SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
Unidade Curricular Profa. Dra. Suely Galli
Slides   1 a 4 – Apresentação da Disciplina  MIEC 5 e 6 Aula 1 – 11/09/2010 7 Cronograma de aulas da Disciplina 8 a 14  Conhecimento, áreas, conceitos, etc 15 Introdução ao conceito de Ideologia Sugestões de estudos dos conteúdos dos slides Leia os conteúdos dos slides  tendo em mãos as anotações que você fez durante a aula. Junte as informações e  reelabore  as idéias estudando  e se desejar reescrevendo suas anotações. Bom estudo! Profa. Suê .
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Profa. Dra. Suely Galli 2010
Constituem  instrumentos teóricos e técnicos necessários ao gestor administrativo e pedagógico para o estudo científico dos fenômenos educativos acompanhado de atitudes reflexivas da prática sistematizada e fundamentada . Profa. Dra. Suely Galli 2010
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
AULA 1 - 11/09/2010  temas abordados Conhecimento Conhecimento científico Visão crítica da realidade  (admitir as contradições) Fenômeno  Contexto  (descrição sintetizada do cenário) Problema Contextualização  (detalhamento do cenário colocando o problema dentro dele) Problematização  (detalhamento do problema) Elaboração da pergunta de  pesquisa  (síntese do problema ser investigado)
TAREFA AULA 1 - 11/09/2010  Reflexão coletiva, Produção escrita individual, socialização na aula 2 dia 25/09/2010. Fenômeno ou problema –  definir um fenômeno do seu  universo profissional ou social.  Contexto  (apresentar de forma sintética o cenário onde se dá o fenômeno – Instituição, lugar, pais, estado, cidade, ano, ...) Problematização  (detalhamento do problema) Contextualização  (detalhamento do cenário colocando o problema dentro dele) Elaboração da pergunta de  pesquisa  (síntese do problema ser investigado)
Cronograma 2010  11/09 manhã -   apresentação da disciplina  Introdução aos temas: conhecimento, Conhecimento científico Método 11/09 tarde  Contexto e problematização da realidade. Exercício escrito abordando o entendimento sobre os conceitos e um esboço da problematização  25/09 manhã  Abordagens teóricas atitudes de pesquisa 25/09 tarde  Socialização do exercício e apresentação da abordagem com a qual se identifica. 06/11 manhã  06/11 tarde 04/12 manhã 04/12 tarde
Conhecimento
A Sociedade humana é feita de relações e conflitos . Na relações ocorrem as contradições, injustiças e delas as lutas resultantes de várias ordens: Econômica, política, ideológica,  social, Religiosa, caracterizando áreas de conhecimento. O Conhecimento  ocorre pela curiosidade humana e sua  necessidade de evoluir De conquistar  De dominar De conhecer
Áreas de conhecimento que se classificam  como ciências Química, Mecânica, Astronomia, Óptica, ... Biologia, Anatomia, Botânica, Genética, Palenteologia , ... CIÊNCIAS NATURAIS Foram as C. Naturais que definiram, na Grécia  AC,  o conceito de Ciências e de  Método. C. Físicas C. Biológicas Metodologia -  observação e experimentação  Objeto cientifico – a natureza
Áreas de conhecimento que se classificam  como ciências Objeto de estudo   O homem,a sociedade, os fenômenos sociais Origem no Sc. XIX , até então a Filosofia estudava o humano.  Desafio das C.Humanas: estudar a sociedade, o passado, o psiquismo etc. Áreas do  Conhecimento Historia Geografia, Economia, Teologia Lingüística  Artes  Psicanálise Psicologia Sociologia Política  Filosofia Antropologia Educação  CIÊNCIAS HUMANAS OU SOCIAIS Essas áreas buscam, na sua especificidade,  estudar o homem, a sociedade, a herança cultural, a organização econômica e política, o  passado, o psiquismo, a fé, a linguagem, a criação artística, a formação social  etc. .
Diferentemente das Ciências Naturais, a  Metodologia da pesquisa nas Ciências Humanas ou Sociais , assume características,  próprias que correspondem  às particularidades das relações sociais, das contradições, do processo histórico e sua dinâmica.
Metodologia da pesquisa nas Ciências Humanas ou Sociais  método  é o caminho a ser definido ele pode se caracterizar  como  de  descoberta  quando busca novas rotas, ainda não exploradas; Caminhos de  reconhecimento  – quando reconhece algo já descoberto, porém com um novo olhar. Finalmente caminho de  reinvenção  do percurso
Para o  caminho o que conta é a objetividade e  a subjetividade daquele que o busca – OU SEJA  o pesquisador   “  É na medida em que lutamos para transformar a realidade que a entendemos e, é na medida em que melhor a entendemos, que mais lutamos para transformá-la”  (Löwy,1989: 27) O  fenômeno – é  o enigma a ser decifrado,  reconhecido, interpretado, transformado .
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
HUMANISMO - o homem está no centro (Renascimento) POSITIVISMO - A Sociedade humana é regulada pela natureza.  (neutralidade) HISTORICISMO - qualquer fenômeno social é histórico Síntese do processo de constituição das C. Humanas Do SEC. XV ao início do séc. XX:
Síntese do processo de constituição das C. Humanas SÉC. XX (entre anos 20 e 50) correntes de pensamento: FENOMENOLOGIA  - cenários - atores e papéis ESTRUTURALISMO  - organização, funções, sistemas e estruturas. MARXISMO  - materialismo histórico  luta de classes -transformação.
Para o  Marxismo  Ciência é um processo de produção do conhecimento da verdade.  Portanto,  a produção científica não é neutra , está comprometida com uma visão social de mundo .  Essa visão pode ser conservadora, ou revolucionária no sentido de transformadora . A produção científica não é neutra, não é imparcial pois existem  diferentes pontos de vista científicos que estão vinculados aos diferentes contextos e classes sociais Essa afirmação, fundamentada em Michael Löwy (1989),  nos coloca diante do maior problema com que se defrontam os autores que se dedicam ‘as questões da sociologia do conhecimento: trata-se da  ideologia  .
Pesquisador é um sujeito inquieto,  curioso e interessado em conhecer mais. O Ato de pesquisar é um ato construtivo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médio
Aula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médioAula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médio
Aula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médioLeonardo Kaplan
 
