Manual Técnico de Serviço
Centrais de Alarme Linha 2000
Cercas Elétricas Linha 2000
DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H
DVR's ...
1 ANM 2003
1.1 Características técnicas
-Receptor de controle remoto heterodino – melhoria no alcance e na relação
sinal r...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Fone:(048)3281-...
1.3 Descritivo do Diagrama de Blocos
1.3.1 Processador
Fazem parte desse bloco, os seguintes componentes: U2, C2 e J4. A p...
1.3.6 Indicadores (Leds)
Pertencem a este bloco: R12, R13, R14, R15, LD1, LD2, LD3 e LD4. Através
dos pinos de saída 7(RC3...
1.4Procedimento de testes
Para localização de problemas na central de alarme deve ser realizada a
conexão da mesma na segu...
e 10 V, mas haverão pulsos de até 15V,que são normais.Tensão
abaixo indica problemas neste caso verifique o transistor q3e...
2 ANM 2004 MF
2.1 Características técnicas
- Central com 4 zonas, sendo 2 zonas mistas e 2 zonas sem fio
- Discadora para ...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp
AndréL.Zimmer
23/4/200913
00
Title
Size
A3
Numb...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp
AndréLuizZimmer
20/4/200923
00
Title
Size
A3
Nu...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp
AndréLuizZimmer
9/4/200933
00
Title
Size
A3
Num...
2.3 Diagrama de Blocos
2.3.1 Processador
Fazem parte desse bloco, os seguintes componentes: U3, U4, R65, R66, R69,
C1, C5,...
2.3.5 Teclado
Fazem parte do teclado os seguintes componentes: C26, R4, R5, R6, R12,
R20, R21, R22, R24, R25, R29, R31, R3...
2.3.10 Carga dinâmica
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: B1, Z2, R97, R73, C19,
R70, C32 e T1. Este bloco t...
2.3.14 Barramento
Fazem parte deste bloco os componentes: R53, Q9, R56, R58, Z3, R78, R80,
R79, R54, R77, Q9, Q10, R81. O ...
3 3 ANM 2008 MF
3.1 Características Técnicas
- Receptor heterodino para um melhor alcance dos dispositivos sem fio;
- Cone...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Fone:(048)3281-...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Fone:(048)3281-...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Fone:(048)3281-...
3.3 Diagrama de Blocos
3.3.1 Microcontrolador e memória
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R1...
só toca com toda a intensidade, se uma bateria estiver conectada à central para que
exista corrente suficiente para este a...
3.3.9 Proteção
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J8, CGI TRIPOLAR, TS1 ,
TS2 e C12. Esta bloco é destinado...
3.3.13 Híbrida
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:C20, R69, R66, R74, R67,
C22, R70, C17, U6, R71, R68, C23,...
Procedimento de testes para centrais ANM2004 e ANM2008
Equipamentos necessários:
- Cabos para conexão
- 1 sirene
- 1 Bater...
1.5 troubleshooting linha anm 2000
falha verificar solução
O painel fica bipando,mesmo
sem teclas pressionadas ou
bipando ...
4 AMT 2008 RF
4.1 Características técnicas
-Receptor heterodino para um maior alcance dos dispositivos sem fio;
-Conector ...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
AndréL.Zimmer
14/10/200813
01
Title
Size
A3
Number
Date:
File:DrawnBy:
Sheetof...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
AndréLuizZimmer
14/10/200823
01
Title
Size
A3
Number
Date:
File:DrawnBy:
Sheet...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
AndréLuizZimmer
14/10/200833
01
Title
Size
A3
Number
Date:
File:DrawnBy:
Sheet...
4.3 Descritivo do Diagrama de Blocos
4.3.1 Processador e memória
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5,...
4.3.4 Sirene
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R6, Z11, C3, R11,
Q8, R18, Q10, R14, Q9, R10, R7, R...
4.3.8 RF
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: ANT1, C6, L2, C7, C8, U4
e X3. O U4 recebe o sinal de RF e o de...
4.3.12 Carga dinâmica
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R61, Q6, C15, R60, R63,
Z2. Este bloco tem o papel...
4.3.16 Barramento
Fazem parte deste bloco os componentes: J5, R26, R28, R25, Q11, R15, R19,
R20, R21, R22, R23, Q4 e Z1. O...
5 AMT 2010
5.1 Características técnicas
- Conector de atualização de firmware;
- Carregador inteligente que garante uma ma...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp
AndréL.Zimmer
4/9/200914
00
Title
Size
A3
Numbe...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp
AndréLuizZimmer
4/9/200924
00
Title
Size
A3
Num...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp
AndréLuizZimmer
4/9/200934
00
Title
Size
A3
Num...
5.3 Diagrama de Blocos:
5.3.1 Processador e memória
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R101,
...
o Q8 está saturado também, fazendo com que uma pequena corrente circule pelo R11.
Com o resistor de 2k2 que deve ser insta...
do ISO3 irá começar a piscar, gerando um sinal quadrado no ponto DR. O processador
detecta este sinal e identifica como um...
entradas A/D do microcontrolador níveis de tensão diferentes de acordo com a
configuração de zonas utilizadas (zona simple...
6 AMT 2018
6.1 Características técnicas
- Conector de atualização de firmware para atualizações em campo;
- Carregador int...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Site:www.intelb...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Site:www.intelb...
1
1
2
2
3
3
4
4
5
5
6
6
7
7
8
8
DD
CC
BB
AA
BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil
CEP88104-800-SãoJosé
Site:www.intelb...
6.3 Diagrama de Blocos:
6.3.1 Microcontrolador e memória
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R...
6.3.4 Sirene
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R6, D14, C3, R11,
Q8, R18, Q10, R14, Q9, R10, R7, R...
6.3.7 Detecção de corte de linha
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R59, R55, R54, C13, R56,
ISO1, ISO2 , R...
6.3.11 DTMF
Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C45, R102, R103, R104,
R105, R106, R107, R108, R109, D4, C41...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's 4 ,8 e 16 canais linha E DVR 16 canais linha M Microcâmeras VM200 ,VM300, vm310 VM320 e VM300IR15

343 visualizações

Publicada em

Manual Técnico de Serviço
Centrais de Alarme Linha 2000
Cercas Elétricas Linha 2000
DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's 4 ,8 e 16 canais linha E DVR 16 canais linha M Microcâmeras VM200 ,VM300, vm310 VM320 e VM300IR15

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
343
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's 4 ,8 e 16 canais linha E DVR 16 canais linha M Microcâmeras VM200 ,VM300, vm310 VM320 e VM300IR15

  1. 1. Manual Técnico de Serviço Centrais de Alarme Linha 2000 Cercas Elétricas Linha 2000 DVR’s 4 e16 canais Linhas S , H DVR's 4 ,8 e 16 canais linha E DVR 16 canais linha M Microcâmeras VM200 ,VM300, vm310 VM320 e VM300IR15 Edição Março/ 2012
  2. 2. 1 ANM 2003 1.1 Características técnicas -Receptor de controle remoto heterodino – melhoria no alcance e na relação sinal ruído com outros dispositivos sem fio; -Conector de atualização de firmware – permite a atualização da placa em campo; -Carregador de bateria inteligente – garante uma maior vida útil à bateria; - Recepção de até 30 dispositivos sem fio (sensores / controles); - Freqüência de trabalho RF 433,92 Mhz; - Sinalização visual (status) na central de alarme; - Tempo de sirene programável; - Permite configuração de “Zona 24h” com aviso sonoro; - Fusíveis de proteção rearmáveis;
  3. 3. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Fone:(048)3281-9500Fax:(048)3281-9505 Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp * 1/4/201011 00 INTELBRASS/A Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof1/4/2010 ANM-2003-4190013-4.SchDoc Revision ANM2003 4190013/4 1 2 J3 SIRENE A1 Antenna L1 33nH LD1 LED3 LD2 LED3 S1 C.REM JP1 BIP 1 2 X1 13.491MHz VDD 1 RA5 2 AN3 3 VPP 4 RC5 5 RC4 6 RC3 7 AN8 8 RC7 9 RB7 10 RB6 11 RB5 12 RB4 13 RC2 14 RC1 15 RC0 16 AN2 17 PGC 18 PGD 19 VSS 20 U2 PIC16F677 JP2 TESTE S2 SET.SFIO R12 1K R13 1K R14 1K LD3 LED3 LD4 LED3 R17 1K +5V R5 10K R2 10K +BAT SETOR +5V C1 100uF/25V +15V C2 100nF 1 2 J1 AUXILIAR RV1 RUE +15V C3 100nF R6 33K R4 1K SETOR +5V R3 6K8 R1 27K +15V R9 27K R8 2K2 R7 22R/2W +15V R10 27K R15 6K8 RV2 RUE 1 2 J5 BATERIA +BAT C5 1,2pF C6 2,2uF C7 4,7uF C4 100nF +5V 1A 1A 3A 3A 3A 3 24 1 5 6 Q1 FDC640P Q3 IRLML5203Q4 BC847 Q2 BC847 D1 1N4004 D2 S3G Z1 5V1 COMPONENTE CONFECCIONADO . NO COBRE VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U1 78L05ABD13TR SEL0 1 ANT 2 VDD 3 CTH 4 DO 5 VSS 6 CAG 7 OSC 8 U3 MICRF010 +15V 1 2 3 4 J2 FONTE 1 2 3 4 5 6 J4 MNMATE1X6 +15V RV3 RUE R19 10K 1 32 Q1A FQU17P06
  4. 4. 1.3 Descritivo do Diagrama de Blocos 1.3.1 Processador Fazem parte desse bloco, os seguintes componentes: U2, C2 e J4. A partir desse bloco que fluem todas as informações para os demais blocos. É através do conector J4 que são feitas as atualizações do firmware. 1.3.2 Alimentação Este bloco tem como função ajustar o Vcc da fonte em 5 Vdc que alimentará o circuito. Para isso, são utilizados U1, C1 e C2, além de R1 e R3 que são um divisor de tensão. A tensão resultante deste divisor, entra em uma porta A/D do microcontrolador, que por sua vez irá monitorar a tensão da fonte. A saída auxiliar tem RV1 como proteção, caso o dispositivo alimentado venha a entrar em curto-circuito. 1.3.3 Bateria Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J5, D1, D2, Q3, Q4, R7, R8, R9, R10 e R15. O diodo D2 e o RV2 são uma proteção contra inversão de polaridade da bateria. Se por acaso a bateria for colocada com os pólos trocados a corrente irá passar D5 e pelo RV2. O RV2 começa a aumentar a sua resistência quando aquecido por uma corrente elétrica intensa. Os resistores R10 e R15 fazem um divisor de tensão de modo a informar a tensão da bateria para a entrada analógica do processador. A bateria é carregada de maneira pulsada. Estes pulsos variam de largura de acordo com o nível de tensão da bateria. Quanto mais carregada a bateria, maior é a largura dos pulsos. Estes pulsos são gerados pelo pino 5 do processador (RC5) que fazem o Q4 chavear e acionar o mosfet Q3. 1.3.4 Sirene Este bloco é formado pelos componentes: JP1, J3, RV3, Q1, Q2, R2, R5, R19. O processador manda um pulso no R5 através do pino 6 (RC4) polarizando o Q2. Conseqüentemente Q1 entra em condução fazendo circular um corrente na sirene. RV3 é uma proteção do circuito caso a sirene venha a entra em curto-circuito. O JP1(BIP) irá determinar se a sirene vai bipar quando a central for ativada e desativada. 1.3.5 Botões e Jumpers Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: JP1, JP2, S1 e S2. Pelos pinos de entrada 10(RB7), 11(RB6), 12(RB5), 13(RB4), o microcontrolador monitora se eles estão ligados ao GND. De acordo com a combinação dos jumpers e dos botões que o microcontrolador grava a programação.
  5. 5. 1.3.6 Indicadores (Leds) Pertencem a este bloco: R12, R13, R14, R15, LD1, LD2, LD3 e LD4. Através dos pinos de saída 7(RC3), 14(RC2), 15(RC1), 16(RC0) o microcontrolador envia pulsos ao resistores que polarizam os leds, que permite a visualização dos estados da central. 1.3.7 RF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: ANT1, C4, C5, C6, C7, U3 e X1. O U3 recebe o sinal de RF e o decodifica em um sinal TTL de modo que o microcontrolador possa entender através do pino 9(RC7). O sinal de RF funciona da seguinte maneira: quando há portadora o sinal é compreendido como 1 e quando não há portadora o sinal é compreendido como 0. 1.3.8 Zonas Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R4, Z1, C3. A zona com fio funciona da seguinte maneira: quando está fechada os 5v passam pelo R4 e vão para o GND. Caso seja violada a zona essa tensão passa pelo R6 e chaga até o pino 3 (AN3) do microcontrolador que irá identificar que a zona foi violada. O Z1 não permite que chegue mais do que 5v1 no processador e C3 serve para filtra eventuais ruídos. As outras duas zonas são zonas sem fio, programadas através dos JP2 e S2.
  6. 6. 1.4Procedimento de testes Para localização de problemas na central de alarme deve ser realizada a conexão da mesma na seguinte sequencia: 1. com a central completa,faça uma inspeção visual tentando localizar queimas causadas por descargas atmosféricas,sinais de água ,humidade ou maresia nas placas.verifique também a fonte de alimentação,desmontando as placas do painel. 2. Observe a posição dos jumper Teste e Bip. Jumper Teste: tem que estar na posição desligado. Jumper BIP: tem que estar na posição ligado. 3. conecte uma sirene piezoelétrica(de preferência abafada) e não utilize cornetas na saída sirene,devido ao elevado consumo.reconecte os cabos entre fonte de alimentação e central e ligue a rede elétrica á fonte de alimentação. 4. Conectar a central de alarmes na tomada e aguardar a inicialização da mesma, (leds correm em seqüêncIa, e progressivamente mais rápido, até apagar. 5. Medir a tensão na saída auxiliar, que deve estar entre 14,5 e 16,5 V fixos, e a tensão nos terminais de bateria, que devem estar entre 9
  7. 7. e 10 V, mas haverão pulsos de até 15V,que são normais.Tensão abaixo indica problemas neste caso verifique o transistor q3e q4 que fazem o chaveamento(verificar circuito de bateria).se a tensão estiver acima de 15 volts,abaixo ou variando,verifique também se a fonte de alimentação está em boas condições. 6. Verificar se o led bateria/rede está piscando rapidamente. isso indica que o sistema está sem bateria. conecte então a bateria e verifique se o led permanece aceso, indicando sistema ok 7. Agora retire a rede elétrica e verifique se o led bateria/rede pisca lentamente, indicando a falha. 8. conecte a rede elétrica e a seguir pressione o botão c.rem da central ,onde todos os leds do painel acendem, e em seguida, pressione o primeiro botão do controle remoto. os leds piscarão por 3 vezes consecutivas, indicando que foi programado o controle remoto 9. Pressione a seguir o botão c.rem. para sair de programação. 10.Pressione o botão set.s. fio da cntral, o led do setor 2 deve acender e ao pressionar o segundo botão do controle remoto,o led setor 2 piscará rapidamente. 11.Pressione novamente o botão s et.s. fio da central para sair de programação. 12.Mude o jumper bip para desligado , pressione o botão set.s. fio da central e o led setor 3 da central deve acender. pressione o terc eiro botão do controle remoto, o led 3 da central pisca rapidamente, indicando a programação. 13.Pressione o botão set .s. fio novamente para sair de programação e retorne o jumper para a posição bip ligado. 14.Aperte o push botton, pressi one o segundo botão e o terceiro botão do controle para verificar se os leds acendem em seqüência. 15.A seguir, pressione o primeiro botão do controle remoto, onde deve ser ouvido um bip. 16.A seguir pressione o push botton e os botões 2 e 3 do controle (seguir esta sequênc ia), a sirene irá disparar. Pressi one novamente o primeiro botão para desligar a central. os leds dos s etores devem piscar rapidamente ,indicando o disparo. 17. Pressione simultaneamente os botões c. rem. E set s. fio por 2 segundos. 18.Proceda o desligamento da rede elétrica e bateria, e faça a reembalagem do equipamento. caso encontre alguma anomalia nos testes,deve ser verificado o circuito correspondente ao ponto onde o teste apresentou problemas.após a solução do problema inicial, refaça os testes para identificar se não há outro problema não relatado pelo cliente.
