Como fazer um trabalho escrito

41.377 visualizações

Publicada em

Guia para a elaboração de trabalhos escritos

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
41.377
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35.383
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
170
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como fazer um trabalho escrito

  1. 1. Carlos Pinheiro, 2013 Escola Secundária de Leal da Câmara
  2. 2. 1.1. Proposto pelo professor 1.2. Escolhido pelo aluno. Fatores a considerar • Capacidade individual – não deve escolher tarefas superiores às suas capacidades; • Fontes de consulta – é necessária a existência de documentação para consulta; se está ou não acessível, se sabe ou não trabalhar com ela. • Tempo disponível – se o tempo for curto, há necessidade de limitar a investigação. 1. Escolha do tema
  3. 3. 2.1. Fontes de informação Identificar as fontes de informação que tratam o tema e onde se encontram disponíveis (bibliotecas, livrarias, internet, bases de dados, especialistas no tema, etc...). • Fontes impressas (livros, enciclopédias, revistas, jornais, dossiês temáticos …); • Internet (motores de pesquisa, bases de dados, repositórios, diretórios); • Material audiovisual (CD, DVD...); • Entrevistas/inquéritos; • Visitas de estudo. 2. Recolha da informação
  4. 4. 2.2. Recolha da informação – Cópia/impressão de documentos – Resumos – Anotação de palavras-chave ou ideias principais – Esquemas/mapas – Registo de som e/ou imagem – Adicionar páginas de Internet aos favoritos ou a um sítio de marcadores sociais (exemplos: https//www.diigo.com; https://delicious.com/ – … 2. Recolha da informação
  5. 5. 2.3. Metodologia – Definir uma estratégia de pesquisa; – Estabelecer um plano de trabalho e definir o tempo máximo para completar cada um dos passos; – Definir um conjunto de palavras-chave sobre o tema; – Selecionar os documentos para evitar o excesso de informação. 2. Recolha da informação
  6. 6. 2.3. Metodologia – Anotar a bibliografia à medida que se vai usando os documentos; – Avaliar a qualidade da informação encontrada em fontes online (consultar http://www.slideshare.net/ladonordeste/avaliao-de-recursos- educativos-digitais ). 2. Recolha da informação
  7. 7. Depois de reunida a informação, deve-se elaborar um plano de trabalho para evitar que este seja vago e confuso porque não existiu uma ordenação das ideias. Deste plano resultará: – A definição das ideias-chave que vão ser apresentadas; – A eliminação da informação supérflua; – A ordenação da informação numa sequência lógica; – A divisão do trabalho em capítulos e/ou subcapítulos; – O estabelecimento de metas temporais. 3. Plano de trabalho
  8. 8. 4.1. Orientações – Estilo coerente • Pessoal: procurei, concluí … • Impessoal: procurou-se, conclui-se … – Não utilizar termos sem os conhecer ou investigar o seu significado; – Utilizar frases afirmativas e em vez de negativas – Construir frases curtas – Procurar que cada parágrafo corresponda a apenas uma ideia; 4. Redação do trabalho
  9. 9. 4.1. Orientações – Utilizar o itálico em títulos de livros, poesias, filmes, canções, peças de teatro e obras de arte e palavras estrangeiras; – Utilizar o negrito para evidenciar palavras ou frases. 4. Redação do trabalho
  10. 10. 4.2. Estrutura formal • Capa; • Página de rosto; • Dedicatória (eventual); • Agradecimentos (eventuais); • Índice de capítulos/subcapítulos; • Lista de abreviaturas e siglas (eventual); • Introdução; • Corpo do trabalho; • Conclusão • Anexos (eventuais); • Bibliografia; • Índices (eventuais); 4. Redação do trabalho
  11. 11. Capa • Nome da instituição; • Título do trabalho; • Imagem (eventual) • Nome do aluno; turma • Local, ano letivo Escola Secundária Leal da Câmara O Barroco em Portugal Ana Martins – 12.º C1 Rio de Mouro 2013/14 4. Redação do trabalho
  12. 12. Página de rosto • Nome da instituição; • Título do trabalho; • Nome do aluno, turma, n.º • Tipo de trabalho • Nome do professor • Local, ano letivo Escola Secundária Leal da Câmara O Barroco em Portugal Ana Martins – n.º 3, 12.º C1 Trabalho para a disciplina de História da Cultura e das Artes Professor Carlos Pinheiro Rio de Mouro 2013/14 4. Redação do trabalho
