O  e-learning  como etapa da universidade para o virtual   Luis Borges Gouveia Fernando Gomes Universidade Fernando Pessoa...
e-learning   como objectivo ou etapa? <ul><li>o  e-learning  como estratégia </li></ul><ul><ul><li>adopção de práticas de ...
Universidade Fernando Pessoa <ul><li>instituição de ensino superior privada </li></ul><ul><ul><li>com origem no ano lectiv...
Crescimento e consolidação <ul><li>Instalações (actualmente dois complexos pedagógicos no Porto e um em Ponte de Lima) </l...
Etapas estratégicas da universidade <ul><li>Aposta na formação avançada dos seus recursos humanos </li></ul><ul><ul><li>da...
A orientação ao digital <ul><li>O projecto dos portáteis </li></ul><ul><ul><li>obrigatoriedade de possuir um portátil para...
gep.ufp.pt <ul><li>o suporte pedagógico está a cargo do GEP (Gabinete de Estudos e Planeamento) </li></ul><ul><ul><li>supo...
ci.ufp.pt <ul><li>a crescente utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC) veio tornar mais crítico o supo...
Oportunidades  <ul><li>experiência adquirida  </li></ul><ul><li>incentivos proporcionados pela iniciativa e-U (UMIC)  </li...
Caminhos a seguir <ul><li>num futuro próximo, tomando o contexto da universidade e o desafio do e-learning   </li></ul><ul...
Etapas da universidade para o virtual <ul><li>como garantia de uma evolução sustentada, necessário considerar um conjunto ...
A via do  e-learning O e-learning como etapa ... Mais uma estratégia de complemento ao conhecimento e às pessoas! Não é so...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O elearning como etapa da universidade para o virtual

1.079 visualizações

Publicada em

Conferência ELES 2004, Aveiro

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.079
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O elearning como etapa da universidade para o virtual

