Inácio Araújo
 Conhecimentos básicos sobre o mundo docinema; seu início no final do século XIX,principais gêneros e escolas, alguns fil...
 Evolução do cinema mudo durante os anos 20:alguns filmes se exprimiam quase totalmenteatravés de imagem, outros eram pr...
 Astros do cinema mudo não possuíam boa vozou não sabiam declamar um diálogo, roteiristasnão sabiam escrever falas. Surg...
 A montagem continua a ser elementoimportante, mas precisa se adaptar. Hollywood busca no teatro de Nova York seusatores...
 Depois do som, a decupagem ganha mais peso Na decupagem são colocadas as indicações dediálogo, som, música e também é o...
 Continuísta é o profissional designado paraocupar-se dos detalhes da cena como, porexemplo, objetos e gestos dos persona...
 Aparecimento do som foi superado em algunsanos e os cineastas do mundo dominaram a novasituação Na passagem do mudo par...
 Anos 40: Cidadão Kane volta a trazer ainterferência do diretor. Inova trazendo a narrativafora da ordem cronológica, pos...
 Quanto mais filmes assistirmos, mas queremossaber sobre o assunto e nos aprofundamos nele. Logo o que é clássico e o qu...
 O filme Ladrões de bicicletas é umexemplo citado no livro em que o autorretrata o filme. A história baseia-se naItália, ...
 A era moderna, em cinema, podemos ver a partir dasaída dos estúdios para maior registro da realidade,pela maior liberdad...
 É no início doas anos 60 que o cinema brasileirocomeça a se destacar internacionalmente, com osfilmes do cinema novo. E...
 Cinema Novo: “uma câmera na mão e umaideia na cabeça” constitui um cinema com umaestética brasileira tendo em vista limi...
 O cinema foi deixando de ser a principaldiversão de massa, mas o surgimento dessanova tecnologia impõe mudança, mas éexa...
 O vídeo Enquadramentos imperfeitos x congelar o filme É pelo esforço da criação que as artes servem anecessidade de co...
 Comédia – Filmes de Humor: Comédiasofisticada e dramática. Drama- Filmes que buscam contar históriassérias. Melodrama o...
 Faroeste – Gênero histórico que retrata aconquista do oeste dos EUA pelos brancos noséc. XIX. Filme histórico – Pode te...
 Horror – Exemplo de filme imaginário commonstros, etc. Documentário – Filme que capta aspectos drealidade. Seriado- Sé...
 Diretor – A pessoa responsável pela concepçãocênica do filme (decupar o filme). Produtor – É articulador do cinema enqu...
 Montador – Cabe a ele organizar a sequência,buscando maior eficiência narrativa. Cenógrafo – Também chamado de diretor ...
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Cinema, o mundo em movimento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cinema, o mundo em movimento

1.044 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado no curso de Jornalismo da UFG, disciplina de Seminário Temático II, pelas alunas Lorena e Morgana.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.044
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cinema, o mundo em movimento

