SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para
mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações
• Paulo Sérgio Araújo
Doutorando em Ciências da Informação na UFP, Porto, Portugal, Gestor de projetos do Núcleo de
Tecnologia Municipal de Betim - MG– profaraujosergiopaulo@gmail.com
• Luis Borges Gouveia
Professor Catedrático da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa, Porto,
Portugal – lmbg@ufp.edu.pt
1
Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
QUESTÃO DE
INVESTIGAÇÃO
2
• Como diferenciar cultura digital e
literacia digital e como os membros de
uma organização percebem a cultura
digital em si mesmos, tendo em vista a
realização de projetos colaborativos,
utilizando para isso ferramentas digitais?
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
Estrutura
3
1. Introdução – o contexto de discussão
2. A complementariedade entre literacia digital
e cultura digital
3. As dimensões da cultura digital e um
instrumento para medir a cultura digital em
uma organização
4. Considerações finais
5. Referências
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
1 Introdução – o contexto
• Desenvolvimento do uso exponencial do digital,
por meio de tecnologias disruptivas; (ROGERS, 2017)
• Transformação das organizações nas esferas
econômicas, políticas, sociais, educativas e
políticas; (KILPI apud O’REILLY, 2017, p.143).
4
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
2 A complementariedade entre literacia
digital e cultura digital
• A compreensão dos conceitos de literacia digital e cultura digital;
• Os conhecimentos constituídos em tendências tecnológicas que
influenciam os comportamentos em todos os níveis e precisam ser
entendidos como um fenômeno complexo em seus modos operantes;
• Manovich (apud SILVA 2012), apresentou o conceito de metamix
como esse fenômeno, para a identificação e operacionalização do que
intitulou Infoestética.
5
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
• Infoestética
• “às práticas culturais que podem ser melhor compreendidas como
uma resposta às novas prioridades da sociedade da informação: dar
sentido à informação, trabalhar com ela e produzir conhecimento a
partir da informação” (MANOVICH apud SILVA, 2012, p.5).
6
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
• Metamix
• “várias formas de estilo de vida culturais: música, moda, design, arte, aplicações
Web, mídia criada pelos usuários, comida, estão cheias de remixagens, fusões,
colagens e “mashups” como destaca Manovich (apud SILVA, 2012, p.7).
• o que estamos cotidianamente em nossa rotina mixando são os vocabulários e as
gramáticas das mídias previamente separadas, cada uma em seu suporte. Esse
fenômeno eu denomino “metamix”. (MANOVICH apud SILVA, 2012, p.9).
7
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
2.1 Literacia digital
• O conceito literacia é considerado neologismo, aproxima-se da palavra
letramento ou pode ser aplicado como uma alternativa, a palavra
alfabetização no contexto digital.
• A literacia digital comporta o estágio de conhecimento técnico, ou seja,
refere-se a capacitar indivíduos para o uso de editores de texto, planilhas,
navegação e pesquisa na Internet, aprender a encontrar e aplicar o que se
deseja ou precisa.
8
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
9
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
Letramentos digitais podem ser também definido como:
“habilidades individuais e sociais necessárias para
interpretar, administrar, compartilhar e criar sentido
eficazmente no âmbito crescente dos canais de
comunicação digital” (DUDENEY; HOCKLY; PEGRUM,
2016, p. 17).
2.2 Cultura digital
• Cultura: todas as manifestações humanas refletidas nos hábitos e costumes das
pessoas.
• Tomando em seu amplo sentido etnográfico [cultura] é este todo complexo que
inclui conhecimentos, crenças, arte, moral, leis, costumes ou qualquer outra
capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade
(Tylor apud LARAIA, 2006, p.25).
• A cultura é considerada como uma “segunda natureza” .
10
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
Digital
• “a representação de base eletrônica da informação, com recurso a
computadores e rede” destaca Gouveia (2012, p.44).
• no nosso contexto cultural é “a digitalidade pode ser pensada como
um marcador da cultura, porque abrange os artefatos e os sistemas
de significação e comunicação que demarcam mais claramente o
modo de vida contemporâneo dos outros” (GERE, 2002,p. 12).
11
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
Cultura + Digital
• Perspectivas do conhecimento do digital:
ligado a literacia.
• Quando o conhecimento técnico já está
inserido no cotidiano da vida das pessoas
temos uso de recursos digitais presente
como hábito e costume e se tornando
comuns para a sociedade da informação
constituida.
12
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3 Dimensões da cultura digital
As dimensões são resultado de um trabalho em conjunto dos membros do
CIGREF (clube de grandes empresas, considerado o maior produtor de
evolução dos sistemas de informação na França atual).
O documento intitulado:
