SlideShare uma empresa Scribd logo

Psicopedagogia Online

Métodos de alfabetização para crianças autistas

1 de 4
Baixar para ler offline
MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO PARA CRIANÇAS AUTISTAS
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ –
UVA
MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO PARA
CRIANÇAS AUTISTAS
Autores: Geisiane Fernandes silva e Márcia Lúcia de
Almeida
Orientador: Jorbson Bezerra Barros
INTRODUÇÃO
O  presente  trabalho  trata  do  processo  de
alfabetização de crianças autistas. Além disso, Aponta
dentro  da  legislação  Federal  e  municipal  dispositivos
que asseguram­lhes o direito à educação especializada
nas  escolas  regulares  como  forma  de  promover  a
inclusão  social.  Também  faz  uma  análise  acerca  das
dificuldades enfrentadas pelos professores no processo
de alfabetização dos autistas, provenientes, em grande
parte,  da  falta  de  qualificação  profissional.  E  por  fim,
apresenta  algumas  metodologias,  que  funcionarão
como  ferramentas,  capazes  de  enriquecer  o
conhecimento dos educadores, sobre as dificuldades e
necessidades dos alunos com o transtorno do espectro
autista,  bem  como  promover  a  inserção  dessas
crianças no ambiente escolar.
DESENVOLVIMENTO
O  autismo  é  definido  como  transtorno  invasivo
do  desenvolvimento  que  envolve  graves  dificuldades
nas  habilidades  sociais  e  comunicativas  do  indivíduo.
Aqueles  que  apresentam  o  transtorno,  em  regra,
possuem  déficit  na  comunicação  social,  padrões  de
comportamentos repetitivos, estereotipados e repertório
restrito de interesses.
            O conhecimento atual sobre o autismo é fruto
de uma parceria entre pesquisadores comprometidos
e pais dedicados a seus filhos que buscam tratamento
para  melhorar  as  condições  de  vida  de  todos,
principalmente no que diz respeito à convivência social.
É  indiscutível  que  parte  considerável  desse  convívio
social  é  vivenciado  no  ambiente  escolar.  Por  essa
razão,  torna­se  imprescindível  que  o  processo  de
educação,  responsável  pelo  aprendizado  da  criança
autista  e  sua  inserção  no  meio  social,  seja
especializado.
                        Visando  assegurar  o  direito  dos  autistas  à
educação  especializada,  a  presidenta  Dilma  Rousseff
sancionou a Lei Nº 12. 796 de 04 de Abril de 2013 que
estabelece as diretrizes e bases da educação nacional
e  altera  alguns  dispositivos  da  lei  anterior  de  1996.
Seguindo a mesma linha, o prefeito da cidade de João
Pessoa  –  PB,  Luciano  Cartaxo,  também  sancionou  a
Lei  Ordinária  12.628  de  12  de  Agosto  de  2013  que
dispõe  sobre  a  Implantação  de  Assistência
Psicopedagógica  na  Rede  Privada  de  Ensino  no
Município de João Pessoa ­ PB.
            Todavia, na realidade o que observamos são
escolas repletas de educadores despreparados e sem
formação adequada para atender às necessidades das
crianças  que  precisam  de  um  acompanhamento  e  de
uma  metodologia  aperfeiçoada  para  alcançarem  os
objetivos  almejados.  Tal  constatação  fica  evidente
quando  analisamos,  a  seguir,  os  dados  de  pesquisa
realizada com 100 (cem) professores da rede pública e
privada  de  escolas  do  bairro  do  Rangel  em  João
Pessoa – PB.
Analisando  o  gráfico,  percebe­se  que  a  maioria
dos  educadores  possuem  apenas  a  educação  básica,
ou seja, o ensino médio ou magistério, o que não lhes
garante uma base sólida e dificulta o conhecimento de
novas  práticas  pedagógicas  voltadas  para  a  ajuda  de
crianças  com  necessidades  especiais  na  escola.  Em
outras  palavras,  não  tiveram  a  oportunidade  de
conhecer  disciplinas  voltadas  para  a  educação
especial, assim como os professores graduados.
            Por tudo que foi exposto e visando auxiliar os
professores na promoção do conhecimento e inclusão
das  crianças  com  autismo  em  sala  de  aula,
apresentamos  alguns  métodos  de  intervenção  para
alfabetização e aprendizagem:
Ø  MÉTODO PECS – É conhecido mundialmente por
está  ligado  aos  componentes  incitativos  da
comunicação por meio da utilização de figuras.
Ø    MÉTODO  TEACCH  –  Trabalha­se  a  linguagem
receptiva  e  a  expressiva.  Para  tanto  são
utilizados  estímulos  visuais  como  fotos,  figuras
ou cartões, além estímulos corporais.
Ø  MÉTODO MONTESSORI – Trabalha a educação
da vontade e da atenção, com a qual a criança
terá  a  liberdade  de  escolher  o  material  a  ser
utilizado proporcionado a cooperação.
Ø    MÉTODO  ABA  –  Incentiva  o  conhecimento
através  de  materiais  concretos  cientificamente
desenhados,  para  acrescentar  o  pensamento
conceitual e levar abstração.
CONCLUSÃO
Hoje  já  existem  vários  métodos  que  podem  ser
utilizados  no  processo  de  aprendizagem  dos  autistas,
porém falta qualificação profissional para aplicá­los com
eficiência.  Nesse  sentido,  a  figura  do  professor  é
fundamental.  Criatividade,  dedicação  e  conhecimento,
acima de tudo, são habilidades que não podem faltar a
este  educador.  Revestido  com  esses  pré­requisitos,  o
docente estará apto para adentrar no “mundo singular”
do autista e dá início ao processo de alfabetização.
 
