LOVE Higiene saude e seguranca no trabalho

568 visualizações

Publicada em

THIS IS A CONTENT RELATING TO HEALTH LIFE AT WORK SITE

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
568
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LOVE Higiene saude e seguranca no trabalho

  1. 1. © Copyright NLSupervision A/S All rights reserved 2011-2014 22nd April 2014 Training Department Saúde / Higiene &Saúde / Higiene & Segurança noSegurança no TrabalhoTrabalho
  2. 2. Mr. LOVE, Training Officer RESPONSABILIDADES DA EMPRESARESPONSABILIDADES DA EMPRESA Postos de trabalho seguros; Equipamento e ferramentas, adequados; Informar sobre os riscos e perigos na fábrica; ObrigaçõesObrigações
  3. 3. Providenciar formação adequada; Criar Normas e/ou manuais, segurança; Garantir os meios necessários, para que os procedimentos das normas e manuais possam ser cumpridos. Mr. LOVE, Training Officer ObrigaçõesObrigações
  4. 4.  Cumprir com as prescrições de segurança, higiene e saúde do trabalho;  Zelar pela sua segurança e saúde, bem como pela segurança e saúde das outras pessoas; Mr. LOVE, Training Officer Obrigações dos TrabalhadoresObrigações dos Trabalhadores
  5. 5. Obrigações dos TrabalhadoresObrigações dos Trabalhadores  Utilizar correctamente, as instruções transmitidas pelo empregador, máquinas, aparelhos, instrumentos, substâncias perigosas e outros equipamentos e meios postos à sua disposição, designadamente os equipamentos de protecção colectiva e individual, bem como cumprir os procedimentos de trabalho estabelecidos; Mr. LOVE, Training Officer
  6. 6. CONCEITOS SHSTCONCEITOS SHST A segurança e higiene são duas actividades que estão intimamente relacionadas com o objectivo de garantir condições de trabalho capazes de manter um nível de saúde dos trabalhadores. Segurança e HigieneSegurança e Higiene Mr. LOVE, Training Officer
  7. 7. CONCEITOS SHSTCONCEITOS SHST Segurança no trabalho, tem função de prevenir os acidentes de trabalho, eliminar as condições inseguras do ambiente e educar os trabalhadores a utilizarem medidas preventivas. Segurança no trabalhoSegurança no trabalho Mr. LOVE, Training Officer
  8. 8. CONCEITOS SHSTCONCEITOS SHST  Higiene no trabalho, é a prevenção, de um ponto de vista não médico, as doenças profissionais, identificando os factores que podem afectar o ambiente do trabalho e o trabalhador, visando eliminar ou reduzir os riscos profissionais (condições inseguras de trabalho que podem afectar a saúde, segurança e bem estar do trabalhador). Higiene no trabalhoHigiene no trabalho Mr. LOVE, Training Officer
  9. 9. CONCEITOS SHSTCONCEITOS SHST Segundo a O.M.S. – Organização Mundial de Saúde, “É um estado de bem estar físico, mental e social completo e não somente a ausência de dano ou doença. SaúdeSaúde Mr. LOVE, Training Officer
  10. 10. DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS MP 5-2 São enfermidades causadas por microorganismos (bactérias, vírus ou parasitas). Transmissão se dá através da água, alimentos, ar, sangue, fezes, fluidos corporais (saliva, muco ou vômito) ou ainda, pela picada de insetos transmissores de doenças.
  11. 11. DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS MAIS COMUNS MP 5-2 1.HEPATITE B 6. DENGUE 2. HEPATITE C 7. MALÁRIA 3. (SIDA) HIV 8. MENINGITE 4. TUBERCULOSE 9. FEBRE TIFÓIDE 5. CÓLERA 10. SARAMPO
  12. 12. Principais meios de contágio das doenças infecto- contagiosas: Contacto indirecto: por rádio de comunicação, alça de sacola de, puxadores de portas, macas e pêra de esfigmomanômetro contaminados; Exposição ou contacto directo: Inalação de vírus e bactérias encontrados no ambiente; contacto com saliva, mucosa, vômitos e secreções em geral; Acidente com objectos pérfuro-cortante: agulhas contaminadas no interior de viatura (USA – UR); Inobservância de normas de biossegurança durante o próprio processo de descontaminação dos materiais. MP 5-2
