1
2
Luis Fuentes sempre foi protegido da violência das gangues que quase
destruiu a vida de seus irmãos. Mas isso não o impe...
3
Para a minha agente, Kristin Nelson, e minha editora, Emily Easton, por ter fé em mim e
seu apoio sem fim.
4
1
Luis
Ser o caçula de três garotos definitivamente tem suas vantagens.
Eu vi meus irmãos entrarem em alguns problemas s...
5
— Não é seguro ir para cima sem engrenagem, Luis. — diz
Brooke. — Mas você já sabe disso, não sabe?
— Sim. — eu digo.
Eu...
6
que prosperam em desafios e vivem no limite. Mesmo que eu devesse
ser o único irmão Fuentes que é inteligente o suficien...
7
— O que você acha? — Jamie grita pra mim. — Será que ela tem
listras?
— Eu só vi a ponta da cabeça e eu não vou voltar l...
8
meus amigos abaixo, enquanto eu luto para conseguir uma posição ou
uma mão em algo sólido. Não adianta.
Tudo o que posso...
9
2
Nikki
— Eu amo você, Marco.
Eu disse isso. Eu não podia olhar para olhos profundos e escuros
do meu namorado enquanto ...
10
desejando que não estivesse esperando do lado de fora e, de repente,
ninguém aparecesse. Eu passo meus braços à minha v...
11
— Eu acho que devemos ver outras pessoas. — ele murmura.
Eu inclino minha cabeça para o lado. Obviamente, eu não o ouvi...
12
Eu analiso seu rosto, esperando que ele vá dizer que está apenas
brincando! Claro que eu não vou entrar para a Sangue L...
13
— Eu não posso acreditar nisso — eu disse em quase um
sussurro.
Devo dizer-lhe o meu segredo. Talvez isso vá fazê-lo mu...
14
— Sim. — diz ele. — Então, uh, se você souber de alguém que
quer ficar ligado, me fale.
— Você está vendendo drogas? — ...
15
— Legal. — Ele se inclina e me beija na bochecha. — Meus
amigos pensaram que você fosse ficar toda loca comigo. Eles pe...
16
3
Luis
Acho que o meu segredo apareceu. Se não fosse por aquela
maldita cobra, eu não teria caído da rocha e mi'amá não...
17
— Foi estúpido. — ela me diz, afirmando o óbvio quando vê o
curativo na minha mão.
— Eu sei.
Olho para o meu irmão Alex...
18
— Portanto, não aja como ele. Vou me casar em duas semanas.
Duas semanas, Luis. A última coisa que preciso é de um dos ...
19
Minha futura cunhada entra no quarto, as botas de salto alto
clicando no chão do hospital e os cabelos protegidos em um...
20
— Você não é invencível. — Alex diz-me depois que Brittany e
mi'amá saem da sala. — Nenhum de nós é. Lembre-se disso.
—...
21
4
Nikki
Eu não sei quanto tempo se passou. Toda vez que recebo uma
chamada no meu celular e percebo que não é Marco, eu...
22
— Ele escolheu a gangue ao invés de mim. — Eu olho para a
minha amiga que tem cabelos claros e olhos castanhos - o exat...
23
— Será que você fez um teste de gravidez?
Eu balancei minha cabeça. Acho que pensei que depois que eu
dissesse a Marco,...
24
— Vamos lá, vamos fazê-lo depois. — diz ela, levando-me para o
quarto dela e examinando o seu armário para pegar algo p...
25
Digo a Kendall que não me siga quando viro e corro para fora da
tenda, não parando até chegar à minha casa vinte minuto...
26
5
Luis
Duas semanas depois do meu confronto com a cobra, estou em
um smoking no casamento do meu irmão. Eu nunca pensei...
27
Carlos não precisou se preocupar em alugar um smoking porque
está vestindo seu uniforme de gala do Exército. Do jeito q...
28
Quando ela termina, olha para Alex e coloca seu rosto em suas
mãos. — Meu hijo mais velho vai se casar. Seu pai ficaria...
29
Carlos se inclina longe de Alex e cruza os braços sobre o peito. —
Então você vai continuar com isso. Eu não consegui s...
30
Eles o odeiam porque ele é mexicano.
E ele é pobre.
E ele estava em uma gangue.
Ele ainda está batendo dois em cada trê...
31
Desde as janelas abertas, música de harpa começa a fluir para o
quarto.
Os três de nós olhamos um para o outro.
Sabemos...
32
avós para meus pais, o que é uma coisa boa, porque não há nenhuma
maneira que meu irmão fosse capaz de ter as moedas de...
33
Eu pego as arras e dou-lhe um sorriso. — Guarde uma dança na
recepção para mim, mi chava5.
Ela desliga com quem ela est...
34
— Nikki Cruz. — a garota diz com orgulho. — Meu pai foi o
cirurgião do Alex.
Não é mexicana minha bunda. Eu estava cert...
35
6
Nikki
Eu vejo como Luis segue sua mãe para fora do quarto com a
cabeça arrogante erguida. Eu estava prestes a pendura...
36
os meus pais se vangloriem e falem ‘nós dissemos‘. Ben não me
importo, desde que ele mal disse duas palavras ao Marco o...
37
mim agora. Eu pensava que era o meu lugar especial com Marco, mas
não é. Estar aqui, olhando para o Lago Michigan, no f...
38
ou dama de honra, parece que ela quer matar Alex, estejam prontos
para pegá-la, se ela desmaiar.
— Nada. — diz Alex. — ...
39
Brittany afasta Alex. — E você não me disse porque...
— Porque você estava ocupada planejando o casamento e
estudando p...
40
Não caia nessa! Eu quero gritar, mas eu posso dizer que não
adianta. Seu buquê de noiva cai no chão quando ela envolve ...
41
7
Luis
Quando eu me opus ao casamento, eu não sabia que ele iria se
transformar no Circo da Família Fuentes. Eu só quer...
42
Eu já dancei com todos os meus primos do sexo feminino, pelo
menos duas vezes. E com as únicas amigas de Brittany que n...
43
Eu ainda me recuso a ser ignorado.
Eu olho para Nikki, enquanto eu estou fazendo os sons, mas
tenho zero de reação dela...
44
— Alex me diz que você estará tentando a Purdue6 para estudar
engenharia aeronáutica depois de se formar no colegial. —...
45
Eu tento e danço perto dela, vendo como seu corpo se move com a
música. Ela não é uma boa dançarina... ela é absolutame...
46
8
Nikki
Eu não queria dar uma joelhada no saco de Luis.
Ok, então isso não é inteiramente verdade. Eu pretendia dar uma...
47
— Não me dê oi, mocinha. Você envergonhou completamente eu e
seu pai lá fora.
— Desculpe. — eu disse estupidamente.
— E...
48
Ouço a porta abrir e mais tap-tap-tap de sapatos de salto no chão
do banheiro.
— Omeudeus, eu não posso acreditar que a...
49
— Solidariedade feminina? — A garota diz, em tom zombeteiro. —
Eu não me solidarizo com garotas que dançam como se esti...
50
Eu me levanto e volto para a festa. Quando estou andando e
pensando em como vou reunir a coragem de pedir desculpas a L...
51
— O que você estava fazendo na praia? — Ben me pergunta
quando eu entro no carro do meu pai.
— Desculpando-me com Luis....
52
Qualquer pequena gota de alegria que eu poderia ter se desvanece
quando meu estômago aperta novamente. E mais uma vez. ...
53
Não posso atrasar mais a verdade.
Eu não olho para qualquer um dos seus rostos quando choro em
um suave sussurro: — Eu ...
54
— Estou decepcionado com você, Nicolasa. — diz ele, chamando-
me pelo meu nome formal que ele nunca usa a menos que ele...
55
Outra onda de acessos de dor e eu seguro meu estômago.
Quando meus pais assinam as renúncias, a realidade do que está
a...
56
9
Luis
Dois anos e dois meses mais tarde
Fairfield, Illinois.
Se você tivesse me dito há duas semanas que eu estaria vo...
57
com spray de edifícios e placas de rua se foi e ninguém mais olha para
os carros que passam pela rua, como se eles pude...
58
A única experiência que eu tive com policiais de Fairfield foi
quando meus irmãos começaram a ter problemas ou quando e...
59
para mi'amá. — Se você precisar de alguma coisa, não hesite em
chamar.
Ele caminha para o seu carro, em seguida, vai em...
60
— Purdue University. Eles têm um programa de aeronáutica. —
digo a ela. — Depois da minha licenciatura estou pensando e...
61
Eu sei como um cara age quando ele está flertando com uma
garota, porque eu faço isso o tempo todo. Não há dúvida em mi...
62
10
Nikki
Ugh, eu não conseguia dormir a noite passada. É o primeiro dia
do meu último ano e eu estou tão pronta para is...
63
— Então você deve cuidar de sua aparência.
Ele coloca sua revista de jogo na mesa da cozinha. — Eu coloquei
uma camiset...
64
— Por que não Bertha? — Eu, brincando, sugeri. Eu odeio
quando Ben começa a falar de personagens de desenhos animados
c...
65
— Divirta-se. — eu digo a ela, sabendo que ela vai. Minha mãe é
uma designer de interiores que ama transformar espaços ...
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Simone elkeles   [química perfeita 03] - reação em cadeia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Simone elkeles [química perfeita 03] - reação em cadeia

639 visualizações

Publicada em

Livraria Digital

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simone elkeles [química perfeita 03] - reação em cadeia

  1. 1. 1
  2. 2. 2 Luis Fuentes sempre foi protegido da violência das gangues que quase destruiu a vida de seus irmãos. Mas isso não o impediu de correr riscos, se ele está escalando uma montanha nas Montanhas Rochosas ou sonhando com um futuro como um astronauta, Luis não consegue parar de olhar para a próxima emoção. Nikki Cruz vive a sua vida por três regras-boys mentir para conseguir o que querem, não confio em um menino que diz ―eu te amo‖, e nunca namorar um rapaz da zona sul de Fairfield. Seus pais podem ser do México, mas como filha de um médico, ela tem mais em comum com seus vizinhos norte-side do que o Sangue Latino em sua escola. Então ela conhece Luis no casamento de Alex e, de repente, ela está tentada a quebrar todas as suas regras. Obtendo Nikki para ter uma chance em um southsider é o maior desafio Luis ‗, até que ele encontra-se alvo de Chuy Soto, o novo chefe do Sangue Latino. Quando Chuy revela um segredo perturbador sobre a família de Luis, as Fuentes mais jovens encontra-se questionar tudo o que ele já acreditava ser verdade. Será que seus sentimentos por Nikki ser suficiente para parar Luis de entrar em um mundo sombrio e violento e viver permanentemente na borda?
  3. 3. 3 Para a minha agente, Kristin Nelson, e minha editora, Emily Easton, por ter fé em mim e seu apoio sem fim.
  4. 4. 4 1 Luis Ser o caçula de três garotos definitivamente tem suas vantagens. Eu vi meus irmãos entrarem em alguns problemas sérios quando estavam no colégio. Eu nunca esperei seguir seus passos. Eu faria sempre o certo, não entraria em brigas e, desde os onze anos de idade, eu sabia o que queria ser quando crescesse. Eu sou conhecido como o ‗bom garoto‘ na mi familia – o único que se espera nunca se ferrar. Meus amigos sabem que eu tenho uma veia louca de rebeldia, mas minha família não. Eu não posso evitar - eu sou um Fuentes e ser rebelde está profundamente enraizado nos meus genes. O garoto que minha família vê do lado de fora não é necessariamente o que está no interior e eu pretendo manter assim. Eu jurei nunca mais me desviar do meu objetivo final de ir para a faculdade e estudar na aeronáutica, mas tomar alguns riscos físicos de vez em quando alimenta aquela adrenalina que eu almejo. Eu estou de pé na parte inferior de uma formação rochosa em Boulder Canyon com quatro dos meus amigos. Jack Reyerson trouxe equipamentos de escalada, mas não espere a cinta em um arnês1. Eu agarro uma das cordas e anexo-a com um mosquetão no meu cinto, então, quando eu chegar ao topo posso ancorar a corda para o resto do grupo. 1 Arnês (cadeirinha, arreio) é uma espécie de cinto de segurança para a escalada, a espeleologia, o iatismo etc
  5. 5. 5 — Não é seguro ir para cima sem engrenagem, Luis. — diz Brooke. — Mas você já sabe disso, não sabe? — Sim. — eu digo. Eu começo uma subida de solo livre, fazendo meu caminho até a formação rochosa. Este não é o primeiro solo livre que eu faço em Boulder Canyon e eu tive formação suficiente para saber o que diabos estou fazendo. Eu não estou dizendo que não é um risco - é apenas um calculado. — Você é louco, Luis. — Jamie Bloomfield grita embaixo quando eu subo ainda mais. — Se você cair, você vai morrer! — Eu só quero que todos aqui saibam que não serei o responsável se você quebrar todos os ossos do seu corpo. — diz Jack. — Eu deveria ter feito você assinar um termo de responsabilidade. O pai de Jack é um advogado, então ele tem um hábito irritante de anunciar a sua falta de responsabilidade sobre praticamente tudo o que fazemos. Eu não lhes digo que escalar sem cinto de segurança é uma descarga de adrenalina. Isso realmente faz eu querer me esforçar mais e correr mais riscos. Jamie me deixou viciado em adrenalina depois de descer a encosta black diamond2 de snowboard em Vail na viagem de férias do inverno do ano passado. Eu não lhe disse que enganar a garota que eu conheci no saguão naquela noite também foi uma descarga de adrenalina. Será que isso me qualifica como um drogado? Quando estou no meio caminho do topo, eu tenho meu lado direito seguro por cima de mim e um pé plantado dentro de uma pequena fenda. É alto o suficiente para me fazer olhar para baixo para ver sobre o que eu poderia estar caindo se eu perder o controle. — Não olhe para baixo! — Jack diz em pânico. — Você vai ter uma vertigem e cair. — E morrer! — Acrescenta Jamie. Dios mío. Meus amigos precisam relaxar, de verdade. Eles são brancos e não foram criados em uma família mexicana cheia de caras 2 Black diamond é uma área de uma das pistas mais difíceis em relação as outras ao seu redor.
