Gerenciamento de Arquivos Nos Sistemas Operacionais

995 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre gerenciamento de arquivos em windows,linux e android.
Tratamos de como eles tratam os arquivos e como funciona o gerenciamento de arquivos.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Gerenciamento de Arquivos Nos Sistemas Operacionais

  1. 1. GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS Cleandro Quixabeira LucasViana Rego Paulo César Pereira
  2. 2. Gerenciamento de arquivos no Linux
  3. 3. SISTEMA DE ARQUIVOS • Atualmente, uma importante característica dos atuais sistemas de arquivos é o "journaling". • journaling é um recurso que permite recuperar um sistema após um desastre no disco .
  4. 4. EXT2 • O sistema de arquivos ext2 é conhecido como "Second Extended FileSystem". Foi desenvolvido para ser mais "eficiente" que o sistema de arquivos "Minix", seu antecessor. O Minix era muito utilizado nas primeiras versões do Linux, e foi utilizado por muitos anos.
  5. 5. EXT3 • O sistema de arquivos ext3 é uma versão do ext2
  6. 6. REISERFS • O sistema de arquivos ReiserFS foi criado recentemente. • Mas atualmente quase todas as distribuições Linux o suportam.
  7. 7. XFS • O XFS é considerado um dos melhores sistemas de arquivos para banco de dados, pois é muito rápido na gravação. • Possui journaling em sua estrutura. • É um sistema de arquivos de 64 bits compatível com sistemas de 32 bits também. • Em sistemas 64 bits há um limite de tamanho de 8 EiB para cada arquivo, já em sistema de 32 bits o tamanho máximo do volume ou arquivo é limitado a 16TiB. 1 tebibyte = 2 40 bytes = 1 099 511 627 776 bytes = 1024 gibibytes 1 exbibyte = 260 bytes = 1152921504606846976bytes = 1024pebibytes
  8. 8. VFAT • O sistema de arquivosVFAT é também conhecido como FAT32. • Windows e o Linux.
  9. 9. • O sistema de arquivos Linux é semelhante a uma árvore de cabeça para baixo. • No topo da hierarquia do Linux existe um diretório raiz nomeado simplesmente de root e identificado com o sinal “/”
  10. 10. GERENCIADORES DE ARQUIVOS LINUX • 1 – Linha de comando
  11. 11. • 2 – Dolphin
  12. 12. • 3 – Gnome commander Junto com a interface gráfica, vem a facilidade de trabalhar em rede. Com ele, você pode se conectar a um servidor remoto com o Samba, FTP, compartilhamentos windows , WebDAV, Secure WebDAV, e SSH. O Gnome Commander também oferece atalhos de teclado, renomear em lote, documentação de ajuda, arrastar e soltar, sincronização de diretórios.
  13. 13. • 4-Midnight commander
  14. 14. • 5-Nautilus É um dos mais completos de todos os gerenciadores de arquivos gráficos. Não só inclui as características padrão encontrada nos mais modernos gerenciadores assim como tem excelente GUI, ele oferece a possibilidade instalação de extensões e scripts.
  15. 15. • 6-Pcman PCMan oferece pesquisa de arquivo, arrastar e soltar, fichas de apoio, uma interface fácil de usar e muito mais.
  16. 16. TRATAMENTO DE ARQUIVOS • A maneira como o Linux trata os arquivos é bem diferente do Windows. NoWindows, a extensão do arquivo faz diferença. • No Linux não. • O que acontece é que algumas distribuições usam a extensão para prever qual software você deveria usar para abrir um programa, mas é só isso.
  17. 17. ARQUIVOS EXCLUSIVOS • O debian desenvolveu um sistema de empacotamento de software para facilitar a instalação de programas no Linux, esse empacotamento ganho o nome de DEB, assim o arquivo neste formato tem o nome "programa.deb".
  18. 18. RPM • O RPM ( Red Hat Package Manager) um pacote RPM nada mais é do que os arquivos do programa, scripts e regras para sua instalação. • E também é portado para outros sistemas operacionais como NetWare da Novell e AIX da IBM.