A estrutura de referência da cultura digital do CIGREF. Uma ferramenta de
avaliação para otimizar a transformação digital do seu negócio ”
13
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1 As sete dimensões da cultura digital:
Viabilidade
Abertura
Conhecimento Agilidade
Confiança
Responsabilidadde
Interdependência
14
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
Questionário - 14 questões – duas por
dimensão
• Objetivo: "capturar" a maneira como os atores da empresa
percebem a cultura digital de sua organização em suas próprias
mentes.
15
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.1 Viabilidade:
• diz respeito à confiabilidade das infraestruturas e processos para garantir a continuidade
dos negócios e manter a confiança dos clientes, funcionários e outras partes interessadas
(GIANDOU, 2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• Considera seguras as estruturas digitais (site, plataformas e e-mails) de sua instituição
para inserir as informações e os conteúdos vinculados a sua atividade de trabalho?
• A estrutura digital da instituição é regularmente questionada e adaptada para levar em
conta novos desafios e riscos digitais?
•
16
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.2 Abertura:
• capacidade de gerenciar e fazer bom uso de diferentes tipos de informações,
disponíveis em grandes quantidades, dentro e fora da organização (GIANDOU,
2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• Consegue gerenciar e fazer bom uso em sua atividade profissional de diferentes
tipos de informações fornecidas por ferramentas digitais em seu espaço de
trabalho?
• A instituição em que trabalha oferece acesso simples a plataforma digital de
gestão da informação dos conteúdos em que trabalha?
17
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.3 Conhecimento:
• a) Desenvolvimento da inteligência coletiva e ao compartilhamento de
conhecimento estruturado ou informal através e além – das fronteiras usuais,
dentro e fora da empresa. b) A capacidade de criar valor usando as informações
disponíveis (GIANDOU, 2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• Compartilha conhecimentos produzidos por você ou por outros de sua área de
atuação, com o seu grupo de trabalho, utilizando ferramentas digitais?
• Utiliza de conhecimentos que melhoraram a qualidade do seu trabalho, e que
foram compartilhados via ferramentas digitais por colegas de sua área ou por
outras pessoas fora de sua instituição?
18
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.4 Agilidade:
• a capacidade de transformar e experimentar constantemente, o que implica, por
sua vez, permitir a iniciativa individual e o aprendizado por tentativa e erro
(GIANDOU, 2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• Pensa sempre diante de uma demanda de trabalho, em explorar e experimentar
constantemente, ferramentas digitais para agilizar a sua resolução?
• O digital e tecnologias, construídas por sua instituição são flexíveis e responsivas
(podem ser acessadas em qualquer dispositivo, celulares, tablets, etc) para
responderem de maneira ágil à demanda de tempo?
19
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.5 Confiança:
• a capacidade de criar engajamento, com base na autenticidade e exemplaridade
dentro e fora da organização. Implica em uma busca por significado, para reunir
homens e mulheres em torno de metas e valores compartilhados (GIANDOU,
2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• Novas formas de trabalhar utilizando ferramentas digitais são encorajadas e
implementadas pela sua instituição?
• Considera possível o seu engajamento em um projeto que envolva metas e
valores compartilhados, utilizando para isso ferramentas digitais?
20
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.6 Interdependência:
• projetar modelos de negócios inovadores e soluções mutuamente satisfatórias
entre as várias partes interessadas, novas parcerias e alianças precisam ser criadas,
trabalhando de uma maneira mais transversal e cooperativa de trabalhar
internamente (GIANDOU, 2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• O trabalho colaborativo virtual com o uso de ferramentas digitais é prática atual em
sua instituição?
• Considera importante trabalhar cooperativamente para criar inovação e soluções
mútuas e satisfatórias entre as várias partes interessadas, utilizando uma
ferramenta digital? 21
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
3.1.7 Responsabilidade:
• a capacidade para controlar o consumo de energia digital e levar em conta a
diversidade para que todos na empresa entendam as questões em jogo e sintam que
ela tem algo a contribuir para a comunidade e para o mundo do futuro (GIANDOU,
2014).
Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão:
• Considera que o uso de ferramentas digitais possui condições em contribuir para a
comunidade e para o futuro levando em consideração o respeito à privacidade e o
reconhecimento da diversidade?
• Quando utiliza as ferramentas digitais ocupa a maior parte do tempo de forma a
distribuir o seu esforço entre redes sociais, o trabalho, a produção de conteúdo, a
pesquisa de notícias e assistir filmes e séries?
