SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Texto:
Dr. Gustavo Schiedeck (Embrapa Clima Temperado)
Drª. Claudine Dinali Santos Seixas (Embrapa Soja)
Patrocínio:
Folder02/2012-janeiro/12-3.000exemplaresCGPE9658
Embrapa Soja
Rod. Carlos João Strass, s/n, acesso Orlando Amaral
Warta, C.P. 231, CEP 86001-970, Londrina, PR
Fone: (43) 3371 6000 Fax: 3371 6100
sac@cnpso.embrapa.br
www.cnpso.embrapa.br
Embrapa ClimaTemperado
Rod. BR-392, km 78, 9º Distrito, Monte Bonito
C.P. 403, CEP 96001-970, Pelotas, RS
Fone: (53) 3275 8100 Fax: (53) 3271 9325
www.cpact.embrapa.br
sac@cpact.embrapa.br
Observar as minhocas
As minhocas, além de fazerem húmus, são
ótimas indicadoras da qualidade do solo.
Quandofaltamatériaorgânicaouoscanteiros
ficam muito secos ou encharcados elas
costumam fugir do local indicando que
algumacoisanãoestáboa.
8
Ter cuidado nas aplicações
Mesmo sendo naturais, os produtos usados
para o controle de pragas e doenças na
agricultura de base ecológica também
podem ser tóxicos e causar alergias e
irritações aos humanos. Previna-se usando
sempre os equipamentos de proteção
individual, como botas, luvas e óculos.
9
Adaptar ideias
Cada horta é um local único, com suas
características próprias de solo, clima e
biodiversidade. O que dá certo em um local
pode não dar em outro, por uma série de
motivos muitas vezes imperceptíveis. Visite
outrashortasecológicasetroqueexperiências
com os produtores. Mas lembre-se: o
importante não é copiar ideias prontas, mas
simadaptá-lasàsuarealidade.
10
Plantar espécies intercaladas
Para melhorar o uso do solo é
interessante misturar, no mesmo
canteiro, espécies com características
diferentes, como plantas que produzem
frutos com plantas que produzem
folhas, ou plantas que produzem flores
com plantas que produzem raiz.
Usar plantas companheiras
Certas plantas gostam da companhia de
outras, ajudando-se mutuamente. Alguns
exemplos de grupos de plantas:
a) Tomate, pimentão ou berinjela + alface
ou chicória;
b) Abóbora, pepino, chuchu ou melão +
feijão ou ervilha + milho;
c) Alface ou chicória + cenoura ou
rabanete;
d) Berinjela + feijão;
e) Beterraba + couve ou salsão;
f) Cenoura + alface ou tomate;
g) Repolho, brócolis, couve-flor ou
repolho + cenoura, beterraba, feijão.
1
Usar plantas repelentes
Algumas plantas produzem substâncias
químicas que repelem os insetos. Assim,
plantas como cravo-de-defunto,
crisântemo, arruda, nim, alho, entre
outras, podem ser cultivadas próximas
da horta como forma de prevenção.
6
Usar resíduos orgânicos
Grande parte dos resíduos domésticos
podem ser utilizados para enriquecer o
solo: cinza de fogão à lenha é rica em
potássio e casca de ovo em cálcio. Estercos
de animais e resíduos de corte de grama e
mesmo da horta podem ser usados para
fazer adubo através da compostagem ou
da minhocultura.
7
Manejar a vegetação espontânea
As plantas chamadas de inços, invasoras ou
daninhas são geralmente abrigo para uma
série de pequenos insetos e aranhas que
são inimigos naturais de diversas pragas.
Portanto, quanto mais “limpa” for a horta,
maior a chance dela ser atacada por algum
inseto. Retire apenas o mato em excesso
mais próximo das plantas.
5
Fazer rotação de culturas
É muito importante fazer a rotação nos
canteiros, ou seja, evitar o cultivo da
mesma planta (ou de plantas da mesma
família) sempre no mesmo canteiro.
Assim, após o tomateiro não plante
pimentão ou berinjela, pois são plantas
da mesma família e que são sensíveis às
mesmas doenças. Mas pode-se plantar
alface ou cenoura ou repolho.
3
Controlar formigas e lesmas
Pode-se evitar que as formigas se
aproximem da horta plantando, ao
redor dos canteiros, hortelã ou
gergelim ou simplesmente espalhando
carvão moído, farinha de ossos ou até
mesmo casca de ovo moído pelas áreas
mais atacadas. Para se livrar das lesmas
a forma mais simples é atraí-las com
um pano de estopa embebido em água
e leite, colocado à noite ao redor das
plantas atacadas. Na manhã seguinte
as lesmas podem ser recolhidas sob o
pano e eliminadas.
42