A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...
A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...
A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...Leonardo Kaplan
 
1 praia - quadro das teorias abordagem geral
1  praia - quadro das teorias abordagem geral1  praia - quadro das teorias abordagem geral
1 praia - quadro das teorias abordagem geralSandra Mónica Costa Lima
 
Texto 2 contribuições da filosofia para a educação
Texto 2  contribuições da filosofia para a educaçãoTexto 2  contribuições da filosofia para a educação
Texto 2 contribuições da filosofia para a educaçãoUniasselvi soares
 
Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...
Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...
Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...Everaldo Gomes
 
Interdisciplinaridade 21-03-2011
Interdisciplinaridade 21-03-2011Interdisciplinaridade 21-03-2011
Interdisciplinaridade 21-03-2011Procambiental
 
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do efA importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do efNascimentoJr2
 
EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS PROCESSOS D...
EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS  PROCESSOS D...EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS  PROCESSOS D...
EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS PROCESSOS D...gepef
 
Plano de curso sociologia 1 ano
Plano de curso  sociologia 1 anoPlano de curso  sociologia 1 ano
Plano de curso sociologia 1 anoJoão Marcelo
 
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?Sérgio Coelho
 
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...CIDAADS
 
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacionalResenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacionalWillian Fellipe
 

Mais procurados (20)

Métodos cientificos 2017
 Métodos cientificos 2017 Métodos cientificos 2017
Métodos cientificos 2017
 
BASES SÓCIO-FILOSÓFICAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA
BASES SÓCIO-FILOSÓFICAS DA EDUCAÇÃO FÍSICABASES SÓCIO-FILOSÓFICAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA
BASES SÓCIO-FILOSÓFICAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA
 
Aula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médio
Aula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médioAula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médio
Aula Visões de ciências e sobre cientista entre estudantes do ensino médio
 
Ciência e ensino de ciências
Ciência e ensino de ciênciasCiência e ensino de ciências
Ciência e ensino de ciências
 
Texto 4 vygotsky
Texto 4 vygotskyTexto 4 vygotsky
Texto 4 vygotsky
 
A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...
A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...
A "sociedade" no enfoque CTS - ressignificações sobre as atividades científic...
 
1 praia - quadro das teorias abordagem geral
1  praia - quadro das teorias abordagem geral1  praia - quadro das teorias abordagem geral
1 praia - quadro das teorias abordagem geral
 
Ctsa Eja 4
Ctsa Eja 4Ctsa Eja 4
Ctsa Eja 4
 
Texto 2 contribuições da filosofia para a educação
Texto 2  contribuições da filosofia para a educaçãoTexto 2  contribuições da filosofia para a educação
Texto 2 contribuições da filosofia para a educação
 
Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...
Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...
Contribuições do marxismo para a atividade de pesquisa da educação matemática...
 
