QUANDO DEUS FEZ 
OS ESPECIAIS 
Cleuza Cyrino Penha
Quando Deus fez os 
meninos 
Teve um trabalho sem 
fim 
Deus nunca pensou 
Ser tão difícil assim
Pegou prego e martelo 
Serrote e madeira boa 
Barro,pedra e cola seca 
E um pedaço de canoa
Pregou colou deu-lhe 
forma 
Lixou para tirar as 
arestas 
Mas não teve muita 
norma 
Criar meninos foi festa
Para criar as meninas 
Deus ficou mais 
preocupado 
Entre as coisas que 
guardava 
Procurou a algo 
dourado
Buscou num canteiro 
As mais bonitas e 
delicadas 
Cravos,violetas,margari 
das 
E rosas das mais lindas 
cores
Dos passarinhos pegou 
A tagarelice da 
papagaio 
A brisa suave do tempo 
Tocando galhos
Das ondas do mar fez 
os cabelos 
Do sereno fez o olhar 
Do moranguinho 
vermelho 
Fez os lábios a cantar
Do mel fez o sorriso 
Do orvalho tirou as 
lágrimas 
Não teve nenhum 
prejuízo 
Fez as gordas e as 
magras
Quando Deus os trouxe 
na terra 
Sabia das diferenças 
Mas pensou: são as 
coisa minhas 
Criadas com tanta 
paciência
O que Deus não 
acreditou 
É que eles brigariam 
tanto 
Se soubesse disso antes 
Deus cairia num pranto
Agora,meninos e meninas 
O jeito é combinar 
Aceitar as diferenças 
Para Deus não mais 
chorar
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Quando deus fez os especiais

227 visualizações

Publicada em

Quando deus fez os especiais

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
227
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quando deus fez os especiais

  1. 1. QUANDO DEUS FEZ OS ESPECIAIS Cleuza Cyrino Penha
  2. 2. Quando Deus fez os meninos Teve um trabalho sem fim Deus nunca pensou Ser tão difícil assim
  3. 3. Pegou prego e martelo Serrote e madeira boa Barro,pedra e cola seca E um pedaço de canoa
  4. 4. Pregou colou deu-lhe forma Lixou para tirar as arestas Mas não teve muita norma Criar meninos foi festa
  5. 5. Para criar as meninas Deus ficou mais preocupado Entre as coisas que guardava Procurou a algo dourado
  6. 6. Buscou num canteiro As mais bonitas e delicadas Cravos,violetas,margari das E rosas das mais lindas cores
  7. 7. Dos passarinhos pegou A tagarelice da papagaio A brisa suave do tempo Tocando galhos
  8. 8. Das ondas do mar fez os cabelos Do sereno fez o olhar Do moranguinho vermelho Fez os lábios a cantar
  9. 9. Do mel fez o sorriso Do orvalho tirou as lágrimas Não teve nenhum prejuízo Fez as gordas e as magras
  10. 10. Quando Deus os trouxe na terra Sabia das diferenças Mas pensou: são as coisa minhas Criadas com tanta paciência
  11. 11. O que Deus não acreditou É que eles brigariam tanto Se soubesse disso antes Deus cairia num pranto
  12. 12. Agora,meninos e meninas O jeito é combinar Aceitar as diferenças Para Deus não mais chorar

×