Terminologia

3.119 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.119
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A língua comum é aquela que usamos no quotidiano, ao passo que a língua de especialidade é a que é utilizada para proporcionar uma comunicação sem ambigüidade numa área determinada do conhecimento ou da prática, com base num vocabulário e em usos lingüísticos específicos desse campo.
  • terminologia faz parte da lingüística aplicada, que compreende o trabalho em lexicografia especializada, tradução, redação e ensino de línguas. O conhecimento dos conceitos específicos e da terminologia utilizada em uma especialidade determinada é um precioso trunfo profissional.
  • Crença: único interesse é elaborar glossários e dicionários resumindo-se à uma atividade pragmática fundamenta na frequência de uso dos termos. Contudo, os termos são unidades complexas, constitu~idos na maioria das vezes por sintagmas.
  • Botânica, zoologia, química - Comite técnico de terminologia
  • O papel do terminólogo consiste em identificar esses termos e preparar dossiês terminológicos uninocionais (quer dizer, que abordem um só conceito) em vista de uniformizar o uso.
  • Anpoll = Associação nacional de pos-graduação e pesquisa em letras e linguística. o Projeto Brasilterm tem uma proposta de implementação das atividades práticas em desenvolvimento já desde 1990. Por último, a recensão que releva o trabalho de um dos principais especialistas da lexicografia contemporânea, atento às questões da terminologia.  a terminologia amplia suas fronteiras como disciplina. O interesse pelo conhecimento específico e pela formação não se restringe somente ao campo da lingüística; vai além, abrangendo a tradução, a ciência da informação e a informática. Por essa razão, a disciplina tem paulatinamente ocupado seu lugar nos programas dos diversos cursos, tanto na graduação quanto na pós-graduação. 
  • lexicografia, que é a “disciplina que se ocupa de compilar e estudar a forma e o significado das palavras de uma dada língua”. A afinidade de ambas disciplinas lingüísticas ficou fortalecida, por outro lado, pelo uso recente do termo lexicografia especializada como sinônimo de terminologia
  • Lexicologia X Terminologia A diferença situa-se na nível de atualização da unidade lexical: A lexicologia estuda a palavra no nível do sistema linguístico (língua global) A terminologia estuda no nível das normas, das línguas de especialidade.
  • O trabalho de terminologia exige uma série de procedimentos, tais como: identificar os termos que designam os conceitos próprios de uma área, atestar o emprego por meio de referências precisas, descrevê-los com concisão, discernindo o uso correto do uso incorreto, e de recomendar ou desaconselhar certos usos, a fim de facilitar uma comunicação isenta de ambigüidades.
  • Exequível = possível, praticável. Dar o exemplo da Usiminas. Enel
  • Terminologia

    1. 1. TERMINOLOGIA Pós-graduação em Tradução Profa.Ms. Simone Vieira Resende 2012
    2. 2. 2012 2 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    3. 3. Introdução Horário Dia 1 Dia 2 Manhã Introdução Revisão 8:00 – 10:00 O que é Terminologia? História da Terminologia A TGT e a TCT O Terminoólogo A pesquisa As ferramentas 10:20 – 12:00 O termo Candidatos a termo O verbo e a fraseologia Linguística de Corpus Os sites de busca Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 32012 12:00 – 13:00 Almoço Tarde Terminologia e tradução 13:00 – 15:00 A noção e o conceito Gestão dos termos Organização dos termos Prática - glossários 15:20 – 17:30 Glossário Pessoal Prática Glossários (Avaliação)
    4. 4. INTRODUÇÃO:  A aula de Terminologia Organização e avaliação  A teoria e a prática  A Tradução Técnica X Terminologia  Objetivos  A bibliografia e as referências 2012 4 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    5. 5. Bibliografia comentada Minha intenção ao elaborar uma bibliografia comentada não é a de facilitar o trabalho do aluno-pesquisador, pelo contrário, acredito que a seleção do material de pesquisa e de leitura faz parte do aprendizado, da formação do aluno-pesquisador e do processo metodológico de elaboração de um trabalho final. Minha intenção é incentivar a leitura, facilitando o contato com o material. Isso não descarta a responsabilidade do leitor de selecionar de forma crítica aquele material que mais considerar nuclear para suas pesquisas. Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 52012
    6. 6. Bibliografia Comentada 2012 6 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF  Curso Básico de Terminologia – Lidia Almeida Barros  Manual de Terminologia – Silvia Pavel e Diane Nolet http://www.termium.com/  Introdução à Terminologia – Maria da Graça Krieger e Maria José Finatto