Apresentação o que é sociologia
Apresentação o que é sociologia   Apresentação o que é sociologia
Apresentação o que é sociologia
 
Interdisciplinaridade 21-03-2011
Interdisciplinaridade 21-03-2011Interdisciplinaridade 21-03-2011
Interdisciplinaridade 21-03-2011
 
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do efA importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
 
EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS PROCESSOS D...
EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS  PROCESSOS D...EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS  PROCESSOS D...
EDUCAÇÂO FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS: REFLEXÕES SOBRE OS PROCESSOS D...
 
Plano de ensino sociologia v 2013
Plano de ensino sociologia v 2013Plano de ensino sociologia v 2013
Plano de ensino sociologia v 2013
 
Plano de curso sociologia 1 ano
Plano de curso  sociologia 1 anoPlano de curso  sociologia 1 ano
Plano de curso sociologia 1 ano
 
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
 
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
 
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacionalResenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
 
Pesq ação colab
Pesq ação colabPesq ação colab
Pesq ação colab
 

Semelhante a Unidade Curricular Profa. Dra. Suely Galli

Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...A. Rui Teixeira Santos
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientificoLucila Pesce
 
Atividade filos2011
Atividade filos2011Atividade filos2011
Atividade filos2011greghouse48
 
Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011greghouse48
 
Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011greghouse48
 
Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...
Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...
Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...Natalia Ribeiro
 
O estudo cientifico da aprendizagem
O estudo cientifico da aprendizagemO estudo cientifico da aprendizagem
O estudo cientifico da aprendizagemQuitriaSilva2
 
Resumo dimas floriani
Resumo dimas florianiResumo dimas floriani
Resumo dimas florianiMarta Sousa
 
áReas de conhecimento e integração curricular
áReas de conhecimento e integração curricularáReas de conhecimento e integração curricular
áReas de conhecimento e integração curricularEdna Mattos
 
Planejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologiaPlanejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologiaSandro Lima
 
Tendências e correntes na educação brasileira
Tendências e correntes na educação brasileiraTendências e correntes na educação brasileira
Tendências e correntes na educação brasileirarichard_romancini
 
Pesquisas educacionais
Pesquisas educacionaisPesquisas educacionais
Pesquisas educacionaisAna Rodrigues
 
Apresentação sapiranga escolas
Apresentação sapiranga   escolasApresentação sapiranga   escolas
Apresentação sapiranga escolasRodolfo Saenger
 
Psicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdf
Psicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdfPsicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdf
Psicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdfDaylanneBrando
 
A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura
A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura  A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura
A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura Haroldo Nunes
 
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  LibâneoA corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura LibâneoHaroldo Nunes
 

Semelhante a Unidade Curricular Profa. Dra. Suely Galli (20)

Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
 
Atividade filos2011
Atividade filos2011Atividade filos2011
Atividade filos2011
 
Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011
 
Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011Atividade estr filos2011
Atividade estr filos2011
 
Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...
Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...
Monografia "Tendência Histórico-Crítica e Emancipação Humana: concepções,sent...
 
O estudo cientifico da aprendizagem
O estudo cientifico da aprendizagemO estudo cientifico da aprendizagem
O estudo cientifico da aprendizagem
 
Início a pesquisa
Início a pesquisaInício a pesquisa
Início a pesquisa
 
Resumo dimas floriani
Resumo dimas florianiResumo dimas floriani
Resumo dimas floriani
 
Plano de testagem
Plano de testagemPlano de testagem
Plano de testagem
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 
áReas de conhecimento e integração curricular
áReas de conhecimento e integração curricularáReas de conhecimento e integração curricular
áReas de conhecimento e integração curricular
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
 
Planejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologiaPlanejamento anual de sociologia
Planejamento anual de sociologia
 
Tendências e correntes na educação brasileira
Tendências e correntes na educação brasileiraTendências e correntes na educação brasileira
Tendências e correntes na educação brasileira
 
Pesquisas educacionais
Pesquisas educacionaisPesquisas educacionais
Pesquisas educacionais
 
Apresentação sapiranga escolas
Apresentação sapiranga   escolasApresentação sapiranga   escolas
Apresentação sapiranga escolas
 
Psicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdf
Psicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdfPsicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdf
Psicologia-da-Educacao-e-da-Aprendizagem-1-Copia-1.pdf
 
A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura
A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura  A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura
A corrente pedagógica racional tecnológica Libâneo e cibercultura
 