  8. 8. 2 ANM 2004 MF 2.1 Características técnicas - Central com 4 zonas, sendo 2 zonas mistas e 2 zonas sem fio - Discadora para 6 números telefônicos - Acesso remoto via telefone (arma / desarma) - Até 4 partições - Receptor super-heteródino incorporado - Detecta bateria baixa de sensores sem fio (sensores Intelbras série 2000) - Conector de atualização de firmware – permite a atualização da placa em campo; - Teclas de indicação luminosas - Carregador de bateria inteligente – garante uma maior vida útil à bateria - Permite 9 senhas programáveis de até 4 dígitos - Detecta corte e curto circuito de sirene - Auto-ativação programável por inatividade - Possui barramento para instalação de teclado remoto e/ou receptores adicionais - Cancelamento automático de zona - Quantidade de ligações telefônicas programável - Bypass - desativação de um ou mais setores temporariamente, via teclado. - Detecta bateria baixa, ausente, invertida e/ou em curto. - Modo teste dos sensores e da discadora - Sistema de zona inteligente programável - Tempo de sirene programável em minutos - Temporização de entrada e saída programável em segundos - Carregador de bateria inteligente com proteção contra curto e inversão de polaridade da bateria - Função pânico pelo controle remoto - Pânico pelo teclado silencioso ou não - Recepção de até 48 dispositivos sem fio (sensores / controles) - Freqüência de trabalho RF 433,92 MHz - Desabilita sinalização de sirene (bip) no arme/desarme - Discagem por DTMF (tom) - Memória não volátil
  9. 9. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréL.Zimmer 23/4/200913 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof1/4/2010 PAGE1.SchDoc Revision CENTRALANM2004MF 4170011/7 R37 10K Q3 BC847 L2 10uH 1 2 J7 SIRENE R49 2K2 R59 0R22/2W R43 27K C21 100nF + C7 100uF/25V Q5 BC847 R47 27K R41 100K R42 10K R46 10K R40 27K Q4 BC857 C5 100nF D4 S3E 1 2 J1 BATERIA R57 10R/3W R55 33K/1% R50 8K06/1% R74 2K2 R48 27K RV2 RUE D3 M4 C20 100nF C4 1,2pF A1 L1 33nH 1 2 X1 13.491MHz SEL0 1 ANT 2 VDD 3 CTH 4 DO 5 VSS 6 CAG 7 OSC 8 U2 MICRF010 R54 10K R80 2K2 R77 100K Q10 BC817 RX 1 TX 2 J6 BARR R79 2K2 Q9 BC847 R53 100K R56 10K Z3 15V R58 10K R78 100K R81 47R + C6 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U1 78L33ABD13TR VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U5 78L05ABD13TR R24 100K R39 1K/1% R6 1K/1% R21 1K/1% R32 1K/1% R30 1K/1% R38 1K/1% R29 1K/1% R5 1K/1% R25 1K/1% R22 1K/1% R33 1K/1% R4 1K/1% R20 1K/1% R35 1K/1% R12 1K/1% R31 1K/1% LD4 LED LD2 LED LD3 LED LD1 LED LD5 LED LD6 LED R61 1K BZ1 BUZZER R62 470R Q11 BC847 RV3 RUE +15V +15V +15V +BAT +5V +15V +3,3V +3,3V+15V +15V +3,3V +3,3V +15V +3,3V Q6 BC847 + C3 2,2uF + C2 4,7uF Z1 AC Q8 IRLML5203 3 24 1 5 6 Q7 FDC6408 +BAT AUX_IN SIR1SIR2 BARR1 BARR2 A2 3 SDA 5 A1 2 VSS 4 SCL 6 WP 7 A0 1 VDD 8 U4 24LC04-B R6627K R6527K + C1 10uF/16V VDD 28 VDD 13 MCLR/ 1 AN10 25 RB4 11 RB10 21 AN11 24 RB3 7 VCAP 20 DISVREG 19 VSS 8 VSS 27 SDA 18 SCL 17 AN0 2 AN1 3 RX 16 TX 26 RA2 9 RA3 10 RA4 12 PWM 22 AN12 23 RB0 4 RB1 5 RB5/PGD 14 RB6/PGC 15 AN4 6 U3 PIC24FJ16GA002 OUT IN RL2 RL1 RD C26 100nF R34 100R R13 100R R36 100R S9 S1 S14S10 S4S7S5S8S6S3S2 S15 R69 100K/1% RD PGC MCLR +3,3V 1 2 3 4 5 6 J9 PGR +15V PGC MCLR 1 2 3 4 J2 DC R52 8K06/1% R45 33K/1% AC S11S12S13S16 *NãoMontado R96 3K3 +15V LD7 LED 1 2 J8 AUXILIAR R60 100K R100 150K R57B 10R/3W 1 32 Q7A FQU17P06 D10 BAT54S +3,3V D11 BAT54S +3,3V D12 BAT54S +3,3V D13 BAT54S +3,3V
  10. 10. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 20/4/200923 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof1/4/2010 PAGE2.SchDoc Revision CENTRALANM2004MF 4170011/7 R63 10K/1% R7 10K/1% +15V REF +C8 10uF/50V *NãoMontado + C16 10uF/50V Z4 5V1 C23 100nF C12 2,2nF1 2 J3 LINHA 1 2 J4 FONE C17 220nF/250V R71 22K-0805 R68 10K R11 8K06/1% C13 3,3nF C14 1,2nF R17 2K7 R28 619R/1% R27 15K0/1% R15 3K65/1% R16 3K65/1% C22 3,3nF C11 2,7nF R1 100K/1% R64 100K/1% 1 2 4 3 ISO1 H11A817B R8 2K37/1% 3 2 1 411 U6A LM324 12 13 14 U6D LM324 10 9 8 U6C LM324 5 6 7 U6B LM324 + C9 1uF/50V + C10 2,2uF/50V R19 53K6/1% R18 53K6/1% R10 6K19/1% R9 5K49/1% R23 3K65 C15 3,3nF R26 1K87/1%R67 15K0/1% D2 M4 Q2 BC847 R97 1K8 +3,3V +15V +15V +3,3V RD OUT IN REF REF RING TIP REF AUDIO RING TIP TR1 825-00007 FONE1 FONE2 D54148 D6 4148 +15V +15V RV1 14K271 Q1 BC847 R3 10K RL2 RL2 A1RC2-12V RL1 A1RC2-12V R14 0R R82 0R DTMFOUT C27 100nF + C32 1uF/100V Z5 5V1 * * * * * * ** * * * * * 31 2BC327 T1 FONE1 FONE2 AC 2 V+ 3 AC 1 V- 4 B1 MB4S Z2 SMBJ24 R73 15K + C19 10uF/16V R70 10RBIPOLAR R2 10K RL1 R990R R980R Z10 18V TVS1 130V TVS1A 130V/SMD D9 BAT54S +3,3V
  11. 11. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 9/4/200933 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof1/4/2010 PAGE3.SchDoc Revision CENTRALANM2004MF 4170011/7 Z1 1 COM 2 Z2 3 J5 ZONA R75 2K7 R76 4K7 R72 4K7 R44 12K R51 33K C24 22nF C18 22nF +3,3V Z1 BARR1BARR2 FONE2 SIR1 RING Estescomponentesrepresentamoscentelhadoresqueestãodesenhadosnaplacacomopequenasranhurasdecobre. Nãofazempartedalistadematerial. SIR2AUX_IN Z1_INZ2_IN 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT7 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT1 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT8 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT2 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT10 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT5 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT9 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT12 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT6 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT3 PONTA FONE1 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT4 PONTA Z1_INZ2_IN TIP VP 1 VN 2 GS 3 VREF 4 INH 5 PWDN 6 X1 7 X2 8 VSS 9 OE 10 D0 11 D1 12 D2 13 D3 14 DV 15 EST 16 RT/GT 17 VDD 18 U7 HT9170B C29 100nF R84 330K +5V R88 3K01/1% R89 1K5/1% R90 3K01/1% R91 1K5/1% R92 3K01/1% R93 1K5/1% R94 3K01/1% R95 1K5/1% R87 8K06/1% R86 15K/1% DTMFOUT R85 100K R83 100K C28 100nF AUDIO C31 39pF C30 39pF 12 X2 3.58MhzD7 4148 C33 100nF *NãoMontado D8 BAT54S +3,3V
  12. 12. 2.3 Diagrama de Blocos 2.3.1 Processador Fazem parte desse bloco, os seguintes componentes: U3, U4, R65, R66, R69, C1, C5, L2 e J9. A partir desse bloco que fluem todas as informações para os demais blocos. É através do conector J9 que são feitas as atualizações do firmware. 2.3.2 Alimentação Este bloco tem como função ajustar o Vcc da fonte para os níveis de tensão necessários ao circuitos integrados (3,3V e 5V) Para isso, são utilizados U1, U5, C6, C7, C20, além de R45, R52 e D11 que compõem um divisor de tensão. A tensão resultante deste divisor, entra em uma porta A/D do microcontrolador, que por sua vez irá monitorar a tensão da fonte. A saída auxiliar tem RV3 como proteção, caso o dispositivo alimentado venha a entrar em curto-circuito. 2.3.3 Bateria Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J1, D3, D4, Q8, Q6, RV2, R57, R55, R50, R74, R48 e D12. O diodo D3 e o RV2 são uma proteção contra inversão de polaridade da bateria. Se por acaso a bateria for colocada com os pólos trocados a corrente irá passar D3 e pelo RV2. O RV2 começa a aumentar a sua resistência quando aquecido por uma corrente elétrica intensa. Os resistores R55 e R50 fazem um divisor de tensão de modo a informar a tensão da bateria para a entrada analógica do processador. A bateria é carregada de maneira pulsada. Estes pulsos variam de largura de acordo com o nível de tensão da bateria. Quanto mais carregada a bateria, maior é a largura dos pulsos. Estes pulsos são gerados pelo pino 21 do processador (RB10) que fazem o Q6 chavear e acionar o mosfet Q8. 2.3.4 Sirene Este bloco é formado pelos componentes: J7, Q7, Q3, Q4, Q5, R49, R46, R42, R41, R59, R43, R37, R40, D10 e C21. Na situação normal, em que a sirene não está acionada, o Q3 está cortado e conseqüentemente o Q5 está saturado. Deste modo o Q4 está saturado também, fazendo com que uma pequena corrente circule pelo R40. Com o resistor de 2k2 que deve ser instalado em paralelo com a sirene a corrente que passa pelo R40 tem um valor intermediário. Se a sirene é cortada, o resistor de 2k2 também é cortado de modo que a corrente em R40 aumenta, e aumentando assim, a tensão em cima deste resistor. Tensão esta que é lida pelo microcontrolador através da porta analógica AN10, no pino 25 do microcontrolador. No caso de colocar a sirene em curto, a corrente no R40 será nula, gerando outra informação para o microcontrolador. Passando o pino 11 (RB4) para o nível lógico 1 (3,3V) , o transistor Q3 satura, cortando o Q5 e Q4. Com Q3 saturado, o mosfet Q7 tem o gate em 0V (zero volts), fazendo uma corrente maior passar pela sirene. Estando o Q4 cortado, não há corrente no R40, porém, a medida de corrente é realizada através do resistor R59. É importante lembrar que a sirene só toca com toda a intensidade, se uma bateria estiver conectada à central para que exista corrente suficiente para este acionamento.
  13. 13. 2.3.5 Teclado Fazem parte do teclado os seguintes componentes: C26, R4, R5, R6, R12, R20, R21, R22, R24, R25, R29, R31, R32, R33, R35, R38, R39. O teclado consiste em um divisor resistivo em que cada tecla apertada gera uma Vdc diferente. Esta Vdc é lida por uma porta A/D do microcontrolador. O capacitor C26 serve para filtrar a Vdc que chega ao microcontrolador e D13 é o clamper que serve de proteção ao microcontrolador. 2.3.6 Indicadores (Leds e Buzzer) Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:BZ1, C1, C2, C3, LD1, LD2, LD3, LD4, LD5, LD6, LD7, Q11, R13, R34, R61, R62, R96. O buzzer é acionado pela saída do pino 15 (RB6/PGC) do microcontrolador, que aciona o transistor Q11. Oacionamento deste buzzer é pulsado, ou seja, é necessário fornecer uma freqüência para que ele soe corretamente. Os leds são acionados através de uma multiplexação em que é alternado os estados LIGADO, DESLIGADO e TRI-STATE das portas do microcontrolador. Por exemplo, para acionar o LD1 deve-se setar o pino 12 (RA4) como ligado (1) , o pino 10 (RA3) como desligado (0) e o configurar o pino 9 (RA2) como entrada (TRI-STATE). Desta forma pode-se controlar 6 Leds com apenas 3 pinos do microcontrolador. 2.3.7 RF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: ANT1, C4, L1, C3, C2, U2, R60, R100 e X1. O U2 recebe o sinal de RF e o decodifica em um sinal TTL de modo que o microcontrolador possa entender. O sinal de RF funciona da seguinte maneira: quando há portadora o sinal é compreendido como 1 e quando não há portadora o sinal é compreendido como 0. Os resistores R60 e R100 serve para ajustar o nível de tensão da saída do U3 com o microcontrolador. 2.3.8 Circuito de acionamento da discadora Fazem parte deste bloco os componentes R2, Q2 , RL2, D6, J3, J4, R3, Q1, RL1, D5, RV1, R98 e R99. Este circuito tem como objetivo tomar a linha telefônica nas situações em que o usuário deseja configurá-la remotamente ou quando a central dispara e possui telefones programados. O circuito consiste em basicamente relés conectados à linha telefônica que são acionados pelos pinos do processador. 2.3.9 Detecção de Ring Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C17, Z10, D2, R71, ISO1, R68. Sendo o status normal da linha telefônica um sinal de 48Vdc, o led do ISO3 não será acionado, pois o C17 funciona como uma chave aberta para sinais de tensão DC. O sinal de ring é gerado através de um sinal alternado com amplitude de 110V. Deste modo, o led do ISO1 irá começar a piscar, gerando um sinal quadrado no ponto RD. O processador detecta este sinal e identifica como uma chamada. O diodo D2 serve para descarregar o capacitor C17 no semiciclo negativo, de modo a fazer com que o capacitor carregue novamente no próximo semiciclo positivo. O diodo zener Z10 serve para evitar que a central identifique sinais de voz ou de discagem como Ring, permitindo que somente sinais maiores do que 18Vac possam chegar ao led do ISO1.