    7. 7. Parte 1 O que é Terminologia? A história da Terminologia A TGT e a TCT Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 72012
    8. 8. Terminologia e terminologia terminologia:  “um conjunto de palavras técnicas pertencentes a uma ciência, uma arte, um autor ou um grupo social.”  Exemplo: a terminologia da medicina, a terminologia da química, a terminologia usada pelos especialistas em computação. Terminologia:  “disciplina linguística consagrada ao estudo científico dos CONCEITOS E TERMOS usados nas línguas de especialidade.” (PAVEL, 2002) 2012 8 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    9. 9. Terminologia “Para os especialistas, a terminologia é o reflexo formal da organização conceitual de uma especialidade, e um meio inevitável de expressão e comunicação profissional.” (CABRÉ, 1993, p.37) 2012 9 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    10. 10. O Objeto da Terminologia “O objeto central dos estudos de Terminologia é o léxico de natureza técnico-científica, chamado também de léxico temático ou especializado.” Krieger, 2001 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 102012
    11. 11. A história da Terminologia  O PERCURSO DA TERMINOLOGIA: DE ATIVIDADE PRÁTICA À CONSOLIDAÇÃO DE UMA DISCIPLINA AUTÔNOMA  Ler: Gladis Maria de Barcellos ALMEIDA (Universidade Federal de São Carlos) 2012 11 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    12. 12. A história da Terminologia  Limitava-se a organizar nomenclaturas.  Conceitos novos, harmonizar denominações.  O trabalho de Eugen Wüster  Harmonizar = padronizar  Interesse pelos domínios especilizados  Criação do TC37 – ISA e ISO 2012 12 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    13. 13. A história da terminologia  É tão antiga quanto a linguagem humana.  4 partes: 1) 1930 – 1960: Eugen Wüster (TGT) 2) 1960 – 1975: informática 3) 1975 – 1985: políticas de planejamento – normalização e harmonização 4) 1985 – 1990: plano internacional – África e Ásia Atualmente: Libertação da TGT Proposta da TCT (Cabré) 2012 13 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    14. 14. A história da Terminologia “...a partir da década de 50 ... a Terminologia deixar de ser vista apenas como um instrumento de normalização de termos, para tornar-se mais um instrumento de comunicação.” (Cabré,1993:22). Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 142012
    15. 15. A TGT  Do Ponto de vista da Terminologia clássica, a perspectiva conceitual assume um papel relevante.  Os fundamentos da TGT se estabelecem com base no propósito maior de padronizar o uso dos termos técnico-científicos, como forma de garantir a univocidade da comunicação entre especialistas, sem ambiguidades dos conceitos científicos Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 152012
    16. 16. A TGT – valor inquestionável  Os termos são considerados como unidades de conhecimento, sendo esquecida a sua face de unidade linguística.  As terminologias expressam conceitos e não significados, ao contrário destes que são linguísticos e variáveis em conformidade com o contexto, os conceitos científicos são estáveis, paradigmáticos, universais. Funcionam como rótulos, etiquetas denominativas. Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 162012
    17. 17. TCT  Ela reverte os parâmetros mentalistas e prescritivos, fundadores da TGT.  Intensifica as abordagens linguísticas sobre a natureza e o funcionamento das terminologias.  A Terminologia integra um dinâmico e abrangente processo comunicacional, com todas as implicações e efeitos próprios do funcionamento da linguagem.  Esta é uma teoria da Terminologia de base linguístico- comunicativa. Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 172012
    18. 18. A Terminologia no Brasil  Terminologia disciplina obrigatória (1980)  ANPOLL (1984)  Lexicologia, Lexicografia e Terminolgia (grupos de pesquisa) -  BrasilTerm – banco terminológico do Mercosul 2012 18 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    19. 19. Qual a diferença?  A Lexicologia e a Terminologia têm objetos de estudo distintos:  A Lexicologia tem como objeto de estudo científico o acervo de palavras de um determinado idioma - O LÉXICO. 2012 19 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    20. 20. Exemplo:  Assim a unidade lexical FERRO é estudada pela lexicologia em todas as suas acepções;  Popular, familiar, domínio especializado, sentido denotativo, conotativo etc. 2012 20 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    21. 21. Exemplo:  A terminologia leva em consideração apenas o sentido que a unidade terminológica FERRO possui no domínio específico (em metalurgia, por exemplo) no qual está sendo analisado. 2012 21 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    22. 