22
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
4 Considerações finais
• Definir conceitos, instituir categorias e definições de ideias são condições
fundamentais para construir identidade nas áreas que envolvem a ciência da
informação ou a qualquer área das ciências,
• letramento digital, como o conhecimento e operacionalização das tecnologias
digitais,
• Cultura digital quer dizer a inserção ou aplicação do letramento digital na vida
diária.
23
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
• A cultura digital é, portanto, o uso do digital identificado nos hábitos e costumes
de um grupo social ou ainda, cultura digital, são os processos de uso e
incorporação no mundo da vida das sociedades atuais, destas tecnologias,
construindo um novo ethos e com isso, um novo nomus ordenador de contextos,
compondo um novo registro cultural.
• As dimensões valorativas da cultura digital estão alicerçadas em valores
subjetivos que objetivados, sugerem mais competências humanas em detrimento
das técnicas. Elas dialogam com valorações éticas nos processos de construção de
hábitos e costumes, elementos genealógicos da cultura.
24
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
5 Referências
BAUMAN, Z. Tempos líquidos. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.
BOTELHO, I. Dimensões da cultura e políticas públicas. Perspectiva, São Paulo, v.15, n.2, 2001.
CASTELLS, MANUEL. De los procesos mentales a los sociales, de la creatividad a la comunicación con el entorno social. Pero la
comunicación en la época de Internet y de la Web 2.0 implica una nueva frontera en la creatividad y la innovación. In: Revista
Telos. Disponível em: <https://telos.fundaciontelefonica.com/archivo/numero077/un-mapa-de-sus-interacciones/> Acesso em:
30/03/2020.
CASTRO, L. G. F. de. (2016). Uma análise referencial do curta “Tour Eiffel”, de Sylvain Chomet. In: Ciberartigo: Linguística,
Hipertexto e Educação. França, L. C. M.; Ferreira, L. P. S. (Org.). Aracaju: Editora Criação. Disponível em:<
http://www.ciberpub.com.br/ebook2015/#_txtpr>. Acesso em: 10/02/2020.
CHAUÍ, M. Cultura política e política cultural. São Paulo: Estudos Avançados, 1995,
CUCHE, D. A noção de cultura nas ciências sociais. Trad. Viviane Ribeiro. Bauru: Universidade do Sagrado Coração, 2002.
BY, EDITED; BISERKA, CYJETIÈANIN; UZELAC, ALEKSANDRA. Digital Culture: The Changing Dynamics. Institute for Internacional
Relations. Zegrab: UNIESCO, 2008.
DUDENEY, GAVIN; HOCKLY, NICKY; PEGRUM MARK. Letramentos digitais. Tradução: Marcos Marcionilo. 1ª ed. São Paulo:
Parábola Editorial, 2016.
Françoso, D.J. Gestão da Tecnologia da Informação: Teoria e prática. São Paulo: Edipro, 2016
25
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
GERE, CHARLIE. Digital Culture. London: Reaktion Books, 2002.
GIANDOU, A. Le CIGREF: u club de grandes entreprises acteur majeur de l’évolution des systèmes d’information em France.
2010. Disponível em: <https://www.cairn.info/revue-entreprises-et-histoire-2010-3-page-62.htm.> Acesso em: 01 de abril de
2020.
GIANDOU, A. A cultura digital CIGREF quadro de referência – Uma ferramenta de avaliação para otimizar a transformação
digital do seu negócio, 2014. Disponível em: <https://www.cigref.fr/cigref-digital-culture-reference-framework> acesso em:
03/02/2020.
GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.
GILSTER, P. Digital Literacy. Nova Iorque: John Wiley, 1997.
HOBSBAWM, E. Tempos interessantes: uma vida no século XX. Tradução: S. Duarte. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
LARAIA, R. B. Cultura: um conceito antropológico. 22.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.
Lévy, P. Cibercultura. Coleção Trans. São Paulo: Editora 34, 2011.
26
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
27
GOUVEIA, L.B.; REGEDOR, A.B. Ciência da Informação: Contributos para o seu estudo. Freitas, J.A.G. (Org.). Porto, Portugal:
Edições Universidade Fernando Pessoa, 2012.
MEIRA, S. Gente, digital: A grande transformação digital e seus impactos para as pessoas para as pessoas, nos negócios.
Recife: MuchMore digital, 2018.
SILVA, CICERO INÁCIO DA. A era da infoestética – entrevista com Lev Manovich. In.: Revista do Programa de Pós-graduação
em Comunicação Universidade Federal de Juiz de Fora / UFJF – 2012. Disponível em:
<file:///E:/Área%20de%20Trabalho%20Paulo/DOUTORADO/DOUTORADO/TESE%20EM%20CONSTRUÇÃO/TESE/Artigo%208/
232-229-1-PB1.pdf> Acesso em 30/03/2020.
ROGERS, DAVID L. Transformação digital: repensando o seu negócio para a era digital. Tradução: Afonso Celso da Cunha
Serra. 1ª ed. São Paulo: Autêntica Business, 2017.
O’REILLY, TIM. Como será o futuro e porque ele depende de nós. Tradução: João Van Zeller. 1ª ed, Lisboa, PT: 2018.
SANTAELLA, L. Temas e dilemas do pós-digital: a voz da política. São Paulo: Paulus, 2016.
SOARES, M. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação e Sociedade, Campinas, v.23, n.81, p.
143-160, dez. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935> Acesso em: 05/04/2020.
Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as
condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
História Pensante
 