  19. 19. Particionamento de Discos • Discos Rígidos podem ser divididos em um ou mais discos lógicos denominados partições.
  20. 20. O FDISK • Até 4 partições primárias e inúmeras partições lógicas, dependendo somente do tamanho do disco (levando em conta que cada partição requer um mínimo de 40MB). • Como alternativa temos o comando cfdisk, que apresenta um menu mais amigável.
  21. 21. Microsoft Windows
  22. 22. Gravação e leitura de Arquivos • A superfície de gravação dos pratos é composta por materiais sensíveis ao magnetismo (geralmente, óxido de ferro). O cabeçote de leitura e gravação, é que grava os bits (0 e 1) através de sua polaridade. E no processo de leitura de dados, o cabeçote simplesmente "lê" o campo magnético gerado pelas moléculas e gera uma corrente elétrica.
  23. 23. Gravação e leitura de Arquivos • È no Disco Rigido que vamos armazenar, acessar e gerenciar nossos.
  24. 24. Sistema de Arquivos • Um sistema de arquivos é a estrutura usada pelo computador para organizar dados em um disco rígido. Se você está instalando um novo disco rígido, é necessário particionar e formatar esse disco usando um sistema de arquivos antes de começar a armazenar dados ou programas.
  25. 25. FAT32 (File AllocationTable) • A sua primeira versão foi desenvolvida no ano de 1980.No início, ele trabalhava somente com 12 bits de endereçamento, valor que passou para 16 em 1987. Finalmente, no ano de 1996 passou a usar os 32 bits, versão que é utilizada até hoje. • Suporta partição de até 2TB. • Tamanho deArquivos de 4gb • Nome de Arquivos de 256 caracteres • Não é possível limitar o acesso.
  26. 26. NTFS (NewTechnology File System) • NTFS é o sistema de arquivos preferencial para esta versão doWindows. Esse sistema oferece muitas vantagens em relação ao sistema de arquivos FAT32 anterior, incluindo: • A capacidade de recuperar alguns erros de disco automaticamente, o que o FAT32 não faz. • Maior suporte para discos rígidos de maior capacidade. • Mais segurança, pois permite usar permissões e criptografia para restringir o acesso a determinados arquivos a usuários aprovados. • Aceita volumes de até 2TB
  27. 27. Particionamento HD • É a divisão do disco rígido dos computadores em espaços que permitam melhor organização dos arquivos que ali serão gravados.
  28. 28. Particionamento HD É POSSIVEL PARTICIONAR SEM FORMATAR?
  29. 29. Particionamento HD • Gerenciamento do Computador > Gerenciamento de Disco • Diminuir, Estender, Formatar, Alterar letra, Excluir e Criar.
  30. 30. Tratamento de Extensões • As extensões de arquivos são sufixos que designam seu formato e principalmente a função que desempenham no computador. Cada extensão de arquivo tem funcionamento e características próprias, portanto demanda um software específico para trabalhar com ela.
  31. 31. Tratamento de Extensões • Uma breve relação das mais utilizadas extensões do sistema Windows. • Áudio: mp3,mwa, aac, ac3 (Dolby Digital), wav (padrão de notificação). • Vídeo: avi, wmv (padrao windows), mov..etc. • Imagem: jpeg, gif, png, bmp. • Documentos: doc, txt, ppt, xls.. etc. • Descompactadores: zip, rar, 7z.
  32. 32. Tratamento de Extensões • DLL, ou Dynamic Link Library (Link Dinâmico de Biblioteca), são arquivos que estão guardados em seu computador e que permitem que programas compartilhem códigos para realizarem certas tarefas. • EXE,é uma extensao de arquivos ou ficheiros que podem ser executados por computadores que estejam executando algum sistema Windows. Uma das principais extensões do SO Windows.
  33. 33. Gerenciamento Multimídia • O Windows Media Center é um aplicativo feito pela Microsoft projetado para servir como um centro de entretenimento doméstico, O Media Center visualiza fotos, vídeos e música presentes no computador do usuário, de discos rígidos, drives ópticos e locais de rede.
