Didática final

438 visualizações

Publicada em

Aula de Didática - Apresentado na Disciplina de Didática do Ensino Superior no programa de Mestrado de engenharia da Computação-POLI

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Didática final

  1. 1. Tema: Didática Professor: Lincoln Tavares lts@ecomp.poli.br DISCIPLINA DE DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR / METODOLOGIA CIENTÍFICA
  2. 2. Agenda • Histórico • Algumas Definições • Porque Didática é uma Ciência? • Porque Didática é Importante? • Síntese • A didática pode ajudar o professor a: • Vídeo • Tendências pedagógicas • Reflexão
  3. 3. Histórico O termo Didática foi instituído por Comenius (Jan Amos Komensky) em sua obra Didática Magna (1657), e originalmente significa “arte de ensinar”. Foi o primeiro educador a formular a idéia da difusão dos conhecimentos educativos a todos, criou regras e princípios de ensino (LIBÂNEO, 1994)
  4. 4. No século XVIII, Rousseau será o autor da segunda revolução didática. Sua obra dá origem a um novo conceito de infância, pondo em relevo sua natureza e transformando o método de ensinar em um procedimento natural, “exercido sem pressa e sem livros” (CASTRO, p.1990, p. 19). Histórico
  5. 5. As idéias de Comênio, Rousseau influenciaram muitos outros pedagogos, um deles foi Herbart (1766 – 1841), pedagogo alemão que exerceu influência relevante na didática e na prática docente, foi e continua sendo o grande inspirador da Pedagogia Conservadora (Tradicional) Histórico
  6. 6. Seus discípulos baseados em seu trabalho desenvolveram posteriormente a proposta dos cinco passos formais do ensino que eram a preparação, apresentação, assimilação, generalização e aplicação, “fórmula que ainda é muito usada por nossos professores na atualidade”. Histórico
  7. 7. Durante séculos, a didática foi entendida como técnicas e métodos de ensino, sendo a parte da pedagogia que respondia somente por “como” ensinar. Histórico
  8. 8. Somente por volta de 1870, é que começou há haver mudanças significativas na educação brasileira. Em 1890 é aprovada a reforma Benjamin Constant, onde se sobressaem os ideais burgueses, suprimem-se o ensino religioso nas escolas públicas, passando o Estado a assumir a responsabilidade. Histórico – No Brasil
  9. 9. Vargas constitui o Ministério da Educação e em 1932 ocorre o Manifesto dos Pioneiros da Escola Nova, com a liderança de Anísio Teixeira (entre outros que o apoiaram), que buscava mudanças no campo educacional. Histórico – No Brasil
  10. 10. Os cursos de licenciatura foram instituídos no Brasil em 1934, na Universidade de São Paulo, com a finalidade de oferecer aos bacharéis das várias áreas os conhecimentos pedagógicos necessários às atividades de ensinar. Histórico – No Brasil
  11. 11. Algumas definições... Os manuais de didática traziam detalhes sobre como os professores deveriam se portar em sala de aula. Tradicionalmente, os elementos da ação didática são: professor, aluno, conteúdo, contexto e estratégias metodológicas.
  12. 12. Algumas definições... É a área ou campo da pedagogia que estuda a técnica de ensino em todos os seus aspectos práticos e operacionais.
  13. 13. Algumas definições... Em cada tendência pedagógica diferem visão de homem e de mundo e modifica-se a finalidade da educação, mudam o papel do professor, do aluno, a metodologia, a avaliação, e, consequentemente, muda-se a forma de ensinar.
  14. 14. O professor deve se manter atualizado: • Aprendendo Melhor: Métodos e Técnicas; • Estudar a melhor forma (estratégia) de colocar em prática; e • Utilizar todos os instrumentos necessários para passar com segurança o conteúdo. Algumas definições...
  15. 15. Algumas definições... Atualmente, a didática é uma área da Pedagogia, uma das matérias fundamentais na formação dos professores, denominada por Libâneo (1990, p. 25) como “teoria do ensino” por investigar os fundamentos, as condições e as formas de realização do ensino. Segundo Libâneo (1990):
