Um sinal dealertaparaPaiseFilhos.Componentes do grupo:Elisiani TurchettiLetícia CasonattoMárcia FuhrmannRenata Silva Teixe...
IntroduçãoComo todos já sabem, a adolescência é uma fase muitodifícil na vida do ser humano.É a fase das transformações, o...
Afinal, o que é droga?Afinal, o que é droga?Droga,Droga, na definição farmacológica, é qualquer substânciacapaz de produzi...
Quais as diferenças entre asdrogas?As drogas podem serdiferenciadas quanto ao seucaráter lícito ou ilícito.Drogas lícitas:...
• Depressoras: álcool,tranquilizantes, inalantes ederivados.Causam uma“lentificação” nofuncionamento do cérebro.• Estimula...
Quais são as drogas maisdisponíveis?Quais as de mais fácil acesso?Quais as mais baratas?
Infelizmente , nos dias de hoje, agrande maioria das drogas é de fácil acessoa disponibilidade. Mas, sem sombra dedúvida, ...
O Estatuto da Criança e do adolescente ,em seu artigo 81, diz:“É proibida a venda à criança ou aoadolescente de : armas, m...
E mais, o artigo 243 diz que :“vender,fornecer ainda que gratuitamente,ministrar ou entregar, de qualquerforma, à criança ...
Estudos científicos já evidenciaram que,nos dias de hoje, quanto mais cedo uma criançaou um adolescente inicia o uso de su...
Por falar nisso,você sabe como e comque o seu filho gasta odinheiro que você lhedá?
Quais os motivos que podemlevar um adolescente ou jovem aexperimentar drogas?
Seria muito fácil para todos nós, se houvesseuma ou várias razões que explicassemintegralmente por que alguém faz a escolh...
São eles:• Curiosidade.• Pressão do grupo de amigos.• Necessidade de se identificar com o grupo ede estar inserido nele.• ...
• Comportamento de risco.• Dificuldade e vergonha em dizer não.• Desinformação.• Prazer causado pela droga.Esses aspectos ...
O que são fatores de risco efatores de proteção?
Fator de risco é uma condição que, quandopresente, aumenta a probabilidade de um eventoadverso ocorrer.Existem situações n...
Fator de proteção é uma condição que,quando presente, diminui aprobabilidade de um evento adversoocorrer.
Quais são os fatores de risco e osfatores de proteção associadoscom o uso de drogas?• Podemos agrupar os fatores de risco ...
• Fatores de risco• Problemas no manejofamiliar.• Regras disciplinaresinconstantes.• Falta de cuidados, atençãoe orientaçã...
• Fatores de risco• Clima negativo na escola.• Política escolar nãodefinida ou não exercida.• Permissividade quanto aouso ...
• Fatores de risco• Má condição social eeconômica.• Comunidade poucaorganizada com baixo nívelde relacionamento davizinhan...
• Fatores de risco• Comportamento anti-socialprecoce.• Alienação, timidez,rebeldia e agressividade nainfância.• Atitudes f...
Como diminuir os fatores de risco e aumentaros fatores de proteção associados ao uso dedrogas?Como ajudar os nossos filhos...
Existe muitas coisas que cada um de nós,enquanto cidadão, pode fazer para ajudar nadiminuição do uso de drogas entre as cr...
Qual a diferença entre uso,abuso e dependência dedrogas?
As diferentes drogas apresentam diferentes potenciais paracausar dependência. Existem drogas como o álcool, o tabaco e ama...
Qual deve ser o procedimento dos pais ao saber queseu filho ou sua filha freqüenta ou tem um grupo deamigos usuários de dr...
O gráfico evidencia o poder que o grupo e osamigos exercem sobre os nossos pré- adolescentes. Istoquer dizer que a prevenç...
Sinais e sintomas relacionados aouso de drogas:• Mudança brusca ou gradualdo comportamento .• Falta de motivação para asat...
