Trabalho de tecnologia de tratamento de água

358 visualizações

Publicada em

tratamento de água completo ou convencional.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de tecnologia de tratamento de água

  1. 1. TECNOLOGIA DE TRATAMENTO DE ÁGUA POR TRATAMENTO CONVENCIONAL (COMPLETO) Equipe 5: Vaniria Lima
  2. 2. Introdução:  Sequências de operações e processos que conjuntamente aplicados melhoram as características físicas, químicas e bacteriológicas da água a fim de torná-la adequada ao consumo humano (potável).  Água potável: aquela cujos parâmetros microbiológicos, físicos, químicos e radioativos atendam ao padrão de potabilidade e que não ofereça riscos à saúde.
  3. 3. Padrão de Potabilidade:  Portaria do Ministério da Saúde 518/2004, de 25 de março de 2004. ‘’Estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, e dá outras providências.’’  Sendo suas características: Físicas(cor ,turbidez , odor e sabor) Químicas(presenças de substancias químicas ) Bacteriológicas (presença de microrganismos vivos)
  4. 4. Definição da tecnologia de tratamento:  Depende principalmente da qualidade da água a ser tratada (água bruta) e/ou da possibilidade de alteração de suas características.
  5. 5. Classificação das Águas Doces - CONAMA 357/2005  Especial – abastecimento consumo humano sem tratamento só desinfecção;  Classe 1 – após tratamento simplificado (Ex.: Filtração e Desinfecção) ;  Classe 2 – após tratamento convencional (Ex.: Coagulação, Floculação, decantação, filtração e desinfecção)  Classe 3 – Após tratamento convencional ou avançado (Ex.: ultra filtração/Osmose, tratamento reator biológico, etc..)  Classe 4 - Não destinado ao abastecimento humano.
  6. 6. Principais Tecnologias Qualidade de água do manancial Coagulação Floculação FloculaçãoFiltração ascendente Decantação Filtração Lenta Filtração Flotação Filtração descendente Desinfecção Correção de pH Fluoretação Desinfecção Fluoretação Correção de pH Desinfecção Fluoretação Correção de pH Floculação Filtração descendente Filtração descendente Desinfecção Fluoretação Correção de pH Desinfecção Fluoretação Correção de pH Coagulação Coagulação Coagulação Filtração Lenta Dupla Filtração Filtração Direta Floto- Filtração Ciclo Completo
  7. 7.  Corte longitudinal ETA Convencional Coagulação Desinfecção, Fluoretação, Correção pH Lodos Filtração Sedimentação Floculação
  8. 8. Fator pH  O índice pH refere-se à água ser um ácido, uma base, ou nenhum deles (neutra). Um pH de 7 é neutro; um pH abaixo de 7 é ácido e um pH acima de 7 é básico ou alcalino. Para o consumo humano, recomenda-se um pH entre 6,0 e 9,5.
  9. 9. Coagulação  Processo físico-químico de curtíssima duração, no qual as partículas coloidais e suspensas, de carga predominantemente negativa, são desestabilizadas pela ação do coagulante.  A coagulação ocorre na unidade de mistura rápida que pode ser hidráulica ou mecanizada  Busca de melhor qualidade de água tratada;  Obtenção de menores volumes de resíduos ou resíduos com melhores condições de desidratação.
  10. 10. Floculação  Agregação de partículas previamente desestabilizadas por coagulação química, visando à formação de flocos com tamanho e massa específica que favoreçam sua remoção por sedimentação.
  11. 11. Decantação Permite a sedimentação dos flocos formados pela ação da gravidade e o recolhimento de água decantada.
  12. 12. Filtração Consiste na remoção de partículas suspensas e coloidais e de microrganismos presentes na água que escoa através de um meio granular. Principal responsável pela produção de água com qualidade compatível com o Padrão de Potabilidade.
  13. 13. Desinfecção/ Correção pH/ Fluoretação • O cloro é aplicado na água por meio de diversos tipos de dosadores, que são aparelhos que regulam a quantidade do produto a ser ministrado, dando-lhe vazão constante. • A correção do pH é um método preventivo da corrosão do encanamento. Consiste na alcalinização da água para remover o gás carbônico livre e para provocar a formação de uma película de carbonato na superfície interna das canalizações. Para a formação da camada ou película protetora eleva-se o pH da água ao ponto de saturação (geralmente utiliza-se o HIDROXIDO DE CALCIO). • A fluoretação é a adição, por meio de dosadores, de flúor na água, sendo normalmente usados o fluoreto de sódio, o fluossilicato de sódio,o ácido fluossilícico. O teor de flúor na agua é de 0,6 á 0,8 mg F/l.
  14. 14. Conclusão:  O objetivo de uma estação como esta, é submeter a água a um processo de tratamento com várias etapas e, ao final, fornecer água potável a população de uma cidade. É de vital importância, pois, Evita a poluição da água por detritos, impurezas e mesmo lançamentos de origem doméstica, agrícola ou industrial, assim, o fornecimento de água potável, diminui a incidência de doenças que têm a água como o seu principal modo de transmissão .
  15. 15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1. Richter Carlos A., Livro Tratamento De Agua Tecnologia Atualizada, 1° Edição,1999. 2. Libânio Marcelo, Livro Fundamentos de qualidade de agua, 3°Edição,2010. 3. Comentários sobre a Portaria MS 518/2004 Subsídios para implementação. Série E. Legislação de Saúde. Brasília-DF 2005. MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação-Geral de Vigilância em Saúde Ambiental. 4. Livro Hidráulica Aplicada às Estações de Tratamento de Água. Marcos Rocha Vianna. 3 ed. Belo Horizonte: Imprimatur, 1997.
  16. 16. Obrigado pela sua atenção!!

×