Educação Ambiental e Mudanças de Hábitos
Educação Ambiental e Mudanças de HábitosEducação Ambiental e Mudanças de Hábitos
Educação Ambiental e Mudanças de Hábitos
carlosbidu
 
Palestra Meio Ambiente
Palestra Meio AmbientePalestra Meio Ambiente
Palestra Meio Ambiente
adelsonb
 
Consumo Sustentável
Consumo SustentávelConsumo Sustentável
Consumo Sustentável
Marco Santos
 
História da questão ambiental
História da questão ambientalHistória da questão ambiental
História da questão ambiental
demervalm
 
O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
Aline Corso
 

Mais procurados (20)

Cibercultura pierre levy capítulo 1
Cibercultura pierre levy  capítulo 1Cibercultura pierre levy  capítulo 1
Cibercultura pierre levy capítulo 1
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Aula 4-sociologia-aula-4-antropologia
Aula 4-sociologia-aula-4-antropologiaAula 4-sociologia-aula-4-antropologia
Aula 4-sociologia-aula-4-antropologia
 
Análise de Dados
Análise de DadosAnálise de Dados
Análise de Dados
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Fundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambientalFundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambiental
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
 
Educação Ambiental e Mudanças de Hábitos
Educação Ambiental e Mudanças de HábitosEducação Ambiental e Mudanças de Hábitos
Educação Ambiental e Mudanças de Hábitos
 
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
 
Resíduos sólidos e líquidos.
Resíduos sólidos e líquidos.Resíduos sólidos e líquidos.
Resíduos sólidos e líquidos.
 
Cultura Digital
Cultura DigitalCultura Digital
Cultura Digital
 
Palestra Meio Ambiente
Palestra Meio AmbientePalestra Meio Ambiente
Palestra Meio Ambiente
 
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
 
Consumo Sustentável
Consumo SustentávelConsumo Sustentável
Consumo Sustentável
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Aula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambientalAula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambiental
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
História da questão ambiental
História da questão ambientalHistória da questão ambiental
História da questão ambiental
 
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem! Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
 
O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
 

Semelhante a CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações

As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...
As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...
As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...
Léo Vitor
 
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de DoutoradoPalestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
Luiz Agner
 
A interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cida
A interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cidaA interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cida
A interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cida
Adrianelegnani
 

Semelhante a CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações (20)

As Redes Sociais como Instrumento de Participação e Aproximação da Sociedade ...
As Redes Sociais como Instrumento de Participação e Aproximação da Sociedade ...As Redes Sociais como Instrumento de Participação e Aproximação da Sociedade ...
As Redes Sociais como Instrumento de Participação e Aproximação da Sociedade ...
 
As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...
As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...
As Redes Sociais E A ComunicaçãO Organizacional A UtilizaçãO De MíDias Digita...
 
CULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdf
CULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdfCULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdf
CULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdf
 
CULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdf
CULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdfCULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdf
CULTURA-DIGITAL_30-aulas-semanais.docx.pdf
 
Estudo APDSI, Modelos de Governação
Estudo APDSI, Modelos de GovernaçãoEstudo APDSI, Modelos de Governação
Estudo APDSI, Modelos de Governação
 
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização social
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização socialComunicação via redes sociais digitais e mobilização social
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização social
 
O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
 O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
 
CULTURA DIGITAL
CULTURA DIGITAL CULTURA DIGITAL
CULTURA DIGITAL
 
Bnm am publicado 3957-6741-1-pb
Bnm am   publicado 3957-6741-1-pbBnm am   publicado 3957-6741-1-pb
Bnm am publicado 3957-6741-1-pb
 
A usabilidade na Sociedade em Rede
A usabilidade na Sociedade em RedeA usabilidade na Sociedade em Rede
A usabilidade na Sociedade em Rede
 
Interrogando plataformas e algoritmos digitais
Interrogando plataformas e algoritmos digitaisInterrogando plataformas e algoritmos digitais
Interrogando plataformas e algoritmos digitais
 
Território: implicações do digital
Território: implicações do digitalTerritório: implicações do digital
Território: implicações do digital
 
Inteligência coletiva e inclusão digital
Inteligência coletiva e inclusão digitalInteligência coletiva e inclusão digital
Inteligência coletiva e inclusão digital
 
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de DoutoradoPalestra na Unirio - Tese de Doutorado
Palestra na Unirio - Tese de Doutorado
 
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
 
Economia Criativa e Cultura de Rede
Economia Criativa e Cultura de Rede Economia Criativa e Cultura de Rede
Economia Criativa e Cultura de Rede
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Republica lmbg2010
Republica lmbg2010Republica lmbg2010
Republica lmbg2010
 
A interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cida
A interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cidaA interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cida
A interoperabilidade na construção de tesauros e ontologias cida
 
Sobre Cultura Digital
Sobre Cultura DigitalSobre Cultura Digital
Sobre Cultura Digital
 

Mais de Luis Borges Gouveia

Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Luis Borges Gouveia
 

Mais de Luis Borges Gouveia (20)

A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémicoA Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
 
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learningSharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
 
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
 
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
 
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militarInteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
 
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFPEventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
 
Information Science PhD event
Information Science PhD eventInformation Science PhD event
Information Science PhD event
 
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a DistânciaCuradoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
 
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
 
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
 
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafiosO Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
 
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
 
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superiorA oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
 
Transformação digital e gestão da informação
Transformação digital e gestão da informaçãoTransformação digital e gestão da informação
Transformação digital e gestão da informação
 
O momento da Transformação digital
O momento da Transformação digitalO momento da Transformação digital
O momento da Transformação digital
 
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystemEmerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
 
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digitalO lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES
 
