Balão-foguete


Objetivo
     Mostrar que num sistema onde inicialmente não
     existe movimento nenhum e então 2 partes
...
A idéia é a de explorar a compensação de
       quantidades de movimentos que ocorre neste
       experimento. Enquanto o ...
•   A forma do balão e a posição na qual se cola a
      fita sobre o balão são fatores cruciais para o
      sucesso     ...
Conclusão
Neste experimento concluímos que, para haver um
movimento em objeto que esteja em repouso temos
que   aplicar   ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Experimento 4 balão-foguete

8.307 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Experimento 4 balão-foguete

  1. 1. Balão-foguete Objetivo Mostrar que num sistema onde inicialmente não existe movimento nenhum e então 2 partes diferentes do sistema começam a se movimentar, existe uma compensação: os movimentos ocorrem na mesma direção, porém em sentidos opostos. Obter a Velocidade Média do balão no percurso. Contexto O Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento Linear diz que "todo sistema sempre conserva constante a sua quantidade de movimento linear", esta podendo ser inicialmente nula ou não. Neste experimento, o sistema considerado é o balão e o ar que ele contém para o qual a quantidade de movimento linear inicial é nula. Idéia do Experimento O experimento consiste de aproveitar o movimento de um balão cheio quando é solto com a entrada de ar aberta de tal modo que este movimento seja retilíneo.
  2. 2. A idéia é a de explorar a compensação de quantidades de movimentos que ocorre neste experimento. Enquanto o balão se desloca para um lado, o ar que escapa dele se desloca no sentido oposto. Tabela do Material Ítem Observações Do tamanho normal de balões usados em 1- Balão aniversário. 1- Barbante (2 m) Qualquer tipo de linha lisa serve. 1- Fita adesiva Para segura o Balão no Tubo de Caneta 1- Tubo de Caneta Para se movimentar sobre o Barbante Medir o Tempo gasto para percorrer o 1- Cronômetro Barbante Montagem • Grude o Tubo de caneta sobre o centro do balão, com ela ainda vazio. • Passe uma das pontas da linha por dentro do canudo. • Coloque o balão na extremidade correta. • Encha o balão e solte-o. Comentários
  3. 3. • A forma do balão e a posição na qual se cola a fita sobre o balão são fatores cruciais para o sucesso do experimento. É aconselhável praticar um pouco, para que se identifique o ponto ideal de contato, uma vez que a forma dos balões varia muito. Esquema Geral de Montagem Tabela dos Dados Experimentais Alunos Distância Tempo Velocidade Média (m) (s) (m/s) Alan 2,0 1,35 1,48 Arthur 2,0 1,40 1,43 Julyety 2,0 1,37 1,46 Mariana 2,0 1,35 1,48 Matheus 2,0 1,44 1,39 Regina 2,0 1,40 1,43
  4. 4. Conclusão Neste experimento concluímos que, para haver um movimento em objeto que esteja em repouso temos que aplicar sobre este, uma força de sentido contrario ao deslocamento, também podemos afirmar que quanto mais lisa a linha ou barbante maior será sua Velocidade Média e menor o tempo gasto no percurso.

×