  13. 13. SINAIS E SINTOMAS MP 5-3 Febre; Sudorese; Mal estar geral. Cefaléia (dor de cabeça); Vômitos, náuseas, diarréia; Alteração de coloração na pele; Tosse e dificuldade respiratória;
  14. 14. Sinais de risco e perigo a SaúdeSinais de risco e perigo a Saúde Mr. LOVE, Training Officer
  15. 15. Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Água e alimentos contaminados com as fezes dos doentes.
  16. 16. 6) Doenças causadas por Bactérias Disenteria BacilarDisenteria Bacilar Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Água e alimentos contaminados com as fezes dos doentes.
  17. 17. Febre TifóideFebre Tifóide Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Mosca doméstica – uma das principais veiculadoras da febre tifóide. Água do mar: não é bom meio Ostras, mariscos e moluscos: até 4 semanas. Leite, creme e derivados: excelente meio; até 2 meses. Carnes e enlatados
  18. 18. TétanoTétano Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Pelo ar contaminado e pela saliva.
  19. 19. TuberculoseTuberculose Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: ÁguaForma de transmissão: Água e alimentos contaminadose alimentos contaminados com as fezes dos doentes.com as fezes dos doentes.
  20. 20. CóleraCólera Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Pelo ar e saliva contaminados com a bactéria.
  21. 21. CoquelucheCoqueluche Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Pelo ar e saliva contaminados com a bactéria.
  22. 22. PneumoniaPneumonia Agente Etiológico: Streptococos peneumoniae Forma de transmissão: Pelo ar Sintomas: Infecção pulmonar aguda com calafrios, febre, dor nas costas e tosse com expectoração sanguinolenta. Tratamento: Uso de antibióticos Profilaxia: Vacina pouco eficiente, o mais recomendado é não permanecer em locais sem ventilação por muito tempo, verificar periodicamente as condições de aparelhos ar condicionados, esterilização de carpetes e tapetes. Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  23. 23. PneumoniaPneumonia Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Contato direto com pessoas doentes, pela pele ou pelo ar, após contatos íntimos e prolongados com o portador.
  24. 24. HanseníaseHanseníase (Lepra) Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas Forma de transmissão: Pelo ar e saliva contaminados com a bactéria.
  25. 25. Meningite bacterianaMeningite bacteriana Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  26. 26. SífilisSífilis Agente Etiológico: Triponema pallidum Forma de transmissão: Relações sexuais, transfusões de sangue e congênita (da mãe para o feto). Sintomas: Aparecimento de uma pequena ferida ou ulceração firme e dura que ocorre no ponto de infecção da bactéria, geralmente o pênis, a vagina, o reto ou a boca e posteriormente em outras partes do corpo. Nos fetos a bactéria pode causar diversas complicações no sistema nervoso, mal formações e ferimentos na pele. Tratamento: Uso de antibióticos (tetraciclina e penicilina). Profilaxia: Uso de preservativos, realização do teste diagnóstico por mulheres com intenção de engravidar. Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  27. 27. 6) Doenças causadas por Bactérias SífilisSífilis Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  28. 28. 6) Doenças causadas por Bactérias GonorréiaGonorréia Agente Etiológico: Neisseria gonorrheae Forma de transmissão: Relações sexuais, transfusões de sangue e congênita (da mãe para o feto). Sintomas: Ardência ao urinar, corrimento amarelado na uretra, inflamações neurológicas, ósseas e articulares. No recém nascido pode causar a cegueira. Tratamento: Uso de antibióticos (penicilina). Profilaxia: Uso de preservativos, educação sexual, realização do teste diagnóstico em mulheres com intenção de engravidar. Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  29. 29. 6) Doenças causadas por Bactérias GonorréiaGonorréia Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  30. 30. 6) Doenças causadas por Bactérias LeptospiroseLeptospirose Agente Etiológico: Leptospira interrogans Forma de transmissão: Água e alimentos contaminados pela urina de ratos e cães. Sintomas: Calafrios, febre alta, dores articulares, lesões renais, icterícia e anemia. Tratamento: Uso de antibióticos (penicilina). Profilaxia: Educação sanitária, adotar medidas que minimizem a proliferação de ratos, realizar vistoria de bueiros e redes de esgoto para evitar possíveis entupimentos que promovam inundações, quando entrar em contato com regiões inundadas ou com lama, usar luvas e botas de borracha. Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas O rato de esgoto (Rattus novergicus) é o principal responsável pela infecção humana, em razão de existir em grande número e da proximidade com seres humanos. A bactéria multiplica-se nos rins desses animais sem causar danos, e é eliminada pela urina, às vezes por toda a vida do animal.
  31. 31. 6) Doenças causadas por Bactérias LeptospiroseLeptospirose Bactérias e Doenças AssociadasBactérias e Doenças Associadas
  32. 32. Locais e Sinais de contaminaçãoLocais e Sinais de contaminação 11-08-14 detergente café molho Pia de louçatorneiraPano do pó lavatório torneira Mr. LOVE, Training Officer
  33. 33. Locais e Sinais de contaminaçãoLocais e Sinais de contaminação 11-08-14Mr. LOVE, Training Officer
  34. 34. Cuidados com o LixoCuidados com o Lixo O lixo acumulado é uma fonte perigosaO lixo acumulado é uma fonte perigosa de microrganismos. Por isso:de microrganismos. Por isso: É importante retira-lo diariamente, ouÉ importante retira-lo diariamente, ou tantas vezes quando forem necessáriastantas vezes quando forem necessárias durante o dia;durante o dia; Ele deve estar sempre ensacado e emEle deve estar sempre ensacado e em recipientes apropriados, com tampa;recipientes apropriados, com tampa; Quando removido dos ambientes, oQuando removido dos ambientes, o lixo deve ser armazenado em locallixo deve ser armazenado em local fechado e frequentemente limpo, até afechado e frequentemente limpo, até a coleta pública ou outro fim a que secoleta pública ou outro fim a que se destina.destina. 11-08-14Mr. LOVE, Training Officer
  35. 35. Você lava as mãos corretamente?Você lava as mãos corretamente? Higiene das mãos:Higiene das mãos:  Utilize água corrente para molhar asUtilize água corrente para molhar as mãos;mãos;  Esfregue a palma e o dorso das mãosEsfregue a palma e o dorso das mãos com sabonete inclusive as unhas e oscom sabonete inclusive as unhas e os espaços entre os dedos, porespaços entre os dedos, por aproximadamente 15 segundos;aproximadamente 15 segundos;  Enxágüe bem com água correnteEnxágüe bem com água corrente retirando todo o sabonete;retirando todo o sabonete;  Seque-as com papel toalha ou outroSeque-as com papel toalha ou outro sistema de secagem eficiente.sistema de secagem eficiente. 11-08-14Mr. LOVE, Training Officer
  36. 36. A importância do TreinamentoA importância do Treinamento Todo funcionário que trabalha naTodo funcionário que trabalha na FCKS deve ser treinado para aFCKS deve ser treinado para a conscientização e a responsabilidadeconscientização e a responsabilidade do trabalhador.do trabalhador. O treinamento é responsabilidadeO treinamento é responsabilidade da Empresa;da Empresa; 11-08-14 Mr. LOVE, Training Officer

×