Citologia - Depressao

308 visualizações

Publicada em

Estudo das causas da depressão com abordagem nos neurotransmissores nas fendas sinápticas.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Citologia - Depressao

  1. 1. DEPRESSÃO I N T E R A Ç Ã O D E F Á R M A C O S C O M A S C É L U L A S Alice Ferrari – Isabelle Barcellos – Giuliane Sodré – Jessica Tostes – Juliana Girardi – Lincolm Aguiar Novembro/2015 – Citologia – Biomedicina Noturno
  2. 2. DEFINIÇÃO DE DEPRESSÃO
  3. 3. D E F I N I Ç Ã O D E D E P R E S S Ã O • É uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente que produz alteração de humor caracterizada por tristeza profunda, associada a sentimentos de dor, amargura, desesperança, baixa autoestima e culpa.
  4. 4. C A U S A S D A D E P R E S S Ã O • Fatores genéticos
  5. 5. S I N TO M A S D E D E P R E S S Ã O • Ansiedade; • Redução na capacidade de experimentar prazer; • Fadiga; • Alterações do sono; • Alterações de apetite; • Retardo psicomotor; • Comportamentos suicidas.
  6. 6. S I N TO M A S D E D E P R E S S Ã O • Mulheres são mais propensas a desenvolver depressão.
  7. 7. S I N TO M A S D E D E P R E S S Ã O • Atualmente, cerca de 350 milhões de pessoas apresentam quadros de depressão.
  8. 8. SINTOMAS DE DEPRESSÃO
  9. 9. DIAGNÓSTICO
  10. 10. D I A G N Ó S T I C O D E D E P R E S S Ã O • 1 em cada 10 pessoas sofrem de depressão; • Há de 2 a 3 mulheres diagnosticadas com depressão, para cada homem com o mesmo diagnóstico; • Diagnóstico requer exame físico.
  11. 11. D I A G N Ó S T I C O D E D E P R E S S Ã O • Presença de anedônia por pelo menos duas semanas; • Distúrbios e prejuízos na área social, familiar, ocupacional; • Sintomas diferentes por pessoa; • Tristeza, perda de prazer, falta de esperança, pessimismo, fadiga, pensamentos de suicídio etc;
  12. 12. MEDICAMENTOS
  13. 13. MEDICAMENTOS Os antidepressivos exercem sua ação farmacológica por meio da alteração do metabolismo de neurotransmissores e seus receptores, principalmente serotonina e noradrenalina.
  14. 14. MEDICAMENTOS Nos casos refratários, onde o tratamento com fármacos não se mostra eficiente, trata-se o paciente com a eletroconvulsoterapia .
  15. 15. MEDICAMENTOS Os principais antidepressivos do mercado são: o - Tricíclicos (ADT); • - Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO); • - Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina.
  16. 16. CLASSE INTRODUÇÃO NO MERCADO CUSTO AÇÃO EXEMPLO Tricíclicos (ADTs) 1950 Baixo - inibidores da recaptação de serotonina e noradrenalina - apresentam afinidade por outros receptores o que favorece os efeitos colaterais do medicamento - Amitriptilina - Nortriptilina Inibidores da Monoaminoxidase (IMAOs) 1950 Baixo - Inibição da enzima monoaminoxidase -Moclobemida Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina (ISRS) 1987 Mais alto que os ADTs e IMAOs - bloqueio da bomba de recaptação da serotonina no terminal nervoso pré- sináptico - Fluoxetina (1º) - Citalopram - Sertralina
  17. 17. METABOLISMO DOS ANTIDEPRESSIVOS
  18. 18. METABOLISMO DOS ANTIDEPRESSIVOS • Teoria monoaminica • Serotonina(5-HT) é um neurotransmissor alvo de muitos fármacos no tratamento da depressão • Sintetizada a partir do Triptofano • Sua liberação de 5-HT estabelece um gradiente de concentração • Receptores auto-regulatórios • Velocidade de síntese limitada pela triptofano hidroxilase
  19. 19. EFEITOS COLATERAIS
  20. 20. EFEITOS COLATERAIS • A não adesão ao tratamento decorre do aparecimento de efeitos adversos em grande intensidade; • Os efeitos colaterais podem ser atenuados com o tempo devido à sensibilização do organismo.
  21. 21. TRICÍCLICOS• Hipertensão ortostática; • Mioclonias; • Convulsão; • Visão turva; • Boca seca; • Tremores e sonolência; • Taquicardia; • Retenção urinária
  22. 22. IMAOS• Hipertensão ortostática; • Diarreia; • Edema periférico; • Taquicardia; • Ansiedade.
  23. 23. ISRS• Insônia, náusea, vômitos; • Diarreia; • Cefaleia; • Disfunção sexual; • Ansiedade; • Sudorese excessiva.
  24. 24. AVANÇOS EM PESQUISAS
  25. 25. AVANÇOS EM PESQUISAS
  26. 26. AVANÇOS EM PESQUISAS Pacientes SSIR Resistentes SSIR
  27. 27. AVA N Ç O S E M PESQUISAS - Tianeptina um Ativador de Recaptação de Serotonina. - Em estudos com humanos pela agência reguladora francesa. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4172306/
  28. 28. AVA N Ç O S E M PESQUISAS Estudos em andamento com pacientes humanos disponível em https://clinicaltrials.go v/ct2/show/NCT0008 8699
  29. 29. AVANÇOS EM PESQUISAS
  30. 30. BIBLIOGRAFIA • http://diariocorreo.pe/salud/que-efecto-tienen-los-antidepresivos-en-el-cerebro-593894 •http://www.ufpi.br/subsiteFiles/lapnex/arquivos/files/Farmacologia%20da%20neurotransmissao%20s erotoninergica%20e%20adrenergica%20central.pdf •http://www.ufpi.br/subsiteFiles/lapnex/arquivos/files/Farmacologia%20da%20neurotransmissao%20s erotoninergica%20e%20adrenergica%20central.pdf •http://www.ufpi.br/subsiteFiles/lapnex/arquivos/files/Farmacologia%20da%20neurotransmissao%20s erotoninergica%20e%20adrenergica%20central.pdf •http://www.ufpi.br/subsiteFiles/lapnex/arquivos/files/Farmacologia%20da%20neurotransmissao%20s erotoninergica%20e%20adrenergica%20central.pdf •http://www.ufpi.br/subsiteFiles/lapnex/arquivos/files/Farmacologia%20da%20neurotransmissao%20s erotoninergica%20e%20adrenergica%20central.pdf • https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Antidepressivo_tric%C3%ADclico#/media/Ficheiro%3AAmitriptyline- 2D-skeletal.png • http://www.guiasdeneuro.com/psicofarmacologia/?lang=en • http://www.toxipedia.org/plugins/servlet/mobile#content/view/7143805 • http://www.nature.com/articles/srep13573 • http://www.drugsdb.com/blog/the-placebo-effect.html • http://www.nature.com/articles/srep13573 • Livro Medicamentos na Prática Clínica. BARROS, Evino. Helena M. T. e colaboradores. Artmed, 2010.

×