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  LibâneoA corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura Libâneo
 

Mais de lislieribeiro

Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãolislieribeiro
 
Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãolislieribeiro
 
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3lislieribeiro
 
Avaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricularAvaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricularlislieribeiro
 
As TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do ProfessorAs TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do Professorlislieribeiro
 
Apresentação lisliê
Apresentação lisliêApresentação lisliê
Apresentação lisliêlislieribeiro
 
Caso problema supervisor
Caso problema  supervisorCaso problema  supervisor
Caso problema supervisorlislieribeiro
 
éTica e moral versão ampliada
éTica e moral  versão ampliadaéTica e moral  versão ampliada
éTica e moral versão ampliadalislieribeiro
 
Teorias e mod. de superv. aula 2
Teorias e mod. de superv.   aula 2Teorias e mod. de superv.   aula 2
Teorias e mod. de superv. aula 2lislieribeiro
 
Análise do artigo_científico
Análise do artigo_científicoAnálise do artigo_científico
Análise do artigo_científicolislieribeiro
 

Mais de lislieribeiro (19)

Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentação
 
Hipertexto apresentação
Hipertexto apresentaçãoHipertexto apresentação
Hipertexto apresentação
 
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3M.s.   mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
M.s. mod. e prática de form. de profs. - avaliação - aula 3
 
Relação Família
Relação FamíliaRelação Família
Relação Família
 
Avaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricularAvaliação unidade curricular
Avaliação unidade curricular
 
Avaliação docente
Avaliação docenteAvaliação docente
Avaliação docente
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
 
As TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do ProfessorAs TICs na Formação Contínua do Professor
As TICs na Formação Contínua do Professor
 
Resenha
ResenhaResenha
Resenha
 
Apresentação lisliê
Apresentação lisliêApresentação lisliê
Apresentação lisliê
 
Cidadão quem
Cidadão quemCidadão quem
Cidadão quem
 
Caso problema supervisor
Caso problema  supervisorCaso problema  supervisor
Caso problema supervisor
 
éTica e moral versão ampliada
éTica e moral  versão ampliadaéTica e moral  versão ampliada
éTica e moral versão ampliada
 
Teorias e mod. de superv. aula 2
Teorias e mod. de superv.   aula 2Teorias e mod. de superv.   aula 2
Teorias e mod. de superv. aula 2
 
Addtm
AddtmAddtm
Addtm
 
Análise do artigo_científico
Análise do artigo_científicoAnálise do artigo_científico
Análise do artigo_científico
 