• Atitudes furtivas, evitaçãodo relacionamentofamiliar.• Mudança de “amigos”.Relacionamento ecomportamentoinaceitáveis soc...
Meu filho está usando drogas.Meu filho está usando drogas.O que devo fazer?O que devo fazer?
Importante:Não se desespere , não grite, não bata, não chore,não dramatize, não faça escândalo, nem diga que “preferiavê-l...
Acalme-se, tenha uma atitude segura, firme e objetiva.Não perca tempo perguntando ao seu filho se ele estáusando drogas - ...
Nós os pais, devemos aguardar oquestionamento dos filhos sobre drogas,ou devemos conversar sobre o assuntoquando considera...
O diálogo entre pais e filhos e a efetiva comunicaçãofamiliar não acontecem de uma hora para a outra. Este éum processo qu...
Ninguém conhece melhor o seu filhodo que seus pais - SE ESTIVEREMATENTOS, é lógico. Isto lhespermitirá avaliar o grau de n...
Devemos lembrar que a comunicação efetivae adequada da família é, antes de tudo, umadecisão que envolve respeito, afeto, p...
Importante!!!
O que as crianças e adolescentesnecessitam dos adultos:• Estabelecimento de limites.• Disciplina justa e consistente.• Mod...
Vencemos um desafio, meu filho jánão usa mais drogas. O que fazer?Os pais cujos filhos já estão sóbrios,alertamos: abster-...
Recaídas podem fazer parte de mais ou menos 6anos, o recuperando continua a ter momentosterríveis de compulsão para usar p...
Conclusão:Concluímos que a adolescência éuma fase difícil, mas que todos precisampassar e a família tem um papel muitoimpo...
Se o jovem foi longe demais... Mesmo quepare com tudo, não voltará a ser como antes...Será melhor ou pior, ou nem melhor n...
Bibliografia:• MENEZES, Mara Silvia - Amor Exigente. EdiçõesLoyola.• COTRIM, Beatriz- Drogas, mitos e verdades. De olho na...
“Se não houver frutos,Valeu a beleza das flores...Se não houver flores,Valeu a sombra das folhas...Se não houver folhas,Va...
Drogas palestras
Drogas palestras
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Drogas palestras

834 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Drogas palestras

  1. 1. Um sinal dealertaparaPaiseFilhos.Componentes do grupo:Elisiani TurchettiLetícia CasonattoMárcia FuhrmannRenata Silva Teixeira
  2. 2. IntroduçãoComo todos já sabem, a adolescência é uma fase muitodifícil na vida do ser humano.É a fase das transformações, ondeos jovens se acham os donos do mundo. É nessa fase em que hámais casos de drogas. O jovem precisa de atenção , quando érecusado seu cérebro contesta, ai só Deus sabe o que podeacontecer. Começa pelo uso de drogas, depois furtos parasustentar vícios, quando a família vai perceber o jovem já estáperdido na vida do crime. Mas não é por isso que vamos deixarnossos jovens fazerem o que quiserem, nesse caso cabe ao paiseducarem seus filhos. Neste trabalho mostraremos algumasdicas para evitar que os jovens caiam no mundo das drogas. Oque fazer antes, durante e depois para ajudá-los.
  3. 3. Afinal, o que é droga?Afinal, o que é droga?Droga,Droga, na definição farmacológica, é qualquer substânciacapaz de produzir uma modificação no funcionamento do organismo.Mas, em todo o mundo, a palavra DROGADROGA tem sido utilizada paradesignar um grupo de substâncias que atuam preferencialmente nocérebro, alterando o seu funcionamento. Estas substâncias têmpotencial para causar dependência .
  4. 4. Quais as diferenças entre asdrogas?As drogas podem serdiferenciadas quanto ao seucaráter lícito ou ilícito.Drogas lícitas: álcool,cigarros de tabaco,medicamento, inalantes.Drogas ilícitas: maconha,crack derivados com aheroína.Uma entrada muitasUma entrada muitasvezes sem saída.vezes sem saída.