  14. 14. 2.3.10 Carga dinâmica Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: B1, Z2, R97, R73, C19, R70, C32 e T1. Este bloco tem o papel de compensar a variação de distância entre a Central de Alarme e a Central de Telefonia do bairro. Seu papel é consumir uma corrente da linha de modo a informar que a mesma está ocupada. Esta etapa do circuito foi herdada dos PABXs Intelbras. 2.3.11 Híbrida Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C10, R11, R19, R18, R10, C13, R9, C12, U6, R8, R23, C15, R17, C14, R28, C16, C23, Z4, Z5, TR1, R7, R63 e C8. Este circuito é responsável pelo envio de tons pela linha telefônica. A transmissão deste sinal é feita a partir de uma saída PWM do microcontrolador que ao passar pelo circuito é transformado em um sinal senoidal. O microcontrolador gera todos tons DTMF. O capacitor C16 serve para fazer o desacoplamento DC do sinal. Os diodos Z4 e Z5 servem para a proteção contra surtos de tensão que possam vir pela linha telefônica. Para que não fosse necessário usar uma fonte simétrica, às etapas de amplificação foi somada uma tensão de referência fornecida pelos componentes R7,R63 e C8. 2.3.12 DTMF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C33, R86, R87, R88, R89, R90, R91, R2, R94, R95, D7, R84, C29, U7, R85, R83, C28, C30, C31 e X2. Este bloco consiste em um receptor DTMF para comandos transmitidos via telefone como o arme/desarme da central. Estes comandos DTMF recebidos, são convertidos para o microcontrolador na forma de níveis de tensão através da rede R2R compostos pelos resistores R87 até R95. Este nível de tensão é lido por uma porta A/D do microcontrolador. 2.3.13 Zonas Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C18, C24, J5, R44, R51, R72, R75, R76 e Z1. Neste bloco, os componentes C18,C24 e D8 servem para proteção contra picos de tensão. Os demais resistores servem para fazer uma malha resistiva de modo a informar para as entradas A/D do microcontrolador níveis de tensão diferentes de acordo com a configuração de zonas utilizadas (zona simples, zona dupla, etc.)
  15. 15. 2.3.14 Barramento Fazem parte deste bloco os componentes: R53, Q9, R56, R58, Z3, R78, R80, R79, R54, R77, Q9, Q10, R81. O microcontrolador manda os pulsos pelo pino 26(TX) no formato TTL. O R54 limita a corrente que circula no Vbe do transistor Q10. Quando na base há 3,3V (nível lógico 1) o Q10 está saturado e desta maneira o Vce está em 0 V. Quando na base há o nivel lógico 0 (0V), Q10 está cortado e Vce está com 15V. Na recepção quando há 0V na entrada, o transistor Q9 está cortado e assim sendo o seu Vce está em 3,3V informando o nível lógico 1 para o microcontrolador. Quando há 15V na entrada, o transistor Q9 satura e o Vce vai a 0V informando o nível lógico 0 para o microcontrolador. O resistor R79 serve para que em caso de curto-circuito no barramento, a fonte não seja avariada. O zener Z3 serve para proteger o circuito de tensões acima de 15V.
  16. 16. 3 3 ANM 2008 MF 3.1 Características Técnicas - Receptor heterodino para um melhor alcance dos dispositivos sem fio; - Conector de atualização de firmware para atualizações em campo; - Carregador de bateria inteligente para uma maior vida útil da bateria; - Acesso remoto via telefone; - Detecção de bateria fraca de sensores; - Sensores de corte de linha telefônica e de sirene. - Central com 8 zonas ( 4 mistas e 4 sem fio); - Permite 9 senhas programáveis de até 4 dígitos; - Detecta corte e curto circuito de sirene; - Auto-ativação programável por inatividade; - Possui barramento para instalação de teclado remoto e/ou receptores adicionais; - Cancelamento automático de zona; - Quantidade de ligações telefônicas programável; - Bypass - desativação de um ou mais setores temporariamente, via teclado; - Detecta bateria baixa, ausente, invertida e/ou em curto; - Modo teste dos sensores e da discadora; - Sistema de zona inteligente programável; - Tempo de sirene programável em minutos; - Temporização de entrada e saída programável em segundos; - Carregador de bateria inteligente com proteção contra curto e inversão de polaridade da bateria; - Função pânico pelo controle remoto; - Pânico pelo teclado silencioso ou não ; - Recepção de até 48 dispositivos sem fio (sensores / controles); - Freqüência de trabalho RF 433,92 MHz; - Desabilita sinalização de sirene (bip) no arme/desarme; - Discagem por DTMF (tom); - Memória não volátil.
  17. 17. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Fone:(048)3281-9500Fax:(048)3281-9505 Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréL.Zimmer 04/06/201013 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof04/06/2010 PAGE1.SchDoc Revision ANM2008MF/MTRF 4180012/11 R18 10K Q10 BC847 L1 10uH 1 2 J3 SIRENE R5 2K2 R4 0R22/2W R6 1K5 C3 100nF + C5 100uF/25V Q9 BC847 R1 10K R14 100K R10 10K R7 10K R11 680R Q8 BC857 C2 100nF D5 S3G 1 2 J6 BATERIA R8 3R3/2W R3 8K06/1% R2 33K/1% R17 33K/1% R24 8K06/1% R9 2K2 R16 27K RV2 RUE D2 M4 C4 100nF C6 1,2pF ANT1 L2 33nH 1 2 X3 13,491600MHz SEL0 1 ANT 2 VDD 3 CTH 4 DO 5 VSS 6 CAG 7 OSC 8 U4 MICRF010 R26 10K R21 2K2 R28 100K Q11 BC817 RX 1 TX 2 J5 BARR R22 2K2 Q4 BC847 R15 100K R23 10K Z1 15V R19 10K R20 100K R25 47R + C1 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U1 78L33ABD13TR VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U3 78L05ABD13TR R40 100K R35 1K/1% S9 S1 R44 1K/1% S14 R47 1K/1% R37 1K/1% R31 1K/1% S10 R34 1K/1% R50 1K/1% S4S7 R46 1K/1% R49 1K/1% R33 1K/1% S5 R32 1K/1% S8S6S3 R45 1K/1% R48 1K/1% R36 1K/1% S2 R43 1K/1% S15 R30 1K/1% LD10 LED LD8 LED LD9 LED LD7 LED 12 X2 32Khz LD11 LED LD12 LED LD4 LED LD2 LED LD3 LED LD1 LED LD5 LED LD6 LED C11 33pF R27 100R C10 33pF 12 X1 8Mhz R41 1K BZ1 BUZZER R42 470R Q5 BC847 PWM 9 RC3 36 AN8 27 RA10 12 AN10 14 SDA 1 VCAP 7 RB10 8 AN11 11 RB3 24 OSCO 31 OSCI 30 SOSCI 33 SOSCO 34 AN4 23 AVss 16 AVdd 17 MCLR 18 AN9 15 RC7 3 TX 4 DISVREG 6 RC9 5 RB6/PGC 42 RB5/PGD 41 RC5 38 RC4 37 VDD 28 VSS 29 RC1 26 RC0 25 SCL 44 RX 43 AN3 22 AN2 21 AN1 20 AN0 19 RC6 2 VSS 39 VDD 40 RA9 35 AN12 10 RA8 32 RA7 13 U2 PIC24FJ48GA004 D1 M4 R12 10R R13 10K Q7 BC847 D3 4148 D6 4148 RV1 RUE +15V +15V +15V +BAT +5V +15V +3,3V +3,3V+15V +15V +3,3V +3,3V +15V +3,3V Q3 BC847 + C7 2,2uF + C8 4,7uF CL DR IN DL OUT RL RD Z1 Z2 Z3 Z4 PGM PGM Q2 IRLML5203 3 24 1 5 6 Q1 FDC640P +BAT AUX_IN SIR1SIR2 BARR1 BARR2 PGM_IN A2 3 SDA 5 A1 2 VSS 4 SCL 6 WP 7 A0 1 VDD 8 U5 24LC08BT-I/SN R10027K R10127K VPP C36 33pF C37 33pF R38 100R C38 100nF + C9 10uF PGC PGD PGD PGC VPP +3,3V DTMF OUT R112 100R R116 100R R115 100R R114 100R R113 100R R117 100R 1 2 3 4 J4 FONTE 1 2 3 4 5 6 J11 PGR +15V T1 T2 R118 10K S16S11S12S13 LD13 LED R119 680R +15V** *-NãoMontado R29 100K 1 1 2 2 3 3 J1 PGM/AUX R120 150K * * ** 1 32 Q1A FQU17P06 D12 BAT54S +3,3V D13 BAT54S +3,3V D14 BAT54S +3,3V D15 BAT54S +3,3V
  18. 18. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Fone:(048)3281-9500Fax:(048)3281-9505 Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 04/06/201023 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof04/06/2010 PAGE2.SchDoc Revision ANM2008MF/MTRF 4180012/11 Z5 2V4 + C19 10uF/50V Z4 2V4 C21 10nF R53 10K R58 1K C17 2,2nF 1 2 J8 LINHA 1 2 J7 FONE Q13 BC847 R65 10K R55 2M7-0805 C13 470nF-1206 C14 220nF/250V R64 10K-0805 R62 47K R69 8K06/1% C22 3,3nF C18 1,2nF R72 2K61/1% R73 619R/1% R77 7K5/1% R78 7K5/1% R81 3K65/1% C27 3,3nF C25 2,7nF R56 1K-0805 R79 100K/1% R83 100K/1% 1 2 4 3 ISO2 H11A817B 1 2 4 3 ISO3 H11A817B 1 2 4 3 ISO1 H11A817B R71 2K37/1% 3 2 1 411 U6A LM324 12 13 14 U6D LM324 10 9 8 U6C LM324 5 6 7 U6B LM324 + C26 1uF/50V + C20 2,2uF/50V R66 53K6/1% R74 53K6/1% R67 6K19/1% R70 5K49/1% R68 4K7/1% C23 3,3nF R82 1K87/1% R80 15K0/1% D9 M4 Z3 18V R76 10K/1% R75 10K/1% R59 2M7-0805 2 3 4 7 6 5 1 8 RL1 ML2RC-12V C12 2,2nF/500V R60 3K3-0805 R61 10R-0805 Q6 BC327-40 +C15 10uF/50V R63 15K-0805 Q12 BC847 R57 330R R54 10K-0805 +3,3V +15V +15V +15V +15V +15V +3,3V +3,3V CL DL DR OUT IN REF REF RING TIP RD REF AUDIO RING TIP RL REF +C24 10uF/50V AC 1 V+ 3 AC 2 V- 4 B1 MB4S 4 1 3 2 TR1 825-00007 1 2 3 CG1 TRIPOLAR TS1 PKE220CT TS2 PKE220CT +C16 1uF/100V D10 4148 Z2 SMBJ24 D8 1N4148 3 4 1 2 RL2 SH1NAC-5V FONE1 FONE2 C39 100nF 1 2 3 4 RL2A RELEES * ** * * * * * * * * * *-NãoMontado * * * D11 BAT54S PTC1 TR250-120 PTC2 TR250-120 TVS1 130V TVS1A 130V/SMD TIP-1 RING-1
  19. 19. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Fone:(048)3281-9500Fax:(048)3281-9505 Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 04/06/201033 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof04/06/2010 PAGE3.SchDoc Revision ANM2008MF/MTRF 4180012/11 R93 10RR95 12K R97 10R R98 33K R96 2K4 R99 12K R92 2K4 R94 33K Z1 1 COM 2 Z2 3 J10 ZONA C28 22nF R89 10R R85 10R R86 33K R88 2K4 R91 12K R84 2K4 R90 33K R87 12K Z3 1 COM 2 Z4 3 J9 ZONA C29 22nF C30 22nF C31 22nF C32 22nF C33 22nF C34 22nF C35 22nF +3,3V Z4 Z3 Z2 Z1 BARR1BARR2FONE2SIR1 RING-1 Estescomponentesrepresentamoscentelhadoresqueestãodesenhadosnaplacacomopequenasranhurasdecobre. Nãofazempartedalistadematerial. SIR2AUX_INPGM_IN Z1_INZ2_IN 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT1 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT10 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT2 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT11 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT13 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT4 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT12 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT3 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT5 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT14 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT6 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT15 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT7 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT8 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT17 PONTA FONE1 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT9 PONTA Z1_INZ2_INZ3_INZ4_IN Z3_INZ4_INTIP-1 VP 1 VN 2 GS 3 VREF 4 INH 5 PWDN 6 X1 7 X2 8 VSS 9 OE 10 D0 11 D1 12 D2 13 D3 14 DV 15 EST 16 RT/GT 17 VDD 18 CI1 HT9170B C41 100nF R51 330K +5V R102 3K01/1% R103 1K5/1% R104 3K01/1% R105 1K5/1% R106 3K01/1% R107 1K5/1% R108 3K01/1% R109 1K5/1% R110 8K06/1% R111 15K/1% DTMFOUT R52 100K R39 100K C40 100nF AUDIO C43 39pF C42 39pF 12 X4 3.58MhzD4 4148 C44 100nF D16 BAT54S +3,3V D17 BAT54S +3,3V D18 BAT54S +3,3V D19 BAT54S +3,3V
  20. 20. 3.3 Diagrama de Blocos 3.3.1 Microcontrolador e memória Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R101, R118, C2, L1(este componente é construído nas trilhas da PCB), X1, R27, C10, C11, C9. Este bloco é o centralizador de todas as informações fornecidas pelos outros blocos. 3.3.2 Alimentação Este bloco consiste somente componentes que ajustam o Vcc da fonte para o suportado pelos demais integrados. É composto pelos integrados U1e U3 que ajustam a tensão para 3,3Vdc e 5Vdc respectivamente. Além destes componentes, fazem parte do circuito C1, C4 e C5 que funcionam em conjunto com o U1 e U3. Além dos componentes citados anteriormente, fazem parte da etapa de alimentação, R2 ,R3 e D13 que são um divisor de tensão. A tensão resultante desta etapa entra em uma porta A/D do microcontrolador. Isto é feito para que a tensão da fonte seja monitorada pelo microcontrolador. 3.3.3 Bateria Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J6, D2, D5, RV2, D14, R17,R24, Q3, R16 Q2, R8, R9. O diodo D5 e o RV2 são uma proteção contra inversão de polaridade da bateria. Se por acaso a bateria for colocada com os pólos trocados a corrente irá passar D5 e pelo RV2. O RV2 começa a aumentar a sua resistência quando aquecido por uma corrente elétrica intensa. Os resistores R17 e R24 fazem um divisor de tensão de modo a informar a tensão da bateria para a entrada analógica do processador. O diodo CLAMPER D14 serve de proteção para que nenhuma tensão acima de 3,9V chegue à porta do processador. A bateria é carregada de maneira pulsada. Estes pulsos variam de largura de acordo com o nível de tensão da bateria. Quanto mais carregada a bateria, maior é a largura dos pulsos. Estes pulsos são gerados pelo pino 8 do processador (RB10) que fazem o Q3 chavear e acionar o mosfet Q2. 3.3.4 Sirene Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R6, D12, C3, R11, Q8, R18, Q10, R14, Q9, R10, R7, R5, Q1, R1. Na situação normal, em que a sirene não está acionada, o Q10 está cortado e consequentemente o Q9 está saturado. Deste modo o Q8 está saturado também, fazendo com que uma pequena corrente circule pelo R11. Com o resistor de 2k2 que deve ser instalado em paralelo com a sirene a corrente que passa pelo R11 tem um valor intermediário. Se a sirene é cortada, o resistor de 2k2 também é cortado de modo que a corrente em R11 aumenta, e aumentando assim, a tensão em cima deste resistor. Tensão esta que é lida pelo microcontrolador através da porta analógica AN10, no pino 14 do microcontrolador. No caso de colocar a sirene em curto, a corrente no R11 será nula, gerando outra informação para o microcontrolador. Passando o pino 5 (RC9) para 1, o transistor Q10 satura, cortando o Q9 e Q8. Com Q10 saturado, o mosfet Q1 tem o gate em 0V (zero volts), fazendo uma corrente maior passar pela sirene. Estando o Q8 cortado, não há corrente no R11, porém, a medida de corrente é realizada através do resistor R4. É importante lembrar que a sirene
  21. 21. só toca com toda a intensidade, se uma bateria estiver conectada à central para que exista corrente suficiente para este acionamento. 3.3.5 Teclado Fazem parte do teclado os seguintes componentes: do R30 ao R37, R40, R43 ao R50 e o C38. O teclado consiste em um divisor resistivo em que cada tecla apertada gera uma Vdc diferente. Esta Vdc é lida por uma porta A/D do microcontrolador. O capacitor C38 serve para filtrar a Vdc que chega ao microcontrolador. 3.3.6 Indicadores (Leds e Buzzer) Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R112 ao R117, LD1 ao LD12, R41, R42, Q5 e BZ1. O buzzer é acionado pela saída do pino 42(RB6/PGC) do microcontrolador, que aciona o transistor Q5. O acionamento deste buzzer é pulsado, ou seja, é necessário fornecer uma frequência para que ele soe corretamente. Os leds são acionados através de uma multiplexação em que é alternado os estados LIGADO, DESLIGADO e TRI-STATE das portas do microcontrolador. Por exemplo, para acionar o LD1 deve-se setar o pino 2 (RC6) como ligado (1) , o pino 38 (RC5) como desligado (0) e o configurar o pino 37 (RC4) como entrada (TRI-STATE). Desta forma pode-se controlar 12 Leds com apenas 6 pinos do microcontrolador. 3.3.7 PGM Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J1, RV1, D1, Q7, R12, R13, D3 e D6. Esta é uma saída programável acionada de acordo com a configuração feita na central. O seu acionamento consiste em setar o pino 41 do processador (RB5/PGD) para 1, acionando o transistor Q7 fazendo com que o ponto PGM_IN passe do estado flutuante para terra. Os diodos D3 e D6 são utilizados para reduzir a tensão na base do transistor quando o mesmo estiver acionado, de modo a limitar a corrente que passa pelo Q7. 3.3.8 RF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: ANT1, C6, L2, C7, C8, U4 e X3. O U4 recebe o sinal de RF e o decodifica em um sinal TTL de modo que o microcontrolador possa entender. O sinal de RF funciona da seguinte maneira: quando há portadora o sinal é compreendido como 1 e quando não há portadora o sinal é compreendido como 0. O R29 serve para ajustar o nível de tensão da saída do U3 com o microcontrolador.
