Fundamentos de Planejamento e Gestão de Projetos

329 visualizações

Publicada em

Fundamentos de Planejamento e Gestão de Projetos dada aos alunos de Eng. Civil da Universidade Federal de Ouro Preto ingressados no mini-curso de BIM ministrado no Laboratório de Automação Predial. Curso que estende desde a concepção de uma Estrutura Analítica de Projeto até a análise de riscos.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
329
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fundamentos de Planejamento e Gestão de Projetos

  1. 1. FUNDAMENTOS Planejamento de Projetos & Gestão LUCAS T. FARIA
  2. 2. NOVA REALIDADE • Cenários mais competitivos • Segmento de Edificações: atrasado • Baixa qualidade em gestão • Baixa qualidade dos produtos finais
  3. 3. O copo está meio vazio ou meio cheio?
  4. 4. OBJETIVOS 1ª Parte Planos Riscos #Partiu!1º Passo! 2ª Parte 3ª Parte 4ª Parte
  5. 5. OBJETIVOS Metas do Projeto Os 3 Objetivos de Todo Projeto Prioridades Organização 1ª Parte 1º Passo!
  6. 6. OBJETIVOS 1ª Parte Planos Riscos #Partiu!1º Passo! 2ª Parte 3ª Parte 4ª Parte
  7. 7. OBJETIVOS Planos 2ª Parte Os escopos do Projeto Dependências Agendamento Trade-off
  8. 8. OBJETIVOS 1ª Parte Planos Riscos #Partiu!1º Passo! 2ª Parte 3ª Parte 4ª Parte
  9. 9. OBJETIVOS Riscos 3ª Parte Gerenciando Riscos & Planejando ambiguidades
  10. 10. OBJETIVOS 1ª Parte Planos Riscos #Partiu!1º Passo! 2ª Parte 3ª Parte 4ª Parte
  11. 11. OBJETIVOS #Partiu! 4ª Parte Modos de Execução & Aqueles que Executam
  12. 12. O que é um projeto? 1ª
  13. 13. O quê todos esses projetos têm em comum?
  14. 14. Criam um produto ou serviço único Temporários Requerem coordenação multi-disciplinar Restritos pelo tempo, custos ou recursos
  15. 15. Por quê é relevante?
  16. 16. • Com ferramentas certas, planejamos e executamos melhor • Processos de Projetos: • Objetivos distintos • Diferentes critérios de sucesso • Projetos são únicos Por quê é relevante?
  17. 17. Definições do Projeto • Qual a meta? • Os Três Objetivos • Escopo • Tempo • Orçamento • Estabelecendo Organização
  18. 18. Os 3 objetivos Escopo OrçamentoTempo
  19. 19. Os 3 objetivos Escopo OrçamentoTempo
  20. 20. Organização de um Projeto • Quem estará fazendo o trabalho? • Quem é o gestor do projeto? • Quem está pagando pelo projeto? • Quem estará usufruindo do produto ou serviço? • Quem será afetado pelo projeto?
  21. 21. Motivos de Fracasso • Pouco ou nenhum planejamento • Meta, escopo ou cronograma não claros • Falta de liderança • Falta de treinamento na tecnologia empregada • Nenhuma lição adquirida de erros de projetos passados • Falta de gerenciamento de projetos • Tendências: otimismo, custos menores, etc.
  22. 22. Medindo Sucesso Escopo OrçamentoTempo
  23. 23. Medindo Sucesso Escopo Orçamentopo Consegui atender o que era desejado? O consumidor está satisfeito?
  24. 24. Medindo Sucesso Orçamento Lucro ou prejuízo? Em quanto?
  25. 25. Medindo Sucesso E TempoCumpri com o prazo?
  26. 26. Ciclo de Vida de um Projeto Início Estabelecer organização Definições do projeto Plano Escopo Recursos Trade-off Riscos Execução Monitorar Comunicar Corrigir & Controlar Final Finalizar Realizar um pós-mortem
  27. 27. Ciclo de Vida de um Projeto Início Plano Executar Finalizar Plano Executar Plano Executar
  28. 28. Planejando um Projeto 2ª
  29. 29. O Executivo Eficaz • Declaração de intenções ≠ comprometimento • Não é uma camisa de força • Deve ser revisado com frequência • Deve ser flexível • Requer um sistema de controle de resultados vs. expectativas Um Plano de Ação é…
  30. 30. Ciclo de Vida de um Projeto Início Estabelecer organização Definições do projeto Plano Escopo Recursos Trade-off Riscos Executar Monitorar Comunicar Corrigir & Controlar Finalizar Finalizar Realizar um pós-mortem
  31. 31. Ciclo de Vida de um Projeto Plano Escopo Recursos Trade-off Riscos • Identificaremos nosso escopo • Formularemos um cronograma • Planejaremos nossos recursos • Analisaremos ganhos versus perdas • Desenvolver gerenciamento de riscos
  32. 32. Estrutura de Divisão de Trabalho • Visualmente divide o escopo do projeto • Projetos • Subprojetos • Módulos de Trabalho • Atividades & Tarefas Work Breakdown Structure – WBS
  33. 33. Estrutura Analítica de Projeto Work Breakdown Structure – WBS
  34. 34. Estrutura Analítica de Projeto Work Breakdown Structure – WBS