  5. 5. • Depressoras: álcool,tranquilizantes, inalantes ederivados.Causam uma“lentificação” nofuncionamento do cérebro.• Estimulantes: cocaína, crack,anfetaminas. Causam umaespécie de aceleração dofuncionamento do corpo.• Perturbadoras: maconha,alucinógenos, medicamentoem excesso.Provocam umdesordenamento nofuncionamento do cérebro.
  6. 6. Quais são as drogas maisdisponíveis?Quais as de mais fácil acesso?Quais as mais baratas?
  7. 7. Infelizmente , nos dias de hoje, agrande maioria das drogas é de fácil acessoa disponibilidade. Mas, sem sombra dedúvida, o álcool e o tabaco são as maisfáceis de serem obtidas pelas nossascrianças, adolescentes e jovens. Sãotambém as mais utilizadas por eles,justamente por serem de fácil acesso edisponibilidade.Mas, embora estas drogas-o álcool e o tabaco- sejam lícitas, o seu usopor menores de 18 anos é ilícito.
  8. 8. O Estatuto da Criança e do adolescente ,em seu artigo 81, diz:“É proibida a venda à criança ou aoadolescente de : armas, munições eexplosivos; bebidas alcoólicas, produtoscujos componentes possam causardependência física ou psíquica ainda quepor utilização indevida” .
  9. 9. E mais, o artigo 243 diz que :“vender,fornecer ainda que gratuitamente,ministrar ou entregar, de qualquerforma, à criança ou o adolescente, semjusta causa, produtos cujoscomponentes possam causardependência física ou psíquica, aindaque por utilização indevida: pena-detenção de seis meses a dois anos emulta, se o fato não constitui crimemais grave”.
  10. 10. Estudos científicos já evidenciaram que,nos dias de hoje, quanto mais cedo uma criançaou um adolescente inicia o uso de substânciaslícitas, maior é a probabilidade de ele vir a usardrogas ilícitas mais tarde.É muito importanteque se saiba que, de uma maneira geral, asdrogas mais utilizadas pelos adolescentes ejovens são, em sua maioria , muio baratas. Estedado adquire relevância na medida em que servepara alertar aos pais quanto à quantidade dedinheiro que costumam dar aos seus filhos paraque “se divirtam” ou como mesada.
  11. 11. Por falar nisso,você sabe como e comque o seu filho gasta odinheiro que você lhedá?
  12. 12. Quais os motivos que podemlevar um adolescente ou jovem aexperimentar drogas?
  13. 13. Seria muito fácil para todos nós, se houvesseuma ou várias razões que explicassemintegralmente por que alguém faz a escolha deusar substâncias que entorpecem-drogas.O comportamento do uso de drogas e odesenvolvimento da doença da dependênciaquímica estão enquadrados em um grupo deocorrências do qual sabemos terem origemmultifatorial.Sabemos que alguns aspectos docomportamento e da vida das crianças eadolescentes podem estar associados com o usode drogas ou com o aparecimento dadependência química.
  14. 14. São eles:• Curiosidade.• Pressão do grupo de amigos.• Necessidade de se identificar com o grupo ede estar inserido nele.• Dificuldade para lidar com os problemaspróprios da idade.• Busca de coragem .• Sentimento de invulnerabilidade
  15. 15. • Comportamento de risco.• Dificuldade e vergonha em dizer não.• Desinformação.• Prazer causado pela droga.Esses aspectos compõem o que se conheceatualmente com o conceito de fatores derisco. Em contraposição, sabe-se quetambém existem os fatores de proteçãoassociados ao uso de drogas.
  16. 16. O que são fatores de risco efatores de proteção?
  17. 17. Fator de risco é uma condição que, quandopresente, aumenta a probabilidade de um eventoadverso ocorrer.Existem situações na vida de uma criança e de umadolescente que aumentar a probabilidade de que,num determinado momento de sua vida, ele faça aopção por experimentar e usar drogassistematicamente.
