<ul><li>Jornal compacto, formato tabloide </li></ul><ul><li>Direcionado à classe C e D </li></ul><ul><li>Faz parte do Grup...
<ul><li>Assuntos que fazem parte do universo e do dia-a-dia do leitor </li></ul><ul><li>Classificados de empregos e veícul...
<ul><li>Anúncios de: </li></ul><ul><li>Planos de saúde e clínicas médias </li></ul><ul><li>Serviços jurídicos </li></ul><u...
<ul><li>Preço: R$0,50 </li></ul><ul><li>Bancas de jornal, livrarias e ambulantes </li></ul><ul><li>Total adequação: é enco...
PONTO DE VENDA
PONTO DE VENDA
<ul><li>Propaganda </li></ul><ul><li>Metalinguagem </li></ul><ul><li>PDV </li></ul>COMUNICAÇÃO
CONCORRÊNCIA - MEIA HORA <ul><li>Tablóide popular ligado ao Grupo O Dia (Set/2005) </li></ul><ul><li>Um dos cinco jornais ...
CONCORRÊNCIA - MEIA HORA <ul><li>Distribuição/Circulação </li></ul><ul><li>Comunicação:  </li></ul><ul><li>“ Nunca foi tão...
CONCORRÊNCIA
CONCORRÊNCIA
CONCORRÊNCIA
CONCORRÊNCIA
CONCORRÊNCIA
PÚBLICO <ul><li>Qual é o perfil da classe C e D? </li></ul><ul><li>Um público que NÃO pode errar em suas escolhas </li></u...
Fonte:  Marplan Consolidado - RJ ZONA NORTE 2006 PÚBLICO <ul><li>Com quem estamos falando? </li></ul><ul><li>43% Costumam ...
PÚBLICO <ul><li>Ao falar com este público, temos que considerar: </li></ul><ul><li>O grande número de jovens </li></ul><ul...
PÚBLICO <ul><li>É o mundo do: </li></ul><ul><li>Carnê, do consórcio, do SPC. </li></ul><ul><li>Moto taxi, do buzão, da lot...
SEGMENTAÇÃO <ul><li>Identificar grupos de clientes com perfis parecidos. Bases:  </li></ul><ul><li>Psicográfica (estilo de...
SEGMENTAÇÃO <ul><li>Antenados </li></ul><ul><li>Preocupados </li></ul><ul><li>Noveleiros </li></ul><ul><li>Torcedores </li...
ANÁLISE DE AMBIENTES <ul><li>Alto índice de analfabetismo  </li></ul><ul><li>Pessoas que lêem o essencial </li></ul><ul><l...
ANÁLISE DE AMBIENTES <ul><li>Para alcançar leitores das classes C e D, a Editora O Dia S.A.  </li></ul><ul><li>apresentou ...
OBJETIVOS DE COMUNICAÇÃO  <ul><li>Tornar o produto mais conhecido pelo trade </li></ul><ul><li>Gerar experimentação </li><...
DIAGNÓSTICO <ul><li>Posicionamento: </li></ul><ul><li>O Expresso é o jornal de quem fica muito tempo fora de casa e em trâ...
DESAFIOS 1- Tornar o expresso mais atraente para o leitor. 2- Estimular a degustação – o que fazer para que o expresso sej...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS <ul><li>Posicionamento: </li></ul><ul><li>O Expresso é o jornal de quem fica muito t...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS <ul><li>Estratégias: </li></ul><ul><li>Desenvolver ações para estreitar o relacionam...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 2. Fazer com que o produto chame mais atenção no ponto de  venda. Tátic...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 3. Estimular a compra por impulso. Tática A:  Expositores móveis >  fil...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 3. Estimular a compra por impulso. Tática C:  Desenvolver display com e...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 4. Desenvolver ações para estreitar o relacionamento com o anunciante, ...
RECOMENDAÇÕES  ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 5. Aproveitar o crescimento da presença do público na internet para ref...