  6. 6. 6 que prosperam em desafios e vivem no limite. Mesmo que eu devesse ser o único irmão Fuentes que é inteligente o suficiente para não correr riscos, me sinto mais vivo quando eu o faço. O cume está há poucos metros de distância. Eu paro e olho o céu, conseguindo uma visão panorâmica da paisagem. É incrível pra caralho. Eu morava em Illinois, onde a paisagem é completamente plana, exceto pelos arranha-céus. Olhando através das montanhas do Colorado me faz apreciar a natureza. O vento está à minha volta, o sol está alto no céu e eu me sinto invencível. Alcanço com a minha mão esquerda a beira de uma fenda na rocha de cerca de três metros do topo e me agarro a ela. Estou quase lá. Quando faço a varredura da rocha por um local para colocar o meu pé, eu sinto alguma coisa afiada furar minha mão. Oh, inferno. Isso não era bom. Acabei de ser mordido por alguma coisa. Instintivamente, rapidamente planto meu pé enquanto eu arranco a minha mão para trás e olho para ela. Duas marcas de perfuração pequenas estão na parte de trás da minha mão com o meu sangue fluindo delas. — Pare de coçar suas bolas para que possamos chegar até lá antes do sol se pôr, Luis! — Eli Movitz grita abaixo. — Eu odeio dar a notícia a vocês — eu chamo-os quando a ponta de uma cabeça de cobra aparece em cima de mim, então, foge e entra para se esconder — mas acabei de ser mordido por uma cobra. Eu não dei uma boa olhada na idiota, então não tenho ideia se é venenosa ou não. Merda. Eu olho para os meus amigos e me bate uma vertigem quase que imediatamente. Isso não estava nos planos. Meu coração está acelerado e eu aperto meus olhos fechados, esperando que a minha cabeça pare de girar. — Puta merda, cara! — Eli grita para mim. — Foi uma cascavel? — Eu não sei.
  7. 7. 7 — O que você acha? — Jamie grita pra mim. — Será que ela tem listras? — Eu só vi a ponta da cabeça e eu não vou voltar lá e dar uma olhada mais de perto. — eu digo a ela, me perguntando se eu deveria mover para os lados e continuar os últimos três metros da minha subida ou se tentava descer. Eu sou um cara de matemática, então eu imediatamente considero as chances de sobreviver a esta situação. Minha mão definitivamente está picada, mas não insensível. Certamente, apenas se eu estivesse bombeando com uma porrada de veneno eu começaria a senti-la dormente e dura agora. — Eu sabia que Luis não deveria ter feito esse solo livre. — ecoa a voz de Jack abaixo. — Eu sabia! Ninguém me ouviu e agora ele está preso lá em cima, enquanto o veneno está, provavelmente, se espalhando por todo o seu corpo. — Cale a boca, Jack! — Eu grito. — Cobras não tem as merdas das pernas, então, como eu ia pensar que haveria um esconderijo na abertura de uma pedra maldita que está há três metros abaixo do topo? — Sente-se, tipo, normal? — Brooke pergunta. — Uma cobra apenas perfurou minha pele com suas presas, Brooke. — eu digo enquanto desço lentamente. Pode ser minha imaginação, mas eu acho que minha mão está começando a ficar dormente. — É claro que eu não me sinto normal. — Consigam um guarda florestal com soro! — Jack grita para o resto deles. Nós teríamos que dirigir para encontrar um. Nenhum de nós tem nossas licenças ainda, então estamos ferrados. Na verdade, eu sou o único que está ferrado. Com toda a conversa de antiveneno e cascavéis, eu não consigo pensar direito e perco tração. Meu pé escorrega. Então minha mão, a que não tem as duas perfurações, começa a suar de repente e eu perco meu aperto. Eu escorrego para o lado da face da rocha e ouço os suspiros e gritos de
  8. 8. 8 meus amigos abaixo, enquanto eu luto para conseguir uma posição ou uma mão em algo sólido. Não adianta. Tudo o que posso pensar antes de bater no chão é que eu não estou pronto para morrer.
  9. 9. 9 2 Nikki — Eu amo você, Marco. Eu disse isso. Eu não podia olhar para olhos profundos e escuros do meu namorado enquanto as palavras fluíam sem problemas de meus lábios, porque eu também estou escondendo alguma coisa. Imaginei que dizer ‗eu te amo‘ como uma conversa inicial seria mais fácil do que dizer que eu poderia estar grávida. Foi covarde não olhar em seus olhos e dizer-lhe tudo, mas dizer aquelas três palavras é um começo. Eu me sinto mais vulnerável do que eu já me senti antes. Eu não faço certo, vulnerável. Eu expirei lentamente e reuni a coragem de olhar para o meu namorado de um ano. Perdemos a virgindade juntos, um mês atrás, quando seus pais foram para o México para visitar sua avó. Eu não posso nem pensar nisso agora enquanto me concentro nele. Ok, eu disse que eu te amo. É a sua vez de dizer isso, como você sussurrou no meu ouvido a primeira vez que fizemos amor. Então eu vou te dizer que eu perdi o meu período este mês e eu estou enlouquecendo. Então você vai me dizer que tudo vai ficar bem e que vamos lidar com isso juntos. Ele está sorrindo. Bem, mais ou menos. O lado da boca está curvado, como se ele estivesse se divertindo. Eu não estava indo para a diversão. Eu estava indo para a afeição e adoração - sinais de que estava tudo bem dizer o meu segredo. Eu olho para o Lago Michigan,
  10. 10. 10 desejando que não estivesse esperando do lado de fora e, de repente, ninguém aparecesse. Eu passo meus braços à minha volta. Ainda não está tão quente em Illinois e o vento do lago está, definitivamente, me fazendo tremer. Ou talvez sejam meus nervos. — Você não tem que dizer isso de volta para mim. — eu digo para preencher o silêncio, mas isso é uma mentira completa. Eu espero que Marco diga de volta para mim. Eu não quero ouvir isso apenas em ocasiões especiais e quando estamos fazendo amor. A primeira vez que ele disse foi depois de voltar do baile em setembro. Então, na véspera do Ano Novo. E no Dia dos Namorados. E o meu aniversário. Tantas noites eu me deito sozinha na minha cama e penso em como o nosso amor vai durar para sempre. Nós não temos os mesmos amigos, porque vivemos em lados diferentes de Fairfield, mas isso nunca importou. Nós trabalhamos isso. Depois da escola, costumamos ir à minha casa e só... ficar um com o outro. E agora podemos ter um bebê. Como é que ele vai levar a notícia? Hoje é o último dia do nosso primeiro ano do ensino médio antes das férias de verão. Marco sugeriu irmos para a praia depois da escola, quando eu lhe disse que precisava convesar. Faz sentido, realmente. A praia é o nosso lugar especial. Tivemos nosso primeiro beijo na praia no verão passado. Ele me pediu para ser sua namorada oficial lá, na segunda semana de escola. Fizemos anjos de neve na mesma praia em janeiro, quando tivemos um dia de neve. Nós viemos aqui para compartilhar todos os nossos segredos particulares, como a vez que me disse que os membros da gangue escondem armas ao redor da cidade para que a polícia não os pegue transportando. Marco sempre conheceu os caras que estavam fortemente ligados. Ele se afasta de mim e imediatamente eu me arrepio como se o meu corpo soubesse que algo está acontecendo, além do vento saindo do lago. Ele passa os dedos pelos cabelos negros. Em seguida, suspira. Duas vezes.
  11. 11. 11 — Eu acho que devemos ver outras pessoas. — ele murmura. Eu inclino minha cabeça para o lado. Obviamente, eu não o ouvi direito. Existem algumas frases que uma garota espera ouvir depois que ela declara seu amor para o namorado dela. Eu posso pensar em algumas certas em minha cabeça, mas eu acho que devemos ver outras pessoas não é um delas. Estou atordoada. E eu não posso parar de tremer quando penso sobre estar grávida sem ele ao meu lado, sorrindo e me dizendo que tudo vai ficar bem. — P-p-por quê? — Você sempre disse que nunca iria namorar um membro da gangue e eu vou ser um. — É claro que eu não vou namorar um membro da gangue. — Eu deixo escapar. — Apenas dois dias atrás você me disse que nunca iria se juntar ao grupo, Marco. Foi logo antes de fazermos amor. Lembra- se? Ele estremece. — Eu disse um monte de coisas que eu provavelmente não deveria. E você poderia, por favor, não chamar isso de fazer amor... cada vez que você diz isso, você me faz sentir como um merda. — Do que você quer que eu o chame? — Sexo. — Só sexo, certo? Ele revira os olhos e eu juro que meu estômago dá uma guinada em resposta. — Veja, agora você está me fazendo sentir como um merda de propósito. — Eu não estou fazendo isso de propósito. Ele abre a boca para dizer alguma coisa, então deve ter pensado melhor sobre isso, porque ele a fecha.
  12. 12. 12 Eu analiso seu rosto, esperando que ele vá dizer que está apenas brincando! Claro que eu não vou entrar para a Sangue Latino, mas ele não o faz. Meu coração parece que está sendo desbastado por alguém, peça por peça. — Nós somos apenas... tão diferentes. — Não, nós não somos. Somos perfeitos juntos. Nós vamos para a mesma escola, temos o melhor tempo juntos... nós dois somos mexicanos. Ele ri. — Você não sabe falar nem uma palavra de espanhol, Nikki. Meus pais e amigos falam de você, enquanto você está na sala e você nem imagina. Você não é realmente mexicana. Será que ele está brincando comigo? Meus pais nasceram no México, assim como o resto dos meus antepassados. Ninguém iria confundi-los senão com latinos. O espanhol é a sua primeira língua. Meus pais vieram para os Estados Unidos depois que eles se casaram. Depois disso, meu pai foi para a escola de medicina e fez sua residência no Chicago Memorial. — A gangue não faz de você mais mexicano, Marco. Não faça a gangue mais importante do que nosso relacionamento. Ele chuta pra cima a areia com o dedão do pé. — No hablas pinche español3. — Eu não sei o que você disse. Pode traduzir, por favor? Ele segura as mãos para cima em frustração. — Esse é o meu ponto. Para ser honesto, eu tenho andado com a Sangue por um tempo agora. Como ele pode dizer isso? Eu coloquei minha mão sobre minha barriga, em um esforço fraco para proteger qualquer criança que pode estar crescendo dentro de mim. Não posso evitar das lágrimas brotarem nos olhos. Eu sei que pareço desesperada e patética quando uma torrente de lágrimas corre pelo meu rosto. Tudo o que eu achava que eu tinha com Marco está soprando no meu rosto. Eu me sinto mais sozinha do que nunca na minha vida. 3 Não fala nenhuma porra de espanhol.
  13. 13. 13 — Eu não posso acreditar nisso — eu disse em quase um sussurro. Devo dizer-lhe o meu segredo. Talvez isso vá fazê-lo mudar de ideia, sabendo que poderíamos ter um bebê. Mas se eu não estiver grávida, estaria apenas prolongando o inevitável? — Eu só não quero que você me dê merda por ser um Sangue. — ele deixa escapar. — Todos os meus amigos já se juntaram. Eu olho para as minhas unhas. Eu pintei ontem à noite e desenhei um coração vermelho no meio de cada unha. Em meus dedos, dentro dos corações pequenos, eu coloquei as iniciais MD - Marco Delgado. Eu pensei que ele ficaria lisonjeado. Obviamente, eu estava delirando. Eu rapidamente escondo meus dedos em punhos. — Sinto muito. — diz ele, em seguida, esfrega o meu ombro como um pai consolando uma criança. — Não chore. Podemos ainda, você sabe, ser amigos... amigos com benefícios, mesmo. — Eu não quero ser amiga com benefícios, Marco. Eu quero ser sua namorada. — Todo o conteúdo do meu almoço ameaça vir para cima. O que a gangue dá a ele que eu não posso? Ele fica em silêncio e chuta a areia novamente. Minhas mãos caem fracamente ao meu lado quando percebo que não posso consertar isso. Ele está me olhando de forma diferente, como se eu fosse apenas uma das outras garotas na escola e não a garota dos seus sonhos ou a futura mãe de seus filhos. Ele pega o celular do bolso e olha para as horas. — Hum... sobre hoje à noite. — A festa de fim de ano no Malnatti? — É a ‗oficialmente não oficial‘ festa de pizza para alunos de Fairfield. Eles colocaram uma grande tenda fora do seu restaurante e tem um DJ e uma tudo-o-que- você-puder-comer festa de pizza das seis às onze. Depois disso, a maioria dos alunos saem no campo de futebol Fairfield, por volta de quarenta, até a polícia chegar e parar.
  14. 14. 14 — Sim. — diz ele. — Então, uh, se você souber de alguém que quer ficar ligado, me fale. — Você está vendendo drogas? — Perguntei. Ele encolhe os ombros. — É dinheiro. — É dinheiro sujo, Marco. E ilegal. Não faça isso. Você pode ser preso e trancado na cadeia. — Eu não preciso de uma maldita palestra de você. Ele verifica seu telefone novamente. Ele está esprando alguém ligar ou mandar mensagem de texto? Eu sinto como se eu já tivesse perdido tudo o que tivemos. As lágrimas correndo silenciosamente pelo meu rosto são um indício de que eu definitivamente não estou bem, mas ele não parece se importar. Eu as enxugo e me amaldiçôo por ser tão fraca. Eu posso lidar com isso. Eu sou uma garota independente que não precisa de um cara para descobrir o que fazer. Obviamente, isso é problema meu e só meu. Se eu estiver grávida, ele vai descobrir isso quando ver minha barriga inchar como um balão. Ele saberá que é seu. Se ele escolher nos reconhecer e limpar sua vida, então vamos conversar. Eu olho para Marco e dou um pequeno sorriso. — Eu não quero controlá-lo. Eu nunca quis ser a garota que te segura para trás. — Mas você fez... você fez. Eu não posso mais fazer isso. Eu acho que, na realidade, eu não sou independente. Nosso relacionamento, sim, me definiu e eu gostei desse jeito. Eu não posso acreditar que ele me quer fora de sua vida. Isso não faz sentido. Ele recebe um texto, mas eu não consigo ver quem é. Ele manda outra de volta. — Você pode ligar pra sua casa, para seus pais? — ele me pergunta. Seus dedos se movem rápidos e furiosos enquanto ele continua as mensagens de texto. — Acho que sim.
