significa “combinar”. Onde há harmonia, tudo combina. Texto extraído dos livros: ABC da música de Isolde Mohr Frank e Teoria musical infantil: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 7. Notação musical é o conjunto de sinais com que é escrita a música. Os sons são representados por notas que se escrevem na pauta musical. As notas musicais são 7: ao subir: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si ao descer: si, lá, sol, fá, mi, ré, dó A esta série de notas dá-se o nome de escala. Parte do texto extraído do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 8. Pauta musical é um grupo de cinco linhas paralelas, formando entre si quatro espaços. As notas são escritas nas linhas e nos espaços. A pauta também é conhecida como PENTAGRAMA Parte do texto extraído do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 9. Linhas suplementares são linhas que se colocam abaixo ou acima da pauta, quando os sons vão além das linhas do pentagrama. As linhas colocadas acima do pentagrama são chamadas de linhas suplementares superiores, e são contadas de baixo para cima. As linhas colocadas abaixo do pentagrama são chamadas de linhas suplementares inferiores, e são contadas de cima para baixo. Texto adaptado do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 10. Clave é um sinal que se coloca no princípio da pauta, para dar nomes às notas. Existem 3 tipo de claves : - Clave de sol, que se assina na 2ª linha - Clave de fá, que se assina na 4ª linha (mais usual) - Clave de dó, que se assina na 4ª linha (mais usual) Texto extraído e resumido do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 11. A nota que está colocada onde a Clave foi assinalada, será o ponto de partida para as outras. Esta nota ali colocada, recebe o nome da Clave e sua altura exata. De acordo com a ordem natural das notas, as notas são colocadas acima ou abaixo do sol, recebendo cada uma o seu nome e sua altura. Texto resumido e adaptado do livro: Teoria musical infantil – Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas
  • 12. Com a clave de fá é a mesma coisa, só que há dois pontinhos que indicam em qual linha está assinada.
  • 13. Figuras das notas são de valores positivos. São elas que dão a duração do som das notas musicais. 4 tempos 2 tempos 1 tempo ½ tempo ¼ tempo 1/8 tempo 1/16 tempo Ou seja : Uma semibreve equivale a : 2 mínimas ou 4 semínimas ou 8 colcheias ou 16 semicolcheias ou 32 fusas ou 64 semifusas. Uma mínima equivale a : 2 semínimas ou 4 colcheias ou 8 semicolcheias ou 16 fusas ou 32 semifusas. Uma semínima equivale a : 2 colcheias ou 4 semicolcheias ou 8 fusas ou 16 semifusas. Uma colcheia equivale a : 2 semicolcheias ou 4 fusas ou 8 semifusas. Uma semicolcheia equivale a : 2 fusas ou 4 semifusas. Uma fusa equivale a : 2 semifusas Uma semifusa equivale à metade da fusa.
  • 14. As pausas representam o silêncio, portanto são chamadas de figuras com valores negativos. Acontece a mesma coisa quando aparecem as figuras das notas, só que quando aparecem estas, devemos ficar em silêncio.
  • 15. Um ponto que aparece depois de uma nota ou pausa, aumenta metade do seu valor. Uma semínima pontuada valerá um tempo e meio
  • 16. Repare na pauta abaixo que ela está dividida por barra, também chamadas de travessão. Cada espaço entre estas barras, dá-se o nome de compasso. Texto extraído dos livros: Duas mãozinhas no teclado de Mário Mascarenhas e Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas Um trecho musical é dividido em partes iguais chamadas compassos, que servem de unidade de medida de duração aos valores. Cada compasso é dividido em tempos, que dão origens aos tipos de compassos. Estes podem ser agrupados de 2, 3 e 4. Os compassos se classificam em : Compasso binário - 2 tempos Compasso ternário – 3 tempos Compasso quaternário – 4 tempos
  • 18. A figura que preenche um compasso é chamada de Unidade de compasso. A figura que preenche um tempo é chamada de Unidade de tempo. Os compassos são representados por frações ordinárias, onde o numerador indica a quantidade de valores que entram no compasso e o denominador a qualidade desses valores. 2 4 É um compasso binário. Seu denominador 4 indica a qualidade, isto é, a semínima. UNiDADE DE TEMPO : semínima... ou seja, a unidade de tempo é a semínima por ser o denominador 4, que corresponde à quarta parte da semibreve. E entram 2 semínimas por ser o numerador igual a 2. UNIDADE DE COMPASSO: mínima... ou seja, é a figura que preenche o compasso. Texto resumido e adaptado do livro: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas.
  • 19. Os compassos podem ser simples ou composto: Simples, é aquele em que a unidade de tempo pode ser dividida por 2. Composto, quando a figura da unidade de tempo é pontuada, caso em que não se divida por 2. Nos compassos simples os numeradores das frações são sempre 2, 3 ou 4. Texto resumido do livro: Um vôo ao país da música de Mário Mascarenhas.