OBRIGADO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Planejamento expresso final

811 visualizações

Publicada em

Trabalho de Planejamento para o Jornal Expresso feito em grupo no curso PORTFOLIO 21 da ESPM - RJ

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
811
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento expresso final

  1. 2. <ul><li>Jornal compacto, formato tabloide </li></ul><ul><li>Direcionado à classe C e D </li></ul><ul><li>Faz parte do Grupo Infoglobo </li></ul><ul><li>Circula desde 2006 e abrange o Estado do Rio de Janeiro </li></ul><ul><li>Criado para ser lido no trajeto entre a casa e o trabalho, em meios de transporte coletivo </li></ul><ul><li>Portátil </li></ul><ul><li>Linguagem simples e direta </li></ul><ul><li>Matérias curtas </li></ul><ul><li>Fácil leitura e assimilação </li></ul>O PRODUTO
  2. 3. <ul><li>Assuntos que fazem parte do universo e do dia-a-dia do leitor </li></ul><ul><li>Classificados de empregos e veículos </li></ul><ul><li>Sessões especiais como &quot;Segredinhos da Zica&quot; </li></ul><ul><li>Cupons recortáveis - brindes e ingresos para eventos </li></ul><ul><li>Promo ç ões pontuais que estimulam fideliza ç ão por recompensa </li></ul><ul><li>Exemplo da assadeira </li></ul>O PRODUTO
  3. 4. <ul><li>Anúncios de: </li></ul><ul><li>Planos de saúde e clínicas médias </li></ul><ul><li>Serviços jurídicos </li></ul><ul><li>Agências de turismo </li></ul><ul><li>Financiamento </li></ul><ul><li>Lojas de varejo </li></ul>O PRODUTO
  4. 5. <ul><li>Preço: R$0,50 </li></ul><ul><li>Bancas de jornal, livrarias e ambulantes </li></ul><ul><li>Total adequação: é encontrado facilmente e vendido a um preço bastante acessível. </li></ul>PREÇO E DISTRIBUIÇÃO Produto altamente perecível. Informações perdem relevância de um dia para o outro. Compra de baixo envolvimento Pode tornar-se habitual e quase automática
  5. 6. PONTO DE VENDA
  6. 7. PONTO DE VENDA
  7. 8. <ul><li>Propaganda </li></ul><ul><li>Metalinguagem </li></ul><ul><li>PDV </li></ul>COMUNICAÇÃO
  8. 9. CONCORRÊNCIA - MEIA HORA <ul><li>Tablóide popular ligado ao Grupo O Dia (Set/2005) </li></ul><ul><li>Um dos cinco jornais mais vendidos do Brasil e um dos três mais vendidos em bancas (IVC – JAN/2008) </li></ul><ul><li>Público-alvo: classe C e D </li></ul><ul><li>Promove atualização imediata dos fatos. </li></ul><ul><li>Notícias sobre sexo, cidades, policia, esportes, utilidades Públicas, oportunidades e entretenimento </li></ul>
  9. 10. CONCORRÊNCIA - MEIA HORA <ul><li>Distribuição/Circulação </li></ul><ul><li>Comunicação: </li></ul><ul><li>“ Nunca foi tão fácil ler jornal” </li></ul><ul><ul><li>“ Informação que vale ouro. Preço que vale troco” ; </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Fácil de ler, fácil de carregar, fácil de comprar” ; </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Leitura tão leve que não pesa nem no bolso” ; </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Já que tempo é dinheiro, meia hora é só 50 centavos”. </li></ul></ul>
  10. 11. CONCORRÊNCIA
  11. 12. CONCORRÊNCIA
  12. 13. CONCORRÊNCIA
  13. 14. CONCORRÊNCIA
  14. 15. CONCORRÊNCIA
  15. 16. PÚBLICO <ul><li>Qual é o perfil da classe C e D? </li></ul><ul><li>Um público que NÃO pode errar em suas escolhas </li></ul><ul><li>Questionador, desconfiado </li></ul><ul><li>Não quer o barato pelo barato. </li></ul><ul><li>Ele precisa entender e tangibilizar o benefício </li></ul><ul><li>Gosta de objetividade, clareza e didática </li></ul>As pessoas da classe CD gostam de receber bem e querem ser percebidas.