  15. 15. 15 — Legal. — Ele se inclina e me beija na bochecha. — Meus amigos pensaram que você fosse ficar toda loca comigo. Eles pensaram que fosse me bater ou algo assim. É uma ideia. Mas não, eu não poderia socá-lo. Antes que eu pudesse abrir a boca para lhe pedir para voltar para mim e perder a dignidade que me resta, ele se vira para sair. Então isso está acabado. Longe da vista, mas não definitivamente fora da mente. Ele ficou com a gangue e não comigo. Minha respiração para. Eu olho para o lago e me sinto que devia pular lá - nadar para longe e fingir que isso não está acontecendo. Desespero lava sobre mim como as ondas que lavam as pegadas ao longo da costa e eu começo a tremer incontrolavelmente. Meus joelhos dobram na areia e eu posso sentir minhas lágrimas quentes começando a cair novamente. Desta vez eu não as enxugo. Eu quebro e choro, recordando cada momento que Marco e eu passamos juntos e rezando para que o meu período esteja apenas atrasado e eu realmente não esteja grávida. Grávida aos quinze anos nunca foi o meu plano.
  16. 16. 16 3 Luis Acho que o meu segredo apareceu. Se não fosse por aquela maldita cobra, eu não teria caído da rocha e mi'amá não estaria sentada no quarto do hospital continuamente me atirando olhares ameaçadores que se traduzem em 'Você está em tantos problemas'. Por fim eu não tinha veneno correndo pelo meu corpo. Uma das presas da cobra perfurou um nervo da minha mão, é por isso que me senti dormente. Depois eu caí, Brooke chamou seu pai em pânico. Ele nos pegou e me levou para o hospital. Sobreviver à picada de cobra foi a parte fácil. Ficar continuamente sendo repreendido por mi'amá têm sido uma tortura. Durante a queda da rocha, eu arranhei minhas pernas seriamente. Eu deveria estar grato por finalmente ter sido capaz de pegar parte da rocha que se projetava com a minha mão boa, embora, no processo, eu arranquei a pele, abrindo da mão para o pulso e quase foram ncecessários pontos. No final, o médico decidiu que os cortes não eram profundos o suficientes para precisar de pontos e decidiu colocar um curativo no lugar. Mi'amá cruza os braços sobre o peito enquanto me ajuda na cama de hospital, então eu não estou deitado reto. — Você me assustou até a morte, Luis. Quem disse para você para subir uma montanha sem cinto de segurança? — Ninguém.
  17. 17. 17 — Foi estúpido. — ela me diz, afirmando o óbvio quando vê o curativo na minha mão. — Eu sei. Olho para o meu irmão Alex, encostado na janela me olhando. Ele está balançando a cabeça, deve estar se perguntando como ele ficou preso com dois irmãos mais novos que estavam destinados a fazer coisas estúpidas, imprudentes. Papá morreu antes de eu nascer, então Alex foi o homem mais velho em nossa família desde que ele tinha seis anos. Agora, ele tem vinte e dois anos. Eu tenho que dar crédito a Alex. Ele sempre tentou nos manter fora de problemas. Carlos era uma causa perdida desde o início. Mi'amá disse que nosso outro irmão nasceu chutando e gritando, e nunca mais parou até que ele virou um adolescente. Então toda aquela energia reprimida foi usada para iniciar brigas com alguém que era estúpido o suficiente para irritá-lo. Alex tinha vinte anos quando mi'amá enviou Carlos para morar com ele, para que Alex pudesse endireitar Carlos. Agora Carlos está nas forças armadas e Alex está prestes a se casar com Brittany Ellis, a garota que ele está namorando desde o colegial. A enfermeira espreita a cabeça dentro do quarto. — Sra. Fuentes, precisamos que você assine alguns papéis. No momento que mi'amá sai da sala, Alex caminha em minha direção. — Você é um filho da puta sortudo. — diz ele. — Se um dia eu descobrir que você fez solo livre outra vez, eu vou pessoalmente chutar o seu traseiro. Entendeu? — Alex, não foi minha culpa. — Oh, o inferno. — diz ele, cobrindo os olhos com a mão, como se tivesse uma grande dor de cabeça. — Você soa igual Carlos. — Eu não sou Carlos. — eu digo.
  18. 18. 18 — Portanto, não aja como ele. Vou me casar em duas semanas. Duas semanas, Luis. A última coisa que preciso é de um dos meus irmãos caindo da porra de um penhasco e se matando. — Tecnicamente não era um penhasco. — digo a ele. — E as chances de conseguir uma picada de cobra em uma subida é... — Dá um tempo. — diz ele, me cortando. — Eu não preciso de estatísticas, Luis. Eu preciso do meu irmão no meu casamento. Cinco garotas, incluindo Brooke, Jamie e três de suas amigas, aparecem na porta. Elas estão trazendo balões que dizem 'Fique bom logo!' neles. Eu dou uma risada curta quando meu irmão olha para o desfile das garotas em choque, quando amarram os balões no trilho do lado da minha cama. — Como você está se sentindo? — Pergunta Brooke. — Como uma merda. — Eu lhes digo, levantando ambas as mãos enfaixadas - uma com a mordida de cobra e outra rasgada pelas rochas. — Nós viemos aqui para fazer você se sentir melhor. — diz Jamie. Eu sorrio grande e imediatamente me sento melhor. Agora que sei que não estou prestes a morrer, está tudo bem. — O que vocês, garotas, tem em mente? Acho que ouvi meu irmão bufar quando ele recua e as garotas cercam minha cama. — Quer uma massagem nas costas? — Angélica Muñoz pergunta com uma cadência paqueradora em sua voz. — Eu trouxe alguns biscoitos da padaria Pearl Street Mall. — diz Brooke. — Eu posso colocar na sua boca, já que você não pode usar as mãos. — Você deve estar brincando. — Alex murmura atrás dela. Angélica se instala atrás de mim e começa a massagear minhas costas enquanto Brooke pega um dos biscoitos de chocolate que ela trouxe e leva para minha boca.
  19. 19. 19 Minha futura cunhada entra no quarto, as botas de salto alto clicando no chão do hospital e os cabelos protegidos em um longo rabo de cavalo loiro correndo pelas costas. Ela dá uma olhada na minha comitiva e balança a cabeça em confusão. — O que está acontecendo aqui? — Ela diz para Alex. — Não me pergunte — diz Alex, indo até ela. — Alex me ligou em pânico e disse que você sofreu um acidente. — ela me diz. Eu ergo minhas duas mãos enfaixadas novamente. — Eu sofri. Dói como uma cadela, mas o médico diz que eu vou sobreviver. — Obviamente. — diz ela. — Mas eu não acho que você vai ficar feliz quando sua mãe entrar no quarto e pegar seu filho de quinze anos de idade rodeado por seu próprio harém. Você sabe o quão protetora ela fica, Luis. — Se ela é como a minha mãe, ela vai pirar. — diz Angélica, em seguida, diz para as outras garotas: — Talvez devêssemos ir embora. Angelica é uma garota com a qual eu casualmente passava o tempo nas festas, algumas vezes. Ela tem pais mexicanos também, de modo que entendia. As outras garotas não têm ideia de como as mães mexicanas podem ser protetoras. Eu digo às garotas que eu vou enviá-las mensagens de texto quando puder usar minhas mãos e elas saem pouco antes da mi'amá voltar para o quarto. — Quem trouxe os balões? — ela pergunta. — Foram aquelas garotas que vi no corredor? — Sim. — eu digo a ela. — Elas são apenas amigas da escola. — Não adianta entrar em detalhes sobre o que tenho feito com três das cinco delas em um lugar ou outro. Isso vai trazer outra palestra que eu definitivamente quero evitar. O médico me libera meia hora mais tarde, depois de dar instruções a mi'amá sobre como cuidar das minhas feridas em casa.
  20. 20. 20 — Você não é invencível. — Alex diz-me depois que Brittany e mi'amá saem da sala. — Nenhum de nós é. Lembre-se disso. — Eu sei. Ele enfia um dedo no meu peito e bloqueia o meu caminho. — Você me escute, Luis, porque eu sei muito bem o que estava passando por sua cabeça quando decidiu escalar a rocha, sem equipamento de segurança. Você gostou da euforia, sabendo que estava dizendo 'foda- se' para o perigo. Eu tenho um irmão no exército, um melhor amigo que está há sete palmos há mais de quatro anos e eu não estou prestes a ficar parado, enquanto o meu irmão mais novo fica la tengo dura por flertar com o perigo. — Você leva a vida muito a sério. — eu disse, passando por ele. — Eu não sou seu irmãozinho mais, Alex, e eu não sou tão inocente como você pensa. Tenho quase dezesseis anos. Você conhece aquela garota Brooke que me trouxe cookies? Ela não é inocente, tampouco. Você quer saber como eu sei disso? Eu não consegui evitar quebrar um sorriso, enquanto Alex colocava as mãos sobre as orelhas, como protetores de ouvido. — Não me diga. — diz ele. — Você é muito fodidamente jovem, mano. Eu juro, se você deixar uma garota grávida, você terá mais do que apenas duas mãos enfaixadas para lidar.
  21. 21. 21 4 Nikki Eu não sei quanto tempo se passou. Toda vez que recebo uma chamada no meu celular e percebo que não é Marco, eu ignoro. Toda vez que recebo um texto de um dos meus amigos, eu ignoro. Eu não sei quanto tempo estive sentada na praia chorando, mas não me importo. Eu tenho meu bebê para me dar força, mas eu me sinto tão fraca como nunca. Até que eu ouço uma voz familiar. — Nik! Eu olho para cima. É Kendall. Kendall e eu somos melhores amigas desde a pré-escola, quando ambas usávamos o mesmo vestido no dia da foto e dissemos a todos que éramos gêmeas, mesmo quando Srta. Trudy disse que a mentira não faz parte da escola de ‗princípios fundamentais‘. Nós não sabíamos que — princípios fundamentais — eram quando tínhamos quatro anos, mas quando Srta. Trudy falou sobre isso com sua voz severa, sabíamos que estávamos em apuros. Antes de dizer qualquer coisa, ela se ajoelha para mim. — Eu ouvi. Ela deve ter ouvido falar sobre o rompimento, mas ela não tem ideia de que eu poderia estar grávida. Eu enterro meu rosto em minhas mãos. — Eu não posso acreditar nisso. — Eu sei. — Ela se senta ao meu lado.
  22. 22. 22 — Ele escolheu a gangue ao invés de mim. — Eu olho para a minha amiga que tem cabelos claros e olhos castanhos - o exato oposto de mim. — Ele disse que eu não era mexicana o suficiente. Kendall balança a cabeça e bufa. — Ele é um idiota. Eu fungo algumas vezes, em seguida, tento enxugar as lágrimas do meu rosto. — Como é que você descobriu? Ela estremece. — Eu tentei te ligar e enviar mensagens de texto, mas você não respondeu. Então, eu mandei uma mensagem para Marco e perguntei onde você estava. Ele me contou. — Eu disse a ele que eu o amava. Então, ele disse que queria ver outras pessoas. Em seguida, ele disse que já estava saindo com a Sangue e nós poderíamos ser amigos. Amigos com benefícios, Kendall. Dá para acreditar? Como se eu pudesse transformar meus sentimentos como uma torneira. Basta dizer as palavras amigos e benefícios no mesmo fôlego que me faz estremecer. Kendall suspira. — Eu sei que pode não parecer isso agora, mas você vai encontrar alguém. — Eu não posso fazer isso sem ele. — Fazer o quê? — Ela pergunta, confusa. Eu olho para ela, a único amiga que eu posso confiar mais do que qualquer um. — Eu poderia estar grávida... Seu olhar de choque misturado com uma boa quantidade de pena é suficiente para me fazer chorar mais uma vez. Ela coloca as mãos em cada lado do meu rosto e me pede para olhar para ela. — Você vai ficar bem, Nikki. Eu estou aqui para você. Você sabe disso, certo? Concordo com a cabeça. Eu gostaria de ter ouvido essas palavras saírem da boca de Marco. — Quanto tempo está atrasado? — Ela pergunta. — Uma semana e meia.
  23. 23. 23 — Será que você fez um teste de gravidez? Eu balancei minha cabeça. Acho que pensei que depois que eu dissesse a Marco, iríamos juntos a alguma farmácia da cidade, onde ninguém nos conhecia. Kendall incentiva a me levantar. — Primeiro, vou conseguir um teste de gravidez para você. Então, vamos descobrir isso. Ouça, é o que é e você não pode mudar isso. Vamos descobrir pra ter certeza. Legal? A verdade é que neste momento eu não sei se eu quero saber com certeza. A ignorância é felicidade, certo? Estou em silêncio enquanto Kendall me leva a uma farmácia e de volta para sua casa. Sento-me na beirada da banheira e mordo minhas unhas nervosamente enquanto ela lê as instruções e me entrega o bastão em que tenho que fazer xixi, para então saber se eu estou carregando o bebê de Marco. Eu olho para o bastão. — Eu não posso. — eu digo a Kendall. — Eu só... preciso ver Marco mais uma vez. Eu preciso falar com ele cara- a-cara antes de fazer isso. Ele vai estar em Malnatti. Se eu puder puxá- lo para longe da festa e falar com ele, talvez possamos resolver as coisas. — Eu... eu não sei se isso é uma boa ideia. — Eu tenho que falar com ele hoje à noite, Kendall. — Eu olho para o teste de gravidez. — Eu não posso fazer isso sem ele. Eu sei que soa desesperado. Eu só tenho que descobrir se há alguma coisa que eu possa fazer para mudar a sua cabeça sobre o Sangue Latino... e o... e o tráfico de drogas. Kendall para. — Tem certeza que quer falar com ele hoje à noite? — Sim. — Eu sinto que tenho muito a dizer e fui também pega desprevenida para dizer isso antes. Se ele souber o quanto eu realmente me preocupo com ele, pode mudar sua cabeça. Eu não posso imaginar qualquer garota o amando mais do que eu. Eu coloquei o teste de gravidez de volta no pacote e o enfiei na minha bolsa.