  13. 13. Dedicatória • Eventual; • Deve ocupar uma página própria, sem ornamentos gráficos, com a maior sobriedade possível. 4. Redação do trabalho
  14. 14. Agradecimentos • Eventuais; • Devem ocupar uma página própria; • Devem ser objetivos, mencionando diretamente todos os indivíduos ou entidades que contribuíram, de alguma forma, para o bom êxito do trabalho. 4. Redação do trabalho
  15. 15. Índice Enumeração das partes do trabalho – capítulos e subcapítulos – apresentadas pela ordem em que que aparecem no trabalho e com a indicação do número de página em que cada uma dessas partes começa. 4. Redação do trabalho
  16. 16. Usar o Word para criar índices: É possível usar o processador de texto Microsoft Word para criar índices automáticos . Basta catalogar todos os títulos do trabalho e inserir o índice. Como catalogar os títulos? Selecionar o título ou subtítulo e, em Base, na secção Títulos, clica em Título 1 (ou título 2). Atenção: Pode-se fazer o mesmo com imagens, tabelas ou quadros se se pretender fazer um índice diferente para estes. 4. Redação do trabalho Índice
  17. 17. Como inserir o índice automático? Na página de índice, clicar em Índice (secção Referências) 4. Redação do trabalho Índice
  18. 18. Lista de abreviaturas e siglas (eventual) • Se durante o trabalho se recorrer muito a abreviaturas, é necessário elaborar uma lista das mesmas; • A primeira vez que se utiliza no texto uma abreviatura, deve-se remeter o leitor para a lista de abreviaturas, que, eventualmente se elaborou; • Se não foi elaborada uma lista, e mesmo que utilizemos apenas uma sigla, esta deve ser sempre descodificada a 1.ª vez que é citada, colocando entre parêntesis a sigla que a partir daí se usará. Exemplo: Organização das Nações Unidas (ONU) 4. Redação do trabalho
  19. 19. Introdução • Regra geral é redigida apenas após a realização do trabalho ou continuamente reescrita à medida que o trabalho avança; • Deve conter informação global sobre o trabalho: • Tema tratado • Objetivos do trabalho • Motivos de escolha do tema • Metodologia utilizada • Dificuldades encontradas • Forma como está organizado 4. Redação do trabalho
  20. 20. Corpo do trabalho • O desenvolvimento ou corpo do trabalho é a sua parte central. Deve ser redigido em texto e não por tópicos e pode ser ilustrado por imagens ou gráficos/esquemas. • Pode dividir-se em várias partes (capítulos ou subcapítulos). • Este texto é escrito tendo por base as informações recolhidas. Podem ser feitas citações dos autores consultados. • As citações devem ser curtas e devem estar bem destacadas entre aspas. Exemplo: «As armas e os barões assinalados/ Que da ocidental praia Lusitana...». 4. Redação do trabalho
  21. 21. • Se retirarmos uma parte da citação, devemos assinalá-lo com parêntesis curvos ou retos, ou seja, assim (...) ou assim [...]. Teremos depois de referir o autor e a obra de onde se retirou a citação. • Evitar a tentação de copiar texto de outros documentos. Deve acrescentar-se algo ao que já foi escrito sobre o tema, uma reinterpretação dos factos. Todo o texto copiado deve ser colocado entre aspas e devidamente citado. 4. Redação do trabalho Corpo do trabalho
  22. 22. Conclusão • Deve ser nítida, clara e relativamente breve; • É uma síntese do conteúdo do trabalho, principalmente as conclusões a que se chegou; • Poderá também incluir observações críticas, julgadas necessárias ou convenientes, ou perspetivas de investigação futura; • Geralmente não tem citações nem referências bibliográficas. 4. Redação do trabalho
  23. 23. Anexos • São documentos que completam o texto, mas que se colocados no corpo do trabalho perturbariam a sua apresentação lógica e ordenada; • Podem formar uma parte separada do trabalho; • Devem ser identificados pelas letras do alfabeto (Anexo A ; Anexo B). 4. Redação do trabalho
