SBSC 2013 - Monk

235 visualizações

Publicada em

Keynote apresentada no X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos (2013), realizado em Manaus, sobre o artigo "Monk: Uma Ferramenta de Apoio à Socialização do Conhecimento em Equipes de Software"

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
235
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SBSC 2013 - Monk

  1. 1. Uma Ferramenta de Apoio à Socialização do Conhecimento em Equipes de Software Felipe Fonseca, Jacilane Rabelo, Tayana Conte Universidade Federal do Amazonas - IComp {fcf, jaci.rabelo, tayana}@icomp.ufam.edu.br
  2. 2. Qual é o contexto? X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 2
  3. 3. Organizações de software dependem do conhecimento de seus colaboradores Bjørnson e Dingsøyr, 2008 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 3
  4. 4. Valorizar o conhecimento embutido nas práticas e normas organizacionais Davenport e Prusak, 2000 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 4
  5. 5. Pode haver dificuldade em externalizar o conhecimento! [Nie, 2009] X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 5
  6. 6. É preciso garantir o nivelamento do conhecimento nas equipes Basili et al., 2001 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 6
  7. 7. E tende a ser assim...Tende a ser assim... X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 7
  8. 8. ... quando poderia ser assim! X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 8
  9. 9. Nivelar o conhecimento não é uma tarefa trivial Bjørnson, Dingsøyr, 2008 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 9
  10. 10. As relações interpessoais devem ser avaliadas ISO 10006:2003; PMBOK, 2004 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 10
  11. 11. Objetivo Nivelar o conhecimento avaliando as relações interpessoais X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 11
  12. 12. Quais as soluções existentes? X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 12
  13. 13. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil Pesquisa Autor Modelo de associação de recursos humanos a times entrosados a partir dos inventários de Belbin e MBTI, além de graus de conhecimento André et al., 2011 Ferramenta para composição de times a partir de Belbin em organizações que adotam metodologias ágeis Licorish et al., 2009 Modelo baseado na teoria de papéis de Belbin, temperamento e habilidades dos profissionais para construir um mapeamento das competências individuais Silva et al., 2009 13
  14. 14. Qual abordagem foi desenvolvida? X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 14
  15. 15. Socialização do conhecimento tácito em equipes de desenvolvimento minimizando o conflito X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 15
  16. 16. Como funciona? X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 16
  17. 17. Buscamos soluções para nivelar o conhecimento X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 17
  18. 18. Mapa mental da ferramenta X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 18
  19. 19. Integrar Personalidades e Promover o Fluxo do Conhecimento na equipe X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 19
  20. 20. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 20 Integrar Personalidades e Promover o Fluxo do Conhecimento na equipe
  21. 21. Como profissionais se comportam em uma equipe? ○ A qualidade de entrosamento dos integrantes de uma equipe afeta diretamente o seu desempenho. [Bejarano et al., 2003] ○ Teoria dos Papéis de Belbin [1981, 1993] X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 21
  22. 22. Belbin, 1993 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil Plant Monitor Evaluator Specialist Shaper Implementer Completer Finisher Coordinator Resource Investigator Team Worker 22
  23. 23. Associar as suas características “Very High” X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 23
  24. 24. Além disso, como prever possíveis conflitos entre eles? ○ Entender a forma com que cada um lida com situações de atrito. ○ Estilos de Conflito de Rahim [1983] X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 24
  25. 25. Rahim, 1983 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 25
  26. 26. Associando estilos de conflito e papéis profissionais ○ Aritzeta et al. [2005] associou Estilos de Conflito à Teoria de Papéis. ○ Minimização de impasses destrutivos à equipe. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 26
