SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
GESTÃO DE PROJETOS EM
WEBISTES




           http://lucianohenrique.com
       http://twitter.com/lucianohenrique
Tipos de Conhecimento
    Conhecimento Tácito e Explícito.



  Socialização (Tácito em Tácito).

 Externalização (Tácito em Explícito).
 Combinação (Explícito em Explícito).
 Internalização (Explícito em Tácito).
Conceitos
    Definição de PROJETO

    ◦ Segundo Ricardo Vianna Vargas:


      “UM EMPREENDIMENTO NÃO
     REPETITIVO, CARACTERIZADO POR UMA SEQUÊNCIA
     CLARA E LÓGICA DE EVENTOS, COM INÍCIO, MEIO E
     FIM, QUE SE DESTINA A ATINGIR UM OBJETIVO CLARO E
     DEFINIDO, SENDO CONDUZIDO POR PESSOAS DENTRO
     DE PARÂMETROS PRÉ-DEFINIDOS DE
     TEMPO, CUSTO, RECURSOS ENVOLVIDOS E QUALIDADE.”
Gerenciamento de Projeto
Projetos normalmente requerem:
 o estabelecimento de uma organização
  diferenciada da estrutura normal da
  empresa, liderada por um Gerente de Projeto;
 alocação de recursos de
  infraestrutura, humanos e financeiros de forma
  dedicada ao projeto;
 implantação de ferramentas de planejamento e
  controle para assegurar o cumprimento das
  metas de prazos, custos e qualidade.
Conceitos
    Definição de PROJETO

    ◦   Não repetitivo
    ◦   Seqüência clara e lógica de eventos
    ◦   Início e fim bem definidos
    ◦   Objetivo específico claro, único e bem definido
    ◦   Conduzido por pessoas
    ◦   Parâmetros pré-definidos
           tempo
           custo
           recursos envolvidos
           qualidade
Conceitos
    Outras características de um projeto

    ◦ Mensurável: Permite análises baseadas em
      medições (tempo, custo, quantidade).
    ◦ Mutável: Sujeita-se a contratempos de
      performance, de custos e de recursos.
Monitoramento e Controle da Execução do
Projeto
Trabalhando com o Projeto
    Ao termino do planejamento, ou replanejamento, de

    um projeto teremos o Plano do Projeto.
    O Plano do Projeto é um conjunto de documentos

    que servirão de base para a execução do projeto.
    O Plano do projeto também é conhecido como

    Baseline ou Linha de Base.
Trabalhando com o Project
Gravando uma Linha de Base
Trabalhando com controle da execução das
tarefas
    Quando da elaboração do plano do

    projeto, deverá se realizar o
    planejamento de como será realizado o
    controle da execução:
        Ser econômico;
        Antecipar e permitir a tomada de ações corretivas;
        Ser acessível e de conhecimento de todos;
        Ser flexível.
        SER PRODUTIVO
Trabalhando com controle da execução das
     tarefas
◦ Devemos ter em mente que o planejamento embora tenha sido
  “concluído”, ele poderá (deverá ) voltar a ser trabalhado. As
  informações do controle da execução servem como retroalimentação
  no processo de planejamento.




                                      Execução /
                                                        Ajustes
   Planejamento          OK
                                      Controle
Trabalhando com o Project
Controle da execução das tarefas
Trabalhando com o Project
Mostrandos as Linhas de Andamento
  As linhas de andamento nos dão uma

  visualização gráfica do andamento do
  projeto em relação a um determinado dia.
 Podem ser exibidas várias linhas de
  andamento para datas diferentes no
  projeto.
Trabalhando com o Project
Mostrandos as Linhas de Andamento
Principais Stakeholders


O Cliente

            A Empresa Executora

O Gerente do Projeto

                    O Sponsor
Principais Stakeholders
O Trinômio Sagrado

         QUALIDADE




 PRAZO               CUSTO
A Evolução do Trinômio


 QUALIDADE         ESCOPO




                   CUSTO
  PRAZO
As 9 Áreas de Conhecimento

                Riscos

                             Recursos
                             Humanos
  Comunicação




Suprimentos     INTEGRAÇÃO
                             Qualidade




                                Custo
   Escopo


                   Tempo
Ciclo de Vida de um Projeto
Ciclo de Vida         Planejamento
de um Projeto                                   Execução




     Início




                                     Controle


                Fim
I Encontro de Web Developers na
Paraíba!!