  22. 22. 3.3.9 Proteção Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J8, CGI TRIPOLAR, TS1 , TS2 e C12. Esta bloco é destinado à proteger o circuito de bursts de tensão provocados por raios e demais descargas elétricas na linha. O CGI TRIPOLAR é um protetor à gás que se torna um curto-circuito quando sobre ele é descarregado uma tensão muito grande, porém o seu acionamento é muito lento. Para corrigir esta característica é que estão presentes os supressores TS1 e TS2 que acionam primeiro e garantem a proteção até o CGI TRIPOLAR entrar em operação. Para complementar a proteção, é incluso o C12 que também se opõe a variações de tensão. Esta solução foi herdada dos PABX da Intelbras. 3.3.10 Detecção de corte de linha Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R59, R55, R54, C13, R56, ISO1, ISO2 , R53 e R58. O capacitor C13 é carregado através dos resistores R59 e R55. O microcontrolador aciona a saída DL e mede se o sinal CL está em 0 ou em 1. Se estiver em zero, a linha está presente pois o capacitor foi descarregado em cima do led do ISO1. Se a linha tiver sido cortada, não haverá nenhuma tensão no C13 e consequentemente a tensão no ponto CL será 3,3V (estado lógico 1). 3.3.11 Detecção de Ring Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:Z3, C14, D9, R64, ISO3, R62. Sendo o status normal da linha telefônica um sinal de 48Vdc, o led do ISO3 não será acionado, pois o C14 funciona como uma chave aberta para sinais de tensão DC. O sinal de ring é gerado através de um sinal alternado com amplitude de 110V. Deste modo, o led do ISO3 irá começar a piscar, gerando um sinal quadrado no ponto DR. O processador detecta este sinal e identifica como uma chamada. O diodo D9 serve para descarregar o capacitor C14 no semiciclo negativo, de modo a fazer com que o capacitor carregue novamente no próximo semiciclo positivo. O diodo zener Z3 serve para evitar que a central identifique sinais de voz ou de discagem como Ring, permitindo que somente sinais maiores do que 18Vac possam chegar ao led do ISO3. 3.3.12 Carga dinâmica Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R61, Q6, C15, R60, R63, Z2. Este bloco tem o papel de compensar a variação de distância entre a Central de Alarme e a Central de Telefonia do bairro. Seu papel é consumir uma corrente da linha de modo a informar que a mesma está ocupada. Esta etapa do circuito foi herdada dos PABXs Intelbras.
  23. 23. 3.3.13 Híbrida Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:C20, R69, R66, R74, R67, C22, R70, C17, U6, R71, R68, C23, R72, C18, R73, C19, C21, Z4, Z5, TR1. Esta etapa trata a comunicação via telefone. A parte de transmissão do sinal é feita a partir de uma saída PWM do microcontrolador que ao passar pelo circuito é transformado em um sinal senoidal. O microcontrolador gera todos tons DTMF. Os diodos Z4 e Z5 servem para a proteção contra surtos de tensão que possam vir pela linha telefônica. 3.3.14 DTMF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C44, R111, R110, R102 R103, R104, R105, R106, R107, R108, R109, D4, C41, R51, CI1, R52, R39, C40, R52, C42, X4, C43. Este bloco consiste em um receptor DTMF para comandos transmitidos via telefone como o arme/desarme da central e acionamento do PGM. Estes comandos DTMF recebidos, são convertidos para o microcontrolador na forma de níveis de tensão através da rede R2R compostos pelos resistores R102 até R109. Este nível de tensão é lido por uma porta A/D do microcontrolador. 3.3.15 Zonas Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J10, R89, R90, C30, R88, C31, Z7, R91, R85, C28, R86, C29, R84, Z6, R87, J9, R97, R98, C34, C35, R96, Z9, R99, R93, R94, R92, C32, C33, Z8, R95. Neste bloco, os componentes C30, C31, Z7, C28, C29, Z8, C34, C35, Z9, C32, C33 e Z8 servem para proteção contra picos de tensão. Os demais resistores servem para fazer uma malha resistiva de modo a informar para as entradas A/D do microcontrolador níveis de tensão diferentes de acordo com a configuração de zonas utilizadas (zona simples, zona dupla, etc.) 3.3.16 Barramento Fazem parte deste bloco os componentes: J5, R26, R28, R25, Q11, R15, R19, R20, R21, R22, R23, Q4 e Z1. O microcontrolador manda os pulsos pelo pino 4(TX) no formato TTL. O R26 limita a corrente que circula no Vbe do transistor Q11. Quando na base há 3,3V (nível lógico 1) o Q11 está saturado e desta maneira o Vce está em 0 V. Quando na base há o nivel lógico 0 (0V), Q11 está cortado e Vce está com 15V. Na recepção quando há 0V na entrada, o transistor Q4 está cortado e assim sendo o seu Vce está em 3,3V informando o nível lógico 1 para o microcontrolador. Quando há 15V na entrada, o transistor Q4 satura e o Vce vai a 0V informando o nível lógico 0 para o microcontrolador. O resistor R22 serve para que em caso de curto-circuito no barramento, a fonte não seja avariada. O zener Z1 serve para proteger o circuito de tensões acima de 15V.
  24. 24. Procedimento de testes para centrais ANM2004 e ANM2008 Equipamentos necessários: - Cabos para conexão - 1 sirene - 1 Bateria 12V-7AH - Cabo para rede elétrica com plugue - Teclado de leds XAT2000 - Central telefônica - telefone Procedimento de testes: 1. Conectar a sirene aos terminais sirene +(pos itivo da sirene) e sirene -(negativo da sirene.) 2. Conectar o ramal telefônico aos terminais linha do alarme. 3. Conectar o Teclado de leds á central a fim de validar o barramento. 4. Conectar o cabo de rede elétrica com pl ugue á entrada da fon te de alimentação da central. 5. Conectar a central de alarmes na tomada e aguardar a inicialização da mesma, (leds correm em seqüência no teclado do barramento). 6. pegar a pinça e fec har entre os termi nais das zonas e o c omum,verificando o apagamento de cada zona. 7. Medir a tensão na saída au xiliar, que deve estar entre 14 e 16 V fixos, e a tensão nos terminais de bateria, que devem estar entre nos mesmos valores, mas haverá queda de tensão momentâneas de até 10 v, que são normais. 8. Conectar a bateria á central de alarmes. Todos os leds devem apagar. 9. Agora retire a rede elétrica e verifique se o led prog da central pisca lentamente, indicando a falha. 10.Reconecte a rede elétrica. O led prog deve parar de piscar. 11.Digite no t eclado prog 1234 para entrar em program ação e prog101+ ramal a ser discado e enter. 12.Digite no teclado prog122 enter (programa atendimento com 2 toques) 13.Digite no teclado prog6000 ent er e acione o controle remoto. (programa controle remoto para arme/desarme). 14.Digite no teclado 1234 para sair de programação 15.A seguir, pressione o prim eiro botão do controle remoto, onde dev e ser ouvido um bip (led ativada acende). A central irá disparar a sirene,indicando seu funcionamento. 16.O telefone deve tocar dentro de alguns s egundos, atenda e digite no telefone 1234#. (apaga led ativada). 17.do telefone discar para a central de alarme e aguarde o atendimento, que ocorrerá em 2 toques. Pressione #. Para desligar a chamada 18.Digitar prog 1234 e prog 7 anular e enter 19.Digitar prog 00 enter 20.Proceda o desligam ento da rede elétric a e bateria, e faça a reembalagem do equipamento. 21.Fim dos testes.
