SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
COMO GERENCIAR A COMPRA DE ENERGIA NO MERCADO SPOT, CONSIDERANDO RISCOS DE MERCADO E VISANDO OTIMIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO Seminário  - Distribuição de Energia  IBC Luiz T. A. Maurer São Paulo, 23 de junho de 1999
AGENDA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
I - REGULAMENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO NO MERCADO SPOT
O MERCADO SPOT DE ENERGIA É UM DOS PILARES DO PROJETO RE-SEB ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A CRIAÇÃO DO MAE É UMA INOVAÇÃO NA FORMA COMO A ENERGIA SERÁ COMERCIALIZADA NO FUTURO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O MERCADO SPOT É PARTE INTEGRANTE E INDIVISÍVEL DO MERCADO ATACADISTA DE ENERGIA  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
OS PROCEDIMENTOS DO MAE SÃO EM PARTE DEFINIDOS POR SEUS INTEGRANTES ...  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
... E EM PARTE REGULAMENTADOS E APROVADOS  PELA ANEEL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
II - ANÁLISE DOS RISCOS ENVOLVIDOS NO MERCADO SPOT  E SEU GERENCIAMENTO
O MERCADO SPOT OFERECE RISCOS QUE DEVEM SER RECONHECIDOS E GERENCIADOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A REGULAMENTAÇÃO ATUAL LIMITA EM PARTE A EXPOSIÇÃO A RISCO E O POTENCIAL DOS AGENTES EM ATUAR NO MERCADO SPOT ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
III - COMO OTIMIZAR  AS COMPRAS DE ENERGIA E REDUZIR CUSTOS DE FORNECIMENTO
ATUALMENTE, OS AGENTES TEM POUCA FLEXIBILIDADE PARA GERENCIAR SEU PORTFOLIO DE CONTRATOS, INCLUINDO AQUI COMPRAS NO SPOT ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
IV - COMO TORNAR O  MERCADO  SPOT MAIS DINÂNIMO  E COMPETITIVO
OS DESAFIOS ATUAIS PARA A CRIAÇÃO DE UM MERCADO SPOT COMPETITIVO PASSAM PELO MAE E POR QUESTÕES REGULATÓRIAS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaturmaec11a
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia Na Silva
 
Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)
Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)
Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)Giselle Rangel Dos Santos
 
Aula 04 administração de novos negócios
Aula 04   administração de novos negóciosAula 04   administração de novos negócios
Aula 04 administração de novos negóciosKatia Gomide
 
A Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia Econômica
A Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia EconômicaA Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia Econômica
A Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia EconômicaEditora Fórum
 
Aula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAgassis Rodrigues
 
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados MarianaCrespo14
 
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaMercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaturmainformaticadegestao
 
Ribeirao Preto
Ribeirao PretoRibeirao Preto
Ribeirao Pretolmaurer
 
Mercados de concorrência imperfeita
Mercados de concorrência imperfeitaMercados de concorrência imperfeita
Mercados de concorrência imperfeitaturma10ig
 
Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...
Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...
Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...A. Rui Teixeira Santos
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaturma10ig
 
Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)
Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)
Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)A. Rui Teixeira Santos
 
Introdução ao Monopólio
Introdução ao MonopólioIntrodução ao Monopólio
Introdução ao MonopólioFilipe Lima
 

Mais procurados (20)

Mercados
MercadosMercados
Mercados
 
Mercados de concorrência perfeita
Mercados de concorrência perfeitaMercados de concorrência perfeita
Mercados de concorrência perfeita
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeita
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
 
Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)
Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)
Condutas anticompetitivas no mercado cinematografico (salvo automaticamente)
 
Aula 04 administração de novos negócios
Aula 04   administração de novos negóciosAula 04   administração de novos negócios
Aula 04 administração de novos negócios
 
Microeconimia
MicroeconimiaMicroeconimia
Microeconimia
 
A Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia Econômica
A Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia EconômicaA Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia Econômica
A Relevância dos Órgãos de Defesa da Concorrência para a Democracia Econômica
 
Aula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercado
 
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
Resumo de Economia 10 ano - Estruturas dos Mercados
 
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeitaMercados de concorrência perfeita e imperfeita
Mercados de concorrência perfeita e imperfeita
 