  27. 27. Aritzeta et al., 2005 X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil Estilos de Gerência de Conflito Papéis proposto por Belbin D I A O C Completer Finisher - 0 + + 0 Implementer - + + 0 + Teamworker - 0 + + 0 Specialist + 0 + + 0 Monitor Evaluator - + - - + Coordinator + + - - + Resource Investigator + + - - + Plant + - - - - Shaper + - - - - D= dominação, I= integração , A= distanciamento, O= obrigação, C= comprometimento. 27
  28. 28. Consulta “Integrar Personalidades” X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 28
  29. 29. Consulta “Integrar Personalidades” X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 29
  30. 30. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 30 Integrar Personalidades e Promover o Fluxo do Conhecimento na equipe
  31. 31. Em uma equipe de desenvolvimento, quem sabe o quê? ○ Graus de Conhecimento (de 0 a 4) são atribuídos nas habilidades pertencentes ao domínio de conhecimento do profissional. ○ Os profissionais poderão absorver mais rapidamente o conhecimento que o outro tem a oferecer, além de compartilhar do seu próprio conhecimento. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 31
  32. 32. Associar os graus de conhecimento nas Habilidades X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 32
  33. 33. Consulta “Promover Fluxo de Conhecimento” X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 33
  34. 34. Consulta “Promover Fluxo de Conhecimento” X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 34
  35. 35. Uma base de Profissionais e Habilidades do domínio da organização é criada X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 35
  36. 36. Gerenciando Profissionais X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 36
  37. 37. Gerenciando Profissionais X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 37
  38. 38. Gerenciar Habilidades X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 38
  39. 39. Próximas etapas ○ Estudo de viabilidade avaliando a aplicação da ferramenta ○ Evolução da ferramenta ○ Unificação dos relatórios ○ Permitir consultas para mais de um profissional e habilidade em um mesmo relatório ○ Aprimoramento através da análise dos resultados do estudo X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil 39
  40. 40. Referências [1] Bjørnson, F. O., Dingsøyr, T. 2008. Knowledge Management in Software Engineering: A Systematic Review of Studied Concepts, Findings and Research Methods Used. Information and Software Technology, Elsevier, 1055-1068. [2] Davenport, T. H., Prusak, L. 2000. Working Knowledge: How Organizations Manage What They Know, ACM Ubiquity. [3] Nie, K. 2009. Exploring the Importance of Informal Networks on Management of Tacit Knowledge. International Conference on Management and Service Science (MASS), 1-4. [4] Basili, V., Lindvall, M., Costa, P. 2001. Implementing the Experience Factory Concepts as a Set of Experience Bases. 13th International Conference on Software Engineering and Knowledge Engineering (SEKE), 102-109. [5] ISO, ISO 10006:2003, Quality Management Systems – Guidelines for Quality Management in Projects. [6] PMI, 2004. A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK_ Guide), Project Management Institute. [7] André, M., Baldoquín, G., Acuña, J. 2011. Formal model for assigning human resources to teams in software projects. Information and Software Technology, 259-275. [8] Licorish, S., Philpott A., Macdonell, S. G. 2009. Supporting Agile Team Composition: A Prototype Tool for Identifying Personality (In)Compatibilities. ICSE’09 Workshop, Canada. [9] Silva, F., Motta, C., Santoro, F., Oliveira, C. 2009. A Social Matching Approach to Support Team Configuration. 15th International Workshop on Groupware – CRIWG, 49-64. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil
  41. 41. Referências [10] Bejarano, C., Pilatti, A., Oliveira, C, Kovaleski, L. 2005. Como Formar Equipes com o Equilíbrio Ideal de Personalidades e Perfis Pessoais: A Teoria e As Ferramentas de Meredith Belbin, XXXIII Congresso Brasileiro de Ensino de Engenharia. [11] Belbin, R. M., 1981. Management Teams - Why They Succeed or Fail, Butterworth- Heinemann Ltd, Oxford. [12] Belbin, R. M. 1993. Team roles at work, Butterworth-Heinemann Ltd, Oxford. [13] Rahim, M. A. 1983. A Measure of Styles of Handling Interpersonal Conflict. Academy of Management Journal, n.5, 368-376. [14] Aritzeta, A., Sabino, A., Swailes, S. 2005. Team Role Preference and Conflict Management Styles, The International Journal of Conflict Management, vol.16, n.2, 157-182. X Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos - SBSC 2013 - Manaus, Amazonas, Brasil
  42. 42. Uma Ferramenta de Apoio à Socialização do Conhecimento em Equipes de Software obrigado! Felipe Fonseca {fcf@icomp.ufam.edu.br}

×