  18. 18. Fator de proteção é uma condição que,quando presente, diminui aprobabilidade de um evento adversoocorrer.
  19. 19. Quais são os fatores de risco e osfatores de proteção associadoscom o uso de drogas?• Podemos agrupar os fatores de risco e osfatores de produção mencionados naliteratura científica internacional em quatrograndes grupos. São eles:
  20. 20. • Fatores de risco• Problemas no manejofamiliar.• Regras disciplinaresinconstantes.• Falta de cuidados, atençãoe orientação.• Falta de limites aos filhos.• Relevamento dos uso deálcool, tabaco e outrasdrogas pelos pais.• Baixa expectativa de êxitoe sucesso por partes dosfilhos.• Fatores de proteção• Cuidados pré-natais.• Presença de vínculosafetivos.• Estímulo e valorização àeducação.• Adequado manejo doestresse.• Estilo de crítica afetivo,em vez de autoritário oupermissivo.• Verbalização de formaclara do que se espera dosfilhos.
  21. 21. • Fatores de risco• Clima negativo na escola.• Política escolar nãodefinida ou não exercida.• Permissividade quanto aouso de tabaco nasdependências da escola.• Freqüentes mudanças deescolas.• “Matação” de aulas.• Rotulado e/ou identificaçãode alunos como de altorisco.• Fatores de proteção• Expressão do quantoacredita e se espera doaluno.• Estímulo aos princípio dodesenvolvimento social,altruísmo, cooperação,solidariedade.• Oportunidade paraexercitar liderança edecisão.• Envolvimento dos pais nasatividades escolares.
  22. 22. • Fatores de risco• Má condição social eeconômica.• Comunidade poucaorganizada com baixo nívelde relacionamento davizinhança.• Pouca oportunidades deempregos para jovens.• Fácil acesso por parte dosjovens à propagandaostensiva de álcool e tabaco.• Fatores de proteção• Normas sociais epoliciamento público parainibir o uso de drogasentre jovens.• Acesso à necessidadesbásicas,• Apoio e suporte aotrabalho e laços sociais.• Envolvimento dos jovensem serviços comunitários.
  23. 23. • Fatores de risco• Comportamento anti-socialprecoce.• Alienação, timidez,rebeldia e agressividade nainfância.• Atitudes favoráveis quantoao uso de drogas.• Vínculo de afeto e deconfiança mais forte comogrupo do que com os pais.• Amigos que usem cigarros,álcool e outras drogas.• Fatores de proteção• Envolvimento ematividades antidrogas.• Respeito à autoridade.• Vínculos com gruposconvencionais.• Valorização do talentoindividual que cadaum traz para o grupo.
  24. 24. Como diminuir os fatores de risco e aumentaros fatores de proteção associados ao uso dedrogas?Como ajudar os nossos filhos aviverem mais felizes sem dependeremde drogas?
  25. 25. Existe muitas coisas que cada um de nós,enquanto cidadão, pode fazer para ajudar nadiminuição do uso de drogas entre as crianças eadolescentes. Muito mais quando estamosexercendo nossa tarefa de pai, mãe ou familiar.É importante que não tenhamos vergonha defalar, de perguntar, de pedir ajuda aos amigos, àescola, aos profissionais de saúde, aosvizinhos.Porém é essencial que tenhamos ahumildade e a coragem de estarmos sempreabertos para aprendermos cada vez mais.O futuro de nossos filhos agradecerá.
  26. 26. Qual a diferença entre uso,abuso e dependência dedrogas?
  27. 27. As diferentes drogas apresentam diferentes potenciais paracausar dependência. Existem drogas como o álcool, o tabaco e amaconha que levam um tempo maior para causar os prejuízos.Já é diferente com a cocaína, o crack e a heroína ,que causamdependência em um tempo muito mais curto. Existe umcaminho entre o uso e a dependência. Muitos experimentam:deste, parte tornam-se abusadores e parte, dependentes.Experimentação significa a primeira vez do uso. Se houver usoda mesma substância outras vezes, não é mais experimentação.Ter experimentado uma substância não significa estardependente ou que a dependência obrigatoriamente se instalará.As pessoas que USAM a substância o fazem de maneiraesporádica e eventual. A substância não tem um significadomaior em suas vidas. São consideradas ABUSADORAS aspessoas que usam a substância de forma sistemática e que jácomeçam a ter prejuízos no seu dia a dia . São DEPENDENTESas pessoas que já não conseguem ficar sem drogas.