  25. 25. 1.5 troubleshooting linha anm 2000 falha verificar solução O painel fica bipando,mesmo sem teclas pressionadas ou bipando aleatoriamente. -indica sobretensão em algum pino do processador.medir todas as tensões sobre ele e identifique o circuito com defeito. -normalmente problema causado por curto no mosfet de saída de sirene.sugerido a troca do mesmo. -em placas anm2004 e 2008,verifique a existência do resistor de 150k entre a saída do micrf10 e o terra,conforme boletim técnico de segurança 003/2008. Tensão na saída de bateria com valor por volta de 9 volts,no lugar de 14 volts normal. -na 2004mf,verificar o estado do mosfet Q8 e do transistor Q6. -na 2008mf,Q2 e q3 -verificação e substituição do(s) mesmo(s) Circuito de discagem disca normal,mas sistema não desliga via telefone -verificar se CI9170 não está danificado. -verificar se cristal X4 não está com defeito. -verificar por completo o circuito de recepção dtmf. Trocar os possíveis componentes defeituosos e verificar possíveis soldas frias/componentes sem solda no circuito de recepção dtmf Não ocupa linha telefônica -verificar se nos pinos do processador saem 3,3V para o acionamento dos relés -verificar transistores,diodos e os próprios relés que não funcionam,ligados á respectiva porta do processador Troca dos componentes defeituosos. Central não atende (linha telefônica) -c17 e diodo em série com ele(Z10)na 2004mf Troca componentes defeituosos Central não recebe controle - micrf10 e cristal próximo ao mesmo. Troca componentes defeituosos Leds ficam acesos e central não responde ao teclado (não dá bips) -regulador de 3,3v do processador. Troca componente defeituoso
  26. 26. 4 AMT 2008 RF 4.1 Características técnicas -Receptor heterodino para um maior alcance dos dispositivos sem fio; -Conector de atualização de firmware para atualizações em campo; -Carregador inteligente que propicia uma maior vida útil à bateria; -Acesso remoto via telefone; -Detecção de bateria fraca de sensores; -Supervisão de sabotagem de fiação; -Barramento com suporte ao receptor sem fio e ao teclado LCD. - Detecção de curto e corte da sirene - Detecção de corte da linha telefônica - Permite a conexão de até 4 teclados e 4 receptores - Discadora para 8 números telefônicos. (2 para monitoramento, 1 para download e 5 para telefones pessoais) - Três protocolos de comunicação: Contact ID, Contact ID Programável, Ademco Express. - Reportagem normal, dupla e split - Sistema de verificação de sabotagem da fiação dos sensores e dos dispositivos do barramento (teclados e receptores) - Duas contas de monitoramento - Permite configuração de “Zona 24h” com ou sem aviso sonoro - Sistema de zona inteligente programável (evita disparo falso) - Auto-ativação programável por inatividade ou agendada por horário - Carregador de bateria inteligente com proteção contra curto e inversão de polaridade da bateria. - Download e visualização dos últimos 256 eventos com registro de data e hora - Identifica bateria baixa, ausente ou invertida e em curto. - Buffer de eventos com 256 posições - Visualização em tempo real do “status” da central, bem como o controle das operações (ativação, desativação, bypass, etc.) - Cancelamento automático de zona - Tempo de entrada e saída programável - Sinalização detalhada de problemas - Tempo de sirene programável em minutos - Função pânico e pânico médico pelo teclado - 1saída PGM programável - Bloqueio de reset - Identificação visual de todas as zonas - Função “anunciador de presença” por zona - Zona de incêndio - Fusíveis de proteção rearmáveis - Freqüência de operação 433,92 MHz - 64 senhas - Recepção de até 128 dispositivos sem fio (sensores/controles remotos). - Desabilita sinalização no arme/desarme (bip) 27
  27. 27. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA AndréL.Zimmer 14/10/200813 01 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof24/11/2008 PAGE1.SchDoc Revision AMT2008RF 4180012/8 R18 10K Q10 BC847 L1 10uH 1 2 J3 SIRENE R5 2K2 R4 0R22/2W R6 1K5 C3 22nF/50V + C5 100uF/25V Q9 BC847 R1 10K R14 100K R10 10K R7 10K R11 680R Q8 BC857 C2 100nF D5 S3G 1 2 J6 BATERIA R8 3R3/2W R3 8K06/1% R2 33K/1% R17 33K/1% R24 8K06/1% R9 2K2 R16 27K RV2 RUE D2 1N4004 C4 100nF C6 1,2pF ANT1 L2 33nH 1 2 X3 13,491600MHz SEL0 1 ANT 2 VDD 3 CTH 4 DO 5 VSS 6 CAG 7 OSC 8 U4 MICRF010 R26 10K R21 2K2 R28 100K Q11 BC817 RX 1 TX 2 J5 BARR R22 2K2 Q4 BC847 R15 100K R23 10K Z1 15V R19 10K R20 100K R25 47R + C1 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U1 78L33ABD13TR VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U3 78L05ABD13TR R40 100K R35 1K/1% S9 S1 R44 1K/1% S14 R47 1K/1% R37 1K/1% R31 1K/1% S10 R34 1K/1% R50 1K/1% S4S7 R46 1K/1% R49 1K/1% R33 1K/1% S5 R32 1K/1% S8S6S3 R45 1K/1% R48 1K/1% R36 1K/1% S2 R43 1K/1% S15 R30 1K/1% LD10 LED LD8 LED LD9 LED LD7 LED 12 X2 32Khz LD11 LED LD12 LED LD4 LED LD2 LED LD3 LED LD1 LED LD5 LED LD6 LED C11 33pF R27 100R C10 33pF 12 X1 8Mhz R41 1K BZ1 BUZZER R42 470R Q5 BC847 PWM 9 RC3 36 AN8 27 RA10 12 AN10 14 SDA 1 VCAP 7 RB10 8 AN11 11 RB3 24 OSCO 31 OSCI 30 SOSCI 33 SOSCO 34 AN4 23 AVss 16 AVdd 17 MCLR 18 AN9 15 RC7 3 TX 4 DISVREG 6 RC9 5 RB6/PGC 42 RB5/PGD 41 RC5 38 RC4 37 VDD 28 VSS 29 RC1 26 RC0 25 SCL 44 RX 43 AN3 22 AN2 21 AN1 20 AN0 19 RC6 2 VSS 39 VDD 40 RA9 35 AN12 10 RA8 32 RA7 13 U2 PIC24FJ48GA004 D1 1N4004 R12 10R R13 10K Q7 BC847 D3 4148 D6 4148 RV1 RUE +15V +15V +15V +BAT +5V +15V +3,3V +3,3V+15V +15V +3,3V +3,3V +15V +3,3V Q3 BC847 + C7 2,2uF + C8 4,7uF CL DR IN DL OUT RL RD Z1 Z2 Z3 Z4 PGM PGM Q2 IRLML5203 3 24 1 5 6 Q1 FDC640P +BAT AUX_IN SIR1SIR2 BARR1 BARR2 PGM_IN A2 3 SDA 5 A1 2 VSS 4 SCL 6 WP 7 A0 1 VDD 8 U5 24LC64T-I/SN R10027K R10127K VPP C36 33pF C37 33pF R38 100R C38 100nF + C9 10uF PGC PGD PGD PGC VPP +3,3V DTMF OUT R112 100R R116 100R R115 100R R114 100R R113 100R R117 100R 1 2 3 4 J4 FONTE 1 2 3 4 5 6 J11 PGR +15V T1 T2 R118 10K S16S11S12S13 Z10 5V1 Z12 5V1 Z11 3V9 LD13 LED R119 12K +15V *-NãoMontado R29 100K 1 1 2 2 3 3 J1 PGM/AUX R120 150K *
  28. 28. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA AndréLuizZimmer 14/10/200823 01 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof24/11/2008 PAGE2.SchDoc Revision AMT2008RF 4180012/8 Z5 2V4 + C19 10uF/50V Z4 2V4 C21 100nF R53 10K R58 1K C17 2,2nF 1 2 J8 LINHA 1 2 J7 FONE Q13 BC847 R65 10K R55 2M7-0805 C13 470nF-1206 C14 220nF/250V R64 10K-0805 R62 47K R69 8K06/1% C22 3,3nF C18 1,2nF R72 2K61/1% R73 619R/1% R77 15K0/1% R78 3K65/1% R81 3K65/1% C27 3,3nF C25 2,7nF R56 1K-0805 R79 100K/1% R83 100K/1% 1 2 4 3 ISO2 H11A817B 1 2 4 3 ISO3 H11A817B 1 2 4 3 ISO1 H11A817B R71 2K37/1% 3 2 1 411 U6A LM324 12 13 14 U6D LM324 10 9 8 U6C LM324 5 6 7 U6B LM324 + C26 1uF/50V + C20 2,2uF/50V R66 53K6/1% R74 53K6/1% R67 6K19/1% R70 5K49/1% R68 4K7/1% C23 3,3nF R82 1K87/1% R80 15K0/1% D9 1N4004 Z3 18V R76 10K/1% R75 10K/1% R59 2M7-0805 2 3 4 7 6 5 1 8 RL1 ML2RC-12V C12 2,2nF/500V R60 1K8-0805 R61 10R-0805 Q6 BC327-40 +C15 10uF/50V R63 15K-0805 Q12 BC847 R57 330R R54 10K-0805 +3,3V +15V +15V +15V +15V +15V +3,3V +3,3V CL DL DR OUT IN REF REF RING TIP RD REF AUDIO RING TIP RL REF +C24 10uF/50V AC 1 V+ 3 AC 2 V- 4 B1 MB4S 4 1 3 2 TR1 825-00007 1 2 3 CG1 TRIPOLAR TS1 PKE220CT TS2 PKE220CT +C16 1uF/100V D10 4148 Z2 SMBJ24 D8 1N4148 3 4 1 2 RL2 SH1NAC-5V FONE1 FONE2 C39 100nF 1 2 3 4 RL2A RELEES *-NãoMontado * * * D11 BAT54S
  29. 29. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA AndréLuizZimmer 14/10/200833 01 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof24/11/2008 PAGE3.SchDoc Revision AMT2008RF 4180012/8 R93 10R R95 12K R97 10R R98 33K R96 4K7 R99 12K R92 4K7 R94 33K Z1 1 COM 2 Z2 3 J10 ZONA C28 22nF R89 10R R85 10R R86 33K R88 4K7 R91 12K R84 4K7 R90 33K R87 12K Z6 3V9 Z3 1 COM 2 Z4 3 J9 ZONA C29 22nF C30 22nF C31 22nF C32 22nF C33 22nF C34 22nF C35 22nF Z7 3V9 Z8 3V9 Z9 3V9 +3,3V Z4 Z3 Z2 Z1 BARR1BARR2FONE2SIR1 RING Estescomponentesrepresentamoscentelhadoresqueestãodesenhadosnaplacacomopequenasranhurasdecobre. Nãofazempartedalistadematerial. SIR2AUX_INPGM_IN Z1_INZ2_IN 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT1 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT10 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT2 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT11 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT13 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT4 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT12 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT3 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT5 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT14 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT6 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT15 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT7 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT8 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT17 PONTA FONE1 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT9 PONTA Z1_INZ2_INZ3_INZ4_IN Z3_INZ4_INTIP VP 1 VN 2 GS 3 VREF 4 INH 5 PWDN 6 X1 7 X2 8 VSS 9 OE 10 D0 11 D1 12 D2 13 D3 14 DV 15 EST 16 RT/GT 17 VDD 18 CI1 HT9170B C41 100nF R51 330K +5V R102 3K01/1% R103 1K5/1% R104 3K01/1% R105 1K5/1% R106 3K01/1% R107 1K5/1% R108 3K01/1% R109 1K5/1% R110 8K06/1% R111 15K/1% DTMFOUT R52 100K R39 100K C40 100nF AUDIO C43 39pF C42 39pF 12 X4 3.58MhzD4 4148 C44 100nF
  30. 30. 4.3 Descritivo do Diagrama de Blocos 4.3.1 Processador e memória Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R101, R118, C2, L1(este componente é construído nas trilhas da PCB), X1, R27, C10, C11, X2, R38, C36, C37, C9. Este bloco é o centralizador de todas as informações fornecidas pelos outros blocos. 4.3.2 Alimentação Este bloco consiste somente componentes que ajustam o Vcc da fonte para o suportado pelos demais integrados. É composto pelos integrados U1e U3 que ajustam a tensão para 3,3Vdc e 5Vdc respectivamente. Além destes componentes, fazem parte do circuito C1, C4 e C5 que funcionam em conjunto com o U1 e U3. Além dos componentes citados anteriormente, fazem parte da etapa de alimentação, R2 ,R3 e Z10 que são um divisor de tensão. A tensão resultante desta etapa entra em uma porta A/D do microcontrolador. Isto é feito para que a tensão da fonte seja monitorada pelo microcontrolador. 4.3.3 Bateria Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J6, D2, D5, RV2, Z12, R17,R24, Q3, R16 Q2, R8, R9. O diodo D5 e o RV2 são uma proteção contra inversão de polaridade da bateria. Se por acaso a bateria for colocada com os pólos trocados a corrente irá passar D5 e pelo RV2. O RV2 começa a aumentar a sua resistência quando aquecido por uma corrente elétrica intensa. Os resistores R17 e R24 fazem um divisor de tensão de modo a informar a tensão da bateria para a entrada analógica do processador. O diodo zener Z12 serve de proteção para que nenhuma tensão acima de 5,1V chegue à porta do processador. A bateria é carregada de maneira pulsada. Estes pulsos variam de largura de acordo com o nível de tensão da bateria. Quanto mais carregada a bateria, maior é a largura dos pulsos. Estes pulsos são gerados pelo pino 8 do processador (RB10) que fazem o Q3 chavear e acionar o mosfet Q2.
  31. 31. 4.3.4 Sirene Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R6, Z11, C3, R11, Q8, R18, Q10, R14, Q9, R10, R7, R5, Q1, R1. Na situação normal, em que a sirene não está acionada, o Q10 está cortado e o Q9 está saturado. Deste modo o Q8 está saturado também, fazendo com que uma pequena corrente circule pelo R11. Com o resistor de 2k2 que deve ser instalado em paralelo com a sirene a corrente que passa pelo R11 tem um valor intermediário. Se a sirene é cortada, o resistor de 2k2 também é cortado de modo que a corrente em R11 aumenta, e aumentando assim, a tensão em cima deste resisor. Tensão esta que é lida pelo microcontrolador através da porta analógica AN10, no pino 14 do microcontrolador. No caso de colocar a sirene em curto, a corrente no R11 será nula, gerando outra informação para o microcontrolador. Passando o pino 5 (RC9) para 1, o transistor Q10 satura, cortando o Q9 e Q8. Com Q10 saturado, o mosfet Q1 tem o gate em 0V (zero volts), fazendo uma corrente maior passar pela sirene. Estando o Q8 cortado, não há corrente no R11, porém, a medida de corrente é realizada através do resistor R4. É importante lembrar que a sirene só toca com toda a intensidade, se uma bateria estiver conectada à central para que exista corrente suficiente para este acionamento. 4.3.5 Teclado Fazem parte do teclado os seguintes componentes: do R30 ao R37, R40, R43 ao R50 e o C38. O teclado consiste em um divisor resistivo em que cada tecla apertada gera uma Vdc diferente. Esta Vdc é lida por uma porta A/D do microcontrolador. O capacitor C38 serve para filtrar a Vdc que chega ao microcontrolador. 4.3.6 Indicadores (Leds e Buzzer) Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R112 ao R117, R119, LD1 ao LD13, R41, R42, Q5 e BZ1. O buzzer é acionado pela saída do pino 42(RB6/PGC) do microcontrolador, que aciona o transistor Q5. O acionamento deste buzzer é pulsado, ou seja, é necessário fornecer uma frequência para que ele soe corretamente. Os leds são acionados através de uma multiplexação em que é alternado os estados LIGADO, DESLIGADO e TRI-STATE das portas do microcontrolador. Por exemplo, para acionar o LD1 deve-se setar o pino 2 (RC6) como ligado (1) , o pino 38 (RC5) como desligado (0) e o configurar o pino 37 (RC4) como entrada (TRI-STATE). Desta forma pode-se controlar 12 Leds com apenas 6 pinos do microcontrolador. 4.3.7 PGM Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J1, RV1, D1, Q7, R12, R13, D3 e D6. Esta é uma saída programável acionada de acordo com a configuração feita na central. O seu acionamento consiste em setar o pino 41 do processador (PGD) para 1, acionando o transistor Q7fazendo com que o ponto PGM_IN passe do estado flutuante para terra. Os diodos D3 e D6 são utilizados para reduzir a tensão na base do transistor quando o mesmo estiver acionado, de modo a limitar a corrente que passa pelo Q7.
  32. 32. 4.3.8 RF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: ANT1, C6, L2, C7, C8, U4 e X3. O U4 recebe o sinal de RF e o decodifica em um sinal TTL de modo que o microcontrolador possa entender. O sinal de RF funciona da seguinte maneira: quando há portadora o sinal é compreendido como 1 e quando não há portadora o sinal é comprendido como 0. O R29 serve para ajustar o nível de tensão da saída do U3 com o microcontrolador. 4.3.9 Proteção Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J8, CGI TRIPOLAR, TS1 , TS2 e C12. Esta bloco é destinado à proteger o circuito de bursts de tensão provocados por raios e demais descargas elétricas na linha. O CGI TRIPOLAR é um protetor à gás que se torna um curto-circuito quando sobre ele é descarregado uma tensão muito grande, porém o seu acionamento é muito lento. Para corrigir esta característica é que estão presentes os supressores TS1 e TS2 que acionam primeiro e garantem a proteção até o CGI TRIPOLAR entrar em operação. Para complementar a proteção, é incluso o C12 que também se opõe a variações de tensão. Esta solução foi herdada dos PABX da Intelbras. 4.3.10 Detecção de corte de linha Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R59, R55, R54, C13, R56, ISO1, ISO2 , R53 e R58. O capacitor C13 é carregado através dos resistores R59 e R55. O microcontrolador aciona a saída DL e mede se o sinal CL está em 0 ou em 1. Se estiver em 0, a linha está presente pois o capacitor foi descarregado em cima do led do ISO1. Se a linha tiver sido cortada, não haverá nenhuma tensão no C13 e conseqüentemente a tensão no ponto CL será 3,3V (estado lógico 1). 4.3.11 Detecção de Ring Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:Z3, C14, D9, R64, ISO3, R62. Sendo o status normal da linha telefônica um sinal de 48Vdc, o led do ISO3 não será acionado, pois o C14 funciona como uma chave aberta para sinais de tensão DC. O sinal de ring é gerado através de um sinal alternado com amplitude de 110V. Deste modo, o led do ISO3 irá começar a piscar, gerando um sinal quadrado no ponto DR. O processador detecta este sinal e o identifica como uma chamada. O diodo D9 serve para descarregar o capacitor C14 no semiciclo negativo, de modo a fazer com que o capacitor carregue novamente no próximo semiciclo positivo. O diodo zener Z3 serve para evitar que a central identifique sinais de voz ou de discagem como Ring, permitindo que somente sinais maiores do que 18Vac possam chegar ao led do ISO3.