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prg aula 2 pragas de pastagens
 Prg aula 2 pragas de pastagens Prg aula 2 pragas de pastagens
Prg aula 2 pragas de pastagensCarol Castro
 
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeiculturaPalestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeiculturaRevista Cafeicultura
 
Gladyston carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura
Gladyston  carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura Gladyston  carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura
Gladyston carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura Revista Cafeicultura
 
ABC Como plantar abacaxi
ABC Como plantar abacaxiABC Como plantar abacaxi
ABC Como plantar abacaxiLenildo Araujo
 
Tecnologia utilizada no feijão irrigado
Tecnologia utilizada no feijão irrigadoTecnologia utilizada no feijão irrigado
Tecnologia utilizada no feijão irrigadoGeagra UFG
 
MIlho 2° safra
MIlho 2° safraMIlho 2° safra
MIlho 2° safraGeagra UFG
 
Sistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do ArrozSistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do ArrozGeagra UFG
 
Pós-colheita e armazenamento de grãos
Pós-colheita e armazenamento de grãosPós-colheita e armazenamento de grãos
Pós-colheita e armazenamento de grãosGETA - UFG
 
Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...
Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE  DO  CAFEEIRO  CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE  DO  CAFEEIRO  CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...
Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...Revista Cafeicultura
 
[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem
[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem
[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de PastangemAgroTalento
 
Produtos Para Pastagem Turuna, Tropero E Campeon
Produtos Para Pastagem   Turuna,  Tropero  E  CampeonProdutos Para Pastagem   Turuna,  Tropero  E  Campeon
Produtos Para Pastagem Turuna, Tropero E Campeoncrosslink
 
Basta tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.
Basta   tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.Basta   tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.
Basta tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.rebentacaixotes
 

Mais procurados (17)

Prg aula 2 pragas de pastagens
 Prg aula 2 pragas de pastagens Prg aula 2 pragas de pastagens
Prg aula 2 pragas de pastagens
 
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeiculturaPalestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
 
Gladyston carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura
Gladyston  carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura Gladyston  carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura
Gladyston carvalho Tecnologias Aplicadas à Sustentabilidade da Cafeicultura
 
AdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De PastagensAdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De Pastagens
 
ABC Como plantar abacaxi
ABC Como plantar abacaxiABC Como plantar abacaxi
ABC Como plantar abacaxi
 
Tecnologia utilizada no feijão irrigado
Tecnologia utilizada no feijão irrigadoTecnologia utilizada no feijão irrigado
Tecnologia utilizada no feijão irrigado
 
MIlho 2° safra
MIlho 2° safraMIlho 2° safra
MIlho 2° safra
 
Sistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do ArrozSistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do Arroz
 
Pós-colheita e armazenamento de grãos
Pós-colheita e armazenamento de grãosPós-colheita e armazenamento de grãos
Pós-colheita e armazenamento de grãos
 
Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...
Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE  DO  CAFEEIRO  CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE  DO  CAFEEIRO  CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...
Abraão Carlos - PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON CONDUZIDO COM A PODA PRO...
 
[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem
[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem
[Palestra] Armindo Kichel: Manejo de Pastangem
 
Inhame
InhameInhame
Inhame
 
Coleta seletiva
Coleta seletivaColeta seletiva
Coleta seletiva
 
Palestra gladyston EPAMIG
Palestra gladyston EPAMIGPalestra gladyston EPAMIG
Palestra gladyston EPAMIG
 
Produtos Para Pastagem Turuna, Tropero E Campeon
Produtos Para Pastagem   Turuna,  Tropero  E  CampeonProdutos Para Pastagem   Turuna,  Tropero  E  Campeon
Produtos Para Pastagem Turuna, Tropero E Campeon
 
Rafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - FenaçãoRafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - Fenação
 
Basta tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.
Basta   tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.Basta   tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.
Basta tiago delindro, joão antónio, mafalda gomes e ana teixeira.
 

