Gestão das organizações, natureza, âmbito e complexidade

15.920 visualizações

Publicada em

Gestão das organizações, natureza, âmbito e complexidade
Luis Borges Gouveia
Abril 2011
Versão1.6

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.920
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
115
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
186
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão das organizações, natureza, âmbito e complexidade

  1. 1. Gestão das organizações,natureza, âmbito e complexidade Luis Borges Gouveia Abril 2011 Versão 1.6
  2. 2. Natureza das organizações• As organizações são entidades fortes • Família: exemplo de primeira organização • Local de trabalho: outra organização• As organizações são precisas na medida em que as necessidades não podem ser satisfeitas por individuos (isolados) • Necessidades de bens e serviços • Necessidades sociais
  3. 3. Natureza das organizações• Significa contexto de luta por poder e de exercício de influência de uns, noutros• Requer a concepção de uma estrutura de organização de modo a: – Assegurar que são atingidos objectivos; – O trabalho é bem definido; – O fluxo de informação é fluido; – A coordenação mas também o comando e o controlo pode (e deve) ser concretizada.
  4. 4. Características das organizações• Especificadas de forma verbal ou com base em documentos com maior ou menor grau de detalhe e formalismo• Operam no contexto de algum estado (entendido como contexto identificável) ao longo do tempo – São necessárias estratégias para assegurar a transição de condições caóticas para condições de equilíbrio• São parte de um ambiente maior que contempla a sociedade, competidores, parceiros e instituições de suporte – Constitui um sistema aberto e que interage e é muito permeável ao seu exterior• As organizações possuem: – membros organizacionais (componentes); – hierarquias de autoridade e de responsabilidade e reporte (comprometimento); – um sistema de valores (comparabilidade); – estrutura (relacionamentos). 4
  5. 5. Dimensões de uma organização processos estrutura organization comportamento organização 5
  6. 6. uma analogia… organização e corpo humanoestrutura anatomia • corpoprocessos fisiologia • actividadecomportamento psicologia • mente
  7. 7. a dimensão estrutura nas organizações • Definição da hierarquia adequada Nível de • Delimitação de controlo topo • Tendência para o achatamento das hierarquias Nível Nível • Natureza dos sistemas intermédio intermédio de informação para gestão • Métodos de trabalhoBaixo nível Baixo nível Baixo nível • Definição de trabalho • Métodos de avaliação de desempenho
  8. 8. a dimensão processos nas organizações Nível • Viabiliza a tomada de decisão – centralizada ou descentralizada de topo • Proporciona padrões de comunicação – cima para baixo – baixo para cima Nível – entre os níveis horizontaisintermédio • Oferece mecanismos de suporte – de coordenação – de controlo Nível baixo Viabiliza o comportamento
  9. 9. a dimensão comportamento nas organizações • Natureza de afiliação dos seres humanos • Como os membros são motivados ou desmotivados – Motivo para acção • Influência sobre as afiliações interpessoais e a formação de grupos • Alternativas de liderança • Constituem os aspectos mais subjectivos, de maior incerteza e imprevisíveis das organizações – O lado soft da organização
  10. 10. Desenvolvimento organizacional• estratégias ou intervenções que permitem às organizações a sua transformação consciente – de um estado de condições caóticas para um estado que promove operações equilibradas para alcançar níveis de eficácia organizacional – assegura a continuidade perante as ameaças e oportunidades exteriores para a organização enquanto sistema aberto• Inclui actividades como: – intervenções de design organizacional; – avaliação tecnológica; – gestão por objectivos; – diversificação e estratégias de crescimento; – treino e desenvolvimento.
  11. 11. GRANDESDESAFIOS
  12. 12. alimentaçãomudar e redistribuir, manter e garantir
  13. 13. segurançado extremo desafio analógico para a ameaça digital
  14. 14. energiada dependência à sustentabilidade
  15. 15. ambienteo desafio da partilha e da colaboração
  16. 16. demografiao desafio da demografia positiva e negativa
  17. 17. envelhecimentorepensar contextos e práticas
  18. 18. tendênciasmaior pressão sobre a eficiência e aumento do custo marginal…
  19. 19. sustentabilidade Sustentabilidade económica Crescimento económico Sustentabilidade corporativa Protecção ComunidadeSustentabilidade ambiental e equidade Sustentabilidadeambiental social
  20. 20. Excesso de informação……falta de conhecimento