Ribeirao Preto
Ribeirao PretoRibeirao Preto
Ribeirao Preto
 
Mercados de concorrência imperfeita
Mercados de concorrência imperfeitaMercados de concorrência imperfeita
Mercados de concorrência imperfeita
 
Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...
Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...
Entidades Reguladoras e Direito da Concorrência, Professor Doutor Rui Teixeir...
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeita
 
Mercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeitaMercado de concorrência perfeita
Mercado de concorrência perfeita
 
Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)
Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)
Direito da Concorrência (Parte I), Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG, 2013)
 
Introdução ao Monopólio
Introdução ao MonopólioIntrodução ao Monopólio
Introdução ao Monopólio
 
3estruturasdemercado
3estruturasdemercado3estruturasdemercado
3estruturasdemercado
 
Mercados de concorrência perfeita 1
Mercados de concorrência perfeita 1Mercados de concorrência perfeita 1
Mercados de concorrência perfeita 1
 

Semelhante a ComercializaçAo

Iir 31 Mai 00
Iir 31 Mai 00Iir 31 Mai 00
Iir 31 Mai 00lmaurer
 
Abinee June00
Abinee June00Abinee June00
Abinee June00lmaurer
 
Floripa 26 06
Floripa 26 06Floripa 26 06
Floripa 26 06lmaurer
 
Comitê Tecnico Coex Mae - Capacity Fee
Comitê Tecnico Coex Mae - Capacity FeeComitê Tecnico Coex Mae - Capacity Fee
Comitê Tecnico Coex Mae - Capacity Feelmaurer
 
Encargo De Capacidade
Encargo De CapacidadeEncargo De Capacidade
Encargo De Capacidadelmaurer
 
Proposição de política tarifária
Proposição de política tarifáriaProposição de política tarifária
Proposição de política tarifáriachrystianlima
 
2federasul
2federasul2federasul
2federasullmaurer
 
Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04Anderson Pontes
 
Novos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rs
Novos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rsNovos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rs
Novos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rsCloraldino Severo
 
Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...
Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...
Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...Franklin Miguel
 
Novos marcos regulatórios dos pedágios
Novos marcos regulatórios dos pedágios Novos marcos regulatórios dos pedágios
Novos marcos regulatórios dos pedágios Cloraldino Severo
 
XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012 XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012 CBE2012
 
Operacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptxOperacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptxdadadda1
 

Semelhante a ComercializaçAo (20)

Lm Usp
Lm UspLm Usp
Lm Usp
 
Iir 31 Mai 00
Iir 31 Mai 00Iir 31 Mai 00
Iir 31 Mai 00
 
Abinee June00
Abinee June00Abinee June00
Abinee June00
 
O setor elétrico e as novas fronteiras globais - Brasil Energy Frontiers
O setor elétrico e as novas fronteiras globais - Brasil Energy FrontiersO setor elétrico e as novas fronteiras globais - Brasil Energy Frontiers
O setor elétrico e as novas fronteiras globais - Brasil Energy Frontiers
 
Floripa 26 06
Floripa 26 06Floripa 26 06
Floripa 26 06
 
Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013Workshop White Paper - 24/04/2013
Workshop White Paper - 24/04/2013
 
Gestão de riscos na administração do mercado brasileiro
Gestão de riscos na administração do mercado brasileiroGestão de riscos na administração do mercado brasileiro
Gestão de riscos na administração do mercado brasileiro
 
Comitê Tecnico Coex Mae - Capacity Fee
Comitê Tecnico Coex Mae - Capacity FeeComitê Tecnico Coex Mae - Capacity Fee
Comitê Tecnico Coex Mae - Capacity Fee
 
Encargo De Capacidade
Encargo De CapacidadeEncargo De Capacidade
Encargo De Capacidade
 
Tarifas saneamento
Tarifas saneamentoTarifas saneamento
Tarifas saneamento
 
Proposição de política tarifária
Proposição de política tarifáriaProposição de política tarifária
Proposição de política tarifária
 
2federasul
2federasul2federasul
2federasul
 
Perspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor ElétricoPerspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor Elétrico
 
Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04
 
Novos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rs
Novos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rsNovos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rs
Novos marcos regulatórios dos pedágios 0 ab rs
 
Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...
Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...
Os riscos durante a implementação de novas usinas hidroelétricas tem gerado p...
 