  28. 28. Qual deve ser o procedimento dos pais ao saber queseu filho ou sua filha freqüenta ou tem um grupo deamigos usuários de drogas?Todos sabemos que uma dascaracterísticas da adolescência é aimportância que é dada ao grupo e “aosamigos” nesse período da vida . Este fatoé norma e esperado.Veja o gráfico da influência que os pais eamigos exercem em uma pessoa atravésdo tempo.
  29. 29. O gráfico evidencia o poder que o grupo e osamigos exercem sobre os nossos pré- adolescentes. Istoquer dizer que a prevenção deve começar no momentodo nascimento de uma criança. Sabemos que, quandoqueremos que um ser aprenda alguma coisa, devemosensiná-lo o quanto mais cedo possível, para que, aochegar à adolescência, tenha valores e princípiosdesenvolvidos, bem como a capacidade crítica, para nãose deixar levar facilmente pelo grupo, que, naquelemomento, tem mais influência que os pais.Por isso não é recomendável que os pais permitamque seus filhos andem com usuários de drogas, mesmoque os filhos jurem e garantam que eles estão fora disto.O ser humano se agrupa por afinidade.Portanto...
  30. 30. Sinais e sintomas relacionados aouso de drogas:• Mudança brusca ou gradualdo comportamento .• Falta de motivação para asatividades do dia-a-dia queantes eram executadas semdificuldades.• Queda do rendimento escolar.• Alteração do humor comperíodos de intensairritabilidade.• Falta de apetite ou muita fomedependendo da droga.
  31. 31. • Atitudes furtivas, evitaçãodo relacionamentofamiliar.• Mudança de “amigos”.Relacionamento ecomportamentoinaceitáveis socialmentetais como: agrupamentoem “gangs”, delitos,roubos, uso e tráfico dedrogas.• Tentativa de passar umaimagem de muito“bonzinho ou certinho”;tendo como objetivo queos pais não percebam ouso de drogas.
  32. 32. Meu filho está usando drogas.Meu filho está usando drogas.O que devo fazer?O que devo fazer?
  33. 33. Importante:Não se desespere , não grite, não bata, não chore,não dramatize, não faça escândalo, nem diga que “preferiavê-lo morto a estar passando por isso”. Seu filho não estáusando drogas para atingir você ou para “trair a suaconfiança”- embora seja este seu sentimento. Também nãoadianta nada “entrar numa” de pais incompetentes,perguntando “onde foi que eu errei?”Não faça de conta que não viu nada, dizendo oupensando que isto é só uma fase da adolescência que vaipassar.Sem a ajuda , será muito mais difícil.
  34. 34. Acalme-se, tenha uma atitude segura, firme e objetiva.Não perca tempo perguntando ao seu filho se ele estáusando drogas - a grande maioria nega e você ficará semargumentos.Colecione fatos e evidências sobre o uso e adote apostura chamada confronto afetivo. Em outras palavras,diga, com todas as LETRAS DE FORMACLARA,SERENA, FIRME E OBJETIVA, que você sabeque ele está com problemas, que está usando drogas e quevocê vai ajudá-lo, queira ele ou não. É fundamental dizertambém com todas as letras que você está fazendo issoporque está preocupado com ele e
  35. 35. Nós os pais, devemos aguardar oquestionamento dos filhos sobre drogas,ou devemos conversar sobre o assuntoquando consideramos oportuno?Quando conversar com os filhossobre drogas?