  33. 33. 4.3.12 Carga dinâmica Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R61, Q6, C15, R60, R63, Z2. Este bloco tem o papel de compensar a variação de distância entre a Central de Alarme e a Central de Telefonia do bairro. Seu papel é consumir uma corrente da linha de modo a informar que a mesma está ocupada. Esta etapa do circuito foi herdada dos PABXs Intelbras. 4.3.13 Híbrida Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:C20, R69, R66, R74, R67, C22, R70, C17, U6, R71, R68, C23, R72, C18, R73, C19, R80, R77, R82, R78, R81, C25, C26, C39, R79, R83, D11, C21, Z4, Z5, TR1. Esta etapa trata a comunicação via telefone. As impedâncias da etapa de saída e de entrada do circuito foram calculadas de tal forma a garantir uma comunicação full duplex através da linha telefônica. A parte de recepção do sinal (ponto IN no esquema) trata somente os sinais compatíveis com o padrão de modem V21 e tons de confirmação do protocolo Contact-ID. Estes sinais recebidos entram de forma senoidal em uma entrada A/D do microcontrolador. Os sinais DTMF são recebidos tratados pelo bloco DTMF. A parte de transmissão do sinal é feita a partir de uma saída PWM do microcontrolador que ao passar pelo circuito é transformado em um sinal senoidal. O microcontrolador gera todos os sinais de modem no padrão V21 e tons DTMF. O capacitor C19 serve para fazer o desacoplamento DC do sinal. Os diodos Z4 e Z5 servem para a proteção contra surtos de tensão que possam vir pela linha telefônica. Para que não fosse necessário usar uma fonte simétrica, às etapas de amplificação foi somada uma tensão de referência fornecida pelos componentes R75,R76 e C24. 4.3.14 DTMF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C44, R111, R110, R102 R103, R104, R105, R106, R107, R108, R109, D4, C41, R51, CI1, R52, R39, C40, R52, C42, X4, C43. Este bloco consiste em um receptor DTMF para comandos transmitidos via telefone como o arme/desarme da central e acionamento do PGM. Estes comandos DTMF recebidos, são convertidos para o microcontrolador na forma de níveis de tensão através da rede R2R compostos pelos resistores R102 até R109. Este nível de tensão é lido por uma porta A/D do microcontrolador. 4.3.15 Zonas Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J10, R89, R90, C30, R88, C31, Z7, R91, R85, C28, R86, C29, R84, Z6, R87, J9, R97, R98, C34, C35, R96, Z9, R99, R93, R94, R92, C32, C33, Z8, R95. Neste bloco, os componentes C30, C31, Z7, C28, C29, Z8, C34, C35, Z9, C32, C33 e Z8 servem para proteção contra picos de tensão. Os demais resistores servem para fazer uma malha resistiva de modo a informar para as entradas A/D do microcontrolador níveis de tensão diferentes de acordo com a configuração de zonas utilizadas (zona simples, zona dupla, etc.)
  34. 34. 4.3.16 Barramento Fazem parte deste bloco os componentes: J5, R26, R28, R25, Q11, R15, R19, R20, R21, R22, R23, Q4 e Z1. O microcontrolador manda os pulsos pelo pino 4(TX) no formato TTL. O R26 limita a corrente que circula no Vbe do transistor Q11. Quando na base há 3,3V (nível lógico 1) o Q11 está saturado e desta maneira o Vce está em 0 V. Quando na base há o nivel lógico 0 (0V), Q11 está cortado e Vce está com 15V. Na recepção quando há 0V na entrada, o transistor Q4 está cortado e assim sendo o seu Vce está em 3,3V informando o nível lógico 1 para o microcontrolador. Quando há 15V na entrada, o transistor Q4 satura e o Vce vai a 0V informando o nível lógico 0 para o microcontrolador. O resistor R22 serve para que em caso de curto-circuito no barramento, a fonte não seja avariada. O zener Z1 serve para proteger o circuito de tensões acima de 15V.
  35. 35. 5 AMT 2010 5.1 Características técnicas - Conector de atualização de firmware; - Carregador inteligente que garante uma maior vida útil à bateria; - Acesso remoto via telefone - Detecção de bateria fraca dos sensores sem fio; - Supervisão de sabotagem de fiação; - Barramento com suporte ao receptor sem fio e ao teclado LCD. - Detecção de curto e corte da sirene - Detecção de corte da linha telefônica - Permite a conexão de até 4 teclados e 4 receptores - Discadora para 8 números telefônicos (2 para monitoramento, 1 para download e 5 para telefones pessoais) - Três protocolos de comunicação: Contact ID, Contact ID Programável, Ademco Express - Reportagem normal, dupla e split - Detecta sobrecarga na saída auxiliar - Sistema de verificação de sabotagem da fiação dos sensores e dos dispositivos do barramento (teclados e receptores) - Duas contas de monitoramento - Sistema de zona inteligente programável (evita disparo falso) - Auto-ativação programável por inatividade ou agendada por horário - Carregador de bateria inteligente com proteção contra curto e inversão de polaridade da bateria - Download e visualização dos últimos 256 eventos com registro de data e hora - Identifica bateria baixa, ausente ou invertida e em curto. - Buffer de eventos com 256 posições - Visualização em tempo real do “status” da central, bem como o controle das operações (ativação, desativação, bypass, etc.) - Cancelamento automático de zona - Tempo de entrada e saída programável - Sinalização detalhada de problemas - Tempo de sirene programável em minutos - Função pânico e pânico médico pelo teclado - 2 saídas PGM programáveis - Bloqueio de reset - Identificação visual de todas as zonas - Função “anunciador de presença” por zona - Zona de incêndio - Fusíveis de proteção rearmáveis - Permite configuração de “Zona 24h” com ou sem aviso sonoro - Indicação de bateria baixa de sensores sem fio (sensores Intelbras série 2000)* - 64 senhas - Recepção de até 128 dispositivos sem fio (sensores/controles remoto)* - Desabilita sinalização no arme/desarme (bip)
  36. 36. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréL.Zimmer 4/9/200914 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof8/9/2009 PAGE1.SchDoc Revision CENTRALAMT2010 4200014/6 R18 10K Q10 BC847 L1 10uH 1 2 J3 SIRENE R5 2K2 R4 0R22/2W R6 1K5 C3 100nF Q9 BC847 R1 10K R14 100K R10 10K R7 10K R11 680R Q8 BC857 C2 100nF D5 1N5404 1 2 J6 BATERIA R8 3R3/2W R3 8K06/1% R2 33K1/1% R17 33K/1% R24 8K06/1% R9 2K2 R16 27K RV2 RUE D2 M4 R26 10K R21 2K2 R28 100K Q11 BC817 RX 1 TX 2 J5 BARR R22 2K2 Q4 BC847 R15 100K R23 10K Z1 15V R19 10K R20 100K R25 47R 12 X2 32Khz C62 33pF R27 100R C61 33pF 12 X1 8Mhz PWM 9 RC3 36 AN8 27 RA10 12 AN10 14 SDA 1 VCAP 7 RB10 8 AN11 11 AN5 24 OSCO 31 OSCI 30 SOSCI 33 SOSCO 34 AN4 23 AVss 16 AVdd 17 MCLR 18 AN9 15 RC7 3 TX 4 DISVREG 6 RC9 5 RB6/PGC 42 RB5/PGD 41 TX1 38 RX1 37 VDD 28 VSS 29 AN7 26 AN6 25 SCL 44 RX 43 AN3 22 AN2 21 AN1 20 AN0 19 RC6 2 VSS 39 VDD 40 RA9 35 AN12 10 RA8 32 RA7 13 U2 PIC24FJ48GA004 D1 1N4004 -B 1 +B 2 J2 AUXILIAR R12 10R R13 10K Q7 BC847 D3 4148 D6 4148 +15V +BAT +15V +3.0V +3.0V +3.0V Q3 BC847 CL DR IN DL OUT RL RD Z1 Z2 Z3 Z4 PGM1 Q2 IRLML5203 3 24 1 5 6 Q1 IRLML6802 +BAT AUX_IN SIR1SIR2 PGM_IN1 A2 3 SDA 5 A1 2 VSS 4 SCL 6 WP 7 A0 1 VDD 8 U5 24LC64 R10027K R10127K PGM_IN1 PGM_IN2D7 1N4004 R29 10R R30 10K Q5 BC847 D11 4148 D12 4148 PGM_IN2 PGM2 + C9 10uF/50V R119 100R C11 33pF C10 33pF R117 0,82R/2W R121 33K/1% R122 8K06/1% R118 2K2 R120 27K +15V Q15 BC847 Q14 IRLML5203 +3.0V PGC PGD MCLR AUX_IN T1 T2 1TP1 1TP2 PGD PGC MCLR +3.0V 1 2 3 4 5 6 J16 PGR +15V R47 10K DTMFOUT 1 2 3 4 J4 FONTE +15V + C1 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U1 78L33ABD13TR +15V *NaoMontado 1 2 J1 TERRA/PGM 1 32 Q1A FQU17P06 D14 BAT54S +3.0V D15 BAT54S +3.0V D16 BAT54S +3.0V D17 BAT54S +3.0V
  37. 37. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 4/9/200924 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof8/9/2009 PAGE2.SchDoc Revision CENTRALAMT2010 4200014/6 Z5 2V4 + C19 10uF/50V Z4 2V4C21 10nF R53 10K R58 1K C17 2,2nF 1 2 J8 LINHA 1 2 J7 FONE Q13 BC847 R65 10K R55 2M7-0805 C13 470nF-1206 C14 220nF/250V R64 10K-0805 R62 47K R69 8K06/1% C22 3,3nF C18 1,2nF R72 2K61/1% R73 619R/1% R77 15K0/1% R78 7K5/1% R81 3K65/1% C27 3,3nF C25 2,7nF R56 1K-0805 R79 100K/1% R83 100K/1% 1 2 4 3 ISO2 H11A817B 1 2 4 3 ISO3 H11A817B 1 2 4 3 ISO1 H11A817B R71 2K37/1% 3 2 1 411 U6A LM324 12 13 14 U6D LM324 10 9 8 U6C LM324 5 6 7 U6B LM324 + C26 1uF/50V + C20 2,2uF/50V R66 53K6/1% R74 53K6/1% R67 6K19/1% R70 5K49/1% R68 4K7/1% C23 3,3nF R82 1K87/1% R80 15K0/1% D9 M4 Z3 18V R76 10K/1% R75 10K/1% R59 2M7-0805 7 6 5 2 3 4 8 1 RL1 ML2RC-12V C12 2n2F/500V R60 3K3-0805 R61 10R-0805 Q6 BC327-40 +C15 10uF/50V R63 15K-0805 R54 10K-0805 +3.0V +15V +15V +15V +15V +3.0V +3.0V CL DL DR OUT IN REF REF RING TIP REF AUDIO RING TIP RL REF +C24 10uF/50V AC 1 V+ 3 AC 2 V- 4 B1 MB4S 4 1 3 2 TR1 825-00007 1 2 3 CG1 TRIPOLAR TS1 PKE220CT TS2 PKE220CT +C16 1uF/100V D10 4148 Z2 SMBJ24 FONE1 FONE2 C39 100nF R57 33R RD1 2 3 4 RL2A RELEES *NaoMontado D13 BAT54S PTC1 TR250-120 PTC2 TR250-120 TVS1 130V TVS1A 130V/SMD TIP-1RING-1
  38. 38. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 4/9/200934 00 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof8/9/2009 PAGE3.SchDoc Revision CENTRALAMT2010 4200014/6 R43 10RR95 12K R38 10R R98 33K R96 4K7 R99 12K R42 4K7 R94 33K Z1 1 COM 2 Z2 3 J10 ZONA C28 22nF R31 10R R34 10R R86 33K R88 4K7 R91 12K R84 4K7 R90 33K R87 12K Z3 1 COM 2 Z4 3 J9 ZONA C29 22nF C30 22nF C31 22nF C8 22nF C33 22nF C34 22nF C35 22nF +3.0V Z4 Z3 Z2 Z1 T1T2PGM_IN2SIR2 RING-1 Estescomponentesrepresentamoscentelhadoresqueestãodesenhadosnaplacacomopequenasranhurasdecobre. Nãofazempartedalistadematerial. SIR1 AUX_IN PGM_IN1Z1_IN Z2_IN 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT1 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT10 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT2 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT11 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT4 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT12 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT3 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT5 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT14 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT6 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT15 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT7 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT16 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT18 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT17 PONTA FONE1 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT9 PONTA Z1_INZ2_INZ3_INZ4_IN Z3_IN Z4_INTIP-1FONE2 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT8 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT20 PONTA C41 100nF R49 330K +5V R51 3K01/1% R52 1K5/1% R102 3K01/1% R103 1K5/1% R104 3K01/1% R105 1K5/1% R106 3K01/1% R107 1K5/1% R50 100K R48 100K C40 100nF AUDIO C43 39pF C42 39pF 12 X5 3.58Mhz + C44 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U3 78L05ABD13TR +5V +15V R108 8K06/1% R109 15K/1% DTMFOUT D4 4148 C45 100nF VP 1 VN 2 GS 3 VREF 4 INH 5 PWDN 6 X1 7 X2 8 VSS 9 OE 10 D0 11 D1 12 D2 13 D3 14 DV 15 EST 16 RT/GT 17 VDD 18 U9 HT9170B *NaoMontado D18 BAT54S +3.0V D19 BAT54S +3.0V D20 BAT54S +3.0V D21 BAT54S +3.0V
  39. 39. 5.3 Diagrama de Blocos: 5.3.1 Processador e memória Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R101, R119, R27, R47, L1, C2, C10, C11, C61, C62, C9, X1, X2, (este componente é construído nas trilhas da PCB). Este bloco é o centralizador de todas as informações fornecidas pelos outros blocos. 5.3.2 Alimentação Este bloco consiste somente componente que ajustam o Vcc da fonte para o suportado pelos demais integrados. É composto pelos integrados U1 e U3 que ajustam a tensão para 3,3Vdc e 5Vdc respectivamente. Além destes componentes, fazem parte do circuito C1, e C 44,C4 e C5 que funcionam em conjunto com o U1 e U3. Além dos componentes citados anteriormente, fazem parte da etapa de alimentação, R2 ,R3 e D13 que são um divisor de tensão. A tensão resultante desta etapa entra em uma porta A/D do processador. Isto é feito para que a tensão da fonte seja monitorada pelo processador. Na central AMT2010 a alimentação dos demais dispositivos do barramento através da saída auxiliar é controlada pelos componentes J2, R117, R118, R120, R121, R122, Q14, Q15 e D17. De modo análogo ao que é feito pelo circuito da bateria, a saída auxiliar funciona da seguinte maneira: colocando a base do transistor Q15 em nível lógico 1 (3,3V), o transistor satura e assim não cria nenhuma tensão na base do mosfet Q14, que por sua vez não conduz, o que faz com que a Saída Auxiliar fique em 0V. Em contrapartida, quando a base do transistor Q15 estiver em 0V (nivel lógico 0V), Q15 estára cortado, fazendo com que Vce fique igual a Vcc (15V), fazendo assim o mosfet Q14 conduzir, liberando os 15V para a Saída Auxiliar. Os resistores R121 e R122 fazem um divisor de tensão para que o processador possa monitorar a Saída Auxiliar e desabilitar a mesma em caso de curto circuito ou excesso de corrente. O diodo CLAMPER D17 serve para garantir que nenhuma tensão acima de 3,9V possa chegar à porta do microcontrolador e danificar o mesmo. 5.3.3 Bateria Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J6, D2, D5, RV2, D16, R17, R24, Q3, R16, Q2, R8, R9. O diodo D5 e o RV2 são uma proteção contra inversão de polaridade da bateria. Se por acaso a bateria for colocada com os pólos trocados a corrente irá passar D5 e pelo RV2. O RV2 começa a aumentar a sua resistência quando aquecido por uma corrente elétrica intensa. Os resistores R17 e R24 fazem um divisor de tensão de modo a informar a tensão da bateria para a entrada analógica do processador. O diodo CLAMPER D16 serve de proteção para que nenhuma tensão acima de 3,9V chegue à porta do processador. A bateria é carregada de maneira pulsada. Estes pulsos variam de largura de acordo com o nível de tensão da bateria. Quanto mais carregada a bateria, maior é a largura dos pulsos. Estes pulsos são gerados pelo pino 8 do processador (RB10) que fazem o Q3 chavear e acionar o mosfet Q2. 5.3.4 Sirene Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R6, D14, C3, R11, Q8, R18, Q10, R14, Q9, R10, R7, R5, Q1, R1. Na situação normal, em que a sirene não está acionada, o Q10 está cortado e consequentemente o Q9 está saturado. Deste modo