  Tema: quot;Design e desenvolvimento levados a sério.“

       http://groups.google.com/group/ewebpb
               http://twitter.com/ewebpb

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Aula01 02
Aula01 02Aula01 02
Aula01 02
 
Webinar Project Builder PM CANVAS
Webinar Project Builder PM CANVASWebinar Project Builder PM CANVAS
Webinar Project Builder PM CANVAS
 
Planilha 5 w 2h
Planilha 5 w 2hPlanilha 5 w 2h
Planilha 5 w 2h
 
Gestão de Projectos
Gestão de ProjectosGestão de Projectos
Gestão de Projectos
 
PB Institucional
PB InstitucionalPB Institucional
PB Institucional
 
Gerencia projeto e pmo
Gerencia projeto e pmoGerencia projeto e pmo
Gerencia projeto e pmo
 
Mgp aula 02
Mgp aula 02Mgp aula 02
Mgp aula 02
 
A Profissão De Gerente De Projetos E A Sua Importância Na Estratégia Das Orga...
A Profissão De Gerente De Projetos E A Sua Importância Na Estratégia Das Orga...A Profissão De Gerente De Projetos E A Sua Importância Na Estratégia Das Orga...
A Profissão De Gerente De Projetos E A Sua Importância Na Estratégia Das Orga...
 
M1 bibi brenda_fer_geren
M1 bibi brenda_fer_gerenM1 bibi brenda_fer_geren
M1 bibi brenda_fer_geren
 
Implementando indicadores com google apps script
Implementando indicadores com google apps scriptImplementando indicadores com google apps script
Implementando indicadores com google apps script
 
Mgp aula 09
Mgp aula 09Mgp aula 09
Mgp aula 09
 
Treinamento projetos
Treinamento projetosTreinamento projetos
Treinamento projetos
 
Mgp aula 10
Mgp aula 10Mgp aula 10
Mgp aula 10
 
Planejar ou refazer
Planejar ou refazerPlanejar ou refazer
Planejar ou refazer
 
Conceitos e evolução de Gestão de Projetos
Conceitos e evolução de Gestão de ProjetosConceitos e evolução de Gestão de Projetos
Conceitos e evolução de Gestão de Projetos
 
UNIFESO 2020 - Gestão de projetos: expectativa x realidade
UNIFESO 2020 - Gestão de projetos: expectativa x realidadeUNIFESO 2020 - Gestão de projetos: expectativa x realidade
UNIFESO 2020 - Gestão de projetos: expectativa x realidade
 
The Challenge Of Egypt™
The Challenge Of Egypt™The Challenge Of Egypt™
The Challenge Of Egypt™
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
gptunas
gptunasgptunas
gptunas
 
Aula 06
Aula 06 Aula 06
Aula 06
 

Semelhante a Websites Compativéis

Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processosPp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processosLuciana C. L. Silva
 
Gerenciamento de Integracao - Aula 1
Gerenciamento de Integracao - Aula 1Gerenciamento de Integracao - Aula 1
Gerenciamento de Integracao - Aula 1Luthiano Vasconcelos
 
Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Adson Cunha, MSc, PMP®
 
Gerenciamento Projetos Software - Virtual Business
Gerenciamento Projetos Software - Virtual BusinessGerenciamento Projetos Software - Virtual Business
Gerenciamento Projetos Software - Virtual BusinessVirtual Business
 
Gestão e gerência de projetos 2010
Gestão e gerência de projetos   2010Gestão e gerência de projetos   2010
Gestão e gerência de projetos 2010Gilda Almeida Sandes
 