 
 
 
 
REFERÊNCIAS
CUNHA,  E.  Autismo  e  inclusão:  psicopedagogia  e
práticas educativas na escola e na família. 5 ed. Rio
de Janeiro: Wak editora, 2014.
RIBEIRO,  Sabrina.  ABA:  uma  intervenção
comportamental  eficaz  em  casos  de
autismo.Disponível  em:
<www.revistaautismo.com.br/edic­o­0/aba­uma­
intervenc­o­comportamental­eficaz­em­casos­de­
autismo> Acesso em 22 Mar. 2015.
SILVIA, A.; GIATO, M.; REVELES, L. Mundo singular:
entenda o autismo. Rio  de  Janeiro:  Editora  Objetiva,
2012.
VIEIRA,  Soraia.  O  que  é  o  pecs.  Disponível  em:
<www.revistaautismo.com.br/edicao­2/o­que­e­pecs>
Acesso em: 20 Mar. 2015.
VILLELA,  T.;  LOPES,  S.;  GUERREIRO,  M.  Os
desafios  da  inclusão  escolar  no  Século
XXI.Disponível  em:  <www.bengalalegal.com/desafios>
Acesso em: 10 Mar. 2015.

Recomendados

Educação Inclusiva Janaína Maynard
Educação Inclusiva Janaína Maynard Educação Inclusiva Janaína Maynard
Educação Inclusiva Janaína Maynard Crefono6
 
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...
Dispositivos móveis para a CAA: 20 anos de parceria! Profª Dra Miryam Pelosi...Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
Guia de Carreira Docente - Evolução Funcional
Guia de Carreira Docente  - Evolução FuncionalGuia de Carreira Docente  - Evolução Funcional
Guia de Carreira Docente - Evolução FuncionalSOL MARKETING EDUCACIONAL
 
Educação Inclusiva e Saude da Criança - Anaci Paim - Presidente do Rotary Clu...
Educação Inclusiva e Saude da Criança - Anaci Paim - Presidente do Rotary Clu...Educação Inclusiva e Saude da Criança - Anaci Paim - Presidente do Rotary Clu...
Educação Inclusiva e Saude da Criança - Anaci Paim - Presidente do Rotary Clu...Durval Olivieri
 

