RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO

1.392 visualizações

Publicada em

Para a realização de um relatório sobre um objeto ou um sujeito, neste caso, o estudante, necessito de ter informações prévias, pois somente relato aquilo que já aconteceru.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.392
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO

  1. 1. RELATÓRIO DESCRITIVO DA AVALIAÇÃO. Luiz Carlos Varella de Oliveira Profº Formador Ciências Humanas HISTÓRIA Cefapro – Rondonópolis Setembro – 2015.
  2. 2. REFLEXÃO Aço Educação Ser humano Escolarização Qual é a principal diferença entre essas quatro expfessões. ????
  3. 3. AVALIAÇÃO. Na aprendizagem escolar vem sendo objeto de constantes pesquisas, com enfoques na: Tecnologia, Sociologia, Filosofia, Política.
  4. 4. AQUI NO MATO GROSSO I. Processo de construção e (re) construção de uma nova forma de avaliar; II.Os resultados dessa investigação pretende fortalecer o repensar da SEDUC III.Coletadas informações sobre dificuldades e avanços; IV.Possibilidade de diálogo entre os pares para dimiuir as fragilidades dos estudantes
  5. 5. CONCEPÇÃO PROGRESSISTA. O desenvolvimento do Ser Humano como sujeito: a)- Cognitivo b)- Afetivo c)- Sócio-histórico. ...Daí, interação consigo mesmo, com o outro e com o mundo.
  6. 6. AVALIAÇÃO REFLEXIVA... I. Avaliar é uma atividade intrínseca e indissociável a qualquer tipo de ação que vise provocar mudanças. II.Ela é uma reflexão da ação...Torna-se possibilidade de superação da própria ação.
  7. 7. EXERCÍCIO DE METACOGNIÇÃO. I. Ação reflexiva. II.O estudante toma consciência de onde partiu, (seus conhecimentos prévios); III.O que construiu, (conhecimento científico/escolar); IV.Como construiu, (método utilizado na construção); V.Avaliação é a reflexão em ação... Metacognição. é a ação de pensar e refletir sobre os próximos pensamentos, ou sobre a atividade mental de si mesmo. É também conhecida como cognição sobre a cognição
  8. 8. POR FIM, AAVALIAÇÃO... Tem carácter... I. Investigativo... II.Diagnóstico... III.Contínuo... IV.Processual...
  9. 9. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. I. Caderno de Campo: utilizado pelo professor para registrar o processo de construção do conhecimento do seu aluno. (Avanços e dificuldades). Interação na sala de aula: observar e criar situações para que se desenvolva capacidades de trocas, produção em grupo. Grau de autonomia e responsabilidade: cumprir regras estabelecidas. Cumprir solicitações e prazos estipulados.
  10. 10. Atitudes diante do diálogo: capacidade de expressar seu pensamento. Respeito de voz e vez do colega falar. Resolução de conflitos: comportamento diante dos conflitos. Superam ou precisam da intervenção do professor. Conteúdos e conceitos aprendidos: como é o processo de aprendizagem de cada criança ? Avanços e dificuldades. Intervenções pedagógicas.
  11. 11. TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO. I. Auto-Avaliação: possibilita aluno/professor reflexão sobre o trabalho realizado. II. Mapa Conceitual: coleta de dados. Construção mental que o sujeito realiza durante as atividades. III. Portfólio ou pasta avaliativa: compilação dos trabalhos realizados pelos alunos. IV. Projetos: verifica e representa os objetivos a alcançar...
  12. 12. V.Observação: Seleciona aspectos importantes. VI.Entrevista: coleta de dados quantitativos e qualitativos. Individual ou em grupo. VII.Discussão Coletiva: socialização de saberes. Confronto de idéias e reflexão compartilhada. VIII.Uso de imagens e gravuras para a reflexão coletiva: representar um situação. Codificar e decodificar o objeto pela análise e comparaçao.
  13. 13. IX.Conselho de classe: propicía a troca de informações registradas pelo coletivo dos professores. X.Prova: instrumento mais usado. Alguns aspetos: a)- Seu resultado não é o único indicador de desempenho dos alunos. b)- Não podem ter valor absoluto. c)- O aluno precisa saber em que e por que errou ou acertou. d)- A correção pode ser feita a partir da problematização e discussão das respostas.
  14. 14. RELATÓRIOS DESCRITIVOS. I. Não seguem nenhum modelo ou padrão. II.Sua elaboração exige alguns princípios: a)- Conteúdo de Natureza – cognitiva: conhecimentos construídos pelo aluno nas áreas do conhecimento. (Caderno de campo). b)- Desenvolvimento afetivo: relação afetiva com o conhecimento e aprendizagem. (Necessita de estímulos para aprender?) c)- Carácter Mediador: professor na avaliação. Aluno principal sujeito do processo.
  15. 15.  d)- Carácter Evolutivo: perceber o aluno como um ser em construção. Leva em conta a estrutura mental construída pela criança e as condições concretas da sua existência. e)- Carácter Individualizado: acompanhamento efetivo do professor através das anotações diárias e registros significativos sobre a aprendizagem do estudantes.
  16. 16. FAMÍLIA...??? Ainda que tenhamos hoje a “família nuclear”, a sua participação na elaboração do “Relatório Descritivo da Avaliação” é de suma importância. a)- Como os “pais” estão percebendo o desenvolvimento e aprendizagem do filho ou filha? b)- As produções do estudante deverá estar sempre a disposição de todos que participão da escolarização do educando.
  17. 17. Bibliografia Consultada. MATO GROSSO: Secretaria de Estado de Educação. Escola Ciclada de Mato Grosso. Novos tempos e espaços para Ensinar – aprender a sentir, ser e fazer. Cuiabá – Seduc 2000 ORGANIZAÇÃO DO ENSINO CICLADO: Um texto escrito pela Profª Leila Aparecida Vitt, Sorriso, MT. 2010.  RELATORIO DESCRITIVO DE AVALIAÇÃO: um olhar dialógico, Cáceres, 2010.
  18. 18. VAMOS ANALISAR ?

×