Indice De Massa Corporea

3.033 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.033
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indice De Massa Corporea

  1. 1. Índice de Massa Corpórea IMC, que significa Índice de Massa Corpórea, relaciona o peso corporal com os riscos para a saúde. Porém, é importante lembrar que o IMC é apenas um dos fatores que contribui para o risco de doença, visto que o peso do indivíduo influencia em sua saúde. Logo, outros fatores também devem ser analisados, como por exemplo: hábitos alimentares, colesterol, tabagismo, etc. Esse índice pode ser obtido dividindo-se o peso corporal pelo quadrado da altura em metros. Índice de massa = PESO em kg corporal [ALTURA(em metros)]² A aplicação dessa fórmula é um método eficaz e prático para se avaliar o grau de risco associado à obesidade. Com o resultado do cálculo de IMC, consulte abaixo a tabela da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade para saber como está o índice. Tabela IMC Cálculo IMC Situação Abaixo de 18,5 Você está abaixo do peso ideal Entre 18,5 e 24,9 Parabéns — você está em seu peso normal! Entre 25,0 e 29,9 Você está acima de seu peso (sobrepeso) Entre 30,0 e 34,9 Obesidade grau I Entre 35,0 e 39,9 Obesidade grau II 40,0 e acima Obesidade grau III Através do link abaixo, o índice de massa corporal pode ser calculado diretamente: http://www.sonutricao.com.br/conteudo/calculos/imc.php Na Europa, é elevada a frequência de indivíduos com níveis de IMC acima de 25 kg/m² , particularmente em adultos na meia idade, o que os pode tornar mais expostos a complicações de saúde, com maior incidência nas doenças cardiovasculares, diabetes tipo II, insulinorresistência e outras complicações metabólicas, ou mesmo certos tipos de cancro. Assim, os problemas resultantes do excesso de peso e obesidade vão desde a diminuição da qualidade de vida, em consequência das doenças crônicas, até ao aumento do risco de morte prematura. A obesidade e as diversas doenças ligadas a ela estão se constituindo na principal epidemia por enfermidade não-transmissíveis na América Latina. Essa epidemia Acontece pelo consumo excessivo de alimentos pobres em nutrientes e ricos em gorduras saturadas e carboidratos, por exemplo: arroz, massas, biscoitos e carnes gordas. E também pelo baixo consumo de alimentos nutricionalmente ricos: legumes, frutas e carnes magras.
  2. 2. A tabela abaixo mostra uma simulação de três pessoas que foram observadas por uma semana: Lívia Fábio Lucas Peso Segunda 57 81 79 Terça 57,2 81 79 Quarta 57,4 81 78 Quinta 57,6 81 77,5 Sexta 57,8 81 77,5 Sábado 58 81 77 Domingo 58 81 77 - Lívia manteve sua vida alimentar sem mudanças; - Fábio evitou comidas ricas em gordura, guloseimas e afins; - Lucas focou sua alimentação em frutas, sucos e alimentos mais saudáveis e, começar uma atividade física com duração, no mínimo, de 30 minutos diários. O gráfico abaixo, mostra a alteração durante a semana de cada um dos participantes. Essa comparação mostra como é importante manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos.
  3. 3. Dicas de uma alimentação saudável: • Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras. Tente comê-los cinco vezes por dia nas três refeições básicas e nos lanches da manhã e tarde. • Coma feijão no mínimo quatro vezes por semana. O alimento é rico em ferro e evita a ocorrência de anemia. • Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carnes com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos para, no máximo, uma vez por semana. • Prefira alimentos cozidos ou assados. Uma família de quatro pessoas não deve usar mais que uma lata de óleo de soja mor mês. • Reduza o consumo de sal, que favorece a hipertensão. Evite temperos prontos e alimentos embutidos como mortadela, salsicha e enlatados, • Evite o consumo diário de álcool e refrigerante. A melhor bebida é água. • Aprecie sua refeição. Coma devagar. Não assista à televisão durante a alimentação.Seja uma pessoal ativa. Fala, pelo menos, 30 minutos diários de exercícios, como subir escadas e caminhar para locais próximos. • Mantenha seu peso dentro de limites saudáveis. Referências Bibliográficas: BRASIL (2007) Ministério da Educação/Secretaria de Educação Básica/Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação/Diretoria de Assistência a Programas Especiais/Programa Gestão da Aprendizagem Escolar - GESTAR II: Matemática. Faria, C. de O. Explorando conceitos matemáticos em uma discussão sobre alimentação. Unidade 1. In: Caderno de Teoria e Prática 1 - Matemática na Alimentação e nos Impostos. p.13-54. SÓ NUTRIÇÃO – Cálculos do IMC. Disponível em: http://www.sonutricao.com.br/conteudo/calculos/imc.php . Acesso em 10 dez. 2009

×