  24. 24. 24 — Vamos lá, vamos fazê-lo depois. — diz ela, levando-me para o quarto dela e examinando o seu armário para pegar algo para eu vestir. — Eu acho que ver Marco agora é uma ideia horrível, mas se você está determinada, não vou parar. Primeiro, vou fazer você parecer tão quente que Marco vai cagar nas calças quando ele der uma olhada em você. No final, Kendall escolhe jeans skinny apertados e um top de designer que sua mãe deu a ela depois que ela decidiu que não queria mais. Na festa, eu respiro fundo e mantenho minha cabeça erguida, quando ando pela grande tenda branca na Malnatti com Kendall ao meu lado. Eu faço a varredura da área principal. Parece que toda a escola está aqui celebrando o início de férias de verão. A música está tocando. Algumas pessoas estão comendo. Algumas pessoas estão dançando. Eu examino a tenda procurando o rosto familiar que faz meu coração disparar cada vez que olho para ele. Eu finalmente o vejo... dando amassos em Mariana Castillo no canto de trás. Ela é uma das difíceis, bem Sangue Latino, que a maioria das garotas em Fairfield evita. Ele a está beijando daquela forma familiar que conheço muito bem. E sentindo sua bunda com as mãos que tocaram meu corpo nu apenas dois dias atrás. Não. Eu fecho meus olhos, desejando que a imagem desapareça. Mas isso não acontece. Abro os olhos e agora percebo que a maioria dos calouros e veteranos estão olhando para mim. Eu recebo olhares de pena das garotas do lado do norte, mas percebo a maioria das garotas Latinas do lado do sul estão sussurrando umas com as outras e rindo. Elas estão se regozijando, feliz que Marco dispensou sua rica namorada do lado norte.
  25. 25. 25 Digo a Kendall que não me siga quando viro e corro para fora da tenda, não parando até chegar à minha casa vinte minutos mais tarde. Eu fujo pra cima e me tranco no meu quarto, sentindo-me como uma completa idiota. Eu retiro o teste de gravidez da parte com zíper da minha bolsa e desembrulho o bastão. Deixo escapar um suspiro longo e lento. É isso. O momento da verdade. Eu escapo para o banheiro, feliz que o resto da minha família está assistindo televisão na sala de estar. Depois que eu sigo as instruções, tenho o bastão na minha mão e espero impacientemente para que o resultado apareça. Quando olho para a pequena janela de plástico que vai me dizer o meu destino, três coisas que Marco me ensinou hoje correm pela minha mente: garotos vão mentir no seu rosto só para fazer sexo com você, não confie em qualquer garoto que diz eu te amo e nunca namore um garoto que vive na zona sul de Fairfield.
  26. 26. 26 5 Luis Duas semanas depois do meu confronto com a cobra, estou em um smoking no casamento do meu irmão. Eu nunca pensei que veria Alex casar. Então, novamente, eu nunca pensei que eu estaria de volta em Illinois novamente. Desta vez, porém, estamos em uma casa alugada no Sheridan Road em Winnetka. É a menos de 15 minutos do lado sul de Fairfield, onde morávamos, mas parece que é outro mundo. — ¿Estás nervioso? — Pergunto a Alex quando o vejo tentar ajustar a gravata, e a deixar alinhada. — Estoy bien, Luis. É que esta maldita coisa não vai continuar certa. — Alex rosna, então, desliza a tira de tecido por baixo do colarinho branco nítido e chicoteia-a no chão, antes de correr a mão pelo cabelo. Ele suspira pesadamente, em seguida, olha para mim. — Como diabos você consegue arrumar sua gravata sem parecer que uma criança amarrou isso? Pego um pedaço de papel dobrado do bolso de trás da minha calça de smoking alugado, ignorando a dor da minha mão ainda machucada. — Eu imprimi as instruções da Internet. — digo com orgulho, quando seguro o pedaço de papel. — Você é um geek, Luis. — nosso irmão Carlos entra na conversa quando se move do lado oposto da sala e pega rapidamente as instruções da minha mão.
  27. 27. 27 Carlos não precisou se preocupar em alugar um smoking porque está vestindo seu uniforme de gala do Exército. Do jeito que ele está ereto e alto, quando ele o usa, sei que ele está orgulhoso de estar no serviço em vez de estar no grupo que ele estava quando viveu no México comigo e Mamá. — Aqui. — diz Carlos quando ele pega a gravata e empurra-a junto com as instruções para a mão vazia de Alex. — Você não quer deixar a noiva esperando no altar. Ela pode decidir abandonar você e se casar com um cara branco com uma carteira de investimentos em seu lugar. — Você está tentando me irritar? — Alex diz, empurrando Carlos longe quando ele ri do recipiente de plástico transparente com a rosa vermelha boutonniere4 embalada perfeitamente. Carlos acena com a cabeça. — Estoy tratando. Eu não tive a chance de dar merda desde que fui implantado há nove meses, Alex. No puedo parar. Assim, quando estou prestes a me oferecer para amarrar gravata borboleta de Alex para ele, mi'amá entra na sala. — O que vocês estão fazendo? — Ela pergunta, como se fôssemos ainda crianças pequenas brincando. — Discutindo. — diz Carlos, agindo com naturalidade. — Não há tempo para isso. Carlos a beija na bochecha. — Há sempre tempo para argumentar quando você é um Fuentes. Ela olha para ele, em seguida, olha para o teto. — Dios mío, ayudame. Ela pega a gravata do Alex e coloca-a em volta do seu pescoço. Como se ela fosse uma profissional, ela a tem amarrada em menos de trinta segundos. — Obrigado, mãe. — diz Alex. 4 A flor na lapela usada pelo noivo.
  28. 28. 28 Quando ela termina, olha para Alex e coloca seu rosto em suas mãos. — Meu hijo mais velho vai se casar. Seu pai ficaria muito orgulhoso de você, Alejandro. Se formar na faculdade e agora se casar. Apenas... não se esqueça de onde você veio. ¿Me entiendes? — Eu não vou. — garante a ela. Mi'amá prende seu boutonniere na lapela, em seguida recua e olha para nós três. Suas mãos pressionam contra o seu coração e seus olhos ficam lacrimejantes. — Meus filhos estão todos crescidos. — Não chore, Mãe. — Alex diz a ela. — Eu não vou. — ela tem uma lágrima que escapa pelo canto do olho e corre pelo seu rosto. Ela rapidamente limpa, em seguida, se endireita e se dirige para a porta. — Carlos e Luis, vocês devem pegar o restante dos padrinhos e dizer-lhes para se alinharem em breve. — Ela olha para Alex. — Termine de se vestir, Alejandro. A procissão está prestes a começar. Ela fecha a porta, deixando-nos sozinhos. Eu vejo como Alex vai até a janela com vista para o Lago Michigan. Cadeiras colocadas na praia privada são preenchidas com os convidados esperando por ele e sua noiva. — Eu não posso fazer isso. — diz ele. Eu dou um passo mais perto, na esperança de conseguir um indício de que ele está brincando. Ele não está. Eu olho para o relógio na parede. — Umm, Alex, você percebe que o casamento deve começar em dez minutos, certo? — Eu pergunto. — Eu vou lidar com isso — , diz Carlos, tomando o controle. Ele suspende as mãos nos ombros de Alex. — Você enganou Brittany? Alex balança a cabeça. — Você está apaixonado por outra garota? Outro tremor.
  29. 29. 29 Carlos se inclina longe de Alex e cruza os braços sobre o peito. — Então você vai continuar com isso. Eu não consegui sair e voei todo o caminho de Chicago para você desistir, Alex. E além disso, você ama a gringa e prometeu que iria se casar com ela depois que se formasse na faculdade. Este é um negócio feito. Sem recuar agora. — O que você fez, Alex? — Eu pergunto, completamente confuso agora. Ele suspira pesadamente. — Eu não contei a ela a notícia de que, no final do verão, estamos voltando para Chicago. Toda a nossa família viveu no Colorado por quase três anos. Nos mudamos para cá e ele não vai levar Brittany. — O que você quer dizer, você está voltando para Chicago? — É uma longa história. Os pais de Brit estão entregando a guarda de sua irmã, Shelley, para o estado de Illinois. Ela tem vinte e um anos e pode ir a financiamento estatal para seus cuidados. Isso significa que ela vai sair de Sunny Acres e se mudar para cá. Brit ainda não sabe. Ela também não sabe que eu tive uma oferta de pós- graduação em Northwestern. Eu aceitei. — E você não lhe disse nada disso? — Carlos pergunta. — Oh, cara, você está ferrado. Alex esfrega a parte de trás do seu pescoço e estremece. — Eu meio que nunca disse a ela que me candidatei para a Northwestern. Ela acha que vai ficar em Boulder após o casamento. Eu sei muito bem porque a futura esposa do meu irmão não quer voltar para Illinois. Eu a ouvi falar sobre o seu medo de voltar para o lugar onde Alex foi baleado e espancado dentro de uma polegada de sua vida quando saiu da Sangue Latino. Ele disse a ela que é seguro agora, já que o grupo rompeu em diferentes facções e o novo chefe da quadrilha, Chuy Soto, está na cadeia. Todos nós já garantimos a Brittany que Alex não tem um alvo nas suas costas, mas ela é cética. Eu sei que demorou muito para Alex convencer Brittany fazer seu casamento aqui. Eu acho que ela concordou com a única razão que ela esperava seus pais iriam participar da cerimônia - apesar de seu ódio pelo meu irmão.
  30. 30. 30 Eles o odeiam porque ele é mexicano. E ele é pobre. E ele estava em uma gangue. Ele ainda está batendo dois em cada três, o que faz dele um jogo inaceitável para a sua filha. Ela vem de uma rica, branca e metida família. Eu tenho que dar ao Sr. Ellis, seu pai, algum crédito. Ele tentou conhecer Alex. Um tempo atrás, quando ele veio para uma visita a Boulder, ele convidou Alex para jogar golfe. Isso foi uma má ideia. Meu irmão não é o tipo de golfe. Um olhar para suas velhas tatuagens de gangue deveriam dar uma pista. Os pais de Brittany não apareceram. Ainda não, pelo menos. Brittany espera ter os pais ao seu lado quando caminhar pelo corredor, mas o plano B é caminhar com o pai da namorada de Carlos, Dr. Westford. De qualquer maneira, meu irmão estará esperando por ela no final do corredor. Alex dá de ombros em sua jaqueta de smoking preto e vai para a porta. — Só me prometa uma coisa. Se ela me chutar para fora do nosso quarto hoje à noite, deixe-me dormir em um dos seus. — Desculpe, bro — diz Carlos. — Eu estive longe de Kiara por nove meses. Eu não estou compartilhando meu quarto de hotel com ninguém, exceto ela. Além disso, sua noiva virgem vai querer consumar o casamento. Alex revira os olhos. Eu tenho certeza que eles consumaram seu relacionamento anos atrás. Eu também tenho certeza que Carlos sabe do fato. — Você tem que dizer a ela,.— eu digo. — Antes do casamento. — Não dá tempo. — Carlos cantarola, totalmente divertido. — É bom começar seu casamento com mentiras e enganos. Você é um modelo estelar, mano. — Ele acaricia as costas de Alex. — Cállate, Carlos. Vou dizer a ela. — Antes da cerimônia ou depois? — Eu pergunto.
  31. 31. 31 Desde as janelas abertas, música de harpa começa a fluir para o quarto. Os três de nós olhamos um para o outro. Sabemos que nossa família nunca mais será a mesma. — Bem, pessoal, é isso — diz Alex enquanto ele abre a porta. Ele para de repente e baixa a cabeça. Ele aperta os olhos fechados. — Eu gostaria que Paco estivesse aqui. — ele resmunga. Paco era o melhor amigo de Alex. Ele morreu quando ele e Alex eram seniors na escola. Meu irmão nunca superou isso. — Eu também. — eu digo, passando por mim, quando penso no cara que nós tratamos como um Fuentes honorário. — Sim — diz Carlos. — Mas ele está aqui. Você sabe que ele está assistindo. Alex concorda, então se endireita. Se não fosse por Paco, Alex não estaria aqui. Ele estaria em um caixão, também. Meus irmãos não sabem que eu sei como Paco morreu. Hector Martinez, chefe do Sangue Latino, atirou em Paco. Hector também matou o meu pai e baleou Alex. Hector era o inimigo. Minha vida teria sido muito diferente se o inimigo não estivesse morto, porque eu teria dedicado a minha vida para me vingar. Eu tinha onze anos quando descobri que ele atirou em Papá quando Alex tinha seis anos de idade e mi'amá estava grávida de mim. Eu segurei o desejo de vingança, mas o senti como um fogo queimando dentro de mim lentamente até a morte de Hector anos atrás, deixando minha família segura. Apenas o pensamento de Hector Martinez podia me irritar. Eu respiro fundo e sigo Alex e Carlos para a procissão. Estamos perto do sacerdote com o resto da festa de casamento e no momento eu esqueço o passado. — Alex, você tem o arras? — Carlos pergunta a ele. O arras são as treze moedas de ouro que ele vai dar a Brittany como um símbolo de sua confiança nela. Eles foram passados de meus
  32. 32. 32 avós para meus pais, o que é uma coisa boa, porque não há nenhuma maneira que meu irmão fosse capaz de ter as moedas de outra maneira. Eles não estão tendo um casamento tradicional mexicano uma vez que Brittany não é Mexicana, mas eles colocaram algumas tradições mexicanas na cerimônia. Alex dá um tapinha bolsos. — Merda. Deixei as arras no quarto. — Eu vou pegá-las. — eu digo, então, voltando para o camarim improvisado. — Depressa. — ouço Carlos e Alex gritarem atrás de mim. Eu abro a porta para o camarim e vejo que não estou sozinho. Uma garota da minha idade está na sala, olhando pela janela. Seu vestido branco contrasta com sua pele cor de mel e apenas a visão dela me faz parar no meu caminho. Ela está muito quente, com cabelo ondulado escuro correndo pelas costas e um rosto que me faz lembrar um anjo. Ela é, obviamente, uma convidada no casamento, mas eu nunca a conheci antes. Eu definitivamente me lembraria dela se a a conhecesse. Eu pisco-lhe um sorriso. — ¡Hola! Yo soy Luis. ¿Quieres charlar conmigo? Ela não disse nada. Eu aponto para a porta. — Umm... la boda va a empezar. — eu digo a ela, mas é claro pela forma como ela revira os olhos que ela não se importa. — Cara, fale Inglês. — diz ela. — Isto não é o México. Whoa. Chica com atitude na casa. — Desculpe. — eu digo. — Pensei que você poderia ser mexicana. — Eu sou americana. — diz ela, em seguida, segura um telefone celular brilhante e o movimenta no ar. — E eu estou no telefone. É uma conversa particular. Você se importa? O lado dos meus lábios sobem. Ela pode alegar que ela é cheia de sangue americano, mas eu apostaria meu testículo esquerdo ela tem um pouco de sangue mexicano correndo por suas veias resolutas.