Gerenciamento de Integracao - Aula 2
Gerenciamento de Integracao - Aula 2Gerenciamento de Integracao - Aula 2
Gerenciamento de Integracao - Aula 2Luthiano Vasconcelos
 
A agência Nuve e o processo de projetos
A agência Nuve e o processo de projetosA agência Nuve e o processo de projetos
A agência Nuve e o processo de projetosAgência Nuve
 
Gestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e FerramentasGestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e FerramentasNei Grando
 
Gestão e gerência de projetos 2010
Gestão e gerência de projetos   2010Gestão e gerência de projetos   2010
Gestão e gerência de projetos 2010Gilda Almeida Sandes
 
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013Dimitri Campana, PMP
 
Construção de um motel
Construção de um motelConstrução de um motel
Construção de um motelMarco Coghi
 
Gestao de projetos (1)
Gestao de projetos (1)Gestao de projetos (1)
Gestao de projetos (1)Deisi Motter
 
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologiaPalestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologiaelonvila
 
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOKGerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOKClaudio Barbosa
 

Semelhante a Websites Compativéis (20)

Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processosPp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
 
Gerenciamento de Integracao - Aula 1
Gerenciamento de Integracao - Aula 1Gerenciamento de Integracao - Aula 1
Gerenciamento de Integracao - Aula 1
 
Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1
 
Gestao Projetos - Aula 02
Gestao Projetos - Aula 02Gestao Projetos - Aula 02
Gestao Projetos - Aula 02
 
SAFe - Como escalar algo artesanal?
SAFe - Como escalar algo artesanal?SAFe - Como escalar algo artesanal?
SAFe - Como escalar algo artesanal?
 
Gerenciamento Projetos Software - Virtual Business
Gerenciamento Projetos Software - Virtual BusinessGerenciamento Projetos Software - Virtual Business
Gerenciamento Projetos Software - Virtual Business
 
Gestão e gerência de projetos 2010
Gestão e gerência de projetos   2010Gestão e gerência de projetos   2010
Gestão e gerência de projetos 2010
 
Gerenciamento de Integracao - Aula 2
Gerenciamento de Integracao - Aula 2Gerenciamento de Integracao - Aula 2
Gerenciamento de Integracao - Aula 2
 
A agência Nuve e o processo de projetos
A agência Nuve e o processo de projetosA agência Nuve e o processo de projetos
A agência Nuve e o processo de projetos
 
Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
 
Gestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e FerramentasGestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e Ferramentas
 
Gestão e gerência de projetos 2010
Gestão e gerência de projetos   2010Gestão e gerência de projetos   2010
Gestão e gerência de projetos 2010
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
 
Construção de um motel
Construção de um motelConstrução de um motel
Construção de um motel
 
Gestao de projetos
Gestao de projetosGestao de projetos
Gestao de projetos
 
Gestao de projetos (1)
Gestao de projetos (1)Gestao de projetos (1)
Gestao de projetos (1)
 
Pmibok
PmibokPmibok
Pmibok
 
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologiaPalestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
 
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOKGerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
Gerenciamento de Projetos - Disciplinas PMBOK
 

Mais de Luciano Almeida

Reunião tutores avaliação
Reunião tutores   avaliaçãoReunião tutores   avaliação
Reunião tutores avaliaçãoLuciano Almeida
 
Fluxo de Notas no Moodle
Fluxo de Notas no MoodleFluxo de Notas no Moodle
Fluxo de Notas no MoodleLuciano Almeida
 
Oficina de ambientação Moodle
Oficina de ambientação MoodleOficina de ambientação Moodle
Oficina de ambientação MoodleLuciano Almeida
 
Sensibilidade ao contexto na computação ubíqua
Sensibilidade ao contexto na computação ubíquaSensibilidade ao contexto na computação ubíqua
Sensibilidade ao contexto na computação ubíquaLuciano Almeida
 
Módulo Livro no Moodle 2.6
Módulo Livro no Moodle 2.6Módulo Livro no Moodle 2.6
Módulo Livro no Moodle 2.6Luciano Almeida
 