  16. 17. Fonte: Marplan Consolidado - RJ ZONA NORTE 2006 PÚBLICO <ul><li>Com quem estamos falando? </li></ul><ul><li>43% Costumam andar e caminhar </li></ul><ul><li>50% costumam comprar em lojas de departamentos </li></ul><ul><li>52% costumam comprar em shoppings centers </li></ul><ul><li>(Norte Shopping 60%) </li></ul><ul><li>20% tem TV por assinatura a menos de 1 ano </li></ul>
  17. 18. PÚBLICO <ul><li>Ao falar com este público, temos que considerar: </li></ul><ul><li>O grande número de jovens </li></ul><ul><li>A centralidade da família </li></ul><ul><li>A sensação de inclusão e “possibilidade” </li></ul><ul><li>A idéia de fartura </li></ul><ul><li>É um consumidor conservador </li></ul><ul><li>A questão da desconfiança </li></ul><ul><li>Relativize a lógica do “aspiracional” </li></ul><ul><li>As redes de sociabilidade. </li></ul>
  18. 19. PÚBLICO <ul><li>É o mundo do: </li></ul><ul><li>Carnê, do consórcio, do SPC. </li></ul><ul><li>Moto taxi, do buzão, da lotação, do semi-novo zerado. </li></ul><ul><li>Vale-refeição, do PF e da marmita. </li></ul><ul><li>Supletivo, da escola de cabeleireiro e do curso de computação. </li></ul><ul><li>Celular pré-pago, da megasena, das LAN Houses </li></ul><ul><li>Trabalho informal, da pensão do INSS, do despertador pras 5h e da mobilidade social. </li></ul><ul><li>Ratinho, Reginaldo Rossi, Daniel, do funk, Calypso e do Mastruz com Leite. </li></ul><ul><li>Geram nostalgia e saudosismo: Raça Negra, Art Popular, Os Morenos, Karametade, Molejo, Katinguelê, Soweto, Claudinho & Bochecha, Mc Marcinho, Rap do Pirão </li></ul><ul><li>Supermercado com a família, da cervejinha gelada no boteco e de ferro enferrujada, da macarronada com frango e do finaciamento da caixa. </li></ul>
  19. 20. SEGMENTAÇÃO <ul><li>Identificar grupos de clientes com perfis parecidos. Bases: </li></ul><ul><li>Psicográfica (estilo de vida) </li></ul><ul><li>Comportamental (ocasião da compra, benefícios procurados) </li></ul><ul><li>Demográfica (ciclo de vida da família, nível de instrução, idade) </li></ul><ul><li>O mesmo leitor pode fazer parte de mais de um segmento, dependendo do momento em que se encontra. </li></ul>
  20. 21. SEGMENTAÇÃO <ul><li>Antenados </li></ul><ul><li>Preocupados </li></ul><ul><li>Noveleiros </li></ul><ul><li>Torcedores </li></ul><ul><li>Quero Ser </li></ul><ul><li>Masculino </li></ul>
  21. 22. ANÁLISE DE AMBIENTES <ul><li>Alto índice de analfabetismo </li></ul><ul><li>Pessoas que lêem o essencial </li></ul><ul><li>Abrir as páginas de um jornal diariamente pode ser um desafio. </li></ul><ul><li>Diminuição de leitores e dos investimentos de verbas publicitárias </li></ul><ul><li>devido à velocidade do mercado no cotidiano e a preferência pela </li></ul><ul><li>internet. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  22. 23. ANÁLISE DE AMBIENTES <ul><li>Para alcançar leitores das classes C e D, a Editora O Dia S.A. </li></ul><ul><li>apresentou ao mercado o jornal Meia Hora </li></ul><ul><li>Jornal com notícias rápidas, de vocabulário simples, preço </li></ul><ul><li>acessível e leve que caiu no gosto popular. </li></ul><ul><li>Objetivos: Alcançar e fidelizar uma demanda reprimida, </li></ul><ul><li>Democratizar a informação às classes C e D que aumentaram seu </li></ul><ul><li>poder aquisitivo após o Plano Real. </li></ul><ul><li>Análises e pesquisas qualitativas e quantitativas foram realizadas e o Meia Hora foi concebido a partir do conceito de preço, design e </li></ul><ul><li>quantidade/qualidade da informação. </li></ul>