  33. 33. 33 Eu pego as arras e dou-lhe um sorriso. — Guarde uma dança na recepção para mim, mi chava5. Ela desliga com quem ela estava conversando e zomba de mim. — Ugh, você é um daqueles caras que flertam e sorriem para ficar com uma garota, então eles despejam aquela pobre garota em sua bunda quando menos se espera. — Ah, então você já ouviu falar de mim — eu digo, então fecho os olhos para ela. Ela começa a caminhar para fora da sala num acesso de raiva, mas eu alcanço para impedi-la. — Eu estava apenas brincando. Não leve a vida muito a sério, mi chava. O anjo aparece no meu rosto. Ela faz isso para me intimidar, mas tudo que faz é me atiçar. — Como você se atreve a me dizer para não levar a vida tão a sério! Você não me conhece mesmo. Eu não costumo mexer com as garotas com atitude. Eu estive por aí com um número suficiente delas para saber que creídas muy são mais problemas do que elas valem. Elas sempre me intrigaram, no entanto. Eu não posso evitar. Acho que está no sangue Fuentes mexer com as garotas que definitivamente não querem lidar. — Luis, você está segurando a cerimônia. — mi'amá chama alto do salão. Ela entra no quarto e, em seguida levanta a sobrancelha com a minha visão que está perto o suficiente do anjo que se inclinou um pouco menos do que se estivesse beijando. — O que está acontecendo aqui? — Ela pergunta, como se estivéssemos prestes a fazê-lo e ela chegou bem na hora para acabar com isso. — Sim, o que está acontecendo? — Pergunto à garota, deliberadamente colocando-a no local. A garota segura o celular. — Eu estava no meio de uma ligação, quando ele veio aqui e começou a me encher. — Esse é o meu filho. E você é... — Mamá diz, seus olhos se estreitaram em fendas. Oh, cara. Ela está em modo interrogatório. Você não quer conhecer mi'amá quando ela tem sua mentalidade em conseguir informações suas. 5 Moça.
  34. 34. 34 — Nikki Cruz. — a garota diz com orgulho. — Meu pai foi o cirurgião do Alex. Não é mexicana minha bunda. Eu estava certo. Este anjo tem mais do que um pouco de sangue vermelho, branco e verde correndo por suas veias. Dr. Cruz foi quem tirou a bala do ombro de Alex no hospital quando tomou o tiro anos atrás. O médico manteve contato com Alex desde então, mantendo o controle sobre ele. Mamá balança a cabeça, em seguida, verifica Nikki Cruz - filha do cirurgião - da cabeça aos pés. — O casamento está prestes a começar. Ándale, Luis. Antes que eu me vire pra sair da sala, eu dou a Nikki uma piscadela / aceno completamente arrogante e secreto, que é certo que vá trazer mais uma vez a atitude Latina em pleno vigor. Ela não pisca de volta. Ela não fez isso para me divertir, mas me divertiu. Eu mal posso esperar pela recepção. Tal como meus dois irmãos mais velhos, eu não dou as costas a um desafio e Nikki Cruz não é, definitivamente, uma que vai se render facilmente. Até o final da noite eu aposto que poderia convencê-la a ser a minha próxima namorada - bem, pelo menos até o meu voo de volta para casa, para o Colorado.
  35. 35. 35 6 Nikki Eu vejo como Luis segue sua mãe para fora do quarto com a cabeça arrogante erguida. Eu estava prestes a pendurar com Kendall, quando ele apareceu na sala e eu congelei. Por um breve segundo, eu pensei que ele fosse Marco. Ambos são quase da mesma altura, idade e compleição física. Quando Luis sorriu para mim e eu senti um lampejo de atração, pânico cresceu dentro de mim. Eu não posso baixar a minha guarda e um cara como o Luis é tão perigoso quanto Marco. Eu posso dizer por esse sorriso. Ele parece bastante inocente, mas eu conheço bem. Ele pode ser capaz de enganar outras garotas, mas eu não. Já faz duas semanas desde que Marco e eu terminamos e a dor ainda é tão crua como era quando ele me deixou na praia. Eu nunca mais quero me sentir tão desesperada e devastada como naquela noite. Se o ódio e atitude vadia vão me proteger, eu vou usar isso. Eu mantenho minha cabeça erguida quando ando de volta para a cerimônia. A música começa e eu rapidamente pego o assento vazio entre minha mãe e meu irmão mais novo, Ben. Ben está largado em sua cadeira, irritado que mamãe e papai não o deixaram jogar seu vídeo game portátil. Ele tem que se sentar aqui, como todos os outros garotos de doze anos de idade, aborrecidos neste casamento. Meus pais e Ben não tem nenhum indício de que Marco e eu nos separamos. Eu não queria falar sobre isso. Eu também não quero que
  36. 36. 36 os meus pais se vangloriem e falem ‘nós dissemos‘. Ben não me importo, desde que ele mal disse duas palavras ao Marco o tempo todo que estávamos namorando. Se os meus pais me tinham à sua maneira, eles provavelmente iriam querer criar um casamento arranjado para mim, porque me querem com um bom garoto que vem de uma ‗boa base‘. A última coisa que eu quero é que meus pais escolham meus namorados ou, Deus me perdoe, meu futuro marido. Ben não teve uma namorada. Ele foi poupado de qualquer entrada dos nossos pais em sua vida amorosa, porque sua vida amorosa é inexistente - a menos que você conte Princesa Amotoka do jogo online que ele joga. Desnecessário será dizer que ela não é real. Meus olhos vagueiam para a frente, onde Luis está de pé ao lado do resto dos padrinhos. Quando nossos olhos se encontram por uma fração de segundos, ele pisca com um sorriso matador. Eu olho para baixo, fingindo de repente estar muito interessada em uma linha perdida no fundo do meu vestido. Estou com náuseas. Logo atrás de mim, eu ouço um sussurro de garota em voz alta. — Ohmeudeus! Você vê o gostoso com o cabelo espetado? Ohmeudeus, quem é ele? Se ela disser ohmeudeus novamente, eu estou virando e batendo nela. — É o irmão de Alex, Luis. — alguém explica para a garota Omeudeus. — Eu acho que ele piscou para mim. — Eu ouço seu grito. Eu não menciono que eu tenho uma boa ideia de que sua piscadela era para mim. Eu me forço a ignorá-lo e me concentrar noiva e no noivo. Eu só desejo que não fosse tão difícil não olhar para Luis, pela simples razão de que eu estou fazendo o meu melhor para não olhar para ele. Eu odeio isso. A cerimônia é como qualquer outra cerimônia de casamento de praia no crepúsculo, enquanto o sol está se pondo. Ok, eu admito o cenário todo é super legal, mas a praia tem uma vibração negativa para
  37. 37. 37 mim agora. Eu pensava que era o meu lugar especial com Marco, mas não é. Estar aqui, olhando para o Lago Michigan, no fundo, só me faz lembrar de nossa separação. A noiva, Brittany, está prestes a caminhar pelo corredor, mas ela hesita e olha ansiosamente na entrada antes de tomar o braço de um homem mais velho a ponto de acompanhá-la. — Pobre garota. Seus pais não apareceram. — minha mãe sussurra para mim. — Por que não? — Eu pergunto. Mamãe dá de ombros. — Eu não tenho certeza. Eu só ouvi algumas de suas damas de honra falarem sobre isso antes da cerimônia começar. Brittany caminha pelo corredor e parece que veio direto das páginas de uma revista de designer de noiva. O noivo, Alex, não consegue tirar os olhos dela. Assim que o sacerdote abre o seu livro de orações para iniciar a cerimônia, eu não posso deixar de olhar para Luis. Ele está ouvindo atentamente ao sacerdote e de repente tem um sério olhar de preocupação em seu rosto. Eu me pergunto por que, até... — Você não pode se casar. — Luis fala alto. Mais do que alguns suspiros vêm da multidão. Cada convidado está em choque. Isso está ficando bom. Alex bate a mão sobre os olhos. — Você não fez isso. — diz ele ao Luis. Luis avança. — Eu só... Alex, diga a ela. Você não pode começar seu casamento em uma mentira. Brittany, cuja boca foi bem aberta desde Luis falou, levanta o véu e sulca as sobrancelhas perfeitamente delineadas. — Diga-me o quê? — Ela está girando mais branca do que o seu vestido de casamento, se isso fosse mesmo possível. Espero que o padre
  38. 38. 38 ou dama de honra, parece que ela quer matar Alex, estejam prontos para pegá-la, se ela desmaiar. — Nada. — diz Alex. — Nós vamos conversar mais tarde, chica. Não é um grande negócio. — Não me chame de chica, Alex. — sua noiva se encaixa. — Eu acho que ela vai para o deck com ele. — Ben murmura, divertido. A noiva não aceita isso. Talvez eles estejam prestes a chegar à conclusão de que felizes para sempre não existe. — É um negócio grande o suficiente para seu irmão parar o nosso casamento. — Brittany argumenta. — Isso é ridículo. — Alex rosna. Ele murmura algo para o padrinho, que parece estar mais divertido do que chocado. Eu sinto um vínculo de irmandade com Brittany, mesmo que ela não esteja ciente disso. A mãe de Alex, sentada na primeira fila, tem a cabeça inclinada como se estivesse assistindo a uma formiga no chão e é a coisa mais interessante que ela já viu. Eu acho que eu só a vi atravessando a si mesma. Quando ela olha para cima novamente, ela tem adagas em seus olhos enquanto ela olha para Alex e Luis. Sem ter para onde correr, exceto no meio da multidão ou fuga para água do Lago Michigan, Alex diz: — Estamos nos mudando para cá. Brittany pisca algumas vezes. Ela ergue a cabeça para o lado como se ela não tivesse ouvido direito. — Aqui? Como em Chicago? Tudo o que posso pensar é, Oh, Alex, você é idiota. Olhando em volta para os outros convidados assistindo esse drama se desenrolar, noto um casal de garotas duas fileiras à minha frente não muito chateadas com a confusão do evento, que se desenrola diante de nossos olhos. Eu acho que têm tesão por Alex e não vão ficar desapontadas se ele de repente ficar solteiro. Tenho certeza de que a garota Omeudeus está disponível atrás de mim, apesar de Alex ser provavelmente muito velho para ela.
  39. 39. 39 Brittany afasta Alex. — E você não me disse porque... — Porque você estava ocupada planejando o casamento e estudando para as provas finais, e, para ser honesto, eu não quero que você comece a enlouquecer. — Então, minha opinião não importa? E a minha irmã? — Brittany aponta para a garota na cadeira de rodas ao lado da dama de honra. — Eu não vou deixá-la no Colorado. — Será que vocês gostariam de fazer uma pausa e discutir isso em particular? — O padre confuso pergunta. — Não. — Brittany encaixa. — Eu não quero ir a lugar nenhum com ele. — É o seu casamento. — o sacerdote lembra a ela. — Umm... — Ele olha para a sua Bíblia, como se isso tivesse as respostas para ajudar o casal a consertar seus problemas. — Vamos casar e discutir isso depois. — Alex diz a ela. — Você vai concordar uma vez que você me ouvir. — Nós devemos ser uma equipe e tomar decisões juntos, Alex. Mentir é uma quebra de acordo. Sim! Ela finalmente conseguiu isso. Ele mentiu. Garotos sempre mentem. Eu quero gritar: termine com ele, enquanto você tem a chance! mas eu me contive. — Eu não menti, chica. Eu só atrasei em mencioná-lo por um tempo. Esta não é uma quebra de acordo. Ela cruza os braços sobre o peito. — Talvez seja pra mim. — Case-se comigo, Brittany, porque você sabe que vai acontecer de qualquer maneira. Shelley vai estar com a gente, eu prometo. Isso é tudo sobre ficarmos juntos. Ele fecha a distância entre eles. Sem outra palavra, ele a puxa para si e a beija com os lábios, uma espiada de língua, e... Eu acho que eu ouvi alguns suspiros ofegantes provenientes dos convidados. Ninguém pode tirar os olhos daquele beijo sensual cheio de paixão.
