Movimento
Hippie
Introdução:
Neste trabalho, falaremos sobre o movimento Hippie
abordando a história, costumes e visão de mundo.
História
 O movimento e cultura Hippie nasceu na década de 60, disposto a
oferecer uma visão de mundo inovadora e distant...
Os Pioneiros
 Os que começaram o movimento
contra cultural foram os beatniks, e o
principal motivo te te-los levado ao
pi...
Os Beatniks
 Conhecidos como a Beat Generation, os
beatniks eram jovens intelectuais sendo
geralmente artistas e escritor...
Cultura
 Os hippies adotaram religiões
como o budismo, o hinduismo e
as religiões das culturas nativas
norte-americanas.
...
Estilo de Vida
 Com um estilo de vida nômade deixando o conforto dos seus lares,
eles viviam em comunidades com outros hi...
Visual
 Os hippies usavam roupas velhas e naturalmente rasgadas, para
ir em oposição ao consumismo, ou então roupas com c...
O símbolo
 Os hippies adotaram o símbolo da paz que foi
desenvolvido na Inglaterra como logo para uma
campanha contra o d...
Religião e Crenças
 Acreditavam e abraçavam aspectos da religião Hindú
(principalmente pela doutrina da “não-violência
pr...
Música
 A música era muito presente na vida dos hippies,
pois, além do entretenimento, os músicos
funcionavam como uma es...
Ideologia e Valores
 Vida Comunitária
 Conscientização de conservação da natureza
 Alimentação vegetariana
 Luta pela ...
Gírias
 As gírias hippies surgiram no Brasil principalmente
nos anos 70 e tornaram-se moda entre os jovens.
Atualmente sã...
Dicionário Bichogrilês
 Bicho Grilo - Vestido diferente do
padrão (como o próprio hippie)
 Bicho – Amigo
 Biônico - Pol...
Curiosidades
 Os hippies partilhavam tudo, desde a comida aos companheiros.
 A frase que melhor resume este sentimento f...
Conclusão
 Para muitos a filosofia hippie não morreu e não deixou de ser um sonho,
não somente para a juventude que busca...
Fontes de Pesquisa
 www.historiadomundo.com.br
 Contracultura (Google)
 Filme Aconteceu em Woodstock, de 2009 - dirigid...
Grupo
Ana Luisa Vieira
Ana Cláudia Santos
Geysa Ramos
Sabryna Stelita
Stéphanie Parreira
Disciplina: Política Internaciona...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Movimento hippie