Novos marcos regulatórios dos pedágios
Novos marcos regulatórios dos pedágios Novos marcos regulatórios dos pedágios
Novos marcos regulatórios dos pedágios
 
XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012 XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Alexandre Zucarato - 23 out 2012
 
Operacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptxOperacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptx
 
Aprimoramentos regulatórios e planejamento governamental para o setor elétrico
Aprimoramentos regulatórios e planejamento governamental para o setor elétricoAprimoramentos regulatórios e planejamento governamental para o setor elétrico
Aprimoramentos regulatórios e planejamento governamental para o setor elétrico
 

Mais de lmaurer

Minerva 3 Nov 09
Minerva 3 Nov 09Minerva 3 Nov 09
Minerva 3 Nov 09lmaurer
 
South African Electricity Sector
South African Electricity SectorSouth African Electricity Sector
South African Electricity Sectorlmaurer
 
Vantagens Das Pc Hs
Vantagens Das Pc HsVantagens Das Pc Hs
Vantagens Das Pc Hslmaurer
 
Criterio Para Comparar Alternativas De Expansao
Criterio Para Comparar Alternativas De ExpansaoCriterio Para Comparar Alternativas De Expansao
Criterio Para Comparar Alternativas De Expansaolmaurer
 
Concorrencia Gas Natural e Setor Eletrico
Concorrencia Gas Natural e Setor EletricoConcorrencia Gas Natural e Setor Eletrico
Concorrencia Gas Natural e Setor Eletricolmaurer
 
Possivel Desmonopolizar O Setor Eletrico
Possivel Desmonopolizar O Setor EletricoPossivel Desmonopolizar O Setor Eletrico
Possivel Desmonopolizar O Setor Eletricolmaurer
 
Uniao Contra Black Out
Uniao Contra Black OutUniao Contra Black Out
Uniao Contra Black Outlmaurer
 
Informe 2 Crise California
Informe 2   Crise CaliforniaInforme 2   Crise California
Informe 2 Crise Californialmaurer
 
Performance Based Incentives Electrification In Ethiopia
Performance Based Incentives   Electrification In EthiopiaPerformance Based Incentives   Electrification In Ethiopia
Performance Based Incentives Electrification In Ethiopialmaurer
 
English Aneel Tarifas Seminario V2
English Aneel Tarifas Seminario V2English Aneel Tarifas Seminario V2
English Aneel Tarifas Seminario V2lmaurer
 
Amcham Power Crisis2
Amcham Power Crisis2Amcham Power Crisis2
Amcham Power Crisis2lmaurer
 
Freio Na Concorrencia Do Setor Eletrico
Freio Na Concorrencia Do Setor EletricoFreio Na Concorrencia Do Setor Eletrico
Freio Na Concorrencia Do Setor Eletricolmaurer
 
Plano 2005 Taxa De Desconto
Plano 2005   Taxa De DescontoPlano 2005   Taxa De Desconto
Plano 2005 Taxa De Descontolmaurer
 
Minding The Gap World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...
Minding The Gap    World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...Minding The Gap    World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...
Minding The Gap World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...lmaurer
 
Implementing Power Rationing Esmap 305 05
Implementing Power Rationing   Esmap 305 05Implementing Power Rationing   Esmap 305 05
Implementing Power Rationing Esmap 305 05lmaurer
 
Closing Supply Demand Gap
Closing Supply Demand GapClosing Supply Demand Gap
Closing Supply Demand Gaplmaurer
 
Regulatory Meeting - Rome 2003
Regulatory Meeting  - Rome 2003Regulatory Meeting  - Rome 2003
Regulatory Meeting - Rome 2003lmaurer
 
Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001
Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001
Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001lmaurer
 
Brazil and Argentina - Ontario (Ca) S
Brazil and Argentina - Ontario (Ca) SBrazil and Argentina - Ontario (Ca) S
Brazil and Argentina - Ontario (Ca) Slmaurer
 
Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)
Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)
Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)lmaurer
 

Mais de lmaurer (20)