  24. 24. Bibliografia É a lista de documentos que foram consultados para a elaboração do trabalho. • É apresentada pela ordem alfabética do apelido do autor. • Na bibliografia deve indicar-se, por esta ordem, os seguintes elementos, separados por vírgulas: último nome do autor, isto é o apelido, em maiúsculas, seguido de vírgula e do nome próprio (CAMÕES, Luís de); título da obra em itálico; número do volume; nome da editora; local da edição; data da edição (se não tiver data de edição, escreve-se s/d, que significa sem data). Exemplo: CAMÕES, Luís de, Os Lusíadas, Figueirinhas, Porto, 1978. 4. Redação do trabalho
  25. 25. Se o documento não tiver autor definido, o título deve ser escrito em maiúsculas. Exemplo: NOVA ENCICLOPÉDIA VERBO JUVENIL, volume V, Editorial Verbo, Lisboa, 1977. 4. Redação do trabalho Bibliografia
  26. 26. • Para documentos online, utiliza-se a seguinte convenção: Autor (data). Título da obra . Data de acesso. URL. Exemplo Bryant, P. (1999). Biodiversity and Conservation. Acedido em 10 de Outubro, 2006. Disponível em http://darwin.bio.uci.edu/~sustain/bio65/Titlpage.htm. Para mais informações sobre referências bibliográficas, consultar: http://www.slideshare.net/ladonordeste/referncias-bibliogrficas 4. Redação do trabalho Bibliografia
  27. 27. Índices (eventuais) • São guias que se colocam no fim do trabalho para facilitar a procura de um nome, uma palavra, um assunto, uma ilustração,... • Os índices mais comuns são os de autores e assuntos; – Exemplo: Índice de Autores ou Índice Onomástico Índice de Autores SARAMAGO, José: 2, 3, 6 CAMÕES, Luís: 14, 17, 19 TORGA, Miguel: 18, 29, 36 PESSOA, Fernando: 13, 15, 16, 28 4. Redação do trabalho
  28. 28. Pedir a orientação do professor nas várias etapas do trabalho. 4. Redação do trabalho
  29. 29. Apresentação formal – Texto datilografado a 1,5 espaços; – Deixar margens suficientes para qualquer tipo de encadernação; – Usar sempre o mesmo tipo de letra e manter coerência nos tamanhos (exemplo: legendas: 10; texto: 12; subcapítulo: 14; capítulo 16; – Todas as imagens devem estar relacionadas com o texto e deverão ser colocadas próximo do assunto que ilustram. Deverão ser numeradas e ter sempre uma legenda explicativa. – Avançar a 1.ª linha de cada parágrafo recorrendo ao <Tab>; 5. Apresentação do trabalho
  30. 30. Apresentação formal – Não é necessário o recurso a uma página inteira para nomear os capítulos; – O início de cada capítulo deve ocorrer em nova página; – A capa não entra na numeração; – A numeração só se coloca a partir da introdução (inclusive) 5. Apresentação do trabalho
  31. 31. Cabeçalho e rodapé Estes elementos são utilizados para identificar as páginas do trabalho. Geralmente, no cabeçalho coloca-se o nome da escola e o nome do trabalho e no rodapé coloca-se o nome dos autores do trabalho, a data e o n.º da página. 5. Apresentação do trabalho
  32. 32. Notas de Rodapé São muito úteis para chamar a atenção do leitor para determinado facto. Geralmente utiliza-se para associar Anexos ao texto ou para fazer uma referência bibliográfica a uma citação utilizada no texto. 5. Apresentação do trabalho
  33. 33. • Recomenda-se uma última leitura para: – Corrigir gralhas/erros ortográficos – Identificar frases mal estruturadas – Substituir palavras que se repetem muitas vezes – Verificar se o que foi escrito corresponde ao plano ou se falta alguma coisa. 6. Antes de entregar o trabalho
  34. 34. AZEVEDO, Ana Gonçalves de e AZEVEDO, Carlos A. Moreira de, Metodologia Cientifica. Contributos Práticos para a Elaboração de Trabalhos Académicos, 9.ª Edição, Universidade Católica Editora, Lisboa, 2008. CARVALHO, J. Eduardo, Metodologia do Trabalho Cientifico. Saber Fazer da Investigação para Dissertações e Teses, Escolar Editora, Lisboa, 2009 CEIA, Carlos, Normas para Apresentação de Trabalhos Científicos, 7.ª Edição, Editorial Presença, Lisboa, 1997 GOMES, Isabel e outros, Eu vou fazer um trabalho, Porto Editora, Porto, 1995. POUPA, Carlos e PEREIRA, Alexandre, Como Escrever uma Tese, Monografia ou Livro Científico Usando o Word, 5ª Edição, Edições Silabo, Lisboa, 2012 SOUSA, Maria José e BAPTISTA, Cristina Sales ,Como Fazer Investigação, Dissertações, Tese e Relatórios Segundo Bolonha, Pactor, Lisboa, 2011 Bibliografia

×