Conceitos de Orientação A Objeto
Conceitos de Orientação A ObjetoConceitos de Orientação A Objeto
Conceitos de Orientação A ObjetoLuciano Almeida
 
Análise estruturada de sistemas - Modelo de contexto
Análise estruturada de sistemas - Modelo de contextoAnálise estruturada de sistemas - Modelo de contexto
Análise estruturada de sistemas - Modelo de contextoLuciano Almeida
 
Oficina de ambientação
Oficina de ambientaçãoOficina de ambientação
Oficina de ambientaçãoLuciano Almeida
 
Apresentação apostila 10 inper sala 15
Apresentação apostila 10   inper sala 15Apresentação apostila 10   inper sala 15
Apresentação apostila 10 inper sala 15Luciano Almeida
 
PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4
PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4
PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4Luciano Almeida
 
PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3
PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3
PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3Luciano Almeida
 
Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1
Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1
Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1Luciano Almeida
 
Oficina de ambientação de tutores no Moodle
Oficina de ambientação de tutores no MoodleOficina de ambientação de tutores no Moodle
Oficina de ambientação de tutores no MoodleLuciano Almeida
 
Erros implantação do SCRUM
Erros implantação do SCRUMErros implantação do SCRUM
Erros implantação do SCRUMLuciano Almeida
 
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareMetodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareLuciano Almeida
 

Mais de Luciano Almeida (20)

Reunião tutores avaliação
Reunião tutores   avaliaçãoReunião tutores   avaliação
Reunião tutores avaliação
 
Heuristicas De Nielsen
Heuristicas De NielsenHeuristicas De Nielsen
Heuristicas De Nielsen
 
Fluxo de Notas no Moodle
Fluxo de Notas no MoodleFluxo de Notas no Moodle
Fluxo de Notas no Moodle
 
Oficina de ambientação Moodle
Oficina de ambientação MoodleOficina de ambientação Moodle
Oficina de ambientação Moodle
 
Sensibilidade ao contexto na computação ubíqua
Sensibilidade ao contexto na computação ubíquaSensibilidade ao contexto na computação ubíqua
Sensibilidade ao contexto na computação ubíqua
 
Módulo Livro no Moodle 2.6
Módulo Livro no Moodle 2.6Módulo Livro no Moodle 2.6
Módulo Livro no Moodle 2.6
 
8 02
8 028 02
8 02
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Visaogeraldorup
VisaogeraldorupVisaogeraldorup
Visaogeraldorup
 
Conceitos de Orientação A Objeto
Conceitos de Orientação A ObjetoConceitos de Orientação A Objeto
Conceitos de Orientação A Objeto
 
Análise estruturada de sistemas - Modelo de contexto
Análise estruturada de sistemas - Modelo de contextoAnálise estruturada de sistemas - Modelo de contexto
Análise estruturada de sistemas - Modelo de contexto
 
Oficina de ambientação
Oficina de ambientaçãoOficina de ambientação
Oficina de ambientação
 
Apresentação apostila 10 inper sala 15
Apresentação apostila 10   inper sala 15Apresentação apostila 10   inper sala 15
Apresentação apostila 10 inper sala 15
 
PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4
PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4
PRÁTICA DE GESTÃO: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA - Grupo 4
 
PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3
PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3
PRÁTICAS DE GESTÃO – Administração Estratégica - GRUPO 3
 
Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1
Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1
Tipos de Organização e o processo administrativo - GRUPO1
 
Oficina de ambientação de tutores no Moodle
Oficina de ambientação de tutores no MoodleOficina de ambientação de tutores no Moodle
Oficina de ambientação de tutores no Moodle
 
Erros implantação do SCRUM
Erros implantação do SCRUMErros implantação do SCRUM
Erros implantação do SCRUM
 
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareMetodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
 