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
 
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 

CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações

  • 1. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações • Paulo Sérgio Araújo Doutorando em Ciências da Informação na UFP, Porto, Portugal, Gestor de projetos do Núcleo de Tecnologia Municipal de Betim - MG– profaraujosergiopaulo@gmail.com • Luis Borges Gouveia Professor Catedrático da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal – lmbg@ufp.edu.pt 1 Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 2. QUESTÃO DE INVESTIGAÇÃO 2 • Como diferenciar cultura digital e literacia digital e como os membros de uma organização percebem a cultura digital em si mesmos, tendo em vista a realização de projetos colaborativos, utilizando para isso ferramentas digitais? Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 3. Estrutura 3 1. Introdução – o contexto de discussão 2. A complementariedade entre literacia digital e cultura digital 3. As dimensões da cultura digital e um instrumento para medir a cultura digital em uma organização 4. Considerações finais 5. Referências Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 4. 1 Introdução – o contexto • Desenvolvimento do uso exponencial do digital, por meio de tecnologias disruptivas; (ROGERS, 2017) • Transformação das organizações nas esferas econômicas, políticas, sociais, educativas e políticas; (KILPI apud O’REILLY, 2017, p.143). 4 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 5. 2 A complementariedade entre literacia digital e cultura digital • A compreensão dos conceitos de literacia digital e cultura digital; • Os conhecimentos constituídos em tendências tecnológicas que influenciam os comportamentos em todos os níveis e precisam ser entendidos como um fenômeno complexo em seus modos operantes; • Manovich (apud SILVA 2012), apresentou o conceito de metamix como esse fenômeno, para a identificação e operacionalização do que intitulou Infoestética. 5 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 6. • Infoestética • “às práticas culturais que podem ser melhor compreendidas como uma resposta às novas prioridades da sociedade da informação: dar sentido à informação, trabalhar com ela e produzir conhecimento a partir da informação” (MANOVICH apud SILVA, 2012, p.5). 6 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 7. • Metamix • “várias formas de estilo de vida culturais: música, moda, design, arte, aplicações Web, mídia criada pelos usuários, comida, estão cheias de remixagens, fusões, colagens e “mashups” como destaca Manovich (apud SILVA, 2012, p.7). • o que estamos cotidianamente em nossa rotina mixando são os vocabulários e as gramáticas das mídias previamente separadas, cada uma em seu suporte. Esse fenômeno eu denomino “metamix”. (MANOVICH apud SILVA, 2012, p.9). 7 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 8. 2.1 Literacia digital • O conceito literacia é considerado neologismo, aproxima-se da palavra letramento ou pode ser aplicado como uma alternativa, a palavra alfabetização no contexto digital. • A literacia digital comporta o estágio de conhecimento técnico, ou seja, refere-se a capacitar indivíduos para o uso de editores de texto, planilhas, navegação e pesquisa na Internet, aprender a encontrar e aplicar o que se deseja ou precisa. 8 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 9. 9 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020) Letramentos digitais podem ser também definido como: “habilidades individuais e sociais necessárias para interpretar, administrar, compartilhar e criar sentido eficazmente no âmbito crescente dos canais de comunicação digital” (DUDENEY; HOCKLY; PEGRUM, 2016, p. 17).
  • 10. 2.2 Cultura digital • Cultura: todas as manifestações humanas refletidas nos hábitos e costumes das pessoas. • Tomando em seu amplo sentido etnográfico [cultura] é este todo complexo que inclui conhecimentos, crenças, arte, moral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade (Tylor apud LARAIA, 2006, p.25). • A cultura é considerada como uma “segunda natureza” . 10 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 11. Digital • “a representação de base eletrônica da informação, com recurso a computadores e rede” destaca Gouveia (2012, p.44). • no nosso contexto cultural é “a digitalidade pode ser pensada como um marcador da cultura, porque abrange os artefatos e os sistemas de significação e comunicação que demarcam mais claramente o modo de vida contemporâneo dos outros” (GERE, 2002,p. 12). 11 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 12. Cultura + Digital • Perspectivas do conhecimento do digital: ligado a literacia. • Quando o conhecimento técnico já está inserido no cotidiano da vida das pessoas temos uso de recursos digitais presente como hábito e costume e se tornando comuns para a sociedade da informação constituida. 12 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 13. 3 Dimensões da cultura digital As dimensões são resultado de um trabalho em conjunto dos membros do CIGREF (clube de grandes empresas, considerado o maior produtor de evolução dos sistemas de informação na França atual). O documento intitulado: A estrutura de referência da cultura digital do CIGREF. Uma ferramenta de avaliação para otimizar a transformação digital do seu negócio ” 13 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 14. 