  40. 40. 40 Não caia nessa! Eu quero gritar, mas eu posso dizer que não adianta. Seu buquê de noiva cai no chão quando ela envolve seus braços em volta de seu pescoço. Eu olho para a garota atrás de mim. A garota Omeudeus está toda sonhadora, enquanto assiste a sessão de pegação. Todas as garotas estão olhando assim. Eu posso apenas imaginar suas mentes correndo, perguntando se terão tanta química com seus namorados / maridos um dia. Com esse pensamento, eu olho para Luis novamente. Ele está olhando diretamente para mim e uma onda de choque passa por mim. Então, o que temos é química. Química milagrosamente não transforma garotos maus em bons. — Eu estou com raiva de você por manter algo importante de mim. — Brittany diz a Alex, apesar que sua convicção definitivamente foi comprometida depois daquele beijo. — Eu sei. — diz Alex. — Eu prometo que não têm outros segredos. — Mas eu tenho. — diz ela. — Enquanto nós estamos derramando nossos segredos, eu poderia muito bem dizer-lhe o meu. — Ela olha para sua barriga e coloca a mão sobre a barriga. Quando ela olha de volta para ele, seus olhos estão vidrados. — Alex, eu estou grávida. Meu estômago se aperta em resposta.
  41. 41. 41 7 Luis Quando eu me opus ao casamento, eu não sabia que ele iria se transformar no Circo da Família Fuentes. Eu só queria que Alex fosse claro com Brittany. É isso aí. Eu não tinha ideia que a minha futura cunhada estava grávida. Oh homem, vendo o rosto de nossa ma quando Brittany anunciou a notícia foi clássica - seu rosto ficou vermelho. Fico feliz que acabou, no entanto. Brittany disse — aceito — e meu irmão disse: — aceito — e ela não atirou as arras de volta para ele e Brittany Ellis é agora Brittany Fuentes. Meu irmão vai ser pai... cara, eu não posso acreditar. Nem ele. Depois do choque inicial, ele não parou de sorrir e em um certo momento, ele se ajoelhou e beijou a barriga de Brittany sobre seu vestido de noiva. Eu olho através da sala para todo mundo dançando na pista ao luar, se divertindo. Mi'amá vem até mim. Ela ainda está corada, mas eu não posso ter certeza se pela notícia chocante que vai ser avó, pelo fato que vi o meu primo Jorge fazê-la tomar doses de tequila ou se a realização bateu de que ela acabou de casar um de seus três filhos.
  42. 42. 42 Eu já dancei com todos os meus primos do sexo feminino, pelo menos duas vezes. E com as únicas amigas de Brittany que não trouxeram um acompanhante. Uma garota estava seriamente à espreita e agarrou minha bunda algumas vezes enquanto estávamos dançando. Acho que ela é uma das irmãs da fraternidade de Brittany. Ela não tem ideia de que eu tenho quinze anos, porque ela me perguntou em qual fraternidade eu estava. Olho para Nikki Cruz, a única pessoa que não está se divertindo. Ela está sentada em uma das mesas sozinha. Eu juro que a garota parece que estaria mais feliz fazendo um exame final do que neste casamento. Eu sigo para ela. — Você pode querer pensar em sorrir em algum momento esta noite. — eu digo a ela. — É um casamento, você sabe. Ela olha para mim com os olhos grandes que eu juro que são feitos de seda marrom. É escuro por fora, mas as luzes fazem seus olhos brilhar. — Sorriso é superestimado. — diz ela. — Como você sabe, se você ainda não experimentou? — Eu levo a cadeira ao lado dela e escarrancho-me. — Vamos, eu te desafio. — Vá embora. Ela é amarga e está tentando muito ter um tempo de merda hoje. Cruzo os braços sobre o espaldar da cadeira. — Você sabia que sorrir reduz o nível dos hormônios do estresse em seu corpo, como a adrenalina e dopamina? Sério, até mesmo um sorriso falso vai ajudar. Experimente isso. Ela me ignora, então eu coloco minhas mãos em volta da minha boca e faço algo que não tinha feito em anos - sons da fazenda. Eu começo com a minha imitação de uma ovelha e no final com um impressionante mooooo. As garotas estavam acostumadas com isso, enquanto comiam, quando estava na quinta série. Elas penduravam perto de mim para o entretenimento, que era exatamente o que eu queria na época. Caras que não têm qualquer valor de entretenimento eram ignorados. Eu era um garoto que se recusava a ser ignorado.
  43. 43. 43 Eu ainda me recuso a ser ignorado. Eu olho para Nikki, enquanto eu estou fazendo os sons, mas tenho zero de reação dela. Nada. Até que ela me faz a varredura para cima e para baixo como se eu fosse uma criatura de outro planeta. — Você é de verdade? — Tão real como eles vêm, mi chava. — Eu paro e seguro sua mão. — Dance comigo. Ela olha minhas crostas e estremece. — O que aconteceu com sua mão? — É uma longa história e envolvendo uma cobra. A cobra venceu. Ela, obviamente, não acredita em mim. — Por que você não dançar com aquela garota ali? — Diz ela, apontando para a garota que fui apresentado chamada Yvette. Ela é um dos filhos de primos da tia de Brittany ou algo parecido. Ela tem cabelos loiros tingidos e um bronzeado falso. Brittany disse que está na equipe de natação na escola e no ano passado ganhou a Estadual nas duzentas jardas nado livre. Grande corpo, mas não é meu tipo. — Você quer que eu dance com alguém além de você? — Sim. — ela diz, arrebitando o nariz bonito no ar como uma princesa. Eu dou de ombros. — Fique à vontade. Qualquer que seja. Se esse é o jeito que ela quer, ela pode se sentar aqui e ser infeliz. Eu olho para a pista de dança. Minha tia Rosalita de trezentos quilos está acenando para mim. A última vez que dancei com ela, ela pisou no meu pé e quase esmagou os ossos. Assim quando estou prestes a deixar Nikki sozinha para se afogar em sua própria miséria, Alex dá um tapinha no meu ombro. Ao lado dele está o Dr. Cruz, pai de Nikki.
  44. 44. 44 — Alex me diz que você estará tentando a Purdue6 para estudar engenharia aeronáutica depois de se formar no colegial. — Dr. Cruz me diz com o menor indício de sotaque. Eu estou. — Esse é o plano, senhor. — Bom para você. Eu realmente respeito que você está seguindo os passos de seus irmãos e trabalhando duro. — Eu respeito isso, também. — a mulher de pé atrás dele diz. A mãe de Nikki, obviamente. — É admirável. Os garotos que têm vontade e ambição com certeza vão longe na vida. Acho que ouvi Nikki roncar quando eu ganho a aprovação dos pais. Dr. Cruz dá tapinhas no topo da cabeça de Nikki. — Eu vejo que você conheceu minha filha, Nikki. — Definitivamente. Pedi-lhe para dançar, mas... Dr. Cruz praticamente arrasta a filha para fora da cadeira. — Dance com Luis. — Eu não me sinto bem. — ela murmura. — Venha, querida. Pelo menos finja se divertir. — Eu não quero me divertir ou fingir me divertir, pai. — Não seja rude. — ela é repreendida pela mãe, em seguida, pede a ela para mim. — Dance com o garoto. Eu estendo meu cotovelo para Nikki pegar, mas ela leva seu pequeno corpo latino quente para a pista de dança sem esperar por mim. — Boa sorte. — Dr. Cruz fala pra mim. A música rápida está tocando e Nikki começa a dançar com um grupo de pessoas de forma aleatória. Eu vejo quando ela finge se soltar. Eu sei que ela está fingindo, porque ela não está realmente sorrindo... ela não está carrancuda, também. Ela está apenas... aqui. 6 Universidade de Purdue, localizada em West Lafayette, Indiana, é uma universidade norte-americana.
  45. 45. 45 Eu tento e danço perto dela, vendo como seu corpo se move com a música. Ela não é uma boa dançarina... ela é absolutamente terrível. Ela não pareceu notar que parece ridícula quando empurra seu corpo como um robô em volta da pista de dança. Ela não vai sequer olhar para mim. Na verdade, ela está ocupada passando de grupo em grupo para que ninguém possa reclamá-la como sua parceira. Até uma música lenta começar. Nikki para abruptamente. Estendo a mão para a cintura dela e a incito gentilmente para mim. Estamos cara a cara agora. Ela olha para mim com cílios longos que quase tocam as sobrancelhas e os olhos que eu poderia derreter, se ela me deixasse. Não há dúvidas sobre a eletricidade pulsando através do ar entre nós. Se nós ficarmos juntos, seria explosivo... em um bom caminho. Ela é intimidante, o que é sexy como o inferno. Eu não fico intimidado facilmente. — Hola, corazón. — eu digo e mexo as sobrancelhas para ela. Eu esperava que ela sorrisse. Ou risse. Eu não esperava o joelho dela no meu saco e dizendo: — Foda-se. Que é exatamente o que Nikki Cruz faz.
  46. 46. 46 8 Nikki Eu não queria dar uma joelhada no saco de Luis. Ok, então isso não é inteiramente verdade. Eu pretendia dar uma joelha nele, isso é o que conta. Eu só não queria fazer isso tão difícil - na frente de todos, incluindo a noiva e o noivo. E os meus pais. E sua mãe. E todo mundo que passou pela pista de dança no momento. Enquanto Luis agarrava sua virilha e estremecia de dor, eu me viro e vou para o banheiro das mulheres. Uma corrida é mais parecido com isso. Talvez se eu me distanciar rapidamente, ninguém vai saber que a filha do Dr. Cruz é uma bagunça completa. Sem chance, eu sei. Eu me tranco em um lavabo, pensando em ficar aqui para sempre, se isso significa que não tenho que enfrentar o resto do mundo por um tempo. Após mais ou menos cinco minutos de fingir que não existo e desejando que eu fosse um personagem fictício de um dos jogos de vídeo estúpidos de Ben, acho que o caminho está livre... até ouvir o clique de sapatos de uma mulher e uma batida na minha porta do box . Toc, Toc, Toc. — Nikki, é a sua mãe. — diz ela, seus dedos batendo na porta. — Abra. — E se eu não quiser? Sua resposta é mais batida. Abro a porta devagar. — Oi. — eu digo, forçando um sorriso.
  47. 47. 47 — Não me dê oi, mocinha. Você envergonhou completamente eu e seu pai lá fora. — Desculpe. — eu disse estupidamente. — Eu não sou a única que precisa de um pedido de desculpas. O que, em nome de Deus, deu em você, Nikki? — Nada. — Se eu disser a ela, então ela saberá sobre o meu segredo. Eu não posso lhe dizer, não agora, quando eu estou tentando descobrir o que fazer. — Eu só... foi um acidente. — Um acidente? — Mamãe pergunta, não está convencida, no mínimo. Ela toma uma respiração profunda. — Eu não sei o que está acontecendo com você, mas ferir as pessoas e envergonhar a si mesma e sua família não é a resposta. Eu sei disso. Mas eu não podia ficar ali, enquanto as mãos fortes de Luis estavam em volta da minha cintura. Eu queria colocar minha cabeça em seu peito e fingir que era o meu cavaleiro de armadura brilhante disposto a vingar minha honra. Mas isso era uma fantasia. Quando ele falou comigo em espanhol, ele me lembrou muito de Marco e o maior erro da minha vida. Eu não tenho nenhum cavaleiro, nem honra. — Eu suponho que você quer me pedir desculpas. Ela acena com a cabeça. — Sim, eu quero. Mais cedo ou mais tarde. Eu vejo quando minha mãe sai do lavabo, me deixando sozinha. Esse é o seu jeito de me deixar fazer o pedido de desculpas da minha maneira, como se ela não estivesse me forçando a fazer isso. Eu fecho a porta e inclino minha cabeça contra a porta do box. Eu sei que estou sendo irracional. Todos os garotos mexicanos não são como Marco, assim como todas as garotas americanas- mexicanas não são como eu. Na verdade, a maioria das garotas mexicanas que eu conheço falam espanhol e tem pelo menos alguns outros vizinhos mexicanos. Eu não. Talvez eu tenha julgado Luis duramente, mas, novamente, eu provavelmente me encaixava a ele perfeitamente.
  48. 48. 48 Ouço a porta abrir e mais tap-tap-tap de sapatos de salto no chão do banheiro. — Omeudeus, eu não posso acreditar que a garota que dançava como uma aberração chutou Luis e deixou-o na pista de dança! — Eu ouço uma das garotas dizer. Eu não chutei. Eu usei o meu joelho, mas não estou prestes a esclarecer o seu pequeno erro. Não agora, pelo menos. — Você conseguiu um vislumbre de seus lábios? — A outra garota diz. — Yum. Eu reviro os olhos. — Eu sei, certo? Eu lhe disse que iria ajudar a curar suas feridas. Vou me encontrar com ele ao longo do cais em cinco minutos. Eu vou trazer de volta um relatório sobre o quão adoráveis seus lábios realmente são. Há uma pausa, então eu espreito através do pequeno espaço entre a porta e paro. A garota Omeudeus está empurrando para cima os seios para fazer o decote sair de seu vestido como nádegas. Ela se vira para a amiga. — Como é que eu estou? Eu tomo isso como minha deixa para sair da cabine e aparecer. Tão logo elas percebem que não estão sozinhas, elas olham para mim, depois uma para a outra. Eu pretendo arrumar meu cabelo e maquiagem no grande espelho ao lado delas. Eu decidi dar-lhes os meus dois centavos. Não porque eles pediram, mas porque elas precisam. — Cuidado com os caras que se parecem com Luis. — eu digo. — Caras que vão usá-la, em seguida, deixá-la quando outra pessoa aparece. A garota Omeudeus coloca a mão em seu quadril e me olha de cima a baixo. — O que te faz pensar que realmente importa? — Eu só estou tentando ajudar. Você sabe, a ligação garota e tudo isso.
