SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
TEORIAS E MODELOS DE SUPERVISÃO Profa. Maria Regina Peres
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],Noção Tradicional de Supervisão - Se relaciona a formação inicial de professores, a função de  inspeção realizada por membro externo a instituição escolar.  - Sentido Fiscalizador  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão A função dos supervisores institucionais é  fundamentalmente, encorajar os professores  a trabalharem em conjunto, como colegas,  numa atitude indagadora e transformadora.  O supervisor não é aquele que faz, nem é aquele que  manda fazer; é a pessoa que cria condições para que os  professores pensem e ajam e façam isso de uma forma  colaborativa, crítica, indagadora, com  espírito investigativo.
Teorias e Modelos de Supervisão Quando se pensa em supervisor institucional, tem‑se em  mente uma pessoa que tem essa função específica?  Quem são esses supervisores institucionais?  Todos os que estão na escola são supervisores.  Entendendo a supervisão como o processo  auto-supervisivo e hetero‑supervisivo.  Todos têm a função de se entre‑ajudarem e de  contribuirem para uma escola melhor. (I.Alarcão) [...] Mas, (...) convém que haja algumas pessoas  que se sentem mais responsáveis  por fazer  ocorrer a dinâmica supervisiva.
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],Entendo a escola reflexiva como “uma organização que continuadamente se pensa a si própria, na sua missão social e na sua organização, e se confronta com o desenrolar da sua actividade, num processo  heurístico, simultaneamente avaliativo e formativo” (Alarcão, 2001, p. 35).
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],Processo heurístico , é desenvolvido, não pelas paredes da  escola,mas pelas pessoas que a constituem. É um processo que é, simultaneamente avaliativo do funcionamento da escola e formativo das pessoas que nele estão envolvidas e  que, em princípio, devem ser todas.
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão A supervisão praticada caracterizou‑se por  um  processo de desafios e apoios. Um fator  importante  foi a confiança manifestada nas potencialidades  dos próprios docentes para inovarem.  Os docentes sentiram, que confiávamos neles e que  tínhamos muito respeito pelas suas decisões. (I.Alarcão)
Teorias e Modelos de Supervisão Estamos perante a ideia do supervisor como facilitador, criador e dinamizador de contextos da aprendizagem e confiante em que os professores têm potencialidades para aprender, para se desenvolverem para continuarem a sua qualificação, precisando para isso apenas de contextos favoráveis, de apoios e desafios.
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Teorias e Modelos de Supervisão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Métodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e AprendizagemMétodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e AprendizagemJoao Papelo
 
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Mario Amorim
 
Seminario de didactica geral g5
Seminario de  didactica geral g5Seminario de  didactica geral g5
Seminario de didactica geral g5Anjo Bernard
 
Texto 1 formação de professores e prática reflexiva
Texto 1   formação de professores e prática reflexivaTexto 1   formação de professores e prática reflexiva
Texto 1 formação de professores e prática reflexivaTelma Teles Silveira
 
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na eptCefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na eptEduardo Barbosa
 
DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...
DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...
DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...ProfessorPrincipiante
 
Procedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensinoProcedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensinoPoliana Silvesso
 
As Funções Didácticas
As Funções DidácticasAs Funções Didácticas
As Funções DidácticasJoao Papelo
 
A SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇO
A SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇOA SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇO
A SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇOProfessorPrincipiante
 
PROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENS
PROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENSPROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENS
PROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENSProfessorPrincipiante
 
Métodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensinoMétodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensinoMekinho20
 
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...Inge Suhr
 
A investigação ação na formação
A investigação ação na formaçãoA investigação ação na formação
A investigação ação na formaçãoMary Carneiro Rezende
 
Pedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos PptPedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos Pptroquematoso
 
Pedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos PptPedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos Pptroquematoso
 

Mais procurados (20)

Métodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e AprendizagemMétodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e Aprendizagem
 
Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA
  Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA   Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA
Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA
 
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
 
Seminario de didactica geral g5
Seminario de  didactica geral g5Seminario de  didactica geral g5
Seminario de didactica geral g5
 
Texto 1 formação de professores e prática reflexiva
Texto 1   formação de professores e prática reflexivaTexto 1   formação de professores e prática reflexiva
Texto 1 formação de professores e prática reflexiva
 
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na eptCefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
 
Metodologia e tecnicas de ensino
Metodologia e tecnicas de ensinoMetodologia e tecnicas de ensino
Metodologia e tecnicas de ensino
 
Métodos e Modelos de ensino
Métodos e Modelos de ensinoMétodos e Modelos de ensino
Métodos e Modelos de ensino
 
DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...
DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...
DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES DA PRÁTICA E A TEORIA: O QUE DIZEM OS (AS) ACADÊMIC...
 
Procedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensinoProcedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensino
 
As Funções Didácticas
As Funções DidácticasAs Funções Didácticas
As Funções Didácticas
 
A SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇO
A SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇOA SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇO
A SOCIALIZAÇÃO DO PROFESSOR INICIANTE: UM DIFÍCIL COMEÇO
 
Projetos
ProjetosProjetos
Projetos
 
PROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENS
PROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENSPROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENS
PROFESSORES INICIANTES: SEU INGRESSO NA PROFISSÃO E SUAS APRENDIZAGENS
 
Métodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensinoMétodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensino
 
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
 
Planificação
PlanificaçãoPlanificação
Planificação
 
A investigação ação na formação
A investigação ação na formaçãoA investigação ação na formação
A investigação ação na formação
 
Pedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos PptPedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos Ppt
 
Pedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos PptPedagogiadeprojetos Ppt
Pedagogiadeprojetos Ppt
 

Destaque

O professor e o supervisor pedagógico
O professor e o supervisor pedagógicoO professor e o supervisor pedagógico
O professor e o supervisor pedagógicoeduviecorr
 
Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...
Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...
Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...isaperez
 
Formación del Estado Liberal. Isabel II
Formación del Estado Liberal. Isabel IIFormación del Estado Liberal. Isabel II
Formación del Estado Liberal. Isabel IIgloria Ramé
 
Isabel sole mapa conecptual
Isabel sole mapa conecptualIsabel sole mapa conecptual
Isabel sole mapa conecptualEsteban Merienne
 
2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias
2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias
2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategiaschavez26
 
Apresentação de slides pronto
Apresentação de slides prontoApresentação de slides pronto
Apresentação de slides prontocandidacbertao
 

Destaque (7)

Educação e corporeidade
Educação e corporeidadeEducação e corporeidade
Educação e corporeidade
 
O professor e o supervisor pedagógico
O professor e o supervisor pedagógicoO professor e o supervisor pedagógico
O professor e o supervisor pedagógico
 
Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...
Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...
Integración de las TIC en el currículo: etapas y situaciones. La realidad del...
 
Formación del Estado Liberal. Isabel II
Formación del Estado Liberal. Isabel IIFormación del Estado Liberal. Isabel II
Formación del Estado Liberal. Isabel II
 
Isabel sole mapa conecptual
Isabel sole mapa conecptualIsabel sole mapa conecptual
Isabel sole mapa conecptual
 
2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias
2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias
2 sole isabel-cap-4-la-ensenanza-de-estrategias
 
Apresentação de slides pronto
Apresentação de slides prontoApresentação de slides pronto
Apresentação de slides pronto
 

Semelhante a Teorias e Modelos de Supervisão Escolar

A formação do professor de educação física reflexivo
A formação do professor de educação física reflexivo A formação do professor de educação física reflexivo
A formação do professor de educação física reflexivo Alan Ciriaco
 
21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...
21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...
21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...betejorgino
 
Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”
Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”
Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”Alan Ciriaco
 
Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica
Para uma visão transformadora da supervisão pedagógicaPara uma visão transformadora da supervisão pedagógica
Para uma visão transformadora da supervisão pedagógicaprofarosangela
 
Andragogia apresentação
Andragogia apresentaçãoAndragogia apresentação
Andragogia apresentaçãoElisabete DSOP
 
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Giba Canto
 
Artigo avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticas
Artigo  avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticasArtigo  avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticas
Artigo avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticasAdelaideAssuncaoFahe
 
As práticas dos professores
As práticas dos professoresAs práticas dos professores
As práticas dos professoresdulcemarr
 
Supervisão pedagógica slide com habilitação
Supervisão pedagógica slide com habilitaçãoSupervisão pedagógica slide com habilitação
Supervisão pedagógica slide com habilitaçãoAgnciaWill
 
Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação
Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação
Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação Alexandra Carneiro
 
Mod. e prát. de formação de profs. aula 2
Mod. e prát. de formação de  profs.   aula 2Mod. e prát. de formação de  profs.   aula 2
Mod. e prát. de formação de profs. aula 2viviprof
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoBeatriz
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoBeatriz
 
Aprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetosAprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetosProfa Karen Borges
 

Semelhante a Teorias e Modelos de Supervisão Escolar (20)

A formação do professor de educação física reflexivo
A formação do professor de educação física reflexivo A formação do professor de educação física reflexivo
A formação do professor de educação física reflexivo
 
21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...
21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...
21 05 2011 portifólio modelos e praticas de formacao de professores pro fa. m...
 
Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”
Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”
Analise do artigo: “Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica”
 
Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica
Para uma visão transformadora da supervisão pedagógicaPara uma visão transformadora da supervisão pedagógica
Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica
 
Andragogia apresentação
Andragogia apresentaçãoAndragogia apresentação
Andragogia apresentação
 
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
 
Artigo avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticas
Artigo  avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticasArtigo  avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticas
Artigo avaliacao das-aprendizagens_-_concecoes_e_praticas
 
As práticas dos professores
As práticas dos professoresAs práticas dos professores
As práticas dos professores
 
aaaa 2003
aaaa 2003aaaa 2003
aaaa 2003
 
Masetto docencia universitaria
Masetto   docencia universitariaMasetto   docencia universitaria
Masetto docencia universitaria
 
Supervisão pedagógica slide com habilitação
Supervisão pedagógica slide com habilitaçãoSupervisão pedagógica slide com habilitação
Supervisão pedagógica slide com habilitação
 
Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação
Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação
Observação de aulas em parceria - uma experiência de formação
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
 
Mod. e prát. de formação de profs. aula 2
Mod. e prát. de formação de  profs.   aula 2Mod. e prát. de formação de  profs.   aula 2
Mod. e prát. de formação de profs. aula 2
 
didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
 
Aprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetosAprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetos
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
 

Mais de lislieribeiro

Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãolislieribeiro
 
Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãolislieribeiro
 
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3lislieribeiro
 
Avaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricularAvaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricularlislieribeiro
 
As TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do ProfessorAs TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do Professorlislieribeiro
 
Apresentação lisliê
Apresentação lisliêApresentação lisliê
Apresentação lisliêlislieribeiro
 
Caso problema supervisor
Caso problema  supervisorCaso problema  supervisor
Caso problema supervisorlislieribeiro
 
éTica e moral versão ampliada
éTica e moral  versão ampliadaéTica e moral  versão ampliada
éTica e moral versão ampliadalislieribeiro
 
Análise do artigo_científico
Análise do artigo_científicoAnálise do artigo_científico
Análise do artigo_científicolislieribeiro
 

Mais de lislieribeiro (19)

Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentação
 
Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentação
 
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
 
Relação Família
Relação FamíliaRelação Família
Relação Família
 
Avaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricularAvaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricular
 
Avaliação docente
Avaliação docenteAvaliação docente
Avaliação docente
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
 
As TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do ProfessorAs TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do Professor
 
Resenha
ResenhaResenha
Resenha
 
Apresentação lisliê
Apresentação lisliêApresentação lisliê
Apresentação lisliê
 
Aula1arquivoalunos
Aula1arquivoalunosAula1arquivoalunos
Aula1arquivoalunos
 
Cidadão quem
Cidadão quemCidadão quem
Cidadão quem
 
Caso problema supervisor
Caso problema  supervisorCaso problema  supervisor
Caso problema supervisor
 
éTica e moral versão ampliada
éTica e moral  versão ampliadaéTica e moral  versão ampliada
éTica e moral versão ampliada
 
Addtm
AddtmAddtm
Addtm
 
Análise do artigo_científico
Análise do artigo_científicoAnálise do artigo_científico
Análise do artigo_científico
 
Portifolio
PortifolioPortifolio
Portifolio
 
Pré projeto
Pré projetoPré projeto
Pré projeto
 
Suê
SuêSuê
Suê
 

Teorias e Modelos de Supervisão Escolar

  • 1. TEORIAS E MODELOS DE SUPERVISÃO Profa. Maria Regina Peres
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. Teorias e Modelos de Supervisão A função dos supervisores institucionais é fundamentalmente, encorajar os professores a trabalharem em conjunto, como colegas, numa atitude indagadora e transformadora. O supervisor não é aquele que faz, nem é aquele que manda fazer; é a pessoa que cria condições para que os professores pensem e ajam e façam isso de uma forma colaborativa, crítica, indagadora, com espírito investigativo.
  • 7. Teorias e Modelos de Supervisão Quando se pensa em supervisor institucional, tem‑se em mente uma pessoa que tem essa função específica? Quem são esses supervisores institucionais? Todos os que estão na escola são supervisores. Entendendo a supervisão como o processo auto-supervisivo e hetero‑supervisivo. Todos têm a função de se entre‑ajudarem e de contribuirem para uma escola melhor. (I.Alarcão) [...] Mas, (...) convém que haja algumas pessoas que se sentem mais responsáveis por fazer ocorrer a dinâmica supervisiva.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Teorias e Modelos de Supervisão A supervisão praticada caracterizou‑se por um processo de desafios e apoios. Um fator importante foi a confiança manifestada nas potencialidades dos próprios docentes para inovarem. Os docentes sentiram, que confiávamos neles e que tínhamos muito respeito pelas suas decisões. (I.Alarcão)
  • 18. Teorias e Modelos de Supervisão Estamos perante a ideia do supervisor como facilitador, criador e dinamizador de contextos da aprendizagem e confiante em que os professores têm potencialidades para aprender, para se desenvolverem para continuarem a sua qualificação, precisando para isso apenas de contextos favoráveis, de apoios e desafios.
  • 19.
  • 20.
  • 21.