  36. 36. O diálogo entre pais e filhos e a efetiva comunicaçãofamiliar não acontecem de uma hora para a outra. Este éum processo que se desenvolve ao longo da vida familiare que tem como base o respeito à individualidade de cadaum, bem como o direito de todos.Pais que não têm o hábito de dialogar com seus filhosdificilmente serão bem sucedidos quando precisaremabordar qualquer assunto com eles.De uma maneira geral,pode-se dizer que todos os nossos filhos serão, de umaforma ou outra, expostos às drogas. Isso significa que,independente da nossa vontade, eles terão oportunidadede usá-las, se assim o decidirem.Cabe a nós prepará-los de forma adequada, para quetenham condições e instrumentos internos e decidir “nãoquero”, quando isto lhes acontecer.Como fazer isto?Como fazer isto?
  37. 37. Ninguém conhece melhor o seu filhodo que seus pais - SE ESTIVEREMATENTOS, é lógico. Isto lhespermitirá avaliar o grau de necessidadede informações do seu filho. Não sedeve falar demais, nem menos. Masainda: não se pode passar umainformação que não seja verdadeira ouque seja errada. Não existe tarefaeducativa onde não existecredibilidade.
  38. 38. Devemos lembrar que a comunicação efetivae adequada da família é, antes de tudo, umadecisão que envolve respeito, afeto, paciência,tolerância, determinação, firmeza e tempo.Exige disponibilidade e amor para aprendersempre mais uma coisa a respeito do outro.
  39. 39. Importante!!!
  40. 40. O que as crianças e adolescentesnecessitam dos adultos:• Estabelecimento de limites.• Disciplina justa e consistente.• Modelos positivos.• Amor.• Um poder superior.• Você.
  41. 41. Vencemos um desafio, meu filho jánão usa mais drogas. O que fazer?Os pais cujos filhos já estão sóbrios,alertamos: abster-se de drogas por seis,oito meses, não é tão difícil... O maiordesafio é não usar mais e ser feliz longedas drogas. No momento de recuperação,o jovem precisa da ajuda, da força, doapoio do grupo familiar. E o pais agoratêm uma grande missão.
  42. 42. Recaídas podem fazer parte de mais ou menos 6anos, o recuperando continua a ter momentosterríveis de compulsão para usar produtos quealertam sua consciência e percepção.Temos deajudá-lo a evitar o 1ºgole ou a 1ª dose, levando-o asubstituir o vazio da droga por algo que lhe traga agratificação e bem- estar.É preciso saber esperar a hora certa para o jovemassumir compromissos. Ele deverá estar preparado.Também nem sempre funcionam as mudançasgeográficas: sair de um lugar para outro não otorna livre ou capaz. Ele não pode fugir de simesmo.
  43. 43. Conclusão:Concluímos que a adolescência éuma fase difícil, mas que todos precisampassar e a família tem um papel muitoimportante junto com o adolescente,entretanto não devem sentir-se culpadosquando seu filho procura o caminho dasdrogas.Devem sim mostrar-lhe averdade... A importância de verdadeirosvalores.... A importância da VIDA.
  44. 44. Se o jovem foi longe demais... Mesmo quepare com tudo, não voltará a ser como antes...Será melhor ou pior, ou nem melhor nempior, mas diferente. Muitas coisas sãoirreversíveis... E um jovem que se drogoununca mais será livre ou inocente como antes.Mas ele está vivo!E vale a pena lutar.Lutar com ele e por ele...Ele vai precisar de...
  45. 45. Bibliografia:• MENEZES, Mara Silvia - Amor Exigente. EdiçõesLoyola.• COTRIM, Beatriz- Drogas, mitos e verdades. De olho naciência. Editora Ática.• REVISTA VEJA, edição 1659, ano 33, nº30 , 26 de julhode 2000.• Algumas informações obtidas em sites brasileiros.
  46. 46. “Se não houver frutos,Valeu a beleza das flores...Se não houver flores,Valeu a sombra das folhas...Se não houver folhas,Valeu a intenção da semente.”(Heinfil)

×