Destaque

Destaque (20)

Webquest
WebquestWebquest
Webquest
 
gLite Information System
gLite Information SystemgLite Information System
gLite Information System
 
UCS Impact of Innovation
UCS Impact of InnovationUCS Impact of Innovation
UCS Impact of Innovation
 
Livrobiocontrole
LivrobiocontroleLivrobiocontrole
Livrobiocontrole
 
0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos
0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos
0165 k2 b_mobile_la_empresa_en_sus_manos
 
Windows Server 2008pdf
Windows Server 2008pdfWindows Server 2008pdf
Windows Server 2008pdf
 
Como crear un blog
Como crear un blogComo crear un blog
Como crear un blog
 
Apostila asf lucio-campos
Apostila asf lucio-camposApostila asf lucio-campos
Apostila asf lucio-campos
 
[EN] Aastra - Vertical Market - Industry
[EN] Aastra - Vertical Market - Industry[EN] Aastra - Vertical Market - Industry
[EN] Aastra - Vertical Market - Industry
 
Group
GroupGroup
Group
 
Minicourse - RiPLE : The RiSE Process for Product Line Engineering
Minicourse -  RiPLE : The RiSE Process for Product Line EngineeringMinicourse -  RiPLE : The RiSE Process for Product Line Engineering
Minicourse - RiPLE : The RiSE Process for Product Line Engineering
 
Informeesag 2013.1
Informeesag 2013.1Informeesag 2013.1
Informeesag 2013.1
 
Gestao ambiental
Gestao ambientalGestao ambiental
Gestao ambiental
 
Edital 05 2013_cn_pq_gates
Edital 05 2013_cn_pq_gatesEdital 05 2013_cn_pq_gates
Edital 05 2013_cn_pq_gates
 
Tecnicas de Identificaçao em rede
Tecnicas de Identificaçao em redeTecnicas de Identificaçao em rede
Tecnicas de Identificaçao em rede
 
Armando Iapar - AGROCAFÉ 2010
Armando Iapar - AGROCAFÉ 2010Armando Iapar - AGROCAFÉ 2010
Armando Iapar - AGROCAFÉ 2010
 
Fisica enem
Fisica enemFisica enem
Fisica enem
 
Floristica viçosa
Floristica viçosaFloristica viçosa
Floristica viçosa
 
Guia dos Museus Brasileiros
Guia dos Museus BrasileirosGuia dos Museus Brasileiros
Guia dos Museus Brasileiros
 
Arquitetura ibm pc
Arquitetura ibm pcArquitetura ibm pc
Arquitetura ibm pc
 

Semelhante a 10 dicas para horta ecológica

10 dicas para hortas ecológicas
10 dicas para hortas ecológicas10 dicas para hortas ecológicas
10 dicas para hortas ecológicasAndre Luiz Ramos
 
Pragas em-hortas
Pragas em-hortasPragas em-hortas
Pragas em-hortasIPVC.ESTG
 
Abc controle de pragas
Abc controle de pragasAbc controle de pragas
Abc controle de pragaspauloweimann
 
Controle alternativo de pragas e doenças nas plantas
Controle alternativo de pragas e doenças nas  plantasControle alternativo de pragas e doenças nas  plantas
Controle alternativo de pragas e doenças nas plantasJoão Siqueira da Mata
 
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantasABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantasLenildo Araujo
 
Dez dicas para montar hortas ecológicas
Dez dicas para montar hortas ecológicasDez dicas para montar hortas ecológicas
Dez dicas para montar hortas ecológicasJoyce Muzy
 
Oficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaOficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaAlexandre Panerai
 
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno PorteComo Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno PorteJoão Siqueira da Mata
 
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliçaApostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliçaEvelyn Golin
 
ABC Como cultivar a banaeira
ABC Como cultivar a banaeiraABC Como cultivar a banaeira
ABC Como cultivar a banaeiraLenildo Araujo
 
82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casaPatty Melo
 
Práticas culturais nas hortícolas
Práticas culturais nas hortícolasPráticas culturais nas hortícolas
Práticas culturais nas hortícolasEpfr De Estaquinha
 
ABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliçasABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliçasLenildo Araujo
 
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp0221438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02Ronildo Barros Pereira
 
Medidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicos
Medidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicosMedidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicos
Medidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicosDanylla de Medeiros Medeiros
 
Abc adubação alternativa
Abc adubação alternativaAbc adubação alternativa
Abc adubação alternativapauloweimann
 

Semelhante a 10 dicas para horta ecológica (20)

10 dicas para hortas ecológicas
10 dicas para hortas ecológicas10 dicas para hortas ecológicas
10 dicas para hortas ecológicas
 
Pragas em-hortas
Pragas em-hortasPragas em-hortas
Pragas em-hortas
 
Abc controle de pragas
Abc controle de pragasAbc controle de pragas
Abc controle de pragas
 
Controle alternativo de pragas e doenças nas plantas
Controle alternativo de pragas e doenças nas  plantasControle alternativo de pragas e doenças nas  plantas
Controle alternativo de pragas e doenças nas plantas
 
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantasABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
 
Dez dicas para montar hortas ecológicas
Dez dicas para montar hortas ecológicasDez dicas para montar hortas ecológicas
Dez dicas para montar hortas ecológicas
 
Horta organica
Horta organicaHorta organica
Horta organica
 
Caramujo africano
Caramujo africanoCaramujo africano
Caramujo africano
 
Oficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaOficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem doméstica
 
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno PorteComo Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
 
Abc hortaliças
Abc hortaliçasAbc hortaliças
Abc hortaliças
 
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliçaApostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
 
ABC Como cultivar a banaeira
ABC Como cultivar a banaeiraABC Como cultivar a banaeira
ABC Como cultivar a banaeira
 
82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa
 
Práticas culturais nas hortícolas
Práticas culturais nas hortícolasPráticas culturais nas hortícolas
Práticas culturais nas hortícolas
 
ABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliçasABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliças
 
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp0221438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
 
ABC Como plantar caju
ABC Como plantar cajuABC Como plantar caju
ABC Como plantar caju
 
Medidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicos
Medidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicosMedidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicos
Medidas de controle veotorial e de animais sinant´ropicos
 
Abc adubação alternativa
Abc adubação alternativaAbc adubação alternativa
Abc adubação alternativa
 

Mais de Luara Schamó

Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938
Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938
Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938Luara Schamó
 
Webrádio novos gêneros, novas formas de interação nair prata
Webrádio novos gêneros, novas formas de interação   nair prataWebrádio novos gêneros, novas formas de interação   nair prata
Webrádio novos gêneros, novas formas de interação nair prataLuara Schamó
 
Webnoticia joão canavilhas
Webnoticia   joão canavilhasWebnoticia   joão canavilhas
Webnoticia joão canavilhasLuara Schamó
 
Walter benjamin magia e técnica, arte e política
Walter benjamin   magia e técnica, arte e políticaWalter benjamin   magia e técnica, arte e política
Walter benjamin magia e técnica, arte e políticaLuara Schamó
 
Voz e representação do real patricio rocha
Voz e representação do real   patricio rochaVoz e representação do real   patricio rocha
Voz e representação do real patricio rochaLuara Schamó
 
Tradição e reflexões contribuições para a teoria e estética do documentário
Tradição e reflexões   contribuições para a teoria e estética do documentárioTradição e reflexões   contribuições para a teoria e estética do documentário
Tradição e reflexões contribuições para a teoria e estética do documentárioLuara Schamó
 
Thimothy leary a experiência psicodélica
Thimothy leary   a experiência psicodélicaThimothy leary   a experiência psicodélica
Thimothy leary a experiência psicodélicaLuara Schamó
 
Tao te ching lao tzu - onório ferrero [esp]
Tao te ching   lao tzu - onório ferrero [esp]Tao te ching   lao tzu - onório ferrero [esp]
Tao te ching lao tzu - onório ferrero [esp]Luara Schamó
 
Ser ou não ser jornalista
Ser ou não ser jornalistaSer ou não ser jornalista
Ser ou não ser jornalistaLuara Schamó
 