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4
Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4
Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4imm140group4
 
Trabajo de las_neuronas (1)
Trabajo de las_neuronas (1)Trabajo de las_neuronas (1)
Trabajo de las_neuronas (1)VirSanJose
 
Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...
Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...
Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...Alex Allwood
 
TUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKRO
TUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKROTUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKRO
TUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKROlinawatidewi2
 
UWRF Sales Program Research
UWRF Sales Program ResearchUWRF Sales Program Research
UWRF Sales Program ResearchBenjamin Schrock
 
Central bank &amp; monetarypolicy
Central bank &amp; monetarypolicyCentral bank &amp; monetarypolicy
Central bank &amp; monetarypolicykdsaif
 
reception fliers
reception fliersreception fliers
reception fliersKelly Stark
 
Animais marinhos
Animais marinhosAnimais marinhos
Animais marinhosPiaget1623
 

Destaque (11)

Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4
Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4
Beautiful Trenton Voter Site Proposal - Section 1, Group 4
 
Trabajo de las_neuronas (1)
Trabajo de las_neuronas (1)Trabajo de las_neuronas (1)
Trabajo de las_neuronas (1)
 
Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...
Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...
Marketing Mag - Opinion Piece: Expand your horizons: why innovation must come...
 
TUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKRO
TUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKROTUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKRO
TUGAS TERSTRUKTUR EKONOMI MAKRO
 
UWRF Sales Program Research
UWRF Sales Program ResearchUWRF Sales Program Research
UWRF Sales Program Research
 
Headful drupal
Headful drupalHeadful drupal
Headful drupal
 
Central bank &amp; monetarypolicy
Central bank &amp; monetarypolicyCentral bank &amp; monetarypolicy
Central bank &amp; monetarypolicy
 
Swift On My Cash Flows
Swift On My Cash FlowsSwift On My Cash Flows
Swift On My Cash Flows
 
reception fliers
reception fliersreception fliers
reception fliers
 
making-peace
making-peacemaking-peace
making-peace
 
Animais marinhos
Animais marinhosAnimais marinhos
Animais marinhos
 

Semelhante a Psicopedagogia Online

2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini
2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini
2016 artigo ped_unioeste_wivianebeniniRose Locatelli
 
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...Adrio Acacio
 
Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014
Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014
Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014Kelly Moreira
 
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaUnidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaSilene Lívia
 
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaUnidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaSilene Lívia
 
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaUnidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaSilene Lívia
 
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfArtigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfSimoneHelenDrumond
 
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfArtigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfSimoneHelenDrumond
 
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfArtigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfSimoneHelenDrumond
 
EDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMO
EDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMOEDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMO
EDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMOJose Eduardo
 
artigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdf
artigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdfartigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdf
artigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdfLuizCarlos470757
 
Escuta sensível e o estudante.pdf
Escuta sensível e o estudante.pdfEscuta sensível e o estudante.pdf
Escuta sensível e o estudante.pdfAndreiaCristinaPonta
 

Semelhante a Psicopedagogia Online (20)

2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini
2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini
2016 artigo ped_unioeste_wivianebenini
 
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
Ferramentas de intervenções pedagogias no ensino-aprendizagem de crianças aut...
 
Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014
Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014
Parceria CAPPE Universidade Estácio de Sá 2013 - 2014
 
FUNIBER. Sônia Regina Sena de Souza - A formação de professores de educação e...
FUNIBER. Sônia Regina Sena de Souza - A formação de professores de educação e...FUNIBER. Sônia Regina Sena de Souza - A formação de professores de educação e...
FUNIBER. Sônia Regina Sena de Souza - A formação de professores de educação e...
 