1.150 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

Movimento hippie

  1. 1. Movimento Hippie
  2. 2. Introdução: Neste trabalho, falaremos sobre o movimento Hippie abordando a história, costumes e visão de mundo.
  3. 3. História  O movimento e cultura Hippie nasceu na década de 60, disposto a oferecer uma visão de mundo inovadora e distante das vigentes idéias da sociedade capitalista.  O movimento se constituiu a partir de uma maioria jovem e escolarizada que recusava as injustiças e desigualdades da sociedade americana, nomeadamente a segregação racial.  Em sua maioria, os hippies abandonavam suas famílias e o conforto de seu lar para se entregarem a uma vida regada por música, drogas alucinógenas e a busca por outros padrões de comportamento. Ao longo do tempo, ficariam conhecidos como a geração da “paz e amor”.
  4. 4. Os Pioneiros  Os que começaram o movimento contra cultural foram os beatniks, e o principal motivo te te-los levado ao pioneirismo foi o incomodo com a realidade em que viviam.  Os principais beatniks foram Jack Kerouac, Allen Ginsberg e William Burroughs.  Na segunda metade da década de 60 os principais beatniks foram Ken Kesey, Alan Watts, Timothy Leary e Norman Brown, os quais criaram toda a idéia contra cultural dando a eles a liderança no movimento e servindo de base para o movimento hippie.
  5. 5. Os Beatniks  Conhecidos como a Beat Generation, os beatniks eram jovens intelectuais sendo geralmente artistas e escritores que não eram a favor do consumismo e contestavam o otimismo pós guerra americano, o anticomunismo e a falta de pensamento crítico intelectual na sociedade da época.  Beat também foi o termo que influenciou a escolha do nome da banda The Beatles, onde John Lennon era uma importante figura entre os beatniks.
  6. 6. Cultura  Os hippies adotaram religiões como o budismo, o hinduismo e as religiões das culturas nativas norte-americanas.  Eles estavam em desacordo com os valores tradicionais da classe média americana e das economias capitalistas e totalitárias.
  7. 7. Estilo de Vida  Com um estilo de vida nômade deixando o conforto dos seus lares, eles viviam em comunidades com outros hippies ou em comunas rurais.  Eles adotaram um modo de vida comunitário estando sempre em comunhão com a natureza. Viviam e produziam independentemente dos mercados formais.
  8. 8. Visual  Os hippies usavam roupas velhas e naturalmente rasgadas, para ir em oposição ao consumismo, ou então roupas com cores berrantes para fazer apologia à psicodelia, além de diversos outros estilos incomuns (como calças boca de sino, camisas tingidas e roupas de inspiração indiana).  Também usavam túnicas, sandálias, cabelos compridos em ambos os sexos e flores no cabelo.
  9. 9. O símbolo  Os hippies adotaram o símbolo da paz que foi desenvolvido na Inglaterra como logo para uma campanha contra o desarmamento nuclear, nos anos 60 na Inglaterra, posteriormente adotado pelo movimento hippie. Foi desenhado por Gerald Holtom, um designer inglês, em 1958.  Este símbolo tem o nome de Mandala (figura circular com 3 intervalos iguais).
  10. 10. Religião e Crenças  Acreditavam e abraçavam aspectos da religião Hindú (principalmente pela doutrina da “não-violência pregada por Gandi) e Budista, apesar de não terem uma religião definida. Acreditavam em magia, astrologia e no tarô.
  11. 11. Música  A música era muito presente na vida dos hippies, pois, além do entretenimento, os músicos funcionavam como uma espécie de sacerdote, pois seguiam sua ideologia e crença.  Tinham preferência pelo rock psicodélico, como Grateful Dead, Jaferson Airplane, Janis Joplin, Jimi Hendrix, mas também curtiam Beatles e Rolling Stones.  Era comum se reunirem na casa uns dos outros em festas ao ar livre para tocar músicas e filosofar.
  12. 12. Ideologia e Valores  Vida Comunitária  Conscientização de conservação da natureza  Alimentação vegetariana  Luta pela paz mundial e qualquer outro conflito  Respeito pelas minorias culturais e raciais  Contato e utilização de drogas alucinógenas e psicodélicas  Liberdade sexual  Crítica aos meios de comunicação em massa  Anti consumismo e as práticas capitalistas
  13. 13. Gírias  As gírias hippies surgiram no Brasil principalmente nos anos 70 e tornaram-se moda entre os jovens. Atualmente são usadas com menos frequência, mas muitas nunca deixaram de ser usadas como "coroa" (pessoa com mais de 30 anos). Tudo jóia Bicho? Oque tem nessa capanga aí? Fala Coroa... Melhor nem te falar pra não dar bode!
  14. 14. Dicionário Bichogrilês  Bicho Grilo - Vestido diferente do padrão (como o próprio hippie)  Bicho – Amigo  Biônico - Político nomeado pelo governo  Barra – Difícil Bichogrilês – Idioma do Hippie  Bode – Confusão  Capanga – Bolsa  Chacrinha – Conversa sem objetivos  Dar o cano – Furar um compromisso  Falou - Tchau, até Mais  Fazer a cabeça – Conquistar  Goiaba – Bobo  Jóia – Tudo bem  Pode crer – É verdade  Repeteco – Repetição  Velha e velho - Pai e mãe
  15. 15. Curiosidades  Os hippies partilhavam tudo, desde a comida aos companheiros.  A frase que melhor resume este sentimento foi a famosa "Make Love Not War” – “Faça Amor, Não Faça Guerra”.  Numa de suas ações, um numeroso grupo de hippies rodeou o Pentágono (sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos ) e tentaram levitá-lo apenas com a "força da meditação".
  16. 16. Conclusão  Para muitos a filosofia hippie não morreu e não deixou de ser um sonho, não somente para a juventude que busca mudar o mundo, mas para todos aqueles que possuem a alma contestadora, que buscam viver de forma totalmente livre, fazendo o que quer, de forma consciente. Assim os hippies deixaram isso em seu legado a sociedade atual.  Podemos perceber também que a contestação do movimento hippie não se colocava de forma isolada ao mundo presente. Apesar de projetarem uma sociedade diferente e buscarem novas formas de percepção, os hippies se colocavam como uma voz ativa contra algumas ações políticas da época. Sem dúvida, a inventividade deles ainda serve de exemplo para muitas pessoas que se preocupam com as questões de seu tempo e a garantia de seus direitos.  Essa contracultura esta presente nos nossos dias ate hoje e somente graças a ela é que os jovens começaram a lutar pelo que realmente acreditavam e tentar fazer uma diferença no mundo. A contracultura é a grande inspiradora de movimentos motivam os jovens a tentar mudar o mundo.
  17. 17. Fontes de Pesquisa  www.historiadomundo.com.br  Contracultura (Google)  Filme Aconteceu em Woodstock, de 2009 - dirigido por Ang Lee  www.hipforums.com
  18. 18. Grupo Ana Luisa Vieira Ana Cláudia Santos Geysa Ramos Sabryna Stelita Stéphanie Parreira Disciplina: Política Internacional – Sérgio Oliveira

×