  40. 40. o Q8 está saturado também, fazendo com que uma pequena corrente circule pelo R11. Com o resistor de 2k2 que deve ser instalado em paralelo com a sirene a corrente que passa pelo R11 tem um valor intermediário. Se a sirene é cortada, o resistor de 2k2 também é cortado de modo que a corrente em R11 aumenta, e aumentando assim, a tensão em cima deste resistor. Tensão esta que é lida pelo microcontrolador através da porta analógica AN10, no pino 14 do microcontrolador. No caso de colocar a sirene em curto, a corrente no R11 será nula, gerando outra informação para o microcontrolador. Passando o pino 5 (RC9) para 1, o transistor Q10 satura, cortando o Q9 e Q8. Com Q10 saturado, o mosfet Q1 tem o gate em 0V (zero volts), fazendo uma corrente maior passar pela sirene. Estando o Q8 cortado, não há corrente no R11, porém, a medida de corrente é realizada através do resistor R4. É importante lembrar que a sirene só toca com toda a intensidade, se uma bateria estiver conectada à central para que exista corrente suficiente para este acionamento. 5.3.5 PGMs Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J1, D1, D7, Q7, R12, R13 , D3, D6, Q5, R29, R30, D11, D12 . As PGMs são saídas programáveis acionadas de acordo com a configuração feita na central. O seu acionamento consiste em setar o pino 41 e/ou 42 do processador (PGD/PGC) para 1, acionando os transistor Q5 e/ou Q7 fazendo com que o ponto PGM_IN1 e PGM_IN2 passe do estado flutuante para terra. Os diodos D3, D6, D11 e D12, são utilizados para reduzir a tensão na base dos transistores quando o mesmo estiver acionado, de modo a limitar as correntes de polarização de Q5 e Q7. 5.3.6 Proteção Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J7,J8, CGI TRIPOLAR, TS1 , TS2 e C12. Esta bloco é destinado à proteger o circuito de bursts de tensão provocados por raios e demais descargas elétricas na linha. O CGI TRIPOLAR é um protetor à gás que se torna um curto-circuito quando sobre ele é descarregado uma tensão muito grande, porém o seu acionamento é muito lento. Para corrigir esta característica é que estão presentes os supressores TS1 e TS2 que acionam primeiro e garantem a proteção até o CGI TRIPOLAR entrar em operação. Para complementar a proteção, é incluso o C12 que também se opõe a variações de tensão. Esta solução foi herdada dos PABX da Intelbras. 5.3.7 Detecção de corte de linha Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R54, C13, R56, ISO1, ISO2 , R53 e R58. O capacitor C13 é carregado através dos resistores R59 e R55. O microcontrolador aciona a saída DL e mede se o sinal CL está em 0 ou em 1. Se estiver em zero, a linha está presente pois o capacitor foi descarregado em cima do led do ISO1. Se a linha tiver sido cortada, não haverá nenhuma tensão no C13 e consequentemente a tensão no ponto CL será 3,3V (estado lógico 1). 5.3.8 Detecção de Ring Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:Z3, C14, D9, R64, ISO3, R62.Sendo o status normal da linha telefônica um sinal de 48Vdc, o led do ISO3 não será acionado, pois o C14 funciona como uma chave aberta para sinais de tensão DC. O sinal de ring é gerado através de um sinal alternado com aplitude de 110V. Deste modo, o led
  41. 41. do ISO3 irá começar a piscar, gerando um sinal quadrado no ponto DR. O processador detecta este sinal e identifica como uma chamada. O diodo D9 serve para descarregar o capacitor C14 no semiciclo negativo, de modo a fazer com que o capacitor carregue novamente no próximo semiciclo positivo. O diodo zener Z3 serve para evitar que a central identifique sinais de voz ou de discagem como Ring, permitindo que somente sinais maiores do que 18Vac possam chegar ao led do ISO3. 5.3.9 Carga dinâmica Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R61, Q6, C15, R60, R63, Z2. Este bloco tem o papel de compensar a variação de distância entre a Central de Alarme e a Central de Telefonia do bairro. Seu papel é consumir uma corrente da linha de modo a informar que a mesma está ocupada. Esta etapa do circuito foi herdada dos PABXs Intelbras. 5.3.10 Híbrida Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C20, R69, R66, R74, R67, C22, R70, C17, C27, U6, R71, R68, C23, R72, C18, R73, C19, R80, R77, R82, R78, R81, C25, C26, C39, R79, R83, D13, C21, Z4, Z5, TR1. Esta etapa trata a comunicação via telefone. As impedâncias da etapa de saída e de entrada do circuito foram calculadas de tal forma a garantir uma comunicação full duplex através da linha telefônica. A parte de recepção do sinal (ponto IN no esquema) trata somente os sinais compatíveis com o padrão de modem V21 e tons de confirmação do protocolo Contact-ID. Estes sinais recebidos entram de forma senoidal em uma entrada A/D do microcontrolador. Os sinais DTMF são recebidos tratados pelo bloco DTMF. A parte de transmissão do sinal é feita a partir de uma saída PWM do microcontrolador que ao passar pelo circuito é transformado em um sinal senoidal. O microcontrolador gera todos os sinais de modem no padrão V21 e tons DTMF. O capacitor C19 serve para fazer o desacoplamento DC do sinal. Os diodos Z4 e Z5 servem para a proteção contra surtos de tensão que possam vir pela linha telefônica. Para que não fosse necessário usar uma fonte simétrica, às etapas de amplificação foi somada uma tensão de referência fornecida pelos componentes R75,R76 e C24. 5.3.11 DTMF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C45, R102, R103, R104, R105, R106, R107, R108, R109, D4, C41, R48, R49, U9, R51, R52, C40, R50, C42, X5, C43. Este bloco consiste em um receptor DTMF para comandos transmitidos via telefone como o arme/desarme da central e acionamento do PGM. Estes comandos DTMF recebidos, são convertidos para o microcontrolador na forma de níveis de tensão através da rede R2R compostos pelos resistores R102 até R109. Este nível de tensão é lido por uma porta A/D do microcontrolador. 5.3.12 Zonas Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J10, R31, R90, C30, R88, C31,D18, R91, R84, C28, R34,R86, C29, D19, R87, J9, R96, R98, C34, C35, D20, R99, R38, R94, R42, C8, C33, D21, R95,R43. Neste bloco, os componentes C30, C31, D18, C28, C29, D19, C34, C35, D20, C32, C33 e D21 servem para proteção contra picos de tensão. Os demais resistores servem para fazer uma malha resistiva de modo a informar para as
  42. 42. entradas A/D do microcontrolador níveis de tensão diferentes de acordo com a configuração de zonas utilizadas (zona simples, zona dupla, etc.) 5.3.13 Barramento Fazem parte deste bloco os componentes: J5, R26, R28, R25, Q11, R15, R19, R20, R21, R22, R23, Q4 e Z1. O microcontrolador manda os pulsos pelo pino 4(TX) no formato TTL. O R26 limita a corrente que circula no Vbe do transistor Q11. Quando na base há 3,3V (nível lógico 1) o Q11 está saturado e desta maneira o Vce está em 0 V. Quando na base há o nivel lógico 0 (0V), Q11 está cortado e Vce está com 15V. Na recepção quando há 0V na entrada, o transistor Q4 está cortado e assim sendo o seu Vce está em 3,3V informando o nível lógico 1 para o microcontrolador. Quando há 15V na entrada, o transistor Q4 satura e o Vce vai a 0V informando o nível lógico 0 para o microcontrolador. O resistor R22 serve para que em caso de curto-circuito no barramento, a fonte não seja avariada. O zener Z1 serve para proteger o circuito de tensões acima de 15V.
  43. 43. 6 AMT 2018 6.1 Características técnicas - Conector de atualização de firmware para atualizações em campo; - Carregador inteligente que garante uma maior vida útil à bateria; - Acesso remoto via telefone; - Detecção de bateria fraca dos sensores sem fio; - Supervisão de sabotagem de fiação; - Barramento com suporte ao receptor sem fio e ao teclado LCD. - Detecção de curto e corte da sirene - Detecção de corte da linha telefônica - Permite a conexão de até 4 teclados e 4 receptores - Discadora para 8 números telefônicos (2 para monitoramento, 1 para download e 5 para telefones pessoais) - Três protocolos de comunicação: Contact ID, Contact ID Programável, Ademco Express - Reportagem normal, dupla e split - Detecta sobrecarga na saída auxiliar - Sistema de verificação de sabotagem da fiação dos sensores e dos dispositivos do barramento (teclados e receptores) - Duas contas de monitoramento - Sistema de zona inteligente programável (evita disparo falso) - Auto-ativação programável por inatividade ou agendada por horário - Carregador de bateria inteligente com proteção contra curto e inversão de polaridade da bateria - Software para download e upload (Plataforma Windows®), compatível com a maioria dos modems convencionais. - Download e visualização dos últimos 256 eventos com registro de data e hora - Identifica bateria baixa, ausente ou invertida e em curto. - Buffer de eventos com 256 posições - Visualização em tempo real do “status” da central, bem como o controle das operações (ativação, desativação, bypass, etc.). - Cancelamento automático de zona - Tempo de entrada e saída programável - Sinalização detalhada de problemas - Tempo de sirene programável em minutos - Função pânico e pânico médico pelo teclado - 2 saídas PGM programáveis - Bloqueio de reset - Identificação visual de todas as zonas - Função “anunciador de presença” por zona - Zona de incêndio - Fusíveis de proteção rearmáveis - Permite configuração de “Zona 24h” com ou sem aviso sonoro - Indicação de bateria baixa de sensores sem fio (sensores Intelbras série 2000) - 64 senhas - Recepção de até 128 dispositivos sem fio (sensores/controles remoto) - Desabilita sinalização no arme/desarme (bip)
  44. 44. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréL.Zimmer 8/9/200914 1.0 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof8/9/2009 PAGE1.SchDoc Revision CENTRALAMT2018 4210015/6 R18 10K Q10 BC847 L1 10uH 1 2 J3 SIRENE R5 2K2 R4 0R22/2W R6 1K5 C3 22nF/50V Q9 BC847 R1 10K R14 100K R10 10K R7 10K R11 680R Q8 BC857 C2 100nF D5 S3G 1 2 J6 BATERIA R8 3R3/2W R3 8K06/1% R2 33K1/1% R17 33K/1% R24 8K06/1% R9 2K2 R16 27K RV2 RUE D2 1N4004 R26 10K R21 2K2 R28 100K Q11 BC817 RX 1 TX 2 J5 BARR R22 2K2 Q4 BC847 R15 100K R23 10K Z1 15V R19 10K R20 100K R25 47R 12 X2 32Khz C62 33pF R27 100R C61 33pF 12 X1 8Mhz D1 1N4004 -B 1 +B 2 J2 AUXILIAR R12 10R R13 10K Q7 BC847 D3 1N4148 D6 1N4148 +15V +BAT +15V +3.0V +3.0V +3.0V Q3 BC847 CL DR IN DL OUT RL RD Z1 Z2 Z3 Z4 PGM1 Q2 IRLML5203 3 24 1 5 6 Q1 FDC640P +BAT AUX_IN SIR1SIR2 PGM_IN1 A2 3 SDA 5 A1 2 VSS 4 SCL 6 WP 7 A0 1 VDD 8 U5 24LC64 R10027K R10127K PGM_IN1 PGM_IN2D7 1N4004 R29 10R R30 10K Q5 BC847 D11 1N4148 D12 1N4148 PGM_IN2 PGM2 Z5 Z6 Z7 Z8 + C9 10uF/50V R119 100R C11 33pF C10 33pF R117 0,82R/2W R121 33K/1% R122 8K06/1% R118 2K2 R120 27K +15V Q15 BC847 Q14 IRLML5203 PGC PGD MCLR AUX_IN T1 T2 1TP1 1TP2 PGD PGC MCLR +3.0V 1 2 3 4 5 6 J16 PGR +15V R47 10K +15V 1 2 3 4 J4 FONTE PWM 9 RC3 36 AN8 27 RA10 12 AN10 14 SDA 1 VCAP 7 RB10 8 AN11 11 AN5 24 OSCO 31 OSCI 30 SOSCI 33 SOSCO 34 AN4 23 AVss 16 AVdd 17 MCLR 18 AN9 15 RC7 3 TX 4 DISVREG 6 RC9 5 RB6/PGC 42 RB5/PGD 41 TX1 38 RX1 37 VDD 28 VSS 29 AN7 26 AN6 25 SCL 44 RX 43 AN3 22 AN2 21 AN1 20 AN0 19 RC6 2 VSS 39 VDD 40 RA9 35 AN12 10 RA8 32 RA7 13 U2 PIC24FJ48GA004 +3.0V + C1 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U1 78L33ABD13TR +15V B1 1 B0 3 S 6 A 4 VCC 5 GND 2 U4 FSA4159 DTMFOUT CONT CONT +5V C46 100nF *NaoMontado 1 2 J1 TERRA/PGM 1 32 Q1A FQU17P06 D14 BAT54S +3.0V D15 BAT54S +3.0V D16 BAT54S +3.0V D17 BAT54S +3.0V BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Site:www.intelbras.com.br
  45. 45. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 8/9/200924 1.0 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof8/9/2009 PAGE2.SchDoc Revision CENTRALAMT2018 4210015/6 Z5 2V4 + C19 10uF/50V Z4 2V4C21 10nF R53 10K R58 1K C17 2,2nF 1 2 J8 LINHA 1 2 J7 FONE Q13 BC847 R65 10K R55 2M7-0805 C13 470nF-1206 C14 220nF/250V R64 10K-0805 R62 47K R69 8K06/1% C22 3,3nF C18 1,2nF R72 2K61/1% R73 619R/1% R77 15K0/1% R78 7K5/1% R81 3K65/1% C27 3,3nF C25 2,7nF R56 1K-0805 1 2 4 3 ISO2 H11A817B 1 2 4 3 ISO3 H11A817B 1 2 4 3 ISO1 H11A817B R71 2K37/1% 3 2 1 411 U6A LM324 12 13 14 U6D LM324 10 9 8 U6C LM324 5 6 7 U6B LM324 + C26 1uF/50V + C20 2,2uF/50V R66 53K6/1% R74 53K6/1% R67 6K19/1% R70 5K49/1% R68 4K7/1% C23 3,3nF R82 1K87/1% R80 15K0/1% D9 1N4004 Z3 18V R76 10K/1% R75 10K/1% R59 2M7-0805 7 6 5 2 3 4 8 1 RL1 ML2RC-12V C12 2,2nF/500V R60 3K3-0805 R61 10R-0805 Q6 BC327-40 +C15 10uF/50V R63 15K-0805 R54 10K-0805 +15V +15V +15V +15V +3.0V +3.0V CL DL DR OUT REF REF RING TIP REF AUDIO RING TIP RL REF +C24 10uF/50V AC 1 V+ 3 AC 2 V- 4 B1 MB4S 4 1 3 2 TR1 825-00007 1 2 3 CG1 TRIPOLAR TS1 PKE220CT TS2 PKE220CT +C16 1uF/100VD10 1N4148 Z2 SMBJ24 FONE1 FONE2 R57 330R RD1 2 3 4 RL2A RELEES R79 100K/1% R83 100K/1% +3.0V IN C39 100nF *NaoMontado D13 BAT54S PTC1 TR250-120 PTC2 TR250-120 TVS1 130V TVS1A 130V/SMD RING-1 TIP-1 BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Site:www.intelbras.com.br