Tfm susana veloso
Tfm susana velosoTfm susana veloso
Tfm susana veloso
 
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaUnidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
 
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaUnidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
 
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidiaUnidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
Unidade3 ativ3 plano_de_aula_autoria_de_objeto_hipermidia
 
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfArtigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
 
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfArtigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
 
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdfArtigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
Artigo Inclusão Método de Portfólios educacionais SHDI.pdf
 
EDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMO
EDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMOEDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMO
EDUCAÇÃO INCLUSIVA RESUMO
 
Educacao inclusiva
Educacao inclusivaEducacao inclusiva
Educacao inclusiva
 
artigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdf
artigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdfartigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdf
artigo Neuropsicopedagogia e aprendizagem 2.pdf
 
Escuta sensível e o estudante.pdf
Escuta sensível e o estudante.pdfEscuta sensível e o estudante.pdf
Escuta sensível e o estudante.pdf
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
 
Inclusão primeira
Inclusão primeiraInclusão primeira
Inclusão primeira
 
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação InclusivaCapacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
 
Síntese do caderno
Síntese do cadernoSíntese do caderno
Síntese do caderno
 
sd-m4
sd-m4sd-m4
sd-m4
 

Último

3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024excellenceeducaciona
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...apoioacademicoead
 
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de ResendeJornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de ResendeIsabelPereira2010
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...DL assessoria 29
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 

Último (20)

3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
 
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de ResendeJornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 