  49. 49. 49 — Solidariedade feminina? — A garota diz, em tom zombeteiro. — Eu não me solidarizo com garotas que dançam como se estivessem tendo uma convulsão. E eu não odeio rapazes, como você obviamente o faz. Sua amiga está rindo agora. A garota Omeudeus se junta a ela. Elas estão rindo de mim, assim como as garotas que estavam em Malnatti na noite em que eu vi Marco beijando Mariana Castillo. Eu não deveria me importar, mas me importo. Eu saio do banheiro, deixando a garota Omeudeus e sua amiga de fofoca por conta própria. Eu não os odeio. Eu sou apenas... cautelosa. Minha mãe me para quando passo por ela. — Será que você já se desculpou com Luis? — Ela pergunta. Eu balancei minha cabeça. — Eu estava prestes a fazer. — eu digo rapidamente, em seguida, tento uma busca falsa por Luis. Ando para cima e para baixo na praia, tomando o meu tempo de voltar para a festa. A ondas lambem contra a costa e o cheiro fresco do ar me traz de volta ao dia em que eu disse a Marco que eu o amava... Na noite em que descobri que estava grávida. Eu faria qualquer coisa para não ver a decepção e horror nos rostos dos meus pais quando descobrirem que sua filha de quinze anos de idade engravidou do ex-namorado que nunca gostaram. Em algum momento eu preciso dizer-lhes a verdade: que fiz um teste de gravidez e deu positivo, mas só de pensar nisso me dá vontade de chorar. Enquanto a festa ainda está forte pela noite, eu me sento em uma rocha longe da praia e olho para a extensão aparentemente infinita de água. Sento-me por um longo tempo, ouvindo a música fraca vinda do casamento. De vez em quando eu recebo uma cãibra no estômago que dói como um louco, mas lentamente facilita quando eu respiro e solto, com respirações suaves e controladas. Chega de mau humor, Nikki. Levante-se e siga em frente... literalmente e figurativamente, uma voz dentro da minha cabeça instrui.
  50. 50. 50 Eu me levanto e volto para a festa. Quando estou andando e pensando em como vou reunir a coragem de pedir desculpas a Luis, depois ir para casa e ter a temida conversa com meus pais, eu tropeço em algo macio. Eu olho para baixo e percebo que eu tropecei em roupas. Roupas de homem... ou seja, um smoking. Eu olho em volta e vejo duas silhuetas se beijando na água. Luis e a garota Omeudeus. Seu grito chato ecoa pelo ar. Eu posso dizer que ela está com Luis porque... bem, toda vez que eu olhei para ele hoje à noite, a sua imagem ficou gravada no meu cérebro. Mesmo na sombra, eu instintivamente sei que é ele. Eu não posso acreditar que ele pode brincar com a garota Omeudeus sabendo que ela é apenas um caso de uma noite. Eu percebo que estou com raiva de Marco e transferindo minhas emoções para Luis, mas eles são muito semelhantes. Os maus pensamentos estão correndo em minha mente, como pegar seu smoking e deixá-lo sem roupas. Eu não deveria fazer isso. Mas, novamente... Sem realmente pensar a respeito por medo que vou perder minha coragem, eu agarro a jaqueta do smoking de Luis, camisa, calça, cueca e sapatos. Eu tiro a carteira de Luis do bolso e deixo-a na areia. Não adianta deixá-lo achar que roubaram sua carteira, depois de tudo. Eu lanço a roupa atrás de uma pedra e volto para a área da recepção. Eu gostaria de poder ver o seu rosto quando ele tiver que buscar, todo nu, por suas roupas. Deixei-as onde possa encontrá-las facilmente... à luz do dia. Ele vai ter que trabalhar para achar à luz do luar. Sim! Pela primeira vez em semanas, me sinto fortalecida. — Yo, Nik. — diz Ben. — Mamãe e papai foram à sua procura. Estamos prestes a sair. Mamãe e papai fazem suas despedidas a praticamente todos no casamento. Eu estou atrás deles e adiciono o meu educado ‗obrigada‘ a eles, sem uma dica que acabei de esconder smoking do Luis, onde ele não poderia encontrá-lo.
  51. 51. 51 — O que você estava fazendo na praia? — Ben me pergunta quando eu entro no carro do meu pai. — Desculpando-me com Luis. — eu minto. Obviamente, eu não fiz muito dano à sua região inferior se ele estava enganando cerca de uma hora mais tarde. Meu pai sai do estacionamento, até o caminho sinuoso, passando pela casa onde o casamento foi realizado e depois para a pequena estrada que leva longe de um hotel vizinho, onde os convidados provavelmente estão hospedados hoje. Ben, sentado ao meu lado, está ocupado jogando com algum aplicativo em seu telefone. Olhando pela janela, eu vejo um Luis nu segurando sua carteira ao longo de sua virilha enquanto tentava infiltrar-se no hotel. Ele congela quando passamos, provavelmente na esperança de evitar ser notado. Mas o noto. E ele me observa. Com um sorriso genuíno que não aparece no meu rosto sempre, eu rolo para baixo da minha janela e dou-lhe um pequeno aceno privado. Em vez de estar constrangido, ele deixa cair a carteira e me saúda com uma mão e me acena de volta com a outra. O que significa que ele está totalmente exposto. Não olhe para nada, exceto seu rosto, Nikki. Faça o que fizer, não lhe dê a satisfação de examinar mais abaixo. No final, Luis Fuentes recebe o melhor de mim. Eu não podia deixar de olhar. Seu corpo é mais magro e mais rasgado do que Marco e vê-lo em toda a sua glória, definitivamente mostra suas diferenças. — Estou feliz que você pediu desculpas a Luis. — Mamãe fala tranquilamente quando estamos quase em casa. — Sim. — eu digo a ela.
  52. 52. 52 Qualquer pequena gota de alegria que eu poderia ter se desvanece quando meu estômago aperta novamente. E mais uma vez. Eu sinto que vou vomitar. A vertigem lava sobre mim e eu fecho meus olhos até que meu pai vira para o nosso caminho. Mamãe vira e franze a testa quando estamos em casa. — Não nos envergonhe assim novamente. Você não é lixo, então não aja como isso. Eu agarro a maçaneta e saio do carro. A dor aguda na minha lateral me faz estremecer. — Eu sei. — eu consegui dizer entre dentes. — Você sabe como agir como uma dama. — diz a mãe. Eu só preciso vomitar, então eu vou ficar bem. Ben já entrou na casa. Eu não posso falar, porque eu tenho medo de perder todo o conteúdo do meu estômago aqui. Mãe suspira de frustração. — Olhe para mim quando eu estou falando com você, mocinha. — Desculpe, mãe. — eu me obrigo a dizer. — Eu estou, apenas... não me sinto bem. Eu ando lá para cima, mas paro quando meu estômago aperta e eu desmaio de dor. Eu chupo uma respiração, não sendo capaz de suportar isso. Parece que algo está me cortando aberta por dentro. — Você está bem? — Mãe pergunta quando ela vem atrás de mim. — O que há de errado, Nikki? — Eu não sei. — Eu olho para ela e sei que não posso mentir mais. Especialmente quando eu sinto um pingo de umidade escorrendo pela minha coxa. Meu coração está acelerado e estou me sentindo fraca. Outra dose de dor corre em mim. Meus joelhos se dobram e eu me enrolo em posição fetal no topo das estrelas, porque dói tanto. — Raul! — Minha mãe grita. Meu pai está ajoelhado ao meu lado em um instante. — Nikki, onde está a dor? — Ele pergunta, assim como um médico faria, mas com uma pitada de pânico por trás de suas palavras. Ele é um cirurgião, mas eu aposto que ele não está preparado para isso.
  53. 53. 53 Não posso atrasar mais a verdade. Eu não olho para qualquer um dos seus rostos quando choro em um suave sussurro: — Eu estou grávida... e eu acho que algo está muito errado. Agora eu posso ver sangue escorrendo pela minha perna. Os suspiros da mamãe, então segura-se no corrimão de apoio. O meu pai olha para mim com as sobrancelhas franzidas em confusão. Ele está completamente atordoado por um segundo, como se o tempo parasse, mas rapidamente acorda quando a realidade aparece. — Tudo bem. Vamos levá-la para o hospital. — diz ele, não em pânico, mas como um médico com um propósito. Ele me pega e me leva para baixo as escadas enquanto a mamãe chama o vizinho e pede-lhe para vir para ficar com Ben. Meus pais me ajudam a chegar no banco da frente, enquanto a dor aumenta a cada segundo que passa. No carro, a caminho do hospital, eu olho para o meu pai. Eu nunca o vi preocupado ou triste. Quando comecei a sair com Marco quase que diariamente, ele me avisou para ficar longe dele. Esse garoto não é nada além de problema, ele disse um dia, quando voltou para casa, nos encontrando nos amassos na piscina do quintal. Eu não quero você andando com ele. Ele vai trazer-lhe problemas. Mamãe concordou com ele. Eu pensei que eles estavam julgando Marco só porque ele morava na zona sul. Eu estava errada. Olhei para o meu pai. Ele tem um aperto de morte no volante e está focado na estrada. — Eu sinto muito, eu sinto muito, eu sinto muito. — eu digo mais e mais quando a dor fica mais nítida e mais nítida. Ele suspira pesadamente. — Eu sei. — Você me odeia? — Eu prendo a respiração, esperando a resposta.
  54. 54. 54 — Estou decepcionado com você, Nicolasa. — diz ele, chamando- me pelo meu nome formal que ele nunca usa a menos que ele esteja realmente chateado. Ele não diz nada além disso. — Não importa o que, nós amamos você. — a mãe diz encorajadora do banco traseiro. — Como isso aconteceu? Quando? Onde? Nós não perdoamos... — Maria, não agora. — diz o papai para ela. Mamãe deixa suas perguntas, mas elas permanecem no ar entre nós. No hospital, o papai garante que me ingressem imediatamente. Eles fazem todos esses exames de sangue e a especialista, Dra. Helene Wong, pede um ultrassom. Estou tentando segurar as lágrimas, mas não adianta. Após o ultrassom, mamãe segura a minha mão. Ela não diz muito. Acho que ela está com muito medo e chocada para dizer qualquer coisa, por isso ela deixa papai e os outros médicos fazerem toda a conversa. Depois que a Dra. Wong solicita um segundo ultrassom e estou com uma IV, mamãe fica ao lado da minha cama de hospital e meu pai se senta no outro. A médica está em pé ao lado deles com os resultados dos exames na mão. — Você tem uma gravidez ectópica. — diz ela, em seguida, explica por que eu preciso de uma cirurgia de emergência, que eles suspeitam que a minha trompa de Falópio começou a ruptura. A mamãe tem a mão sobre a boca, quando lágrimas caem pelo rosto. Papai acena com firmeza enquanto escuta Dra. Wong. — O que vai acontecer com meu bebê? — Pergunto em pânico. Dr. Wong toca meu ombro. — Não há nenhuma maneira de salvar o bebê. — explica ele. Eu começo a chorar de novo. No segundo que percebi que estava real e verdadeiramente grávida, eu esperava que a gravidez não fosse real. Será que os meus pensamentos negativos fizeram meu corpo rejeitar o bebê? Profunda tristeza e uma montanha de culpa que sei que vou carregar para sempre revolvem em meu intestino.
  55. 55. 55 Outra onda de acessos de dor e eu seguro meu estômago. Quando meus pais assinam as renúncias, a realidade do que está acontecendo está me fazendo tremer. — Eu ainda vou ser capaz de ter filhos no futuro? — Pergunto a Dra. Wong antes que ela saia da sala, para preparação da cirurgia. Ela acena com a cabeça. — Um tubo está danificado, mas o outro é saudável. Você deve ser capaz de conceber sem muita dificuldade. Após o IV eles estão prontos para me levar para a cirurgia, eu olho para os meus pais. Eu quero dizer algo para eles, mas sei que se eu fizer eu vou explodir em soluços. Mamãe me dá um pequeno sorriso apertado. Ela está desapontada comigo. Eu não a culpo. Papai segura minha mão até que eu sou levada para a cirurgia. — Nós vamos ficar aqui esperando até você sair. A sala de operações é fria e cheira a ar comprimido. Estou sendo ligada a monitores e Dra. Wong me diz que eu vou me sentir sonolenta, enquanto eles colocam algo no meu IV. Quando eu caio em um sono profundo, eu me comprometo a esquecer Marco e esquecer o nosso bebê que nunca teve uma chance. Luis Fuentes me lembrou que eu ainda estou vulnerável. Se eu for emocionalmente indisponível, então não tenho que me preocupar em nunca me machucar. Quando este pesadelo acabar, eu vou ser uma pessoa diferente... Nikki Cruz não será mais vulnerável.