3.1 As sete dimensões da cultura digital: Viabilidade Abertura Conhecimento Agilidade Confiança Responsabilidadde Interdependência 14 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 15. Questionário - 14 questões – duas por dimensão • Objetivo: "capturar" a maneira como os atores da empresa percebem a cultura digital de sua organização em suas próprias mentes. 15 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 16. 3.1.1 Viabilidade: • diz respeito à confiabilidade das infraestruturas e processos para garantir a continuidade dos negócios e manter a confiança dos clientes, funcionários e outras partes interessadas (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • Considera seguras as estruturas digitais (site, plataformas e e-mails) de sua instituição para inserir as informações e os conteúdos vinculados a sua atividade de trabalho? • A estrutura digital da instituição é regularmente questionada e adaptada para levar em conta novos desafios e riscos digitais? • 16 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 17. 3.1.2 Abertura: • capacidade de gerenciar e fazer bom uso de diferentes tipos de informações, disponíveis em grandes quantidades, dentro e fora da organização (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • Consegue gerenciar e fazer bom uso em sua atividade profissional de diferentes tipos de informações fornecidas por ferramentas digitais em seu espaço de trabalho? • A instituição em que trabalha oferece acesso simples a plataforma digital de gestão da informação dos conteúdos em que trabalha? 17 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 18. 3.1.3 Conhecimento: • a) Desenvolvimento da inteligência coletiva e ao compartilhamento de conhecimento estruturado ou informal através e além – das fronteiras usuais, dentro e fora da empresa. b) A capacidade de criar valor usando as informações disponíveis (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • Compartilha conhecimentos produzidos por você ou por outros de sua área de atuação, com o seu grupo de trabalho, utilizando ferramentas digitais? • Utiliza de conhecimentos que melhoraram a qualidade do seu trabalho, e que foram compartilhados via ferramentas digitais por colegas de sua área ou por outras pessoas fora de sua instituição? 18 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 19. 3.1.4 Agilidade: • a capacidade de transformar e experimentar constantemente, o que implica, por sua vez, permitir a iniciativa individual e o aprendizado por tentativa e erro (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • Pensa sempre diante de uma demanda de trabalho, em explorar e experimentar constantemente, ferramentas digitais para agilizar a sua resolução? • O digital e tecnologias, construídas por sua instituição são flexíveis e responsivas (podem ser acessadas em qualquer dispositivo, celulares, tablets, etc) para responderem de maneira ágil à demanda de tempo? 19 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 20. 3.1.5 Confiança: • a capacidade de criar engajamento, com base na autenticidade e exemplaridade dentro e fora da organização. Implica em uma busca por significado, para reunir homens e mulheres em torno de metas e valores compartilhados (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • Novas formas de trabalhar utilizando ferramentas digitais são encorajadas e implementadas pela sua instituição? • Considera possível o seu engajamento em um projeto que envolva metas e valores compartilhados, utilizando para isso ferramentas digitais? 20 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 21. 3.1.6 Interdependência: • projetar modelos de negócios inovadores e soluções mutuamente satisfatórias entre as várias partes interessadas, novas parcerias e alianças precisam ser criadas, trabalhando de uma maneira mais transversal e cooperativa de trabalhar internamente (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • O trabalho colaborativo virtual com o uso de ferramentas digitais é prática atual em sua instituição? • Considera importante trabalhar cooperativamente para criar inovação e soluções mútuas e satisfatórias entre as várias partes interessadas, utilizando uma ferramenta digital? 21 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 22. 3.1.7 Responsabilidade: • a capacidade para controlar o consumo de energia digital e levar em conta a diversidade para que todos na empresa entendam as questões em jogo e sintam que ela tem algo a contribuir para a comunidade e para o mundo do futuro (GIANDOU, 2014). Questões referenciais para diagnóstico dessa dimensão: • Considera que o uso de ferramentas digitais possui condições em contribuir para a comunidade e para o futuro levando em consideração o respeito à privacidade e o reconhecimento da diversidade? • Quando utiliza as ferramentas digitais ocupa a maior parte do tempo de forma a distribuir o seu esforço entre redes sociais, o trabalho, a produção de conteúdo, a pesquisa de notícias e assistir filmes e séries? 22 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 23. 