Sócio-interacionismo de Vygotsky

86.943 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
8 comentários
24 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
86.943
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.542
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
8
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sócio-interacionismo de Vygotsky

  1. 1. <ul><li>Abordagem sócio-histórica da Psicologia Soviética – Luria, Leontiev e Vygotsky. Teoria psicológica, com enfoque nas interações socioculturais . </li></ul><ul><li>- O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores ( consciência ) do sujeito e da humanidade resultam de um processo sócio-histórico . </li></ul><ul><li>- Desenvolvimento : do intersubjetivo (de fora - exógeno) para o intrasubjetivo (para dentro - endógeno). Daí a importância da cultura. </li></ul><ul><li>- Tipos de conceito: </li></ul><ul><li>* cotidianos: presentes na vida diária e formulados via linguagem. </li></ul><ul><li>* científicos: formulados a partir da aprendizagem sistematizada (escola). </li></ul>VYGOTSKY (1896 - 1934)
  2. 2. Quatro planos de desenvolvimento: - Filogênese : história da espécie animal, definindo limites e possibilidades de desenvolvimento psicológico. Plasticidade do cérebro humano. - Ontogênese : desenvolvimento de um indivíduo de uma determinada espécie. Ligado à filogênese. - Sociogênese : história da cultura na qual o sujeito está inserido. As formas de funcionamento cultura constituem o desenvolvimento humano. - Microgênese : cada fenômeno psicológico tem sua própria história . A percepção das singularidades de cada sujeito cognoscente rompe com o primado determinista presente nas 3 entradas acima. Mediação simbólica: a relação do homem com o mundo é mediada por instrumentos (natureza concreta) e por signos (natureza simbólica).
  3. 3. Pensamento e linguagem: - Os signos são construídos culturalmente . - Língua : principal instrumento de representação simbólica . - Através do intercâmbio social, via linguagem, a criança vai da inteligência prática (plano concreto, sem mediação simbólica) para a inteligência abstrata (plano simbólico). - Funções da linguagem : * comunicação (também entre os animais). * visão de mundo (pensamento generalizante) - o ato de nomear é o ato de classificar e, por conseguinte, de generalizar e abstrair. - Linguagem : organizadora do pensamento .
  4. 4. Linguagem: - Importante ferramenta psicológica, pois interfere no desenvolvimento e na estrutura das funções psicológicas superiores (consciência). Possui a função reguladora dos processos cognitivos, xercida em situações de interação social. - Função planejadora da fala: instrumento do pensamento. - O significado da palavra transforma-se com o desenvolvimento do sujeito. - Língua como sistema simbólico básico de todos os homens, pois permite ao sujeito formular conceitos, abstrair e generalizar a realidade, mediante complexas atividades mentais. - A abstração e a generalização liberta o sujeito da experiência concreta . Isso tanto mais ocorre, quanto mais há interação .
  5. 5. <ul><li>Etapas da fala: </li></ul><ul><li>- Socializada: função comunicativa inicial (de fora para dentro). </li></ul><ul><li>- Egocêntrica: a fala da criança para si própria (ocorre sempre que a criança está em situação de dificuldade cognitiva - linguagem como instrumento do pensamento). </li></ul><ul><li>Interior: a criança incorpora o sistema simbólico no seu aparato psicológico, com o suporte da língua. </li></ul><ul><li>A comunicação eleva-se quando o sujeito é capaz de diferenciar a fala para os outros (fala social), da fala para si mesmo (fala interna). </li></ul>
  6. 6. Nível de desenvolvimento real: revela a possibilidade de uma atuação independente do sujeito (o que o sujeito social já faz sozinho). Nível de desenvolvimento proximal: revela a possibilidade de atuação do sujeito, a partir da intervenção do outro. ZDP Intervenção pedagógica deve ocorrer na ZDP . Para Vygosky, a aprendizagem promove o desenvolvimento . Vygotsky: o sujeito se desenvolve porque aprende. Piaget: o sujeito aprende porque se desenvolve.
  7. 7. Processo: tão importante quanto o produto. ZDP Avaliação: dos níveis de desenvolvimento real e proximal, para melhor intervir. Professor: mediador, cujas intervenções contribuem para o fortalecimento das funções psicológicas ainda não consolidadas. Aprendizagem: Estimula e ativa os processos de desenvolvimento.
  8. 8. Referências: Centro de Informações Multieducação - Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. A relação desenvolvimento/aprendizagem na Teoria de Vygotsky . < http://www.rio.rj.gov.br/multirio/cime/davigots.html > Acesso em março de 2005. GIUSTA, A. S. Concepções do processo ensino-aprendizagem. In: ______. & FRANCO, I. M. (org.). Educação a distância: uma articulação entre a teoria e a prática. Belo horizonte: PUC Minas Virtual, 2003. p. 45-74. OLIVEIRA, C. C. (org.). Ambientes informatizados de aprendizagem: produção e avaliação de software educativo. Campinas: Papirus, 2001. Vídeo: Vygotsky (por Marta Kohl). Coleção Grandes Educadores. S. P.: Atta Mídia e Educação.

×