Redes sociais na internet – raquel recuero
Redes sociais na internet – raquel recueroRedes sociais na internet – raquel recuero
Redes sociais na internet – raquel recueroLuara Schamó
 
Prisioneira da lei_zine
Prisioneira da lei_zinePrisioneira da lei_zine
Prisioneira da lei_zineLuara Schamó
 
Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01
Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01
Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01Luara Schamó
 
Pensar a comunicação dominique wolton
Pensar a comunicação   dominique woltonPensar a comunicação   dominique wolton
Pensar a comunicação dominique woltonLuara Schamó
 
Paradigmas midiologicos levy
Paradigmas midiologicos   levyParadigmas midiologicos   levy
Paradigmas midiologicos levyLuara Schamó
 
Para entender as midias sociais ana bambrilla
Para entender as midias sociais   ana bambrillaPara entender as midias sociais   ana bambrilla
Para entender as midias sociais ana bambrillaLuara Schamó
 

Mais de Luara Schamó (20)

Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938
Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938
Yasoshima 2012 gastronomia-na-tela--as-repres_8938
 
Webrádio novos gêneros, novas formas de interação nair prata
Webrádio novos gêneros, novas formas de interação   nair prataWebrádio novos gêneros, novas formas de interação   nair prata
Webrádio novos gêneros, novas formas de interação nair prata
 
Webnoticia joão canavilhas
Webnoticia   joão canavilhasWebnoticia   joão canavilhas
Webnoticia joão canavilhas
 
Walter benjamin magia e técnica, arte e política
Walter benjamin   magia e técnica, arte e políticaWalter benjamin   magia e técnica, arte e política
Walter benjamin magia e técnica, arte e política
 
Voz e representação do real patricio rocha
Voz e representação do real   patricio rochaVoz e representação do real   patricio rocha
Voz e representação do real patricio rocha
 
Tradição e reflexões contribuições para a teoria e estética do documentário
Tradição e reflexões   contribuições para a teoria e estética do documentárioTradição e reflexões   contribuições para a teoria e estética do documentário
Tradição e reflexões contribuições para a teoria e estética do documentário
 
Thimothy leary a experiência psicodélica
Thimothy leary   a experiência psicodélicaThimothy leary   a experiência psicodélica
Thimothy leary a experiência psicodélica
 
Tao te ching lao tzu - onório ferrero [esp]
Tao te ching   lao tzu - onório ferrero [esp]Tao te ching   lao tzu - onório ferrero [esp]
Tao te ching lao tzu - onório ferrero [esp]
 
Ser ou não ser jornalista
Ser ou não ser jornalistaSer ou não ser jornalista
Ser ou não ser jornalista
 
Roteiro americano
Roteiro americanoRoteiro americano
Roteiro americano
 
Rendeiras da vila
Rendeiras da vilaRendeiras da vila
Rendeiras da vila
 
Redes sociais na internet – raquel recuero
Redes sociais na internet – raquel recueroRedes sociais na internet – raquel recuero
Redes sociais na internet – raquel recuero
 
Ramadã pdf
Ramadã pdfRamadã pdf
Ramadã pdf
 
Prisioneira da lei_zine
Prisioneira da lei_zinePrisioneira da lei_zine
Prisioneira da lei_zine
 
Potculture parte01
Potculture parte01Potculture parte01
Potculture parte01
 
Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01
Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01
Pesquisabrasileirademdia2014 140307093426-phpapp01
 
Pensar a comunicação dominique wolton
Pensar a comunicação   dominique woltonPensar a comunicação   dominique wolton
Pensar a comunicação dominique wolton
 
Paradigmas midiologicos levy
Paradigmas midiologicos   levyParadigmas midiologicos   levy
Paradigmas midiologicos levy
 
Para entender as midias sociais ana bambrilla
Para entender as midias sociais   ana bambrillaPara entender as midias sociais   ana bambrilla
Para entender as midias sociais ana bambrilla
 