  21. 21. RESPOSTAS
  22. 22. Tempo: já, aqui e agora!Planear e não reagir & tempo de reacção
  23. 23. Espaço: estar próximo e no localem qualquer lugar, de qualquer forma
  24. 24. Memória, auxiliar de identidade e actividade humanacuidar, preservar e facilitar a recuperação
  25. 25. Custo, como padrão de comparabilidade unidade de esforço e de retribuição
  26. 26. Contexto, proporciona delimitação relaciona conteúdos e utilizadores
  27. 27. Adaptação, tornar viável a mudança flexível e de resposta fácil e estável
  28. 28. Rightsizing…consiste na gestão da redução naorganização de recursos humanos ou decapital ou ainda de qualquer espécie, deforma a corrigir desalinhamentos emelhorar o desempenho quando ocorreum declínio da organização ou do seumeio ambiente…
  29. 29. Justificação para o rightsizingDeclínio da organização Declínio do ambiente• gerado por gestão • causado por mudanças desadequada no contexto competitivo• Requer arranjos ou • Requer estratégias alterações estruturais: direccionadas para – normalização domínio específico da – formalização organização: – centralização – mudanças nos mercados – diferenciação estrutural – mudanças nos produtos ou serviços oferecidos
  30. 30. Estratégias para a prática do rightsizing 1. Estrutural e de contenção de domínio – mudar estrutura – restringir âmbito 2. Redução de despesas estruturais e de reorientação do domínio – diminuir despesa – mudar âmbito 3. Reorientação estrutural e de redução de domínio – repensar estrutura – diminuir âmbito 4. Reorientação estrutural e de domínio – repensar estrutura – mudar âmbito
  31. 31. 1. Estrutural e de contenção de domínio re-escala a organização e melhora a sua eficiência e resultadosContenção estrutural Contenção de domínio• Aumentar a separação • Diminuição da carteira actual entre desempenho do de produtos e mercados trabalho e a sua avaliação (repensar a oferta) • Aumenta a diferenciação• A margem de influência é horizontal reduzida e são adicionados níveis de autoridade (criação de grupos operacionais de menor dimensão)
  32. 32. 2. Redução de despesas estruturais e de reorientação do domínio a reorientação leva à mudança orgânica da organizaçãoContenção estrutural Reorientação de domínio• Aumentar a diferenciação • Identificar os produtos e vertical mercados mais importantes e sustentáveis• Diminuir a formalização e a normalização • Aumentar o esforço dentro do domínio
  33. 33. 3. Reorientação estrutural e de redução de domíniocontenção e mudança mecanicista na estrutura da organizaçãoReorientação estrutural Contenção de domínio• Dispensa de trabalhadores • Elaboração de produtos e de colarinho branco mercados através da (administrativos…) diferenciação horizontal para lidar com domínios• Cortes no emprego directo problemáticos• Níveis de autoridade são eliminados
  34. 34. 4. Reorientação estrutural e de domínio mudança orgânica da organizaçãoReorientação estrutural Reorientação de domínio• Diminuição da • Diminuição na normalização diferenciação horizontal e vertical• Diminuição na formalização
  35. 35. Ambiente complexo e desafiosAs SI/TI/TIC estão a transformar e a adquirir uma dimensão própria,heterogênea e complexa, onde o papel do especialista é simplificar o acesso eacelerar as operações garantindo segurança e disponibilidade da informação Internet Diversas Aplicações Intranet Extranet Redes Bases de Dados Transacções Aplicações Projectos Stakeholders Utilizadores Clientes
  36. 36. Ambientes de TI nas Organizações elementos básicosApplications InformationPeople Processes
  37. 37. Sistemas de Informação• Uma definição… (Laudon & Laudon, 2007) – conjunto de componentes inter-relacionados, que, de forma integrada e eficiente, trabalham em conjunto para recolher, recuperar, processar, armazenar e distribuir informação com a finalidade de facilitar o planeamento, o controle, a coordenação, a análise e o processo de tomada de decisão na organização e suporte da sua actividade• Eficiência versus eficácia – de nada serve eficiência sem eficácia…• Fronteiras, delimitação e âmbitos• Recursos humanos, competências e o conhecimento…
  38. 38. Processos de Negócio• Um processo de negócio (sub-processos e actividades) atravessam diversos departamentos na organização e mesmo as fronteiras da organização• Relacionamento vertical e horizontal com a organização – intra / inter-funcional / inter-organizacional.
  39. 39. Hierarquia genérica de Processos Cadeia de Valor Processo de Negócio Processo de Negócio Processo de Negócio Processo Processo Processo Sub-processo Sub-processo Sub-processo Sub-processo ou Tarefa Actividade Actividade

×