  46. 46. 1 1 2 2 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 8 8 DD CC BB AA BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Site:www.intelbras.com.br CannotopenfileC:INTELBRAS3.bmp AndréLuizZimmer 8/9/200934 1.0 Title Size A3 Number Date: File:DrawnBy: Sheetof8/9/2009 PAGE3.SchDoc Revision CENTRALAMT2018 4210015/6 R43 10RR95 12K R38 10R R98 33K R96 4K7 R99 12K R42 4K7 R94 33K Z1 1 COM 2 Z2 3 J10 ZONA C28 22nF R31 10R R34 10R R86 33K R88 4K7 R91 12K R84 4K7 R90 33K R87 12K Z3 1 COM 2 Z4 3 J9 ZONA C29 22nF C30 22nF C31 22nF C8 22nF C33 22nF C34 22nF C35 22nF +3.0V Z4 Z3 Z2 Z1 T1T2PGM_IN2SIR2 RING-1 Estescomponentesrepresentamoscentelhadoresqueestãodesenhadosnaplacacomopequenasranhurasdecobre. Nãofazempartedalistadematerial. SIR1 AUX_IN PGM_IN1Z1_INZ2_IN 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT1 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT10 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT2 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT11 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT13 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT4 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT12 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT3 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT5 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT14 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT6 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT15 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT7 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT16 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT18 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT17 PONTA FONE1 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT9 PONTA Z1_INZ2_INZ3_INZ4_IN Z3_INZ4_IN TIP-1 R44 10RR46 12K R39 10R R40 33K R97 4K7 R41 12K R93 4K7 R45 33K Z5 1 COM 2 Z6 3 J11 ZONA C5 22nF R32 10R R35 10R R36 33K R89 4K7 R92 12K R85 4K7 R33 33K R37 12K Z7 1 COM 2 Z8 3 J12 ZONA C6 22nF C4 22nF C32 22nF C37 22nF C38 22nF C7 22nF C36 22nF +3.0V Z8 Z7 Z6 Z5 Z5_INZ6_INZ7_INZ8_IN FONE2 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT8 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT19 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT20 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT21 PONTA Z5_INZ6_IN 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT22 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT23 PONTA 3 1 4 5 6 2 7 8 9 10 CENT24 PONTA Z7_INZ8_IN C41 100nF R49 330K +5V R51 3K01/1% R52 1K5/1% R102 3K01/1% R103 1K5/1% R104 3K01/1% R105 1K5/1% R106 3K01/1% R107 1K5/1% R50 100K R48 100K C40 100nF AUDIO C43 39pF C42 39pF 12 X5 3.58Mhz + C44 100uF/25V VO 1 GND 2 GND 3 NC 4 NC 5 GND 6 GND 7 VI 8 U3 78L05ABD13TR +5V +15V R108 8K06/1% R109 15K/1% DTMFOUT D4 1N4148 C45 100nF VP 1 VN 2 GS 3 VREF 4 INH 5 PWDN 6 X1 7 X2 8 VSS 9 OE 10 D0 11 D1 12 D2 13 D3 14 DV 15 EST 16 RT/GT 17 VDD 18 U9 HT9170B *NaoMontado D18 BAT54S +3.0V D19 BAT54S +3.0V D20 BAT54S +3.0V D21 BAT54S +3.0V D22 BAT54S +3.0V D23 BAT54S +3.0V D24 BAT54S +3.0V D25 BAT54S +3.0V BR101-Km212-AreaIndustrialSãoJoséSCBrasil CEP88104-800-SãoJosé Site:www.intelbras.com.br
  47. 47. 6.3 Diagrama de Blocos: 6.3.1 Microcontrolador e memória Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: U2, U5, R100, R101, R119, R27,R47 L1,C2,C10,C11,C61,C62,C9,X1,X2,(este componente é construído nas trilhas da PCB), . Este bloco é o centralizador de todas as informações fornecidas pelos outros blocos. 6.3.2 Alimentação Este bloco consiste somente componentes que ajustam o Vcc da fonte para o suportado pelos demais integrados. É composto pelos integrados U1e U3 que ajustam a tensão para 3,3Vdc e 5Vdc respectivamente. Além destes componentes, fazem parte do circuito C1, e C 44,C4 e C5 que funcionam em conjunto com o U1 e U3. Além dos componentes citados anteriormente, fazem parte da etapa de alimentação, R2 ,R3 e D15 que são um divisor de tensão. A tensão resultante desta etapa entra em uma porta A/D do microcontrolador. Isto é feito para que a tensão da fonte seja monitorada pelo microcontrolador. 6.3.3 Bateria Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J6, D2, D5, RV2, D16, R17,R24, Q3, R16 Q2, R8, R9. O diodo D5 e o RV2 são uma proteção contra inversão de polaridade da bateria. Se por acaso a bateria for colocada com os pólos trocados a corrente irá passar D5 e pelo RV2. O RV2 começa a aumentar a sua resistência quando aquecido por uma corrente elétrica intensa. Os resistores R17 e R24 fazem um divisor de tensão de modo a informar a tensão da bateria para a entrada analógica do processador. O diodo CLAMPER D16 serve de proteção para que nenhuma tensão acima de 3,9V chegue à porta do processador. A bateria é carregada de maneira pulsada. Estes pulsos variam de largura de acordo com o nível de tensão da bateria. Quanto mais carregada a bateria, maior é a largura dos pulsos. Estes pulsos são gerados pelo pino 8 do processador (RB10) que fazem o Q3 chavear e acionar o mosfet Q2.
  48. 48. 6.3.4 Sirene Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J3, R4, R6, D14, C3, R11, Q8, R18, Q10, R14, Q9, R10, R7, R5, Q1, R1. Na situação normal, em que a sirene não está acionada, o Q10 está cortado e consequentemente o Q9 está saturado. Deste modo o Q8 está saturado também, fazendo com que uma pequena corrente circule pelo R11. Com o resistor de 2k2 que deve ser instalado em paralelo com a sirene a corrente que passa pelo R11 tem um valor intermediário. Se a sirene é cortada, o resistor de 2k2 também é cortado de modo que a corrente em R11 aumenta, e aumentando assim, a tensão em cima deste resistor. Tensão esta que é lida pelo microcontrolador através da porta analógica AN10, no pino 14 do microcontrolador. No caso de colocar a sirene em curto, a corrente no R11 será nula, gerando outra informação para o microcontrolador. Passando o pino 5 (RC9) para 1, o transistor Q10 satura, cortando o Q9 e Q8. Com Q10 saturado, o mosfet Q1 tem o gate em 0V (zero volts), fazendo uma corrente maior passar pela sirene. Estando o Q8 cortado, não há corrente no R11, porém, a medida de corrente é realizada através do resistor R4. É importante lembrar que a sirene só toca com toda a intensidade, se uma bateria estiver conectada à central para que exista corrente suficiente para este acionamento. 6.3.5 PGMs Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J1, D1, D7, Q7, R12, R13 , D3, D6, Q5, R29, R30, D11, D12 . As PGMs são saídas programáveis acionadas de acordo com a configuração feita na central. O seu acionamento consiste em setar o pino 41 e/ou 42 do processador (PGD/PGC) para 1, acionando os transistor Q5 e/ou Q7 fazendo com que o ponto PGM_IN1 e PGM_IN2 passe do estado flutuante para terra. Os diodos D3, D6, D11 e D12, são utilizados para reduzir a tensão na base dos transistores quando o mesmo estiver acionado, de modo a limitar as correntes de polarização de Q5 e Q7. 6.3.6 Proteção Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J7,J8, CGI TRIPOLAR, TS1 , TS2 e C12. Esta bloco é destinado à proteger o circuito de bursts de tensão provocados por raios e demais descargas elétricas na linha. O CGI TRIPOLAR é um protetor à gás que se torna um curto-circuito quando sobre ele é descarregado uma tensão muito grande, porém o seu acionamento é muito lento. Para corrigir esta característica é que estão presentes os supressores TS1 e TS2 que acionam primeiro e garantem a proteção até o CGI TRIPOLAR entrar em operação. Para complementar a proteção, é incluso o C12 que também se opõe a variações de tensão. Esta solução foi herdada dos PABX da Intelbras.
  49. 49. 6.3.7 Detecção de corte de linha Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R59, R55, R54, C13, R56, ISO1, ISO2 , R53 e R58. O capacitor C13 é carregado através dos resistores R59 e R55. O microcontrolador aciona a saída DL e mede se o sinal CL está em 0 ou em 1. Se estiver em zero, a linha está presente pois o capacitor foi descarregado em cima do led do ISO1. Se a linha tiver sido cortada, não haverá nenhuma tensão no C13 e consequentemente a tensão no ponto CL será 3,3V (estado lógico 1). 6.3.8 Detecção de Ring Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:Z3, C14, D9, R64, ISO3, R62.Sendo o status normal da linha telefônica um sinal de 48Vdc, o led do ISO3 não será acionado, pois o C14 funciona como uma chave aberta para sinais de tensão DC. O sinal de ring é gerado através de um sinal alternado com aplitude de 110V. Deste modo, o led do ISO3 irá começar a piscar, gerando um sinal quadrado no ponto DR. O processador detecta este sinal e identifica como uma chamada. O diodo D9 serve para descarregar o capacitor C14 no semiciclo negativo, de modo a fazer com que o capacitor carregue novamente no próximo semiciclo positivo. O diodo zener Z3 serve para evitar que a central identifique sinais de voz ou de discagem como Ring, permitindo que somente sinais maiores do que 18Vac possam chegar ao led do ISO3. 6.3.9 Carga dinâmica Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: R61, Q6, C15, R60, R63, Z2. Este bloco tem o papel de compensar a variação de distância entre a Central de Alarme e a Central de Telefonia do bairro. Seu papel é consumir uma corrente da linha de modo a informar que a mesma está ocupada. Esta etapa do circuito foi herdada dos PABXs Intelbras. 6.3.10 Híbrida Fazem parte deste bloco os seguintes componentes:C20, R69, R66, R74, R67, C22, R70, C17, C27, U6, R71, R68, C23, R72, C18, R73, C19, R80, R77, R82, R78, R81, C25, C26, C39, R79, R83, D13, C21, Z4, Z5, TR1. Esta etapa trata a comunicação via telefone. As impedâncias da etapa de saída e de entrada do circuito foram calculadas de tal forma a garantir uma comunicação full duplex através da linha telefônica. A parte de recepção do sinal (ponto IN no esquema) trata somente os sinais compatíveis com o padrão de modem V21 e tons de confirmação do protocolo Contact-ID. Estes sinais recebidos entram de forma senoidal em uma entrada A/D do microcontrolador. Os sinais DTMF são recebidos tratados pelo bloco DTMF. A parte de transmissão do sinal é feita a partir de uma saída PWM do microcontrolador que ao passar pelo circuito é transformado em um sinal senoidal. O microcontrolador gera todos os sinais de modem no padrão V21 e tons DTMF. O capacitor C19 serve para fazer o desacoplamento DC do sinal. Os diodos Z4 e Z5 servem para a proteção contra surtos de tensão que possam vir pela linha telefônica. Para que não fosse necessário usar uma fonte simétrica, às etapas de amplificação foi somada uma tensão de referência fornecida pelos componentes R75,R76 e C24.
  50. 50. 6.3.11 DTMF Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: C45, R102, R103, R104, R105, R106, R107, R108, R109, D4, C41,R48, R49, U9, R51, R52, C40, R50, C42, X5, C43. Este bloco consiste em um receptor DTMF para comandos transmitidos via telefone como o arme/desarme da central e acionamento do PGM. Estes comandos DTMF recebidos, são convertidos para o microcontrolador na forma de níveis de tensão através da rede R2R compostos pelos resistores R102 até R109. Este nível de tensão é lido por uma porta A/D do microcontrolador. 6.3.12 Zonas Fazem parte deste bloco os seguintes componentes: J10, R31, R90, C30, R88, C31, D18, R91, R84, C28, R34,R86, C29, D19, R87, J9, R96, R98, C34, C35, D20, R99, R38, R94, R42, C8, C33, D21, R95,R43. Neste bloco, os componentes C30, C31, D18, C28, C29, D19, C34, C35,D20, C32, C33 e D21 servem para proteção contra picos de tensão. Os demais resistores servem para fazer uma malha resistiva de modo a informar para as entradas A/D do microcontrolador níveis de tensão diferentes de acordo com a configuração de zonas utilizadas (zona simples, zona dupla, etc.) 6.3.13 Barramento Fazem parte deste bloco os componentes: J5, R26, R28, R25, Q11, R15, R19, R20, R21, R22, R23, Q4 e Z1. O microcontrolador manda os pulsos pelo pino 4(TX) no formato TTL. O R26 limita a corrente que circula no Vbe do transistor Q11. Quando na base há 3,3V (nível lógico 1) o Q11 está saturado e desta maneira o Vce está em 0 V. Quando na base há o nivel lógico 0 (0V), Q11 está cortado e Vce está com 15V. Na recepção quando há 0V na entrada, o transistor Q4 está cortado e assim sendo o seu Vce está em 3,3V informando o nível lógico 1 para o microcontrolador. Quando há 15V na entrada, o transistor Q4 satura e o Vce vai a 0V informando o nível lógico 0 para o microcontrolador. O resistor R22 serve para que em caso de curto-circuito no barramento, a fonte não seja avariada. O zener Z1 serve para proteger o circuito de tensões acima de 15V.

×