Projeto Ilha Bela

430 visualizações

Publicada em

Sede MATA ATLANTICA

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Ilha Bela

  1. 1. PARECER PRELIMINARÁrea localizada em Maragogipinho Município de Aratuípe – Bahia, Brasil SALVADOR, BAHIA, BRASIL Novembro de 2008
  2. 2. SUMÁRIO1. APRESENTAÇÃO............................................................................................................................................32. CARACTERIZAÇÃO GERAL DA ÁREA ...................................................................................................33. CARACTERIZAÇÃO ESPECÍFICA DA ÁREA..........................................................................................44. POTENCIALIDADES DA ÁREA...................................................................................................................7LISTA DE ILUSTRAÇÕES FotosFOTO 1 – VISÃO GERAL DA ÁREA. ...............................................................................................................3FOTO 2 – PALMEIRAS (DENDEZEIROS). .....................................................................................................5FOTO 3 – ESTRATO HERBÁCEO DA RESTINGA COM PLANTA TÍPICA (SEMPRE-VIVA). ..........5FOTO 4 – MANGUEZAL......................................................................................................................................6FOTO 5 –- GARÇA-BRANCA..............................................................................................................................6FOTO 6 – PRODUÇÃO DE CERÂMICA. .........................................................................................................7FOTO 7 – ARTESANATO LOCAL. ...................................................................................................................7
  3. 3. 1. ApresentaçãoPor solicitação do Senhor Javier Aguilera apresenta-se como colaboração parecer preliminarsobre área localizada em Maragogipinho, Município de Aratuípe, Bahia, Brasil, a partir devisita realizada no dia 06 de novembro de 2008.2. Caracterização Geral da Área A área situa-se no domínio da mata atlântica e seus ecossistemas associados, emparticular a Floresta Ombrófila Densa, a restinga e o manguezal. () Foto 1 – Visão geral da área. A Floresta Ombrófila Densa é constituída de árvores perenifoliadas, geralmente combrotos foliares sem proteção à seca, que ocupa as áreas úmidas sem período biologicamenteseco durante todo ano. O estrato superior apresenta indivíduos com alturas que variam entre20 e 30 metros, chegando algumas vezes a atingir cerca de 40 metros, no seu estado primário. Restinga por sua vez é um depósito arenoso paralelo a linha de costa, de formageralmente alongada, produzido por processos de sedimentação, onde se encontram diferentescomunidades que recebem influência marinha, também consideradas comunidades edáficaspor dependerem mais da natureza do substrato do que do clima. Na cobertura vegetal nas
  4. 4. restingas ocorrem mosaicos que se encontram em praias, cordões arenosos, dunas edepressões, apresentando, de acordo com o estágio de sucessão, estrato herbáceo, arbustivo earbóreo, este último mais interiorizado. O manguezal é um ecossistema litorâneo que ocorre em terrenos baixos sujeitos àação das marés formados por vasas lodosas recentes ou arenosas, às quais se associa,predominantemente, a vegetação natural conhecida como mangue, com influênciafluviomarinha, típica de solos limosos de regiões estuarinas e com dispersão descontínua aolongo da costa brasileira. Esse se constitui em ecossistema de transição entre o ambienteaquático e terrestre.3. Caracterização específica da área A área se constitui num ecótone, ou seja, uma área de transição entre os biomasfloresta ombrófila densa, restinga e manguezal. A vegetação de mata atlântica da área pode ser classificada como secundária porqueresulta de processos naturais de sucessão após supressão total ou parcial da vegetaçãoprimária por ações antrópicas, podendo ocorrer árvores remanescentes desse tipo devegetação. Podem ser encontrados no meio da mata secundária árvores de grande porte comoa sucupira, Bowdichia virgilioides, o pau-pombo (Tapirira guianensis), a amescla (Protiumheptaphyllum), a gameleira (Ficus sp), etc. Também foram registradas árvores nativas queainda não alcançaram grande porte, como a selva-de-leite (Himatanthus obovata), amatataúba (Schefflera morototoni) e o murici (Byrsonima sericea). Já podem ser observadasepífitas como o filodendron o que revela a ocorrência de sombreamento relativo na mata.Entre as palmeiras pode-se citar o coqueiro (Cocos nucifera) e o exótico dendezeiro (Elaeisguineensis) – , trazido pelos africanos e que fornece azeite de dendê, muito utilizado naculinária baiana.
  5. 5. Foto 2 – Palmeiras (dendezeiros). A restinga é constituída, predominantemente, por vegetação de porte arbóreo como ocajueiros (Anacardium occidentale) e a aroeira, Schinus terebinthifolius. N a restingaherbácea podem ser encontradas as sempre-vivas (Foto 3) Foto 3 – Estrato herbáceo da restinga com planta típica (sempre-viva). O manguezal apresenta-se em excelente estado de conservação. Tanto do ponto devista fisionômico quanto da sua composição florística o manguezal local apresenta espéciesvegetais como a Laguncularia racemosa (mangue branco) e a Rizophora mangle (manguevermelho). (Foto 4)
  6. 6. Foto 4 – Manguezal. Na região podem ser encontrados vários animais a exemplo da raposa Cerdocyonthous, sarigüê, tatu (Dasypus sp), mico ou sagüim (Callithrix jacchus). A avifauna tem váriosrepresentantes que ocorrem nos diversos tipos de ambientes, sendo possível identificação porobservações visuais e sonoras. É comum encontrar o pássaro-preto (Gnorimopsar chopi); oanum-preto (Crotophaga ani); o anum-branco (Guira guira) e o espanta boiada (Vanelluschilensis), periquitos, Forpus xanthopterygius e, dentre outros, está o sangue-de-boi,Ramphocelus bresilius citado como uma das mais espetaculares aves do mundo por Sick,devido a sua plumagem rubro-negra e que, ainda pode ser observado na área. No manguezalfoi registrada garça-branca (Foto 5). Foto 5 –- Garça-branca
  7. 7. 4. Potencialidades da área. I. Ecoturismo: neste aspecto estabelece conexão com a área de artesanato, devido a atividade de produção de cerâmica (Foto 6 e Foto 7), facilitando maior permanência de turistas na área em função, também da cultura local; Foto 6 – Produção de cerâmica. Foto 7 – Artesanato local.
  8. 8. II. Criação de um centro de pesquisas voltadas para o estudo da sociobiodiversidade na área do Recôncavo, compreendido no contexto dos biomas da mata atlântica e seus ecossistemas associados.III. Criação de Centro de Educação Ambiental para a Sustentabilidade.IV. Espaço de produção de mudas de espécies nativas da mata atlântica, prioritariamente, aquelas ameaçadas de extinção. Vale ressaltar que existe demanda, mas na região não tem muitos locais de produção e venda de mudas. Deve-se observar também, que muitas áreas da região estão carecendo de recomposição com enriquecimento da vegetação, principalmente, em áreas de matas ciliares. V. Introdução de espécies clímax da mata atlântica, uma vez que o estágio de regeneração em que a área se encontra favorece este processo.VI. Criação de um banco de sementes de espécies da mata ombrófila, restinga e manguezal.VII. Produção de orquídeas através de cultivos de tecidos;VIII. Implantação de orquidário para visitação;IX. Bromeliário para visitação. X. Criação de um centro de reabilitação de animais silvestres;XI. Área para soltura de animais silvestres.Salvador, Bahia, Brasil em 20 de novembro de 2008.Ivomar Carvalhal Britto Biólogo e Professor Universitário

×