  34. 34. Gerenciamento Multimídia • Metadados, significa uma informação acerca de algum arquivo ou documento, um dado sobre outro dado. Por meio dessas informações, é possível adicionar termos que facilitam o entendimento da natureza do dado pelo computador e auxiliam na organização dos arquivos. Metadados Exemplo de Metados Arquivo de Musica:
  35. 35. Pastas • Pasta é o nome que damos a certas “gavetas” no disco. Pastas são estruturas que dividem o disco em várias partes de tamanhos variados, como cômodos em uma casa. Uma pasta pode conter arquivos e outras pastas. • As principais pastas do sistemaWindows, caso foi instalado na partiçao C: são: • C:Arquivos e programas • C: ProgramData • C:Windows • C: Usuarios
  36. 36. Gerenciamento de arquivos no Windows Phone •O gerenciamento deArquivos doWindows Phone é através de um app chamado "Arquivos" da própria Microsoft que auxilia em alterações de arquivos seja na memoria interna ou cartão SD.
  37. 37. Gerenciamento de arquivos no Windows Phone •No próprio sistemaWindows Phone, existe o app Sensor deArmazenamento, que possibilita gerenciar aplicativos baixados como: mudar local de instalação e escolher onde será salvo o arquivo de download.
  38. 38. Gerenciamento de arquivos no Android
  39. 39. Versões • Android 1.5 – Cupcake • Android 1.6 – Donut • Android 2.0 – Eclair • Android 2.2 – Froyo • Android 3.0 – Honeycomb • Android 4.0 – Ice Cream Sandwich • Android 4.1 – Jelly Bean • Android 4.4 – KitKat • Android 5.0 – Lollipop
  40. 40. DISTRUIBUIÇÃO DE PASTAS *Muito semelhante ao Linux
  41. 41. Sistema de Arquivos O sistema operacionalAndroid gerencia os arquivos para facilitar o acesso dos usuários ao seu conteúdo. A parte do S.O que é responsável por essa gerencia é o sistemas de arquivos. Principais diretórios do Android são: o “data”, que armazena os dados das aplicações, e o “system”, com as bibliotecas (system/lib), serviços (system/bin e system/xbin) e aplicações Java (system/app).
  42. 42. Sistema de Arquivos O Android implementou uma biblioteca chamada Bionic para usar como biblioteca do sistema. Contem os diretórios: É usado um Padrão de sistema de arquivos hierárquicos (FHS, na sigla em inglês) / – diretório raiz (Android e Linux) /Cache – armazenamento de dados para execuções rápidas (Android) /Data – Dados (Android) O diretório /Data contém dados do usuário armazenados em uma partição separada /Default.prop - (Android) definições de propriedade-padrão e valores restaurados a partir dos arquivos em cada reinicialização. /Dev – arquivos de dispositivos (Linux e Android)
  43. 43. Sistema de Arquivos /Etc – arquivos de configuração (Linux e Android) /Init – inicialização (Android) /Lib - Bibliotecas essenciais partilhadas (Linux e Android) /Lost+found - arquivos recuperados (Linux e Android) /Media - mídias removíveis (Linux e Android) /Proc – kernel e arquivos de processo (Linux e Android) /Root - Diretório home para o super usuário (Linux e Android) /Sbin – arquivos binários de administração (Linux e Android) /Sdcard – Cartão SD (Android) /System – Sistema (Android) /Tmp - arquivos temporários (Linux e Android)
  44. 44. Principais Diretórios • /Sdcard – Cartão SD (MEMÓRA EXTERNA) Diretório do cartão SD não removível do Android. Geralmente, esse é o único diretório que pode ser acessado dentro do Android. Os demais diretórios podem ser acessados através do root feito no aparelho. /System – Sistema (MEMÓRIA INTERNA) Armazena o sistema operacional em uma partição separada de MTD, montada na inicialização (somente leitura)
  45. 45. Android é Linux? Desde que libere o root, teoricamente sim, e não... O Kernel do Android é linux, mais a maioria das aplicações, roda em um ambiente virtual Java criado pelo Google chamado Dalvik, e tem a diferença de processador dos smartphones e tablets (ARM) e dos PCS (x86). Porém liberando o Root e baixando um Terminal (CMD), da pra brincar...