Minerva 3 Nov 09
Minerva 3 Nov 09Minerva 3 Nov 09
Minerva 3 Nov 09
 
South African Electricity Sector
South African Electricity SectorSouth African Electricity Sector
South African Electricity Sector
 
Vantagens Das Pc Hs
Vantagens Das Pc HsVantagens Das Pc Hs
Vantagens Das Pc Hs
 
Criterio Para Comparar Alternativas De Expansao
Criterio Para Comparar Alternativas De ExpansaoCriterio Para Comparar Alternativas De Expansao
Criterio Para Comparar Alternativas De Expansao
 
Concorrencia Gas Natural e Setor Eletrico
Concorrencia Gas Natural e Setor EletricoConcorrencia Gas Natural e Setor Eletrico
Concorrencia Gas Natural e Setor Eletrico
 
Possivel Desmonopolizar O Setor Eletrico
Possivel Desmonopolizar O Setor EletricoPossivel Desmonopolizar O Setor Eletrico
Possivel Desmonopolizar O Setor Eletrico
 
Uniao Contra Black Out
Uniao Contra Black OutUniao Contra Black Out
Uniao Contra Black Out
 
Informe 2 Crise California
Informe 2   Crise CaliforniaInforme 2   Crise California
Informe 2 Crise California
 
Performance Based Incentives Electrification In Ethiopia
Performance Based Incentives   Electrification In EthiopiaPerformance Based Incentives   Electrification In Ethiopia
Performance Based Incentives Electrification In Ethiopia
 
English Aneel Tarifas Seminario V2
English Aneel Tarifas Seminario V2English Aneel Tarifas Seminario V2
English Aneel Tarifas Seminario V2
 
Amcham Power Crisis2
Amcham Power Crisis2Amcham Power Crisis2
Amcham Power Crisis2
 
Freio Na Concorrencia Do Setor Eletrico
Freio Na Concorrencia Do Setor EletricoFreio Na Concorrencia Do Setor Eletrico
Freio Na Concorrencia Do Setor Eletrico
 
Plano 2005 Taxa De Desconto
Plano 2005   Taxa De DescontoPlano 2005   Taxa De Desconto
Plano 2005 Taxa De Desconto
 
Minding The Gap World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...
Minding The Gap    World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...Minding The Gap    World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...
Minding The Gap World Banks Assistance To Power Shortage Mitigation In The...
 
Implementing Power Rationing Esmap 305 05
Implementing Power Rationing   Esmap 305 05Implementing Power Rationing   Esmap 305 05
Implementing Power Rationing Esmap 305 05
 
Closing Supply Demand Gap
Closing Supply Demand GapClosing Supply Demand Gap
Closing Supply Demand Gap
 
Regulatory Meeting - Rome 2003
Regulatory Meeting  - Rome 2003Regulatory Meeting  - Rome 2003
Regulatory Meeting - Rome 2003
 
Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001
Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001
Sugestoes Lm Plano B 26 Julho 2001
 
Brazil and Argentina - Ontario (Ca) S
Brazil and Argentina - Ontario (Ca) SBrazil and Argentina - Ontario (Ca) S
Brazil and Argentina - Ontario (Ca) S
 
Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)
Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)
Applications Of Dynamic Pricing (5.05.05)
 

Último

Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoMarcio Venturelli
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 

Último (8)

Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 

ComercializaçAo

  • 1. COMO GERENCIAR A COMPRA DE ENERGIA NO MERCADO SPOT, CONSIDERANDO RISCOS DE MERCADO E VISANDO OTIMIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO Seminário - Distribuição de Energia IBC Luiz T. A. Maurer São Paulo, 23 de junho de 1999
  • 2.
  • 3. I - REGULAMENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO NO MERCADO SPOT
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9. II - ANÁLISE DOS RISCOS ENVOLVIDOS NO MERCADO SPOT E SEU GERENCIAMENTO
  • 10.
  • 11.
  • 12. III - COMO OTIMIZAR AS COMPRAS DE ENERGIA E REDUZIR CUSTOS DE FORNECIMENTO
  • 13.
  • 14. IV - COMO TORNAR O MERCADO SPOT MAIS DINÂNIMO E COMPETITIVO
  • 15.