  35. 35. Work Breakdown Structure – WBS Dicas • Usar Sticky Notes / Quadro • Desenvolver equipes • Usar software automatizado, e.g. MS Project • Detalhamento não menos que 5 a 10% de cada recurso Estrutura Analítica de Projeto
  36. 36. Planejando Vínculos
  37. 37. Planejando Vínculos
  38. 38. Planejando Vínculos
  39. 39. Atividade, descrição, antecessores Planejando Vínculos
  40. 40. Gráfico de Gantt
  41. 41. Gráfico de Gantt
  42. 42. Gráfico de Gantt
  43. 43. Problemas no Cronograma… • Lei de Parkinson • A Síndrome do Estudante • Excesso de Confiança • Sensações Tendenciosas
  44. 44. Análise de Cronograma • Redução de projetos ocorre apenas encurtando os caminhos críticos • Talvez seja interessante ($$$) reduzir o cronograma de um projeto • Novos caminhos críticos ocorrerão
  45. 45. É um mundo muito arriscado 3ª
  46. 46. Fontes de Incerteza Incertezas Previsíveis Complexidades Incertezas Imprevisíveis
  47. 47. Fontes de Incerteza Incertezas Previsíveis Complexidades Incertezas Imprevisíveis Variabilidade Caminhos Alternativos Incertezas
  48. 48. Fontes de Incerteza Incertezas Previsíveis Complexidades Incertezas Imprevisíveis Tarefas do Projeto Partes interessadas Riscos
  49. 49. Fontes de Incerteza Incertezas Previsíveis Complexidades Incertezas Imprevisíveis Novas Tecnologias Novos Mercados Ambiguidade
  50. 50. Gerenciamento de Risco Identificação Avaliação Resposta Controle
  51. 51. Gerenciamento de Risco Identificação Avaliação Resposta Controle Brainstorming, Lista de tarefas, projetos anteriores Registrar riscos
  52. 52. Gerenciamento de Risco Identificação Avaliação Resposta Controle Qual o impacto? Qual probabilidade? Registrar prioridades
  53. 53. Gerenciamento de Risco Identificação Avaliação Resposta Controle Identificar respostas Estratégias p/ cada risco Deliberar responsabilidades
  54. 54. Gerenciamento de Risco Identificação Avaliação Resposta Controle Atualizar riscos Atualizar probabilidades Executar estratégias
  55. 55. Gerenciamento de Risco Identificação Resposta ControleAvaliação
  56. 56. Avaliação de Riscos Quase Certeza >75% Provável 50-75% Moderado 25-50% Improvável 10-25% Raro <10% Insignificante Baixo M oderado Alto C atastrófico
  57. 57. Avaliação de Riscos 0,8 0,6 0,4 0,2 0,05 0,1 0,2 0,4 0,8 Pontuação de Risco = Probabilidade x Impacto
  58. 58. Registro de Riscos ID Área Risco Tipo Risco Probab. Impacto Pontuação Quem? 1 OP01 Operações Cronograma 4 4 16 2 W01 Time Escopo 3 3 9 3 E09 Engenharia Custo 3 3 12
  59. 59. Registro de Riscos
  60. 60. Análise de Riscos # ATV Descrição Predesc. D. Mín. D. Provável D. Máx. 1 Criativo - 3 5 7 2 Estratégia - 1 2 6 3 Marketing 1;2 2 4 8 4 Vendas 3 1 2 7
  61. 61. Análise de Riscos Duração O peraçãoGráfico Tornado
  62. 62. Análise de Riscos – Cronograma Oracle Crystal Ball
  63. 63. Análise de Riscos – Cronograma Oracle Crystal Ball
  64. 64. Análise de Riscos – Cronograma Oracle Crystal Ball
  65. 65. Cenários para Cronogramas • Analisar estimativas em trios: tempo adiantado, normal, e atrasado • Considerar dados históricos • Perguntar diferentes opiniões • Imaginar o projeto como uma faixa de tempo ou invés de uma data específica
  66. 66. Riscos Orçamentários • Estimativas de custos variam muito • Riscos previsíveis podem onerar os custos do projeto • Estabelecer um plano de contingência orçamentário (PCO) • PCO deve ser alocado para o projeto e não para uma tarefa – isso o torna mais flexível parar o gestor do projeto.
  67. 67. Riscos Orçamentários
  68. 68. #Partiu! 4ª
  69. 69. Execução de Projeto Execução Corrigir & Controlar Relatar Monitorar
  70. 70. Execução de Projeto Execução Monitorar Físico ou Virtual? Frequência? Escritório de Gerenciamento de Projeto? Que informações serão monitoradas?
  71. 71. Execução de Projeto Relatar Frequência? De quem? Para quem?
  72. 72. Execução de Projeto Ex Corrigir & Controlar M Que decisões serão feitas? Que decisões serão tomadas? Quem está liderando a execução? Como comunicar os resultados?
  73. 73. Índices de Desempenho Índice de Desempenho de Cronograma & Orçamentário SPI CPI Tempo O ideal é que o SPI e o CPI sejam iguais ou maiores que 1 (100%).
  74. 74. Índices de Desempenho Por quê multi-tarefar é ruim?
  75. 75. Podemos superar? • Times pequenos de dedicação exclusiva • Tarefas específicas curtas • Trabalho em equipe
  76. 76. Considerações Finais

×