Todasexta
TodasextaTodasexta
Todasexta
 

Último

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 

Websites Compativéis

  • 1. GESTÃO DE PROJETOS EM WEBISTES http://lucianohenrique.com http://twitter.com/lucianohenrique
  • 2. Tipos de Conhecimento Conhecimento Tácito e Explícito.  Socialização (Tácito em Tácito).   Externalização (Tácito em Explícito).  Combinação (Explícito em Explícito).  Internalização (Explícito em Tácito).
  • 3. Conceitos Definição de PROJETO  ◦ Segundo Ricardo Vianna Vargas: “UM EMPREENDIMENTO NÃO REPETITIVO, CARACTERIZADO POR UMA SEQUÊNCIA CLARA E LÓGICA DE EVENTOS, COM INÍCIO, MEIO E FIM, QUE SE DESTINA A ATINGIR UM OBJETIVO CLARO E DEFINIDO, SENDO CONDUZIDO POR PESSOAS DENTRO DE PARÂMETROS PRÉ-DEFINIDOS DE TEMPO, CUSTO, RECURSOS ENVOLVIDOS E QUALIDADE.”
  • 4. Gerenciamento de Projeto Projetos normalmente requerem:  o estabelecimento de uma organização diferenciada da estrutura normal da empresa, liderada por um Gerente de Projeto;  alocação de recursos de infraestrutura, humanos e financeiros de forma dedicada ao projeto;  implantação de ferramentas de planejamento e controle para assegurar o cumprimento das metas de prazos, custos e qualidade.
  • 5. Conceitos Definição de PROJETO  ◦ Não repetitivo ◦ Seqüência clara e lógica de eventos ◦ Início e fim bem definidos ◦ Objetivo específico claro, único e bem definido ◦ Conduzido por pessoas ◦ Parâmetros pré-definidos  tempo  custo  recursos envolvidos  qualidade
  • 6. Conceitos Outras características de um projeto  ◦ Mensurável: Permite análises baseadas em medições (tempo, custo, quantidade). ◦ Mutável: Sujeita-se a contratempos de performance, de custos e de recursos.
  • 7. Monitoramento e Controle da Execução do Projeto
  • 8. Trabalhando com o Projeto Ao termino do planejamento, ou replanejamento, de  um projeto teremos o Plano do Projeto. O Plano do Projeto é um conjunto de documentos  que servirão de base para a execução do projeto. O Plano do projeto também é conhecido como  Baseline ou Linha de Base.
  • 9. Trabalhando com o Project Gravando uma Linha de Base
  • 10. Trabalhando com controle da execução das tarefas Quando da elaboração do plano do  projeto, deverá se realizar o planejamento de como será realizado o controle da execução:  Ser econômico;  Antecipar e permitir a tomada de ações corretivas;  Ser acessível e de conhecimento de todos;  Ser flexível.  SER PRODUTIVO
  • 11. Trabalhando com controle da execução das tarefas ◦ Devemos ter em mente que o planejamento embora tenha sido “concluído”, ele poderá (deverá ) voltar a ser trabalhado. As informações do controle da execução servem como retroalimentação no processo de planejamento. Execução / Ajustes Planejamento OK Controle
  • 12. Trabalhando com o Project Controle da execução das tarefas
  • 13. Trabalhando com o Project Mostrandos as Linhas de Andamento As linhas de andamento nos dão uma  visualização gráfica do andamento do projeto em relação a um determinado dia.  Podem ser exibidas várias linhas de andamento para datas diferentes no projeto.
  • 14. Trabalhando com o Project Mostrandos as Linhas de Andamento
  • 15. Principais Stakeholders O Cliente A Empresa Executora O Gerente do Projeto O Sponsor
  • 17. O Trinômio Sagrado QUALIDADE PRAZO CUSTO
  • 18. A Evolução do Trinômio QUALIDADE ESCOPO CUSTO PRAZO
  • 19. As 9 Áreas de Conhecimento Riscos Recursos Humanos Comunicação Suprimentos INTEGRAÇÃO Qualidade Custo Escopo Tempo
  • 20. Ciclo de Vida de um Projeto Ciclo de Vida Planejamento de um Projeto Execução Início Controle Fim
  • 21. I Encontro de Web Developers na Paraíba!! Tema: quot;Design e desenvolvimento levados a sério.“ http://groups.google.com/group/ewebpb http://twitter.com/ewebpb