  1. 1. Inácio Araújo
  2. 2.  Conhecimentos básicos sobre o mundo docinema; seu início no final do século XIX,principais gêneros e escolas, alguns filmesimportantes, roteiro, direção, fotografia einformações técnicas de filmagem.
  3. 3.  Evolução do cinema mudo durante os anos 20:alguns filmes se exprimiam quase totalmenteatravés de imagem, outros eram prejudicadospela falta de som; Warner Bros. aposta no processo de juntar some imagem, o que obriga os outros estúdios a semodernizarem
  4. 4.  Astros do cinema mudo não possuíam boa vozou não sabiam declamar um diálogo, roteiristasnão sabiam escrever falas. Surge o musical Na comédia Chaplin continua em silêncio até1931, Buster Keaton não volta a fazer sucesso esurgem os Irmãos Marx.
  5. 5.  A montagem continua a ser elementoimportante, mas precisa se adaptar. Hollywood busca no teatro de Nova York seusatores e autores Estabelecendo o som no cinema: para uns, eleera bem-vindo, para outros, roubava suanatureza e alma. A opinião do público vence.
  6. 6.  Depois do som, a decupagem ganha mais peso Na decupagem são colocadas as indicações dediálogo, som, música e também é o momentoonde roteirista e diretor dividem cada cena emplanos (cada fragmento filmado) Na decupagem, divide-se em etapas os planosa serem filmados, seguindo uma sequêncialógica (e não cronológica), facilitando acontinuidade.
  7. 7.  Continuísta é o profissional designado paraocupar-se dos detalhes da cena como, porexemplo, objetos e gestos dos personagens,para que haja harmonia na hora da montagem A continuidade dramática cabe ao diretor e acontinuidade da iluminação ao diretor defotografia. Outro trabalho facilitado é o do cenógrafo, quesabe como deve preparar o ambiente a partirdo roteiro decupado. Quando se trabalha em locação, tudo deve seradaptado a ele, por isso a decupagem deve serfeita só após conhecer o local.
  8. 8.  Aparecimento do som foi superado em algunsanos e os cineastas do mundo dominaram a novasituação Na passagem do mudo para o sonoro oequipamento pesado atrapalhava a mobilidade dacâmera e trouxe certa regressão Anos 30: reconstrução da linguagem do cinema.Cria-se a dublagem, opta-se por diálogoscoloquiais. Na transição para o sonoro, elementos como oleitmotiv perdem a importância. Em seu momentoclássico, o sonoro faz o diretor “sumir”, evitandointervenções como essa.
  9. 9.  Anos 40: Cidadão Kane volta a trazer ainterferência do diretor. Inova trazendo a narrativafora da ordem cronológica, posições de câmerainusitadas e interferência de voz narrandosituações. Em 1944, Roma, cidade aberta de Rossellini inaugurao chamado neo-realismo, opondo-se ao realismoexistente na era Mussollini e influenciando aprodução europeia e até mesmo mundial pormuitos anos Estética do neo-realismo: a câmera registra o queacontece, mas não domina os acontecimentos, ahistória não precisa necessariamente chegar a umfinal, os personagens podem fugir doenquadramento, pode-se deixar a paisagem vazia.
  10. 10.  Quanto mais filmes assistirmos, mas queremossaber sobre o assunto e nos aprofundamos nele. Logo o que é clássico e o que é moderno? Clássico: Período em que se criaram as regrasdo cinema. Moderno: O filme tentará se desviar dessa ideiade regras e mostrar com muita frequência não oque é inabitual, mas o que é corriqueiro na vidadas pessoas.
  11. 11.  O filme Ladrões de bicicletas é umexemplo citado no livro em que o autorretrata o filme. A história baseia-se naItália, logo após a Segunda Guerra , emque um homem procura trabalho e paratrabalhar precisa de uma bicicleta e noprimeiro dia de trabalho sua bicicleta éroubada, devido as necessidades e fomecom família tenta procurar a bicicleta nãoa encontra e rouba outra, é visto e quaselinchado pela população.
  12. 12.  A era moderna, em cinema, podemos ver a partir dasaída dos estúdios para maior registro da realidade,pela maior liberdade na narrativa (flashback, não-introdução) e maior atenção aos fatos cotidianos. Caracteriza-se então por dois aspectos: Realismo: captar aspectos da realidade. Reciclagem: Explorar uma arte nova no cinema paraque se tornasse uma arte autônoma. E para consolidação do modernismo: a evoluçãotecnológica. Que traz mudanças e o surgimento de movimentoscomo Nouvelle vague francesa que era fazer pequenosfilmes, com custo e público menor para o cinema serfundamentado em experiências pessoais.
  13. 13.  É no início doas anos 60 que o cinema brasileirocomeça a se destacar internacionalmente, com osfilmes do cinema novo. E Brasil talvez tenha sido o principal beneficiáriodas novas conquistas técnicas e das ideiasmodernas. Houve um certo fracasso devido ao não atingir umprestígio social que trouxesse sucesso econômico,logo um grupo de jovens intelectuais ( Rio dejaneiro) percebe a possibilidade de criar umcinema brasileiro com base na modernidade,mostrando os problemas sociais do Brasil.
  14. 14.  Cinema Novo: “uma câmera na mão e umaideia na cabeça” constitui um cinema com umaestética brasileira tendo em vista limitaçõeseconômicas, é um marco na evolução dessa arteno país. Foi o primeiro País de Terceiro mundoe influenciou outros países da América Latina. Grandes representantes: Glauber Rocha,Nelson Pereira, Humberto Mauro e MárioPeixoto.
  15. 15.  O cinema foi deixando de ser a principaldiversão de massa, mas o surgimento dessanova tecnologia impõe mudança, mas éexagero pensar que ultrapassaria uma arte. Ocinema simplesmente só se transforma. Háinúmeros aspectos da vida que o cinema –justamente por ter um tempo de elaboraçãomaior – capa com mais desenvoltura do que atelevisão.
  16. 16.  O vídeo Enquadramentos imperfeitos x congelar o filme É pelo esforço da criação que as artes servem anecessidade de conhecimento dos povos.
  17. 17.  Comédia – Filmes de Humor: Comédiasofisticada e dramática. Drama- Filmes que buscam contar históriassérias. Melodrama ou drama romântico. Policial – Filme de ação. Gangster ou dedetetive. Aventura- Trajetória em que se vencemobstáculos e chega a um objetivo.
  18. 18.  Faroeste – Gênero histórico que retrata aconquista do oeste dos EUA pelos brancos noséc. XIX. Filme histórico – Pode ter caráter dramático ouser uma superprodução. Musical – Todo filme em que a música é oelemento central. Fantástico – Acontecimentos que a principio sóexistem no imaginário.
  19. 19.  Horror – Exemplo de filme imaginário commonstros, etc. Documentário – Filme que capta aspectos drealidade. Seriado- Séries rodadas em capítulos e não seriesde filmes.
  20. 20.  Diretor – A pessoa responsável pela concepçãocênica do filme (decupar o filme). Produtor – É articulador do cinema enquantoobjeto industrial. Diretor de Fotografia – O responsável pelailuminação do filme, aquele que torna possívelexecutar o que foi visualizado pelo diretor. Operador de Câmera ou cameraman – Conduza câmera.
  21. 21.  Montador – Cabe a ele organizar a sequência,buscando maior eficiência narrativa. Cenógrafo – Também chamado de diretor dearte, coordena a parte visual, cabe a eleescolher as peças que caracterizem umambiente a ser filmado. Roteirista – É quem escreve a história do filme,imaginando suas peripécias edesenvolvimento. Diretor de produção – Delegado doprodutor,cuida da execução do plano defilmagem e zela pelos gastos.

×