  46. 46. • No Android as Extensões são classificadas de forma bem semelhante as doWindows. EXTENSÕES
  47. 47. EXTENSÕES Apesar de ser um sistema aberto, o Android não apresenta, como recurso nativo, a opção de abrir, ler ou reproduzir todos os formatos de arquivo.
  48. 48. EXTENSÕES No entanto, graças à ampla gama de aplicativos disponíveis, é possível, com alguns cliques, adicionar o suporte para a extensão ou tipo de arquivo desejado, como noWindows.
  49. 49. Root, o que é? para que serve? • Fazer o root no seu aparelho significa se tornar um administrador do sistema. Tendo acesso a partes do Android que antes ficavam inacessíveis para um usuário comum. • Ex: apagar aplicativos que antes eram fixos no sistema, acessar pastas e arquivos que antes eram bloqueados e fazer alterações.
  50. 50. Qual a liberdade em relação a arquivos que tenho no Android? • Conseguimos explorar pastas, mover e copiar arquivos, apagar itens em massa, compartilhar ficheiros, criar diversos tipos de conexões, compactar e descompactar arquivos. • Também é possível gerenciar arquivos na Rede Local e em Nuvem.
  51. 51. Usando um Gerenciador
  52. 52. Ferramentas/Gerenciadores (APKs) • Astro File manager• ES File Explorer
  53. 53. REFERÊNCIAS • SistemaOperacional Android. http://pt.slideshare.net/guilhermealarcao/apr-android >Acessado em: 26 de março de 2015. • Entendendo a estrutura do Android. < http://www.vivaolinux.com.br/topico/Conhecimento- Livre/Entendendo-a-estrutura-do-Android>Acessado em: 26 de março de 2015. • Historia do Android. < http://www.oficinadanet.com.br/post/13939-a-historia-do-android>Acessado em: 26 de março de 2015. • Android baseado em Linux. < http://www.yac.mx/pt/mobile-security/android/android-is-based-on- linux-but-what-does-that-mean.html>Acessado em: 26 de março de 2015. • Pastas do Linux. < https://livrelinux.wordpress.com/2012/04/10/as-pastas-do-linux/>Acessado em: 26 de março de 2015. • Gerenciadores de arquivos. < http://e-tinet.com/linux/linux-10-gerenciadores-de-arquivos-que- devemos-conhecer/>Acessado em: 26 de março de 2015. • Android e Linux. <http://www.vivaolinux.com.br/topico/Perguntas-Frequentes/android-e- Linux>Acessado em: 26 de março de 2015.
  54. 54. REFERÊNCIAS • Gerenciamento de arquivos. <http://www.hylson.com/public/informatica/Diversos/windows%20gerenciamento%20de%20arquivos.pdf> Acessado em: 26 de março de 2015 • Microsoft Vista. <http://windows.microsoft.com/pt-br/windows-vista/comparing-ntfs-and-fat-file-systems>. Acessado em: 26 de março de 2015 • Gerenciamento de arquivos e pastas. <http://www.12concursos.com.br/arquivos/c-czpuvdemul_informatica_-_aula_01_- _gerenciamento_de_arquivos_e_pastas.pdf>. Acessado em: 26 de março de 2015 • Sistemas de aqruivos<http ://www.vivaolinux.com.br/artigo/Sistemas-de-arquivos-para-GNU-Linux?pagina=5>Acessado em: 29 de março de 2015 • Gerenciando o HD<http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Gerenciando-o-HD-com-o-fdisk>Acessado em: 29 de março de 2015 • Tabelas de partições<http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Exemplos-praticos-de-tabelas-de-partições>Acessado em: 29 de março de 2015 • Tutoriais para iniciantes<http://www.diolinux.com.br/2012/10/tutoriais-para-inciantes-1-como.html>Acessado em: 29 de março de 2015 • Sistemas de arquivos < http://www.vivaolinux.com.br/topico/Iniciantes-no-Linux/Sistema-De-Arquivos-4>Acessado em: 29 de março de 2015 • Trabalhando com RPM<http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Trabalhando-com-RPM>Acessado em: 29 de março de 2015

×