22. Aplicação dos conhecimentos terminológicos  Ensino de línguas  Ensino de disciplinas técnicas e científicas  Ciências sociais  Planejamento linguístico  A normalização terminológica  Terminologia e documentação  Indústria e o mundo empresarial  Jornalismo científico e técnico  Tradução especializada 2012 22 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    23. 23. Atividades terminológicas O trabalho de terminologia exige uma série de procedimentos, tais como:  Identificar os termos que designam os conceitos próprios de uma área.  Atestar o emprego por meio de referências precisas.  Descrevê-los com concisão, discernindo o uso correto do uso incorreto, e de recomendar ou desaconselhar certos usos, a fim de facilitar uma comunicação isenta de ambiguidades. Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 232012
    24. 24. Terminologia  Em terminologia as discrepâncias que penetram necessariamente na transferência de conhecimentos especializados entre línguas manifestam-se no momento de identificação dos termos, pela ausência de designações naturais em uma das línguas em contato. (Pavel, p.14) Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 242012
    25. 25. Terminologia  O papel do terminólogo consiste em descrever as lacunas encontradas e propor designações para preenchê-las. Para que o termo proposto seja aceito e exequível, deve estar fundamentado em um conhecimento sólido de regras de formação léxica na língua que acolhe o termo, integrar-se harmoniosamente no fundo terminológico existente e ser claramente apresentado como “proposta” do terminólogo. (Pavel, p.14) Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 252012
    26. 26. O trabalho terminológico  Toda informação coletada é analisada, filtrada, estruturada e registrada em formato reduzido na ficha terminológica. Os principais elementos da ficha são a área temática a que pertence o conceito, as línguas em questão, os termos, as respectivas marcas de uso e as provas textuais.  O desenvolvimento das bases de dados e da Internet facilitaram o agrupamento de fichas em arquivos eletrônicos acessíveis em linha ou fora de linha e que possam ser utilizados pelos usuários para fins de consulta e por terminológos autorizados para fins de gestão do conteúdo. Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 262012
    27. 27. Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 272012
    28. 28. A gestão dos termos  A gestão do conteúdo terminológico por área de atividade reflete a evolução dos conceitos especializados e os usos linguísticos próprios da área, considerando as necessidades dos usuários. O objetivo da gestão do conteúdo é manter a coerência e atualidade das informações estocadas por meio de acréscimos, de supressões e de modificações de dados.  A gestão permite selecionar certos tipos de dados para preparar e oferecer produtos terminológicos, tais como, glossários bilíngues, léxicos bilíngues, vocabulários, dicionários fraseológicos unilíngues ou multilíngues e normas terminológicas.  (Pavel, p. 16) Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 282012
    29. 29. A tradução especializada  O tradutor entra no campo de estudos terminológicos bilíngue quando trabalha com textos técnicos, científicos e especializados.  TF – TA “uma boa tradução não deve apenas expressar o mesmo conteúdo que o texto de partida, mas fazê-lo como as formas que um falante nativo da língua de chegada utilizaria.” (BARROS, 2004, p.71) 2012 29 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    30. 30. A tradução especializada  A tradução mantém uma relação intrínseca com a TERMINOGRAFIA e a LEXICOGRAFIA, visto que elas produzem nossa principal ferramenta: O DICIONÁRIO 2012 30 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    31. 31. REFERÊNCIAS  CABRÉ, M. T. La terminologia: teoría, metodología, aplicaciones. Barcelona: Antártida/Empúries, 1993.  KRIEGER, M. da Graça; FINATTO, M. José Borcony. Introdução à terminologia: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2007.  KRIEGER, M.G.; MACIEL, A. M. B. (Orgs.). Temas de Terminologia. São Paulo: Humanitas, 2001.  PAVEL, S., NOLET, D. Manual de Terminologia. Trad. Enilde Faulstich. Disponível em www.fit- ift.org/download/presport.pdf. Data do acesso: Maio de 2011. (Translation Bureau: www.translationbureau.gc.ca) RIBEIRO, G. C. B. Tradução técnica, terminologia e linguística de corpus: a ferramenta Wordsmith Tools. Cadernos de Tradução. Florianópolis, v.2 n.14, 2004. 2012 31 Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF
    32. 32. Prática 1 Terminologia  Termo ? As principais ideias da TGT  As principais ideias da TCT  Pontos relevantes da história da Terminologia  Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 322012
    33. 33. Thank y@ll!!! Simone Vieira Resende - Terminologia - UGF 332012

    ×