Faculdades Integradas Teresa D’Ávila
Lorena - SP
Curso Educação Artística Habilitação Artes Plásticas
Disciplina: Fundamen...
OBJETIVOS GERAIS DO CURSO
- Articular a percepção, a imaginação, a expressão e a reflexão dentro
dos campos da Arte;
- Des...
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Ver é compreender
Linguagem verbal x linguagem visual
Gestalt/configuração
Cultura e representação
E...
FORMAS DE AVALIAÇÃO
Os alunos poderão ser avaliados através da realização de exercícios práticos, pesquisas,
seminários e ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Linguagem visual-i

220 visualizações

Publicada em

linguagem

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
220
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Linguagem visual-i

  1. 1. Faculdades Integradas Teresa D’Ávila Lorena - SP Curso Educação Artística Habilitação Artes Plásticas Disciplina: Fundamentos da Linguagem Visual I Ano letivo 2010 Série 2 Carga Horária 72 Professor(a) Marie-thérèse Kowalczyk OBJETIVOS DA DISCIPLINA A arte, patrimônio da humanidade é uma linguagem natural. Como a verbal, a linguagem visual possui um vocabulário, uma ortografia, uma sintaxe. Na comunicação não-verbal, a expressão se dá através das formas. Toda forma tem um conteúdo expressivo e saber fazer a leitura de uma obra de arte através dos seus elementos visuais básicos é requisito indispensável para o futuro arte-educador ou futuro artista visual. Diante deste contexto, foram criadas as matérias de fundamentos da linguagem visual 1 e 2 do curso de educação artística da FATEA. A primeira disciplina (Fundamentos da linguagem visual 1) estuda a sintaxe da linguagem visual em obras bidimensionais e a segunda disciplina (Fundamentos da linguagem visual 2), em obras tridimensionais EMENTA Esta disciplina visa “alfabetizar visualmente” os estudantes, analisando as características do espaço pictórico bidimensional das produções pré-moderna, moderna e contemporânea.
  2. 2. OBJETIVOS GERAIS DO CURSO - Articular a percepção, a imaginação, a expressão e a reflexão dentro dos campos da Arte; - Despertar a sensibilidade; - Interagir entre os campos das idéias e dos materiais por meio de instrumentos e procedimentos técnicos variados; - Despertar a motivação e autonomia para a investigação e pesquisa, tornando-o capaz de questionar e experimentar; - Compreender os fundamentos do processo ensino–aprendizagem com uma visão de totalidade, capacidade de avaliação e desenvolvimento de uma prática pedagógica criativa e interdisciplinar; - Desenvolver uma visão global do mundo e das Artes que possibilitem a formação de indivíduos plenos e conscientes capazes de apreciar e emitir juízo a respeito dos bens artísticos de distintos povos e culturas, criados ao longo da história e na contemporaneidade; - Aliar teoria e prática, reflexão e vivência. OBJETIVOS ESPECIFICOS DA DISCIPLINA Considerando as peculiaridades da percepção visual humana, aprender a identificar os principais elementos da linguagem visual e seus mecanismos de atuação. A partir deste conhecimento da sintaxe da linguagem visual, fazer a leitura de imagens nos seus aspectos formais e expressivos, relacionando inclusive construções espaciais e seus respectivos períodos na História da arte. Formar o leitor de imagens: apreciador e fruidor, crítico e sensível. Confrontá-lo à riqueza da produção artística humana universal, dos primórdios aos dias de hoje, e também à riqueza da arte brasileira em geral e regional em particular.
  3. 3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Ver é compreender Linguagem verbal x linguagem visual Gestalt/configuração Cultura e representação Espaço e expressão Linhas e movimento visual Orientações e direções espaciais Dupla estrutura espacial Elementos visuais Ponto Linha Forma e superfície Direção, volume e perspectiva Tom (luz) Cor Textura Dimensão Movimento Composição Semelhanças e contrastes Tensão espacial e ritmo Proporção, síntese tempo/espaço Correntes estilísticas básicas Naturalismo, idealismo, expressionismo Temática surrealista e fantástica Explorando o cenário artístico, no tempo e no espaço Produção pré-moderna, moderna e contemporânea, no mundo e no Brasil Produção artística regional ESTRATÉGIAS Aulas teóricas e exercícios práticos. Uso dos recursos multimeios. Estudo das produções artísticas. Pesquisas e seminários, individuais e em grupo. Visitas a exposições e ateliês de artistas. Montagem e participação em exposições. Ensino a distância
  4. 4. FORMAS DE AVALIAÇÃO Os alunos poderão ser avaliados através da realização de exercícios práticos, pesquisas, seminários e provas teóricas. Avaliação global e contínua, considerando assiduidade, envolvimento, sensibilidade e pontualidade na entrega dos trabalhos. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA BÁSICA ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual. São Paulo: Pioneira, 1980. DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins Fontes, 2000 OSTROWER, Fayga. Universos da arte. Rio de Janeiro: Campos, 1983. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA COMPLEMENTAR ARGAN, Giulio C. Arte moderna. São Paulo: Cia. das Letras, 2002. BUORO, Anamelia Bueno. Olhos que pintam. São Paulo: Cortês, 2002. CHIPP, H.B. Teoria da arte moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1988. CUMMING, Robert. Para entender a arte. São Paulo: Ática, 1996. DEMPSEY,Amy. Estilos,escolas e movimentos. São Paulo: Cosac&Naify, 2003. GOMBRICH, E.H. Arte e ilusão: um estudo da psicologia da representação pictórica. São Paulo: Martins Fontes, 1995. HONNEF, Klaus. Arte contemporânea. Alemanha: Benedikt Taschen, 1992. MIGLIACCIO, Luciano. Mostra do redescobrimento: arte do século XIX. São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000. MUNARI, Bruno. Design e comunicação visual. São Paulo: Martins Fontes, 1997. WICK, Rainer. A pedagogia da Bauhaus. São Paulo: Martins Fontes, 1989. STRICKLAND, Carol. Arte Comentada: da Pré-História ao Pós-Moderno. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002. Bienal de São Paulo, catálogo. 25 volumes.

×