  1. 1. O e-learning como etapa da universidade para o virtual Luis Borges Gouveia Fernando Gomes Universidade Fernando Pessoa lmbg@ufp.pt & fergomes@ufp.pt
  2. 2. e-learning como objectivo ou etapa? <ul><li>o e-learning como estratégia </li></ul><ul><ul><li>adopção de práticas de ensino a distância ou presencial de suporte electrónico </li></ul></ul><ul><ul><li>tomado como requisito para um ensino superior, moderno e adequado à Sociedade da Informação </li></ul></ul><ul><li>contexto da Universidade Fernando Pessoa </li></ul><ul><ul><li>o exito do e-learning exige sistemas de informação adequados e não é compatível com a duplicação de esforços, que implica maiores custos e de perda de qualidade </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  3. 3. Universidade Fernando Pessoa <ul><li>instituição de ensino superior privada </li></ul><ul><ul><li>com origem no ano lectivo de 1989-90, (resultado da fusão de dois Institutos de Ensino Superior) </li></ul></ul><ul><ul><li>em 1996 como Universidade (comemora o seu oitavo aniversário em 2004) </li></ul></ul><ul><ul><li>estruturada em três faculdades (Porto) : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ciência e Tecnologia; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ciências Humanas e Sociais; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ciências da Saúde e Escola Superior de Saúde </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>e uma unidade em Ponte de Lima (também com Escola Superior de Saúde) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>19 licenciaturas, cerca de 4500 discentes e 457 docentes, incluindo um corpo próprio de 170 doutorados (220 contratados) e 110 funcionários </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  4. 4. Crescimento e consolidação <ul><li>Instalações (actualmente dois complexos pedagógicos no Porto e um em Ponte de Lima) </li></ul><ul><li>Formação avançada dos docentes (formação avançada, com apoio à obtenção de mestrados e doutoramentos) </li></ul><ul><li>Criação de centros de estudos e I&D </li></ul><ul><li>Laboratórios para apoio pedagógico </li></ul><ul><li>Oferta de formação complementar </li></ul><ul><li>Oferta de formação de pós-graduação </li></ul><ul><li>Acolhimento de alunos Erasmus </li></ul><ul><li>Desenvolvimento científico em rede e parcerias de projectos </li></ul>O e-learning como etapa ...
  5. 5. Etapas estratégicas da universidade <ul><li>Aposta na formação avançada dos seus recursos humanos </li></ul><ul><ul><li>dando menor importância ao investimento em edifícios e equipamentos </li></ul></ul><ul><li>Aposta na área de saúde </li></ul><ul><ul><li>incremento da base laboratorial dos cursos </li></ul></ul><ul><li>Aposta na internacionalização </li></ul><ul><ul><li>oferta em língua Inglesa e orientada para alunos de origem internacional </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  6. 6. A orientação ao digital <ul><li>O projecto dos portáteis </li></ul><ul><ul><li>obrigatoriedade de possuir um portátil para suporte à sua actividade (desde 1995) </li></ul></ul><ul><li>Sistema de Informação de condução pedagógica da universidade </li></ul><ul><ul><li>obrigatoriedade de preenchimento electrónico de sumários pelos docentes </li></ul></ul><ul><li>Integração e suporte crescente ao digital </li></ul><ul><ul><li>obrigatoriedade de utilização de endereço de correio electrónico da universidade, como meio de comunicação institucional </li></ul></ul><ul><ul><li>obrigatoriedade de todos os docentes possuirem uma página Web (até ao final de 2004/05) </li></ul></ul><ul><ul><li>cobertura por presença na Intranet da universidade da maioria dos seus serviços </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  7. 7. gep.ufp.pt <ul><li>o suporte pedagógico está a cargo do GEP (Gabinete de Estudos e Planeamento) </li></ul><ul><ul><li>suporte à recolha de dados pedagógicos das aulas (sumários electrónicos), </li></ul></ul><ul><ul><li>introdução de notas e avaliação no sistemas, directamente pelos docentes, </li></ul></ul><ul><ul><li>distribuição de serviço docente, </li></ul></ul><ul><ul><li>ocupação de salas e horários e </li></ul></ul><ul><ul><li>distribuição de informação pelos discentes e docentes implicados </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  8. 8. ci.ufp.pt <ul><li>a crescente utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC) veio tornar mais crítico o suporte </li></ul><ul><ul><li>discentes </li></ul></ul><ul><ul><li>docentes </li></ul></ul><ul><ul><li>funcionários </li></ul></ul><ul><li>Centro de Informática </li></ul><ul><ul><li>unidade de suporte às TIC na universidade, </li></ul></ul><ul><ul><li>assume um papel de agregação de projectos de suporte tecnológico de caracter quer pedagógico, quer administrativo </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  9. 9. Oportunidades <ul><li>experiência adquirida </li></ul><ul><li>incentivos proporcionados pela iniciativa e-U (UMIC) </li></ul><ul><li>pressões para a adopção de Bolonha </li></ul><ul><li>crescimento demográfico negativo </li></ul><ul><li>Internacionalização </li></ul><ul><li>a base nacional de origem dos alunos na universidade </li></ul><ul><li>a dispersão geográfica dos edifícios da universidade (local e regional) </li></ul><ul><li>têm impacto na orientação e adopção do e-learning </li></ul>O e-learning como etapa ...
  10. 10. Caminhos a seguir <ul><li>num futuro próximo, tomando o contexto da universidade e o desafio do e-learning </li></ul><ul><ul><li>questões associadas </li></ul></ul><ul><ul><li>o seu impacto </li></ul></ul><ul><ul><li>o seu suporte </li></ul></ul><ul><li>aproveitar os esforços de desenvolvimento para o digital, realizados desde 1995 com o projecto dos portáteis </li></ul><ul><ul><li>uso do digital para reforço da actividade do professor </li></ul></ul><ul><ul><li>como complemento ao ensino em sala de aula, figura central no modelo actual de aula do ensino superior </li></ul></ul><ul><ul><li>reforço da universidade dos professores </li></ul></ul><ul><ul><li>reforço da participação </li></ul></ul><ul><ul><li>reforço da experimentação </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  11. 11. Etapas da universidade para o virtual <ul><li>como garantia de uma evolução sustentada, necessário considerar um conjunto de etapas de digitalização internas: </li></ul><ul><ul><li>estabilização e aceitação do sistema de informação </li></ul></ul><ul><ul><li>recolha e tratamento de dados na origem </li></ul></ul><ul><ul><li>incorporação de computadores e redes nas operações da universidade </li></ul></ul><ul><ul><li>suporte ágil para a produção,armazenamento e difusão de conteúdos </li></ul></ul><ul><ul><li>Promoção, formação e treino da comunidade educativa </li></ul></ul><ul><li>logística e sistema de informação com elevada componente digital </li></ul><ul><ul><li>requisito crítico para obter uma oferta estruturada de e-learning, sem que tal represente um esforço adicional que inviabilize a sua prática (quer económica, quer operacional) </li></ul></ul>O e-learning como etapa ...
  12. 12. A via do e-learning O e-learning como etapa ... Mais uma estratégia de complemento ao conhecimento e às pessoas! Não é solução ou razão final de uma qualquer transformação da universidade

×