Portifolio
PortifolioPortifolio
Portifolio
 
Pré projeto
Pré projetoPré projeto
Pré projeto
 
Suê
SuêSuê
Suê
 

Unidade Curricular Profa. Dra. Suely Galli

  • 1. Unidade Curricular Profa. Dra. Suely Galli
  • 2. Slides 1 a 4 – Apresentação da Disciplina MIEC 5 e 6 Aula 1 – 11/09/2010 7 Cronograma de aulas da Disciplina 8 a 14 Conhecimento, áreas, conceitos, etc 15 Introdução ao conceito de Ideologia Sugestões de estudos dos conteúdos dos slides Leia os conteúdos dos slides tendo em mãos as anotações que você fez durante a aula. Junte as informações e reelabore as idéias estudando e se desejar reescrevendo suas anotações. Bom estudo! Profa. Suê .
  • 3.
  • 4. Constituem instrumentos teóricos e técnicos necessários ao gestor administrativo e pedagógico para o estudo científico dos fenômenos educativos acompanhado de atitudes reflexivas da prática sistematizada e fundamentada . Profa. Dra. Suely Galli 2010
  • 5.
  • 6.
  • 7. AULA 1 - 11/09/2010 temas abordados Conhecimento Conhecimento científico Visão crítica da realidade (admitir as contradições) Fenômeno Contexto (descrição sintetizada do cenário) Problema Contextualização (detalhamento do cenário colocando o problema dentro dele) Problematização (detalhamento do problema) Elaboração da pergunta de pesquisa (síntese do problema ser investigado)
  • 8. TAREFA AULA 1 - 11/09/2010 Reflexão coletiva, Produção escrita individual, socialização na aula 2 dia 25/09/2010. Fenômeno ou problema – definir um fenômeno do seu universo profissional ou social. Contexto (apresentar de forma sintética o cenário onde se dá o fenômeno – Instituição, lugar, pais, estado, cidade, ano, ...) Problematização (detalhamento do problema) Contextualização (detalhamento do cenário colocando o problema dentro dele) Elaboração da pergunta de pesquisa (síntese do problema ser investigado)
  • 9. Cronograma 2010 11/09 manhã - apresentação da disciplina Introdução aos temas: conhecimento, Conhecimento científico Método 11/09 tarde Contexto e problematização da realidade. Exercício escrito abordando o entendimento sobre os conceitos e um esboço da problematização 25/09 manhã Abordagens teóricas atitudes de pesquisa 25/09 tarde Socialização do exercício e apresentação da abordagem com a qual se identifica. 06/11 manhã 06/11 tarde 04/12 manhã 04/12 tarde
  • 11. A Sociedade humana é feita de relações e conflitos . Na relações ocorrem as contradições, injustiças e delas as lutas resultantes de várias ordens: Econômica, política, ideológica, social, Religiosa, caracterizando áreas de conhecimento. O Conhecimento ocorre pela curiosidade humana e sua necessidade de evoluir De conquistar De dominar De conhecer
  • 12. Áreas de conhecimento que se classificam como ciências Química, Mecânica, Astronomia, Óptica, ... Biologia, Anatomia, Botânica, Genética, Palenteologia , ... CIÊNCIAS NATURAIS Foram as C. Naturais que definiram, na Grécia AC, o conceito de Ciências e de Método. C. Físicas C. Biológicas Metodologia - observação e experimentação Objeto cientifico – a natureza
  • 13. Áreas de conhecimento que se classificam como ciências Objeto de estudo O homem,a sociedade, os fenômenos sociais Origem no Sc. XIX , até então a Filosofia estudava o humano. Desafio das C.Humanas: estudar a sociedade, o passado, o psiquismo etc. Áreas do Conhecimento Historia Geografia, Economia, Teologia Lingüística Artes Psicanálise Psicologia Sociologia Política Filosofia Antropologia Educação CIÊNCIAS HUMANAS OU SOCIAIS Essas áreas buscam, na sua especificidade, estudar o homem, a sociedade, a herança cultural, a organização econômica e política, o passado, o psiquismo, a fé, a linguagem, a criação artística, a formação social etc. .
  • 14. Diferentemente das Ciências Naturais, a Metodologia da pesquisa nas Ciências Humanas ou Sociais , assume características, próprias que correspondem às particularidades das relações sociais, das contradições, do processo histórico e sua dinâmica.
  • 15. Metodologia da pesquisa nas Ciências Humanas ou Sociais método é o caminho a ser definido ele pode se caracterizar como de descoberta quando busca novas rotas, ainda não exploradas; Caminhos de reconhecimento – quando reconhece algo já descoberto, porém com um novo olhar. Finalmente caminho de reinvenção do percurso
  • 16. Para o caminho o que conta é a objetividade e a subjetividade daquele que o busca – OU SEJA o pesquisador “ É na medida em que lutamos para transformar a realidade que a entendemos e, é na medida em que melhor a entendemos, que mais lutamos para transformá-la” (Löwy,1989: 27) O fenômeno – é o enigma a ser decifrado, reconhecido, interpretado, transformado .
  • 17.
  • 18. HUMANISMO - o homem está no centro (Renascimento) POSITIVISMO - A Sociedade humana é regulada pela natureza. (neutralidade) HISTORICISMO - qualquer fenômeno social é histórico Síntese do processo de constituição das C. Humanas Do SEC. XV ao início do séc. XX:
  • 19. Síntese do processo de constituição das C. Humanas SÉC. XX (entre anos 20 e 50) correntes de pensamento: FENOMENOLOGIA - cenários - atores e papéis ESTRUTURALISMO - organização, funções, sistemas e estruturas. MARXISMO - materialismo histórico luta de classes -transformação.
  • 20. Para o Marxismo Ciência é um processo de produção do conhecimento da verdade. Portanto, a produção científica não é neutra , está comprometida com uma visão social de mundo . Essa visão pode ser conservadora, ou revolucionária no sentido de transformadora . A produção científica não é neutra, não é imparcial pois existem diferentes pontos de vista científicos que estão vinculados aos diferentes contextos e classes sociais Essa afirmação, fundamentada em Michael Löwy (1989), nos coloca diante do maior problema com que se defrontam os autores que se dedicam ‘as questões da sociologia do conhecimento: trata-se da ideologia .
  • 21. Pesquisador é um sujeito inquieto, curioso e interessado em conhecer mais. O Ato de pesquisar é um ato construtivo.