  16. 16. Algumas definições... “a ela cabe converter objetivos sócio-políticos e pedagógicos em objetivos de ensino, selecionar conteúdos e métodos em função desses objetivos, estabelecer os vínculos entre ensino e aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das capacidades mentais dos alunos. [...] trata da teoria geral do ensino (p. 26).”
  17. 17. Algumas definições... A disciplina de didática deve desenvolver a capacidade crítica dos professores em formação para que os mesmos analisem de forma clara a realidade do ensino.
  18. 18. Algumas definições... Articular os conhecimentos adquiridos sobre o “como” ensinar e refletir sobre “para quem” ensinar, “o que” ensinar e o “por que” ensinar é um dos desafios da didática. Segundo Libâneo (1990), a didática é:
  19. 19. Algumas definições... “uma das disciplinas da Pedagogia que estuda o processo de ensino através de seus componentes – os conteúdos escolares, o ensino e aprendizagem – para, com o embasamento numa teoria da educação formular diretrizes orientadoras da atividade profissional dos professores.”
  20. 20. Algumas definições... Esse mesmo autor indica que a didática “investiga as condições e formas que vigoram no ensino e, ao mesmo tempo, os fatores reais (sociais, políticos, culturais, psicossociais) condicionantes das relações entre docência e aprendizagem” (p. 52).
  21. 21. Algumas definições... A didática, fundamentada na dialética, é um campo em constante construção/reconstrução, de uma práxis que não tem como objetivo ficar pronta e acabada.
  22. 22. DIDÁTICA MEDIAÇÃO ENTRE AS BASES TEÓRICO- CIETÍFICAS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR E A PRÁTICA DOCENTE (LIBÂNEO, 1994). O QUÊ COMO DIDÁTICA
  23. 23. Segundo Karling: “Didática é a ciência, a técnica e a arte de bem orientar a aprendizagem e de conseguir que o aluno queira aprender” “A Didática ensina como o professor deve agir para conseguir que o aluno aprenda e se eduque da melhor forma possível”
  24. 24. Por que a Didática é Ciência?
  25. 25. CIÊNCIA... Porque se fundamenta em princípios científicos
  26. 26. Por que a Didática é técnica?
  27. 27. TÉCNICA... Quando se aplica os princípios científicos na ação docente
  28. 28. Quando a Didática é Arte?
  29. 29. ARTE... Quando o professor utiliza a imaginação, criatividade e habilidades
  30. 30. Porque a Didática é importante?
  31. 31. 1. O que fazer? O que se espera dos alunos Que resultados devem ser buscados Que objetivos precisam ser alcançados
  32. 32. 2. Como alcançar os objetivos? Escolha das Técnicas
  33. 33. 3. Como escolher as técnicas apropriadas? Características, interesse e curiosidades dos alunos
  34. 34. 4. Quanto aos materiais didáticos: Facilitam a aprendizagem
  35. 35. 5. Como saber se os objetivos foram alcançados e se os alunos estão aprendendo? Avaliação
  36. 36. 6. A ligação de todos os aspectos: Planejamento Objetivos Técnicas Materiais didáticos Avaliação
  37. 37. Síntese “A didática apresenta várias Técnicas de ensino que podem ser usadas e indica os princípios e critérios a serem adotados pelo professor para selecionar as melhores. Indica ainda os critérios para seleção do material didático, do conteúdo e da avaliação. Revela também que o comportamento do professor é importante para o envolvimento do aluno no processo ensino e aprendizagem. Por fim, ensina como planejar para evitar perda de tempo e obter o máximo de rendimento”.
  38. 38. A Didática pode ajudar o professor a:
  39. 39. • Conhecer os fundamentos e os princípios científicos que embasam o processo ensino- aprendizagem; • Saber tomar decisões adequadas quanto à escolha dos fins, objetivos e meios para o ensino; • Saber como agir para respeitar ao máximo as diferenças individuais; • Conhecer os fatores de motivação dos alunos e as técnicas que melhor os incentivarão;
  40. 40. • Adequar o ensino às possibilidades e necessidades do aluno; • Conhecer os critérios e forma de selecionar o conteúdo da aprendizagem; • Adequar o ensino às possibilidades e necessidades do aluno; • Conhecer os métodos, técnicas e procedimentos mais adequados para alcançar cada tipo de objetivo;
  41. 41. VÍDEO