Olhos nus olhos
Olhos nus olhosOlhos nus olhos
Olhos nus olhos
 

10 dicas para horta ecológica

  • 1. Texto: Dr. Gustavo Schiedeck (Embrapa Clima Temperado) Drª. Claudine Dinali Santos Seixas (Embrapa Soja) Patrocínio: Folder02/2012-janeiro/12-3.000exemplaresCGPE9658 Embrapa Soja Rod. Carlos João Strass, s/n, acesso Orlando Amaral Warta, C.P. 231, CEP 86001-970, Londrina, PR Fone: (43) 3371 6000 Fax: 3371 6100 sac@cnpso.embrapa.br www.cnpso.embrapa.br Embrapa ClimaTemperado Rod. BR-392, km 78, 9º Distrito, Monte Bonito C.P. 403, CEP 96001-970, Pelotas, RS Fone: (53) 3275 8100 Fax: (53) 3271 9325 www.cpact.embrapa.br sac@cpact.embrapa.br Observar as minhocas As minhocas, além de fazerem húmus, são ótimas indicadoras da qualidade do solo. Quandofaltamatériaorgânicaouoscanteiros ficam muito secos ou encharcados elas costumam fugir do local indicando que algumacoisanãoestáboa. 8 Ter cuidado nas aplicações Mesmo sendo naturais, os produtos usados para o controle de pragas e doenças na agricultura de base ecológica também podem ser tóxicos e causar alergias e irritações aos humanos. Previna-se usando sempre os equipamentos de proteção individual, como botas, luvas e óculos. 9 Adaptar ideias Cada horta é um local único, com suas características próprias de solo, clima e biodiversidade. O que dá certo em um local pode não dar em outro, por uma série de motivos muitas vezes imperceptíveis. Visite outrashortasecológicasetroqueexperiências com os produtores. Mas lembre-se: o importante não é copiar ideias prontas, mas simadaptá-lasàsuarealidade. 10
  • 2. Plantar espécies intercaladas Para melhorar o uso do solo é interessante misturar, no mesmo canteiro, espécies com características diferentes, como plantas que produzem frutos com plantas que produzem folhas, ou plantas que produzem flores com plantas que produzem raiz. Usar plantas companheiras Certas plantas gostam da companhia de outras, ajudando-se mutuamente. Alguns exemplos de grupos de plantas: a) Tomate, pimentão ou berinjela + alface ou chicória; b) Abóbora, pepino, chuchu ou melão + feijão ou ervilha + milho; c) Alface ou chicória + cenoura ou rabanete; d) Berinjela + feijão; e) Beterraba + couve ou salsão; f) Cenoura + alface ou tomate; g) Repolho, brócolis, couve-flor ou repolho + cenoura, beterraba, feijão. 1 Usar plantas repelentes Algumas plantas produzem substâncias químicas que repelem os insetos. Assim, plantas como cravo-de-defunto, crisântemo, arruda, nim, alho, entre outras, podem ser cultivadas próximas da horta como forma de prevenção. 6 Usar resíduos orgânicos Grande parte dos resíduos domésticos podem ser utilizados para enriquecer o solo: cinza de fogão à lenha é rica em potássio e casca de ovo em cálcio. Estercos de animais e resíduos de corte de grama e mesmo da horta podem ser usados para fazer adubo através da compostagem ou da minhocultura. 7 Manejar a vegetação espontânea As plantas chamadas de inços, invasoras ou daninhas são geralmente abrigo para uma série de pequenos insetos e aranhas que são inimigos naturais de diversas pragas. Portanto, quanto mais “limpa” for a horta, maior a chance dela ser atacada por algum inseto. Retire apenas o mato em excesso mais próximo das plantas. 5 Fazer rotação de culturas É muito importante fazer a rotação nos canteiros, ou seja, evitar o cultivo da mesma planta (ou de plantas da mesma família) sempre no mesmo canteiro. Assim, após o tomateiro não plante pimentão ou berinjela, pois são plantas da mesma família e que são sensíveis às mesmas doenças. Mas pode-se plantar alface ou cenoura ou repolho. 3 Controlar formigas e lesmas Pode-se evitar que as formigas se aproximem da horta plantando, ao redor dos canteiros, hortelã ou gergelim ou simplesmente espalhando carvão moído, farinha de ossos ou até mesmo casca de ovo moído pelas áreas mais atacadas. Para se livrar das lesmas a forma mais simples é atraí-las com um pano de estopa embebido em água e leite, colocado à noite ao redor das plantas atacadas. Na manhã seguinte as lesmas podem ser recolhidas sob o pano e eliminadas. 42