  56. 56. 56 9 Luis Dois anos e dois meses mais tarde Fairfield, Illinois. Se você tivesse me dito há duas semanas que eu estaria voltando para Illinois depois de fugir deste lugar quando eu tinha onze anos, eu teria rido. Em todo esse tempo eu voltei a Illinois uma vez, para o casamento do meu irmão há mais de dois anos. Agora eu tenho dezessete e de volta pra melhor. Estou prestes a começar meu último ano. Eu conheço cada professor, cada aluno e cada centímetro de Flatiron High no Colorado, onde fui para os últimos três anos do ensino médio. Se eu tivesse uma escolha, não teria voltado para Fairfield. Mas eu sou mexicano e minha cultura é tudo sobre a lealdade à família. Dever de família nos trouxe de volta. Alex e Brittany estão vivendo aqui com meu sobrinho, Paco. Nós os vimos na noite passada, assim que chegamos. Brittany está grávida novamente, e mi'amá diz que ela não vai perder ver seus netos crescerem. Estamos em pé na frente da velha casa que usamos para alugar. É uma casa de dois quartos, maior do que um barraco, mas menor do que a maioria das casas no meu bloco. É claro que o Sangue Latino não tem uma presença tão grande em Fairfield mais. A marcação pintada
  57. 57. 57 com spray de edifícios e placas de rua se foi e ninguém mais olha para os carros que passam pela rua, como se eles pudessem ser membros de gangues rivais prestes a fazer um drive-by7. A presença de um carro da polícia estacionado na rua me faz questionar minhas observações iniciais, no entanto. Eu sei porque mi'amá queria voltar e viver nesta cidade, na nossa antiga casa. Não é só porque Fairfield está perto de Evanston, onde Alex e Brittany vivem. É por causa do passado... as memórias de mi papá, ela está desesperada para manter. Eu vejo quando mi'amá coloca a chave na fechadura, dá um grande fôlego, em seguida, abre a porta. Ela enviou um depósito e um cheque de aluguel do primeiro mês, enquanto ainda estávamos no Colorado, por medo de que alguém fosse roubar isso. Eu não lhe disse que não tinha nada para se preocupar, que ninguém estaria na fila para alugar o despejo que costumávamos chamar de lar. Eu estava errado. Estamos na pequena sala de estar e olho, desvio o olhar e olho novamente. O velho carpete rasgado foi substituído por pisos de madeira novos. As paredes foram recentemente pintadas de um branco brilhante. Eu quase não reconheço o lugar. — Luis, olha! — Mi'amá diz quando entra na cozinha e passa a mão sobre os novos balcões de granito e utensílios de aço inoxidável. Ela sorri grande, então me abraça apertado com emoção. — É um novo começo para nós. Uma batida forte na porta da frente ecoa pela casa. — Pode ser Elena. Ela disse que ia parar depois do trabalho. — diz mi'amá, correndo para abrir a porta. Estou prestes a verificar o antigo quarto que usei compartilhando com Alex e Carlos quando ouço mi'amá exclamar: — Posso ajudá-lo, policial? Oficial? Os policiais estão aqui? 7 É o tipo de assassinato (muito comum nos EUA) cometido por gangues que passam num carro atirando a gangue rival.
  58. 58. 58 A única experiência que eu tive com policiais de Fairfield foi quando meus irmãos começaram a ter problemas ou quando eles nos questionaram sobre a atividade de gangues, quando eu era mais jovem. Quando a maioria de sua família foi membro de gangue, a última coisa que você quer ver é um policial batendo em sua porta. Apesar de Alex estar na pós-graduação e Carlos estar com os militares, velhos hábitos são difíceis de quebrar. Eu entro na sala e olho quando um policial dá um sorriso grande para mi'amá. Ele tem cabelo castanho escuro em um corte militar curto e está em pé, em uma dessas posições de policial que significa que está em serviço. — Eu vi você parar e queria me apresentar. — o cara diz, então estende a mão. — Eu sou Cesar Reyes, o seu senhorio e vizinho de porta. Mi'amá estende a mão para apertar sua mão, em seguida, puxa-a de volta mais rápido, com os olhos na arma presa ao coldre. — Obrigado por se apresentar, Oficial Reyes. — diz ela. — Chame-me de Cesar. — O policial olha para baixo, notando que ela está focada. — Eu não tive a intenção de intimidá-la, Sra. Fuentes. Eu estava prestes a ir para o trabalho e eu não sabia a próxima vez que a pegaria em casa. — Seus olhos dardejaram para mim. — É seu filho? Ela abre mais a porta e dá um passo para trás, então agora estou em plena vista. — Oficial Reyes, este é Luis - o meu mais novo. Reyes acena com a cabeça em minha direção. — Bem-vindo ao bairro. — Obrigado. — eu murmuro, não excitado, de repente de estar vivendo ao lado de um policial que passa a ser o nosso senhorio. — Eu estarei fazendo um churrasco na minha casa domingo à noite. Vocês dois devem subir se tiverem uma chance. Nenhum de nós responde. Ele encolhe os ombros. — Tudo bem. Acho que vou vê-lo por aí, então. — Ele puxa um cartão de visita do bolso da frente e as mãos
  59. 59. 59 para mi'amá. — Se você precisar de alguma coisa, não hesite em chamar. Ele caminha para o seu carro, em seguida, vai embora. — Fico feliz que acabou. — eu digo. Mi'amá fecha a porta devagar, depois suspira quando ela se inclina contra ela. — Você está bem? — Eu pergunto. — Eu estou bem. Apenas... vamos começar a desfazer as malas. *** No domingo, Alex liga para dizer que conseguiu pra mim uma entrevista no Country Club Brickstone em Evanston, que é vinte minutos a pé da nossa casa. Eu preciso de um emprego para ajudar e disse a Alex para estar atento se ouvisse sobre as inscrições. Meu primo Enrique tem uma funilaria, mas Alex trabalha lá alguns dias por semana e uma vez que a economia está uma merda Enrique não tem trabalho suficiente para dois funcionários extras. Às quatro eu me dirijo para Brickstone. É um lugar enorme com campo de golpe privado de dezoito buracos, piscinas olímpicas cobertas e descobertas e uma sala de jantar exclusiva somente para sócios do clube. O processo de entrevista não demorou muito. Uma senhora, Fran Remington, me chama em seu escritório depois de preencher um requerimento. Ela coloca a mão sobre a mesa e me dá um rápido olhar. — Eu vejo aqui que você é um excelente estudante e estava no futebol e equipes de natação em sua antiga escola. Diga-me, Luis, por que você quer trabalhar aqui? — Acabei de me mudar do Colorado e preciso ajudar a minha mãe com as contas. Tenho aplicações para faculdade em poucos meses e elas custam muito dinheiro. Ela coloca a papelada sobre a mesa. — Aonde você deseja ir na faculdade?
  60. 60. 60 — Purdue University. Eles têm um programa de aeronáutica. — digo a ela. — Depois da minha licenciatura estou pensando em aplicar para o programa de treinamento de astronautas da NASA. — Você é ambicioso. — Sim, senhora. Ela olha por cima do meu currículo novamente. — Você não tem nenhuma experiência de servir. Eu realmente preciso de um servidor para a sala de jantar. — Eu posso fazer isso. — digo a ela. — Não é um problema. — Nossos membros esperam alimentos de alto nível e o melhor serviço que Illinois tem para oferecer. Eu não tolero quaisquer atitudes ruins, atrasos ou empregados desleixados. Quando os membros entram no clube, são tratados como a realeza por cada pessoa da minha equipe. Nossos membros pagam uma quantidade enorme de dinheiro para fazer parte deste clube. Eles estão exigindo e eu também. — Eu posso lidar com isso. A mulher hesita apenas mais alguns segundos antes de sorrir para mim. — Eu gosto de um homem jovem com ambição como a sua. Mesmo que você não tenha experiência, eu vou te dar uma chance. Você vai começar como ajudante de garçom durante um mês, em seguida, subir para servidor, se você tiver o que é preciso. Você pode começar no sábado. — Obrigado pela oportunidade, minha senhora. — eu digo a ela. — Eu não vou deixar você se decepcionar. — Bom. Está resolvido, então. De volta em casa, acho o oficial Reyes de pé na nossa varanda da frente, vestindo jeans e uma camiseta. Ele tem uma Budweiser na mão e ele está falando com mi'amá. Eu não acho nada, mas o cara tem um grande sorriso em seu rosto e ele apenas tocou seu cotovelo quando ela riu de alguma coisa que ele disse. Oh, cara.
  61. 61. 61 Eu sei como um cara age quando ele está flertando com uma garota, porque eu faço isso o tempo todo. Não há dúvida em minha mente que o nosso vizinho / senhorio / policial tem tesão por mi'amá. Como raio é que eu vou explicar isso para os meus irmãos?
  62. 62. 62 10 Nikki Ugh, eu não conseguia dormir a noite passada. É o primeiro dia do meu último ano e eu estou tão pronta para isso. Estou pronta para me formar, sair de Fairfield e começar a minha vida. Eu tomo um banho e me visto, em seguida, desço as escadas para tomar café. — Você está bonita. — Mamãe diz, olhando para os meus jeans e regata de seda turquesa que ela me comprou quando foi fazer compras no centro de Evanston, na semana passada. — Aqui, eu fiz alguns ovos para você e Ben. Meu irmão entra na cozinha, seu cabelo praticamente caindo em seus olhos enquanto lê uma revista de jogos. É o seu primeiro dia do ano de calouro e ele está usando jeans rasgados e uma camiseta que já viu melhores dias. Você acha que ele pelo menos se vestiria para a ocasião, mas não. — Ben, você precisa de um corte de cabelo. — eu digo a ele. — Não, obrigado. — Ben responde distraidamente enquanto lê um artigo sobre um jogo novo de combate saindo com gráficos digitais. Eu só sei disso porque eu vislumbrei o título do artigo, que diz: — Combat Forces II - impressionantes gráficos digitais. — Ben, você percebe que você está no colegial agora, não é? — Então?
  63. 63. 63 — Então você deve cuidar de sua aparência. Ele coloca sua revista de jogo na mesa da cozinha. — Eu coloquei uma camiseta que não tem buracos. Isso deve contar para alguma coisa. — Ela diz QUE A FORÇA ESTEJA COM VOCÊ. Ele olha para sua camisa. — Eu sei... legal, certo? Eu olho para minha mãe para apoio neste processo. — Todo mundo tem sua própria definição de legal, Nikki. — diz mamãe. Ben dá à mamãe uma piscadela exagerada. — Você não acha que é hora de dizer à Nikki a verdade - que eu vou ser um milionário por meu próprio mérito, quando eu tiver vinte e Nikki estará, provavelmente, me pedindo empréstimos? Mamãe coloca um prato na frente dele e começa acumulando ovos e torradas para ele. Ela ainda derrama suco de laranja no copo. — A verdade é que é melhor você se sentar em sua bunda e comer seu café da manhã antes que esfrie. — As habilidades sociais contam muito, você sabe. — eu digo a ele. — As habilidades sociais são superestimadas. — meu irmão diz bem antes de ele tomar um enorme pedaço de pão. Mamãe dá a Ben tapinhas no ombro. — Pare de contrariar sua irmã. — Ela faz com que seja tão fácil. — diz Ben, então se recosta na cadeira. — Então, quem quer nomear minha próxima Rainha do Império Dragão no jogo que estou no meio da codificação? — Que tal você chamá-la Nicolasa como a sua irmã? — Mamãe sugere. — Eu preciso de um nome mais difícil do que isso. — Ben diz a ela. — Esta é uma rainha que pode render uma espada e usar cota de malha.
  64. 64. 64 — Por que não Bertha? — Eu, brincando, sugeri. Eu odeio quando Ben começa a falar de personagens de desenhos animados como se fossem de verdade... Eu odeio mais quando ele me enche e eu realmente valido sua obsessão. — Rainha Bertha? Não, não funciona para mim. — Bem, eu tenho certeza que você vai pensar em alguma coisa. — Mãe pega as chaves. — Ah, eu quase esqueci. Nikki, você não pode levar seu carro hoje. Seu pai levou-o para reparos esta manhã, quando percebeu que estava vazando óleo. Por que vocês dois não vão andando para a escola? Comece o ano sendo ativos em vez de preguiçosos e mimados. — Estou orgulhoso da minha preguiça. — Ben diz, divertindo-se. — E o que há de errado em ser mimado? — Tudo. — Ela se vira, assim quando estou prestes a terminar o último pedaço da minha comida e diz: — Eu vou te dizer que... eu vou levá-los para a escola porque eu tenho que ir trabalhar de qualquer maneira, mas você pode caminhar ou pegar o ônibus para casa. — Ela sorri serenamente. Ter sua mãe a levando para a escola como um sênior? — Se o pai levou meu carro, deixe-me pegar o dele. — Não vai acontecer. — diz ela. — A menos que você as consiga, você nunca esperou se apoderar da chaves do seu Lexus. É uma meta a ser atingida. Ben revira os olhos. — Mãe, Nikki jamais conseguira tudo. — Sim, ela conseguiria. — a mãe diz. Ben ri. — Eu não estou falando de jardim de infância. Eu chuto meu irmão debaixo da mesa. Só porque ele não tenta, mal estuda e recebe tudo não significa que ele tem que ser arrogante sobre isso. — Vou jantar com alguns clientes, esta noite, por isso não vou estar em casa. Estou decorando sua casa usando antiguidades. — Mamãe diz entusiasmada.
  65. 65. 65 — Divirta-se. — eu digo a ela, sabendo que ela vai. Minha mãe é uma designer de interiores que ama transformar espaços chatos em quartos temáticos que ela chama de — showstoppers eclético. - Cada quarto na nossa casa tem um tema e foi transformado em um eclético desmancha-prazeres após o outro. Minha vida é inundada com quartos temáticos. *** Na escola, Kendall está me esperando nos nossos armários. No final do primeiro ano tivemos que escolher qualquer armário no corredor sênior para o ano seguinte, assim Kendall e eu temos a certeza que nossos armários estavam bem próximos um do outro. Isso foi antes que ela começasse a namorar Derek. Os dois são inseparáveis desde o último dia de aula, quando ele apareceu em sua casa com uma dúzia de rosas e uma música que ele havia escrito sobre ela. Eu não confio em Derek. Eu sei que ele gosta de Kendall, mas também sei que um monte de garotas flertam com ele e ele flerta de volta. Em um momento de fraqueza masculina, ele pode esmagar o coração confiante de Kendall. — Apenas FYI8 — diz Kendall, estremecendo como se ela estivesse prestes a compartilhar algumas notícias ruins. — O armário de Marco fica em frente do nosso. Uma onda de ansiedade corre em mim. — Por favor, me diga que você está mentindo. — Eu desejaria que estivesse. Depois que terminamos, Marco entrou muito fundo com o Sangue Latino. Eu sei que ele está vendendo drogas e se metendo em muitas brigas. Algo aconteceu no ano passado com o cara que dirigia o grupo e a presença SL no lado sul de Fairfield foi quebrada. Ouvi que Marco começou a sair com outras gangues, além do SL. Ele está ficando fraco e mais resistente. Eu costumava pensar que ele tinha um exterior duro, mas era doce, uma vez que você realmente começa a conhecê-lo. Marco não é nada doce agora. 8 For your information, que em português significa — para sua informação — .

×