  42. 42. Tanto a Didática como a Metodologia estudam os métodos de ensino. Há, no entanto, diferença quanto ao ponto de vista de cada uma. A Didática, por sua vez, faz um julgamento ou uma crítica do valor dos métodos de ensino. A Metodologia estuda os métodos de ensino, classificando-os e descrevendo-os sem fazer juízo de valor.
  43. 43. TEORIAS E PRÁTICAS • Cada teoria pedagógica supõe uma prática concernente! • As metodologias utilizadas nas práticas docentes refletem as tendências pedagógicas.
  44. 44. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS TEND. PED. P. ESCOLA CONTEÚDOS MÉTODOS PROF./AL. APREND. MANIFEST. Pedagogia Tradicional Preparação intelectual e moral dos alunos para assumir seu papel na sociedade Conhecim. e valores sociais acumulados através dos tempos e repassados aos alunos como verdades absolutas. Exposição e demonst. verbal da matéria e/ou por meios de modelos. Autoridade do professor que exige atitude receptiva do aluno. É receptiva e mecânica, sem se considerar as característ. próprias de cada idade. Nas escolas que adotam filosofias clássicas ou científicas Pedagogia Liberal Renov. Progr. A escola deve adequar as necessid. individuais ao meio social. São estabel. a partir das exper. vividas pelos alunos frente às situações problemas. Por meio de exper., pesquisas e método de solução de problemas O professor é auxiliador no desenvolv. livre do aluno. É baseada na motivação e na estimulação de problemas. Montessori Decroly Dewey Piaget
  45. 45. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS TEND.PED. P. ESCOLA CONTEÚDOS MÉTODOS PROF./ AL. APREND. MANIFEST. Tendência Liberal Renov. não- diretiva (Escola Nova) Formação de atitudes. Baseia-se na busca dos conhecim. pelos próprios alunos. Método baseado na facilitação da aprendiz. Educação centralizad a no aluno e o professor é quem garantirá um relacion. de respeito. Aprender é modificar as percepções da realidade. Carl Rogers, "Sumerhill " escola de A. Neill Tendência Liberal Tecnicista. É modelador a do comport. humano através de técnicas específ. São inform. ordenadas numa seqüência lógica e psicológic a. Procedim. e técnicas para a transmissã o e recepção de informaçõe s Relação objetiva onde o professor transmite inform.e o aluno vai fixá-las. Aprend. baseada no desempenh o Leis 5.540/68 e 5.692/71.
  46. 46. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS TEND. PEDAG. P.ESCOLA CONTEÚDOS MÉTODOS PROF./ AL APREND. MANIFEST. Progressista Libertadora Visa a levar professores e alunos a atingir um nível de consciência da realidade em que vivem na busca da transform. social Temas geradores Grupos de discussão A relação é de igual para igual, horizont. Resolução da situação problema. Paulo Freire. Tendência Progressista "crítico social dos conteúdos” ou "histórico- crítica" Difusão dos conteúdos. Conteúdos culturais universais que são incorporados pela humanidade frente à realidade social. O método parte de uma relação direta da experiência do aluno confrontada com o saber sistematiza do. Papel do aluno como participador e do professor como mediador entre o saber e o aluno. Baseadas nas estruturas cognitivas já estrut. nos alunos. Makarenko B. Charlot Suchodoski Manacorda G. Snyders Demerval Saviani.
  47. 47. Didática em uma palavra: Reflitam em Casa e na próxima aula conversamos sobre cada escolha!!!
  48. 48. CASTRO, Amélia D. de. A Trajetória Histórica da Didática. Série Idéias, n.11. São Paulo: FDE, 1991 p.15-25. COMENIO, João Amós. Didática Magna. 4. ed. 1976. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. 30. ed. São Paulo, Paz e terra, 2004. HAYDT, R. C. C. Curso de Didática Geral. São Paulo: Ática. 8ªed. 2006. LIBÂNEO, José C. Didática. São Paulo, Cortez, 1994. PEREIRA, J. E. D. As Licenciaturas e as Novas Políticas Educacionais para a ... In Revista Educação e Sociedade, ano XX, n° 68, p. 109-125, dez. 1999 VEIGA, I.P. A. As dimensões do processo didático a ação docente. In: ROMANOWSKI, Joana P.; MARTINS, Pura L. O.; JUNQUEIRA, Sérgio R. A.(Orgs). Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. XII ENDIPE, 2004, Curitiba. Anais... Curitiba PUCPR: Champagnat, vol 1, 2004, 272. p. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  49. 49. Obrigado

×