4 Considerações finais • Definir conceitos, instituir categorias e definições de ideias são condições fundamentais para construir identidade nas áreas que envolvem a ciência da informação ou a qualquer área das ciências, • letramento digital, como o conhecimento e operacionalização das tecnologias digitais, • Cultura digital quer dizer a inserção ou aplicação do letramento digital na vida diária. 23 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 24. • A cultura digital é, portanto, o uso do digital identificado nos hábitos e costumes de um grupo social ou ainda, cultura digital, são os processos de uso e incorporação no mundo da vida das sociedades atuais, destas tecnologias, construindo um novo ethos e com isso, um novo nomus ordenador de contextos, compondo um novo registro cultural. • As dimensões valorativas da cultura digital estão alicerçadas em valores subjetivos que objetivados, sugerem mais competências humanas em detrimento das técnicas. Elas dialogam com valorações éticas nos processos de construção de hábitos e costumes, elementos genealógicos da cultura. 24 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 25. 5 Referências BAUMAN, Z. Tempos líquidos. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2007. BOTELHO, I. Dimensões da cultura e políticas públicas. Perspectiva, São Paulo, v.15, n.2, 2001. CASTELLS, MANUEL. De los procesos mentales a los sociales, de la creatividad a la comunicación con el entorno social. Pero la comunicación en la época de Internet y de la Web 2.0 implica una nueva frontera en la creatividad y la innovación. In: Revista Telos. Disponível em: <https://telos.fundaciontelefonica.com/archivo/numero077/un-mapa-de-sus-interacciones/> Acesso em: 30/03/2020. CASTRO, L. G. F. de. (2016). Uma análise referencial do curta “Tour Eiffel”, de Sylvain Chomet. In: Ciberartigo: Linguística, Hipertexto e Educação. França, L. C. M.; Ferreira, L. P. S. (Org.). Aracaju: Editora Criação. Disponível em:< http://www.ciberpub.com.br/ebook2015/#_txtpr>. Acesso em: 10/02/2020. CHAUÍ, M. Cultura política e política cultural. São Paulo: Estudos Avançados, 1995, CUCHE, D. A noção de cultura nas ciências sociais. Trad. Viviane Ribeiro. Bauru: Universidade do Sagrado Coração, 2002. BY, EDITED; BISERKA, CYJETIÈANIN; UZELAC, ALEKSANDRA. Digital Culture: The Changing Dynamics. Institute for Internacional Relations. Zegrab: UNIESCO, 2008. DUDENEY, GAVIN; HOCKLY, NICKY; PEGRUM MARK. Letramentos digitais. Tradução: Marcos Marcionilo. 1ª ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016. Françoso, D.J. Gestão da Tecnologia da Informação: Teoria e prática. São Paulo: Edipro, 2016 25 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 26. GERE, CHARLIE. Digital Culture. London: Reaktion Books, 2002. GIANDOU, A. Le CIGREF: u club de grandes entreprises acteur majeur de l’évolution des systèmes d’information em France. 2010. Disponível em: <https://www.cairn.info/revue-entreprises-et-histoire-2010-3-page-62.htm.> Acesso em: 01 de abril de 2020. GIANDOU, A. A cultura digital CIGREF quadro de referência – Uma ferramenta de avaliação para otimizar a transformação digital do seu negócio, 2014. Disponível em: <https://www.cigref.fr/cigref-digital-culture-reference-framework> acesso em: 03/02/2020. GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. GILSTER, P. Digital Literacy. Nova Iorque: John Wiley, 1997. HOBSBAWM, E. Tempos interessantes: uma vida no século XX. Tradução: S. Duarte. São Paulo: Companhia das Letras, 2002. LARAIA, R. B. Cultura: um conceito antropológico. 22.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008. Lévy, P. Cibercultura. Coleção Trans. São Paulo: Editora 34, 2011. 26 Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)
  • 27. 27 GOUVEIA, L.B.; REGEDOR, A.B. Ciência da Informação: Contributos para o seu estudo. Freitas, J.A.G. (Org.). Porto, Portugal: Edições Universidade Fernando Pessoa, 2012. MEIRA, S. Gente, digital: A grande transformação digital e seus impactos para as pessoas para as pessoas, nos negócios. Recife: MuchMore digital, 2018. SILVA, CICERO INÁCIO DA. A era da infoestética – entrevista com Lev Manovich. In.: Revista do Programa de Pós-graduação em Comunicação Universidade Federal de Juiz de Fora / UFJF – 2012. Disponível em: <file:///E:/Área%20de%20Trabalho%20Paulo/DOUTORADO/DOUTORADO/TESE%20EM%20CONSTRUÇÃO/TESE/Artigo%208/ 232-229-1-PB1.pdf> Acesso em 30/03/2020. ROGERS, DAVID L. Transformação digital: repensando o seu negócio para a era digital. Tradução: Afonso Celso da Cunha Serra. 1ª ed. São Paulo: Autêntica Business, 2017. O’REILLY, TIM. Como será o futuro e porque ele depende de nós. Tradução: João Van Zeller. 1ª ed, Lisboa, PT: 2018. SANTAELLA, L. Temas e dilemas do pós-digital: a voz da política. São Paulo: Paulus, 2016. SOARES, M. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação e Sociedade, Campinas, v.23, n.81, p. 143-160, dez. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935> Acesso em: 05/04/2020. Araújo, Paulo Sérgio; Gouveia, Luis Borges. CULTURA DIGITAL DEFINIÇÃO E DIMENSÕES CONSTITUTIVAS: uma proposta para mapear e diagnosticar as condições de uso do digital nas organizações – Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus 2020)