Psicopedagogia Online

  • 1. MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO PARA CRIANÇAS AUTISTAS UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO PARA CRIANÇAS AUTISTAS Autores: Geisiane Fernandes silva e Márcia Lúcia de Almeida Orientador: Jorbson Bezerra Barros INTRODUÇÃO O  presente  trabalho  trata  do  processo  de alfabetização de crianças autistas. Além disso, Aponta dentro  da  legislação  Federal  e  municipal  dispositivos que asseguram­lhes o direito à educação especializada nas  escolas  regulares  como  forma  de  promover  a inclusão  social.  Também  faz  uma  análise  acerca  das dificuldades enfrentadas pelos professores no processo de alfabetização dos autistas, provenientes, em grande parte,  da  falta  de  qualificação  profissional.  E  por  fim, apresenta  algumas  metodologias,  que  funcionarão como  ferramentas,  capazes  de  enriquecer  o conhecimento dos educadores, sobre as dificuldades e necessidades dos alunos com o transtorno do espectro autista,  bem  como  promover  a  inserção  dessas crianças no ambiente escolar. DESENVOLVIMENTO O  autismo  é  definido  como  transtorno  invasivo do  desenvolvimento  que  envolve  graves  dificuldades nas  habilidades  sociais  e  comunicativas  do  indivíduo. Aqueles  que  apresentam  o  transtorno,  em  regra, possuem  déficit  na  comunicação  social,  padrões  de comportamentos repetitivos, estereotipados e repertório restrito de interesses.             O conhecimento atual sobre o autismo é fruto de uma parceria entre pesquisadores comprometidos e pais dedicados a seus filhos que buscam tratamento para  melhorar  as  condições  de  vida  de  todos, principalmente no que diz respeito à convivência social. É  indiscutível  que  parte  considerável  desse  convívio social  é  vivenciado  no  ambiente  escolar.  Por  essa
  • 2. razão,  torna­se  imprescindível  que  o  processo  de educação,  responsável  pelo  aprendizado  da  criança autista  e  sua  inserção  no  meio  social,  seja especializado.                         Visando  assegurar  o  direito  dos  autistas  à educação  especializada,  a  presidenta  Dilma  Rousseff sancionou a Lei Nº 12. 796 de 04 de Abril de 2013 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e  altera  alguns  dispositivos  da  lei  anterior  de  1996. Seguindo a mesma linha, o prefeito da cidade de João Pessoa  –  PB,  Luciano  Cartaxo,  também  sancionou  a Lei  Ordinária  12.628  de  12  de  Agosto  de  2013  que dispõe  sobre  a  Implantação  de  Assistência Psicopedagógica  na  Rede  Privada  de  Ensino  no Município de João Pessoa ­ PB.             Todavia, na realidade o que observamos são escolas repletas de educadores despreparados e sem formação adequada para atender às necessidades das crianças  que  precisam  de  um  acompanhamento  e  de uma  metodologia  aperfeiçoada  para  alcançarem  os objetivos  almejados.  Tal  constatação  fica  evidente quando  analisamos,  a  seguir,  os  dados  de  pesquisa realizada com 100 (cem) professores da rede pública e privada  de  escolas  do  bairro  do  Rangel  em  João Pessoa – PB. Analisando  o  gráfico,  percebe­se  que  a  maioria dos  educadores  possuem  apenas  a  educação  básica, ou seja, o ensino médio ou magistério, o que não lhes garante uma base sólida e dificulta o conhecimento de novas  práticas  pedagógicas  voltadas  para  a  ajuda  de crianças  com  necessidades  especiais  na  escola.  Em
  • 3. outras  palavras,  não  tiveram  a  oportunidade  de conhecer  disciplinas  voltadas  para  a  educação especial, assim como os professores graduados.             Por tudo que foi exposto e visando auxiliar os professores na promoção do conhecimento e inclusão das  crianças  com  autismo  em  sala  de  aula, apresentamos  alguns  métodos  de  intervenção  para alfabetização e aprendizagem: Ø  MÉTODO PECS – É conhecido mundialmente por está  ligado  aos  componentes  incitativos  da comunicação por meio da utilização de figuras. Ø    MÉTODO  TEACCH  –  Trabalha­se  a  linguagem receptiva  e  a  expressiva.  Para  tanto  são utilizados  estímulos  visuais  como  fotos,  figuras ou cartões, além estímulos corporais. Ø  MÉTODO MONTESSORI – Trabalha a educação da vontade e da atenção, com a qual a criança terá  a  liberdade  de  escolher  o  material  a  ser utilizado proporcionado a cooperação. Ø    MÉTODO  ABA  –  Incentiva  o  conhecimento através  de  materiais  concretos  cientificamente desenhados,  para  acrescentar  o  pensamento conceitual e levar abstração. CONCLUSÃO Hoje  já  existem  vários  métodos  que  podem  ser utilizados  no  processo  de  aprendizagem  dos  autistas, porém falta qualificação profissional para aplicá­los com eficiência.  Nesse  sentido,  a  figura  do  professor  é fundamental.  Criatividade,  dedicação  e  conhecimento, acima de tudo, são habilidades que não podem faltar a este  educador.  Revestido  com  esses  pré­requisitos,  o docente estará apto para adentrar no “mundo singular” do autista e dá início ao processo de alfabetização.           REFERÊNCIAS CUNHA,  E.  Autismo  e  inclusão:  psicopedagogia  e
  • 4. práticas educativas na escola e na família. 5 ed. Rio de Janeiro: Wak editora, 2014. RIBEIRO,  Sabrina.  ABA:  uma  intervenção comportamental  eficaz  em  casos  de autismo.Disponível  em: <www.revistaautismo.com.br/edic­o­0/aba­uma­ intervenc­o­comportamental­eficaz­em­casos­de­ autismo> Acesso em 22 Mar. 2015. SILVIA, A.; GIATO, M.; REVELES, L. Mundo singular: entenda o autismo. Rio  de  Janeiro:  Editora  Objetiva, 2012. VIEIRA,  Soraia.  O  que  é  o  pecs.  Disponível  em: <www.revistaautismo.com.br/edicao­2/o­que­e­pecs> Acesso em: 20 Mar. 2015. VILLELA,  T.;  LOPES,  S.;  GUERREIRO,  M.  Os desafios  da  inclusão  escolar  no  Século XXI.Disponível  em:  <www.bengalalegal.com/desafios> Acesso em: 10 Mar. 2015.