  23. 24. OBJETIVOS DE COMUNICAÇÃO <ul><li>Tornar o produto mais conhecido pelo trade </li></ul><ul><li>Gerar experimentação </li></ul><ul><li>Aumentar o share of mind </li></ul>
  24. 25. DIAGNÓSTICO <ul><li>Posicionamento: </li></ul><ul><li>O Expresso é o jornal de quem fica muito tempo fora de casa e em trânsito, nos transportes públicos, que quer se manter </li></ul><ul><li>informado sobre o que acontece na sua comunidade e </li></ul><ul><li>entreter-se durante o trajeto. </li></ul><ul><li>É o passa-tempo informativo. </li></ul>
  25. 26. DESAFIOS 1- Tornar o expresso mais atraente para o leitor. 2- Estimular a degustação – o que fazer para que o expresso seja mais conhecido? 3- Aumentar a circulação, atingindo uma média mensal de 100 mil exemplares (conquistar leitores do meia hora) 4- Cuidado: preservar os leitores do extra.
  26. 27. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS <ul><li>Posicionamento: </li></ul><ul><li>O Expresso é o jornal de quem fica muito tempo fora de casa e em trânsito, nos transportes públicos, que quer se manter </li></ul><ul><li>informado sobre o que acontece na sua comunidade e </li></ul><ul><li>entreter-se durante o trajeto. </li></ul><ul><li>É o passa-tempo informativo. </li></ul>
  27. 28. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS <ul><li>Estratégias: </li></ul><ul><li>Desenvolver ações para estreitar o relacionamento com o trade, criando maior proximidade parceria e cooperação. </li></ul><ul><li>Tática A: Criar cartilha para jornaleiros, com dicas de exposição. O Expresso quer crescer e prosperar junto com o jornaleiro. </li></ul><ul><li>Tática B: Criar premiação para os jornaleiros que venderem mais. </li></ul>
  28. 29. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 2. Fazer com que o produto chame mais atenção no ponto de venda. Tática A: Oferecer expositores que façam presença na banca de jornal e que sejam funcionais para o trade.
  29. 30. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 3. Estimular a compra por impulso. Tática A: Expositores móveis > filas de banco, ingressos para jogos de futebol e shows. Essa é uma maneira de direcionar a exposição do produto de acordo com objetivo do Expresso para cada segmento de público. Tática B: Potencializar promoções, levando em conta a segmentação do público para oferecer prêmios e recompensas que realmente tenham valor para cada tipo de leitor. .
  30. 31. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 3. Estimular a compra por impulso. Tática C: Desenvolver display com espaço para colocação de cartaz promocional, que trará uma chamada, comunicando a promoção do dia ou da semana. .
  31. 32. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 4. Desenvolver ações para estreitar o relacionamento com o anunciante, criando maior proximidade parceria e cooperação. Tática A: Enviar mala-direta/ e-mail marketing com informações detalhadas sobre o público e comportamento da classe C e D, seguidas de propostas comerciais.
  32. 33. RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGICAS E TÁTICAS Estratégias: 5. Aproveitar o crescimento da presença do público na internet para reforçar os valores da marca, promover maior interação, reconhecimento e valorização do público. Formar uma comunidade em torno do produto. Tática A: Lançar o site, fazer presença nos sites de relacionamento (Orkut) levantando enquetes, respondendo dúvidas, abrindo espaço e ouvindo sugestões do próprio público, e ao mesmo tempo conhecendo seu gosto e o cenário em volta dele.
  33. 34. OBRIGADO

×